ar condicionado | Blog Telhanorte

Como umidificar o ar no inverno e preservar os ambientes da casa

como-umidificar-ar-inverno

| Climatização

Como umidificar o ar no inverno? Essa é uma dúvida frequente de muitas pessoas que moram em regiões do país onde a estação mais fria é também a mais seca

 

A umidade do ar está diretamente relacionada a nossa saúde, pois pode acentuar a maioria dos problemas respiratórios e alérgicos. Já que não é possível mudar de região e voltar quando o inverno tiver acabado, existem algumas soluções simples que podem ajudar a melhor a qualidade do ar da sua casa.

As principais maneiras de como umidificar o ar no inverno são:

  1. Colocar uma toalha molhada no quarto
  2. Evitar o uso do ar condicionado
  3. Manter a casa limpa
  4. Ter plantas dentro de casa
  5. Usar um umidificador de ar

 

O que podemos sentir quando o ar está muito seco?

Você já deve ter ouvido na previsão do tempo do jornal, os repórteres falando sobre a umidade relativa do ar. A umidade relativa do ar se refere a quantidade de água presente no ar do ambiente em relação a quantidade máxima possível em uma mesma temperatura.

O índice de umidade do ar ideal é de 40% a 60%, mas no inverno esse índice chega a 20% em algumas regiões do país. Essa diminuição acentua a poluição presente no ar das grandes cidades e agrava a maioria dos problemas respiratórios como: 

– rinite;

– asma;

– sinusite;

– bronquite, entre outros.

Outras consequências comuns são olhos irritados, garganta seca e pele ressecada. Se você mora em regiões em que a umidade relativa do ar diminui muito quando está frio, confira as dicas abaixo de umidade relativa do ar.

 

beneficios-umidificador-ar

Imagem: Folha de S. Paulo

 

Como umidificar o ar do ambiente no inverno?

 

1. Colocar uma toalha molhada no quarto

A primeira dica de umidificar o ar no inverno é molhar uma toalha e colocá-la aberta na cabeceira da cama, nas costas de uma cadeira, na janela ou em um pendurador de toalhas.

Faça isso a noite, de preferência, para que durante as horas de sono a água da toalha evapore e melhore a qualidade do ar do quarto.

Dica: a tolha molhada umedece mais rápido que baldes e bacias com água, mas essas também são boas opções.

 

2. Evitar o uso do ar condicionado

Aproveite o inverno para aposentar temporariamente o ar condicionado. O aparelho diminui a umidade do ambiente, acentuando o desconforto do clima seco. E como ele não serve para umidificar o ar no inverno, aproveite para fazer a manutenção, pois como o tempo os filtros ficam carregados de partículas de poeira e precisam ser trocados. 

O ideal é fazer a troca a cada 6 meses então planeje-se para fazer as trocas no inverno.

 

Veja também: Conheça 4 tipos de ar condicionado residencial

 

3. Manter a casa limpa

Essa é uma dica básica de como umidificar o ar no inverno que serve para todas as outras estações. O excesso de poeira no chão, nas janelas, nos armários e prateleiras tornam os ambientes da casa não só desconfortáveis, mas também contribuem para piorar a saúde. Uma limpeza semanal é o suficiente para manter a casa arejada e com um ar de qualidade circulando.

 

4. Ter plantas dentro de casa

As plantas também são amigas poderosas quando o assunto é como umidificar o ar no inverno. Tanto as que gostam de sol quanto aquelas que preferem a sombra. Toda casa pode ter uma! Os vasos de planta ajudam a melhorar a qualidade do ar, atuando como um filtro da poeira invisível no ambiente. A samambaia, espada de são jorge e a iuca são algumas das opções para investir.

 

Samambaia-planta-umidificar-ar

Samambaia no vaso Imagem: vivadecora.com.br
/ Reprodução)

 

5. Usar um umidificador de ar

Por fim, existe uma opção ainda mais prática de como umidificar o ar no inverno: comprar um umidificador de ar. O aparelho solta um vapor de água que umidifica o ambiente e pode ser usado para preparar o quarto para uma noite de sono confortável.

