organização da casa | Blog Telhanorte

Dicas para limpar um freezer

freezer-congelador-limpeza-manutencao-limpar

| Cozinha

 

Confira 9 passos para limpar um freezer de forma eficiente, segura e rápida.

 

Para limpar um freezer da maneira certa, não há muito mistério. Tanto para aparelhos horizontais, quanto em verticais, ou mesmo os acoplados a geladeiras, o processo de limpeza é bastante simples e parecido, exigindo apenas certa atenção a alguns detalhes como:

Atenção: as dicas que trazemos aqui são de uso geral para todos os freezers. No entanto, é muito importante que você leia no manual do seu equipamento as instruções de limpeza, pois podem haver particularidades específicas ao seu modelo de freezer.

 

Como limpar um freezer 

 

1. Desligue o aparelho

O primeiro passo para qualquer modelo de freezer é desligá-lo da tomada. Isso aumenta a segurança para quem realizará a faxina e também garante que o freezer não seja danificado, por estar em contato com a energia. Além disso, ao fazer a limpeza, a porta do freezer terá de ficar aberta, resultando em um maior gasto de energia, caso você não o desligue.

 

2. Armazene os alimentos que estavam no freezer

Recomendamos que, antes de realizar a limpeza, você coloque todos os alimentos que voltarão para o freezer em uma caixa ou bolsa térmica, para que eles não descongelem. Você também pode colocá-los em uma geladeira, enquanto faz a limpeza. Aproveite também para descartar alimentos com a validade vencida.

 

3. Verifique se há a necessidade de descongelar o freezer

Em aparelhos frost free, não há o acumula de gelo em seu interior. Assim, para esses modelos, não há a necessidade de descongelá-los. Mas caso seu freezer não possua essa funcionalidade, após desconectá-lo da tomada, retire tudo o que está em seu interior, e espere o gelo ir embora.

Você pode ajudar o degelo, colocando um ventilador na frente do freezer. Algumas pessoas também usam um secador de cabelo e uma espátula para raspar as pedras de gelo. Mas esses métodos podem danificar o equipamento, caso não sejam feitos com muito cuidado.  O mais seguro é deixar que o degelo aconteça naturalmente.

É importante também que você não deixe o freezer descongelando a noite toda. Prepare-se para fazer a limpeza em um mesmo dia.  E para evitar o acúmulo de água ao redor do eletrodoméstico, cubra o chão ao redor com jornais ou toalhas de chão. Assim, a água será absorvida. 

 

4. Produtos para limpar a parte interna do freezer

Em um balde, coloque 1 litro de água morna e acrescente duas colheres de sopa de bicarbonato. Molhe uma flanela e passe o pano por dentro do freezer, fazendo movimentos circulares e eliminando focos de resíduos. O bicarbonato ajudará a eliminar bactérias e mofos. Não jogue água diretamente dentro do freezer. Use sempre um pano para aplicar a solução. 

Atenção! Alguns produtos são nocivos ao freezer, podendo danificar sua estrutura e deixar cheiros fortes, diminuindo seu tempo de vida. Entre eles podemos citar: 

Depois de aplicar a solução em toda a parte interna, use um pano seco para retirar o excesso de umidade do interior do eletrodoméstico. Deixe-o com a porta aberta e desligado, até estar completamente seco. 

 

5. Limpe a porta e laterais do freezer

Feita a limpeza da parte interna do equipamento, passe para o lado externo. Para a porta e as laterais, use água e sabão neutro. Aplique com uma esponja. Depois, passe um pano úmido e finalize com um pano bem seco.

 

6. Cuidado com a parte posterior

Atrás do freezer, onde há a parte elétrica exposta, limpe com um espanador de pó. Tome muito cuidado, pois essa é a região mais delicada do freezer. 

 

7. Lembre-se de limpar a borracha de vedação

A borracha é um item muito importante de todo esse conjunto. É ela a responsável pela vedação do freezerLimpe com sabão neutro e água morna, passe um pano úmido e depois um pano seco. 

 

8. Deixe os acessórios limpos

É importante que você lave também prateleiras e bandejas do interior do eletrodoméstico. Use a mesma mistura de água com bicarbonato. Lembre-se que é essa solução que vai eliminar as bactérias e fungos.

 

9. Retorne todos os alimentos para o freezer

Antes, reconecte a tomada na energia e aguarde até a temperatura do freezer baixar o suficiente. Volte com os produtos que devem ser armazenados e certifique-se de fechar o eletrodoméstico completamente.

 

Quando limpar o freezer?

Um aspecto importante é a periodicidade em que a limpeza deve ser realizada. Um freezer que é utilizado apenas em momentos ocasionais, não armazenando alimentos por muito tempo, deve ser limpo toda vez que for utilizado. Já um freezer de uso constante deve ser descongelado e limpo a cada 6 meses. Se não houver excesso de gelo, esse prazo pode se estender para até um ano. 

É claro que, sempre que houver sujeira aparente e excessiva dentro do freezer, deve ser feita a limpeza imediata.

 

Porque limpar o freezer? 

A limpeza do freezer é fundamental para garantir a higiene e evitar problemas com os alimentos armazenados. Um freezer com mofo pode contaminar os alimentos e, consequentemente, a quem consumi-los.

Além disso, existem outras vantagens em manter um freezer higienizado, entre elas:

 

Esperamos que nossas dicas tenham te ajudado! 

Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um departamento de eletrodomésticos, além de tudo para sua obra: material de construção, tintas, pisos e revestimentos e itens para a organização da casa toda. Acesse e confira!

 

Edição por Vinicius Marques e Murilo Bonício

Utensílios de cozinha: Confira o checklist completo

Brinquedo_-_Conjunto_de_Utensílios_de_Cozinha_(9),_Acervo_do_Museu_Paulista_da_USP_(45)

| Cozinha

 

Confira o guia com todos os itens necessários para a sua cozinha

 

Já começou a cozinhar e lembrou que não tinha algo essencial para fazer o prato que você tanto queria? Um ralador, espremedor de alho ou talvez até mesmo um tipo específico de faca. São tantos utensílios diferentes, que se esquecer de um deles é fácil! Por isso, montamos um checklist de utensílios de cozinha com tudo que você precisa ter em casa.

 

Sugestão de matéria: Já tem os utensílios necessários para a cozinha, mas não sabe como arrumá-los da melhor maneira? Saiba como manter a cozinha organizada aqui no blog

 

Separamos a nossa lista por categorias e adicionamos uma breve descrição para você relembrar a função de cada um. Deixamos também alguns dos produtos que você pode encontrar na loja da Telhanorte. Confira!

 

Utensílios de cozinha para pegar alimentos

1- Concha

É o utensílio tradicional para pegar feijão e sopas, por exemplo. Você pode ter uma concha com o diâmetro maior e outra com diâmetro médio. Priorize os modelos com gancho na ponta, para que você possa pendurar.

 

Concha-terrina-Arienzo-Brinox-0,1-x-30-cm-90-ml

Concha terrina Arienzo Brinox 0,1 x 30 cm 90 ml (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2- Espumadeira

Este é outro utensílio de cozinha essencial, utilizado principalmente para pegar o arroz. Existem escumadeiras em formato de concha e outras achatadas. Priorize as feitas em aço inoxidável, que não esquentam em excesso.

