climatização | Blog Telhanorte

Como montar um jardim vertical em casa

painel-modelo-jardim-vertical-plantas-area-externa-casa

| Área Externa

 

Pouco espaço e muita versatilidade com a receptividade das plantas

 

Esse texto é pra você que mora em apartamento pequeno, mas não quer deixar de ter seu próprio jardim. Ainda mais agora que o estilo urban jungle está em alta, que se caracteriza ao estilo floresta urbana; trazendo elementos da natureza para a sua rotina com leveza e qualidade para o seu dia a dia.

 

Sugestão de matéria: Conheça mais sobre o Urban Jungle e traga a natureza para dentro de casa

 

Os jardins verticais são uma ótima escolha para quem vive em ambientes menores, podem ser montados em qualquer cantinho da casa. Na sala, na varanda e até na cozinha, cultivando temperos fresquinhos.

 

 

Como base, você pode escolher uma estante de madeira, dando um toque rústico ao ambiente, ou prateleiras na vertical. Se quiser mais praticidade, opte pelos painéis de palete, que são fáceis de se encontrar e montar, além de serem super versáteis. Com eles você pode construir um jardim suspenso e ainda montar um espaço para guardar suas ferramentas e itens de jardinagem.

 

 

Depois de instalado o painel, escolha as espécies que você quer cultivar nele. Se prefere um jardim mais colorido, aposte em diferentes flores, se quer uma paisagem mais verde, se jogue nas folhagens. O ideal é selecionar plantas que tenham cuidados semelhantes, como a mesma quantidade de sol e de água por dia.

Plantas com queda, como a samambaia, dão volume e trazem o efeito de parede verde. Uma tendência que vai além da sua proposta ecológica beneficia o ambiente e ainda proporciona uma melhor qualidade de vida

Agora que você já sabe como montar o seu jardim sem precisar de muito espaço, que tal começar a trazer mais vida pra dentro de casa?

 

7 dicas para manter a casa quente no inverno

frio-inverno-mesa-comida-cafe-casa-aquecida-aconchegante-confortavel

| Climatização

Com a chegada do inverno, as temperaturas caem até mesmo dentro de casa. Confira 7 dicas para deixar a sua casa aquecida e aconchegante nessa época do ano

 

Chocolate quente, edredom quentinho, filme na TV, pipoca e vinho. Essa é a lista com alguns dos prazeres do inverno. Entretanto, nem só de aconchego se vive essa estação, não é mesmo? É bastante comum que os cômodos das casas no inverno fiquem gelados e não dá vontade nem de sair do quarto e ir para a sala. Por isso, separamos 7 dicas que vão te ajudar a deixar a casa mais quentinha e confortável. Acompanhe!

1. Pela manhã, deixe as cortinas abertas

Mesmo em dias frios, o sol pode aparecer com alguns raios que têm o poder de aquecer a casa no inverno. Entretanto, as cortinas e persianas atrapalham a ação desses raios de calor no interior da casa. Por isso, deixe-as abertas por algumas horas, principalmente, entre 10h e 15h.

 

sala-jantar-janela-cortina-aberta-luz-natural-sol-solar-aquecer-inverno-raios-ambiente-vitamina-d-decoracao-cadeiras-mesa

A luz natural aquece e é fonte de vitamina D (Foto Daniil Silantev / Unsplash / Reprodução)

 

Você não precisa abrir a janela nem as portas, apenas as cortinas e persianas já bastam para que a luz solar entre e faça seu trabalho. Caso você tenha uma varanda na qual bata sol, aproveite para aquecer o corpo durante alguns minutos. Sempre com protetor solar! 

 

2. Mantenha portas e janelas fechadas

Pode parecer óbvio, mas muita gente sai para o trabalho e deixa as portas e janelas abertas para circular o ar. A verdade é que poucos minutos de janelas e portas abertas já bastam para que isso aconteça. Por isso, evite deixar tudo aberto durante o dia.

Logo pela manhã, enquanto estiver na cozinha preparando o café, abra um pouco a janela da sala. Quando for para o quarto se arrumar, abra a janela da cozinha e feche a da sala e do quarto. Esse revezamento vai manter você protegido do frio e vai renovar o ar da casa. Ao sair para um dia de trabalho, certifique-se de deixar portas e janelas fechadas. Ao voltar, sua casa estará mais acolhedora!

Dica extra: você pode bloquear frestas usando protetores de porta. Eles vão evitar a passagem de ar e assim manter o ambiente protegido das baixas temperaturas. 

 

3. Considere trocar as cortinas

Se deixar as cortinas abertas por algumas horas pode ajudar no controle de temperatura, escolher as cortinas certas para quando o sol se for também vai te ajudar a controlar a temperatura do ambiente, preservando o calor para o final da tarde e noite. Opte por cortinas com tecido mais grossos. Aproveite e mude um pouco o visual da casa. As cortinas grossas ajudam a evitar que o calor escape do ambiente, por isso, feche-as assim que o dia começar a escurecer. 

 

Porta-cortina-de-aco-135-a-148mt-branco-Secalux

Porta cortina de aço 1,35 a 1,48mt branco Secaluxv (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Use tapetes 

O tapete é mais um dos itens de decoração que podem transformar o ambiente e ajudam a manter a casa quente no inverno. Independente do tipo de piso do ambiente, o tapete é um excelente isolante térmico, que vai contribuir para manter a temperatura mais amena. Além disso, são ótimas opções para quem gosta de andar descalço ou mesmo sentar no chão. Não restrinja o uso do tapete apenas à sala de estar, mas aproveite para usá-lo também no hall, quarto, banheiro e até cozinha

 

5. Almofadas e mantas para quartos e sala

Almofadas e mantas contribuem para criar um clima mais aconchegante e também ajudam a controlar a temperatura do ambiente. Escolha materiais como microfibra, lã e tricô. Que tal combinar com uma iluminação mais baixa? Lâmpadas de LED com tons mais amarelados contribuem para esse efeito.

 

Veja também: Iluminação para ambientes: tipos e modelos para casa

6. Aquecedores portáteis

É quase impossível falar sobre como manter a casa quente no inverno sem citar os aquecedores. Conectados à tomada, funcionam como qualquer outro eletrodoméstico, mas é importante ter cuidado com a conta de luz e com a segurança. Em casas com animais de estimação e crianças, evite deixá-lo ao alcance de suas mãos. Existem diversos tipos de aquecedor, entre eles:

Já que estamos falando sobre climatização, é importante lembrar que ambiente úmidos também tendem a ser mais frios, por isso, caso sua casa tenha esse problema, procure um desumidificador de ambiente.

 

7. Se necessário, instale o revestimento adequado

Se você está construindo ou reformando a casa e mora em uma cidade que, a maior parte do ano, faz frio, uma opção para manter as temperaturas mais agradáveis dentro de casa é usar pisos e revestimentos mais adequados. Enquanto revestimentos em cerâmica e porcelanato são conhecidos como “pisos frios”, opções de madeira e piso vinílico oferecem mais aconchego e controle de temperatura. 

