10 dicas de organização da Marie Kondo | Blog Telhanorte
home > Dicas > 10 dicas de organização da Marie Kondo

10 dicas de organização da Marie Kondo

Marie-Kondo

| Dicas

A organização é um problema para você? Deseja começar a ordenar sua casa e sua vida? Então está na hora de aplicar as dicas da Marie Kondo!

 

Talvez você já tenha tentado fazer aquela faxina em casa e organizar tudo e se sentiu cansado no meio do caminho, deixando o restante para outro dia, correto? Ou você pode ser o tipo de pessoa que prefere arrumar um cômodo da casa por vez. Já parou para pensar como é desgastante esse processo?

Organizar a nossa casa é o primeiro passo para termos uma vida mais organizada e mesmo que pareça difícil inicialmente, os resultados nos faz sentir melhores e menos estressados. Afinal, nada se compara a sensação de estar num ambiente organizado e limpo, não é mesmo?

O método KonMari, da famosa empresária japonesa Marie Kondo, é a solução para esse problema! Com dicas simples, inteligentes e eficazes você pode dar aquela sensação de lar organizado e ainda contribuir para uma vida mais feliz!

 

Afinal, quem é Marie Kondo e por que suas dicas revolucionaram o mundo?

Marie Kondo, como já falamos, é uma empresária e também escritora japonesa que alcançou o sucesso com suas dicas focadas em métodos de organização pessoal. Um de seus livros mais famosos, “A mágica da arrumação”, é o que guiará as dicas que você lerá nessa matéria.

Kondo possui táticas infalíveis para você organizar roupas, objetos, papéis e ambientes. Seu método possui até um nome próprio: KonMari — abreviação de Marie Kondo.

Suas dicas têm como objetivo ressignificar totalmente a nossa relação com os objetos e com a própria casa, tornando a nossa vida melhor. Algumas pessoas que participaram de seus cursos afirmaram que, após o KonMari, conseguiram mudar de emprego, ter uma absorção de conhecimento maior em cursos e mudaram sua relação interpessoal com familiares e amigos, tudo isso porque a energia que a casa fornece após essa organização é mais leve.

 

livro-a-mágica-da-arrumação-Marie-Kondo

Livro ‘A mágica da arrumação’ da escritora e empresária japonesa Marie Kondo (Foto: Editora Sextante / Reprodução)

 

Hora de colocar a mão na massa!

Com certeza você está curioso pelas dicas que a protagonista desse artigo vai te trazer, mas lembre-se que o primeiro passo para ter uma casa e vida organizada é querer. Você precisa estar disposto a desapegar de objetos que não fazem mais sentido em sua vida e, principalmente, continuar mantendo os espaços organizados para sentir as energias positivas que as mudanças irão proporcionar.

Agora, vamos conhecer as dicas de Kondo e aplicá-las em nossa vida! Hora de arregaçar as mangas e colocar a mão na massa!

 

1. Arrume tudo de uma vez

Podemos ter a impressão de que arrumar a casa é um processo difícil porque alguns dias depois de concluirmos a tarefa está tudo bagunçado outra vez. O problema aqui é que organizamos a casa do jeito errado!

Muitos sites e artigos sobre organização dizem que devemos arrumar um pouco a cada dia, mas isso só faz prolongar a arrumação, nos deixar cansados e com uma sensação de que nunca iremos terminar. Acabamos por guardar tudo, mas de fato, isso não é organização.

Fazer da maneira certa é organizar tudo de uma vez para garantir que eles fiquem em ordem para sempre.

 

limpeza-organização

Produtos para limpeza (Foto: Shopify Partners / Stock Up / Reprodução)

 

2. Chega de acumular, comece a descartar

Quando pensamos em organização, provavelmente a primeira ideia que nos vêm à cabeça é guardar as coisas, mas esse é um grande erro. A maioria das pessoas são, por natureza, acumuladoras. Tendemos a reter muitos objetos mesmo sem saber a real necessidade para isso e no fim, nos vemos cercados de coisas que nunca utilizamos ou damos pouco uso por aquele medo de “e se um dia eu precisar?”.

Marie Kondo refuta totalmente essa ideia. De tudo que temos em casa, só usamos 1/4 com regularidade. Então, para quê mantê-los conosco? Uma casa menos entulhada de objetos nos faz perceber o sentido daquelas que ficaram e não nos geram falta das que foram.