 

Espumadeira-Arienzo-Brinox-0,1-x-34,5-cm

Espumadeira Arienzo Brinox 0,1 x 34,5 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3- Pegador de massa

Esse é um utensílio de cozinha que, quando falta, pode dar um trabalho na hora de servir a comida. Por isso, não abra mão do pegador de massa. Ele também é útil para pegar saladas.

 

Pegador-para-Massa-Arienzo-20-cm

Pegador para Massa – Arienzo 20 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4- Pinça multiuso

A pinça ajuda na hora de preparar carnes e postas de peixe e também para servir o macarrão enroladinho no prato igual nos restaurantes.

 

Pinça-Multiuso-Beli-18-cm

Pinça Multiuso – Beli 18 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5- Espátula de silicone ou nylon

A espátula de nylon também é um item que deve estar no seu checklist de utensílios de cozinha. Ela facilita a preparação de panquecas, crepes, tapiocas, entre outros. A vantagem: evitar arranhar suas panelas e preserva a camada antiaderente. 

 

Espátula-Perfurada-Nylon-31-x-8-cm

Espátula Perfurada – Nylon 31 x 8 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

6- Colher grande

Esse tamanho de colher ajuda a preparar vários pratos. A dica é ter pelo menos duas: uma para preparar pratos salgados e outra para pratos doce. Especialmente se ela for feita de madeira, pois este material tende a pegar o gosto dos alimentos com o tempo. 

 

Colher-para-Arroz-Nylon

Colher para Arroz – Nylon (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Utensílios de cozinhas auxiliares

7- Batedor

O batedor fue salva a vida quando você não tem uma batedeira em casa. Desde bater ovos a preparar massas de bolo e brownie, fica bem mais fácil fazer diversas receitas com ele.

 

Batedor-Manual-Fio-Asti-30-cm

Batedor Manual Fio – Asti 30 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

8- Peneira

Seja para preparar um chá, ou mesmo peneirar itens secos para uma receita de bolo, os usos de uma peneira são muitos. Tenha uma grande para as receitas maiores e uma pequena para coar chás e sucos.

 

Peneira-Aço-Inox-20-cm-Top-Pratic-Ø-20-cm

Peneira Aço Inox Ø20 cm Top Pratic Ø 20 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

9- Rolo de abrir massa

Chega de improvisar com as garrafas de cerveja! Tenha um rolo de abrir massa e se aventure mais na cozinha fazendo pizzas, tortas e muito mais!

 

Rolo-de-Confeitaria-Glace-43-x-5-x-5,3-cm

Rolo de Confeitaria Glacê 43 x 5 x 5,3 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

10- Espremedor de alho

Se você não é muito habilidoso com a faca, ter um espremedor de alho é estratégico para temperar sua comida rápido e com muito sabor. 

 

Espremedor-de-alho-Descomplica-Brinox

Espremedor de alho Descomplica Brinox (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

11- Ralador

O ralador te ajuda a economizar, além de preparar saladas com legumes ralados, fazer batata, etc. Comprar pedaços inteiros de frios, por exemplo, é mais barato do que fatiado. Com um ralador você pode diversificar a apresentação como desejar. 

 

 

Ralador-1-Face-Top-Pratic-23,5-x-5,8-cm

Ralador 1 Face Top Pratic 23,5 x 5,8 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

12- Espremedor de frutas

Existem espremedores de frutas elétricos e manuais. A escolha do melhor tipo fica por sua conta. Um espremedor manual simples dá conta de ajudar em tarefas pontuais como espremer um limão ou um laranja para um suco, enquanto que um elétrico traz mais praticidade para essa tarefa e possui um ótimo custo-benefício.

 

Espremedor-Premium-E-02-127V-Mondial-1764632

Espremedor Premium E-02 127V Mondial (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

13- Escorredor de macarrão

Nunca, jamais, fique sem um escorredor de massa em casa. No aperto, o macarrão é uma comida rápida, mas tentar escorrer a água da panela é uma tarefa que você não quer fazer. Priorize os escorredor de alumínio que você pode limpar melhor, sem acumular resíduos. 

 

Escorredor-de-Massa-Mix-29-x-22,5-x-11,6-cm

Escorredor de Massa Mix 29 x 22,5 x 11,6 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

14- Amassador de batatas

O amassador de batatas é outro utensílio de cozinha que ajuda bastante, principalmente quando você precisa economizar tempo. É ótimo para preparar purês, escondidinhos e outros pratos deliciosos. 

 

Amassador-de-Batatas-Top-Pratic-23-cm

Amassador de Batatas – Top Pratic 23 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

15- Descascador de legumes

O descascador agiliza bastante o trabalho de tirar a casca de alimentos fáceis, como a cenoura. Mas ele também traz muita praticidade para descascar alimentos com cascas mais duras, como as de abóboras. Na Telhanorte você encontra os mais variados tipos de descascador.

 

Descascador-de-Legumes-tipo-Lâmina-Asti-17-cm

Descascador de Legumes tipo Lâmina – Asti 17 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

16- Copo e kit de colheres de medida

Não tem nada pior no preparo de uma receita do que não saber as medidas certas, não é mesmo? Uma colherzinha a menos pode fazer toda a diferença. Por isso, inclua o copo e um kit de colheres de medidas no seu checklist de utensílios de cozinha!

 

Copo-Medidor-Mix-8,2-x-8,2-x-16,2-cm-500-ml

Copo Medidor Mix 8,2 x 8,2 x 16,2 cm 500 ml (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

17- Cortador de pizza

Aposto que você já desejou ter um cortador na hora de servir uma pizza em casa. A faquinha serrilhada quebra o galho, mas ter o cortador facilita bastante. 

 

Cortador-de-Pizza-Precision-Ø- 10-cm

Cortador de Pizza – Precision Ø 10 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

18- Saca rolhas

Quem nunca teve que correr no vizinho para não ficar sem beber aquele vinho especial? Nas lojas da Telhanorte, você encontra algumas opções diferentes de saca rolhas. Confira!

 

Saca-rolha-Brinox

Saca rolha Brinox (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

19- Abridor de latas

Outro item indispensável no dia a dia da cozinha para abrir todas as latas de salgados e doces com segurança. 

 

Abridor-de-Latas-e-Garrafas-Beli-9-cm

Abridor de Latas e Garrafas – Beli 9 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Utensílios de cozinha que vale a pena comprar em kits 

20- Conjunto de faca

O conjunto de facas é um excelente investimento para ter diversos modelos com espessuras, tamanhos e tipos de lâminas diferentes. Vale a pena pesquisar o preço de kits e comparar o valor por unidade em relação ao produto separado. 

 

Conjunto-de-Facas-6-Peças-Cross-Brinox

Conjunto de Facas 6 Peças – Cross Brinox (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

21- Conjunto de talheres

Garfos, facas e colheres são indispensáveis para a gaveta de utensílios de cozinha. Por isso, vale a pena adquiri-los em kits para economizar e poder receber os amigos para comer em casa.