 

Piso-vinilico-Durafloor-de-cola-City-Quito-madeirado-1626299

Piso vinílico Durafloor de cola City Quito madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Opções para quem está construindo ou reformando 

Seja verão ou inverno, lembre-se de contar com equipamentos e seguir dicas que permitem que a casa fique mais agradável, afinal, não há lugar melhor que nossa casa! Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um departamento completo de climatização com varias opções de aquecedores e demais produtos. Conheça nosso setor de aquecedores de ar, ar condicionado, ventiladores e opções para tratamento de ar.  

 

 

Edição de Vinicius Marques e João Victor Quintino

Como escolher aquecedor elétrico: guia completo para acertar

| Climatização

Veja nosso guia para comprar aquecedores: consumo de energia, modelos, transporte e outros fatores importantes de como escolher aquecedor elétrico

 

É muito comum ouvir pessoas falando que o brasileiro não está preparado para enfrentar o frio. Vivemos em um país conhecido pelo verão e pelas altas temperaturas, entretanto, alguns períodos do ano fazem sim nossos ossos gelarem, não é mesmo? Para esses períodos saber como escolher aquecedor elétrico vai ajudar você a se sentir melhor e mais confortável.

O aquecedor elétrico de ambiente torna os cômodos mais agradáveis durante as baixas temperaturas e podem, inclusive, permitir que você curta o friozinho em ambientes mais abertos, como sua varanda e área externa, sem congelar!

1. Sistema de aquecimento

O primeiro item a ser observado ao escolher o aquecedor elétrico para sua casa é o sistema de aquecimento. Entre as opções mais comuns estão:

 

Aquecedor elétrico preto pequeno (Foto: www.sweetesthome.com.br/Reprodução)

 

Termoventilador

O sistema de aquecimento por termoventilador é uma opção com ótimo custo benefício, sendo uma das opções com valor mais baixo entre os aquecedores

O termoventilador é composto por hélices e uma resistência, funcionando de maneira parecida com um ventilador comum. Entretanto, nesse modelo as hélices espalham o ar quente para o ambiente. Geralmente, é possível regular a potência para ajustá-la de acordo com o frio. 

Um ponto negativo é o barulho, que parece com o feito por ventiladores tradicionais. Pode ser usado na área externa, permitindo que você aproveite as noites frias em família, amigos ou para um jantar romântico. 

 

Aquecedor a óleo

Antes que você torça o nariz, saiba que no aquecedor a óleo, o óleo quente não fica exposto nem precisa ser trocado. Além disso, ele não resseca o ar. Você encontra modelos que aquecem espaços menores e até ambientes com maior m². 

O aparelho deve ser conectado à energia elétrica e funciona a partir de uma resistência que aquece o óleo. O calor gerado é proveniente da troca de temperatura entre o óleo que está dentro do aparelho e o ambiente. Você encontra modelos com e sem termostato. A opção com termostato permite regulagem automática da temperatura.

É silencioso, eficiente, aquece o ambiente por igual, entretanto, é um pouco mais caro que outras opções listadas aqui. Também não é indicado para ambientes com animais de estimação e crianças, pois as placas de calor ficar expostas e podem causar acidentes.

 

Halógeno

Assim como o aquecedor por óleo, o modelo halógeno funciona por troca de calor. Sua principal característica, e vantagem, é a velocidade com que aquece os ambientes, sendo muito rápido em seu serviço.

Pode ser carregado para diferentes cômodos conforme a sua necessidade. Deve ser usado em cômodos fechados como quartos e salas, e não é tão eficiente para ambientes abertos como áreas externas. 

Também distribui o ar seguindo a lógica de um ventilador, espalhando o ar quente em todo o espaço e com maior eficiência.

 

Aquecedor de cerâmica

A grade de proteção desse aquecedor é de cerâmica e isso faz com o calor seja propagado rápida e uniformemente pela ventoinha. Faz pouco barulho e pode ser portátil ou fixo na parede.

 

Aquecedor Halogeno Comfort Air Mondial 127V 800W cinza branco A09 (Foto: telhanorte.com.br/Reprodução)

 

2. Local de uso

Ao apresentar os modelos mais comuns de aquecedores elétricos demos alguns spoilers sobre o local ideal de uso para cada um deles, entretanto, ao fazer sua escolha tenha bastante atenção para esse requisito. Confira na embalagem e leia sobre o modelo que você deseja comprar.

Algumas opções são excelentes para áreas externas, como o termoventilador, enquanto outras devem ser usadas apenas em ambientes fechados, como o aquecedor halógeno.  

 

3.  Consumo aquecedor elétrico

O aquecedor a óleo, assim como o aquecedor cerâmico, consome menos energia do que o termoventilador, por exemplo.

No processo de como escolher aquecedor elétrico esse item não é o único a ser observado, mas deve estar entre suas preocupações. 

Um aquecedor pode consumir bastante energia elétrica e, por isso, algumas pessoas preferem às opções a gás, por exemplo. Entretanto, o trabalho e investimento para a instalação pode não valer a pena. 

 

4. Potência

Ao comprar qualquer aparelho elétrico é importante que você avalie a potência do aparelho. Entre as melhores opções de aquecedor elétrico ambiente a potência geralmente varia entre:

 

5. Capacidade de Transporte

Você precisa de um aquecedor fixo ou que você possa transportar para diferentes cômodos e locais, como transportar para um sítio e de volta para sua casa?

Esse tipo de informação é fundamental no processo de como escolher aquecedor elétrico. Não adianta um aquecedor ser econômico se não atender às suas necessidades.

 

6. Variação de temperatura

Assim como o frio pode ser um friozinho ou congelante, alguns aquecedores permitem que você controle a quantidade de calor que eles irão compartilhar.

Alguns aquecedores permitem que você escolha se eles devem usar toda a potência das resistências ou apenas parte delas. Essa característica é importante para criar um ambiente com a temperatura ideal, nem muito quente nem muito frio. 

 

Leia também: Climatizador ou aquecedor? Saiba escolher o melhor

 

Onde comprar aquecedor elétrico para ambiente? Uma casa climatizada oferece conforto e qualidade de vida para moradores. Seja no frio ou no calor é importante considerar esse aspecto para garantir a saúde e a tranquilidade de quem convive nesses ambientes. 

Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de climatização com variadas soluções para tornar seus ambientes mais agradáveis e aconchegantes, seja no verão ou no inverno. 

Conheça nosso setor de aquecedores de ar, ar condicionado, ventiladores e opções para tratamento de ar.   

 

Edição por Veronicca Fernandes

Como escolher adega de vinho? 7 dicas para acertar

adega-armazenamento-vinhos

| Decoração

Você é um apreciador de vinhos? Que tal montar sua própria adega em casa ou no escritório? Com essas dicas incríveis você vai poder escolher uma e impressionar amigos e clientes

 

É muito comum que pessoas que estejam começando a sua coleção de vinhos fiquem em dúvida sobre como escolher uma adega.