Dica: é importante controlar o uso do umidificador para evitar umidade em excesso que pode ser absorvida pelos móveis e provocar mofo nos interiores. 

umidificador-ar-mondial

Umidificador de ar ultrassônico Confort Air 4 litros 127V – Mondial

 

Como funciona um umidificador de ar

Também conhecido como vaporizador, o umidificador é um aparelho que transforma água em vapor para que o ar do ambiente fique mais úmido. É um aparelho elétrico, portanto, para funcionar ele precisa estar ligado na tomada. Antes de ligá-lo, basta colocar água e pronto!

Essa é uma maneira prática de como umidificar o ar no inverno. Especialmente, para quem tem crianças em casa, mas é um investimento que vai beneficiar a família inteira.

Para que o aparelho tenha uma boa vida útil, é importante:

 

Benefícios do umidificador de ar

O principal benefício do umidificador de ar é melhorar a qualidade do ar, elevando a umidade do ambiente. Além disso, é a maneira mais rápida para deixar o ambiente confortável e menos seco.

Mas o aparelho agrega mais benefícios, especialmente para quem tem problemas respiratórios, aliviando a irritação dos olhos, dificuldade de respirar, tosse, entre outros sintomas comuns em pessoas alérgicas.

 

umidificador-de-ar-casa-purificada-ar-puro

Umidificador de ar Foto: uol.com.br/Reprodução)

 

Gostou das dicas de como umidificar o ar no inverno?

Seja para auxiliar no tratamento de algum problema alérgico e respiratório ou apenas para ter mais conforto durante o período em que o clima está mais seco, o umidificador é um excelente investimento.

Na Telhanorte, você encontra os melhores modelos de umidificador de ar para sua casa e com o melhor preço. Faça sua compra pelo site e receba em casa com todo o conforto que nossa equipe oferece!

 

Edição por Veronicca Fernandes

O que é climatização de ambientes? Descubra tudo!

climatizador-ambientes

| Climatização

Nessa matéria, mostraremos para que serve um climatizador de ambientes e quais os benefícios ele pode proporcionar para sua saúde e disposição

 

A climatização de ambientes consiste, basicamente, em diminuir ou aumentar a temperatura de um espaço para torná-lo mais confortável e aconchegante. O processo também pode ser usado em uma casa inteira.

O objetivo de climatizar um ambiente é proporcionar uma temperatura agradável para as pessoas que estão nele, sem fazê-las tremer de frio ou suar em bicas. A tecnologia, muito comum em lojas e escritórios, também está disponível para ser instalada em residências.

E a verdade é que estamos passando cada vez mais tempo dentro de casa, inclusive para trabalhar. Aliás, um estudo recente indica que o home office deve crescer 30% após a pandemia do coronavírus.

Um ambiente muito quente ou frio demais pode acabar com sua concentração no trabalho, ou até com o prazer de ler um livro ou assistir um filme no conforto do lar. Por isso, um climatizador de ambiente pode melhorar, e muito, sua qualidade de vida.

Ao final do texto, você vai saber tudo que precisa para instalar essa tecnologia com eficiência em sua casa!

 

Mas, afinal, o que é climatização de ambientes?

Por definição, climatização é o processo de tornar a temperatura de um ambiente agradável para os organismos biológicos que vivem nele. A tecnologia usada para tornar esse processo possível recebe o nome de AVAC.

AVAC é a sigla para aquecimento, ventilação e ar condicionado. Estes três processos são os responsáveis por modificar a temperatura do ar no interior de um ambiente.

Em lojas e escritórios, a climatização é feita por meio de sistemas de ar condicionado, purificação do ar, aquecimento central ou ventilação.

No caso de uma residência, você pode comprar um ar condicionado para aguentar um verão de 40ºC ou aquecedores, para invernos mais rigorosos. Mas você sabia que o climatizador pode ser uma ótima opção para qualquer estação do ano?

 

Veja também: Ideias para ventilação de ambientes

 

Como funciona um climatizador de ambiente?