 

Garfo-de-Mesa-12-peças-Itaparica-1-mm

Garfo de Mesa 12 peças Itaparica 1 mm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Faca-de-Mesa-12-peças-Itaparica-0,8-mm

Faca de Mesa 12 peças Itaparica 0,8 mm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Colher-de-Mesa-12-peças-Itaparica-1-mm

Colher de Mesa 12 peças Itaparica 1 mm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Compre os melhores utensílios de cozinha online!

Agora que você já revisou o checklist de utensílios de cozinha, quais estão faltando na gaveta do seu armário?

Confira a seção completa de Utensílios de Cozinha e Organização de Cozinha da Telhanorte e compre tudo que você precisa para sua casa. Aproveite também e confira nossas opções de Eletrodomésticos.

Comprando pelo site, você recebe seus produtos em casa ou retira em uma de nossas unidades perto de você. Aproveite!

 

Edição por Vinicius Marques | Stéphanie Durante

Forros: conheça os principais modelos

285105-teto-rebaixado-com-gesso-e-iluminacao-vale-a-pena-investir-1280x640

| Ambientes Internos

 

Entenda quais as funcionalidades do forro para o teto e descubra mais sobre os forros de gesso, PVC, cimento e madeira

 

Além de ter a importante função estética de abrigar fiações, vigas e dutos elétricos, o forro também tem como missão fornecer conforto térmico e acústico para o ambiente. Por isso, é importante que você faça a escolha com cuidado. É preciso conhecer as características, pontos positivos e negativos de cada uma das opções.

O conforto térmico é, como o próprio nome diz, a sensação de conforto provocada pela temperatura de um determinado ambiente. Em locais com bom conforto térmico, pode-se passar longas horas ali sem sentir sensações extremas de frio ou calor.

Já o conforto acústico existe quando o ambiente permite boa compreensão da fala ou dos sons ali criados, ao mesmo tempo em que isola com sucesso os sons externos indesejáveis ao ambiente, proporcionando uma sensação de bem-estar.

 

Sugestão de matéria:  Conheça 8 Tipos de Telha, Tipos de Infiltração, Tipos de Manta Impermeabilizante e aprenda Como Tirar o Mofo da Parede

 

Escolhendo de forma correta o melhor tipo de forro, é possível alcançar os níveis de conforto térmico e acústico perfeitos para cada ambiente, além de incrementar o design do espaço com revestimentos repletos de estilo.

A seguir, falaremos sobre as particularidades dos principais forros existentes no mercado. Acompanhe e escolha o seu!

 

1. Gesso

Extremamente popular e atemporal, o acabamento em gesso pode conferir estilo e requinte ao ambiente, especialmente se falarmos em projetos com rebaixamento.

O tipo de forro em gesso é conhecido de duas diferentes formas: tradicional, cujo acabamento é feito por meio de placas de gesso encaixadas lado a lado e presas com uma estrutura de arame, e drywall, opção de instalação rápida e fácil, na qual as placas de gesso acartonado são dispostas sobre uma estrutura de metal. As placas de gesso tradicionais são mais sensíveis e podem apresentar trincas e rachaduras com relativa facilidade, enquanto que a peça de drywall, além de mais resistente, é mais fina, leve e gera menos sujeira durante a obra.

Entre as principais vantagens do gesso estão a possibilidade de criação de projetos de iluminação embutida, seu ótimo isolamento acústico e térmico e a facilidade de limpeza e manutenção.

É importante dizer que instalar forros de gesso no teto de banheiros costuma trazer diversas dúvidas, pelo fato do gesso ser relativamente sensível à umidade. No entanto, utiliza-se bastante o gesso acartonado nesses casos, não havendo grandes problemas. Já para as paredes e outras áreas do banheiro, que estarão em maior contato com a água, recomenda-se o uso do gesso verde, por conta de sua maior resistência

 

forro-gesso-teto-drywall-iluminacao-cozinha-luz-branco

Forro de gesso em cozinha (Foto: CMR Home Network / Reprodução)ShutterWorx

 

2. PVC

Junto do gesso, o PVC é outro queridinho entre os tipos de forro. Extremamente versátil, ele é recomendado para diversos tipos de projeto. Sua higienização é simples, podendo ser feita apenas com água e detergente neutro e sua durabilidade é alta, sendo o material imune a ataques de cupins e resistente à umidade, tornando-o um material recomendado para áreas como banheiros e áreas de serviço.

Outro ponto positivo do PVC é a facilidade de instalação, apesar de ainda ser necessária a contratação de um profissional. as placas são encaixadas umas às outras e dispensam qualquer tipo de acabamento, como pintura ou verniz. Com inúmeros estilos e aparências (inclusive algumas que disfarçam sua aparência de plástico, como a que simula madeira), o PVC pode ser o forro ideal para ambientes simples ou sofisticados. É também uma opção muitas vezes mais econômica que as demais, apesar do preço variar bastante entre os diversos modelos.

Entre os pontos negativos, estão o baixo poder de isolamento acústico e térmico de boa parte de seus modelos (o que torna necessário aliá-lo a uma manta de lã mineral entre o forro e o telhado) e a baixa resistência a temperaturas elevadas (não sendo, portanto, o revestimento ideal para a cozinha, ou área de churrasqueira). Vale destacar, no entanto, que peças de PVC de maior qualidade poderão apresentar melhor resistência ao calor que as demais.

Forro-PVC-liso-400x20X09cm-5-pecas-puntinato-TWB

Forro PVC liso 400x20X0,9cm 5 peças puntinato TWB (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Forro-PVC-duplodez-400x20X08cm-5-pecas-puntinato-TWB

Forro PVC duplodez 400x20X0,8cm 5 peças puntinato TWB (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Cimento/concreto

Enquanto para alguns, o forro de cimento é uma opção descartável pela sua aparência, para outros, a escolha pode representar um ganho em estilo. Grande aliado do estilo de decoração industrial, o forro em concreto não exige pintura como acabamento, o que torna os custos de instalação mais baixos e acessíveis.

Outra vantagem do cimento ou concreto como forro é sua alta resistência à umidade, sendo um material bastante impermeável.

O grande ponto negativo do forro em concreto é sua grande capacidade de absorver luz, o que tende a tornar os ambientes mais escuros. Nada que não possa ser contornado com um bom projeto de iluminação e algumas luminárias e arandelas bem posicionadas pelo cômodo!

 

forro-concreto-cimento-queimado-aparente-estilo-industrial-moderno

Forro de concreto aparente (Foto: Homify / Reprodução)

 

4. Modular

Queridinho dos espaços corporativos, o forro modular é formado por uma grelha metálica fechada com diversas placas encaixadas sobre sua superfície. Por ser um revestimento sem rejunte ou cola, permite fácil acesso à parte interna do forro, possibilitando a manutenção de equipamentos eletrônicos e demais estruturas.

Apesar de ser uma estrutura facilmente reconhecível (você com certeza já viu escritórios ou repartições com tetos “quadriculados”), sua composição pode ser variada: as placas podem ser feitas de materiais como isopor, PVC, gesso, lã de vidro, metálicos, e por aí vai.

 

Forro-Modular-pvc-gesso-isopor-la-vidro

Forro modular (Foto: Mc Steel / Reprodução)

 

5. Madeira/Lambri

O uso da madeira como forro pode ser feita de diversas formas, como em lambri (no qual tábuas são fixadas internamente nas vigas), de forma aparente, fixadas sobre estruturas externas, entre outros.