Ela é um instrumento importante, não apenas para guardar as garrafas de vinho, mas, principalmente, para preservar o aroma e sabor do vinho. Elas também ajudam a preservar vinhos de guarda – aqueles que melhoram com o passar dos anos.

Se você é um apaixonado por vinhos e gosta de armazenar suas garrafas para ocasiões especiais – seja para tomá-los sozinho, enquanto aprecia um bom livro, ou em um jantar entre amigos – esse artigo é para você! Aqui, reunimos algumas dicas importantes para quem está pensando em comprar uma adega.

Existem adegas construídas que ocupam porões ou quartos escuros de uma casa, entretanto, devido ao trabalho de construção e também ao espaço que podem ocupar, atualmente as adegas climatizadas são as melhores opções.

 

1. Modelo da adega

As adegas climatizadas usam a eletricidade para garantir a umidade adequada e o resfriamento ideal de seu interior.

Existem dois tipos de adega: 

 

Veja também: Como montar um bar em casa

 

As adegas termoelétricas usam a eletricidade para realizar a troca de calor entre o interior e o exterior da adega. Isso acontece por meio de uma placa de cerâmica que envia o calor de dentro da adega para seu exterior. Geralmente, esse processo é capaz de conseguir uma temperatura interna de 10°C mais baixa do que a externa.

O ponto positivo é que o consumo de energia da adega de vinho é baixo. O ponto negativo é que esse tipo de adega é indicada apenas para regiões e cidades que, geralmente, não ultrapassem os 25°C.

Já a adega com compressor usa a eletricidade para efetivamente definir qual é a temperatura que deseja-se para o interior da adega. 

O ponto fraco deste modelo é que o consumo de energia da adega de vinho é mais alto, entretanto, ele ainda é a opção mais segura e eficiente para regiões que chegam a temperaturas mais altas durante o ano (o que é bem comum para o Brasil).

Atenção: Se você estiver considerando colocar seus vinhos em uma geladeira comum, avisamos que não é uma boa ideia! As geladeiras possuem variações de temperatura a cada vez que são abertas, além de a iluminação e o cheiro dos alimentos em seu interior prejudicarem o processo de armazenamento dos vinhos. Por essas razões, uma adega é o mais recomendado.

 

2. Considere o tamanho da adega

Aprender como escolher uma adega envolve uma certa matemática.

Existem adegas com capacidade de de 4 a 300 vinhos (algumas com até mais do que isso). Com uma adega é provável que seu volume de compras aumente, então tente fazer algumas projeções de futuro. Modelos de adegas que armazenam 4 ou 8 garrafas possuem bons preços, mas nem sempre são suficientes para quem ama vinho!

Logo, é importante que você faça alguns cálculos para saber qual é o tamanho ideal para sua necessidade. 

Considere algumas variáveis como:

Aplique a fórmula: 

(Compra mensal – consumo mensal) x 12 meses

 

Adega de vinho preta (Foto: www.bondfaro.com.br/Reprodução)

 

Se você consome 2 garrafas por semana e compra 12 por mês, ao final de um ano será necessário ter capacidade para armazenar 48 garrafas. Nesse ritmo, ao final de 2 anos esteja preparado para ter quase 100 garrafas em sua coleção.

3. Local e uso da adega

Acima, falamos sobre o tamanho da adega. Algo também muito importante a ser considerado é qual será o uso da adega e o local em que ela será instalada.

Uma adega de vinho para apartamento, geralmente, tem uma necessidade de armazenar mais vinhos, enquanto uma adega para escritório pode ter um tamanho reduzido, já que, geralmente, serve para armazenar garrafas já abertas para comemorar bons contratos.

Fique atento também ao tipo de vinho. Se a adega também for usada para armazenar vinhos de guarda, a tendência é que ela tenha as prateleiras ocupadas por um longo período de tempo. Logo, será preciso investir em uma adega maior.

Ao escolher o local para a adega considere o tamanho do espaço que você tem para armazená-la. Uma opção bastante atual é optar por uma adega de vinho para cozinha.

 

4. Mostrador de temperatura

Parece um pequeno detalhe, mas quando falamos sobre vinhos, a temperatura é um elemento delicado, importante e que precisa ser medido e acompanhado. 

Alguns modelos de adega possuem um mostrador de temperatura do lado de fora para que você possa acompanhar a qualidade da armazenagem sem precisar abrir a adega sempre que precisar dessa informação. Além de ser um importante sinal para alertar sobre possíveis avarias na adega.  

A temperatura ideal para armazenagem do vinho tinto é entre 14 e 18 ºC.

 

Veja mais em: Varandas Gourmet: uma seleção de espaços para você se inspirar

 

5. Material da porta da adega

É muito comum que você encontre adegas com portas de vidro. Esse material torna as adegas muito elegantes e são excelentes peças de decoração, entretanto, é fundamental que você observe se os vidros são adequados para a manutenção da temperatura do local. 

Se você está pensando em comprar uma adega de vinho para cozinha ou sala de estar, por exemplo, os vidros da adega devem ser capazes de proteger seus vinhos dos raios UV. 

Além do vidro você também encontra adegas com portas de inox, madeira e outros materiais que protegem dos raios solares.

 

6. Atenção ao espaço das prateleiras

Ao optar por comprar uma adega, fique atento ao espaço oferecido entre as prateleiras e garanta que elas aceitam diferentes formatos de garrafa, inclusive de espumante, por exemplo.

 

7. Estilo decorativo da adega

Atualmente as melhores adegas de vinho aliam funcionalidade e estética. As adegas de vinho se tornaram peças de decoração e por isso devem estar inseridas no estilo proposto para o ambiente.

Entre os diferentes modelos de adega de vinho, você vai, certamente, encontrar um que esteja alinhado ao seu estilo. Modernas, com estilo retrô, embutidas em armários ou como parte da organização da cozinha e da sala de estar, sua única preocupação deve ser aliar a beleza da peça à sua funcionalidade.

 

adega-em-casa-armazenamento-vinhos

Adega em casa para armazenar vinhos (Foto: La Ville / Reprodução)

 

Agora que você já sabe como escolher uma adega, é hora de encontrar o modelo que melhor se adapte a sua realidade, de acordo com os critérios que listamos acima e com o melhor custo do mercado!

 

Edição de Camila Alexandrino e Murilo Bonício

O que é climatização de ambientes? Descubra tudo!

climatizador-ambientes

| Climatização

Nessa matéria, mostraremos para que serve um climatizador de ambientes e quais os benefícios ele pode proporcionar para sua saúde e disposição

 

A climatização de ambientes consiste, basicamente, em diminuir ou aumentar a temperatura de um espaço para torná-lo mais confortável e aconchegante. O processo também pode ser usado em uma casa inteira.

