azulejo | Blog Telhanorte

Saiba qual é o melhor revestimento para piscina de alvenaria

Qual melhor tipo de piscina

| Área Externa

Pensando em construir uma piscina de alvenaria para curtir os dias quentes? Conheça as principais opções de revestimentos 

 

Quem tem jardim em casa sonha em ter uma piscina para curtir com a família os dias quentes, não é mesmo? Mas são tantas opções de acabamentos que é normal ficar com dúvidas antes de construir. Pensando nisso, trouxemos para você as melhores opções de revestimento para piscinas de alvenaria.

Confira abaixo algumas informações sobre cada material:

 

1. Pastilhas

 O uso desse material vem crescendo bastante, então se você está pensando em revestir a sua piscina com pastilhas, essas informações podem lhe ser úteis:

piscina-revestimento-pastilha-vidro

As pastilhas de vidro são ótimas para elementos encurvados (Foto: Art Glass / Reprodução)

 

Sugestão de leitura: Como conservar a água da piscina sempre limpa e utilizável

2. Azulejo

Queridinho do mercado, o azulejo é ainda hoje o material mais utilizado para revestir piscinas. E esse revestimento realmente é uma ótima escolha, entenda o porquê:

 

piscina-azulejo-vermelho-cor-area-externa-alvenaria

O revestimento vermelho em piscinas dá um acabamento diferenciado (Foto: Mer et Demeures / Reprodução)

 

Veja também: Como limpar piscina em casa

3. Vinil

Pode não ser muito comum o uso do Vinil para revestimento de piscinas, porém se você pretende construir uma piscina pequena em um curto período de tempo, vale investir nesse material.

 

revestimento-de-vinil-para-piscina-de-alvenaria

Piscina de vinil (Foto: Globaltech Brasil / Reprodução)

 

Agora que você já conhece as melhores opções para revestir a sua piscina de alvenaria, corre para o site da Telhanorte ou visite a loja física mais próxima a você. Os nossos profissionais estão prontos para te ajudar e tirar todas as suas dúvidas! 

 

Por Carolina Oliveira | Edição Stéphanie Durante

Revestimento cerâmico para a cozinha: benefícios

Cerâmica-decorativa-para-parede3

| Cozinha

 

Conheça alguns cuidados ao definir qual cerâmica colocar na parede da cozinha. Veja também os benefícios desse material e inspirações para a reforma.

 

A cerâmica é um dos revestimentos mais buscados para diferentes ambientes da casa, pelo fato de ser uma opção com bom custo-benefício. Assim como o Porcelanato, ela é conhecida como um revestimento frio.

Feita a partir da junção da argila com outros minerais, apresenta uma densidade menor e também uma resistência reduzida comparada ao porcelanato.

Entretanto, quando o assunto são os revestimentos para parede, a resistência da cerâmica se mostra suficiente e pode contribuir para uma redução de custos na obra e garantia de qualidade. 

 

Acesse em nosso site: Cerâmica para Parede

Revestimento-de-Parede-Rochaforte-HD-57733-Brilhante-Bold-Larg:-57cm-X-Comp.:-33cm-Cinza

Revestimento de Parede Rochaforte HD 57733 Brilhante Bold Larg: 57cm X Comp.: 33cm Cinza (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Qual cerâmica colocar na parede da cozinha?

Em áreas molhadas, como cozinha e banheiro, a cerâmica deve ser impermeabilizante. Dessa forma, ela impede que a água deteriore o revestimento e oferece maior durabilidade à construção.

Em suma, ao pesquisar sobre qual cerâmica colocar na parede da cozinha, é preciso unir funcionalidade e beleza no mesmo espaço.

Em relação ao design da cerâmica, existem inúmeras opções que ficam a cargo do cliente e do espaço disponível. Existem opções de cerâmica que imitam madeira, cerâmica lisa, geométrica, que imitam pedra e muito mais.

O tamanho das peças de cerâmica, por sua vez, possuem padrões e devem ser comprados de acordo com a metragem do espaço que vão ocupar.

A resposta para qual cerâmica colocar na parede da cozinha vai depender do estilo que você espera alcançar para o cômodo. Uma outra opção ainda é usar um mix de cerâmicas, com elementos brancos e detalhes com variações de texturas e cores

 

ceramica-moderna-cozinha-bronze-dourada-branca

As peças de cerâmica podem se destacar na decoração (Foto: Caminho das Pedras / Reprodução)

 

Benefícios da cerâmica para parede da cozinha

A cerâmica pode ser instalada em toda a extensão da cozinha, sendo muito comum o uso dos populares azulejos de cerâmica. Entretanto, é possível mesclar diferentes tipos e criar um ambiente ainda mais moderno.

Além das múltiplas variações de layout e design, a cerâmica oferece outros benefícios muito importantes para a cozinha. Confira a seguir algumas vantagens desse material e entenda porque você deve considerar a cerâmica na reforma desse cômodo!

 

Revestimento-de-parede-Incepa-Patch-Blue-acetinado-retificado

Revestimento de parede Incepa Patch Blue acetinado retificado C:21,5cm x L:21,5cm azul (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

1. Facilidade de limpeza

A cerâmica é fácil de limpar, não absorvendo respingos de gordura ou água, por exemplo.

 

2. Resistência

Como dissemos, o porcelanato pode ser mais resistente, mas a cerâmica para parede, quando de boa qualidade, oferecerá uma ótima durabilidade.

 

3. Ecologicamente sustentável

As cerâmicas são ecologicamente sustentáveis, sendo produzidas a partir da  argila e com processo fabril de alta tecnologia. As jazidas de argila podem ser recuperadas e reflorestadas, oferecendo um carácter mais sustentável às cerâmicas. 