Dentre as principais vantagens desse tipo de forro estão a estética do acabamento, que contribui para a sensação de aconchego e harmonia ao ambiente e a possibilidade de uso do material em ambientes internos e externos (lembrando que, nos externos, o recomendado é inserir, nas tábuas, um impermeabilizante para evitar a absorção de água).

 

Forro-de-Madeira-Lambri-Cedro-Marinheiro-Extra-curto-2

Forro de madeira Lambri (Foto: Allmad / Reprodução)

 

Agora que você já sabe quais os tipos de forro para o teto, certamente conseguirá escolher o melhor para compor o seu ambiente. Confira ainda na loja virtual da Telhanorte parafusos e tintas especiais para serem utilizados na instalação e acabamento do forro.

 

Parafuso-p--Forro-de-Gesso-e-Drywall-Phillips-Bicromatizado-c--Bucha-4x50mm-10mm-Placa-de-13-a-23mm-Fixtil-1381709

Parafuso p/ Forro de Gesso e Drywall Phillips Bicromatizado c/ Bucha 4x50mm/10mm Placa de 13 a 23mm Fixtil (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Parafuso-phillips-40x50mm-para-aglomerado-com-bucha-para-forro-de-gesso-e-drywall-PBG-01-Fixtil

Parafuso phillips 4,0x50mm para aglomerado com bucha para forro de gesso e drywall PBG/01 Fixtil (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Tinta-acrilica-Gesso-e-Drywall-branca-36L-Suvinil

Tinta acrílica Gesso e Drywall branca 3,6L Suvinil (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante

Vai montar um home office? Siga 6 dicas funcionais

como montar um home office

| Ambientes Internos

 

O trabalho remoto é uma tendência cada vez maior. Então, veja aqui 6 dicas para seu home office considerando: espaço, iluminação, materiais e decoração.

 

De acordo com a Forbes, até o fim de 2020, a perspectiva é de que mais de 50% da população prestará serviços de casa.

Se você é ou pensa em ser adepto da prática, pode estar se perguntando: “como montar um home office que seja funcional e aconchegante?”. Caso esse seja o seu caso, pode se tranquilizar!

Siga com a gente que responderemos a todas suas dúvidas. Boa leitura! 

 

pessoa-no-computador-home-office

Trabalhar de casa pode (e deve!) ser mais prático e divertido do que você imagina! (Foto: Pixabay / Divulgação).

 

Como montar um home office

Antes de começarmos a lista, temos que ter em mente que a melhor forma de descobrir como montar um home office é pensando em sua função. Estamos falando de um espaço dentro de casa, no qual você possivelmente passará muitas horas do dia, concentrado em atividades de trabalho ou estudo.

Então, entre os pontos que levaremos em consideração, estão:

  1. Conforto;
  2. Praticidade;
  3. E sensação de bem-estar

A seguir, vamos explicar como montar um home office focando nesses objetivos e mantendo sempre uma boa estética! 

 

1. Aproveite o espaço

A primeira dica para ter seu escritório em casa diz respeito ao espaço. Sabemos que, em muitos casos, a ideia do home office surge depois que o imóvel foi adquirido e que, por isso, nas plantas originais não havia um espaço planejado para esta finalidade.

Mas tudo bem! 

O importante é ter em mente que esse ambiente precisa ser montado em um local onde você consiga se concentrar e permitir que o trabalho flua. Uma boa ideia é montá-lo em um cômodo com porta, para garantir mais privacidade. 

Se escolher, por exemplo, o quarto, o ideal é separar uma parede para concentrar a montagem do escritório. 

 

quarto-hospede-home-office

Aproveite para otimizar seus espaços e monte seu home office no quarto de hóspedes (Foto: Alex Maguire / Reprodução).

 

2. Use a iluminação a seu favor

A segunda dica diz respeito à iluminação: um item essencial para quem passa muitas horas do dia em uma só atividade ou em frente à tela do computador. 

Quando for escolher o local para o seu home office, priorize opções próximas a janelas. Isso faz com que o ambiente seja banhado por luz natural, o que traz inúmeras vantagens, como:

 

home-office-decoracao

E não precisa ser só em quarto! No Projeto Casa Santa Barbara, a Victoria Pearson monta o home office no canto da cozinha (Foto: Victoria Pearson / Reprodução).

 

De toda forma, além do uso estratégico da luz natural, a iluminação artificial não pode ser deixada de lado. Dê preferência a luminárias de mesa e pontos de luz que fiquem acima da superfície de trabalho. Assim, você ganha uma iluminação direcionada, semelhante à claridade natural do dia, inclusive à noite! 

 

vista-superior-área-de-trabalho-iluminada

Vista superior do espaço de trabalho iluminado por luz direta (Foto: Free Stock / Divulgação).

 

3. Coloque o conforto em primeiro lugar

Ambiente e iluminação resolvidos, é hora de começar a pensar na mobília! Aqui, o conselho é um só: priorize sempre seu conforto! Lembre-se de que o objetivo final é ter um ambiente que estimule a criatividade e a produtividade, então, estar confortável e à vontade deve ser prioridade na hora de eleger ideias para montar um home office

 

Cadeira

Para quem busca entender como montar um escritório dentro de casa, em primeiro lugar está a escolha de cadeiras realmente agradáveis e ergonômicas

Se você ainda não sabe, a ergonomia rege os princípios necessários para que um ambiente de trabalho não cause danos à saúde do colaborador. Isso inclui, por exemplo, a altura ideal da cadeira, que deve permitir apoiar as plantas do pés no chão e ter toda a tela do computador ao alcance dos olhos. 

Além disso, manter no ambiente elementos decorativos interessantes, como poltronas, almofadas e puffs pode ser um convite a não trabalhar demais e tirar alguns minutos diários de descanso.

 

escritório-em-casa-com-poltrona-almofada-puff

Relaxe em uma poltrona com apoio de pé durante as pausas do trabalho (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

Mesa

A mesa deve ser escolhida tomando como base o volume de itens essenciais que ficarão dispostos sobre ela. Isso garante que, além de armazenar os instrumentos de trabalho, a superfície também permita a livre movimentação de braços e abrigue, sem esforço, aquela necessária xícara de café. 

 

mesa-de-escritorio-em-l-estilo-industrial-kuadra-compace

A mesa para escritório Kuadra Compace é sinônimo de uma boa relação beleza-espaço (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

4. Aposte em uma decoração funcional

Uma dica de ouro, especialmente para quem possui um espaço pequeno para montar o home office, é tornar a decoração funcional. 

Uma das possibilidades é investir em quadros que sirvam como decoração e como mural de tarefas, como o clássico quadro-negro  e painéis feitos de cortiça, grade, papéis adesivos ou vidro. 

 

home-office-quadro-negro

Que tal a versão mais moderna do quadro-negro, pintada nas paredes? (Foto: Suéter Azul / Reprodução).

 

Outra dica de decoração diz respeito a escolha de cores. Você sabia que, de acordo com a psicologia das cores, cada tom inspira um sentimento diferente? Isso significa que, revestindo a parede de laranja, azul ou verde, você estará estimulando sua criatividade! 