O objetivo de climatizar um ambiente é proporcionar uma temperatura agradável para as pessoas que estão nele, sem fazê-las tremer de frio ou suar em bicas. A tecnologia, muito comum em lojas e escritórios, também está disponível para ser instalada em residências.

E a verdade é que estamos passando cada vez mais tempo dentro de casa, inclusive para trabalhar. Aliás, um estudo recente indica que o home office deve crescer 30% após a pandemia do coronavírus.

Um ambiente muito quente ou frio demais pode acabar com sua concentração no trabalho, ou até com o prazer de ler um livro ou assistir um filme no conforto do lar. Por isso, um climatizador de ambiente pode melhorar, e muito, sua qualidade de vida.

Ao final do texto, você vai saber tudo que precisa para instalar essa tecnologia com eficiência em sua casa!

 

Mas, afinal, o que é climatização de ambientes?

Por definição, climatização é o processo de tornar a temperatura de um ambiente agradável para os organismos biológicos que vivem nele. A tecnologia usada para tornar esse processo possível recebe o nome de AVAC.

AVAC é a sigla para aquecimento, ventilação e ar condicionado. Estes três processos são os responsáveis por modificar a temperatura do ar no interior de um ambiente.

Em lojas e escritórios, a climatização é feita por meio de sistemas de ar condicionado, purificação do ar, aquecimento central ou ventilação.

No caso de uma residência, você pode comprar um ar condicionado para aguentar um verão de 40ºC ou aquecedores, para invernos mais rigorosos. Mas você sabia que o climatizador pode ser uma ótima opção para qualquer estação do ano?

 

Veja também: Ideias para ventilação de ambientes

 

Como funciona um climatizador de ambiente?

Depois de saber o que é climatização de ambientes, você pode estar se perguntando: mas como um climatizador funciona?

Trata-se de um dispositivo que usa a água para promover a troca de calor com o ambiente. Ao deixar o ar mais úmido, o aparelho torna a sensação térmica do local mais agradável.

Climatizador

Climatizador de ar 5V 8W 750ml branco Magic Air Elgin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Mecanicamente, o climatizador de ar funciona como um ventilador. A diferença é que, em ambientes mais quentes, você poderá usar água gelada ou até gelo para umidificar um espaço.

Outros modelos de climatizador também contam com a função de aquecimento. Se você mora em locais mais frios, um aparelho desse tipo deixará a temperatura agradável todos os meses do ano.

 

Saiba mais em: Climatizador ou ventilador: o que é melhor?

 

Para que serve um climatizador de ambiente?

O climatizador é o aparelho ideal para quem não quer mudanças bruscas de temperatura. Diferente do ar condicionado e do aquecedor, ele apenas climatiza o local, fazendo a sensação térmica baixar ou aumentar de dois a cinco graus.

Alguns modelos possuem purificadores de ar. Ou seja, além de climatizar, esses aparelhos também podem deixar o ar mais saudável, eliminando microrganismos como fungos, bactérias e ácaros.

Há também modelos com a função umidificador, ideais para lugares com baixa umidade do ar. Nesse caso, o aparelho contém um compartimento para a colocação de água gelada e gelo, o que faz com que ele libere gotículas minúsculas de água no ar.

 

Quais são os benefícios de um climatizador de ambiente?

Como vimos acima, os climatizadores não só tornam o ambiente mais agradável, mas também mais saudável. Esse tipo de aparelho é especialmente indicado para pessoas com problemas respiratórios.

Os climatizadores também gastam muito menos energia que o ar condicionado e o aquecedor. Além disso, você não vai precisar isolar o cômodo, fechando portas e janelas, para fazê-lo funcionar.

Outra vantagem é que o aparelho geralmente é portátil. Por ser de fácil transporte, pode ser levado para vários cômodos da casa.

 

Como funciona a climatização de ambientes grandes

Muitas pessoas já se convenceram que o climatizador funciona bem em locais pequenos, mas ainda duvidam da eficácia da climatização de ambientes grandes. Mas pode acreditar, tamanho não é documento para esses aparelhos.

Vários espaços como academias, igrejas e shoppings já usam climatizadores em grandes ambientes para refrescar e melhorar a qualidade do ar. E mesmo sem um aparelho de grande escala, você não fica na mão se quiser climatizar um cômodo mais extenso.

Para fazer o cálculo para a climatização de ambientes o primeiro passo é verificar quantos metros cúbicos o local possui.

Essa conta é feita com a seguinte fórmula: comprimento x largura x altura.

Em seguida, basta multiplicar o resultado por 30, que é a quantidade de trocas de ar normatizada para os climatizadores.

O número final será o que você deve usar para saber se o local em questão precisará de um ou mais climatizadores. Importante dizer que, além da conta, é fundamental ler com atenção a embalagem ou o manual de instruções dos aparelhos para ter certeza da sua capacidade.

 

Leia também: Como escolher os BTUs do ar condicionado

 

Mais equipamentos para climatização

Agora que você já sabe o que é climatização de ambientes e todos seus benefícios, que tal deixar sua casa ainda mais aconchegante? Além dos climatizadores, esses outros equipamentos podem te ajudar a criar um clima perfeito no seu lar:

 

Ar-condicionado

Ar condicionado Split 12000 BTUS frio 220V Agratto (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Ventilador-de-teto-Led-repelente-com-controle-3-pas-220V-130W-branco-Spirit

Ventilador de teto Led repelente com controle 3 pás 220V 130W branco Spirit (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Aquecedor-de-ar

Aquecedor de ar halógeno A-09 127V 400W e 800W branco Mondial (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Ar-condicionado

Umidificador de ar Mondial ultrassônico Confort Air 4 litros 127V (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Você pode encontrar todos os produtos acima e muitos outros na seção de climatização do site da Telhanorte. Ou seja, não vão faltar opções para você investir na melhoria do ar que você e sua família respiram.

Visite nossa loja virtual e faça seu pedido, a entrega é garantida em todo o Brasil!

 

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Climatizador ou aquecedor? Saiba escolher o melhor!

climatizador ou aquecedor capa

| Climatização

Quer entender melhor o que levar em conta antes de definir se o seu ambiente precisa de um climatizador ou aquecedor? Então prossiga na leitura!

 

Quem é do time que defende a importância do conforto térmico do ambiente — seja ele uma residência, um escritório ou ambiente comercial — já deve ter se questionado sobre a melhor escolha a fazer: climatizador ou aquecedor?

Ambos os equipamentos são importantes aliados na busca por espaços mais confortáveis e aconchegantes. Entretanto, há, entre eles, algumas diferenças nas características que podem influenciar na decisão de escolha, como as indicações de uso e a forma de equilibrar o ambiente.

A melhor forma de definir se a escolha ideal para o seu caso é o climatizador ou aquecedor é entendendo as características de cada um.

 

Climatizador

A função do climatizador é tornar o ambiente mais agradável por meio de mecanismos de evaporação da água e circulação de ar. Eles são responsáveis por uma sensação de frescor que, em muitos casos, é determinante para alcançar o conforto térmico.

