hidráulica | Blog Telhanorte

Qual a diferença entre caixa sifonada, de gordura e de passagem?

ralo-sifonado-caixa-hidraulica-agua-encanamento-preto

| Área Externa

 

Quer entender mais sobre hidráulica? Então confira nesta matéria as principais características e diferenças entre caixa de gordura, de passagem e sifonada

 

O sistema hidráulico tem diversas estruturas que auxiliam no correto descarte de nossos resíduos à rede pública, evitando ao mesmo tempo que o cheiro e insetos do esgoto entrem em nossa casa. Além dos ralos simples, há outros elementos muito importantes para a devida drenagem da água: a caixa sifonada, a caixa de gordura e a caixa de passagem. Confira 5 estruturas hidráulicas importantes no encanamento da casa.

 

Confira no site da Telhanorte: Ralos e Grelhas

Ralo-click-redondo-10x10cm-aco-inox--Aquaplas-1595954

Ralo click redondo 10x10cm aço inox Aquaplás (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

1. Sifão

O sifão é uma estrutura que acumula água em sua curvatura. Sua curva, além de outras funções, utiliza a água acumulada como barreira física, impedindo que os gases, odores e demais elementos do esgoto entrem dentro da casa. Ele pode ser encontrado em tubos, canos, caixas e mesmo no vaso sanitário.

 

tipos-sifao-encanamento-agua-hidraulica

(Imagem: Escola Engenharia / Reprodução)

 

Assim, há muitos ralos que são sifonados (possuem sifão), além das caixas sifonadas e de gordura, que também contam com a presença dessa estrutura.

 

sifao-comum-estrutura-agua

(Imagem: Marina Rodrigues / Uniceuma / Reprodução)

 

Sifao-universal-com-saida-extensivel-branco-Esteves

Sifão Esteves Universal com Saída Extensível Branco (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Ralo simples

O ralo é instalados sob o revestimento do piso e possue uma comunicação com a área externa, por onde a água entra. O ralo é seco e tem apenas a função de absorver e mandar embora pela tubulação a água que entra pela grelha que se comunica com o ambiente da casa. Existem vários tipos de ralo, como o linear, que só funciona para ralos secos, como os usados no box do chuveiro.

 

Sugestão de matéria: Leia mais sobre diferentes tipos de ralo na matéria: Ralos para banheiro: veja os tipos e acerte na escolha

 

Ralo sifonado quadrado Tigre e Grelha redonda de inox Esteves

 

3. Caixa de passagem

As caixas de passagem recebem os resíduos domésticos e os encaminham para a rede de esgoto. Sua instalação pode ser feita onde há mudanças de direção no encanamento, ou apenas para facilitar a manutenção hidráulica. Assim, quando há entupimento ou outras ocorrências, basta apenas escavar os locais exatos onde as caixas de passagem estão, para identificar onde o problema está.

 

Caixa de passagem Tramontina e Caixa de piso Tramontina

 

4. Caixa sifonada

A caixa sifonada tem uma água dentro dela que evita que o mau cheiro que sai de uma tubulação de esgoto vaze para o cômodo em que a caixa está instalada, a partir do sistema de sifão já explicado acima. Ela recebe várias tubulações de esgoto da casa, como da pia da cozinha, cuba do banheiro, chuveiro, por exemplo. Além disso, a caixa sifonada também tem uma comunicação com a área externa, como o ralo comum.

 

Caixa-sifonada-ilustração-fecho-hidrico

(Imagem: Via Brasil Online / Reprodução)

 

Sugestão de matéria: Confira o passo a passo para fazer a hidráulica do banheiro

 

Caixa-sifonada-quadrada-15x15x5cm-N°101-Tigre

Caixa sifonada quadrada 15x15x5cm N°101 Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Caixa de gordura

As caixas de gordura são responsáveis por receber a água que sai da pia da cozinha e da máquina de lavar roupas, separando a gordura da água e evitando que essa gordura chegue à rede de esgoto da cidade. A caixa possui um pouco de água em seu fundo. Essa água é a responsável por separar a água da gordura, além de evitar que os gases do esgoto se espalhem pela casa. Assim a água segue o fluxo natural rumo à rede de esgoto, enquanto a gordura fica na caixa. 

 

caixa-gordura-limpeza-funcionamento-cozinha-sifao-sifonada-hidraulica-cano

(Imagem: Roma / Reprodução)

 

Essas caixas sifonadas para cozinha devem receber manutenção periodicamentePara isso basta retirar o recipiente com a gordura, jogar a placa de gordura no lixo e limpar a caixa com água e sabão. 

 

Gostou das dicas?

Que tal acessar a loja virtual da Telhanorte e fazer seu pedido para a obra? Sem sair de casa você saberá quanto custa ralos e grelhas, caixa sifonada e caixa de gordura, no modelo ideal para sua necessidade. Na Telhanorte temos um departamento para a parte hidráulica da sua casa, além de setores com tudo para cozinha e lavanderia, banheiro, área externa, pisos e revestimentos e mais. Conheça nossa loja e continue sua obra sem precisar sair de casa, com as melhores ofertas e preços!

 

Como instalar rede de esgoto residencial: materiais e cuidados na instalação

 

Edição de Vinicius Marques

Como limpar o box de banheiro?

banheiro-box-limpeza-limpar-rodo-produto-agua-chuveiro-ducha-vidro-piso-parede-rejunte-sujeira

| Banheiro

 

Confira como limpar o box de banheiro seguindo o nosso passo a passo! Aprenda receitas caseiras para a limpeza e conheça os diferentes tipos de box

 

O banheiro é um dos cômodos da casa que requerem uma atenção especial no quesito limpeza. Nada como entrar num banheiro limpo, desinfetado e cheiroso! Mas existe uma área que nem sempre fica assim: o box. E é por isso que, nessa matéria, vamos ensinar como limpar o box de banheiro.

 

Confira na Telhanorte: Box para banheiro e acessórios

Cortina-p--Box-PVC-198x180cm-Metalizada-Listra-Poa-Preto-Prata-Bella-Casa-Colorful-1523295

Cortina p/ Box PVC 198x180cm Metalizada Listra/Poa Preto/Prata Bella Casa Colorful (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Tipos de box 

O box de banheiro tem como a principal função manter o cômodo seco e organizado. Além disso, é importante harmonizar esse item com os demais elementos decorativos, respeitando o estilo do espaço. Confira 5 tipos de box de banheiro mais comuns no Brasil.  

 

1. Box de cortina

Evita que a água se espalhe pelo restante do banheiro, trazendo privacidade a quem estiver se banhando. É uma maneira simples e barata de se instalar um box e, para limpar a cortina, basta utilizar um pouco de detergente neutro e a própria mangueirinha do chuveiro.

 

Cortina-p--Box-Poliester-198x180cm-Textura-Tijolo-Preto-Branco-Bella-Casa-Colorful-1522868

Cortina p/ Box Poliester 198x180cm Textura Tijolo Preto/Branco Bella Casa Colorful (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Box de parede 

São aqueles que possuem uma mureta de tijolos (ou blocos de vidro) em pelo menos um de seus lados. Muitas pessoas combinam o box de parede com uma porta de vidro, trazendo um estilo moderno para o banheiro.  

 

Bloco-de-Vidro-Seven-19x19cm-Translúcido

Bloco de Vidro Seven 19x19cm Translúcido (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Leia também: Como renovar o rejunte do azulejo

 

3. Box de acrílico

O box de acrílico é outra opção econômica para ser instalada no banheiro. Além de mais barato, esse tipo de box não apresenta manchas tão facilmente quanto o box de vidro. No entanto, sua durabilidade é menor e há maiores riscos de ser quebrado, trincado ou apresentar rachaduras com o tempo.

