madeira | Blog Telhanorte

Cozinha colorida: 25 imagens pra te inspirar

cores-utensilios-cozinha-silicone

| Cozinha

Quer uma cozinha linda, colorida e personalizada? Então confira 25 imagens com utensílios cheios de cor e funcionalidade

 

Quem não gosta de uma cozinha com um toque de personalização, não é mesmo? Algumas pessoas optam por estilos mais clássicos e tradicionais, com algumas poucas estampas em louças e panos de prato. Outras preferem itens mais criativos, trazendo cores vibrantes e divertidas para a bancada.

Está buscando ideias para colorir a cozinha da sua casa? Então se inspire com 25 imagens da Oikos, cheias de cor e personalidade. Depois é só visitar uma de nossas lojas físicas ou o site da Telhanorte e renovar os itens da cozinha!

 

25 imagens para trazer cor à cozinha

 

Utensílios de cozinha da mesma cor

 

colher-vermelha-cabo-madeira-silicone-oikos

Há modelos que combinam o silicone colorido com detalhes amadeirados (Foto: Oikos / Divulgação)

 

 

utensilios-oikos-cozinha-rosa-colorido-espatula-colher-pedagor

Linha de utensílios coloridos da Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Veja mais em: Confira o checklist completo de utensílios de cozinha

 

 

utensilios-verde-colher-pegador-espatula-pincel-oikos-cozinha-colecao

Espátula de Silicone Vazada Verde Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Colher-de-Silicone-azul-Oikos

Crie harmonia entre os diversos acessórios de cozinha (Foto: Oikos / Divulgação)

 

utensilios-laranja-colher-pegador-espatula-pincel-oikos-cozinha

Qual cor mais combina com a sua cozinha? (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Colher-de-Silicone-Rosa-Oikos

Colher de Silicone Rosa Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Utensílios de cozinha de cores diferentes

 

 

potes-quadrados-comida-formato-retangular-alimento-cor-colorido-oikos-azul-verde-geladeira

Por que não trazer cores na própria refeição também? Uma alimentação saudável é cheia de cores, frutas e vegetais diferentes! (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Rolo-de-Massa-Oikos-2312190

Rolo de Massa Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

utensilios-bancada-cor-azul-amarelo-laranja-espatula-pincel-colher-oikos

Você pode organizar os utensílios em cima da bancada, fica bonito e prático (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Confira na loja virtual da Telhanorte: itens para a Organização da Cozinha

 

pincel-colorido-cozinha-oikos-cores-culinario

Pincel culinário pode ser usado para untar formas e decorar bolos e pães (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Pegador-c--Trava-Grande-Preto-Oikos-2313065

Pegador c/ Trava Grande Preto Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

 

utensilios-colorido-cor-picel-colher-ralador-acessorios-colher-pegador-espatula-pincel-oikos-cozinha

Você pode escolher uma cor predominante e trazer pontos de contraste com outras cores vibrantes (Foto: Oikos / Divulgação)

 

utensilios-vermelho-amarelo-bowl-tabua-cozinhar-preparo-cores-colorido-decoracao-colher-pegador-espatula-pincel-oikos-cozinha

Contraste cores diferentes e vibrantes em utensílios, bowls, panelas e demais acessórios (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Itens menos usados também podem ser bem coloridos!

 

descascador-colorido-oikos-cozinha-legumes-vegetais-verde-laranja-amarelo

Até itens menores, como descascadores, podem combinar com o visual escolhido (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Forma-de-Gelo-15-Cubos-Vermelho-Oikos-2313022

Forma de Gelo 15 Cubos Vermelho Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

espremedor-limao-azul-oikos

Espremedor de Limão Azul Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Pincel-de-Silicone-Pequeno-Preto-Oikos

Pincel de Silicone Pequeno Preto Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Espatula-de-Confeiteiro-Pequena-Preto-Oikos-2311780

Espátula de Confeiteiro Pequena Preto Oikos (Foto: Oikos / Divulgação)

 

Gostou das imagens?

Agora é só visitar uma de nossas lojas ou entrar no site da Telhanorte e escolher os produtos que mais combinam com você. Comprando pela loja virtual, você recebe sem sair de casa!

 

Por Vinicius Marques | Edição por Veronicca Fernandes

Madeira industrializada: conheça os principais modelos

plaquinhas-de-mdf-placa-de-mdf

| Materiais de Construção

 

Você sabe a diferença entre MDF, MDP, aglomerado ou HDF? Descubra particularidades de 8 tipos diferentes de madeira de indústria

 

Diferentemente das peças de madeira natural, a madeira industrializada é aquela que passa por processos industriais, seja na prensagem, laminação, trituração ou adição de resinas sintéticas e demais substâncias. Há diversos modelos, com benefícios e particularidades específicas. No entanto, é importante, antes de adquirir um móvel ou peça feita de madeira industrial, garantir que a marca tenha práticas de reflorestamento e sustentabilidade. Confira agora os 8 tipos principais de madeiras industrializadas que você encontra no mercado.

 

Espelheira-Orquidea-57cm-preta-Cozimax

Espelheira Orquídea preta de MDP e MDF, Cozimax (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Madeira de indústria: principais modelos

1. Aglomerado

As placas de aglomerado são feitas de partículas de madeira moída, compactas e aglutinadas por meio de cera e resina sintética. O aglomerado possui baixo custo e boa resistência a empenamento. No entanto, não é indicado para ambientes úmidos, por não ser tão resistente à água. Assim como a maioria dos demais modelos de madeira industrializada, o aglomerado pode ser revestido com lâminas de madeira, fórmica, melamina ou receber a pintura de verniz ou esmalte sintético.

 

madeira-aglomerado-industrializada-industria-industrial-particulas-fibra

Aglomerado (Foto: Rotor DB / Reprodução)

 

Sugestão de matéria: Conheça os tipos de tinta esmalte indicados para pintura de metais e madeiras e os acabamentos do produto disponíveis no mercado.

 

2. MDF

O MDF (Medium-Density Fiberboard — placa de fibra de média densidade) é feito por fibras de madeira, geralmente pinus ou eucalipto reflorestado, de média densidade. Junto da resina sintética e demais aditivos, o material passa por um processo de alta pressão e temperatura, resultando em uma placa sem camadas e homogênea.

 

Módulo de MDF Madri terracota Darabas

 

Além disso, o MDF possui alta resistência física e mecânica, possibilitando o seu encurvamento e demais modelagens para a produção de certos móveis e outras superfícies. Assim como o aglomerado, o MDF não é resistente à água e sol. A depender do revestimento, os móveis e painéis de MDF podem ser instalados em cozinhas e banheiros, tomando sempre o cuidado para não haver o contato constante e excessivo da água com a superfície.