Versáteis, os climatizadores podem ter as funções de ar quente e frio, que atendem às necessidades em qualquer época do ano.

 

Afinal, climatizador de ar quente e frio é bom?

Já que tocamos neste assunto, vamos esclarecer uma das principais dúvidas de quem pesquisa as características desse aparelho: climatizador de ar quente e frio é bom? Sem mais delongas, podemos dizer que sim, especialmente para quem vive em locais com grandes variações climáticas.

Isso porque, em regiões caracterizadas por mudanças climáticas marcantes, calor e frio tendem a ter temperaturas extremas. Neste caso, ter um equipamento versátil ajuda (e muito!) a regular o conforto térmico em ambas as ocasiões.

Embora sua função não seja diminuir a temperatura, ele auxilia no equilíbrio de sensação térmica, chegando a ajustá-la em margens de 3 a 4 graus, para mais ou para menos.

 

Vantagens do climatizador

 

Desvantagens do climatizador

 

Aquecedor

Em contrapartida, o aquecedor tem como principal atribuição a tarefa de aquecer espaços. Por essa razão, é muito utilizado no período noturno e em quartos e salas, locais onde as pessoas tendem a se reunir e passar muitas horas do dia.

Os aquecedores são subdivididos de acordo com suas especificidades:

 

Vantagens do aquecedor

 

Desvantagens do aquecedor

 

Climatizador ou aquecedor: o que levar em conta antes de escolher o melhor para o seu caso?

Além da necessidade do cômodo (aquecer, resfriar ou equilibrar a temperatura), também é preciso levar em consideração os prós e contras de cada equipamento para definir, entre climatizador ou aquecedor, qual é o ideal para você.

Por exemplo, se você vive em um lugar com temperaturas bem definidas, provavelmente não usará o seu aquecedor durante todo o ano, já que no verão ele será dispensável. O climatizador, em contrapartida, é preparado para atuar em ambientes quentes ou frios, embora não seja a opção mais indicada para temperaturas extremas ou para ambientes muito grandes.

 

Qual a diferença entre climatizador e ar condicionado?

Outra dúvida comum no momento de escolha do melhor equipamento de regulação de temperatura é acerca da diferença entre climatizador e ar condicionado. Isso porque ambos os aparelhos têm formas de funcionamento semelhantes. Entretanto, a maior diferença entre os dois equipamentos diz respeito à forma de funcionamento.

Em sua essência, o ar condicionado promove a troca da temperatura do ambiente externo com o ambiente interno. Enquanto isso, o climatizador apenas refresca o ambiente, funcionando como uma espécie de ventilador acoplado a um reservatório de água.

 

Gostou das dicas?

Depois de ler tanto sobre os equipamentos, características, formas de funcionamento e principais diferenças, a escolha ficou mais fácil, certo? Nossa sugestão é que, após esta leitura, você corra para a seção de climatização no site da Telhanorte e conheça todas as nossas soluções para tornar seus ambientes mais agradáveis e aconchegantes! Que tal deixar seu ambiente ainda mais confortável, hoje mesmo?

 

Edição de Murilo Bonício e João Victor Quintino

Ventiladores de teto: conheça 5 modelos incríveis

ventilador-teto-quarto-branco

| Climatização

Conheça os tipos de ventiladores de teto existentes e descubra como escolher o melhor para a sua casa!

 

Colorido, cromado, mogno, branco… Com tantos tipos de ventiladores de teto disponíveis, como saber qual é o melhor? Além da questão estética, é preciso considerar outros fatores na hora de fechar a compra, como o nível de ruído do ventilador de teto, o tamanho das pás, entre outros detalhes.

Quer saber tudo o que precisa para não errar na escolha? Então continue a leitura!

 

Confira em nosso site: Ventilador de Teto

Ventilador-de-teto-127V-Iceberg-branco-Aliseu

Ventilador de teto 127V Iceberg branco Aliseu (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5 tipos de ventiladores de teto

O ventilador de teto é um aparelho ideal para climatizar, refrescar e ventilar os ambientes. Com baixo consumo de energia, promove a sensação de frescor no cômodo onde está instalado e também ajuda a compor a decoração. Além disso, como grande parte dos modelos vem com luminária acoplada, o ventilador de teto ainda contribui para a iluminação do espaço.

Mas afinal, quais tipos de ventiladores de teto são os mais indicados? Tudo depende da sua necessidade e do local onde o equipamento será instalado. Veja abaixo alguns exemplos que servirão de inspiração para você.

 

1. Ventilador de teto colorido ou estampado

O ventilador de teto cheio de cores ou estampas nem sempre são as primeiras opções de compra. Porém, podem ser o toque que faltava para deixar o espaço mais alegre e moderno. Mas se você segue uma linha mais tradicional, que tal usar um modelo colorido no quarto das crianças? Com certeza, elas vão adorar!

 

ventilador-de-teto-colorido

Ventilador de teto com listras horizontais coloridas (Foto: Memamind / Reprodução)

 

2. Ventilador de teto compacto

O que difere esse modelo dos demais é a quantidade e o tamanho das pás, que são menores e em menos quantidades do que em relação a outros equipamentos.

Entre os tipos de ventiladores de teto disponíveis, é possível encontrar os que possuem até 6 pás e os que tem 2 pás, ideal para espaços com até 20m². Já os de 3 pás podem ser instalados em ambientes de porte médio.

 

ventilador-mini

Ventilador compacto em lavanderia (Foto: Lightning Ceiling Fans / Reprodução)

 

3. Ventilador de teto cromado

O ventilador de teto cromado traz um toque moderno a qualquer ambiente. A grande vantagem desse modelo é que ele combina com qualquer paleta de cores. Ou seja, além de deixar o ambiente mais fresco e agradável, não interfere na decoração da casa, nem deixa o visual pesado.

 

venitlador-compacto-moderno2

Ventilador de teto cromado compacto, cromado e moderno (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Ventilador de teto de mogno

Entre os tipos de ventiladores de teto disponíveis, o modelo em mogno é o ideal para quem procura um visual mais tradicional ou rústico. As pás feitas com essa madeira cumprem perfeitamente a função de climatizar o ambiente e são perfeitas para salas de estar e de TV.

Clássico, pode receber um toque de modernidade nos equipamentos que possuem controle remoto.

 

ventilador-mogno

Ventilador de mogno em varanda clássica (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

 

Ventilador-de-teto-110V-com-3-pas-Faro-tabaco-e-preto-Ventisol

Ventilador de teto com 3 pás (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Ventilador de teto branco

O ventilador de teto branco é ideal para complementar ambientes que possuem uma decoração mais dinâmica, passando um pouco despercebido no restante da decoração extravagante. Como outra opção, esse modelo também atende muito bem estilos minimalistas e clean, onde a paleta de todo o cômodo é a mesma.