 

box-banheiro-acrilico-translucido-limpeza-parede-vidro-produto-banho-chuveiro-agua

Box de acrílico (Foto: São Manuel Calhas / Reprodução)

 

4. Box de vidro

Os modelos desse tipo de box possuem um vidro temperado e tratado para tal finalidade, para evitar acidentes e suportar o contato constante com a água, o atrito com os trilhos de abertura e o abrir e fechar da porta. Sua limpeza demanda um pouco mais, uma vez que as manchas podem ser mais visíveis nesse tipo de superfície. O box de vidro apresenta ótima durabilidade, acabamento e resistência.

 

banheiro-vidro-portas-agua-limpeza-plantas-urban-jungle-chuveiro-box-parede

Box de vidro com um estilo urban jungle (Foto: Curology / Unsplash / Reprodução)

 

5. Box sanfonado

O box sanfonado é uma opção que pode harmonizar muito bem com diversos estilos de banheiro, a depender do modelo escolhido. Geralmente é feito com placas de PVC resistentes à umidade e altos impactos, mas pode também ser composto por placas de acrílico.

 

Porta-sanfonada-de-PVC-para-box-185x100cm-branca-BCF

Box Sanfonado de PVC BCF 185x100cm Branca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Como limpar o box de banheiro de vidro e acrílico

É importante você ter em mãos produtos específicos de boa qualidade para a limpeza do box, seja ele de vidro ou acrílico. Isso irá facilitar o seu trabalho e os resultados. E lembre-se: é muito importante separar os utensílios usados para limpar o banheiro. Eles jamais devem ser usados na limpeza dos outros cômodos da casa.

Separe para a faxina um par de luvas, panos de microfibra (que não soltam fiapos) e esponja. Nas nossas lojas físicas e na loja virtual da Telhanorte, você encontra produtos de limpeza de qualidade de diversas marcas para limpar o box.

 

Limpa-vidros-em-spray-Plastic-Novica-Bettanin-1563467

Limpa vidros em spray Plastic Noviça Bettanin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

É muito importante também ler as instruções do fabricante antes de utilizar qualquer produto de limpeza. Uma boa alternativa para limpar o box de banheiro de acrílico, caso não esteja muito sujo e você não tenha o produto específico em casa, é utilizar a mistura de água quente com detergente neutroEsfregue com uma esponja nos dois lados e enxágue bem. Depois é só secar com o pano de microfibra

Já os box de vidro mancham com maior facilidade e, por serem transparentes, o local manchado acaba se destacando. Mas nada que uma boa limpeza, com um bom produto, não resolva! 

 

Limpa-Vidros-Pro-1L-Sanol-1769880

Limpa Vidros Pro 1L Sanol (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Receitas caseiras para limpar o box de banheiro

1. Sabão e pó, vinagre e bicarbonato

Em um recipiente, misture bem:

– 01 colher (sopa) de sabão em pó

– 02 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio

– 01 colher (sopa) de álcool

– 01 xícara de vinagre branco

– 01 xícara de água morna

 

Aplique essa mistura com um pano macio ou com o auxílio de um borrifador. Deixe agir por 5 minutos. Com uma esponja macia, faça a limpeza. Enxague e seque com um mop para vidros e um pano de microfibra

 

Mop-Novica-limpa-vidros-BT1922-Bettanin-1449931

Mop Novica limpa vidros BT1922 Bettanin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Bicarbonato, detergente e limão

– Misture 100 ml de água

– 01 colher (sopa) de bicarbonato de sódio

– 03 colheres (sopa) de detergente neutro

– suco de 01 limão

 

Aplique com uma esponja. Deixe descansar por 10 minutos. Enxague e seque com um mop e um pano de microfibra

 

Pano-de-microfibra-para-vidro-Esfrebom-Bettanin

Pano de microfibra para vidro Esfrebom Bettanin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Vinagre, sabão em pó e bicarbonato

– Misture 200 ml de vinagre.

– 01 colher (sopa) sabão em pó.

– 01 colher (sopa) bicarbonato de sódio.

– 01 tampa de álcool.

 

Passe essa mistura no box com auxílio de uma esponja. Aguarde 15 minutos. Enxague e seque. 

 

Esponja-Mágica-p-Vidros-e-Espelhos-2-Unidades-Super-Storm-Pulvitec

Esponja Mágica p/ Vidros e Espelhos (2 Unidades) Super Storm Pulvitec (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Dicas finais sobre como limpar o box de banheiro

  1. Use o lustra móvel no seu box. Sim! Depois de terminada a limpeza, passe uma fina camada de lustra móvel no box, com um pano macio e seco. Isso irá criar uma camada de proteção e evitar que manchas de gordura corporal se fixem no vidro do box. 
  2. Faça a limpeza do box semanalmente. Isso fará com que o mesmo não fique encardido, aumentando a vida útil e também facilitando o seu trabalho, com menor esforço. 
  3. Após o banho diário, jogue água no box com o auxílio do chuveirinho. Isso fará com que a gordura corporal e os resíduos de sabonete, shampoo e condicionador não permaneçam no box. 
  4. Uma sugestão é manter um mop para vidro no box para que, ao finalizar o banho, você passe pela superfície, mantendo-a menos úmida. 
  5. Umedeça sempre o box antes de usar os produtos e utilize sempre o lado macio da esponja, para evitar que ele fique riscado. 

 

Leia também: Banheiros decorados com pedras naturais: dicas e exemplos

 

Gostou das nossas dicas de como limpar o box de banheiro?

São simples, fáceis e práticas. Agora você já sabe como limpar o box do banheiro de vidro ou de acrílico. Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um setor completo de limpeza e manutenção com diversos tipos de produtos e acessórios diferentes para a limpeza do banheiro como box, vasos sanitários, chuveiro, entre outros. Conheça também nosso departamento de pisos e revestimentos! Compre pelo site e receba em casa ou retire em uma das nossas lojas mais perto de você!

 

Box de banheiro com pastilhas: tipos, dicas e inspirações

 

Edição de Vinicius Marques

Como fazer a hidráulica do banheiro: passo a passo

torneira-banheiro

| Banheiro

Vai começar a construção da casa e não sabe o que é preciso conferir na hidráulica do banheiro? Então se ligue nesse passo a passo completo que vai te ajudar

 

Para começar uma obra é preciso fazer um planejamento, pois cada detalhe é importante para evitar futuros problemas. Se você chegou até essa matéria, é porque se preocupa com o assunto e aqui é o lugar certo para encontrar as melhores dicas!

Uma das etapas mais importantes da construção é a hidráulica, afinal, ter uma descarga e torneira que funcionem, além de um chuveiro quentinho e com boa regulagem de água são fundamentais. Nesse guia trouxemos um passo a passo de como você pode fazer a hidráulica do seu banheiro da forma correta. Continue lendo para saber mais!

 

Leia também: Aprenda a desentupir o encanamento de forma simples

 

Como fazer a hidráulica do banheiro

A primeira coisa que você deve saber antes de começar é o que é instalação hidráulica. Esse é o sistema que fornece abastecimento, distribuição e escoamento de água nas residências. Sua função é captar, transportar e armazenar o líquido.

Em um projeto hidráulico, você pode encontrar a caixa d’água, as redes de distribuição de água fria e quente, a coleta de esgoto e águas pluviais. Pelo grau de dificuldade que demandam, é importante consultar um profissional especializado para garantir que todo o projeto esteja de acordo com as especificações determinadas pelas normas técnicas.

Quando bem feito, um projeto arquitetônico deve ter definido onde e como serão usados os pontos de distribuição de água na casa. Com uma planta baixa do imóvel, é possível saber onde serão instalados chuveiros, pias, ralos, registros e outros itens importantes para o projeto. Tubulações, caixas d’água e outras conexões devem constar no projeto também para que, no futuro, não se quebre uma parede onde um cano esteja instalado.