 

3. MDP

O MDP (Medium Density Particleboard — Painel de Partículas de Média Densidade) é feito de partículas de madeira, diferente do MDF que é feito de fibras. Por isso, o MDP é mais resistente em relação à carga, mas não é maleável como o MDF. Com o revestimento certo, pode ser utilizado em móveis de banheiro ou cozinha, sendo ainda mais resistente que o MDF à umidade. Seu preço no mercado costuma ser mais barato, quando comparado ao MDF.

 

MDP-madeira-industrial-industrializada-material

MDP (Foto: Zanzini / Reprodução)

 

A placa de MDP é composta por 3 camadas sobrepostas de partículas de madeira. As maiores se concentram no meio da placa, enquanto que as mais finas se encontram nas camadas de fora, como observado na figura acima.

 

4. HDF

O processo de produção do HDF (High Density Fiberboard — Painel de Fibras de Alta Densidade) é basicamente o mesmo pelo qual o MDF passa. No entanto, a pressão aplicada sobre as fibras do HDF é maior, resultando em uma placa de maior uniformidade, estabilidade e menor espessura. É também mais resistente à água e pragas, como o cupim. O HDF, assim como o MDF, pode ser utilizado na produção de superfícies encurvadas.

 

hdf-cru-madeira-industria-industrial-processo-mdf-mdp-aglomerado

HDF (Foto: Rudegon/ Reprodução)

 

5. OSB

O OSB (Oriented Strand Board — Painel de Tiras de Madeira “Orientadas”) é composto por longas tiras de madeira, orientadas em sentidos pré-determinados, resultando em um diferenciado padrão de desenho. Para sua produção, essas tiras de madeira são prensadas, juntamente de resina, formando uma placa rígida e de boa resistência mecânica.

 

 

O OSB é utilizado de diversas maneiras: em forros, móveis, portas, revestimentos e mesmo para compor elementos decorativos. Quando utilizado no revestimento ou no forro, o OSB apresenta um bom isolamento térmico e acústico. É um material leve e, geralmente, de baixo-custo.

 

6. Compensado

– Compensado Laminado: esse modelo de madeira industrializada é feito a partir da sobreposição de lâminas de madeira, intercalando as peças de acordo com o sentido das ranhuras. Tanto em cima quanto embaixo das lâminas, são colados revestimentos para finalizar o acabamento das peças.

 

compensado-madeira-industrial-laminado-laminas

Compensado laminado (Foto: Comercial Futura / Reprodução)

 

– Compensado sarrafeado: já esse tipo de compensado é resultado da união de sarrafos cortados de madeira, colados um ao lado do outro e revestidos por lâminas. Ambos os modelos de compensados fornecem ótima resistência e aceitam muito bem o uso de pregos e parafusos. No entanto, são mais sensíveis ao ataque de insetos como cupins.

 

 

7. Tamburato

O Tamburato consiste em uma junção de lâminas amadeiradas com o interior semi-oco, fazendo com que a peça seja muito mais leve, quando comparadas a chapas maciças de madeira. A grande espessura das peças de tamburato se deve justamente pelo fato de, no seu interior, haver uma estrutura de papel reciclado semelhante ao desenho de uma colmeia. As peças de tamburato podem ser utilizadas em portas, divisórias, painéis e demais móveis.

 

tamburato-madeira-industrial-industrializada-papelao-papel-recilado-laminas-porta-amadeirada-leve

Tamburato (Foto: Marco Torella / Reprodução)

 

8. Chapa de fibra

A chapa dura de fibra (conhecida também como Eucatex) é produzida a partir da compressão (sob alta pressão e temperatura) das fibras de madeira. Diferentemente de alguns outros tipos de madeira industrializada, não há a adição de resinas sintéticas em sua produção. Essas chapas são bem finas e de alta densidade e podem ser utilizadas em detalhes decorativos, acabamento, fundos de armário e gavetas e divisões internas.

 

 

Madeira na decoração: veja dicas sobre como usá-la!

 

Por Vinicius Marques

Como montar um jardim vertical em casa

painel-modelo-jardim-vertical-plantas-area-externa-casa

| Área Externa

 

Pouco espaço e muita versatilidade com a receptividade das plantas

 

Esse texto é pra você que mora em apartamento pequeno, mas não quer deixar de ter seu próprio jardim. Ainda mais agora que o estilo urban jungle está em alta, que se caracteriza ao estilo floresta urbana; trazendo elementos da natureza para a sua rotina com leveza e qualidade para o seu dia a dia.

 

Sugestão de matéria: Conheça mais sobre o Urban Jungle e traga a natureza para dentro de casa

 

Os jardins verticais são uma ótima escolha para quem vive em ambientes menores, podem ser montados em qualquer cantinho da casa. Na sala, na varanda e até na cozinha, cultivando temperos fresquinhos.

 

 

Como base, você pode escolher uma estante de madeira, dando um toque rústico ao ambiente, ou prateleiras na vertical. Se quiser mais praticidade, opte pelos painéis de palete, que são fáceis de se encontrar e montar, além de serem super versáteis. Com eles você pode construir um jardim suspenso e ainda montar um espaço para guardar suas ferramentas e itens de jardinagem.

 

 

Depois de instalado o painel, escolha as espécies que você quer cultivar nele. Se prefere um jardim mais colorido, aposte em diferentes flores, se quer uma paisagem mais verde, se jogue nas folhagens. O ideal é selecionar plantas que tenham cuidados semelhantes, como a mesma quantidade de sol e de água por dia.

Plantas com queda, como a samambaia, dão volume e trazem o efeito de parede verde. Uma tendência que vai além da sua proposta ecológica beneficia o ambiente e ainda proporciona uma melhor qualidade de vida

Agora que você já sabe como montar o seu jardim sem precisar de muito espaço, que tal começar a trazer mais vida pra dentro de casa?

 

Por que escolher piso laminado para o seu projeto?

piso-laminado-sofa-sala-estar-mesa-cadeiras-madeira-ambiente-neutro-tons-claros-parede-branca

| Pisos e Revestimentos

 

Conheça modelos e vantagens desse tipo de piso para sua casa

 

Publieditorial da Durafloor e Reckitt

 

Hoje, o piso laminado é uma das principais opções para quem está reformando a casa ou o estabelecimento comercial. Isso porque, além de bonito e aconchegante, ele é muito resistente à abrasão, riscos e manchas, tem durabilidade longa e oferece opções hipoalergênicas, anticupins e a tecnologia Protekto Plus que confere proteção antibacteriana e antiviral. Mas se você ainda está na dúvida se é o ideal para você, podemos te ajudar!

Antes de mais nada, tenha em mente que o piso laminado é fabricado com madeira de reflorestamento, ou seja, ele a substitui de uma forma mais natural e sustentável, criando um efeito semelhante, podendo ser encontrado em vários tons. Ok, mas quais são as vantagens do piso laminado?