Entre os tipos de ventiladores de teto branco que você vai encontrar, existem os que possuem as pás transparentes e aqueles com pás em tom fosco. A escolha entre um e outro vai depender do visual final que quer dar ao ambiente.

 

 

sala-colorida-ventilador-branco

Sala de estar colorida com ventilador branco (Foto: Decorpad / Reprodução)

 

ventilador-branco-quarto

Quarto minimalista com ventilador e decoração brancos (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Como escolher ventilador de teto

Mas é claro que os tipos de ventiladores de teto não se limitam a esses. Cada dia mais criativos e funcionais, é possível encontrar os mais variados modelos de pás, cores e luminárias que, juntos, formam equipamentos incríveis.

Mas como dito no início deste texto, não é somente a parte estética que deve ser considerada no momento da compra. Saber como escolher um ventilador de teto inclui pensar em outros detalhes.

Veja abaixo algumas dicas importantes que vão lhe ajudar a não errar!

Ventilador-de-teto-Led-repelente-com-controle-3-pas-220V-130W-branco-Spirit

Ventilador de teto Led repelente com controle 3 pás 220V 130W branco Spirit (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Nível de ruído do ventilador de teto

Durante o dia, o ruído emitido pode até passar despercebido, mas à noite é essencial que o equipamento emita menos barulho possível. Assim, escolher um ventilador de teto silencioso para dormir ou mesmo para ter na sala de TV ou jantar, sem que atrapalhe seus momentos de lazer, é essencial.

De modo geral, os ventiladores de teto com pás mais longas são os que emitem menos som. No entanto, sua velocidade também é reduzida. Os que possuem mais pás também são mais silenciosos, porém o esforço do motor tende a ser maior.

Na dúvida, uma maneira de verificar o ruído é, ainda na loja, colocar o aparelho na velocidade máxima e ficar perto por uns 3 minutos para escutá-lo.

Há também alguns modelos que contam com a função noturna, deixando-o com a rotação mais lenta e com menos barulho. Os de motor de corrente contínua também ajuda nesse quesito, além de terem mais velocidade.

 

Vazão de ar

Considerando que o objetivo é refrescar o ambiente, a capacidade de vento que o equipamento é capaz de escoar é um critérios de compra. A medida adotada é de m³/segundo. De acordo com o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), os valores aceitáveis são:

Para saber a vazão de ar ideal para a sua casa, é preciso considerar o tamanho do cômodo onde o ventilador será instalado:

 

Potência e consumo de energia

Ainda que o ventilador de teto seja bem mais econômico que um ar-condicionado, é importante analisar o seu consumo e potência.

Quando falamos em potência, estamos nos referindo à medida de consumo de energia elétrica em watt (W). O ideal é que o equipamento tenha maior potência (vazão de ar), com o menor consumo de W.

Uma forma de verificar isso é através da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) presente nos aparelhos.

 

Sugestão de matéria: Tipos de ar condicionado: 4 opções de aparelhos residenciais | Tipos de ar condicionado: 4 opções de aparelhos residenciaisO que é climatização de ambientes? Descubra tudo!

 

Iluminação

Lembra que falamos que a maioria dos ventiladores de teto vem com luminária? Além de deixar o ambiente mais bonito, o item ajuda a compor a iluminação do espaço.

No entanto, para garantir um bom custo-benefício, a dica é optar por lâmpadas fluorescentes compactas, ou de LED. Essa última, apesar de um pouco mais cara, dura até três vezes mais.

 

Sugestão de matéria: Como escolher um refletor de LED em 4 etapas e acertar na iluminação

 

Dicas extras

Agora que você sabe tudo sobre os diferentes tipos de ventiladores de teto e como escolher o ideal para a sua casa, que tal algumas dicas extras?

A primeira é sobre como refrescar o quarto com ventilador. Para isso, utilize a função exaustor do aparelho. Ela mistura o ar quente que fica no teto com o frio que está mais abaixo, deixando a temperatura uniforme. Essa função também pode ser usada no inverno para deixar o ambiente mais aconchegante.

Nossa segunda dica é sobre a instalação, que deve sempre ser feita por um profissional. Além disso, centralize o equipamento no ambiente para uma melhor distribuição do vento e respeite as distâncias mínimas indicadas entre teto, piso e paredes.

Para fechar, compre apenas ventiladores de teto de qualidade e com garantia. Na Telhanorte você encontra diversos modelos que vão deixar a sua casa muito mais bonita e agradável.

Acesse nosso site, compre on-line, pelo WhatsApp ou televendas. Se preferir, visite uma de nossas lojas físicas espalhadas por todo o Brasil!

 

Como manter a casa fresca no verão: 5 dicas eficientes

 

Edição de Murilo Bonício e Vinicius Marques

Descubra como melhorar a ventilação da casa

Spacious,Villa,Interior,With,Cement,Wall,Effect,,Fireplace,And,Tv

| Climatização

Nem sempre abrir as janelas e as portas de toda a casa resolve o problema de ventilação e a necessidade de frescor do ambiente. Descubra como melhorar a ventilação da sua casa

 

Em alguns casos, investir em ventilação e climatização mecânica pode ser muito útil! É claro que, se você tem a possibilidade de ter a entrada e fluxo de ar de maneira natural, terá alguns benefícios – entre eles, o melhor uso da luz natural. Além disso, não há nada como a brisa natural para enfrentar os dias de calor, não é mesmo?

Entretanto, nas cidades grandes, nem sempre abrir a janela irá resolver, por conta do constante barulho, além da poluição e poeira. Por isso, confira algumas dicas para ventilação de ambientes abaixo!

Invista em um ar condicionado

Além de manter a temperatura do ambiente exatamente como você deseja, alguns modelos de ar condicionado são capazes de renovar o ar do ambiente – o dispositivo retira para fora o ar quente do cômodo e traz ar fresco para dentro.

 

Veja também:  4 opções de ar condicionado para sua casa!

 

Caso você já tenha um ar condicionado em casa que não tenha a opção de renovação de ar, uma ideia para ventilação de ambientes é abrir as janelas e portas de tempos em tempos para fazer esse renovação manualmente. Porém, mantê-lo ligado por muitas horas diariamente pode acarretar em uma conta de luz mais cara. Por isso, é preciso, na hora da compra, escolher um modelo que possua o selo PROCEL de baixo consumo energético.

selo-procel-desempenho-eficiencia-economia-energia-gasto

Selo Procel (Foto: Procel / Reprodução)

 

Considere o bom e velho ventilador de teto

Se você não quer investir na instalação de ar condicionado em alguns cômodos da casa, uma solução para melhorar a ventilação do ambiente é o ventilador de teto.

 

Confira 5 dicas para escolher o modelo ideal de ventilador de teto

 

O ventilador de teto, se comparado ao ar condicionado, possui um preço mais acessível e sua manutenção é mais simples. Os ventiladores de coluna e os ventiladores de mesa também são úteis para a circulação do ar dentro do ambiente, porém eles possuem foco mais direcionado, enquanto a opção de teto refresca o ambiente uniformemente.