 

1. Caixa d’água

Ela é importante para a instalação hidráulica da casa toda e não apenas no processo de como fazer hidráulica de banheiro. Dentro dessa etapa alguns passos são importantes, entre eles:

– instale o kit de cavalete para a ligação do medidor de água do local até o medidor de água — hidrômetro — da empresa que distribui o recurso.  O cavalete serve para ligação do medidor de água da empresa que distribui o recurso até a caixa d’água da residência.

– acomode a caixa d’água no ponto mais alto da casa;

– conecte o cavalete e a caixa d’água;

– use o sistema de tubulação que vai levar a água do hidrômetro até a caixa d’água;

– Instale a boia de nível dentro da caixa d’água e o registro na saída de água da caixa;

– inclua também uma saída para limpeza e um ladrão;

– uma saída deve ser reservada para um cano com 1 e 1/2 polegada, caso o vaso sanitário utilize uma válvula hydra e outra para um cano de 3/4″ para o resto da casa.

 

mapa-hidráulico-banheiro-válvula-hydra

Mapa hidráulico do banheiro com instalação de válvula Hydra (Foto: Bárbara Silvério / Reprodução)

 

Você pode optar por usar duas ou mais ligações para a saída de água, de acordo com o seu projeto. Criando uma saída para o chuveiro e pia de banheiro, e outra para a caixa acoplada para bacia, por exemplo.

 

2. Registro e tubulação

Nesta etapa é hora de adaptar a tubulação que conecta a caixa d’água ao restante da casa: banheiro, cozinha e lavanderia, tanques, área externa e outros cômodos. Insira um registro na saída das tubulações.

Para vasos sanitários com caixa de descarga, você pode usar uma tubulação que sai da caixa d’água com ¾ de polegada. Já para os modelos com válvula de pressão, prefira o tubo de l e ½ polegada. O restante do sistema hidráulico pode ser com tubulação de ¾” ou você poderá reduzir para ½” em itens como a pia do banheiro, o lavatório e o bidê.

mapa-hidráulica-banheiro

Distribuição de registros hidráulicos no banheiro (Foto: Guia do construtor / Reprodução)

 

3. Tubos de esgoto e ralos

Já abordamos o tema da tubulação no tópico acima, mas quando falamos sobre como fazer hidráulica de banheiro, há de se considerar a tubulação de esgoto e os tipos de ralos para banheiro. Todos os tubos, principalmente os do piso, devem ser instalados antes do acabamento, ou seja, antes da instalação de pisos, porcelanatos e revestimentos para banheiro.

Lembre-se de conectar esses tubos aos ralos sifonados que evitam a proliferação dos maus odores provenientes do esgoto que sai desse ambiente da casa. Neste tópico algumas dicas também são necessárias:

– coloque uma camada de, no mínimo, 8 cm de concreto magro sobre o chão, para formar o contrapiso;

– o vaso sanitário deve usar tubos de 100 mm;

– lembre-se de criar o caimento correto para escoar a água. O caimento ideal é de 2% e o mínimo é de 1%.

 

mapa-esgoto-sanitário

Mapa de esgoto sanitário (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Para a instalação dos itens hidráulicos que compõem as instalações de esgoto de um banheiro, como pias e afins, é necessário seguir algumas regras de altura em relação ao chão (onde está parte da tubulação). Algumas dessas regras são:

– 30 cm – Vaso sanitário

– 50 cm – Banheira

– 60 cm – Lavatório

– 15 cm – Bidê

– 210 a 239 cm – Chuveiro

– 120 cm – Descarga comum

– Em relação à instalação hidráulica, incluir 20cm para ponto de água da caixa acoplada.

Observação: as alturas indicas acima consideram o piso já pronto. Por isso, ao fazer a instalação antes do acabamento do piso, adicione 5 cm nos valores apresentados. As tubulações da parede precisam ter um cuidado especial para o uso de conexões que evitem os vazamentos.

 

Veja mais em: Veja o guia completo e saiba tudo sobre hidráulica

 

4. Planta hidráulica

Assim como a planta geral da sua casa, também conhecida como planta arquitetônica, a planta hidráulica é um projeto que permite a análise de como ficarão as instalações hidráulicas do banheiro.

Ela é fundamental para a garantia de que o posicionamento de cada item está de acordo com o que você idealizou. Além disso, é um guia que registra a comunicação entre os profissionais que estão auxiliando a obra, como engenheiro, arquitetos, pedreiros e bombeiros hidráulicos.

mapa-esquema-hidráulico

Mapa do esquema hidráulico (Foto: Suzuki Arq / Reprodução)

 

Materiais usados na construção da hidráulica de banheiro

Como você viu acima, muitos materiais serão usados durante as etapas de como fazer hidráulica de banheiro, entre eles:

– kits com cavaletes prontos;

– resistência da tubulação

boia com registro;

– tubulação de metal ou PVC;

torneiras;

pias de banheiro;

ralos e grelhas;

vasos sanitários e assentos;

chuveiros ou duchas.

 

Além dos itens de hidráulica, você também precisará acrescentar em sua lista de compras:

cimento;

pisos e revestimentos;

argamassa;

tintas;

acessórios para pintura.

 

Na Telhanorte, você encontra tudo o que precisa dentro de nosso departamento completo de banheiro ou de hidráulica. Agora que você já sabe como fazer hidráulica de banheiro, faça sua lista de itens e peça tudo na loja virtual da Telhanorte. Sem sair de casa, você poderá fazer seu orçamento e ainda ter acesso a condições super especiais com o cartão Telhanorte. Receba tudo no endereço que você desejar!

 

Edição de Camila Alexandrino e Vinicius Marques

Como escolher calhas de chuva?

telha-calha-chuva-casa-material-agua

| Área Externa

 

Quer saber como instalar calhas no telhado? Prepare a casa para o verão e enfrente a época das chuvas com segurança!

 

As calhas têm como função primária coletar e escoar a água da chuva do telhado para a rede pública ou para um sistema de reaproveitamento de água. Além de evitar focos de água que desgastam o telhado e ajudam na proliferação de mosquitos, as calhas também evitam infiltrações, que podem danificar a estrutura da construção a longo prazo e podem gerar mofo, que acarreta até em doenças para os moradores.

Precisando colocar ou trocar a calha da casa e não sabe por onde começar? Leia a matéria até o final e aprenda o passo a passo sobre como instalar calhas de chuva.

 

Confira na loja virtual da Telhanorte: Calhas e Rufos

Calha-Moldura-28x300cm-marrom-Calhaforte

Calha Calhaforte Moldura 28x300cm Marrom (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Principais tipos de calha

 

1. Calha de aço galvanizado

Esse tipo de calha é feito de chapas de aço que passam por um processo químico chamado de galvanização, onde se enriquece o aço com zinco, para torná-lo mais resistente à ferrugem e corrosão. É um material de fácil limpeza e com preço mais em conta quando comparado às calhas de alumínio e PVC. No entanto, não é tão resistente à umidade constante quanto os demais modelos e não reage bem à pintura.

 

Cabeceira-para-calha-galvanizada-28--esquerda-Calhaforte

Cabeceira para calha galvanizada 28″ esquerda Calhaforte (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Calha de PVC

De fácil instalação, as calhas de PVC são também as mais indicadas para regiões muito úmidas, como cidades litorâneas, uma vez que seu material não oxida, não deforma, nem sofre corrosão. Esse tipo de calha também é ótimo para receber acabamento de tinta, podendo combiná-lo com a cor do telhado, além de apresentar um bom custo-benefício. O material de PVC, diferentemente das calhas de metal, não suporta grandes pressões e muito peso.