Depois de saber o que é climatização de ambientes, você pode estar se perguntando: mas como um climatizador funciona?

Trata-se de um dispositivo que usa a água para promover a troca de calor com o ambiente. Ao deixar o ar mais úmido, o aparelho torna a sensação térmica do local mais agradável.

Climatizador

Climatizador de ar 5V 8W 750ml branco Magic Air Elgin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Mecanicamente, o climatizador de ar funciona como um ventilador. A diferença é que, em ambientes mais quentes, você poderá usar água gelada ou até gelo para umidificar um espaço.

Outros modelos de climatizador também contam com a função de aquecimento. Se você mora em locais mais frios, um aparelho desse tipo deixará a temperatura agradável todos os meses do ano.

 

Saiba mais em: Climatizador ou ventilador: o que é melhor?

 

Para que serve um climatizador de ambiente?

O climatizador é o aparelho ideal para quem não quer mudanças bruscas de temperatura. Diferente do ar condicionado e do aquecedor, ele apenas climatiza o local, fazendo a sensação térmica baixar ou aumentar de dois a cinco graus.

Alguns modelos possuem purificadores de ar. Ou seja, além de climatizar, esses aparelhos também podem deixar o ar mais saudável, eliminando microrganismos como fungos, bactérias e ácaros.

Há também modelos com a função umidificador, ideais para lugares com baixa umidade do ar. Nesse caso, o aparelho contém um compartimento para a colocação de água gelada e gelo, o que faz com que ele libere gotículas minúsculas de água no ar.

 

Quais são os benefícios de um climatizador de ambiente?

Como vimos acima, os climatizadores não só tornam o ambiente mais agradável, mas também mais saudável. Esse tipo de aparelho é especialmente indicado para pessoas com problemas respiratórios.

Os climatizadores também gastam muito menos energia que o ar condicionado e o aquecedor. Além disso, você não vai precisar isolar o cômodo, fechando portas e janelas, para fazê-lo funcionar.

Outra vantagem é que o aparelho geralmente é portátil. Por ser de fácil transporte, pode ser levado para vários cômodos da casa.

 

Como funciona a climatização de ambientes grandes

Muitas pessoas já se convenceram que o climatizador funciona bem em locais pequenos, mas ainda duvidam da eficácia da climatização de ambientes grandes. Mas pode acreditar, tamanho não é documento para esses aparelhos.

Vários espaços como academias, igrejas e shoppings já usam climatizadores em grandes ambientes para refrescar e melhorar a qualidade do ar. E mesmo sem um aparelho de grande escala, você não fica na mão se quiser climatizar um cômodo mais extenso.

Para fazer o cálculo para a climatização de ambientes o primeiro passo é verificar quantos metros cúbicos o local possui.

Essa conta é feita com a seguinte fórmula: comprimento x largura x altura.

Em seguida, basta multiplicar o resultado por 30, que é a quantidade de trocas de ar normatizada para os climatizadores.

O número final será o que você deve usar para saber se o local em questão precisará de um ou mais climatizadores. Importante dizer que, além da conta, é fundamental ler com atenção a embalagem ou o manual de instruções dos aparelhos para ter certeza da sua capacidade.

 

Leia também: Como escolher os BTUs do ar condicionado

 

Mais equipamentos para climatização

Agora que você já sabe o que é climatização de ambientes e todos seus benefícios, que tal deixar sua casa ainda mais aconchegante? Além dos climatizadores, esses outros equipamentos podem te ajudar a criar um clima perfeito no seu lar:

 

Ar-condicionado

Ar condicionado Split 12000 BTUS frio 220V Agratto (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Ventilador-de-teto-Led-repelente-com-controle-3-pas-220V-130W-branco-Spirit

Ventilador de teto Led repelente com controle 3 pás 220V 130W branco Spirit (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Aquecedor-de-ar

Aquecedor de ar halógeno A-09 127V 400W e 800W branco Mondial (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Ar-condicionado

Umidificador de ar Mondial ultrassônico Confort Air 4 litros 127V (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Você pode encontrar todos os produtos acima e muitos outros na seção de climatização do site da Telhanorte. Ou seja, não vão faltar opções para você investir na melhoria do ar que você e sua família respiram.