 

sala-estar-piso-laminado-moderno

O piso laminado cai bem com variados estilos decorativos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

Piso-laminado-Durafloor-de-click-Spot-Olinda-C--1340cm-x-L--187cm-madeirado-1626019

Piso laminado Durafloor de click Spot Olinda C: 1340cm x L: 187cm madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

DF_Linha-Mood_Riviera_BP_Mint_-_Cachorro

Linha de piso laminado Mood Durafloor (Imagem: Acervo / Telhanorte)

 

 

Destac-Laminados-750mL-1771523

Limpador para pisos Laminados 750mL Destac (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Na hora de escolher, além da qualidade, considere o design desejado, a durabilidade e a sustentabilidade do produto. E lembre-se de ficar atento à manutenção, uma limpeza adequada vai te ajudar a não só manter o ambiente higienizado e confortável, mas também garante um revestimento sem danos.

 

DF_Linha_Mood_Nogueira-Caiena

Linha Mood de piso laminado da Durafloor (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

Truques de limpeza para 5 tipos de pisos

vassoura-limpeza-cerdas-piso-madeira-cuidados-dicas

| Limpeza e Manutenção

 

A Telhanorte recomenda cuidados e produtos específicos para os pisos de porcelanato, cerâmica, laminado, vinílico e ardósia

 

Engana-se quem pensa que a limpeza dos pisos não pede atenção especial. Cada material tem uma propriedade técnica e a aplicação de produtos errados pode ocasionar danos irreversíveis, prejudicando a estética e até mesmo danificando o piso. Para não errar na hora da limpeza, confira a seguir dicas e recomendações de Luan Gomes, coordenador de pisos e revestimentos da Telhanorte, para o tratamento apropriado de 5 tipos de pisos.

 

1. Porcelanato

Opção perfeita para qualquer ambiente da casa, o piso de porcelanato é fácil de limpar, mas requer alguns cuidados. “Antes de uma limpeza mais profunda, é necessário retirar o excesso de poeira com uma vassoura de cerdas macias ou aspirador de pó, para que o piso não arranhe. Depois, misture uma colher de sopa de detergente neutro para cada 5 litros de água e aplique a solução com um pano macio por todo o piso. Para finalizar, passe um pano seco para evitar manchas”, aconselha Gomes.

 

Porcelanato-Rochaforte-Pandora-HD-acetinado-retificado-C-60cm-x-L-60cm-marrom-1552376

Porcelanato Rochaforte Pandora HD acetinado retificado C: 60cm x L: 60cm marrom (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Cerâmica

Assim como o porcelanato, o piso cerâmico é lavável e exige a retirada do excesso de sujeira da superfície antes de iniciar a limpeza. “O piso de cerâmica pode ser limpo com produtos multiuso e detergente. Atente-se apenas para o uso de produtos ácidos, pois corroem o piso”, aponta o coordenador.

 

Piso-Cerâmico-Savane-Up-Chicago-Acetinado-Retificado-Comp-74cm-X-Larg-74cm-Cinza

Piso Cerâmico Savane Up Chicago Acetinado Retificado Comp.: 74cm X Larg: 74cm Cinza. (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Laminado

O piso laminado não é lavável, por isso, é necessário utilizar produtos específicos, que devem ser misturados com água para evitar manchas. “Caso o piso já esteja manchado, use removedor de uso comum e um pano macio para fazer a remoção. Após a higienização, passe um pano seco, macio e limpo sobre o piso”, recomenda o especialista.

 

Piso-laminado-Durafloor-de-click-Spot-Roma-C--1340cm-x-L--187cm-madeirado-1625977

Piso laminado Durafloor de click Spot Roma C: 1340cm x L: 187cm madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Vinílico

A limpeza do piso vinílico é bem simples. Água com detergente neutro é a melhor solução para limpar esse tipo de material. “Se o piso estiver manchado, não utilize nenhum produto, apenas detergente neutro, pois algumas fórmulas podem conter agentes corrosivos que danificam a aparência do material”, alerta.

 

Piso-vinilico-Durafloor-de-cola-City-Quito-madeirado-1626299

Piso vinílico Durafloor de cola City Quito madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Ardósia

Mais comum nas áreas externas, a ardósia é um material poroso e demanda mais cuidados. “Além de utilizar produtos específicos, é possível higienizar com sabão mais suave, como o de coco, detergente neutro ou até água com amaciante usado para a lavagem de roupa”, explica Luan. No caso de pisos já manchados, uma dica é polvilhar bicarbonato de sódio, borrifar vinagre de álcool e limpar com papel toalha.

 

Compra fácil!

Na Telhanorte é possível encontrar pisos e revestimentos para toda a casa.  As compras podem ser feitas nas nossas lojas físicas e canais digitais: e-commerce, televendas e Telhazap, o WhatsApp da Telhanorte (011 97176-8920).

O serviço de drive-thru, que permite a compra e retirada dos produtos desejados pelo cliente, respeitando o distanciamento e sem sair do veículo, também segue ativo em diversas lojas da rede, de segunda a domingo. Confira no site da Telhanorte informações detalhadas dos serviços e horários de funcionamento das unidades.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Telhanorte (@telhanorte)

Aprenda como usar uma plaina manual ou elétrica

Como usar uma plaina

| Ferramentas

 

Saber como usar uma plaina, seja você um profissional ou amador, vai te ajudar a criar projetos com melhor acabamento e com mais facilidade.

 

As plainas são ferramentas necessárias para nivelar peças de madeira — desde portas até placas que são parte da construção de móveis. Elas não substituem as lixadeiras. Pelo contrário: elas podem ser usadas em conjunto. Enquanto as plainas nivelam desníveis mais grosseiros nas placas de madeira, a lixadeira faz o acabamento ficar mais delicado e fino.

Existem dois tipos principais de plainas: as plainas manuais e as elétricas. Ambas permitem consertar imperfeições nas peças, mas podem exigir maior ou menor esforço de quem realiza o procedimento.

 

O que é plaina e para que serve? 

Como dissemos, as plainas são ferramentas manuais e servem para aplainar, desbastar, facear, alisar e nivelar. Com o movimento correto, a ferramenta é capaz de cortar, aplainar e retificar estruturas de madeira, tirando lascas de madeira fina até que toda a extensão desejada fique alinhada e sem ondulações ou desníveis. Após o uso, são recomendadas lixas finas, que irão preparar a peça para a aplicação de acabamentos, como verniz, tinta e esmalte.

 

Como usar uma plaina?

Tanto a plaina manual quanto a elétrica possuem, basicamente, o mesmo modo de uso. Será necessário o uso das duas mãos. Enquanto uma empurra a ferramenta, a outra mão direciona o movimento e pressiona a peça de madeira que está sob a plaina. 