 

Esquadro-para-calha-interno-Aquapluv-Style-branco-Tigre

Esquadro para calha interno Aquapluv Style branco Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Calha de alumínio

As calhas de alumínio são também muito resistentes à maresia e demais intempéries. Resiste grandes pressões e pode receber pintura eletrostática, ideal para superfícies metálicas. Sua instalação é mais complicada e deve ser feita por um profissional especializado.

 

calha-aluminio

Calha de alumínio (Foto: Cardivem / Reprodução)

 

Como instalar calhas de PVC no telhado?

Não existe um tipo certo ou errado de calha. Elas podem ser em chapa galvanizada, alumínio ou PVC e a escolha por uma ou outra vai depender da região e do volume de chuvas. Isso porque as calhas galvanizadas, apesar de mais baratas, possuem um índice mais alto de corrosão em relação às demais. Por isso, caso sua casa esteja em uma região mais úmida, é recomendado que você opte por calhas de alumínio ou PVC que, apesar de um pouco mais caras, vão ter uma maior durabilidade.

Outro ponto importante a ser analisado é o local da instalação. É sempre bom lembrar que a calha precisa circundar todo o telhado, para que não haja focos de água parada acumulados, sem escoamento. Por isso, para encontrar a medida certa da sua calha, faça o cálculo em cima de toda a área em volta do telhado. 

O número de suportes também tem que ser calculado em cima do tamanho total da área da calha de chuva, sendo que a cada 80 centímetros você deverá instalar um suporte. Ou seja, se sua calha tiver 8 metros de comprimento, você precisará de 10 suportes.

 

Sugestão de matérias:  Conheça 8 Tipos de TelhaTipos de InfiltraçãoPrincipais Tipos de Forro para TetoTipos de Manta Impermeabilizante e aprenda Como Tirar o Mofo da Parede

 

Para fazer a instalação de uma calha de chuva, você precisará de algumas ferramentas mais específicas, além das tradicionais. As ferramentas mais utilizadas são: furadeira, brocas, veda calha, rebitadeira e rebites.

 

Veda-calha-aluminio-280g-Tekbond

Veda calha alumínio 280g Tekbond (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Assista abaixo a um tutorial de como instalar calhas de PVC Aquapluv, que você encontra na Telhanorte.

 

 

Peças das calhas de PVC Aquapluv

 

Esquadro-para-calha-interno-Aquapluv-com-beiral-Tigre

Esquadro para calha interno Aquapluv com beiral Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Esquadro-para-calha-externo-Aquapluv-Style-branco-Tigre

Esquadro para calha externo Aquapluv Style branco Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Esquadro-para-calha-externo-Aquapluv-com-beiral-Tigre

Esquadro para calha externo Aquapluv com beiral Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-com-beiral-Aquapluv-esquerda-Tigre

Cabeceira para calha com beiral Aquapluv esquerda Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-com-beiral-Aquapluv-direita-Tigre

Cabeceira para calha com beiral Aquapluv direita Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-Aquapluv-Style-10x10cm-esquerda-Tigre

Cabeceira para calha Aquapluv Style 10x10cm esquerda Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-Aquapluv-Style-10x10cm-direita-Tigre

Cabeceira para calha Aquapluv Style 10x10cm direita Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-retangular-Aquapluv-Style-branco-Tigre

Bocal para calha retangular Aquapluv Style branco Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-com-beiral-Aquapluv-Tigre

Bocal para calha com beiral Aquapluv Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-circular-esquerdo-Aquapluv-Style-Tigre

Bocal para calha circular esquerdo Aquapluv Style Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-circular-direito-Aquapluv-Style-Tigre

Bocal para calha circular direito Aquapluv Style Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Gostou das dicas?

Agora que você sabe como instalar a calha de chuva, encontre tudo que você precisa nas nossas lojas físicas e no site da Telhanorte! Veja as ofertas do departamento de Telhas, Calhas e Rufos e aproveite para reformar ou construir com as melhores condições do mercado. Faça um pedido completo de todos os itens necessários para a instalação, visitando nosso setor de Ferramentas. 

Precisa de outros materiais? No site da Telhanorte e nas nossas lojas físicas, você encontra tudo o que precisa para a reforma ou construção. Aproveite também nosso cartão de crédito Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado!

 

Cumeeira: o que é e para que serve

 

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino

Saiba como escolher torneira para a pia da cozinha

torneira-agua-cozinha-pia-monocomando

| Cozinha

 

Precisando de uma torneira nova para a cozinha mas está em dúvida de qual modelo comprar? Confira opções funcionais e modernas

 

Na cozinha, a torneira é um dos elementos principais a compor o ambiente. No momento da escolha de uma torneira nova para a pia, você deve levar em conta diversos fatores. O design, a funcionalidade, diferenciais e tamanho da torneira podem ser decisivos na hora da compra. Confira os principais aspectos a serem considerados na hora de escolher a torneira ideal para a pia da cozinha.

 

Confira no site da Telhanorte: Torneiras para Cozinha

Torneira-de-mesa-para-cozinha-articulada-VTP362CWC-Esteves

Torneira de mesa para cozinha articulada VTP362CWC Esteves (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

O que considerar na hora de comprar uma torneira?

A praticidade de uso é um fator muito importante no momento de decisão do modelo de torneira para a cozinha. Para isso é preciso considerar o espaço disponível para a instalação, o tamanho da cuba na qual a água escorrerá, além da frequência e intensidade que a torneira será utilizada.

 

1. Espaço disponível

Para ambientes pequenos, com espaço reduzido na bancada, é recomendado escolher uma torneira menor e mais simples. Outro fator importante a considerar no momento da compra é o investimento disponível. A depender da obra, uma torneira de valor mais econômico pode ser o ideal para você.

 

Torneira para Cozinha de Mesa bica alta Gali Docol

 

Já para bancadas e cubas maiores (ou mesmo cubas duplas), o indicado são torneiras mais sofisticadas, com maior alcance de jato, bica maleável e articulada. Há uma grande variedade de produtos com diferentes funcionalidades, a depender do que você procura para a cozinha e do investimento reservado para a torneira.

 

Torneira para cozinha de mesa DOC Chrome bica alta black Docol

 

2. Tipo de instalação

Além do tamanho da torneira, o modo de instalação também pode acabar influenciando na dinâmica do espaço. Para bancadas estreitas, o recomendado é que as torneiras sejam instaladas na parede. Quando a pia é mais ampla, podem ser instaladas diretamente na superfície da bancada.

 

Torneira para cozinha Realce Jr cromada Forusi e Torneira para cozinha bica móvel Link cromada Deca

 

3. Design

Um terceiro critério de escolha importante é considerar a decoração do ambiente. Os elementos da cozinha devem estar em harmonia com o estilo predominante, seja ele industrial, moderno, minimalista, rústico, vintage, entre outros. Assim, a cor, o material e o design da torneira devem ser escolhidos de acordo com o seu gosto e a proposta da cozinha.

 

Torneira de mesa para cozinha Flex black Lorenzetti e Torneira para cozinha com filtro Twin cromada Deca

 

4. Funcionalidades

Além das características anteriores, há alguns outros componentes que podem complementar a torneira da pia. A torneira elétrica multitemperatura Hydra, por exemplo, possui uma bica móvel e um arejador articulável. Além disso, possui um sistema multitemperatura, que permite um determinado número de opções para encontrar a temperatura certa da água. O mesmo vale para a torneira elétrica de bica reta Clima Frio Fame, que permite a escolha de três temperaturas: água quente, morna e fria.

 

 

Outra opção que você encontra no mercado são as torneiras com filtro de água já acoplados. Na Telhanorte, você encontra modelos como a torneira com filtro Esteves ou também a torneira com filtro Belle Epoque Forusi, que possui acabamento cromado e não é indicada para instalações com baixa pressão.