 

5. Organize o home office de forma inteligente

Na hora de rechear o local com o material de trabalho, a ative sua função “organização inteligente! Rsrs

Afinal, estamos falando de um ambiente onde a praticidade deve reinar. 

Por isso, veja abaixo algumas dicas que preparamos para te ajudar nessa etapa: 

 

7. Personalize! 

Agora que você já tem o esqueleto do espaço de trabalho pronto, que tal torná-lo seu? Chegou o momento de dar a sua cara à sua criação! 

Nesta etapa, vale incluir no ambiente aquilo que mais combina com você: porta retrato, quadros decorativos com mensagens inspiradoras, tapetes, plantas etc. Lembre apenas de que menos é mais, e um ambiente de trabalho poluído pode ser um convite a distrações ou dores de cabeça!

 

Partiu home office!

Aproveite e acesse nossa categoria de decoração! Na loja virtual Telhanorte temos de tudo para você dar um toque personalizado ao seu espaço e ficar por dentro de todas as tendências do momento, hein

Por onde começar uma reforma residencial?

ambiente-reforma-revestimento-apartamento-reformar-teto-forro-sujeira-construcao-materiais-contratar-profissional-pedreiro-chao-pintura

| Construção

 

Está pensando em fazer uma reforma em sua casa, mas está em dúvida do que é necessário para isso? Confira nosso passo a passo e evite surpresas desagradáveis

 

Não sabe por onde começar uma reforma residencial? Ainda que muitas pessoas sintam receio só de ouvir a palavra obra, é importante saber que é totalmente possível passar por essa etapa de uma forma tranquila. A melhor parte de tudo é saber que, no final, você vai ter o lar que sempre sonhou! Mas como chegar a essa realização sem grandes dores de cabeça no meio do caminho? Basta seguir estes 5 passos!

 

fedae69165f2cfd4fc28a1f88f8b6272

Reforma residencial (Foto: French Bat / Reprodução)

 

Afinal, por onde começar uma reforma residencial?

1. Defina quais são os seus objetivos

O primeiro passo para saber por onde começar uma reforma residencial consiste em definir quais os objetivos da obra. Quando se trata de um problema hidráulico ou estrutural, fica mais fácil determinar o que vai ser consertado e quais partes do imóvel receberão as modificações.

Ainda assim, há quem aproveite o momento para mudar outras partes da casa, o que não deixa de ser uma boa alternativa. No caso de reforma por questões estéticas, é muito importante ter claro na mente qual o motivo da obra. Por exemplo: ampliar o espaço, trocar o revestimento, valorizar para venda etc. Ter os objetivos bem claros ajuda na hora de comprar os materiais, bem como a cumprir o cronograma de entrega da obra.

 

reforma-residencial

Reforma residencial (Foto: Development / Reprodução)

 

2. Liste tudo o que precisa ser feito

O próximo passo é colocar no papel tudo o que é preciso para a realização da reforma. O piso será trocado? Precisa de tintas novas? Será necessário mexer na parte elétrica ou hidráulica? Alguma parede será derrubada? Listar as etapas ajuda a definir as prioridades e também a controlar o orçamento. É interessante também contar com a opinião de um profissional, especialmente se for uma reforma grande ou se forem necessários ajustes que não podem ser feitos sem mão de obra especializada.

 

3. Peça as autorizações antes de iniciar

Muitas vezes, é necessária uma autorização para iniciar a reforma, e isso pode acontecer independentemente do tamanho da obra, principalmente se for uma casa ou apartamento alugado. Assim, entre em contato com o proprietário, ou com a empresa administradora, para verificar se esse tipo de modificação é permitida.

Além disso há ainda outras autorizações que podem ser necessárias, como:

 

Para pinturas externas de casas que fiquem dentro de condomínios, é preciso verificar junto à associação de moradores se o serviço pode ser realizado. Principalmente se você pretende mudar a cor, pois muitos seguem um padrão estético.

Modificações na planta do imóvel, retirada de árvores e rebaixamento de calçadas são serviços que precisam ser comunicados à prefeitura. Além disso, só podem ser iniciados mediante autorização. Caso inicie sem a documentação necessária, você pode receber uma multa e ainda ter a obra embargada.

 

Uma reforma de um apartamento antigo ou novo precisa de liberação e autorização do condomínio. O primeiro motivo é que algumas alterações podem modificar a fachada do prédio, como troca de janelas, instalação de toldo ou vidros na varanda. O segundo diz respeito à parte estrutural. Se a ideia é ampliar espaços, por exemplo, é fundamental ter certeza de quais paredes podem ser derrubadas. Essa informação garante a sua segurança e dos demais moradores.

O outro motivo é para comunicar a presença e circulação de pessoas estranhas à rotina do prédio, como a equipe de reforma que vai trabalhar na sua obra.

 

4. Contrate mão de obra especializada

A não ser que seja apenas uma pintura de parede, ou algum serviço mais simples que você tenha conhecimento, o trabalho de um profissional é fundamental para que tudo fique perfeito. Na hora de escolher a equipe, peça indicações de amigos e parentes, ou faça uma pesquisa minuciosa, verificando a idoneidade da empresa que está contratando e reputação no mercado.

Dependendo do tamanho da reforma, vale até elaborar um contrato definindo data de início, de término e valores acordados. Quanto aos prazos, devem ser definidos entre você e a equipe. Isso garante o atendimento das suas necessidades e a disponibilidade dos profissionais, sem comprometer a qualidade dos serviços.

 

5. Compre os materiais para iniciar a obra

Chegamos ao último passo, que consiste em comprar o material de construção. Considerando que você já tem tudo planejado e conta com o apoio de profissionais, fica mais fácil saber quais itens precisam ser adquiridos. Aqui, a ideia é escolher produtos de qualidade. Isso vai evitar retrabalho e garantir o visual que você tanto deseja. Além disso, o planejamento ajuda a comprar somente os itens necessários nas quantidades certas, evitando perda financeira e de materiais.

 

Qual o lugar mais indicado para comprar os materiais da obra?

Agora que você sabe por onde começar uma reforma residencial, resta descobrir quais os lugares mais indicados para comprar todo o material que precisa. Tanto as lojas físicas quanto a loja virtual da Telhanorte, contam com ofertas incríveis de diferentes produtos para a obra. São itens para a área externa, interna, reforma, construção e até decoração.

Comprando pelo site, você ainda tem a vantagem de poder adquirir tudo on-line, pelo WhatsApp ou televendas, sem precisar sair de casa!

 

Edição: Álvaro Oliveira | Vinicius Marques

Como manter a cozinha organizada

CozinhaPorto_Carvalho-Off_composioLbalco120cmtam_mckHA6Adw6Vt6qj

| Cozinha

 

Procurando organizar a cozinha da maneira mais prática, simples, econômica e bonita? Confira então nossas dicas para manter o seu ambiente arrumado e elegante

 

Talheres misturados, potes amontoados dentro de um único armário e alimentos com o prazo de validade expirado perdidos pela despensa. Se você se identifica com algum desses cenários, está na hora de uma repaginada na organização da sua cozinha! Além de deixar o cômodo mais agradável, facilita muito na hora de preparar as refeições e manusear os utensílios e alimentos armazenados.

