pisos e revestimentos | Blog Telhanorte

Prós e contras do piso laminado

| Decoração

O piso laminado foi pensado para ser uma opção prática, econômica e sustentável. Entenda nessa matéria os prós e contras desse tipo de revestimento

 

Produzido a partir de Pinus e Eucalipto, o piso laminado é um dos principais modelos produzidos através da madeira. Esse revestimento pode ser encontrado em dois tipos, sendo eles o HDF e o HPP, que são diferentes substratos de madeira, e ambos possuem uma alta resistência contra impactos.

O piso laminado tem conquistado o seu espaço no mercado com todos os seus prós, mas para entender um pouco mais sobre esse produto antes de optar por usá-lo, fique com algumas vantagens e desvantagens que podem ser importantes para a sua decisão final.

 

Piso laminado em quarto infantil (imagem: Vivadecora.com/reprodução)

Piso laminado em quarto infantil (imagem: Vivadecora.com/reprodução)

Vantagens

 

1- Isolante térmico
O piso laminado proporciona um conforto maior para andar descalço até mesmo em dias frios, perfeito para crianças que estão treinando os seus primeiros passos.

2- Fácil limpeza
Um aspirador de pó e uma vassoura macia resolvem quase todos os seus problemas. Em caso de manchas, um pano úmido já resolve.

3- Ecológico
É feito de madeira reflorestada.

4- Não atrai cupins
Produzido com componentes químicos contra ataque de pragas.

5- Hipoalérgico
Ideal para quarto de recém-nascidos e pessoas com problemas de alergia crônica.

6- Baixo custo
Além de ser um produto mais em conta, ele imita fielmente pisos de madeira natural, além de possuir uma variedade de cores e texturas.

7- Resistente
O fato de ser protegido por resina de melanina torna esse produto resistente a danos.

8- Fácil aplicação
O piso laminado possui duas formas de instalação: adesivo e encaixe. Ambos podem ser instalados sobre um piso existente ou diretamente no contrapiso, e não dependem de mão de obra específica, você mesmo consegue instalar.

9- Alta durabilidade
O piso laminado possui uma vida útil de aproximadamente 15 anos.

 

Desvantagens

 

1- Não resistente à água
O contato com a água pode danificar o revestimento, sendo assim contraindicado para áreas externas e casas com animais domésticos, pois a urina do animalzinho pode danificar o piso.

2- Desconforto acústico
Por ser um piso flutuante é comum emitir um som “oco” ao pisar com sapatos de salto alto.

3- Sujeito a desbotamento
O piso laminado pode sofrer descoloração se exposto ao sol, por isso esse tipo de piso não é indicado para ambientes externos.

 

Continue sua leitura em: Como colocar piso laminado: passo a passo

 

Agora que você já é quase um especialista em pisos laminados é hora de partir para a prática! Na Telhanorte você encontra diversos modelos de piso laminado e pode escolher o da sua preferência contando com a ajuda de um dos nossos profissionais. Esperamos por você!!

Marmorato: o que é, como aplicar e como dar brilho?

o-que-e-marmorato-2

| Área Externa

 

O marmorato é um tipo de revestimento que imita o efeito de pedra natural de mármore na parede, trazendo a textura sofisticada desse elemento na decoração.

 

É um recurso muito usado, principalmente pelo baixo custo se comparado ao dos blocos de mármore de verdade.

Se você não quiser mais paredes lisas, aplicar o marmorato vai dar um efeito diferenciado no acabamento interno.

Como é um acabamento que valoriza o ambiente, é muito usado nas salas de estar e halls de entrada, mas também fica ótimo nas paredes dos corredores, da escada ou em colunas.

Continue lendo e saiba tudo sobre o marmorato: o que é, como aplicar e como dar brilho nas paredes.

 

O que é marmorato?

O marmorato é um efeito de revestimento que imita a textura manchada do mármore nas paredes, dando mais sofisticação ao ambiente.

É usada, principalmente, no acabamento dos cômodos internos, evidenciado a parede que pode ser de tons claros, como bege e branco, ou de tons mais quentes, como marrom e vermelho.

A vantagem de aplicar o marmorato ao invés de usar a pedra natural de mármore é o preço, como já destacamos. O efeito menos pesado da pedra também deixa o ambiente mais natural e sofisticado.

Para valorizar o resultado do marmorato nas paredes é recomendado usar luminárias como os spots e as embutidas, bem próximas à parede. Assim, a textura manchada do mármore é valorizada pela luz.

 

parede-de-marmorato

Textura marmorato em parede de sala de estar (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

Como aplicar o marmorato: materiais e passo a passo

O passo a passo de como aplicar o marmorato exige um pouco de técnica, por isso, é importante ter atenção em cada etapa para obter o efeito desejado.

 

Materiais para fazer efeito marmorato

Antes de começar o passo a passo, é importante reunir todos os materiais próximo da área de trabalho. Será necessário:

– massa para efeito marmorato na cor desejada;

– desempenadeira de inox de cantos arredondados;

– espátula;

– massa corrida PVA para fazer reparos;

– lixa para fazer acabamento;

– panos de microfibra.

Com esses materiais o trabalho vai poder ser bem executado, além de resultar em um efeito maravilhoso.