 

 

5. Misturadores monocomando ou bicomando

Os misturadores são torneiras capazes de misturar a água quente com a fria. Enquanto os bicomandos apresentam dois registros (um para a água fria e outro para a quente), o controle de temperatura nos monocomandos é feito por meio de um único registro. Para saber mais sobre os misturadores, leia nossa matéria O que é torneira misturador monocomando e como escolher uma?

 

Misturador para cozinha cromado Deca e Misturador monocomando bica alta Alterna

 

Gostou das dicas?

Na Telhanorte, você encontra diversos modelos e um setor inteiro de torneiras para cozinha e misturadores para cozinha. Acesse agora e não perca a oportunidade de deixar a sua casa ainda mais bonita! Na nossa loja virtual, você também encontra tudo o que precisa para sua cozinha e lavanderiabanheiroárea externa, além dos melhores materiais de construção e itens para as obras em geral.

Não deixe de adquirir o cartão Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado.

 

O que é torneira misturador monocomando e como escolher uma?

 

Por Vinicius Marques | Edição de Stéphanie Durante

Tipos de mictório: aprenda tudo para a hora da compra

mictorio-ceramica-banheiro-tipos

| Banheiro

 

Principais tipos de mictório, materiais, formatos, modelos. Confira como escolher e quando usar cada um, preço e mais!

 

Quando falamos em mictório, estamos nos referindo a um tipo de vaso sem assento sanitário, comumente encontrado em banheiros públicos masculinos. Eles ajudam a otimizar o espaço, permitindo que um número maior de pessoas utilize o banheiro ao mesmo tempo. 

Os diferentes tipos de mictório aparecem com frequência em ambientes com grande movimentação de pessoas, como escolas, estádios, restaurantes, bares, academias, shoppings e outros locais. Os modelos de mictório variam quanto ao:

 

A seguir, vamos apresentar cada um deles para que você possa escolher o que melhor se adequa à sua obra ou reforma. 

 

Tipos de mictório

Calha

Esse tipo de mictório é encontrado no formato retangular, lembrando o formato de uma calha e pode ser usado, simultaneamente, por mais de uma pessoa. Os três materiais mais usados para esse tipo de acessório para banheiro são:

É uma boa opção para banheiros pequenos, afinal:

 

Por falar em encanamento, independente do tipo de mictório escolhido, é importante conferir se a instalação hidráulica do local permite o uso desse material ou se serão necessárias reformas e adaptações. Converse com um profissional da área e encontre tudo o que você precisar no departamento de Hidráulica da loja virtual da Telhanorte.  

 

 

Cubeta

O tipo de mictório cubeta é individual e o modelo mais comum em banheiros. Pode ser encontrado em diferentes formatos, desde redondos, quadrados ou mesmo retangulares na vertical. Também é versátil em relação ao material do qual pode ser feito: seja inox, cerâmica, porcelana ou poliéster reforçado com fibra de vidro. Se você tem mais espaço e deseja oferecer um pouco mais de privacidade e conforto para quem vai utilizar o mictório, essa é uma boa solução.

 

Mictorio-de-ceramica-gelo-Deca

Mictório de cerâmica gelo Deca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Mictorio-de-louca-sifonado-areia-Icasa

Mictório de louça sifonado areia Icasa (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Contra a parede ou de piso

Nesse modelo, o mictório percorre toda a parede, indo até o chão, onde está o ralo. Logo, a urina vai direto para o encanamento comum do local. Pode ser um pouco mais difícil de ser encontrado. É bom lembrar que, mesmo entre esses modelos, existem diferentes tipos de design de mictório, desde opções mais clássicas e simples, até modelos mais atuais, modernos e sofisticados. Isso sem contar na variação de cores, como branco, preto, inox ou mesmo colorido. 

Assim como todos os acessórios do banheiro, o mictório também interfere no resultado final da decoração e estilo do ambiente. Por isso, considere também esse fator para a escolha do tipo de mictório ideal para a necessidade do ambiente que está sendo construído. 

Na loja virtual da Telhanorte você encontra um setor completo de Mictórios. Não deixe de conferir!

 

 

Instalação dos Mictórios

Geralmente, a instalação de mictórios não é muito complexa, entretanto, é importante fazer a ligação de cada peça com a tubulação de esgoto, para que a urina possa ser encaminhada ao descarte. Geralmente, ao comprar um mictório, você adquire junto um conjunto de itens para instalação de sistemas hidráulicos e de fixação. 

É ideal buscar ajuda de um profissional para evitar qualquer tipo de erro na instalação e comprometimento da rede hidráulica do local. 

Conjunto-de-instalacao-para-mictorio-M712-Deca

Conjunto de instalação para mictório M712 Deca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Lembre-se de escolher a descarga ideal

É claro que além do mictório em si é importante se preocupar com a descarga que vai ajudar a eliminar a urina da peça, preparando o mictório para que possa ser usado com conforto pela próxima pessoa. Confira se o tipo de mictório que você escolheu já acompanha um mecanismo de descarga. Existem diferentes tipos, entre eles:

 

É necessário escolher a opção que mais ajuda na manutenção da limpeza, higiene e controle de odores do local em que o mictório será instalado. Além disso, existe uma variação de preços que deve ser considerada, a depender do seu orçamento. Clique nos links das legendas abaixo e confira mais sobre os modelos selecionados!

 

Valvula-de-descarga-para-mictorio-embutida-com-sensor-Decalux-inox-Deca-792365

Válvula de descarga para mictório embutida com sensor Decalux inox Deca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Valvula-de-descarga-para-mictorio-com-fechamento-automatico-cromado-Deca

Válvula de descarga para mictório com fechamento automático cromado Deca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

valvula-de-descarga

Válvula de Descarga Deca para Mictório com Fechamento Automático Decamatic Eco Cromado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

Escolha seu mictório e compre com melhor preço

Agora que você conhece os diferentes tipos de mictório para banheiros é hora de escolher o que vai estar no ambiente que você está criando ou construindo. Um outro ponto importante é garantir a compra de produtos de marcas de qualidade, garantindo a durabilidade e o uso ideal da peça. 

Assim como vasos sanitários comuns, os mictórios podem durar muitos anos se forem de marcas de qualidade e receberem a devida higienização. Na loja virtual da Telhanorte, você encontra as marcas de vaso sanitário: Deca, Celite e Icasa.

São diversos tipos de mictórios, com sifão, opções de descargas, cores e formatos variados. Não se esqueça que um banheiro, mesmo com mictório, precisa de um espaço para um vaso sanitário tradicional! Por isso, lembre-se de colocar na lista de compras um vaso sanitário, descarga e assento

Além disso, temos um setor completo de Hidráulica para que você possa comprar os acessórios necessários para a instalação ou reforma do banheiro, para receber esse novo acessório. Veja também a nossa categoria de Materiais de Construção.

 

Edição de Murilo Bonício e Vinicius Marques

O que é um biodigestor anaeróbico? Entenda como funciona

o-que-e-biodigestor-anaerobico

| Materiais de Construção

Entenda o que é um biodigestor anaeróbico, a sua função principal e como ele funciona e transforma matéria orgânica matéria reutilizável

 

Um biodigestor anaeróbico é um equipamento projetado para decompor matéria orgânica sem a ação do oxigênio, resultando em dois produtos: o biogás e os biofertilizantes.

Existem modelos de biodigestor tanto para imóveis residenciais quanto para a agricultura de larga escala. Eles geram energia de forma sustentável, através de substratos que, do contrário, se tornariam lixo ou iriam direto para o esgoto.

A energia térmica do biodigestor pode ser usada, por exemplo, nos sistemas de aquecimento residencial, por exemplo, ou como adubo natural para o jardim e pequenas hortas. 