Visite nossa loja virtual e faça seu pedido, a entrega é garantida em todo o Brasil!

 

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Climatizador ou aquecedor? Saiba escolher o melhor!

climatizador ou aquecedor capa

| Climatização

Quer entender melhor o que levar em conta antes de definir se o seu ambiente precisa de um climatizador ou aquecedor? Então prossiga na leitura!

 

Quem é do time que defende a importância do conforto térmico do ambiente — seja ele uma residência, um escritório ou ambiente comercial — já deve ter se questionado sobre a melhor escolha a fazer: climatizador ou aquecedor?

Ambos os equipamentos são importantes aliados na busca por espaços mais confortáveis e aconchegantes. Entretanto, há, entre eles, algumas diferenças nas características que podem influenciar na decisão de escolha, como as indicações de uso e a forma de equilibrar o ambiente.

A melhor forma de definir se a escolha ideal para o seu caso é o climatizador ou aquecedor é entendendo as características de cada um.

 

Climatizador

A função do climatizador é tornar o ambiente mais agradável por meio de mecanismos de evaporação da água e circulação de ar. Eles são responsáveis por uma sensação de frescor que, em muitos casos, é determinante para alcançar o conforto térmico.

Versáteis, os climatizadores podem ter as funções de ar quente e frio, que atendem às necessidades em qualquer época do ano.

 

Afinal, climatizador de ar quente e frio é bom?

Já que tocamos neste assunto, vamos esclarecer uma das principais dúvidas de quem pesquisa as características desse aparelho: climatizador de ar quente e frio é bom? Sem mais delongas, podemos dizer que sim, especialmente para quem vive em locais com grandes variações climáticas.

Isso porque, em regiões caracterizadas por mudanças climáticas marcantes, calor e frio tendem a ter temperaturas extremas. Neste caso, ter um equipamento versátil ajuda (e muito!) a regular o conforto térmico em ambas as ocasiões.

Embora sua função não seja diminuir a temperatura, ele auxilia no equilíbrio de sensação térmica, chegando a ajustá-la em margens de 3 a 4 graus, para mais ou para menos.

 

Vantagens do climatizador

 

Desvantagens do climatizador

 

Aquecedor

Em contrapartida, o aquecedor tem como principal atribuição a tarefa de aquecer espaços. Por essa razão, é muito utilizado no período noturno e em quartos e salas, locais onde as pessoas tendem a se reunir e passar muitas horas do dia.

Os aquecedores são subdivididos de acordo com suas especificidades:

 

Vantagens do aquecedor

 

Desvantagens do aquecedor

 

Climatizador ou aquecedor: o que levar em conta antes de escolher o melhor para o seu caso?

Além da necessidade do cômodo (aquecer, resfriar ou equilibrar a temperatura), também é preciso levar em consideração os prós e contras de cada equipamento para definir, entre climatizador ou aquecedor, qual é o ideal para você.

Por exemplo, se você vive em um lugar com temperaturas bem definidas, provavelmente não usará o seu aquecedor durante todo o ano, já que no verão ele será dispensável. O climatizador, em contrapartida, é preparado para atuar em ambientes quentes ou frios, embora não seja a opção mais indicada para temperaturas extremas ou para ambientes muito grandes.

 

Qual a diferença entre climatizador e ar condicionado?

Outra dúvida comum no momento de escolha do melhor equipamento de regulação de temperatura é acerca da diferença entre climatizador e ar condicionado. Isso porque ambos os aparelhos têm formas de funcionamento semelhantes. Entretanto, a maior diferença entre os dois equipamentos diz respeito à forma de funcionamento.

Em sua essência, o ar condicionado promove a troca da temperatura do ambiente externo com o ambiente interno. Enquanto isso, o climatizador apenas refresca o ambiente, funcionando como uma espécie de ventilador acoplado a um reservatório de água.