 

Ventilação cruzada

Caso sua casa ainda esteja em fase de construção, uma boa ideia para garantir a ventilação de forma natural é construir os ambientes com ventilação cruzada. Converse e estude essa possibilidade com seu arquiteto. A ventilação cruzada exige que os vãos da casa sejam construídos na mesma direção do percurso dos ventos predominantes. O objetivo é fazer com que o ar entre por uma abertura e saia pela abertura oposta. Isso pode acontecer de maneira horizontal ou vertical.

 

Dicas gerais para arejar ambientes fechados

Para uma mudança real no clima da casa, as ideias para ventilação de ambientes devem ser combinadas com outras dicas simples. Listamos algumas, logo abaixo.

 

1. Tenha plantas em casa

As plantas purificam o ar e tornam o ambiente mais leve, trazendo frescor a cada cômodo. Entretanto, para potencializar as vantagens que as plantas trazem para a casa, é preciso espalhá-las pela casa, tentando encaixar em todos os cômodos possíveis.

Você pode ampliar o resultado criando um jardim vertical no quintal ou um jardim de inverno dentro da casa. Não se esqueça: antes de adquirir as plantas para a casa, atente-se às suas necessidades. Caso você more em apartamento, por exemplo, cheque se você possui luminosidade suficiente para a planta que você quer.

 

Conheça também: Estilo Urban Jungle e traga a natureza para dentro da sua casa!

 

2. Use essências

Você já ouviu falar em aromaterapia? Bom, os cheiros são capazes de causar sensações e, entre elas, a de frescor no ambiente. Invista em difusores com palitos de madeira com essência de menta ou velas aromáticas com aroma de eucalipto, por exemplo. Fazendo isso, aliando às outras sugestões, você vai ter um ambiente mais confortável e agradável de ficar, mesmo nos dias mais quentes.

 

Onde adquirir equipamentos para melhorar a ventilação da casa?

Com todas essas ideias para ventilação de ambientes em mãos, é hora de colocar em prática algumas delas! Acesse a loja virtual da Telhanorte e aproveite os tipos de ar condicionado e ventiladores que estão em nosso departamento de climatização. Conheça também as opções de aquecedores de ar, umidificadores e outros produtos para o tratamento de ar.

 

 

Edição de João Victor Quintino e Vinicius Marques

Ventilador de teto: 5 dicas para escolher o ideal

ventilador-teto-preto-madeira-luminaria-pas

| Climatização

O clima quente do Brasil pede soluções para amenizar o calor em nossas casas, né? Por isso, separamos 5 dicas para você escolher o melhor modelo de ventilador de teto no mercado

 

Os ventiladores de teto são opções mais baratas do que o ar condicionado, seja na compra do equipamento, na instalação ou mesmo em relação ao consumo de energia elétrica. Além do baixo custo, seguindo algumas dicas, o item vai contribuir para manter os ambientes, tanto da casa como do trabalho, mais frescos.

Mas afinal, como escolher um bom ventilador de teto? Quais as principais dicas? Veja 5 dicas para escolher o ventilador de teto ideal!

Ventilador-de-teto-127V-Iceberg-branco-Aliseu

Ventilador de teto 127V Iceberg branco Aliseu (Foto: Acervo / Telhanorte)

1. Relação entre tamanho do ambiente e vazão de ar

É importante que o ventilador que você irá comprar garanta uma vazão de ar suficiente para manter o cômodo fresco. A vazão se dá pela quantidade de vento que o ventilador é capaz de gerar por segundo.

De acordo com o INMETRO,

 

Mas qual é a vazão de ar ideal?

Isso varia de acordo com o tamanho do ambiente. Por isso, antes de comprar um ventilador de teto, tenha em mãos as medidas do local que irá recebê-lo.

 

As marcas que comercializam ventiladores costumam colocar na caixa a medida em m² que é atendida pelo produto que, em geral, é dividido em opções para 16, 20, 28 e acima de 28m².

 

2. Confira a nota da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia e PROCEL

Avaliar qual a potência de um ventilador bom é outro critério a ser levado em consideração na lista de dicas para comprar o melhor ventilador de teto. Você deve buscar por uma opção que dê uma boa vazão de ar (como explicamos acima), ao mesmo tempo que tenha um gasto de energia controlado.

Para saber se a sua escolha é econômica em relação ao consumo de energia, confira o selo Procel que, em geral, vem nas caixas dos ventiladores.

 

selo-procel-economia-energia-cemirim

(Imagem: CEMIRIM/Reprodução)

 

3. Nível de ruído

Um outro elemento bastante importante na hora da escolha do ventilador é seu nível de ruído. Afinal, você não quer que ele atrapalhe sua noite de sono ou quando você está assistindo televisão, né?!

Mas como ter certeza de que o ventilador não irá fazer barulho?

Não existem informações oficiais que comprovem se um ventilador apresenta ou não ruídos durante seu funcionamento. Porém, antes de comprá-lo, pesquise marcas e a reputação de seus produtos – desta forma, você terá uma ideia parcial se o ventilador fará barulho. Outra dica é: caso você tenha oportunidade, visite uma de nossas lojas físicas da Telhanorte e peça para um vendedor te auxiliar e mostrar o modelo do ventilador ligado.

 

4. Como acionar

Atualmente, existem variações de como acionar o ventilador. Para certas pessoas, basta o interruptor que está tudo certo, mas outras adorariam poder ligar o equipamento por meio de um controle remoto ou um aplicativo no celular – e, hoje em dia, isso já é possível! Porém, os ventiladores com as tecnologias mais recentes tendem a ser mais caros.

Entre as formas atuais de acionar um ventilador de teto, estão:

 

5. Estética

Pensar na estética do ambiente em que o ventilador será instalado é crucial caso você queira manter uma linha de decoração do cômodo. Atualmente, os modelos de ventilador de teto decorativo variam em relação:

Ao decidir qual ventilador irá comprar, alinhe sua escolha ao restante da decoração para criar um ambiente harmônico.

 

Dúvidas comuns ao escolher um ventilador

A resposta é não. Se você observar os pontos que listamos acima, como a medida do espaço e a vazão de ar, o número de pás não é relevante para o resultado que você vai obter do uso do equipamento.

 

Também não. Assim como o número de pás, o material do ventilador não influencia na quantidade de vento que o mesmo fornece. Atualmente, tanto as opções de plástico como de madeira são muito resistentes e oferecem os mesmos benefícios.

 

É recomendado que o ventilador seja instalado a uma distância mínima de 2,2m do piso e a uma distância mínima de 50cm das paredes do cômodo. É importante também que o mesmo fique no centro do ambiente, para potencializar a climatização do local.

 

Está procurando um modelo de ventilador de teto?

Para encontrar o ventilador de teto ideal, te convidamos a conhecer a loja virtual da Telhanorte.