Quer saber mais sobre essa maneira de tratar resíduos e gerar energia de maneira sustentável? Continue lendo e entenda o que é um biodigestor anaeróbico e como ele funciona.

 

O que é um biodigestor anaeróbico?

O biodigestor anaeróbico é um equipamento construído/instalado com o propósito de transformar matéria orgânica em fonte de energia ou de fertilização do solo.

Tudo que viraria lixo em uma casa, uma grande área de plantação ou de criação de animais, pode ser transformada em biogás e biofertilizante.

O biogás é produto resultante da biodigestão anaeróbia na qual as bactérias agem em cima de uma base de substrato para fazer sua decomposição, produzindo o gás que pode ser usado como fonte de energia ou térmica.

Para que as bactérias possam agir, o biodigestor anaeróbio deve estar bem estruturado e nas condições ideais de temperatura, acidez e homogeneidade do substrato para que o resultado seja eficiente.

Outro resultado da ação do biodigestor é o biofertilizante (extrato líquido) que também é resultado da biodigestão anaeróbia, ou seja, sem a presença de oxigênio.

O biofertilizante é útil na agricultura para fortalecer o solo com microrganismos do bem que o tornam mais fértil, melhorando os resultados das plantações. Também fortalecem o solo do jardim e de hortas domésticas.  

É importante destacar que cada tipo de substrato/matéria orgânica é capaz de produzir uma quantidade de matéria orgânica com concentração de metano e gás carbônico variadas.

 

Como funciona um biodigestor

A estrutura do biodigestor anaeróbico é que vai ditar a forma como ele funciona e direciona o biogás ou o biofertilizante para utilização. 

Para entender como funciona o biodigestor, vamos descrever um passo a passo de três etapas com entrada, processamento e saída. 

1. Reservatório de matéria orgânica

O reservatório de matéria orgânica ou tanque de alimentação é onde o substrato fica armazenado antes de ser decomposto. Aqui, o substrato é homogeneizado e preparado nas condições ideais para a próxima etapa. 

2. Fermentador

O fermentador é onde a biodigestão anaeróbia acontece efetivamente. Nos sistemas mais modernos o substrato é conduzido automaticamente dentro do tanque.

Essa é a parte mais importante de um biodigestor anaeróbico. Ele conserva as condições ideais nas quais o substrato foi preparado para que as bactérias façam seu trabalho.

3. Saída

O biogás gerado é transferido para um gasômetro e sai como energia térmica para sistemas de aquecimento doméstico, industrial ou de criação de animais.

O gasômetro também pode ser direcionado para um motor gerador e sair na forma de energia elétrica para abastecimento de casa ou máquinas.

Acoplado ao fermentador, existe o reservatório de chorume, outro produto da biodigestão, para onde vai o extrato líquido da biodigestão e depois pode ser utilizado como biofertilizante. 

Confira esquema de como funciona um biodigestor descrito na imagem abaixo:

biodigestores-anaerobios

Interior de um biodigestor anaeróbico residência.

 

O biodigestor anaeróbio tem sido um equipamento utilizado mundialmente como uma maneira de gerar energia de forma sustentável e renovável.

Além de ser útil nas residências, diminuindo a quantidade de esgoto que em muitas cidades não recebe tratamento. 

 

Como dimensionar um biodigestor

Antes de colocar a mão na massa é preciso fazer um planejamento não só de como dimensionar um biodigestor na área que você tem, mas também de acesso ao substrato (matéria orgânica) e de redirecionamento/venda da energia gerado, se for o caso.

Empresas públicas e privadas e áreas da indústria podem ser ótimas fornecedoras de matéria orgânica para abastecer um biodigestor anaeróbico.

Em casas, o resíduo orgânico gerado pelo próprios moradores é uma fonte permanente de substrato para o biodigestor.

O projeto de criação da estrutura física e as dimensões do biodigestor anaeróbio devem ser estudadas por um especialista técnico e um especialista em gerenciamento de resíduos sólidos. 

A dimensão do biodigestor está ligada a quantidade de substrato que existirá disponível para uso na decomposição.

Confira no vídeo abaixo como fazer a instalação de um Biodigestor da linha Ecolimp da Acqualimp corretamente:

Onde comprar um biodigestor anaeróbico

Agora que você sabe o que é um biodigestor anaeróbico, pode estudar com mais precisão a utilização do equipamento.

Em países como a Alemanha, os biodigestores já são uma realidade e aqui no Brasil o potencial de expansão da energia sustentável e do reaproveitamento de recursos é grande. 

E se essa solução é rentável para a indústria, também tem a sua versão de uso doméstico.

Confira os modelos de Reservatórios de biodigestor anaeróbio para instalações residenciais e torne sua casa mais sustentável.

Faça suas compras online com o cartão de crédito da Telhanorte e aproveite as melhores formas de pagamento do mercado! Faça seu pedido e receba tudo em casa.

 

Edição Thais Junqueira

Tipos de tubos para água quente: aprenda a escolher sem erro

tipos-tubos-agua-quente-2

| Banheiro

Cobre, PEX, CPVC e mais tipos de tubos para água quente que são usados em sistemas hidráulicos aquecidos em casas e apartamentos

 

Quando você escolhe colocar água quente em casa precisa de um planejamento hidráulico especial que envolve, em um primeiro momento, o uso de tipos de tubos para água quente e conexões resistentes a altas temperaturas.

Nos projetos de construção, esse detalhe deve ser pensado desde início da obra. Nas reformas, a adição de tubos e conexões para água quente pode dar um pouco mais de trabalho.

O segredo para acertar é ter a orientação de um engenheiro e de um bombeiro hidráulico experiente na instalação de tubos para água quente.

Está pensando em ter água quente nas pias do banheiro, da cozinha e de outras partes da casa? Conheça quais são os principais tipos de tubos para água quente usados e como eles funcionam.

 

Leia também: Veja o guia completo e saiba tudo sobre hidráulica

 

Principais tipos de tubos para água quente

Os tubos e conexões para água quente são fabricados de materiais altamente resistentes e que tem a capacidade conservar o calor no seu interior ou que podem ser isolar termicamente. Em média, esse tipo de cano suporta até 70º C de temperatura, podendo variar para mais. 

Além de escolher o cano certo, a instalação hidráulica de água quente segue uma norma reguladora padrão que falaremos em seguida. Mas primeiro vamos conhecer os tipos de tubos para água quente:

 

1. Tubo de cobre para água quente

O tubo de cobre é um dos tipos preferidos para passagem de água quente. Principalmente porque ele suporta altas temperaturas e ter uma taxa de manutenção baixa — se for bem instalado pode nem precisar de consertos durante sua vida útil.

Esse diferencial se reflete no preço, um dos mais altos entre os tipos de tubos para água quente. Pelo cobre ser um bom condutor térmico, é preciso fazer um isolamento térmico para evitar a perda de calor da água. 

 

2. Tubo de CPVC para água quente

O tubo de CPVC (Policloreto de Vinila Clorado) tem características semelhantes ao PVC  e suporta até 80º C. É uma variedade de tubo para água quente mais barato.

Para fazer a instalação correta é usada uma cola específica para que as conexões criem tubos contínuos. Com isso, a instalação é bastante simples. Além disso, o tubo de CPVC para água quente é um material que não está sujeito a corrosão e, por isso, tem uma boa durabilidade. Também é antimicrobiano.

 

tubo-agua-quente-CPVC-PPR

Tubos para água quente (Foto: http://www.gsdengenharia.com.br/Reprodução)

 

3. Tubos de PPR para água quente

Os tubos de PPR (Polipropileno Copolímero Random) para água quente é um encanamento que suporta até 95º C. Este tipo de tubo é bastante utilizado para a instalação de chuveiros e torneiras com variação de temperatura.