Para isso, você precisa se dedicar e aprender algumas dicas certeiras para criar um sistema de organização que não seja apenas temporário. Mas tenha calma, que você não precisa fazer nenhum curso para isso. Você pode aprender dicas fáceis de como organizar a cozinha lendo este post!

 

Sugestão de matéria: Antes de organizar a cozinha, quer saber quais os melhores utensílios para ter em seu ambiente? Então leia mais em “Utensílios de cozinha: confira o checklist completo

 

Criamos um passo a passo para você dizer adeus à bagunça e criar um espaço organizado para fazer sua comida e armazenar cada objeto em pontos estratégicos.

Antes de colocar a mão na massa, é importante lembrar que as dicas abaixo podem se adequar a diversos tipos e tamanhos de cozinha. Afinal, ela é um ambiente que pede praticidade e otimização, independente de seu tamanho e estilo.

Continue lendo e aprenda como organizar a cozinha da sua casa!

 

GUIA | Como organizar a cozinha

1. Tirar tudo do lugar

Sabe a ideia de desorganizar para depois organizar? Esse é o primeiro passo para organizar a cozinha. Na verdade, você vai apenas abrir os armários e tirar tudo de dentro deles, concentrando em um único ponto da cozinha para ainda conseguir transitar. É uma bagunça organizada!

Com isso, você consegue visualizar o espaço que você tem disponível para depois reorganizar com uma dica certeira que falaremos mais adiante.

Além disso, aproveite o momento e analise tudo que você tem. Pergunte-se:

Esses primeiros passos fazem parte do “Método Marie Kondo”, criado pela escritora e especialista em organização Marie Kondo. Essa etapa para organizar a cozinha vai dar bastante trabalho, mas você vai conhecer melhor o seu espaço e retirar o excesso de coisas da bancada, despensa e armários.

Dica: organize os itens em caixas separadas, divididos em: manter, jogar fora ou doar. 

 

2. Limpar armários e gavetas

É importante que você, antes de reorganizar, limpe cada cantinho dos armários e gavetas. Aproveite também para passar um pano umedecido com água ou álcool nos objetos e embalagens que você retirou do lugar. Escolha produtos neutros e evite molhar o interior dos móveis, para evitar umidade e mofo. Deixe as gavetas limpas, secando em uma área arejada e longe do sol. 

Depois da faxina, é hora de reorganizar!

 

3. Dividir a cozinha em seções 

O terceiro passo para organizar a cozinha é planejar onde vai ficar cada objeto, de acordo com o seu uso.

Dica: use seu celular e crie as listas usando apps como o Google Keep ou Evernote, que ajudam a criar checklists rápidos.

Uma sugestão de divisão em seções para organizar a cozinha é:

 

4. Ser criativo para ganhar espaço

É hora da ação! A melhor parte de organizar a cozinha é utilizar alguns acessórios para otimizar e dividir os espaços. Seja criativo, busque por referências, inspirações e adapte para o seu próprio espaço. Veja alguns bons exemplos a seguir:

 

– Instale prateleiras para colocar panelas mais usadas, pratos e ganhar espaços nos armários.

 

prateleiras-organizar-cozinha

Prateleiras para organização (Foto: Aya’s Kitchen / Reprodução)

 

– Organize os temperos em potinhos de vidro, coloque etiquetas com o nome e organize em prateleiras.

 

painel-temperos-cozinha

Painel com temperos expostos (Foto: DIY Network / Reprodução)

 

– Experimente pendurar um adesivo de lousa em alguma superfície livre do ambiente, criando um espaço para anotar as compras de mercado e outros afazeres. O adesivo de lousa pode ser posicionado em laterais de armários e estantes, na parte de trás de portas ou na própria parede.

 

decoracao-cozinha-gourmet-cozinha-industrial-com-balcao-e-quadro-lousa-studiombsarquitetura-202857-proportional-height_cover_medium

Lousa em superfície da Cozinha (Foto: Studio MBS Arquitetura / Reprodução)

 

– Sabe aquela confusão de garfo, faca, colher, escumadeira, colher de chá que fica na gaveta? Use organizadores e divisórias para manter tudo super acessível e fácil de encontrar.

 

Porta-talheres-para-gavetas-com-tampa-Sanremo

Porta talheres para gavetas com tampa Sanremo (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

– Coloque divisórias de arame nos armários para organizar itens maiores como assadeiras, tábuas, pratos para colocar bolo, etc.

 

divisoria-armarios-cozinha

Divisórias para organização do armário (Foto: Container Store / Reprodução)

 

– As prateleiras de arame ou as cestas de puxar são extremamente úteis – especialmente para organizar armários.

 

divisorias-organizar-cozinha

Divisória metálica no interior de armários (Foto: Cthuckabay / Reprodução)

 

– Aproveite o espaço da parede e laterais de armários e móveis: instale porta-faca magnético, prateleiras e ganchos para pendurar quase tudo!

 

ganchos-pendurar-organizacao-cozinha-mesa-ilha-centro-praticidade-luva-papel-toalha

Ganchos práticos para cozinha (Foto: Brian Patrick Flynn – Flynnside Out / Reprodução)

 

– Instale uma placa de cortiça na parte interna das portas do armário ou em uma parede livre, para pendurar itens pequenos ou exibir suas receitas mais usadas.

 

quadro-cortica-cozinha-pratico-organizacao-painel-receitas-alfinete-organizada

Cozinha com quadro de cortiça (Foto: Decor Pad / Reprodução)

 

– Use cestas para organizar cada tipo de produto na despensa: lanches, arroz, macarrão, molhos, etc.

 

organizacao-despensa-cozinha-cestas-organizadoras-cestos-prateleiras-divisao-alimentos-como-organizar

Cestas organizadoras em uma despensa (Foto: AnnaMaria Stephens / Reprodução)

 

– Use etiquetas para identificar os alimentos facilmente. Você pode fixá-las nas cestas organizadoras e nos vidros de tempero, por exemplo.

 

etiquetas-alimentos-despensa-organizacao-como-organizar-comida-potes-temperos-sal-acucar-graos

Alimentos etiquetados (Foto: Tonya Stabb / DIY Network / Reprodução)

 

5. Manter a organização

Depois de limpar e organizar a cozinha, é hora de manter tudo no lugar, certo? Mas como? A principal forma de manter a cozinha organizada é seguir a risca as soluções que você escolheu até se acostumar e torná-las um hábito. Segundo o psicólogo Jeremy Dean, autor do livro O Poder do Hábito, o ser humano leva em torno de 21 dias para criar um novo hábito. Não custa tentar, não é mesmo?

 

Onde encontrar produtos para organizar a cozinha?

Gostou das dicas de como organizar a cozinha e quer colocar algumas em prática? Confira a seção de Cozinha e Lavanderia no site da Telhanorte e veja as opções de:

Consulte as condições de frete para a sua região ou retire em uma unidade da Telhanorte perto de você. Tire suas dúvidas com a nossa equipe pelo WhatsApp.

 

Edição por Vinicius Marques | Stéphanie Durante

Como organizar a lavanderia da melhor forma?

lavanderia-organizada-viva-decora

| Ambientes Internos

 

Guia para organização da lavanderia com 9 dicas, para deixar o seu ambiente mais bonito e funcional, ao mesmo tempo!