A autora fala que devemos pegar em nossas mãos cada objeto e nos perguntarmos: “Isso ainda me faz feliz? É útil para mim? Eu realmente irei usá-lo?” se a resposta for não, esse item deve ir para a pilha de descarte.

Comece sua organização observando atentamente cada item e separe-os em duas categorias: descartar e guardar, tomando mais tempo com a primeira. Só depois de eliminar aquilo que não precisa você conseguirá dar atenção para o que ficou.

 

lixeira

O primeiro passo para organizar é descartar objetos que não te fazem mais feliz (Foto: Yoneken / Unsplash / Reprodução)

 

3. Organize por categorias, não por cômodos

Já reparou na quantidade de objetos iguais que guardamos em lugares diferentes? As roupas são um exemplo. Talvez na sua casa tenham roupas na entrada, na lavanderia em um cesto para higienizar, outro para passar, e claro, nos armários dos quartos. Produtos de pele também podem ser encontrados em vários cômodos além do banheiro, mas por que eles não ficam todos juntos num único local, liberando espaço em outros ambientes?

Comece com uma categoria de objetos e junte-os todos no mesmo lugar, assim você consegue visualizar a quantidade que cada um tem, sua real necessidade e até descobrir se estão vencidos ou não. Depois é só aplicar o método do item 2 e descartar o que não lhe serve mais.

“Quando digo que você deve começar a organizar por categorias, não quero dizer que possa começar pela categoria que quiser”, diz Marie Kondo. Isso porque temos uma tendência a ir nos mais fáceis e desistir no meio do processo quando chegamos as difíceis. Certos itens devem ficar no final, como os objetos com valor sentimental, já que você demorará mais para poder escolher se deverá descartar ou não.

 

organização-guarda-roupas

Organize os objetos por categoria (Foto: Desmon / Reprodução)

 

4. Tire tudo do lugar

Isso mesmo, para organizar é preciso bagunçar. Comece escolhendo a categoria e coloque em um lugar que você possa visualizar tudo, assim você pode definir o que ainda é útil e quer manter, o que não lhe serve e você pode doar e o que deve ser jogado fora. Essa dica vale para qualquer categoria de objetos que você escolher. Nem tudo que guardamos ainda nos é necessário ou nos serve, então o correto a fazer é desapegar dessas coisas.

 

roupas-bagunça

Coloque tudo no chão para visualizar o que precisa ser descartado antes de organizar (Foto: Gazeta do Povo / Reprodução)

 

5. Roupas e o mito das que separamos para “usar em casa”

Quando uma roupa já não serve mais para sair ou trabalhar, seja por estar com um furo, desbotada ou manchada, nossa tendência é separá-las para usar em casa, não é mesmo? Marie afirma que essa prática de “guardar peças rejeitadas é simplesmente uma maneira de adiar o descarte”.

Segundo ela, não devemos guardar esse tipo de roupa simplesmente porque temos dó de jogá-las fora. A casa é nosso santuário e devemos nos vestir bem para nos sentirmos felizes, o que melhora — e muito! — nossa autoestima.

As famosas “roupas de ficar em casa”, que já estão velhas, rasgadas e não têm uso devem ser jogadas fora para liberar espaço para outras que podem nos fazer mais felizes.

 

roupas

Jogar fora roupas velhas libera espaço para as novas (Foto:
Nick de Partee / Unsplash / Reprodução)

 

6. Dobre as roupas do jeito certo e acabe com o problema de espaço

Finalizando o processo de seleção entre o que devemos manter e o que será descartado, ainda lhe sobrarão muitas roupas, e para mantê-las organizadas é essencial que estejam dobradas do jeito certo. Dessa forma você garante espaço para as atuais e as que virão.

No vídeo abaixo, Marie Kondo ensina, de maneira fácil, como dobrar as roupas de modo que elas fiquem organizadas e sem vincos que as façam precisar ser passadas antes do uso. O vídeo está em inglês, mas as animações ilustram bem como fazer cada passo. Confira:

 

 

7. Papéis: guarde somente o importante

A regra de Kondo quando o assunto é papel pode ser um pouco drástica: ela recomenda jogar tudo fora. A maioria das companhias de gás, telefone, energia elétrica, água e outros podem emitir um recibo de quitação anual de débitos, assim você não precisa guardar comprovantes de todas as contas pagas.