 

4. Facilidade na instalação

Para a instalação da cerâmica não é necessária a preparação anterior da peça, que não precisa nem mesmo ser molhada. Também são facilmente cortadas, sem atrasar a obra, em caso de necessidade de realização desse processo. 

 

5. Bom custo-benefício

O acabamento de uma obra pode apertar no orçamento! A cerâmica, no entanto, oferece um bom custo-benefício, principalmente comparado ao porcelanato, que pode encarecer bastante os gastos. É uma opção barata mas de ótima durabilidade e excelente resultado estético! 

 

ceramica-cozinha-branca-bancada-limpeza-design

Cerâmica branca em bancada de cozinha (Foto: Freedom Kitchens / Reprodução)

 

Limpeza de revestimentos cerâmicos

Uma das maiores preocupações de quem está em busca de qual cerâmica colocar na parede da cozinha é a facilidade de manutenção da peça. Isso, porque esse ambiente da casa está constantemente em contato com poeira, gordura e água e mantê-lo limpo exige uma certa frequência de manutenção. 

Por isso, a cerâmica é uma das opções favoritas de arquitetos e de quem vai morar nas casas ou apartamentos em reforma. 

Para uma manutenção ainda mais simples, dê preferência por cerâmicas mais lisas e polidas. Faça a limpeza com água e sabão neutro, mas lembre-se sempre de verificar a indicação de limpeza do fabricante para o tipo de cerâmica escolhida. Em alguns casos, produtos abrasivos podem causar desgaste da peça, principalmente em peças mais porosas ou com brilho.

 

Gostou das dicas?

Gostou de saber um pouco mais sobre os revestimentos de cerâmica para parede? 

Na Telhanorte você encontra a maior variedade de produtos, pelo melhor preço do mercado. São diversas opções de marcas de revestimento de parede como Portobello, Ceusa, Royal Gres, Formigres, Portinari, Incefra, Rocha Forte e mais. Confira e boas compras!

Na nossa loja virtual você também encontra tudo o que precisa para Cozinha e Lavanderia, Banheiro e Área Externa, além dos melhores Materiais de Construção e itens para obras em geral. 

Aproveite nosso cartão de crédito Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado. Acesse também o outlet da Telhanorte.

Ainda ficou com dúvidas sobre qual cerâmica colocar na parede da cozinha? Faça suas compras pelo telefone ou WhatsApp e converse com nossos atendentes!

 

Revestimento de cerâmica: dicas para a cozinha

 

Edição de Vinicius Marques e Murilo Bonício

5 Tipos de revestimento para piscina de alvenaria

piscina-revestimento-area-externa-pastilha-agua

| Área Externa

 

Azulejo, revestimento vinílico, pedras naturais, pastilhas de vidro e cerâmica: confira os melhores tipos de revestimento para piscina de alvenaria

 

Para escolher a opção ideal de tipo de revestimento para piscina de alvenaria será preciso considerar algumas questões como o estilo que você deseja para sua piscina e área externa de modo geral; a facilidade de manutenção e o orçamento disponível para o projeto.

Com tantas opções de revestimento para piscina, é possível realizar um projeto com custo mais enxuto e com um resultado incrível! Então que tal conhecer mais a fundo quais são os tipos de revestimento para piscina de alvenaria? A seguir criamos um guia simples para te ajudar nessa escolha e colocamos fotos como inspiração para o seu projeto. 

 

Tipos de revestimento para piscina de alvenaria

Entre as vantagens da piscina de alvenaria para outros tipos como a de fibra estão a durabilidade e a capacidade de personalização do formato e acabamento. 

Mesmo com um custo mais alto para construção, investir em uma piscina de alvenaria amplia a valorização do imóvel e garante a diversão em família e entre amigos. As piscinas de alvenaria são construídas com concreto em um conjunto que envolve, entre outras coisas, viga de fechamento, bloco estrutural e claro o revestimento. 

 

Leia também: Qual melhor tipo de piscina: vinil, fibra ou concreto?

 

1. Azulejo

Esse é um dos tipos de revestimento para piscina de alvenaria mais conhecidos. Você provavelmente já se divertiu em uma piscina com azulejo. Esse material possui um bom custo benefício, principalmente por causa da sua durabilidade, que pode chegar a décadas de uso. Para a instalação, é necessário o uso de argamassa e rejunte especiais para piscina, que aguentem a pressão e o contato com a água. Por isso, não tente reaproveitar o que sobrou de uma obra feita em outras áreas da casa. 

Tradicionalmente, as cores de revestimento para piscina mais escolhidos são azul ou verde, entretanto, é cada vez mais comum projetos ousados que optam por azulejos estampados e com outras cores como o vermelho

Um ponto negativo do azulejo é a manutenção, que é mais chatinha do que a realizada em outros tipos de revestimento para piscina de alvenaria.  Na área de rejunte é comum o acúmulo de limo. Será necessário entrar na piscina e esfregar essas áreas para garantir a manutenção ideal.

 

piscina-azulejo-vermelho-cor-area-externa-alvenaria

O revestimento vermelho em piscinas dá um acabamento diferenciado (Foto: Mer et Demeures / Reprodução)

 

2. Revestimento vinílico

O revestimento vinílico é como um “adesivo” que é aplicado na estrutura de alvenaria já construída. A piscina de vinil apresenta uma série de vantagens, entre elas: 

 

revestimento-de-vinil-para-piscina-de-alvenaria

Piscina de vinil (Foto: Globaltech Brasil / Reprodução)

 

A piscina de vinil tem uma durabilidade um pouco menor do que o azulejo, mas por não ter rejunte, sua manutenção é mais simples. Entretanto, é importante conferir com um profissional como limpar a piscina para garantir a longevidade da estrutura, que pode ser desgastada com o uso de materiais impróprios para limpeza do vinil.