 

parede-marmorato

Parede com textura de marmorato cinza (Foto: Casa e Construção / Reprodução).

 

Passo a passo para aplicar o marmorato

Primeiro, é feito um ajuste na parede, depois é aplicado o marmorato em si. Confira o passo a passo:

 

1. Caso a parede tenha alguma falha, é preciso uniformizá-la com a massa corrida PVA. Isso porque o marmorato não vai ter o efeito desejado se existir desníveis, tinta descascando, entre outras imperfeições;

2. Com a parede uniforme, finalize com a lixa para garantir um acabamento lisinho e uniforme;

3. Em seguida, use o pano de microfibra para retirar a poeira que o lixamento possa acumular na parede;

4. Com a parede limpa, use a espátula para retirar a massa de efeito marmorato da embalagem e coloque uma quantidade na desempenadeira de cantos arredondados e comece a aplicação na parede;

5. Aguarde de 6 a 12 horas para que a primeira demão seque e lixe essa primeira camada, removendo o excesso de pó com o pano de microfibra;

6. Aplique a segunda demão da massa de efeito marmorato, aguardando, dessa vez, 12 horas para a secagem completa;

7. Aplique a terceira demão de marmorato na parede e espere mais 12 horas para que a nova camada seque e pronto! Sua parede de marmorato está pronta.

 

parede-de-marmorato

Aplicação de marmorato em parede (Foto: Facebook / Paredes em Marmorato / Reprodução).

 

Como dar brilho no marmorato

Uma característica da pedra natural de mármore que também pode ser facilmente reproduzida: o brilho na superfície.

Se você quiser o efeito espelho no marmorato, deverá aplicar uma camada de verniz ou cera incolor por toda superfície da parede.

Em seguida, use um pano felpudo ou uma máquina politriz para polir toda a parede e destacar o brilho do marmorato.

OBS: o efeito natural da aplicação do marmorato já tem um pouco de brilho e também é um resultado bonito que combina com diversos tipos de decoração.

 

marmorato

Parede de marmorato azul com cera aplicada (Foto: Casa e Festa / Reprodução).

 

Dicas sobre o uso do efeito marmorato na parede

O efeito marmorato é lindo e, com certeza, vai valorizar a sua casa e a decoração de onde ele for aplicado.

Por isso, separamos algumas dicas gerais sobre o uso e a conservação:

– Quanto mais escura for a cor do marmorato, mais destacado será o efeito manchado das veias (riscos) na parede. Por isso, se quiser um efeito mais discreto, use cores mais claras e neutras como os tons pastel;

– Na hora de aplicar o marmorato, faça movimentos aleatórios para obter um aspecto mais manchado, característico do mármore;

Nunca pare uma demão no meio. Mesmo que os movimentos sejam aleatórios, fazemos o trabalho com uma certa força e jeito contínuos. Interrompendo o processo, o acabamento não vai ficar uniforme. Então prepare-se para conseguir começar e concluir a demão, sem interrupções;

– As massas com efeito marmorato vendidas no mercado são produtos indicados para ambientes internos e secos da casa como sala, quarto, corredor, escada, hall de entrada. Não use em locais úmidos como banheiros, fachada, lavanderia, varanda ou cozinha sem a devida proteção, que garante a qualidade do acabamento.

É possível fazer marmorato em paredes de áreas úmidas e externas, porém existem produtos específicos para esses espaços, de preferência, o processo deve ser feito por um profissional. O ideal é aplicar sobre o efeito de 2 a 3 camadas de resina acrílica incolor ou até mesmo o verniz acrílico para maior proteção;

– O efeito marmorato pode ser combinado com tipos de tinta para parede de cor sólida para criar um contraste de acabamento, formando desenhos geométricos de vários formatos;

– Quer inovar no acabamento? Suba com o marmorato para o teto (você pode fazer nele todo ou só em uma parte) ou para o chão. #ficaadica

 

marmorato banheiro

Com as medidas certas, o marmorato pode ser aplicado no banheiro (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

marble effect wall

Efeito marmorato no teto (Foto: Barrisol / Reprodução).

 

Curtiu as dicas para usar o efeito marmorato?

Agora que você sabe o que é, como aplicar e cuidar do acabamento em marmorato, pode começar a planejar o acabamento das paredes da sua casa.

Aproveite as ofertas do site da Telhanorte e escolha todas as opções de Tintas para pintar dentro e fora de casa.

Faça toda a pesquisa e compra online e receba seu pedido sem precisar sair de casa!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Pisos cerâmicos: variedade de resistência e acabamentos

piso-ceramico-ceramica-resistencia-acabamento-brilho-claro-antiderrapante

| Pisos e Revestimentos

Entenda como se classificam as peças de cerâmica de acordo com a resistência do material. Confira opções de acabamentos e saiba as vantagens de usar a cerâmica no piso

 

Os tipos de pisos cerâmicos variam de acordo com a resistência das peças e os acabamentos. Entender a capacidade do material é o que orienta qual cerâmica será melhor para cada ambiente da casa. A seguir falamos de dois fatores essenciais para avaliação de um piso cerâmico. Confira!

 

1. Classificação A, B e C de resistência

A primeira característica dos tipos de pisos cerâmicos é a resistência que o material oferece. Há no mercado as classificações principais:

1- Piso cerâmica tipo A: são os modelos premium dos tipos de pisos cerâmicos. Resistentes e sem defeitos visíveis, têm garantia oferecida pelos fabricantes, além de não danificarem com produtos químicos.