 

Gostou das dicas?

Depois de ler tanto sobre os equipamentos, características, formas de funcionamento e principais diferenças, a escolha ficou mais fácil, certo? Nossa sugestão é que, após esta leitura, você corra para a seção de climatização no site da Telhanorte e conheça todas as nossas soluções para tornar seus ambientes mais agradáveis e aconchegantes! Que tal deixar seu ambiente ainda mais confortável, hoje mesmo?

 

Edição de Murilo Bonício e João Victor Quintino

Como escolher os BTUs do ar condicionado

como-escolher-btus-ar-condicionado

| Climatização

Está pesando em instalar um ar condicionado no seu ambiente e não sabe qual a quantidade de BTUs correta? Leia a matéria e descubra!

 

O ar condicionado é uma conquista, principalmente, para quem mora nas cidades mais quentes do país. Mas para que o investimento valha a pena, é importante aprender como escolher os BTUs do ar condicionado.

O valor do BTU refere-se a potência de resfriamento que o aparelho de ar condicionado possui. Assim, você vai encontrar opções variadas no mercado não só em relação ao modelos, mas também a quantidade de BTUs.

Errar na escolha significa ficar com um aparelho com desempenho insuficiente em casa ou no espaço de trabalho ou potente demais, o que transforma o ambiente em uma filial do Polo Norte. 

Para te livrar de um investimento furado, montamos um guia prático de como escolher os BTUs do ar condicionado com tudo que você precisa considerar antes de comprar.

 

O que é BTU?

BTU é a sigla para British Thermal Unit, em português, Unidade Térmica Britânica. É uma unidade de medida que mostra qual é a potência de refrigeração de um aparelho de ar condicionado. Quanto maior o número de BTUs, maior é a sua capacidade de deixar o ambiente mais gelado e vice versa.

Mas a potência necessária para identificar a quantidade de BTUs que um aparelho deve ter, leva em consideração diversos fatores. Nunca escolha aleatoriamente um modelo! Conheça os fatores que você deve analisar para escolher o ar condicionado.

 

Critérios para escolher os BTUs do ar condicionado

fatores-para-escolher-btu-ar-condicionado

(Foto: Pixabay / Reprodução).

 

1- Tamanho em m2 e exposição ao sol do ambiente

O primeiro fator que você deve analisar para escolher os BTUs do ar condicionado é o tamanho, em metros quadrados, do espaço e o período de exposição solar — apenas pela manhã ou o dia todo. 

Isso é importante porque em ambiente grandes em que bate sol o dia todo, por exemplo, será preciso um aparelho mais robusto para resfriar o local; diferente de um quarto pequeno onde bate sol apenas pela manhã, que precisará de um aparelho mais simples.

Na tabela abaixo, você pode conferir a relação entre área e luz solar de um ambiente para escolher os BTUs do ar condicionado.

 

fatores-para-escolher-btu-ar-condicionado

(Tabela: Acervo Telhanorte).

 

2 – Quantidade de aparelhos eletrônicos

Esse fator é importante para escolher os BTUs do ar condicionado, especialmente para empresas.

Os eletrônicos produzem calor e por isso sua quantidade interfere na temperatura ambiente. Assim, uma sala empresarial cheia de computadores, por exemplo, pode elevar a capacidade de BTUs necessários para o ar condicionado cumprir o seu papel.

 

3 – Quantidade de janelas do espaço

Esse já é um fator de influência tanto para casas quanto espaços comerciais para escolher os BTUs do ar condicionado.

As janelas permitem mais entrada de luz natural, mas também são uma passagem para a luz solar que aquece o ambiente, dependendo do tempo que o sol bate no local. As cortinas e persianas podem ajudar a bloquear a luz solar e também impactar na potência necessária do ar condicionado.

 

4 – Quantidade e tipos de lâmpadas

O acerto na hora de escolher os BTUs do ar condicionado também está em detalhes pequenos como o volume de lâmpadas e de quais tipos elas são.