 

piscina-revestimento-vinil-hidromassagem-casa-verao

Uma área com hidromassagem é perfeita para relaxar e receber amigos (Foto: Sodramar / Reprodução)

 

piscina-hidromassagem-vinil-cascata-area-externa-agua-verao

Uma ótima opção é instalar cascata com timer para movimentar a água diariamente (Foto: Hidronorte Piscinas / Reprodução)

 

3. Pedras Naturais

Geralmente é encontrado no fundo ou na lateral da piscina e atende a projetos que buscam uma maior conexão com a natureza, buscando um aspecto mais natural para a área externa. Além de uma estética diferente, as pedras oferecem um controle de temperatura eficiente, mantendo a temperatura da água mais baixa. Portanto essa é uma ótima saída para regiões muito quentes em que a água acaba aquecendo ao longo do dia. 

É preciso ter atenção para a manutenção que é mais complexa devido à porosidade da pedra, que faz com que ela acumule mais sujeira. Água, sabão e escova própria, geralmente, resolvem esse problema. Em caso de dúvidas, consulte um especialista. 

 

piscina-pedras-naturais-agua-revestimento-verao

Piscinas com acabamento natural e cascatas de água trazem um charme paradisíaco (Foto: Estância Construções / Reprodução)

 

4. Pastilhas de vidro

Elas são ótimas opções para personalizar a piscina e criar um ambiente exclusivo. É uma das opções para quem deseja ter o efeito “tipo azulejo” em piscinas redondas e com curvas. Está entre os tipos de revestimento para piscina de alvenaria mais caros, mas, além do efeito visual incrível, possuem uma manutenção bastante simples. Se você tiver um orçamento mais flexível, vale a pena o investimento.

 

piscina-revestimento-pastilha-vidro

As pastilhas de vidro são ótimas para elementos encurvados (Foto: Art Glass / Reprodução)

 

pastilha-vidro-piscina-area-externa

Piscina com pastilhas de vidro (Foto: Art Glass / Reprodução)

 

5. Cerâmica

A cerâmica também está entre as opções de revestimento para piscina mais bonitas e sofisticadas. Possui uma série de texturas e acabamentos, do fosco ao esmaltado. Além de bonito, esse tipo de revestimento ainda oferece um bom custo-benefício, fácil manutenção e limpeza. É uma boa opção para piscinas maiores e pode deixar sua área externa ainda mais bonita!

 

pastilha-ceramica-piscina-revestimento

As pastilhas também podem ser feitas de cerâmica (Foto: Shopnet / Reprodução)

 

Onde encontrar o melhor tipo de revestimento para piscina de alvenaria?

Responder a essa pergunta vai depender das suas prioridades, entretanto, todos os 5 tipos de revestimento para piscina de alvenaria que listamos aqui são boas opções para um projeto de área externa. E por falar em área externa, lembre-se de investir em pisos seguros ao redor da piscina para evitar escorregões e outros acidentes. Além disso, não basta criar uma piscina, é importante cuidar de todo esse ambiente tão especial, concorda? 

 

Leia mais em: Tipos de revestimento de parede externa: guia completo

 

Na Telhanorte você encontra revestimentos para piscinas de concreto e alvenaria de grandes marcas do mercado e com preços incríveis. Além disso, você também pode contar com o cartão de crédito da Telhanorte para parcelar suas compras em até 10 vezes sem juros ou 24 vezes fixas. 

Ao fazer seu pedido em não se esqueça de conferir nossas seções de iluminação externa, produtos de tratamento para piscina e claro, visitar nosso departamento de pisos para deck, assim você vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito! Acesse agora a loja virtual da Telhanorte ou visite uma de nossas lojas físicas!

 

Piscina: média de custo para se ter uma

 

Edição de Vinicius Marques

Como usar tinta para azulejo?

como-usar-tinta-azulejo-2

| Decoração

 

Aprenda como escolher, preparar e utilizar tinta para azulejos e renove as paredes antigas. Veja nosso guia de cores e inspire-se!

 

Cansou da parede da sua cozinha ou do banheiro, mas é tudo de azulejo e você não sabe como mudar? O segredo para fazer essa transformação é simples: tinta para azulejo.

Isso mesmo, existe tinta para azulejo nas mais diversas cores: branca, marrom, azul, bege, cinza, rosa, verde e etc. Você pode, inclusive, personalizar a parede usando duas cores diferentes, fazendo efeito degradê ou até criando suas próprias estampas de azulejo com as tintas.

mosaico-em-tinta-para-azulejo-casa-muda

Projeto CASA MUDA: Pintura abstrata em parede de azulejo com tinta epóxi (Foto: Paula Neder / Reprodução)

 

Tinta para azulejo: passo a passo simplificado

Escolhendo a tinta certa, com a preparação correta e alguns acessórios, a pintura vai dar uma cara nova aos cômodos da sua casa, sem pesar no orçamento. Para isso, basta seguir os passos a seguir:

– Limpar a superfície da parede;

– Retocar os rejuntes;

– Aplicar a primeira demão;

– Deixar secar;

– Aplicar a segunda demão.

 

Independentemente da cor da tinta para azulejo que você vai usar ou do tipo de customização, é fundamental preparar a superfície para pintura.

Separar tudo que você vai precisar antes de começar e deixar por perto também agiliza o trabalho.

E se você quer fazer bonito, continue lendo para mais detalhes de cada etapa!

 

Escolhendo a tinta para azulejo apropriada

A seleção da tinta é considerada a etapa 1 e um passo muito importante do processo. Além da cor, o tipo e o acabamento são fundamentais para a durabilidade da pintura.

Tipo da tinta

A melhor tinta para tal uso é a tinta acrílica ou a tinta epóxi. Ambas são adequadas para cobrir azulejos, sendo a epóxi mais resistente e, por isso, mais cara. No entanto, não se preocupe caso esteja focado na economia. Existem diversas opções de tinta acrílica no mercado que super dão conta do recado!