2- Piso cerâmico tipo B e C: são os modelos intermediários. Apresentam defeitos visíveis nas peças, mas têm boa resistência e garantia de fábrica. 

3- Piso cerâmico tipo D: são os modelos mais simples dos tipos de pisos cerâmicos que, além de terem defeitos visuais nas peças, não possuem garantia de resistência. 

 

Sugestão de matéria: Aprenda como tirar risco do piso laminado e confira dicas para prolongar a durabilidade do piso vinílico!

 

2. Índice PEI de resistência ao desgaste 

A escala PEI vem do inglês Porcelain Enamel Institute (Instituto da Porcelana/Cerâmica Esmaltada) e classifica a resistência à abrasão das peças de cerâmica esmaltada, de acordo com os valores abaixo:

 

tabela-classificacao-pei-pisos

Capacidade das peças cerâmicas instaladas no piso (ArqTema / IAU USP / Reprodução)

 

Confira algumas opções de acabamentos!

Existem outras opções de pisos e revestimentos considerados mais nobres e bonitos, porém os pisos cerâmicos não ficam atrás! Os modelos de pisos cerâmicos são tão diversificados quanto os de porcelanato. Além dessa variedade, a cerâmica também possui no mercado acabamentos diferentes para o piso. Confira algumas opções no site da Telhanorte:

 

1. Brilhante

 

Confira no nosso site: Piso Carrara HD brilhante 61x61cm cinza Formigres

 

 

2. Acetinado

 

Confira no nosso site: Piso cerâmico Inove Plus acetinado bold 62x62cm bege Royal Gres

 

Sugestão de matéria: Inspire-se com os principais pisos de madeira e também os pisos de cerâmica amadeirados!

 

3. Acetinado rústico

 

Confira no nosso site: Piso Cerâmico Classic Navona Savane Acetinado Retificado Comp: 53 cm. X Larg: 53 cm. Marrom

 

4. Acetinado antiderrapante (para uso externo)

 

Confira em nosso site: Piso cerâmico Eliane Horus White e Piso cerâmico Eliane Habitat Concreto

 

Vantagens de escolher a cerâmica para o piso residencial

A cerâmica é produzida da argila e, como vimos, tem resistência e modelos diferentes que valorizam cada ambiente. Confira as vantagens de apostar nesse piso!

 

1. Variedade de modelos

Os tipos de pisos cerâmicos possuem uma variedade excelente de modelos, que ajuda a colocar a criatividade em prática na hora de decorar — sim, o piso é parte da decoração! Existem modelos de cerâmica estampada, que imitam outros materiais como madeira, pedras e concreto.

 

2. Resistência

Como já destacamos, os tipos de pisos cerâmicos têm uma variedade de resistência que permite utilizá-los em todos os cômodos da casa, a depender da funcionalidade e uso de cada espaço. 

 

3. Preço acessível

Comparado a outras opções como o porcelanato, o piso cerâmico tem um excelente custo-benefício, sem perder em qualidade e beleza.

 

4. Durabilidade

Os pisos de cerâmica são escolhas duráveis e podem resistir até 20 anos se forem instalados em lugares apropriados e o assentamento das placas for feito de maneira correta.

 

5. Facilidade de limpar

Esse tipo de piso pode ser varrido ou limpo apenas com água e sabão neutro. É importante destacar a atenção que deve ser dada ao rejunte, para não deixá-lo encardir, especialmente os brancos.

 

Gostou de conhecer sobre tipos de pisos cerâmicos?

Agora que você sabe o que avaliar na hora de escolher os tipos de pisos cerâmicos, pode fazer sua compra com a certeza de que vai acertar no modelo! E como qualidade é importante, a Telhanorte selecionou as melhores marcas e fabricantes de piso para a categoria de Pisos Cerâmicos!

Confira e aproveite para completar seu pedido com outros itens para assentamento como Acabamentos para piso, Argamassa e Rejunte. Comprando online, você tem mais comodidade e paga com segurança. Aproveite as ofertas e viva a sua casa!

 

Piso cerâmico amadeirado: confira dicas!

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino

Piso cerâmico amadeirado: confira dicas!

piso-ceramico-amadeirado-ceramica-madeira-externo

| Pisos e Revestimentos

 

Conheça alguns benefícios do piso de cerâmica que imita a madeira. Confira exemplos de aplicação e dicas para escolher o modelo ideal.

 

Ter um piso de madeira é o sonho de muitas pessoas. Ele oferece uma sensação de aconchego e conforto que combina muito bem com o que buscamos ter em casa. Entretanto, elementos como custo e dificuldade de manutenção podem se tornar um empecilho.

Nesses cenários, os pisos que imitam a madeira, seja na cor ou na textura, ganham espaço nos projetos arquitetônicos e reformas pontuais. Uma das opções mais utilizadas, ao lado do porcelanato, é o piso cerâmico, que une resistência e beleza. Leia a matéria para saber quais os benefícios e principais características do piso de cerâmica com estilo de madeira.