 

A lavanderia não é um dos cômodos que recebem mais atenção em uma casa, entretanto, a verdade é que esse ambiente deve receber atenção e cuidado como todos os demais cômodos da casa.  O volume de itens e produtos que ficam no local pode tornar o dia a dia bem estressante se não houver uma preocupação com a organização. 

Além disso, é cada vez mais comum que cozinha e lavanderia estejam interligadas, principalmente quando estamos falando de apartamentos. Por isso, para garantir que os produtos de limpeza não acabem acidentalmente na comida, também é importante pensar na configuração da lavanderia!

A Telhanorte te ajuda a alcançar um ambiente bonito e em harmonia com o restante da residência com nossas dicas!

Tome nota!

 

Guia: 9 dicas simples para tornar o ambiente mais agradável

 

1. Ganchos para pendurar

Usar ganchos para pendurar itens como vassoura, rodo, pá de lixo e sacolas, são uma ótima opção para organização da lavanderia sem precisar fazer uma grande reforma no cômodo. Além disso, você pode usá-los para prender pequenos cestos e criar suportes que vão ajudar ainda mais.

 

ganchos-organizar-lavanderia

Lavanderia verticalizada: use ganchos para pendurar vassouras, pás e cestinhos de prendedor (Foto: HF Urbanismo / Reprodução).

 

cestos-pendurados-e-no-armário

Soluções: pequenos baldes com produtos pendurados em gancho e cestas organizadoras nos armários (Foto: Super Organizada / Reprodução).

 

2. Cestas organizadoras

As caixas e cestos organizadores devem ser seu braço direito nessa hora. Use uma cesta para cada tipo de produto de limpeza, uma para escovas e esponjas de limpeza e outras para manter em ordem:

 

Uma boa dica é etiquetar esses cestos para que todos da casa saibam onde colocar cada objeto. Isso mantém o ambiente organizado e facilita na hora de encontrar os itens.

Não deixe de conferir algumas opções no departamento de cestos, da Telhanorte.

 

cestos-produto-limpeza

Etiquete os cestos e separe os produtos de limpeza por classificação de uso (Foto: Instagram / @isabelerosoorganizer / Reprodução).

 

Sugestão de leitura: Se você quer uma Casa sem bagunça: saiba como organizar usando caixas e cestos, acesse nossa outra matéria e conte com uma ajudinha extra!

 

3. Aproveite o espaço vertical

Essa é uma dica essencial para as lavanderias pequenas. Usar prateleiras é uma forma de aproveitar o espaço vertical, otimizando o espaço e ganhando mais superfícies para organizar os eletrodomésticos e móveis (quanto menor a quantidade, maior a sensação de amplitude) que são alojados no local. Essa opção também permite que você realize as atividades domésticas de maneira mais confortável e ergonômica.

Existem diferentes tipos de prateleiras para aproveitar o espaço vertical de sua lavanderia. Além das tradicionais prateleiras de madeira e ferro, você pode opção por modelos de encaixe, com ventosas ou fitas adesivas, para não ter que furar o local (ótimo para apartamentos e casas alugados).

 

como organizar a lavanderia

Prateleiras de encaixe com produtos de limpeza (Foto: Lovelyving / Reprodução).

 

4. Use nichos para organizar e decorar também!

Assim como as prateleiras, os nichos são opções verticais que oferecem melhor uso de todo o espaço. São opções modernas bem vindas em áreas como banheiro e cozinha, além da lavanderia.

Existem muitos tipos de diferentes tipos de materiais e cores e você deve, além de usá-los para separar produtos e itens de tipos e finalidades diferentes, escolher o modelo ideal pensando em toda a decoração do ambiente.

Nem sempre a decoração da lavanderia é uma preocupação, mas saiba que manter um ambiente que tenha uma composição visual planejada também ajuda a manter o ambiente mais clean

 

lavanderia-organizadas-com-nichos

Lavanderia organizada com nichos (Foto: Ideias para decorar / Reprodução).

 

5. Considere o uso de armários

Se você tem um maior ou, ainda, se não quer deixar os produtos e objetos à vista, a opção mais tradicional é usar os móveis para lavanderia. Opte pelos modelos aéreos para facilitar a limpeza e circulação.

No interior dos armários você também pode usar os cestos e caixas organizadoras para tornar mais fácil a busca por um item.

 

nichos-e-porta-camarão-para-lavanderia-pequena-Foto-Pinterest

Esconder os eletrodomésticos com porta é um ótimo artifício de decoração (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

lavanderia-planejada-dica-23

Armário de lavanderia amarelo (Foto: Bartz Móveis Planejados / Reprodução).

 

6. Use cortinas como aliadas do design

Para quem gosta de manter os itens da lavanderia mais escondidos, mas não tem espaço para considerar mobiliário,  é o uso de cortinas que escondem as prateleiras, produtos e até os eletrodomésticos. Uma ótima alternativa para quem divide a lavanderia com a varanda do apartamento, onde acaba por receber convidados e desfrutar dos momentos de lazer.

 

cortina-esconder-area-servico-lavanderia-varao-extensivel

Cortinas são sempre aliadas do design e na lavanderia não é diferente (Foto: Viajando no Apê / Reprodução).

 

7. Painéis e grades

Eles facilitam a visualização de cada item, deixam tudo à mão e mantém os objetos no lugar a que pertencem. Além disso, fazem parte do conjunto de opções que usam as paredes como apoio a organização, deixando a área de circulação mais livre.

 

organização-com-painel-aramado-para-área-de-serviço-Foto-Pinterest

Faça uso das grades para pendurar sobre o tanque os itens menores e de acesso mais frequente (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

pegboard-painel-de-madeira-estante-preteleira-barata-1

Pegboard: a tendência dos painéis de madeira veio para ficar (Foto: Casa da Valentina / Reprodução).

 

8. Varal aéreo

Pendurar a roupa pode atrapalhar a organização da sua lavanderia, certo? Não! 

Existem vários modelos de varal que se adequam aos mais variados tipo de ambiente e optar por modelos aéreos, que não acumulam mais itens na parte inferior do cômodo, é uma ótima maneira de manter a lavanderia organizada.

Varal-pratico-teto-ou-parede-140x56cm-de-aco-branco-Secalux

Varal prático teto ou parede 140x56cm de aço branco Secalux (Foto: Acervo Telhanorte).

 

9. Acerte na escolha de pisos e revestimentos

Agora, se você estiver disposto a reformar ou está construindo sua lavanderia do zero, a escolha de pisos e revestimentos é fundamental para criar um ambiente organizado, bonito e funcional, permitindo, por exemplo, uma limpeza rápida e eficaz.

Os porcelanatos são as principais escolhas para o piso desse ambiente, entretanto, é interessante buscar por opções que sejam antiderrapantes, afinal, o cômodo lida com água constantemente e a falta dessa proteção pode gerar acidentes.

 

lavanderia-decorada-piso-roxo

Lavanderia com piso colorido (Foto: Revista Casa e Jardim / Reprodução).

 

Sugestão de leitura: Se você quer descobrir qual é o piso ideal para sua casa, indicamos que acesse o artigo: Como escolher o piso ideal para os ambientes da casa e siga as nossas dicas!