As luzes produzem calor, principalmente as antigas na versão incandescente. Então, se elas forem a fonte principal de iluminação do ambiente, vão interferir diretamente na temperatura da sala. Por isso, também devem ser consideradas.

As lâmpadas fluorescentes (frias) e LED, além de serem mais econômicas, podem contribuir para que não seja necessário um ar condicionado tão potente. 

 

Como calcular os BTUs do ar condicionado

Você pode seguir a tabela do item 1, mas também é possível fazer o cálculo a mão, adicionando os fatores que citamos acima. Em média são necessários de 600 a 800 BTUs por metro quadrado. Quando o espaço recebe recebe luz solar o dia todo, usa-se como referência 800 BTUs.

Faça a medida do cômodo em metros quadrados e multiplique pelo número de BTU como explicamos acima. A quantidade de pessoas no ambiente também vai impactar no resultado final. Assim, a cada pessoa – acima de 1 usuário – adicione mais 600 ou 800 BTUs, considerando a característica do espaço.

Como exemplo, vamos imaginar uma micro empresa em uma sala comercial de 20 m2 na qual trabalham quatro pessoas. Não bate sol no local. A conta para calcular os BTUs do ar condicionado é:

(600 x 20) + (3 x 600) = 13. 800 BTUs

 

Um ar condicionado com essa capacidade será capaz de refrigerar o espaço com eficiência. 

Também é possível encontrar simuladores online que fazem o cálculo automático dos BTUs e ainda indicam os melhores modelos. Basta seguir o passo a passo e selecionar as características do local de instalação.

Mesmo considerando todos os fatores acima, não descarte a ajuda de um técnico de instalação de ar condicionado. Esse profissional vai orientá-lo tanto a escolher os BTUs do ar condicionado corretamente como sobre a viabilidade de instalação, os materiais que você vai gastar, lembrá-lo de checar as regras do condomínio sobre a fachada, etc.

 

Veja também: Tipos de ar condicionado: 4 opções de aparelhos residenciais

 

Conheça as melhores opções de ar condicionado!

Agora chegou a melhor parte: comprar o ar condicionado perfeito para sua casa ou para sua empresa/estabelecimento comercial!

É só entrar na sessão de Ar Condicionado no site da Telhanorte e fazer sua compra! Seu pedido chega na sua casa com conforto e segurança, pronto para ser instalado.

Confira também outras opções de Climatização disponíveis no site e também tudo que você precisa de materiais de construção.

 

Edição por João Victor Quintino e Murilo Bonício

Conheça 4 tipos de ar condicionado residencial

fatores-para-escolher-btu-ar-condicionado

| Climatização

Ao sair para comprar um ar condicionado, existem algumas variáveis a serem consideradas. Confira nossa matéria e saiba o modelo certo para você!

 

Antes de escolher um modelo, não deixe de conferir todos os diferentes tipos de aparelhos de ar condicionado residencial disponíveis no mercado e analisar fatores como custo, saída de BTU, controles e eficiência de energia.

Confira nossa matéria a seguir e saiba mais sobre os tipos de ar condicionado que você pode ter em sua casa!

1. Ar condicionado de janela

O ar condicionado de janela é um dos mais comumente utilizados. Com certeza você já deve ter observado em uma caminhada pelas ruas, este tipo de ar condicionado instalado nas casas ou prédios.

Este modelo possui um sistema de exaustão que empurra o ar quente para trás e pelos lados, enquanto o sistema de refrigeração é apontado para dentro de casa.

Além de ser um dos mais baratos, é um dos mais compactos. Portanto, pode ser utilizado por pessoas que vivem em pequenas casas ou apartamentos. Já se você possuir uma casa grande, talvez seja necessário instalar um em cada cômodo que deseja refrigerar, já que ele possui a capacidade de resfriar um lugar por vez.

Uma das desvantagens do tipo de aparelho é a perda do uso da janela na qual ele está instalado, tanto em termos de acesso ao ar fresco quanto à quantidade de luz que entra no cômodo.