 

Confira mais modelos no site da Telhanorte: Pisos Cerâmicos

 

Piso-ceramico-Royal-Gres-Rustico-Plus-acetinado-bold-C--62cm-x-L--62cm-madeira-1635638

Piso cerâmico Royal Gres Rústico Plus acetinado bold C: 62cm x L: 62cm madeira (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Piso de cerâmica estilo madeira: dicas e inspirações

Um piso feito de madeira maciça traz de fato conforto para a casa, porém deve se considerar que sua instalação demanda um custo mais elevado, e a manutenção do piso deve ser constante e cuidadosa. Isso sem contar que o uso da madeira, a depender do local de fabricação, nem sempre é sustentável ao planeta. 

 

Sugestão de matéria: Veja dicas de modelos e acabamentos de pisos cerâmicos!

 

O piso cerâmico, por sua vez, é fabricado a partir da mistura de argila com minerais, resultando em um tipo de piso frio, excelente opção para quem mora em regiões quentes e quer manter a casa fresca no verão. Assim como o piso de madeira tradicional, o piso de cerâmica amadeirado funciona muito bem para criar uma sensação de aconchego em casa

 

Piso-ceramico-esmaltado-bold-Columbia-HD-50x50cm-bege-Formigres

Piso cerâmico esmaltado bold Columbia HD 50x50cm bege Formigres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Um ponto positivo do piso de cerâmica que imita a madeira é a facilidade de manutenção. Um pano úmido e um pouco de produto de limpeza próprio para o piso é capaz de eliminar toda a sujeira e deixá-lo com cara de novo. Já a madeira exige a aplicação de produtos para dar brilho e, periodicamente, é necessário fazer a remoção do sinteco (verniz) antigo e fazer uma nova aplicação. 

O piso cerâmico pode ser instalado em todos os cômodos da casa, na sala de estar, no banheiroárea externa, cozinha e lavanderia. Entretanto, para áreas “molhadas”, tenha certeza de escolher opções de piso de cerâmica com a característica antiderrapante.

 

Piso-Rotocolor-Naturale-50x50cm-marrom-madeira-Formigres

Piso Rotocolor Naturale 50x50cm marrom madeira Formigres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

O piso de cerâmica em estilo madeira é muito versátil, sendo encontrado em diferentes tons e texturas de madeira, com variações de tamanho e acabamento como acetinados, brilhante, fosco, matte, natural e polido. Essa característica também contribui para que possa ser instalado em ambientes com diferentes estilos de decoração.

 

Piso-ceramico-Econature-acetinado-retificado-61x61cm-marrom-Formigres

Piso cerâmico Econature acetinado bold 61x61cm marrom Formigres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Além de estilo e estética, o piso de cerâmica apresenta outras vantagens funcionais importantes para o dia a dia de um ambiente, como a alta durabilidade. Um piso cerâmico de boa qualidade possibilita menores incidências de arranhões no chão, tanto causados por móveis, quanto  por animais de estimação. O piso de cerâmica estilo madeira tem uma manutenção fácil e, quando comparado ao piso de madeira tradicional, apresenta outros benefícios como:

 

 

Piso-ceramico-Pury-Plus-brilhante-retificado-61x61cm-madeira-marrom-Royal-Gres

Piso cerâmico Pury Plus brilhante retificado 61x61cm madeira marrom Royal Gres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Sugestão de matéria: Aprenda como tirar risco do piso laminado e confira dicas para prolongar a durabilidade do piso vinílico!

 

Piso-ceramico-Maderatto-Mix-Plus-acetinado-bold-62x62cm-madeira-marrom-Royal-Gres

Piso cerâmico Maderatto Mix Plus acetinado bold 62x62cm madeira marrom Royal Gres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Mas como escolher o piso de cerâmica com estilo amadeirado ideal? A seguir separamos algumas dicas rápidas e práticas. Confira!

 

Dicas de como escolher piso de cerâmica estilo madeira

Para encontrar um modelo de cerâmica amadeirada para o piso da casa, é importante considerar alguns aspectos, entre eles: 

 

Avalie o impacto sobre o piso: ambientes com grande circulação de pessoas ou mesmo garagens exigem um piso mais resistente à abrasão. Existem tipos de piso de cerâmica especiais para esses casos. 

Escolha marcas de fabricantes de confiança, com produtos testados quanto à resistência e segurança.

Combine a cerâmica escolhida com outros pisos do ambiente: cômodos como salas de estar integrados à cozinha precisam ter pisos que harmonizem. Se você não vai trocar o piso da casa toda, escolha uma cerâmica que funcione bem com o piso que já está próximo ao local de instalação.

 

Piso-ceramico-Alineo-Plus-acetinado-bold-62x62cm-madeira-marrom-Royal-Gres

Piso cerâmico Alineo Plus acetinado bold 62x62cm madeira marrom Royal Gres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Pense no ambiente como um todo: projetos de decoração, mesmo que simples, devem considerar cada detalhe do cômodo, para que o resultado seja positivo. Escolha o tom de madeira de acordo com o clima que você quer para o ambiente e combine com outros objetos.

Fique atento à iluminação: se o cômodo não recebe muita luz e é um pouco escuro, investir em um piso de cerâmica com um tom de madeira mais claro vai ajudar a clarear o local.

Evite peças de cerâmica grandes e prefira peças menores, para evitar desperdícios na instalação. 