Além de encontrar diversos modelos de ventiladores de teto, você também pode escolher entre ventiladores de coluna, mesa e parede. Também oferecemos um departamento completo de Climatização, com ar condicionado, climatizadores e umidificadores.

 

Edição de João Victor Quintino e Vinicius Marques

Ventilador de teto: 9 dicas para auxiliar na compra

ventilador-teto-madeira-climatizacao-modelo

| Climatização

Existem diversas opções de ventiladores no mercado, por isso preparamos para você uma matéria sobre como escolher o ventilador de teto ideal!

 

Os ventiladores de teto são excelentes opções para refrescar a casa nos dias quentes, de maneira econômica, principalmente em comparação ao uso de ar condicionado. Entretanto, com as diversas opções e modelos no mercado, é importante que você dedique certa atenção às dicas de como escolher o ventilador de teto ideal para sua necessidade.

Entre os atributos que devem ser analisados na definição de qual o melhor ventilador de teto, estão:

– número de pás;

– velocidade;

– consumo energético;

– desempenho e mais.

 

Como escolher ventilador de teto: o que analisar antes da compra?

Os diferentes tipos de ventilador de teto possuem características variadas, que vão muito além da escolha estética, por cor ou material. É claro que esses elementos também merecem sua atenção (inclusive falaremos sobre eles nos próximos tópicos), mas não são os únicos que devem ser considerados. Então, vamos lá!

 

1. Voltagem

Você deve descobrir qual é a voltagem aceita pela instalação elétrica do ambiente em que deseja instalar o equipamento. Existem 3 tipos de voltagens em ventiladores:

– 127V (antigo 110);

– 220V;

– Bivolt – serve para as duas voltagens.

 

2. Área em que vai ser instalado o ventilador

A partir da definição da voltagem necessária para a instalação, passamos para o segundo critério: a área em que o equipamento será instalado. Confira a metragem atendida na caixa ou na descrição do produto. Existem modelos que ventilam:

– até 16 m²;

– até 20 m²;

– até 28 m²;

– acima de 28 m².

Se você não sabe quantos metros quadrados tem o cômodo que irá receber o ventilador, use uma fita métrica para medir a largura e o comprimento do espaço. Multiplique os valores encontrados e o resultado será o valor de área em metros quadrados.

 

3. Diâmetro do produto

Você não quer que o seu ventilador bata em móveis e demais objetos, correto? Então é importante que, caso o equipamento seja para um local pequeno, você confira o diâmetro do ventilador, para não correr o risco dele não “caber” no cômodo.

Às vezes, você pode se apaixonar por um ventilador muito grande que, infelizmente, não é adequado para o local. Evite dor de cabeça e parta em busca de um outro modelo perfeito!

 

4. Desempenho

Qual ventilador de teto é mais potente? O primeiro aspecto do desempenho do ventilador é a área que ele é capaz atender. Nós já falamos sobre isso no tópico 2. O outro atributo relevante para considerar é a taxa de proporção de vazão de ar por segundo. Ela deve ser igual a 10% da medida do cômodo.

Na prática, para um ambiente de 16 m², busque por um ventilador de até 1,6 m³ de vazão por segundo. Essas informações também são encontradas nas descrições e caixas do produto.

 

5. Quantidade de pás

Essa é uma das dúvidas mais comuns na hora de como escolher ventilador de teto! Mas para ser sincero, esse é um dos elementos que menos fazem diferença, comparados aos outros que já falamos até aqui.

Existem ventiladores de 2 até 6 pás. Os modelos com mais pás até podem ventilar um pouco mais, entretanto, se você considerar a medida em metros quadrados atendida e o desempenho, que já citamos, as pás não são tão relevantes assim.

O mesmo podemos dizer do material de que elas são feitas. Existem bons e maus plásticos e MDFs, mas, em geral, tanto um como o outro são excelentes opções para a execução da função de ventilar.

 

Ventilador-de-Teto-Ventisol-Wind-3-pas-127V-130W-Branco-1642561

Ventilador de teto Ventisol Wind 3 pás (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

6. Consumo de energia

A maneira mais simples de garantir a compra de um modelo de ventilador de teto com baixo consumo de energia é conferir o selo Procel.

Um ventilador com eficiência energética de categoria A ou B chega a consumir 4 vezes MENOS energia que os de categoria C e D. Dá pra imaginar o impacto na conta de luz? Este selo também ajuda na garantia da eficiência e da qualidade do produto no que diz respeito ao poder de ventilação.

 

como escolher ventilador de teto

Selo Procel (Imagem: Procel / Reprodução)

 

7. Tipo de lâmpada

Os ventiladores de teto, muitas vezes, possuem outra função além de refrescar o ambiente: iluminá-lo! Entre as principais opções estão as lâmpadas comuns, fluorescentes e as de LED, sendo que essa última dispensa a necessidade de comprar lâmpadas, afinal, o LED já vem integrado. Uma opção econômica e prática, que pode reduzir ainda mais o consumo do equipamento.

 

8. Modo de acionamento e controle de velocidade

Este tópico não é um dos mais importantes na definição de qual ventilador de teto é melhor, mas pode ajudar você a decidir entre dois ou mais modelos, que atendam às demais especificações.

Alguns ventiladores de teto permitem que você escolha a velocidade da rotação das pás, o que ajuda a controlar a climatização do ambiente. Se puder, opte por um modelo que tenha essa possibilidade.

Você também vai encontrar diferentes formas de acionamento do ventilador, entre elas:

– interruptor na parede;

– controle remoto;

– cordinha;

– aplicativo de celular por bluetooth.

Esse pode ser um diferencial na escolha final.

Ventilador-de-teto-com-3-pas-220V-Smart-com-controle-remoto-branco-Aliseu

Ventilador de teto com 3 pás Smart (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

9. Estética

Nós falamos rapidamente sobre o material das pás no que tange o desempenho, mas o aspecto estético dessa parte também pode ser um ponto decisivo para a escolha. O modelo e o material usado devem estar alinhados às demais características da decoração que você escolheu para o ambiente.

Esse é um ponto fundamental para você ficar satisfeito com a escolha.

 

Ventilador-de-teto-110V-com-3-pas-Faro-tabaco-e-preto-Ventisol

Ventilador de teto com 3 pás (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

Esperamos que este guia sobre como escolher ventilador de teto te ajude a escolher um modelo que alie:

– baixo consumo de energia;

– bom desempenho;

– climatização ideal do ambiente;

– e estética.

 

ventilador-teto-modelo-aparelho-luminaria-ambiente-quarto-cama-luz-madeira-pas-janela

O ventilador também é um detalhe importante na decoração (Foto: Helen Shi / Unsplash / Reprodução)

 

Para encontrar os tipos de ventilador de teto que listamos aqui, te convidamos a conhecer a loja virtual da Telhanorte. Lá você também encontra ventiladores de coluna, mesa e parede, bem como um departamento completo de climatização, com ar condicionado, climatizadores e umidificadores.

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Bonício