Resistência à água

Essa é uma característica importante, principalmente, para pintar azulejos de banheiro ou de áreas externas que terão contato com a água da chuva. Se esse for seu caso, opte por aquelas que podem ser usadas em projetos de ambientes internos e externos da casa. Quando estiver comprando repare na embalagem se a tinta é classificada para ambos usos e, portanto, resistente à água.

Leia também: 6 dicas de pintura externa para deixar a casa maravilhosa.

Acabamento da tinta

O azulejo é naturalmente brilhoso, mas com uma camada de tinta ele pode se tornar fosco. Se esta é sua intenção, é importante saber que esse tipo de tinta tende a manchar mais facilmente por ser mais absorvente.

Uma dica para não errar é ficar no meio termo: invista em uma tinta para azulejo com semi brilho.

Cor da tinta

As cores de tinta para parede são inúmeras. Cada marca possui um portfólio variado, então achar aquela que vai ficar perfeita para o seu projeto não será difícil.

Separamos abaixo algumas inspirações para ajudar a criar ideias do que executar nas suas paredes. Confira:

 

1. O clássico branco

A tinta para azulejo branca é uma opção clássica para usar em casa, independentemente do cômodo. Perfeita para quem quer dar uma repaginada nos azulejos antigos, mas sem precisar se inclinar às cores.

 

pintura-com-tinta-branca-epoxi-para-ceramicas-e-azulejos

Azulejos antigos renovados com tinta epóxi branca (Foto: PenseCrise / Reprodução)

 

Nos banheiros, por exemplo, o branco abre o ambiente e dá a impressão de maior iluminação. Na cozinha, a reprodução do efeito de limpeza fica ainda maior!

 

tinta-para-azulejo-branca-no-banheiro

Tinta para azulejo branca em banheiro clássico minimalista (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

Se você estiver na dúvida sobre deixar tudo no mesmo tom, não se preocupe! Aproveite para adicionar os toques de cor nos rejuntes e no chão – ou até mesmo no teto! – como nos sugeriu Júlia, do escritório Macaxá Arquitetura: “Uma coisa que temos usado bastante e, inclusive só compramos na Telhanorte, são os rejuntes coloridos… Eles acabam dando cor para alguns revestimentos mais neutros que trabalhamos”.

 

banheiro-rejunte-colorido

Banheiro com rejunte colorido (Foto: Macaxá / Divulgação)

 

tinta-para-azuilejo-no-teto

Ousadia e criatividade: tintas para azulejo no teto, também! (Foto: DecorFácil / Reprodução)

 

Saiba que, apesar de não ser uma escolha comum, em alguns casos também é possível assentar azulejos no piso e colori-los depois… Contudo, siga a recomendação de um profissional especializado na hora da escolha para evitar dores de cabeça no futuro.

E se esse não for o seu caso, fique tranquilo: as tintas epóxis também podem ser aplicadas em materiais cerâmicos, comumente encontrados no chão dos ambientes frios.

 

tinta-para-azulejo-epoxi-aplicada-no-piso-banheiro

Piso do banheiro renovado com degradê em tinta epóxi (Foto: Meir Australia / Reprodução)

 

2. O luxuoso marrom

Por proporcionar um toque mais sofisticado ao ambiente, a tinta para azulejo marrom é um artifício bastante utilizado por hotéis de luxo e spas. Caso você queira trazer esse clima mais intimista para a sua casa, pode apostar sem medo! Lembre que, assim como as demais cores escuras, essa deve ser usada em espaços amplos e/ou onde há alta incidência de luz natural durante o dia, para não correr o risco de diminuir demais o cômodo.

 

tinta-para-azulejo-marrom-banheiro-grande

Banheiro de luxo com azulejos pintados de marrom (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

tinta-para-azulejo-marrom

Lavabo com azulejos marrom. (Foto: Maíra Acayaba / Divulgação)

 

3. O pacífico azul

A tinta para azulejo azul funciona super bem em banheiros, já que traz a ideia de paz e harmonia. Além disso, essa é uma das melhores cores para combinar com outras paletas. Você pode, ainda, investir apenas nos detalhes em vez de aplicar a tinta em todos os azulejos da parede.

 

tinta-para-azulejo-azul-brilhante

Banheiro decorado com azulejo em tinta azul brilhante (Foto: ekasa / Reprodução)

 

tinta-epoxi-azul-aplicada-em-detalhes

Detalhe em azul no azulejo do frontão da pia de cozinha (Foto: Tua Casa / Reprodução)

 

E, se você gosta de estar na moda, já sabe que combinar cores é a tendência! Os tons mais claros – complementares ou análogos – dão vivacidade ao ambiente e os escuros – como o azul petróleo – podem destacar a área do box.

 

box-demarcado-com-tinta-para-azulejo-azul-escuro

Tinta azul escuro aplicada sobre azulejo para destaque na área de banho (Foto: DecorFácil / Reprodução)

 

4. O rosa coringa

A tinta para azulejo rosa é a cor perfeita para atuar como coringa e criar desde ambientes mais vivos até os mais sóbrios, dependendo da nuance escolhida. O rosa cria espaços alegres e orna bastante com o verde das plantas. E não tem mais essa de cor de menina e cor de menino, hein? Aposte naquilo que te agrada e deixe o seu espaço mais belo!

 

lavabo-com-azulejo-pintado-com-tinta-epoxi-rosa

Lavabo decorado com azulejo pintado de rosa escuro (Foto: Decor Fácil / Reprodução)

 

tinta-para-azulejo-rosa-acinzentado-tendencia

Aposte na tendência 2021: variações de rosa acinzentado Foto: Decor Fácil)

 

O lado bom das tintas para azulejo epóxi é que você pode facilmente trocar de cor, caso sua primeira opção não te agrade. Então, fuja do óbvio e aposte nos azulejos coloridos em ambientes como quartos e salas de estar.