 

Onde encontrar os melhores preços de piso de cerâmica?

A loja virtual da Telhanorte tem um departamento completo de pisos e revestimentos de diferentes materiais para toda a casa, além de uma seleção de pisos cerâmicos com uma enorme variedade de tamanhos, cores, texturas, marcas e preços. 

Piso-ceramico-Ecologic-acetinado-retificado-61x61cm-marrom-Formigres

Piso cerâmico Ecologic acetinado bold 61x61cm marrom Formigres (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Está construindo ou reformando? Visite a nossa loja virtual e encontre tudo para sua obra: tintas, itens para cozinha e lavanderia, banheiro e muito mais. Confira nossos modelos e ofertas!

 

Pisos de madeira: inspire-se com os principais modelos

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino

Cores de tinta para piso externo: 5 tendências

| Área Externa

 

Cinza, preto, branco, tons terrosos e mais. Aprenda a escolher a tinta ideal para piso e conheça as melhores cores de tinta para piso externo

 

Quando a gente fala de tinta logo pensamos nas paredes, mas o chão também pode ganhar cara nova com elas!

Entre as cores de tinta para piso externo mais usadas para reformar ambientes residenciais estão:

É claro que você pode inovar e ousar com cores diferentes e vibrantes como o amarelo e vermelho. Basta usar a imaginação e lembrar de seguir a proposta no restante da decoração da casa, para criar ambientes harmônicos e práticos.

As tintas para piso são excelentes opções para quem deseja mudar um cantinho da casa sem precisar recorrer à quebradeira que ocorre na troca de pisos e revestimentos.

Além disso, elas são excelentes opções para personalizar ambientes em que o piso ainda está apenas no cimento.

Para isso, antes de escolher entre as cores para seu piso externo é importante conhecer algumas características do tipo de tinta usado. 

 

O que observar antes de escolher a tinta para piso externo?

Antes de qualquer coisa é importante que você saiba que existem tintas específicas para pisos.

Na própria embalagem da tinta você encontra a informação se ela pode ou não ser usada para tais fins. Confira também o rendimento e qual é a mistura necessária com água na hora da aplicação.

Ao contrário do que o senso comum geralmente diz, nem toda tinta acrílica pode ser usada em pisos! Afinal, devido o constante atrito que o piso sofre, seja com rodas de carro ou bicicleta, calçados ou outros tipos de contato, a tinta para piso precisa ser mais resistente do que a usada para parede. Caso contrário a durabilidade será menor e logo a aparência ficará desgastada. 

Uma outra característica que você deve observar é se a tinta lavável. Algumas tintas podem ser mais difíceis de lavar, porque absorvem poeira e outros resíduos. Fique atento!

Tintas para piso, geralmente, oferecem esse recurso, afinal, é comum precisar lavar o chão por diversas razões. No caso de pisos externos isso é ainda mais importante, afinal o contato com a chuva, por exemplo, pode ser algo constante.

Em resumo, ao escolher uma tinta para piso, garanta que ela seja específica para a superfície em questão e que ofereça facilidade para limpeza e manutenção. Em relação ao piso externo, tenha ainda mais atenção, afinal a tinta deve ser resistente também às mudanças climáticas!

Agora sim, você está pronto para escolher entre as cores de tinta para piso externo!

 

Sugestão de leitura: Pintura externa: preparação e durabilidade da tinta | Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações | Como usar tinta para azulejo: 5 passos para aplicação correta

 

Cores de tinta para piso externo

Nada como uma boa pintura para mudar a cara da casa toda ou de apenas um cômodo que anda meio sem graça!

As cores de tinta para piso externo que separamos a seguir vão te ajudar a escolher a opção ideal para pintar o seu piso externo.

 

1. Branco

Uma dica geral sobre cores de tinta para piso externo é não usar cores claras, afinal, esses tons exigem uma manutenção constante – o que pode se tornar um inconveniente para o dia a dia corrido e para orçamentos apertados.

Entretanto, é inegável que o branco oferece muitos benefícios, tais como amplitude do espaço e um grau de sofisticação clássica. 

Por isso, se você deseja pintar seu piso externo dessa cor, uma opção é escolher um tipo de tinta epóxi para o chão, que permite uma limpeza mais eficaz e diminui a retenção de resíduos.

 

Cores de tinta para piso externo

Projeto Tempo House, pela arquiteta Gisele Taranto (Foto: ArchDaily / Gisele Taranto Arquitetura / Reprodução)

 

2. Preto

O preto básico é um clássico que pode oferecer elegância, sofisticação e sobriedade para o ambiente, além de dar um toque moderno.

Como no exemplo abaixo, esse tom pode ganhar outro significado se aplicado em um piso de madeira, como um deck, ideal para áreas externas com piscinas.

Mesmo que seu piso não seja de madeira, o preto está entre as cores mais coringas, capaz de agregar estilo a diversos tipos de ambiente.

 

Cores de tinta para piso externo

Varanda integrada com deck de madeira pintado inteiramente de preto (Foto: Renoguide / Reprodução)

 

3. Tons terrosos

Uma outra sugestão para quem deseja um ambiente com um ar mais rústico são os tons terrosos.

Eles trazem uma sensação de aconchego muito especial, especialmente para varandas gourmets, jardins o verde é um tom que orna extremamente bem com a paleta de marrom e áreas externa com churrasqueiras. 