 

Para a parede você encontra uma série de opções de azulejos e revestimentos para deixar a lavanderia como você sempre sonhou. Entre as opções mais interessantes estão azulejos coloridos, pastilhas, e os clássicos tijolinhos brancos.

 

lavanderia-com-azulejo-pintado-de-amarelo

Lavanderia com azulejos pintados de amarelo (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

Na loja virtual da Telhanorte você encontra desde itens como baldes e bacias, tábua de passar, cestos e caixas organizadoras, até as melhores opções de pisos e revestimentos para ajudar em como organizar a lavanderia.

Acesse o site, selecione os produtos para sua construção ou reforma e receba tudo em casa.

Conheça também nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte.

 

Edição por: Murilo Bonício.

Casa sem bagunça: saiba como organizar usando caixas e cestos

Caixas-organizadoras-de-plástico-2

| Banheiro

Está faltando espaço no closet ou no armário do escritório, cozinha e banheiro? Leia nossa matéria sobre caixas organizadoras e aprenda a otimizar seu cômodo!

 

Caixas organizadoras de plástico são a melhor maneira de armazenar e organizar itens, desde roupas espalhadas no closet até os utensílios de cozinha, escritório e banheiro.

As vantagens das caixas plásticas organizadoras são numerosas: o plástico protege as roupas e outros itens da umidade e poeira; você pode organizá-las de maneira uniforme, para que possam ser empilhadas em cantos ou em prateleiras altas, utilizando cada centímetro de seu espaço; e o plástico, quando transparente, permite que você veja o que tem dentro de cada caixa sem precisar remexê-las.

Um espaço organizado não só parece mais bonito e aconchegante, mas alivia o estresse e pode fazer um ambiente pequeno parecer maior. Existem muitos produtos disponíveis para ajudar a manter sua casa arrumada, você só precisa descobrir quais métodos funcionam melhor para você e seu espaço.

Ferramentas organizacionais podem fazer maravilhas para a sua casa. É por isso que compilamos uma lista com algumas dicas simples sobre como usar e o que guardar em caixas organizadoras de plástico em cada cômodo da sua casa para tornar os espaços mais agradável e funcional.

 

Caixa organizadora de plástico para closet

Usar a caixa para organizar roupas em um closet ou um guarda-roupa tradicional é uma das melhores formas de conservar e manter suas peças em ordem. Algumas dicas são valiosas:

 

1. Caixas grandes para peças de outra estação

Quando o verão chegar, separe suas roupas de frio e coloque-as em caixas organizadoras de plástico maiores, que possam ser empilhadas em prateleiras mais altas, assim você diminui  o volume de coisas no guarda-roupa.

Isso facilita a visualização das roupas que você realmente vai usar na estação corrente e ainda diminui a sensação de local lotado, trazendo um aspecto mais clean. Essa dica também é valiosa para conservar as roupas por mais tempo. Afinal, em caixas organizadoras de plástico, as peças ficam livres de poeira e outras ações do tempo.

 

caixa organizadora de plastico-caixa organizadora-organizacao closet

Caixa transparente de plástico no closet (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

2. Caixas plásticas organizadoras para separar peças

Use caixas para separar alguns itens, por exemplo:

No closet, as caixas e cestos podem ser ótimos aliados para acomodar acessórios e maquiagem.

Uma dica interessante é usar diferentes modelos de caixas para organizar as peças que você usa diariamente dos acessórios mais luxuosos, usados apenas em ocasiões especiais. Isso ajuda a encontrar mais rapidamente os itens que você deseja usar.

Os sapatos também merecem caixas especiais para garantir a boa organização do closet. Indicamos o modelo transparente, que vai tornar mais fácil a visualização e assim diminuir o tempo que você leva para encontrar o par que deseja usar.

Além das caixas organizadoras de plástico, você pode contar com uma série de outros itens para manter o cômodo organizado. Acesse nossa área de itens para organização do closet e conheça dezenas de produtos.

 

Caixa organizadora para escritório

O escritório é outro cômodo que ganha muito com o uso de caixas organizadoras de plástico. Existem modelos perfeitos para armazenar documentos e papéis.

Se você trabalha de casa, seu home office precisa de caixas de diferentes tamanhos para acomodar diferentes objetos. Nesses casos, você pode mesclar caixas transparentes, que permitem que você veja o que há dentro, e caixas coloridas ou de papel com etiquetas para que você saiba o que há nela sem nem precisar abrir.

Resumindo, analise o que costuma ficar jogado pela mesa e não tem lugar certo, e encontre uma caixa organizadora de plástico perfeita para esses objetos.

 

caixa-organizadora-escritorio-inspiracao-de-organizacao

Caixa organizadora no escritório (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

Caixa organizadora para banheiro

Um dos cômodos da casa que mais tiram proveito do uso de caixas e cestos organizadores é o banheiro! Além de acomodar os itens de toilet para facilitar o seu dia a dia, eles ainda oferecem um aspecto mais sofisticado ao cômodo.

Entre as dicas de como usar caixas organizadoras de plástico para banheiro, você pode começar separando itens por grupos de uso, como, por exemplo:

 

banheiro-organizacao-caixa-organizadora

Caixas organizadoras no banheiro (Foto: Blog Projetos Criativos/Reprodução)

 

Cada um desses grupos pode ter uma caixa para acomodar os produtos, organizá-los e tornar a rotina mais eficiente.

Papel higiênico, absorventes e maquiagem também merecem caixas individuais.

As escovas de cabelo e pentes costumam ocupar muito espaço e, geralmente, ficam espalhadas dando um aspecto de desleixo ao cômodo. Você pode separar uma caixa organizadora especialmente para elas, ou juntá-las com itens como secador de cabelo e chapinha.

Caso você armazene suas tolhas de banho e rosto no banheiro, separe uma caixa maior para esses itens.

 

caixa-organizadora-itens-cabelo-secador-chapinha

Caixas organizadoras para itens de beleza (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

Caixa organizadora para cozinha

Outro cômodo que possui uma enormidade de itens de variados tamanhos e com diferentes funções é a cozinha.

Para manter o dia a dia mais simples e o ambiente em ordem, as caixas organizadoras de plástico são as melhores amigas de qualquer família e também de quem mora sozinho. Você pode usar os recipientes para:

 

organizacao-armario-cozinha-caixa-organizadora-despensa

Caixas organizadoras na despensa da cozinha (Foto: M de Mulher/Reprodução)

 

Gostou das ideias?

A Telhanorte oferece um departamento inteiro com itens para a organização da sua casa. São centenas de opções incluindo cestas e caixas, lixeiras, itens para organização do closet, banheiro, cozinha, áreas de serviço e muito mais.

Temos uma seção completa e exclusiva de caixas organizadoras de plástico. Acesse e conheça as opções de tamanho, cores e formas para cada necessidade e cômodo do seu lar.

Acesse nossa loja virtual, selecione os produtos que vão deixar a sua vida mais prática e receba tudo em casa. Você também pode visitar uma de nossas unidades físicas, comprar por telefone ou Whatsapp.

Conheça também nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte.

 

Edição de João Victor Quintino e Stéphanie Oleiro