 

azulejo-pintado-em-rosa-gold-sala

O rosa gold nos azulejos transforma a parede em ponto focal nesta sala (Foto: Decortiles / Reprodução)

 

quarto-azulejo-rosa-tijolinho

O azulejo pintado em rosa bebê dá um destaque diferente à parede da cabeceira do quarto (Foto: Decortiles / Reprodução)

 

5. O simpático amarelo

Por sua vez, a tinta para azulejo amarela é uma ótima cor pra trazer alegria aos ambientes. O resultado pode ser um ambiente alegre e dinâmico – usando nuances mais vibrantes – ou um ambiente mais contido e clássico – através das nuances menos saturadas.

 

tinta-para-azulejo-de-cozinha-amarela

Cozinha com alguns azulejos pintados de amarelo, formando um ponto focal (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

lavanderia-com-azulejo-pintado-de-amarelo

Lavanderia com azulejos pintados de amarelo (Foto: Decor Fácil / Reprodução)

 

Excelente para usar em cozinhas, visto que tons amarelados e alaranjados são associado pela mente humana à comida, segundo a psicologia das cores.

 

6. O harmonioso verde

Por fim, nossa última inspiração de hoje é a tinta para azulejo verde.

É uma cor que fica ótima em áreas frias – para quem busca aquela sensação de harmonia com o natural – e em áreas externas, ainda mais onde houver flores coloridas. Aqui também vale a criatividade para escolher o tom que mais vai combinar com seu projeto.

 

cozinha-azulejo-verde-claro

Ponto focal com tinta de azulejo verde claro na cozinha (Foto: Eva Mota / Reprodução)

 

tinta-azulejo-verde-banheiro

Tinta de azulejo verde aplicada em banheiro (Foto: DecorexPro / Reprodução)

 

azulejos-para-sala-verde

Azulejo para sala pintado de verde (Foto: Doce Obra / Reprodução)

 

muro-azulejo-verde-pintura

Muro de jardim de azulejo pintado com tinta epóxi verde (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Como preparar a superfície do azulejo

Aqui é importante ressaltar a necessidade de limpar a superfície para obter um bom resultado final. Nesta etapa 2, você precisa de apenas três itens:

– água;

– sabão neutro;

– pano ou escovinha.

 

Limpe toda a área que vai receber a tinta para eliminar impurezas, oleosidade e mofos. Como é uma superfície de azulejo, não é necessário lixar. Atenção para a área do rejunte, que também deve estar sem nenhuma sujeira.

Para que o efeito seja uniforme, faça o retoque de falhas nos rejuntes com massa acrílica e espere secar por pelo menos um dia.

 

Como aplicar tinta para azulejo nas paredes

Com a parede limpa, você está pronto para a etapa 3.

  1. Prepare a tinta para aplicação segundo as orientações do fabricante, escritas na própria lata;
  1. Coloque uma quantidade inicial na bandeja ou caçamba plástica para pintura e aplique a primeira demão com um rolo por toda parede, de maneira uniforme e com bastante atenção;
  1. Caso haja alguma imperfeição, cubra a falha com a ajuda de um pincel;
  1. Deixe a tinta secar pelo período recomendado pelo fabricante e depois aplique a segunda demão;
  1. Pronto! Se a cor do azulejo de fundo for escura a quantidade de demãos de tinta pode variar, exigindo uma terceira camada ou mais.

 

A limpeza pós-aplicação deve ser feita com água e sabão neutro. Evite jogar produtos químicos para preservar a tinta e garantir longevidade e beleza para sua pintura.

Se você é mais do tipo visual, abaixo apresentamos um excelente tutorial em vídeo, patrocinado pela Suvinil e gravado pela Youtuber Karla Amadori do DIYCore.

 

Onde encontrar tinta para azulejo?

Agora que você já sabe como usar tinta para azulejo, escolha um homecenter de confiança para poder colocar seu projeto em prática, escolhendo a cor e o acabamento que associarão beleza e qualidade.

Na Telhanorte, temos uma seção de Tintas com todos os materiais que você precisa: desde latas de tinta até acessórios para ajudar na aplicação.

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

4 dicas de como escolher uma churrasqueira pré-moldada

acessorios-churrasqueira-tijolo-2

| Área Externa

Saiba o que observar para escolher uma churrasqueira pré-moldada perfeita, o local de instalação e mais

 

Uma das principais responsáveis pela diversão na casa das famílias brasileiras, a churrasqueira é tida como o sonho de consumo de muita gente.

Fato é que ter uma churrasqueira em casa abre possibilidades: seja para fazer um grande evento no domingo ou até mesmo para receber amigos depois do trabalho.

Para isso, uma das principais alternativas é a churrasqueira pré-moldada. De fácil instalação e com um ótimo custo benefício, elas são a realização de um sonho. Contanto, claro, que sejam escolhidas de forma correta.

Neste texto, para que você aprenda a fazer a escolha certeira, vamos apresentar 4 dicas de como escolher uma churrasqueira pré-moldada para a sua casa.

Acompanhe!

 

churrasco

Churrasco (Foto: Unsplash / Reprodução)

1. Saber exatamente o que é uma churrasqueira pré-moldada

Pode parecer óbvio, mas o primeiro passo é saber exatamente o que são e qual é o conceito por de trás delas. Como o próprio nome já diz, esse modelo de churrasqueira é previamente construído para que você tenha facilidade no momento da instalação.

Além disso, elas têm como base um concreto composto por material térmico capaz de absorver o calor — o que garante eficiência na hora de fazer um churrasco e servir seus convidados.

Para facilitar ainda mais o processo de montagem, elas já são comercializadas com chaminés ou coifas, tornando toda a instalação ainda mais rápida.