 

piso-externo-pintado-terracota

Piso externo pintado de terracota (Foto: Velarium Shadeports / Reprodução)

4. Cinza

As nuances de cinza são as cores de tinta para piso externo mais versáteis disponíveis no mercado! Isso, porque usá-las é uma boa pedida tanto em garagem e calçadas, quanto na criação de espaços sofisticados e modernos.

Além disso, existem vários tons que podem ser combinados ou sobrepostos a ele para criar um ambiente que combine com a sua personalidade e com o restante do estilo da casa. 

 

quintal-com-piso-pintado-de-cinza

Quintal com piso pintado de cinza Foto: Cotanet / Reprodução)

 

5. Colorido

Que tal adicionar um pouco de diversão e cor na sua área externa? Tintas spray para piso podem te ajudar a criar mosaicos e imagens divertidas, deixando o espaço totalmente personalizado, único e lindo!

Você pode usar a criatividade nos mais diversos tipos de piso (cimento, pedras, madeira) e criar composições autorais, que tal?

 

Cores de tinta para piso externo

Mosaico personalizado com tinta spray em piso reformado (Foto: Revista Casa e Jardim / Reprodução)

 

piso-madeira-pintado-colorido

Flores coloridas pintadas em piso de madeira (Foto: Alisa Burke Redefine Creativity / Reprodução)

 

piso-de-pedras-coloridas

Caminho de pedras pintados de diversas cores (Foto: Garden Paths / Reprodução)

 

piso-cimento-colorido

Piso de cimento pintado com mandala colorida (Foto: Dishfunctional Designs / Reprodução)

 

Gostou das dicas de pintura externa?

Agora é hora de botar a mão na massa (ou contratar um profissional para fazer isso por você!).

Aproveite e conheça a loja virtual da Telhanorte e nossa seção de Tintas. Além de encontrar as melhores marcas e cores de tinta para piso externo, você acha tudo o que precisa para sua aplicação, como acessórios de pintura, itens para proteção e cobertura, lixas para pintura, bandejas e caçambas, rolo para pintura e mais!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Como limpar o rejunte dos ambientes?

Hand,With,A,Spatula,Seals,The,Joints,On,The,Tiles

| Construção

Com o passar do tempo, é inevitável que a sujeira se acumule nos vãos entre os pisos, gerando uma aparência encardida ao rejunte. Se você passa por problemas assim, este artigo é para você!

 

Você sabia que, além de dar o toque final ao acabamento dos revestimentos, os rejuntes também são responsáveis por vedar o piso, evitando a entrada de sujeira nas frestas? Diante dessa informação, entender como limpar rejunte torna-se ainda mais importante, não é mesmo?

Vamos compartilhar alguns segredos para limpar o rejunte do piso no pós-obra, banheiro ou cozinha, além de dar dicas infalíveis para deixar o acabamento branquinho novamente!

 

Como limpar rejunte de porcelanato ou cerâmica pós-obra?

Ah, o pós-obra! Só quem viveu a experiência sabe como fica um ambiente com piso recém-rejuntado. É poeira para todo lado!

Mas não há motivo para desespero. Seguindo as dicas abaixo, descobrir como limpar rejunte de porcelanato ou cerâmica pós-obra vai ser moleza!

Após esse processo, o rejunte deve ser limpo periodicamente para evitar o acúmulo de sujeiras profundas no material.

 

Como limpar rejunte de banheiro e cozinha?

Descobrir como limpar rejunte de banheiro e cozinha é um dos grandes desafios de quem busca um ambiente limpo. Ambos os cômodos tendem a acumular sujeira por diversas razões – umidade, gordura, e por aí vai. Por isso, é importante ter em mãos as armas certas para enfrentar quaisquer desses vilões. A seguir, separamos as principais receitas para eliminar encardido, gordura e manchas no rejunte e nos azulejos do banheiro e da cozinha.

 

banheiro-piso-preto

(Foto: Reprodução / Unsplash)

 

1. Rejunte encardido

A melhor forma de começar a eliminar o encardido do rejunte é usando água e uma escova com cerdas duras (pode ser até escova de dentes, mas em lojas especializadas há materiais específicos para esse tipo de limpeza). Pulverize água morna no rejunte e esfregue com movimentos circulares, deixando secar e repetindo conforme a necessidade.

 

2. Sujeiras pesadas

Para sujeiras mais pesadas e manchas leves, a água morna pode não ser suficiente. Por isso, lance mão de uma solução caseira confiável e efetiva: o mix de vinagre e água. Misture, em um frasco, duas porções iguais de água e vinagre e pulverize sobre os rejuntes e azulejos. Deixe a mistura agir por cinco minutos e limpe em seguida, com a ajuda da escova de cerdas rígidas.

Para um resultado ainda melhor, combine a estratégia com uma pasta feita com a mistura de bicarbonato de sódio e água e, em seguida, pulverize a solução de vinagre e água. Tão logo a mistura pare de espumar, esfregue o rejunte com uma escova e enxágue com água.