O PPR é um material atóxico, não corrói e também não sofre com incrustações. Esses fatores contribuem para a alta durabilidade do material. Para a instalação é preciso  de mão de obra especializada, pois o processo é mais longo e precisa ser feito com cuidado. Por isso, é indicado para projetos pequenos como casas com poucos cômodos. 

 

4. Tubos PEX para água quente

O último dos tipos de tubos para água quente é a tubulação PEX (polietileno reticulado). Ele suporta um variação de temperatura ampla, indo de -100º C até 95º C, ou seja, pode ser usado em redes hidráulicas de água quente e fria. Um uso tradicional desta tubulação é nas banheiras e chuveiros. 

Por ser um material flexível, é possível criar um encanamento com desenhos curvos. Apesar disso, a instalação bastante simples. 

 

Veja também: Como fazer a hidráulica do banheiro: passo a passo

 

Bitola de canos e conexões de água quente

Os tamanhos de bitola dos tubos e conexões para água quente variam e depois do material é um detalhe importante que o profissional que estiver coordenando poderá auxiliá-lo na compra.

Em polegadas as medidas dos tubos de água quente são de  ¾ ou ½. Já em milímetros existem opções de tubo de água quente de 15mm ou 22mm. 

 

NBR 7198: cuidados com os tubos e conexões para água quente

A decisão de usar tipos de tubos para água quente vai exigir alguns cuidados especiais na parte hidráulica da sua casa ou apartamento. Os canos são resistentes, conseguem manter o calor da água, mas o sistema precisa de alguns cuidados adicionais.

A NBR 7198 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) determina como deve ser um ‘Projeto e execução de instalações prediais de água quente’. Todos os materiais que fazem o ligamento dos tubos e conexões para água quente devem suportar altas temperaturas.

O projeto também inclui o sistema de respiro para permitir a saída de vapor do encanamento. Isso evita criar pressão nos tubos e preserva as conexões, prolongando a vida útil da rede hidráulica. Quando a instalação é feita corretamente o fornecimento de água é contínuo e com temperatura estável.

Conhecendo os tipos de tubos para água quente, você conhece fazer escolhas inteligentes para sua obra. Lembre-se: o projeto hidráulico da sua casa deve ser planejado e executado por profissional que saibam executar as especificidades do projeto. 

 

tubo-conecxoes-agua-quente-hidraulica

Conexões para tubos de água (Foto: www.aparecidatubos.com.br/Reprodução)

 

Encontre tipos de tubos para água quente online

Agora que você já sabe quais são os tubos e conexões para água quente que podem ser usados na sua obra, confira a categoria completa de tubos para água quente na Telhanorte.

No site, você encontra tudo o que precisa para a parte hidráulica como tubo para esgoto, caixas d’água, materiais de construção, além tudo para instalação elétrica e mais.

Faça suas compras online com o cartão de crédito da Telhanorte e aproveite as melhores formas de pagamento do mercado! Faça seu pedido e receba tudo em casa!

 

Edição por Veronicca Fernandes

Como escolher aquecedor de água a gás: guia definitivo

Como escolher aquecedor de agua a gas

| Elétrica

Economia sempre é muito bem vinda, os aquecedores a gás estão cada vez mais ajudando nesse assunto, que tal entender mais um pouco sobre eles e como escolher

 

Com os custos elevados da energia elétrica, é cada vez mais comum a adoção de aquecedores de água a gás. Entretanto, como escolher aquecedor de água a gás ideal para a sua residência? É preciso observar alguns pontos principais como:

Com a resposta para essas questões, você pode passar para o próximo passo, que é escolher entre os modelos de aquecedor de gás.

 

O que observar para escolher o aquecedor de água a gás correto?

1. Infraestrutura de instalação

O aquecedor a gás oferece a vantagem da economia na conta de luz, mas como desvantagem apresenta uma série de exigências de infraestrutura, que nem sempre é fácil de atender.

Nem todas as residências possuem a infraestrutura necessária e o custo de criar esse aparato, pode ir muito além das vantagens do aquecedor à gás.

Mas quais são, afinal, os pontos de infraestrutura necessários? Verifique se você tem:

Tem? Então está com meio caminho andado!

Você também vai precisar de um ponto de tomada onde o aparelho vai ficar conectado.

Outra informação importante para ter em mãos é a pressão da água que chega ao chuveiro, ela será importante para as próximas dicas de como escolher aquecedor de água a gás.

 

2. Tipo de gás utilizado em sua residência

Existem dois tipos de gás principais:

Enquanto o GLP, geralmente, fica armazenado em botijões que são abastecidos periodicamente por caminhões, o gás natural, normalmente, é o gás encanado, que vem direto da rua.

Existe um modelo específico de aquecedor de água a gás GN, e a escolha errada pode causar danos graves no aparelho e em todo o sistema. Por isso, tenha certeza sobre o tipo de gás que abastece sua casa. 

 

3. Modelo da ducha

É importante que você saiba que cada ducha, chuveiro ou torneira tem uma vazão. Essa vazão representa o volume de água que sai daquele local.

Quanto maior a vazão da ducha, maior deverá ser a potência do aquecedor, por isso esse elemento é tão relevante ao escolher aquecedor de água a gás.

 

4. Pontos simultâneos 

Um fator que está relacionado à vazão é o número de pontos de acesso à água aquecida que você precisa acessar simultaneamente.

Se você tem dois ou mais pontos de acesso à água quente simultâneos a configuração mínima do aquecedor deve ser de 32 L/minuto e as duchas devem ter vazão até 10 litros.

 

5. Dê preferência a aquecedores de água a gás digital

Os aquecedores de água a gás digital possuem uma placa eletrônica dentro deles que controla o volume de água e de gás, em função da temperatura selecionada no painel digital, que por sua vez é controlado pelo felizardo que irá tomar banho com uma água na temperatura perfeita.

Esse modelo de aquecedor de água a gás controla o volume de gás necessário, contribuindo para gerar mais economia de gás, conforto e segurança.

Agora que você já sabe como escolher aquecedor de água a gás o próximo passo é conhecer os modelos de aquecedores. Vamos a eles!

 

Modelos de  aquecedor de água a gás

Exaustão natural

Esse modelo não precisa de energia elétrica, pois funciona à pilha, entretanto, é necessário um duto de saída de tamanho maior e sua potência é baixa ( de 8 litros a 22 litros por minuto), inviabilizando seu uso em apartamentos acima do terceiro andar.

 

Exaustão forçada

Esse modelo é o mais indicado por profissionais da área. Primeiro porque sua potência é maior: de 8 a 43 litros/minuto.

Além disso, ele possui uma ventoinha que força a retirada do CO2 de maneira mecânica, evitando que haja retorno do rejeito.

Entretanto, eles precisam estar conectados à energia elétrica. Esse energia não é responsável pelo aquecimento da água do chuveiro, mas pelo funcionamento do aparelho que irá fazer esse serviço.

Atenção: Aquecedores de passagem são modelos mais compactos e modernos, 

mas não podem ser utilizados em residências com água direto da rua. A razão é porque a água da rua não em pressão constante.

Em casas e coberturas de prédios será necessário um pressurizador de água pois a pressão de água não será suficiente para atender ao aquecedor.

 

Instalação de aquecedor de água a gás

Acessórios 

Depois de escolher aquecedor de água a gás é importante garantir que você terá todos os acessórios necessários para a instalação do equipamento. 

Entre esses acessórios estão: 

 

Apoio profissional 

Para a instalação de aquecedor de água a gás é fundamental que você contrate um profissional capacitado e credenciado pela marca do aquecedor que você escolheu. 

 

Onde encontrar os melhores aquecedores de água a gás?