Muitas pessoas costumam acreditar que as churrasqueiras pré-moldadas trincam com facilidade ou não podem ser associadas a bancadas, por exemplo. Porém, isso não é verdade!

Agora que você já sabe o que é uma churrasqueira pré-moldada, é hora de tratarmos do local da instalação e de como escolher o modelo certo!

 

2. Definir qual vai ser o local de instalação

Para que o projeto de uma churrasqueira pré-moldada com forno, por exemplo, dê certo, é necessário que, antes, você defina com clareza em qual local ela vai ser instalada.

Como você já percebeu, as churrasqueiras pré-moldadas são facilmente instaladas, já que, entre outros fatores, são de encaixe e têm acabamento de massa refratária. Ainda assim, é preciso ter definido em qual espaço da sua casa será montada a churrasqueira.

Você precisa observar exatamente as dimensões, qual será o local de saída da coifa, quanto de espaço sobrará na frente da churrasqueira, entre outras informações vitais para o sucesso do seu projeto. Ou, em outras palavras, para a realização do seu sonho.

As churrasqueiras pré-moldadas, vale destacar, são recomendadas para áreas externas. Ainda assim, são encontradas em vários modelos.

Só depois de ter o local bem definido, muitas vezes ouvindo opiniões de arquitetos e profissionais especializados, você irá atrás da churrasqueira pré-moldada com bancada de encaixe perfeita para sua casa.

 

3. Escolher a churrasqueira pré-moldada ideal

Não é porque a churrasqueira já foi previamente fabricada que você não deve prestar atenção na qualidade do material. As churrasqueiras pré-moldadas são construídas em diferentes tamanhos e por fabricantes diferentes. Portanto, fique de olho nos detalhes!

Ainda que indicadas para ambientes externos, por suas grandes dimensões, elas variam bastante de tamanho. Podem ser encontradas tanto em estruturas mais básicas, a partir de 1 metro de comprimento, ou nas versões mais elaboradas, inclusive com fogão a lenha acoplado e em tamanhos maiores. Então, com base no seu objetivo, você deve observar bem as dimensões de cada modelo.

Um dos pontos no qual, evidentemente, você também deve prestar bastante atenção é o custo-benefício. Em geral, é o preço da churrasqueira pré-moldada que a faz ter tanto sucesso entre os brasileiros. Ainda assim, ele não é único, já que costuma variar de R$ 400,00 a R$ 1.000,00.

Essa abrangência ocorre, porque, além de sua variação em tamanho, elas podem ser encontradas no mercado com acabamentos mais refinados – de metal e vidro – até os tradicionais tijolinhos para churrasqueira — que seguem o padrão básico.

Já sabe qual vai escolher?

 

linguiça-churrasco

Churrasco (Foto: Unsplash / Reprodução)

 

4. Escolha um revestimento que gosta

Um ponto a mais das churrasqueiras pré-moldadas é que elas abrem possibilidades para implementá-las com revestimentos.

Com isso, você pode optar com materiais acompanhem a decoração da sua casa, aliando praticidade a um visual exclusivo — que destaque o estilo da área externa. É o melhor dos dois mundos.

Listamos abaixo 4 dos principais revestimentos:

 

Um dos principais materiais utilizados em áreas externas, a pedra é uma interessante alternativa para revestir churrasqueiras pré-moldadas.

Em geral, a pedra é considerada uma opção moderna e prática, além de ser encontrada em uma ampla variedade. Elas costumam ser fáceis de limpar e também são resistentes com o calor.

 

Veja também: 6 tipos de pedras naturais para revestimento da casa

 

Se você acha que o porcelanato só faz sucesso entre aqueles que procuram um piso, está muito enganado. O material também é muito utilizado para revestir churrasqueiras — pois é resistente e pode ser encontrado em belíssimas estampas.

Famoso por simular a madeira, o modelo é tido como o mais apropriado para dar um toque estético refinado à área externa da sua casa. Afinal, nada melhor que se deliciar com um bom churrasco em meio a um ambiente harmônico e aconchegante.

 

churrasqueira-porcelanato

Churrasqueira pré-moldada revestida com porcelanato padrão madeira (Foto: Jeito de casa / Pinterest / Reprodução)

 

Azulejo

Um dos queridinhos do mercado decorativo, o azulejo é destinado àqueles que, além de beleza, desejam dar um toque de cor ao espaço da churrasqueira pré-moldada.

Para isso, muitas vezes, eles contam com modelos geométricos, florais, abstratos e minimalistas — tudo para oferecer personalidade ao local em que você vai fazer seu churrasco e, provavelmente, tirar várias fotos com os amigos.

 

churrasqueira-azulejo

Churrasqueira revestida em azulejo (Foto: Nova Paraná / Pinterest / Reprodução)

 

Tijolinho

Por fim, o tijolinho é uma boa opção para quem quer dar um visual mais clássico à churrasqueira. Eles são encontrados com o acabamento já finalizado e sua instalação é tida como a mais rápida de todos os revestimentos.

Por essa e por outras, o tijolinho é sucesso entre quem quer fazer da área de churrasco o seu canto preferido da casa.

 

churrasqueira-porcelanato

Churrasqueira de tijolos refratários (Foto: Prmarmores / Reprodução)

 

Já escolheu seu tipo de revestimento preferido?

Agora que você sabe como escolher uma churrasqueira pré-moldada, não perca tempo: veja os materiais que a Telhanorte tem e adquira ainda mais qualidade e confiança no seu projeto! Acesse o site da Telhanorte e confira já! Parcelamos a compra da sua churrasqueira pré-moldada em até 8x e fazemos entregas em todo o Brasil!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Revestimento para varanda: escolha o melhor em 5 passos

revestimento para varanda

| Área Externa

Temos diversas opções de pisos e revestimentos para varandas disponíveis. Por isso, resolvemos criar essa matéria sobre como escolher as melhores opções

 

Escolher o melhor revestimento para varanda é uma das etapas mais importantes da construção do cômodo. Afinal, quando pensamos em um local da casa perfeito para reunir amigos, relaxar e curtir momentos felizes, logo nos vem à mente uma bela e arejada varanda, não é mesmo? 