 

3. Rejunte amarelado

Quando o rejunte acumular manchas mais profundas, adquirindo um aspecto amarelado, a água sanitária (ou lixívia) pode ser uma boa opção de limpeza, capaz de deixar o acabamento branco novamente. Abra bem as janelas do ambiente antes de utilizar a solução para garantir a ventilação da substância. Aplique-a sobre o rejunte do azulejo manchado, deixe agir por 10 minutos e enxágue com água limpa.

 

4. Rejunte engordurado

Esse é um problema comumente encontrado em cozinhas e áreas gourmet. A gordura acumulada nos rejuntes pode ser um problema difícil de resolver.

Nestes casos, lance mão do cloro como alternativa de limpeza. Mas lembre-se sempre de que é preciso usar com moderação: por ter características cáusticas, o cloro pode corroer o rejunte a médio/longo prazo e, o que poderia ser uma solução útil, pode acabar se tornando um problema ainda maior!

 

Como limpar rejunte com bolor, mofo e limo?

Quando falamos de bolor, mofo ou limo, precisamos pensar em soluções com maior poder de limpeza. Isso, porque tais sujidades podem ser profundas, o que torna mais difícil eliminá-las com as sugestões acima.

Pensando nisso, preparamos duas dicas de limpeza alternativas específicas para esse tipo de problema:

 

1. Água oxigenada

Uma das saídas para limpar o rejunte com bolor, mofo e limo é utilizando água oxigenada. A aplicação pode ser feita diretamente no rejunte, com a solução pura, ou em uma mistura com bicarbonato de sódio.

 

2. Vinagre puro

Apesar de não ter o melhor odor, o vinagre é uma solução bastante eficaz para eliminar o mofo. Nesse caso, é preciso utilizá-lo puro, sem diluir na água. Também não é necessário enxaguar: após duas horas, o cheiro se dissipa e a superfície estará como nova!

 

Como aplicar rejunte sobre rejunte?

Em alguns casos, descobrir como limpar rejunte não vai ser suficiente para eliminar de vez as manchas e sujeiras acumuladas. O ideal, nesses momentos, é renovar o rejunte, aplicando um selante em seguida. A melhor forma de renovar o rejunte é tirando o excesso com um raspador, tomando cuidado para não danificar o piso. Em seguida, é preciso aplicar o novo acabamento, finalizando com um selante impermeabilizante.

O processo de limpeza do rejunte recém-renovado é o mesmo que descrevemos no começo do artigo: pano úmido, pano seco, escova com detergente e água. Aproveite para adquirir argamassa e rejunte na loja virtual da Telhanorte. Lá, é possível parcelar sua compra e você recebe tudo na sua casa!

 

Edição de João Victor Quintino e Murilo Bonício 

Saiba como usar revestimento em alto relevo!

revestimento-alto-relevo-1

| Área Externa

 

Se você acompanha tendências de decoração, certamente já ouviu falar de revestimento em alto relevo. Descubra porquê usá-lo, os tipos mais comuns e outras dicas!

 

Essa alternativa traz muito estilo aos ambientes, além de ter uma instalação prática e que agrega valor a qualquer decoração. Quer saber um pouco mais sobre o revestimento em alto relevo? Então continue a leitura!

 

Por que usar revestimento em alto relevo?

Também conhecido como 3D board, o revestimento em alto relevo dá um ar moderno e sofisticado em qualquer ambiente da casa ou estabelecimento comercial.

Por meio de sua aplicação simples, é possível montar diversas formas e tramas, criando efeitos visuais surpreendentes.

Outra grande vantagem de usar revestimento em alto relevo é o custo-benefício. Além de terem um valor acessível, as placas desse tipo de material são muito duráveis. Isso significa que podem ser utilizados em diversos tipos de superfície. Por isso, muitas vezes servem como revestimento para parede interna com umidade.

 

Sugestão de leitura: Ficou curioso? Então conheça O melhor revestimento para parede interna com umidade e dê adeus à dor de cabeça!

 

É claro que, em razão da diversidade de materiais disponíveis no mercado, é preciso estudar bem aquele que melhor se encaixa no propósito buscado. Há revestimentos em alto relevo propícios para ambientes externos e internos, como você verá logo a frente.

Por fim, podemos destacar a facilidade na instalação como outra razão para utiliza-lo em sua decoração. Basta seguir as orientações do fornecedor e após instalar o material, mantê-lo limpo com espanadores e panos úmidos.

 

Quais os tipos de revestimento em alto relevo?

Existem inúmeras possibilidades de revestimento em alto relevo. Hoje, vamos falar dos três mais usados.

 

Porcelanato

Resistente e durável, o porcelanato é um primo da cerâmica e é muito utilizado em pisos e paredes.

Por ser fabricado a partir da mistura de materiais nobres, esse revestimento possui uma porosidade baixa. Como consequência, quase não absorve água.

Sua instalação e manutenção não exige mão de obra especializada, podendo ser realizada durante a rotina de limpeza da casa.

Além das vantagens mencionadas acima, o porcelanato também é muito versátil e é comercializado em diversas cores, texturas e tamanhos.

 

PORCELANATO-3D-AMBIENTE_BIANCOGRES_FORME_NUDE

Parede da sala com revestimento de porcelanato 3D Biancogres (Foto: Biancogres / Reprodução)

 

Cerâmica

Antes de tudo, é válido saber que os revestimentos cerâmicos são divididos em dois principais grupos: os comuns e os monoporosos, sendo os últimos materiais de revestimento exclusivo para uso em paredes internas – os famosos azulejos. Eles são bastante resistentes e duráveis, porém são mais porosos e, por isso, não podem ir no chão.