 

ar-condicionado-de-janela

Ar Condicionado de Janela (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

2. Ar condicionado portátil

Semelhante aos aparelhos de janela, o ar condicionado portátil é outro exemplo de sistema de ar condicionado “unitário” ou autônomo. Isto significa que eles têm todos os seus componentes importantes contidos em um único aparelho.

As versões portáteis são mais comumente usadas em situações em que o projeto de uma sala – ou as regras e regulamentos de construção – impede a instalação de uma unidade de janela.

A maneira como eles funcionam é resfriando o ar com uma bobina do condensador contida dentro da unidade e, em seguida, enviando o ar quente através de uma grande mangueira de exaustão. Esta é, por sua vez, um tubo grande que conecta a unidade a um kit de janela – que vêm geralmente juntos com o aparelho –  e direcionando a exaustão para o exterior.

Como o condensador e o exaustor estão localizados dentro da mesma carcaça, essas unidades são tipicamente um pouco mais barulhentas se comparadas a outros modelos de ar condicionado. Além disso, essas unidades provaram ser ineficazes em salas maiores que 46 metros quadrados.

Por causa do ruído e da fraqueza relativa, muitos veem o ar condicionado portátil como último recurso.

Uma vantagem: essas unidades geralmente possuem rodas, o que acaba facilitando a movimentação entre os cômodos.

 

ar-condicionado-portátil

Ar Condicionado Portátil (Foto: Já Cotei / Reprodução)

 

3. Ar condicionado Split

Sistemas de ar condicionado do tipo Split são aparelhos que fornecem resfriamento para diferentes “zonas” dentro de uma residência ou comércio, além de ser um dos mais silenciosos e econômicos do mercado e de possuir fácil instalação.

Esses sistemas, diferentemente das unidades de ar condicionado de janela ou dos condicionadores de ar portáteis, não são aparelhos autônomos, mas, como o nome sugere, são compostos por um sistema de duas partes.

Eles são chamados de “sistemas divididos”, porque consistem em uma unidade condensadora, que é instalada na área externa, e unidades compactas de sopradores ou evaporadoras, que geralmente são montadas em paredes com uma baixa incidência solar na área interna. Essas peças são conectadas via conduítes, que transportam as linhas de energia e refrigeração.

A vantagem de dividir sistemas é que eles podem resfriar diferentes ambientes a diferentes temperaturas, já que cada unidade compacta é equipada com seu próprio termostato.

Temos diversos modelos no mercado que são capazes de desempenhar várias funções como a de refrigerar, ventilar e até mesmo aquecer o ambiente.

 

ar-condicionado-split

Ar Condicionado Split (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

4. Ar condicionado de parede

Assim como o ar condicionado de janela, os aparelhos de parede levam o ar quente para fora, enquanto enviam ar frio de volta para o cômodo. Como os dois primeiros modelos, estes são sistemas independentes.

Para aqueles sem janelas acessíveis, os tipos de ar condicionado de parede são uma opção viável, mas exigem algum planejamento, porque, ao contrário das unidades de janela, eles serão montados permanentemente e não podem ser removidos.

Para montar um destes, um corte deve ser feito em uma parede externa, na qual uma espécie de luva é instalada. Estas são necessárias para suportar o peso do ar condicionado, uma vez que a parede em si não é suficientemente forte.

Como você vai cortar uma parede de sua casa, é altamente recomendável que essa instalação seja realizada por um profissional.

Uma das vantagens de um ar condicionado de parede – quando comparado a um de janela – é que você não perde o uso de sua janela. Outra vantagem é que existe um selo hermético criado, tornando a unidade mais eficiente energeticamente.

 

ar-condicionado-de-parede

Ar Condicionado de Parede (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

Saiba como comprar ar condicionado online

Quer garantir uma casa fresquinha e arejada durante o alto verão? Aproveite os tipos de ar condicionado da Telhanorte.

Além dos aparelhos de ar condicionados, temos vários acessórios para climatização da sua casa como aquecedores de arventiladores e outros produtos para tratamento de ar. Escolha seus itens favoritos, compre e pague online com segurança e receba direto em casa!

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Bonício