Pensando nisso, preparamos um artigo completo com algumas dicas do que levar em conta ao escolher o piso para varandas e algumas das opções mais utilizadas no ambiente. 

 

1. Função do espaço

Antes de qualquer coisa, é preciso ter em mente qual será a real função do espaço. Será um ambiente informal, para reuniões de amigos e familiares? Ou será uma extensão da sala de jantar? A ideia é aproveitar o espaço para criar plantas ou animais? 

Tudo isso influencia na escolha do piso para varandas. Um espaço mais voltado para o descanso, por exemplo, permite a utilização de um revestimento mais acolhedor, como a cerâmica ou a madeira, enquanto um espaço com circulação de animais ou pensado para ser um espaço gourmet demanda o uso de um piso impermeável e de fácil limpeza. 

 

2. Condições do local

Outro ponto importante a considerar na hora de escolher o revestimento para varanda são as condições do local. Há incidência de mofo, acúmulo de água ou alta exposição ao sol? 

Para cada um desses cenários, há um tipo de piso mais recomendado. 

Ambientes com incidência de mofo ou tendência ao acúmulo de resíduos, por exemplo, pedem um piso sem muita porosidade, uma vez que essa característica o torna bastante suscetível a manchas. 

 

imagem-de-varanda

Varanda (Foto: Pixabay / Reprodução)

 

3. Limpeza e manutenção

Aliada ao item anterior, está a importância de pensar na demanda de limpeza e manutenção de cada tipo de revestimento considerado.

Muitas vezes, a opção escolhida é esteticamente perfeita, mas, por ter características desfavoráveis ao tipo de atividade realizada no espaço, acaba se tornando uma verdadeira dor de cabeça. 

Lembre-se, portanto, de pesquisar sobre esses detalhes antes de bater o martelo! 

 

4. Estilo da decoração

Aliar o tipo de revestimento para varanda com a decoração imaginada também é um verdadeiro truque de mestre! 

Se, em seu projeto de decoração, a varanda é um ambiente repleto de plantas e flores, que tal pensar em um piso que contraste com tais elementos? Uma boa opção, neste caso, pode ser a mescla de madeira e pedras. 

Caso o projeto conte com um painel amadeirado na parede, uma boa opção de revestimento é o porcelanato claro, que traz luminosidade ao espaço. 

 

Sugestão de leitura: 6 tipos de pedras naturais para revestimento da casa

 

5. Tamanho da varanda

Outro ponto importante a se considerar ao escolher o melhor revestimento para varanda é o tamanho das placas de piso vs. o tamanho da varanda. É claro que há alternativas para contornar, por exemplo, a dificuldade de aplicar peças de piso grandes em espaços pequenos, como os cortes e adaptações. 

Entretanto, quando falamos em obras, tudo isso é convertido em gastos extras e perda de material, então, o ideal é evitar! 

 

revestimento-para-varanda

Revestimento para varanda (Foto: The Spruce / Reprodução)

 

Quais os melhores tipos de piso para varanda

1. Azulejo

Os azulejos remetem à cultura portuguesa, que os utiliza em paredes internas, externas, no chão e até no mobiliário de suas casas há séculos. 

Na varanda, o azulejo pode compor imagens, ser usado em um jogo de cores ou em uma só cor, viva ou neutra. 

O efeito é incrível e a manutenção é bastante simples! 

 

2. Cerâmica

Resistente, durável e versátil, a cerâmica é amplamente recomendada para revestir varandas. 

Seus valores variam, mas, em geral, possuem preços bastante acessíveis. Além disso, podem oferecer recursos muito úteis, como o antiderrapante.

Por sua diversidade de características e alta resistência às intempéries, o piso de cerâmica é bastante utilizado em varandas abertas, onde circulam veículos e em espaços gourmet, com churrasqueiras

 

3. Madeira

Pense em um ambiente acolhedor. Certamente o revestimento de madeira pode proporcionar uma sensação assim em sua varanda. 

Bastante versátil, o piso de madeira pode ser utilizado de diversas formas, horizontal ou verticalmente, em larguras alternadas e até mesmo em uma mescla de cores. 

Caso o ambiente seja constantemente exposto a chuvas ou a muito sol, a escolha do material deverá ser reconsiderada: pisos amadeirados tendem a absorver água e gerar mofo, além de serem pouco resistentes aos raios solares. 

 

4. Pedra

Mármore, granito ou ardósia. Todos esses tipos de piso para varanda são excelentes opções para quem busca resistência e durabilidade.

Há que se considerar apenas o investimento necessário (pisos de mármore costumam ter custos bastante elevados) e as características do ambiente em que a varanda se localiza. Pisos de pedra tendem a ser bastante frios, então, são uma opção indicada para cômodos quentes ou que recebem muita incidência solar. 

 

Ideias para o seu tipo de varanda

Que tal aliar a escolha do melhor revestimento para varanda com ideias para otimizar seu espaço? A seguir, temos algumas ideias para varandas grandes, pequenas ou estreitas. 

 

Pequena

Neste caso, o que deve imperar é a praticidade e a otimização dos espaços! Pense na possibilidade de criar um espaço com poucos móveis e estrutura verticalizada, como a dos jardins verticais.  

Se sua varanda for conectada a outro cômodo, – como a uma lavanderia, por exemplo – que tal criar uma extensão dele? Assim, o revestimento usado no cômodo também é aplicado na varanda, e seu espaço interno ganha um upgrade em luminosidade e ambientação! 