 

plaina-manual

Plaina (Foto: Pixabay/Reprodução)

 

Não é indicado o movimento de vai e vem. Você deve posicionar a plaina e empurrar em direção ao pedaço de madeira que deve ser desbastado. Depois volte à posição inicial e faça o movimento de empurrar, mais uma vez. Repita a operação até a peça estar nivelada.

 

Plaina manual

Existem vários modelos e tamanhos de plainas manuais. Entretanto, para projetos de marcenaria, a mais indicada é a de número 4. No caso da plaina manual, é indicado que você use lâminas bem afiadas para garantir o corte das lascas de madeira. Uma dica é usar o peso do corpo todo para fazer o movimento de “empurrar” da plaina. Isso ajuda a não cansar muito os braços.

Falando nisso, o cansaço e o esforço físico são a principal razão para as pessoas considerarem a plaina elétrica ao invés de uma plaina manual. Afinal, o uso de uma plaina manual por um longo período de tempo pode ser excessivamente cansativo, tornar o projeto mais demorado, além de causar dores nos braços, ombros e costas. 

Algumas observações sobre como usar uma plaina manual são importantes. Certifique-se de que as peças estão presas na bancada com a utilização de grampos próprios antes de você começar a usar a plaina — isso garante maior segurança durante o trabalho. Além disso, lembre-se sempre de usar as duas mãos para dar ainda mais suporte à plaina e à madeira e, por fim, use a plaina empurrando em direção ao veio, para evitar o surgimento de lascas. 

Uma dica de mestre é usar a plaina um pouco posicionada na diagonal, com a regulagem no mínimo, evitando que você tire lascas de maneira muito profunda. Confira, no vídeo abaixo, um tutorial de como usar a plaina manual, além de algumas dicas. 

 

 

Plaina elétrica

As plainas elétricas possuem os mesmos princípios das manuais, mas com uma vantagem considerável: a possibilidade de um melhor resultado com menos esforço, além da opção do uso de um regulador de profundidade.

No entanto, é preciso ter cuidado com esse modelo de plaina! Quanto mais profundo for o corte selecionado, mais madeira, consequentemente, será retirada. Isso pode ser um problema, já que, depois de retirado o pedaço de madeira, não é possível colocá-lo de volta. Para evitar erros, a dica é usar a regulagem sempre no mínimo, a não ser em casos especiais. Trabalhe em trechos menores da peça e não tente fazer o nivelamento da peça de uma só vez. 

Para entender como funciona essa regulagem e como usar uma plaina elétrica, assista ao vídeo abaixo, com um passo a passo simples. 

 

 

Dicas gerais para usar uma plaina elétrica ou manual

Bancada ou mesa de apoio

Estar atento ao tipo de mesa ou bancada que será usada para o trabalho, tanto profissionalmente quanto quem trabalha no quintal de casa, é imprescindível para garantir a segurança e a qualidade do resultado da tarefa. 

Prepare um lugar amplo, seguro, que aguente peso e não fique balançando. Fique atento também ao conforto, para que você não fique com dores nas costas, por exemplo. Se possível, opte por bancadas fixas e retas com 85 a 98 centímetros de altura.

 

EPIs

A segurança é um elemento indispensável para trabalhar com ferramentas manuais ou elétricas. Por isso, lembre-se de sempre usar luvas de proteção e óculos de proteção ao trabalhar com as plainas.  

 

Importante: Prepare a peça que será trabalhada. Antes de sair passando a plaina na peça de madeira, verifique se não há pregos e grampos, resina, tinta ou verniz.  Antes de usar uma plaina, passe um pano úmido na madeira e espere secar. 

 

Onde comprar plainas e outros acessórios?

Já sabe de tudo sobre o mundo das plainas? É hora de aproveitar as promoções da loja virtual da TelhanorteAqui você encontra os melhores preços de plainas, além de um setor de ferramentas com lixas, lixadeiras, rebolos e disco de desbaste e itens diversos para marcenaria. Conheça também o departamento de acessórios para ferramentas e a seção de ferramentas elétricas.  

Aproveite nossas promoções de plainas e as ofertas no departamento de Ferramentas, além de tudo o que você pode precisar para o setor de cozinha e lavanderia, banheiro, área externa, além dos melhores materiais de construção e itens para obras em geral. Aproveite nosso cartão de crédito Telhanorte e tenha acesso às melhores condições de pagamento.

 

10 ferramentas essenciais para ter em casa

 

Edição de João Victor Quintino e Vinicius Marques

Casa de campo: 5 dicas para uma boa decoração

casa-de-campo-minexco-1024x639

| Área Externa

 

Confira dicas e fotos para decorar uma casa no campo com estilo!

 

Quem não gostaria de relaxar em um lugar cercado por montanhas, árvores e ar puro, não é mesmo? Em uma casa de campo, a decoração tem um poder fundamental na criação de uma atmosfera relaxante. Ao lado de uma boa infraestrutura, organização, limpeza e recursos, o estilo decorativo da casa é o que traz aos moradores conforto e aconchego.

Por isso, saber como decorar uma casa de campo é essencial, para valorizar a tranquilidade que a natureza ao redor proporciona.

Está reformando e precisa de ideias? Confira as dicas de decoração para casa de campo que separamos neste post e algumas fotos para te inspirar.

 

Dicas de decoração para casa de campo

 

1. Defina o estilo geral da decoração

O primeiro passo para decorar o ambiente é definir o tipo de decoração que vai predominar na casa. Vamos destacar duas tendências utilizadas no campo. São elas:

– decoração rústica;

– decoração industrial.

 

Decoração rústica para a casa de campo

A decoração rústica tem a madeira como elemento predominante em sua composição. O material pode estar em móveis, nos itens de decoração e até na estrutura da casa (paredes, teto e varandas). Além de combinar perfeitamente com uma casa em meio à natureza, a madeira trabalhada também acrescenta sofisticação e charme para a decoração. Em conjunto com outros elementos, cada detalhe ganha destaque e presença no ambiente. 

 

conheca-a-casa-nas-montanhas-do-ator-ricardo-tozzi08

Interior rústico com vista ampla para montanha (Foto: Fran Parente / Casa Vogue / Reprodução)

 

Decoração industrial para casa de campo

A decoração industrial é mais utilizada em apartamentos e casas urbanas do que no campo, mas com as combinações certas (detalhes metálicos, vigas e estruturas expostas, cimento queimado e o couro), o estilo consegue ornar com algo mais rústico, tornando-se perfeito para a casa rural.

Esse estilo, inclusive, combina muito com a madeira, trazendo mais modernidade para o visual da casa. Sofás de couro vintage, luminárias pendentes e de chão, escadas metálicas e vigas de ferro são algumas características da decoração industrial que podem ser harmonizadas com o campo.