Se você tem receio de jogar todos os papéis fora, tente separá-los em duas categorias: para guardar e para jogar fora. Na primeira você deve guardar os papéis que precisará durante um tempo, como formulários a serem entregues, cartas para responder e notas fiscais de produtos enquanto ainda estão na validade para troca ou devolução. Na segunda, o que não se encaixa como papel necessário você deve descartar sem medo, como notinhas de supermercado, anotações diversas que não possuem mais sentido e contas antigas.

 

papeis-bagunçados

Jogue fora papeis que não possuem mais serventia (Foto: Catraca Livre / Reprodução)

 

8. Use caixas e cestos para organizar gavetas e armários

Se a sua gaveta de meias e roupas íntimas está sempre uma bagunça, experimente acondicioná-las em caixas ou cestos dentro das gavetas, assim você mantém a organização e ainda garante uma boa visualização das peças que possui, podendo escolher com maior facilidade e sem dor de cabeça.

Essa dica também é válida para outros ambientes da casa, seja na cozinha, banheiro ou despensa. As caixas organizadoras são nossas amigas, desde que você não acumule objetos ali só para tirá-los de vista.

 

Aproveite também para ler: Como organizar sua casa com caixas e cestos organizadores!

 

cestos-organizadores

Caixas e cestos facilitam a organização (Foto: Okka / Reprodução)

 

9. Use prateleiras na cozinha com inteligência

Para facilitar a sua vida e a dos demais membros da casa, mantenha na parte da frente das prateleiras e armários da cozinha aqueles itens que mais são usados, como pratos, copos, etc., assim não há o risco de ter que bagunçar tudo para pegar um determinado objeto.

 

prateleiras-inteligentes

Use as prateleiras com inteligência e facilite sua vida (Foto: Jason Leung / Unsplash / Reprodução)

 

10. Não espalhe coisas pela casa

Depois de organizar tudo, dá uma certa sensação de tristeza em ver itens fora do lugar, correto? Nesse caso, não somente a sua casa, mas também os seus hábitos devem mudar. Ao voltar do trabalho, escola ou faculdade, coloque cada coisa no local apropriado para isso, mesmo que esteja cansado, essa prática vai evitar dor de cabeça no final da semana. Coloque a roupa suja no cesto para lavar, guarde os sapatos no lugar determinado para isso, esvazie bolsas e mochilas e coloque no armário — facilita muito caso você use mais de uma bolsa na semana — e acessórios no espaço correto.

Com essas pequenas atitudes que não vão tomar mais que cinco minutos da sua vida, você terá mais tempo para descansar e aproveitar sua casa e família.

 

cozinha-organizada

Com a casa organizada você tem mais tempo para curtir com os amigos, família e a sua própria companhia (Foto: Carolyn Christine / Unsplash / Reprodução)

 

O que está por trás de uma boa organização?

No livro “A mágica da arrumação”, Kondo deixa bem claro o valor emocional que uma casa organizada pode nos fornecer. Ela acredita que o objetivo de todo o processo de organização é nos fazer mais felizes, por isso devemos viver o momento da arrumação de forma intensa.

Algumas de suas dicas são:

 

Visite nosso departamento de organização da casa!

Agora que você tem algumas das melhores dicas de organização de Marie Kondo, está na hora de colocá-las em prática. Não se esqueça de fazer dele um momento de reflexão sobre acumulação de objetos e a necessidade de mantê-los com você.

A Telhanorte te ajuda a encontrar diversos itens para começar o processo no departamento de organização de casa em nosso site. Lá você pode adquirir caixas e cestos organizadores, cabides e itens para organizar o closet, potes de mantimentos, lixeiras e muito mais! Faça suas compras pela internet e use a opção Clique & Retire, sem pagar custo de frete.

Você também pode contar com a ajuda de nossos colaboradores através do WhatsApp para tirar todas as suas dúvidas sobre produtos. Se preferir, visite uma de nossas lojas físicas. Dê o primeiro passo para ter uma casa e uma vida mais organizada!

 

Edição por Camila Alexandrino e João Victor Quintino