 

Veja também: Como organizar a lavanderia da melhor forma.

 

Grande

Ter um amplo espaço na varanda é um verdadeiro privilégio! Mas saber aproveitá-lo é um dom. Nossa dica principal é aproveitar o ambiente para construir um espaço aconchegante e confortável. Aproveitar as quinas com móveis (como sofás em L) e construir pequenos jardins são algumas ideias para tornar espaços grandes agradáveis, sem deixar que percam sua funcionalidade. 

 

Estreita

Espaços estreitos pedem revestimentos claros e compridos, que ajudam a transmitir a ideia de amplitude. Aliado a isso, aposte no mínimo possível de mobiliário e no aproveitamento inteligente do espaço. 

 

Acesse nossa categoria de pisos e revestimentos

Sabendo como escolher o melhor revestimento para varanda, você garante a criação de um espaço esteticamente impecável, além de ser perfeito para a sua finalidade! 

Que tal aproveitar o fim desta leitura para conhecer a categoria de Pisos e Revestimentos

Quer escolher os seus produtos? Então visite uma de nossas lojas físicas, ou acesse a loja virtual da Telhanorte para comprar diretamente pelo site, WhatsApp ou televendas.

Não deixe de conferir as opções de ajuda ao vivo e o arquiteto de bolso! Opções incríveis para você que quer uma ajudinha na hora de decorar ou reformar algo na sua casa!

 

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Bonício

5 tipos de pisos para a área externa da sua casa

porcelanato-ambiente-externo-garagem-resistencia-piso-chao

| Área Externa

Você está construindo sua casa e não sabe qual piso utilizar na área externa? Entenda mais sobre a seguir

 

Você finalmente está realizando o sonho da casa própria. Escolheu um bom terreno, planejou com cuidado a divisão de cada cômodo, pensou na segurança e reservou um bom espaço para o terraço. Mas agora bateu uma dúvida sobre os tipos de pisos para a área externa?

Quando se trata de materiais, geralmente, as áreas externas são feitas de um dos cinco materiais básicos que vamos falar nesta matéria. Contudo, vale lembrar que o material escolhido será determinado por preferência pessoal, a localização da área, seu orçamento e o tamanho do espaço ao ar livre, além do que está disponível ou é possível comprar e trazer até o local da obra.

1. Tijolo

O tijolo, feito de uma mistura de argila e outros materiais, é resistente, dura muito tempo e possui um visual elegante e clássico que combina com diversos estilos arquitetônicos e paisagísticos.

Versátil, pode ser usado como piso para área externa, para paredes e como borda. Funciona tanto para paisagens formais quanto rústicas, criando visuais variados.

 

piso-area-externa-tijolo

Piso em tijolos (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Prós do piso de tijolo

 

2. Concreto

Seria difícil encontrar um tipo de piso mais versátil e adaptável do que o concreto. Este material combina uma mistura de areia, água, cimento e cascalho e oferece ainda mais opções de uso do que o tijolo.

Ao usar formas bem construídas, o concreto pode ser moldado e se adaptar a praticamente qualquer formato de superfície.

Além disso, você pode fazer o piso para área externa com o material e pintar para dar acabamento ou deixar au natural e aproveitar a aparência rústica do concreto.

 

piso-area-externa-concreto

Piso em concreto (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Prós do pisos de concreto

 

3. Azulejo de porcelana e cerâmico

Existe algo mais bonito que utilizar pisos de pedra para o ambiente externo? Na verdade, sim! Pisos que imitam o efeito de pedra, mas feitos de azulejo cerâmico ou de porcelana!

Especificamente os porcelanatos para área externa, são mais duráveis do que os de pedras naturais, dependendo da classificação do PEI (Porcelain Enamel Institute), um índice que avalia a quantidade de tráfego que uma superfície cerâmica pode receber.

 

piso-area-externa-porcelana-porcelanato-ceramico-

Piso de porcelana (Foto: Biancogres / Reprodução)

 

Prós do piso de azulejo de porcelana e cerâmico

 

4. Deck de madeira composta

Os decks de madeira podem dar ao seu espaço ao ar livre um toque rústico, caseiro ou um visual chique e moderno. Como sabemos, a madeira é atemporal, ou seja, caso você opte pelo deck, seu ambiente sempre estará lado a lado com a moda.

Uma das opções que imita o deck de madeira é, por exemplo, os pisos de vinil. Porém, uma vantagem do piso de vinil é que ele dispensa todo o trabalho que se tem ao utilizar um deck de madeira.

 

piso-area-externa-deck-de-madeira

Piso deck de madeira (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Prós dos decks de madeira composta

 

5. Pedras naturais

Também conhecida como telha de pedra, a pedra natural mais vendida no mercado é semelhante à lajota, embora seja cortada em formas quadradas ou retangulares.

Devido à sua forma geométrica e layout, elas são usadas para aplicações mais formais do que as lajotas com cortes desiguais.

Este tipo de piso tem variantes conhecidas como blocos belgas, blocos de pedra ou paralelepípedos, sendo esses últimos normalmente usados em pequenas áreas ou como rebordos para outros materiais como tijolos, granitos ou lajotas.

 

piso-area-externa-pedras-naturais

Piso feito em pedras naturais (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Algumas pedras naturais usadas como pisos para área externa são:

 

Leia também: Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações

Como você acabou de ler, existem diversos tipos de pisos para o seu ambiente externo, cada um com sua proposta! A escolha se resume a localização, preferência pessoal e orçamento.

Se você já decidiu e está pronto para realizar a compra, confira nossa seção completa de Pisos e Revestimentos com tudo que você precisa para sua obra, desde acabamentos para piso, argamassa e rejunte até pastilhas, pisos, porcelanatos e muito mais!

 

Edição de João Victor Quintino e Murilo Bonício