 

sala-estar-industrial-revestimento-forro-rustico-madeira-moderno-casa-campo-decoracao

Sala de estar com revestimento de madeira natural e vigas aparentes (Foto: Evelyn Muller / Constance Zahn / Reprodução)

 

2. Combine tons terrosos com detalhes coloridos

Outra dica importante é prestar atenção às cores que predominam no ambiente. Tons terrosos como o marrom, bege, caramelo, terracota, areia e verde musgo harmonizam muito bem com o ambiente campestre. Essas cores podem estar no estofado dos sofás e poltronas, no tampo das mesas, nos vasos e nas mesinhas de centro.

Já para trazer um pouco mais de cor para o ambiente, escolha tons alegres e os espalhe em almofadas, flores, quadros, vasos de plantas e demais elementos decorativos. Nas cortinas, os tons pastéis claro ficam excelentes, sendo os tecidos mais comuns na decoração o sisal, a palha e a fibra.

 

 

3. Planeje uma boa iluminação natural

A decoração da casa de campo deve valorizar o que o ambiente em volta tem de melhor e a luz natural é um desses elementos. Para isso, a casa pode ser adaptada de maneira a permitir a entrada de maior quantidade de luz. A principal solução é aproveitar ao máximo o pé direito para instalar janelas grandes de vidro.

Assim, durante o dia, todos os cômodos ficam iluminados naturalmente, sem a necessidade de luz artificial. Já à noite, use luminárias de luz amarela para criar um clima mais aconchegante. Existem opções em LED com essa coloração, que não esquentam, duram mais e ainda economizam energia.

 

09-madeira-no-piso-e-no-teto-traz-acolhimento-a-vivendo-de-campo

Excelente aproveitamento da luz natural em cômodo rústico (Foto: Eduardo Pozella / Casa Abril / Reprodução)

 

Sugestão de matéria: Confira em nosso blog como escolher entre Iluminação Direta, Indireta ou Difusa, quais os Tipos de Pisos para a Área Externa, 5 Espécies de Árvores Frutíferas para ter em casa e conheça mais sobre o Estilo Industrial.

 

4. Capriche no revestimento e acabamento das paredes

Destacamos o revestimento e acabamento das paredes, pois eles têm grande destaque no ambiente, especialmente nos cômodos principais da casa. Entre as opções mais utilizadas estão a parede de tijolinho rústico aparente, os painéis de madeira e as paredes de pedras naturais.

Essas opções combinam tanto com a decoração rústica quanto com a industrial e preservam a beleza e naturalidade do acabamento por anos. 

 

 

5. Invista em uma aconchegante área externa

Se o interior da casa de campo é boa para o descanso, a área externa deve seguir o mesmo padrão de conforto. Se tiver uma piscina, crie um espaço com espreguiçadeiras, para que as pessoas possam conversar e relaxar perto da água.

Em espaços cobertos como varandas, inclua redes e poltronas voltadas para a direção do pôr do sol.  São os detalhes que vão tornar sua casa de campo mais acolhedora e perfeita para receber a família e amigos.

 

 

Gostou das dicas?

Com essas ideias de decoração para a casa de campo, você pode criar um projeto personalizado e com as melhores soluções. Aproveite e confira também a categoria completa de Decoração que a Telhanorte tem para você! São inúmeros itens para deixar cada cantinho com a sua cara.

Veja as condições de entrega para sua região e faça seu pedido online!

 

Edição de Vinicius Marques e Murilo Bonício

Escada vazada: projetos fantásticos para se inspirar

Projeto escada vazada

| Construção

 

Madeira, ferro, granito e mais. Confira fotos de projetos com escadas vazadas residenciais nos mais diversos materiais. Aprenda como usar cada uma!

 

As escadas há muito tempo deixaram de ser apenas um meio de se locomover entre um andar e outro. Estamos falando de um importante item de decoração que impacta o resultado do projeto arquitetônico. Nesse sentido, projetar uma escada vazada tem sido um artifício muito adotado para modernizar as tradicionais escadas residenciais. 

Existem diversos modelos de escadas vazadas, que podem ser criadas com diferentes materiais. Entre eles: 

Escolher o ideal para a sua casa vai depender bastante de como será o projeto arquitetônico da sua residência.

Por isso, separamos 11 modelos fantásticos de projetos com escadas vazadas para te inspirar a escolher o modelo ideal para sua casa:

Antes de mais nada é importante salientar que não é todo ambiente que comporta uma escada vazada. Saídas de emergência de prédios precisam ser mais funcionais e, dessa forma, demandam modelos mais práticos e seguros para deslocamento de urgência.

Um projeto de escada vazada vai ser uma boa opção, principalmente, para o interior de casas ou apartamentos com mais de um andar – geralmente posicionadas entre a sala de estar e o ambiente superior ou inferior.

Dito isso, vamos às inspirações!

 

Escadas vazadas: conhecendo os modelos

 

1. Escada vazada caracol, helicoidal ou em espiral

Esse tipo de escada circular é utilizado, geralmente, em locais com menos espaço.  Por serem retorcidas e darem a volta em seu próprio eixo, permitem uma economia de área sem deixar o ambiente claustrofóbico – os degraus vazados dão uma impressão de mais espaço e amplitude.

Neste tipo de projeto com escada vazada, uma dica interessante é apostar em truques de decoração nos próprios degraus –  que podem ser pintados ou revestidos com cores ou padrões diferenciados – e corrimão – o qual pode proporcionar ao ambiente um ar desde clássico e elegante até artístico e contemporâneo. Para isso, as opções de materiais são inúmeras, entre elas: o ferro, a madeira, as fibras naturais, o cimento, o vidro combinado com outros materiais, etc.

 

saint-gobain-glass-spiral-staircase

Estilo minimalista: escada circular vazada com degraus de vidro Saint-Gobain (Foto: IndiaMART / Reprodução).

 

escada-curva-revestida-com-carpete

Revestir os degraus com carpete traz maior conforto e segurança para idosos e crianças (Foto: Pinterest / Specialized Stairs / Reprodução).

 

escada-caracol-clássica-corrimão-ferro

Estilo clássico: escada caracol vazada com corrimão de ferro (Foto: Pinterest / Cheezburger / Reprodução).

 

Atenção: Você pode, inclusive, optar por construir escadas sem corrimões. Contudo, assim como para a escolha do tipo de degrau, lembre-se de analisar a idade e condição física das pessoas que se deslocarão pelo espaço. Idosos e crianças podem ter dificuldade em andarem sobre superfícies mais lisas, com vãos maiores ou sem apoio. Uma alternativa é lançar mão de barras de segurança diferenciadas! 

 

scada-helicoidal-vazada-de-madeira-sem-corrimão

Escada caracol vazada sem corrimão (Foto: Homedit / Reprodução).