Nada como um bom banho quente e relaxante, e uma conta de luz que não faz você cair pra trás!

Por isso, investir em um aquecedor de água a gás pode ser uma boa ideia!

Na Telhanorte você encontra um departamento completo com aquecedores de água e acessórios. Acesse e confira a seção de aquecedor de água a gás, aquecedor elétrico e sistemas de aquecimento solar.  

Além disso, você também encontra todos os acessórios para aquecedor necessários para a instalação como: flexíveis para a entrada de água, flexível para a entrada de gás, registro para gás e flexível para saída de água quente. 

Com essas informações que tal visitar a Telhanorte mais próxima da sua casa ou entrar no nosso site e fazer suas compras do conforto do seu lar.

Edição Thais Junqueira

5 Tipos de revestimento para piscina de alvenaria

piscina-revestimento-area-externa-pastilha-agua

| Área Externa

 

Azulejo, revestimento vinílico, pedras naturais, pastilhas de vidro e cerâmica: confira os melhores tipos de revestimento para piscina de alvenaria

 

Para escolher a opção ideal de tipo de revestimento para piscina de alvenaria será preciso considerar algumas questões como o estilo que você deseja para sua piscina e área externa de modo geral; a facilidade de manutenção e o orçamento disponível para o projeto.

Com tantas opções de revestimento para piscina, é possível realizar um projeto com custo mais enxuto e com um resultado incrível! Então que tal conhecer mais a fundo quais são os tipos de revestimento para piscina de alvenaria? A seguir criamos um guia simples para te ajudar nessa escolha e colocamos fotos como inspiração para o seu projeto. 

 

Tipos de revestimento para piscina de alvenaria

Entre as vantagens da piscina de alvenaria para outros tipos como a de fibra estão a durabilidade e a capacidade de personalização do formato e acabamento. 

Mesmo com um custo mais alto para construção, investir em uma piscina de alvenaria amplia a valorização do imóvel e garante a diversão em família e entre amigos. As piscinas de alvenaria são construídas com concreto em um conjunto que envolve, entre outras coisas, viga de fechamento, bloco estrutural e claro o revestimento. 

 

Leia também: Qual melhor tipo de piscina: vinil, fibra ou concreto?

 

1. Azulejo

Esse é um dos tipos de revestimento para piscina de alvenaria mais conhecidos. Você provavelmente já se divertiu em uma piscina com azulejo. Esse material possui um bom custo benefício, principalmente por causa da sua durabilidade, que pode chegar a décadas de uso. Para a instalação, é necessário o uso de argamassa e rejunte especiais para piscina, que aguentem a pressão e o contato com a água. Por isso, não tente reaproveitar o que sobrou de uma obra feita em outras áreas da casa. 

Tradicionalmente, as cores de revestimento para piscina mais escolhidos são azul ou verde, entretanto, é cada vez mais comum projetos ousados que optam por azulejos estampados e com outras cores como o vermelho

Um ponto negativo do azulejo é a manutenção, que é mais chatinha do que a realizada em outros tipos de revestimento para piscina de alvenaria.  Na área de rejunte é comum o acúmulo de limo. Será necessário entrar na piscina e esfregar essas áreas para garantir a manutenção ideal.

 

piscina-azulejo-vermelho-cor-area-externa-alvenaria

O revestimento vermelho em piscinas dá um acabamento diferenciado (Foto: Mer et Demeures / Reprodução)

 

2. Revestimento vinílico

O revestimento vinílico é como um “adesivo” que é aplicado na estrutura de alvenaria já construída. A piscina de vinil apresenta uma série de vantagens, entre elas: 

 

revestimento-de-vinil-para-piscina-de-alvenaria

Piscina de vinil (Foto: Globaltech Brasil / Reprodução)

 

A piscina de vinil tem uma durabilidade um pouco menor do que o azulejo, mas por não ter rejunte, sua manutenção é mais simples. Entretanto, é importante conferir com um profissional como limpar a piscina para garantir a longevidade da estrutura, que pode ser desgastada com o uso de materiais impróprios para limpeza do vinil.

 

piscina-revestimento-vinil-hidromassagem-casa-verao

Uma área com hidromassagem é perfeita para relaxar e receber amigos (Foto: Sodramar / Reprodução)

 

piscina-hidromassagem-vinil-cascata-area-externa-agua-verao

Uma ótima opção é instalar cascata com timer para movimentar a água diariamente (Foto: Hidronorte Piscinas / Reprodução)

 

3. Pedras Naturais

Geralmente é encontrado no fundo ou na lateral da piscina e atende a projetos que buscam uma maior conexão com a natureza, buscando um aspecto mais natural para a área externa. Além de uma estética diferente, as pedras oferecem um controle de temperatura eficiente, mantendo a temperatura da água mais baixa. Portanto essa é uma ótima saída para regiões muito quentes em que a água acaba aquecendo ao longo do dia. 

É preciso ter atenção para a manutenção que é mais complexa devido à porosidade da pedra, que faz com que ela acumule mais sujeira. Água, sabão e escova própria, geralmente, resolvem esse problema. Em caso de dúvidas, consulte um especialista. 

 

piscina-pedras-naturais-agua-revestimento-verao

Piscinas com acabamento natural e cascatas de água trazem um charme paradisíaco (Foto: Estância Construções / Reprodução)

 

4. Pastilhas de vidro

Elas são ótimas opções para personalizar a piscina e criar um ambiente exclusivo. É uma das opções para quem deseja ter o efeito “tipo azulejo” em piscinas redondas e com curvas. Está entre os tipos de revestimento para piscina de alvenaria mais caros, mas, além do efeito visual incrível, possuem uma manutenção bastante simples. Se você tiver um orçamento mais flexível, vale a pena o investimento.

 

piscina-revestimento-pastilha-vidro

As pastilhas de vidro são ótimas para elementos encurvados (Foto: Art Glass / Reprodução)

 

pastilha-vidro-piscina-area-externa

Piscina com pastilhas de vidro (Foto: Art Glass / Reprodução)

 

5. Cerâmica

A cerâmica também está entre as opções de revestimento para piscina mais bonitas e sofisticadas. Possui uma série de texturas e acabamentos, do fosco ao esmaltado. Além de bonito, esse tipo de revestimento ainda oferece um bom custo-benefício, fácil manutenção e limpeza. É uma boa opção para piscinas maiores e pode deixar sua área externa ainda mais bonita!

 

pastilha-ceramica-piscina-revestimento

As pastilhas também podem ser feitas de cerâmica (Foto: Shopnet / Reprodução)

 

Onde encontrar o melhor tipo de revestimento para piscina de alvenaria?

Responder a essa pergunta vai depender das suas prioridades, entretanto, todos os 5 tipos de revestimento para piscina de alvenaria que listamos aqui são boas opções para um projeto de área externa. E por falar em área externa, lembre-se de investir em pisos seguros ao redor da piscina para evitar escorregões e outros acidentes. Além disso, não basta criar uma piscina, é importante cuidar de todo esse ambiente tão especial, concorda? 

 

Leia mais em: Tipos de revestimento de parede externa: guia completo

 

Na Telhanorte você encontra revestimentos para piscinas de concreto e alvenaria de grandes marcas do mercado e com preços incríveis. Além disso, você também pode contar com o cartão de crédito da Telhanorte para parcelar suas compras em até 10 vezes sem juros ou 24 vezes fixas. 

Ao fazer seu pedido em não se esqueça de conferir nossas seções de iluminação externa, produtos de tratamento para piscina e claro, visitar nosso departamento de pisos para deck, assim você vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito! Acesse agora a loja virtual da Telhanorte ou visite uma de nossas lojas físicas!

 

Piscina: média de custo para se ter uma

 

Edição de Vinicius Marques