 

escada-em-espiral-sem-corrimão-com-barras

Escada caracol vazada sem corrimão, com barras de proteção até o teto (Foto: Archilovers / Reprodução).

 

escada-circular-vazada-com-proteção-de-vidro

Escada caracol vazada com proteção de vidro até o teto (Foto: Pinterest / Benjamin Friedl / Siller Stairs / Reprodução).

 

2. Escada vazada semicaracol ou curva

Muito próxima à opção anterior, esse tipo de escada circular é mais larga e ocupa maior área. Geralmente vãos pequenos na laje não conseguem comportá-la, por isso são mais encontradas em ambientes com pé-direito duplo.

O que a torna diferente da escada caracol é o fato de elas não darem uma volta completa em seu próprio eixo, tendo apenas o desenho de uma semicurva.

Por já ser naturalmente espaçosa, não é recomendado uma largura de degrau muito grande, caso contrário o comprimento total da escada pode parecer ainda maior e invadir mais um dos ambientes.

 

escada-curva-porcelanato

Revestir os degraus com o mesmo material do piso da sala traz maior amplitude (Foto: Pinterest / Steelform / Reprodução).

 

escada-curva-revestida-com-carpete

Revestir os degraus com carpete traz maior conforto e segurança para idosos e crianças (Foto: Pinterest / Specialized Stairs / Reprodução).

 

escada-curva-de-vidro

Escada curva vazada de vidro (Foto: Ace Archi/ Reprodução).

 

escada-curva-de-madeira

Escada curva vazada de madeira (Foto: Pinterest / Artistic Stairs / Reprodução).

 

escada-curva-vazada-de-aço

Escada curva vazada de aço: uma aposta pra lá de moderna (Foto: Bernardo Guillermo / Reprodução).

 

3. Escada Vazada em L

Esse modelo possui como essência uma reta que é ligada, através de de uma plataforma, a outra reta – 90° em relação a primeira. Como o formato final é parecido com a letra L, dá-se esse nome a esse tipo de escada vazada. É um excelente tipo para usar rente a paredes e entre duas esquinas.

De aparência mais clean do que os primeiros, quando combinado com o piso, design e cor dos móveis pode dar um contraste muito bacana. 

A dica aqui fica para os degraus de madeira que trazem uma pegada mais natural ao ambiente.

 

escada-em-L-vazada-de-granito

Escada em L vazada com degraus de granito (Foto: Pinterest / Urban Clap / Reprodução).

 

escada-em-L-vazada-de-madeira-rústica

Escada em L vazada de madeira no estilo rústico (Foto: Architecture Ideas / Reprodução).

 

4. Escada vazada de degrau flutuante

Este projeto de escada vazada consiste em fixar os degraus, que não são interligados, diretamente na parede – dispensando o uso de vigas de sustentação. A escada flutuante pode ser reta, em U ou em L. O único requisito obrigatório é ter paredes em uma das laterais de todos os degraus.

 

escada-vazada-flutuante-sem-vigas

Uma escada vazada flutuante de madeira é excelente para o estilo industrial (Foto: Autodesk Forums / Reprodução).

 

escada-vazada-flutuante

Escada vazada flutuante contemporânea e minimalista (Foto: Contemporist / Reprodução).

 

5. Escada vazada com viga interna

Este modelo de escada vazada é bastante utilizado em projetos mais modernos. Nesse caso, as vigas de sustentação podem ser laterais2 duas vigas em cada extremidade abaixo dos degraus – ou centrais – 1 única viga situada no centro inferior dos degraus.

A vantagem desse modelo em relação ao anterior, é que ele pode ser utilizado longe de paredes e, assim, deixa o espaço com impressão de amplo e arejado. 

 

escada-vazada-com-viga-lateral

Escada vazada com vigas laterais (Foto: Terra / Viva Decora / Reprodução).

 

escada-vazada-em-l-com-viga-central

Escada vazada com viga única central (Foto: Terra / Viva Decora / Reprodução).

 

Escadas vazadas: entendendo os materiais

 

1. Escada vazada de madeira

Quando se aposta em escadas vazadas de madeira, o ambiente com certeza terá cara de lar. A madeira – assim como as fibras naturais, em geral – proporcionam uma ideia de aconchego e pertencimento. Junte isso com a sensação de leveza dos espaços vazados e a um bom projeto de iluminação residencial, o resultado é perfeito.

Outro ponto a se considerar é que, quando escolhida uma boa madeira, tomado os cuidados certos de conservação e envernização, ela pode ter uma vida útil muito longa.

 

escada-em-L-vazada-minimalista

Escada em L vazada de madeira minimalista (Foto: Demax / Reprodução).

 

2. Escada vazada de mármore ou granito

Sem dúvidas um dos materiais mais cobiçados (e caros) para escadas é o mármore. 

Sempre com um toque clássico e elegante, esse tipo de escada vazada chama a atenção e, apesar do preço, vale muito a pena — tanto pelo visual quanto pela longevidade do material. Você pode optar também por uma escada vazada de granito, assim terá um efeito similar a um custo mais baixo.

Esse material é mais indicado para casas que não tenham idosos, crianças ou pessoas com dificuldades locomotivas, pois ambas pedras são escorregadias e podem se tornar uma armadilha quando usadas em escadas vazadas.

 

escada-vazada-branco-dallas

Escada reta vazada com degraus de mármore (Foto: Aj Marmores e Granitos / Reprodução).

 

3. Escada vazada com parede de vidro

Sem corrimões e com a presença de um paredão de vidro de cima a baixo, esse tipo de escada vazada permite uma ótima ventilação e iluminação — contribuindo mais ainda para a ideia de amplitude no ambiente

Seu uso é contra indicado quando for necessário grande transporte de móveis e carga pesada pelas escadas, pois esses podem acabar por quebrar as paredes de vidro. Opte por usá-las no ambiente interno – mais protegido da poeira e chuva, que podem tirar toda a beleza de um vidro brilhante — e com menos fluxo de pessoas.

 

Projeto escada vazada

Escada vazada com paredões de vidro (Foto: Tua Casa / Reprodução).

 

4. Escada vazada de ferro

Este modelo possui um estilo interessante para adotar em ambientes comerciais, especialmente em estúdios, escritórios ou salas de espera com um ar mais industrial. Para aqueles que procuram praticidade, esse pode não ser o tipo ideal de escada vazada. Os cuidados de limpeza e manutenção são mais trabalhosos do que os necessários para outros materiais.

Para que sua escada vazada de ferro não perca a beleza, é necessário algumas etapas:

– Varrer os degraus e espanar o pó dos corrimões;

– Remover marcas e manchas com uma esponja banhada em água;

– Secar imediatamente com um pano de algodão;

– Esfregar um pedaço de palha de aço nas áreas enferrujadas;

– Limpar as áreas com um pano para remover o excesso de detritos da ferrugem;

– Aplicar uma camada de tinta antiferrugem e, caso necessário, raspar a área com uma espátula de metal para retirar bolhas;

– Deixar secar e, por fim, limpar o excesso de resíduos com um pano antiestático.

Dica: Dê brilho às escadas mergulhando o pano de algodão em cera para móveis e esfregue-o nos corrimões e degraus. Depois de a cera secar, lustre-a com um pano macio.

 

Projeto escada vazada

Escada vazada de ferro (Foto: Tua Casa / Reprodução).

 

5.  Escada vazada com mistura de materiais

Para quem busca ambientes mais descolados, estilosos ou até mais divertidos, o contraste causado por uma escada composta por mais de um tipo de material é uma boa pedida! Você pode deixar os degraus com materiais diferentes do corrimão. Não existe regras aqui! O importante é se assegurar de que o estilo da escada converse com o estilo do cômodo no geral – e que este se alinhe à sua personalidade, também!

 

E aí conseguiu escolher qual o projeto de escada vazada você quer na sua casa? 

Na loja virtual da Telhanorte você encontra tudo o que precisa para reformar seus ambientes, desde pisos e revestimentos, portas e janelas, tintas, decoração, eletrodomésticos. Dos material de construção até o acabamento!

Nas nossas lojas você pode fazer suas compras sem sair de casa e receber seu pedido com o máximo de conforto e agilidade!

Nada como montar a sua casa do seu jeito e com facilidade para pagar. Por isso, conheça também as vantagens especiais do cartão de crédito da Telhanorte e #vivasuacasa.

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Porcelanato amadeirado: como escolher um modelo

porcelanato-amadeirado-piso-madeira-casa-apartamento

| Pisos e Revestimentos

 

Confira as características e recomendações de cada modelo e dicas para você se inspirar!

 

Os pisos de madeira são opções que trazem aconchego e sofisticação para os ambientes da casa, entretanto, além de terem um custo mais elevado, exigem mais manutenção e cuidados especiais, contra cupins, por exemplo.

Por isso, escolher os tipos de porcelanato amadeirado se trata de uma questão de unir a beleza da madeira e a praticidade do porcelanato. 

Entre os benefícios de adotar porcelanatos para os ambientes da sua casa podemos citar:

– durabilidade e resistência da peça;

– estética e beleza;

– versatilidade;

– praticidade para manutenção.

 

Confira em nosso site: Porcelanatos

 

tipos-porcelanato-amadeirado-madeira-sala-estar-casa-piso-chao

Sala de estar minimalista com porcelanato amadeirado (Foto: MCA SHOP / Reprodução).

 

Como escolher o porcelanato amadeirado ideal?

A seguir, listamos algumas das principais dicas de como escolher os tipos de porcelanatos ideais para o ambiente, seja na casa ou escritório, em áreas internas ou externas. Além das dicas sobre como montar ambientes com porcelanato amadeirado, aproveite para se inspirar com os exemplos que vão ajudar você a chegar em um bom resultado. 

 

Porcelanato-Rochaforte-Pandora-HD-acetinado-retificado-C-60cm-x-L-60cm-marrom-1552376

Porcelanato Rochaforte Pandora HD acetinado retificado C: 60cm x L: 60cm marrom (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

1. Defina o ambiente em que o porcelanato será instalado

Existem tipos de porcelanato amadeirado ideais para áreas molhadas, como banheiro e área externa, e opções para áreas secas, como salas e quartos. Por isso, entender em qual área o porcelanato vai ser instalado vai te ajudar a fazer a escolha certa. 

 

Sugestão de matéria: Descubra 4 tipos de porcelanato para a área externa da sua casa, se inspire com imagens de ambientes com porcelanato amadeirado e aprenda como instalar o porcelanato no piso

 

2. Escolha a cor do porcelanato

A madeira natural possui um leque de cores e texturas que fazem muita diferença no estilo do ambiente e no resultado final da obra. O mesmo acontece com os ambientes com porcelanato amadeirado, que podem se beneficiar dessa variedade de tons. Dos mais claros aos mais escuros, aproveite para usá-los e criar o ambiente que você sempre desejou. 

 

piso-porcelanato-amadeirado-embramaco-sala-casa-apartamento-madeira

Porcelanato amadeirado com tons claros em contraste com almofadas escuras (Foto: Embramaco / Reprodução).

 

3. Harmonize com o estilo do ambiente

O tipo de porcelanato amadeirado escolhido deve compor o ambiente, estando alinhado com o restante da decoração e com o estilo que você deseja dar ao cômodo. Ambientes mais sofisticados podem contar com um porcelanato mais escuro e clássico; espaços mais leves e descontraídos podem ganhar muito com porcelanatos claros. 

 

 

4. Considere o piso antiderrapante

Aqui é necessário estar atento ao coeficiente de atrito. Quanto maior ele for, melhor para áreas molhadas.

No caso do porcelanato para banheiro, é aconselhável um coeficiente maior que 0,4, por exemplo. Esse tipo de piso impede que você escorregue ao entrar ou sair do box, por exemplo. Já para áreas externas é aconselhado que você escolha um tipo de porcelanato amadeirado com coeficiente acima de 0,8.

Para escadas, opte também pela aplicação de lixas, que vão evitar que você escorregue e cause acidentes mais graves.

 

 

5. Escolha o rejunte ideal para a instalação

É claro que, para a instalação de pisos e revestimentos, é preciso estar atento ao tipo de rejunte usado. Ele é fundamental para alcançar o resultado esperado e o acabamento ideal para a reforma. Por isso, tenha atenção a esse tópico antes de fazer a compra.

 

porcelanato-rejunte-amadeirado-madeira-imita-rustico

Um rejunte de tom similar às peças favorece o estilo do porcelanato (Foto: Portinari / Frei Caneca / Reprodução).

 

6. Confira a resistência do porcelanato

A resistência do porcelanato, assim como de outros tipos de pisos e revestimentos, também deve ser uma preocupação para garantir a segurança, a qualidade de acabamento e a longevidade das instalações.

Em áreas como o box do banheiro, por exemplo, é especialmente importante considerar a resistência do porcelanato, para garantir que as cores e texturas do piso não sejam alteradas com facilidade, com o aparecimento de manchas. 

 

Porcelanato-retificado-50x100cm-Antique-Wood-esmaltado-carvalho-Elizabeth-1260022

Porcelanato retificado 50x100cm Antique Wood esmaltado carvalho Elizabeth (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Certifique-se que o porcelanato é adequado para a área na qual você vai instalá-lo.

Além de áreas úmidas, também é importante considerar uma atenção especial à resistência em áreas com mais movimentação, principalmente espaços como empresas e halls de edifícios. 

 

Características do porcelanato amadeirado

É possível encontrar peças de porcelanato com diferentes medidas, as três principais são: (60cm x 60cm), (20cm x 1,20m) e (11cm x 1,2m). É ideal que a escolha seja embasada no seu projeto e na área em que será aplicada a peça.

Porcelanato-bold-60x60cm-Deck-Peroba-Envelhecida-externo-castanho-acetinado-Portobello

Porcelanato bold 60x60cm Deck Peroba Envelhecida externo castanho acetinado Portobello (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Além do tamanho, existem dois tipos de porcelanato amadeirado que variam de acordo com a borda do revestimento: 

Borda bold: levemente arredondada. Na instalação, deve manter um espaçamento entre as bordas de 2 mm ou mais.

Borda retificada: borda reta, com acabamento perfeito e alinhamento total das peças. Prefira espaçamentos a partir de 1,5mm.

 

Porcelanato-retificado-245x100cm-Ecofloor-acetinado-carvalho-Villagres

Porcelanato retificado 24,5x100cm Ecofloor acetinado carvalho Villagres (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Gostou das dicas?

Agora que você sabe quais são os principais tipos de porcelanato amadeirado, pode fazer sua compra com a certeza de que vai acertar no modelo que escolher!

Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de Pisos e Revestimentos, com Pisos Vinílicos, Pisos Laminados e Decks para áreas externas. Além de opções como Pisos Cerâmicos e piso de Pedras Naturais, e claro, Porcelanatos

Confira e aproveite para completar seu pedido com outros itens para assentamento como Acabamentos para piso, Argamassa e Rejunte.

Aproveite nosso cartão de crédito Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado. 

Comprando online você tem mais comodidade, paga com segurança e recebe tudo em casa! Aproveite as ofertas e #vivasuacasa!

 

Porcelanato amadeirado: 11 ambientes para te inspirar

 

Edição de Vinicius Marques e Murilo Bonício

Descubra o que é porta camarão

PORTA-CAMARAO-SALA-SANFONADA-AMBIENTE-CASA-SOFA-MADEIRA

| Decoração

Confira diferentes modelos, entenda como funciona e aprenda a instalar a porta camarão na sua casa

 

A porta camarão é considerada por muitos um modelo moderno e versátil, que oferece conforto e melhor aproveitamento do espaço para diferentes áreas da casa. Sua principal característica é o tipo de abertura diferente dos modelos tradicionais (que abrem para fora ou para dentro de um ambiente).

Ela é uma porta utilizada para dividir ambientes, assim como as portas tradicionais, e pode ser encontrada em diferentes materiais como madeira, alumínio, aço e vidro (com esquadrilhas de outro material). Sua grande e marcante diferença é a forma de abrir. A porta camarão se abre lateralmente. Há dobradiças no meio da porta que permitem seu movimento de abertura e fechamento.

 

Veja também: Conheça 7 tipos de portas para sua casa

 

Esses cortes no centro, onde ficam as dobradiças, fazem com que a porta tenha duas ou mais folhas. Ao abrir, uma folha fica paralela à outra, recolhendo-se na lateral e permitindo a passagem de pessoas, luz e a corrente de ar.  O funcionamento de abre e fecha, além de contar com o apoio das dobradiças, ainda conta com um trilho, que permite o deslizamento da porta. 

 

porta-camarao-ambiente-interno-sala-estar-cozinha-casa-madeira-trilho-dobradica

Casa projetada pela arquiteta Carolina Maluhy (Foto: Ricardo Labougle / Casa Vogue / Reprodução)

 

Benefícios da porta camarão

Agora que você conhece o que é porta camarão é mais fácil de entender quais são os seus benefícios. 

Sem dúvida, a economia de espaço oferecida é um dos grandes diferenciais desse modelo de porta. Além de ser ótima para a entrada de luz, também permite que você otimize o espaço em apartamentos pequenos, separando, por exemplo, ambientes como banheiro e áreas de serviço, sem precisar perder importantes centímetros com a abertura e fechamento de portas tradicionais. 

 

o que é porta camarão

Banheiro com porta camarão de vidro laminado (Foto: Besglas / Reprodução)

 

Uma outra vantagem da porta camarão está relacionada àquele comum incômodo de portas batendo na parede recém pintada ou no revestimento novo, deixando-o marcado. Com esse modelo, você pode manter o revestimento em bom estado por um bom tempo e com maior facilidade.

As portas camarão possuem uma ampla variedade de acabamento e material, bem como designs diferentes. Por exemplo, existem portas lisas, de madeira com detalhes em vidro, de vidro com estrutura de aço e por aí vai. Essa versatilidade pode ajudar você a dar ainda mais personalidade à casa e ambientes.  

 

Como colocar uma porta camarão?

O passo a passo de como colocar uma porta camarão pode ser um pouco mais complicado do que a instalação de uma porta convencional. Por isso, indicamos que você contrate profissionais qualificados para realizar o serviço. A seguir, listamos as etapas de instalação, vale conferir!

Porta-camarao-de-madeira-Duo-Lisa-210x60cm-com-ferragens-primer-Vert

Porta camarão de madeira Vert Duo Lisa 210x60cm com ferragens primer (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

  1. Antes de comprar a porta, meça a largura e altura do vão em que será instalada.
  2. Compre a porta de acordo  com as medidas. Opte por um modelo que já venha com as dobradiças centrais e o trilho para instalar no batente.
  3. Instale o trilho no batente com a ajuda de uma parafusadeira.
  4. Marque o local em que as dobradiças serão instaladas.
  5. Marque com a própria dobradiça o local em que será instalada e faça um talho, usando um formão e um martelo, seguindo as medidas da dobradiça.
  6. Instale a dobradiça com a parafusadeira.
  7. Fixe a porta com os pivôs.
  8. Instale a porta nos trilhos diretamente no batente.

 

Importante: Vale ressaltar que recomendamos que a instalação da porta camarão seja feita por alguém especializado neste serviço. Dessa forma, você garante a qualidade na instalação e manutenção da porta, reduzindo o risco de imperfeições e acidentes.

 

Onde encontrar porta camarão?

No site da Telhanorte, você encontra um departamento completo de Portas, que inclui diferentes modelos, entre eles, porta de madeira, porta de alumínio e porta de aço. Conheça também nossa sessão de batentes, guarnições e acessórios

 

Veja também: Modelos de portas para residências bonitas e funcionais

 

Invista em um modelo versátil, moderno, que contribua para a organização e para o aproveitamento de cada cantinho. Tenha a melhor estrutura e acabamentos em sua obra!

Faça a escolha, receba tudo em casa e aproveite as melhores formas de pagamento. Navegue pela nossa loja online e compre portas com preços imperdíveis!

 

Edição de Vinicius Marques​ e Murilo Bonício