Os revestimentos cerâmicos em 3D, geralmente da classe monoporosa, proporcionam um interessante efeito de ilusão de ótica, o que faz com que ele seja ideal para dar destaque a uma área específica do cômodo, como uma parede inteira ou parte dela.

No caso da cerâmica em alto relevo para banheiro, uma boa ideia é utilizá-la como margem para espelhos, móveis e janelas.

 

revestimento-hexagonal-banheiro-branco-3d

Monoporosa pasta branca em 3D aplicada na parede do banheiro (Foto: Equipe Cerámicas / Reprodução)

 

Gesso

O gesso também é outra matéria-prima popular para o revestimento 3D. Por ser originalmente branca, a placa de gesso permite uma infinidade de personalizações com tintas e cores diversas. Além disso, é um material bastante leve, o que facilita sua aplicação e minimiza as chances de descolamento ou queda.

O grande contra do uso do gesso como revestimento 3D é o fato de que ele não pode ser aplicado em áreas externas, pois pode inchar, manchar e até mesmo se partir.

 

revestimento-hexagonal-alto-relevo-3d

Placa de gesso decorativa 3D rosé (Foto: ArquiProjeto / Reprodução)

 

Outros materiais

O revestimentos de alumínio normalmente vêm com uma película autocolante e não são recomendáveis para áreas externas e/ou que sofram muito com a ação da água.

Já o revestimento de PVC pode ser colocado em ambientes internos ou externos e pode, ainda, ser aplicado por cima dos azulejos e pode ser molhado.

 

revestimento-3D-aluminio

Parede com revestimento 3D de alumínio (Foto: Studio 1202 / Reprodução)

 

revestimento-3d-pvc

Revestimento 3D de PVC em parede de sala de estar (Foto: Dica da Arquiteta / Reprodução)

 

Como usar o revestimento em alto relevo 3D na casa?

Agora que você já sabe quais são os tipos mais populares de revestimento em alto relevo 3D, vamos dar algumas dicas de utilização desse material em ambientes da casa.

 

Quarto

Tendo em mente que o objetivo do revestimento em alto relevo é sair do tradicional, as possibilidades de utilização do material no quarto são inúmeras.

Uma das possibilidades é usar o revestimento na parede da cabeceira, combinando a montagem com alguns pontos de iluminação direta, como arandelas e luminárias de mesa, evidenciando as nuances tridimensionais do revestimento.

Lembre-se apenas de que, por serem volumosas, as peças do revestimento em alto relevo não devem ser usadas em demasia, ou podem pesar o ambiente, criando um clima claustrofóbico e poluído.

 

REVESTIMENTO-3D-PORCELANATO-BIANCOGRES-FIORI-BIANCO

Parede do quarto revestida com porcelanato 3D Biancogres (Foto: Biancogres / Reprodução)

 

Cozinha

Foi-se o tempo em que a cozinha era um ambiente sem graça, escuro e pouco ventilado. Hoje em dia, cozinhas são pontos de encontro entre amigos e família, e precisam ter toques modernos e personalizados.

Se você se interessa por tendências de decoração para a cozinha, vai gostar de saber como o revestimento em alto relevo se encaixa nesse cômodo!

Por isso, aposte no revestimento 3D atrás da pia, em uma parede inteira ou como moldura para portas ou janelas. Nesse caso, em razão do volume de gordura e água que ali circula, vale a pena investir em um material resistente, como o PVC ou o porcelanato.

 

revestimento-3D-cozinha1

Revestimento 3D em frontão de cozinha (Foto: Quarto do Edu / Reprodução)

 

Banheiro

Os banheiros têm características semelhantes às cozinhas no que diz respeito à umidade e contato com vapor. Por isso, ao escolher o revestimento para esse cômodo, lembre-se de levar em conta os quesitos durabilidade e impermeabilidade.

Como são cômodos geralmente menores do que as cozinhas, o revestimento, aqui, deve ser utilizado como um recurso sutil. Padrões pequenos, volumes contidos e desenhos alongados são boas escolhas para trazer o ambiente um ar de sofisticação e amplitude.

 

revestimento-3d-banheiro

Revestimento 3D para banheiro com linhas curvas e alongadas (Foto: Ideias Decor / Reprodução)

 

Áreas externas

Pense em um espaço gourmet com um revestimento 3D. Ficaria incrível, não é mesmo?

Mais uma vez, o aspecto mais relevante na escolha deve ser o material das peças.

Áreas externas estão sujeitas a intempéries e ação da água, sol e vento. Portanto, descarte o gesso – por ser um material delicado e leve – e o alumínio, que pode sofrer corrosão com efeitos da água. Prefira a cerâmica o porcelanato e até o PVC.

 

revestimento-3D-varanda

Revestimento para área externa (Foto: Pinterest / Casa de Valentina / Reprodução)

 

Escolher o melhor material e descobrir como usar o revestimento em alto relevo na sua casa certamente trará um novo ar para o projeto de decoração. Uma parede ou detalhe tridimensional pode, inclusive, dispensar a necessidade de outros itens decorativos. Isso gera economia e torna as ambientações minimalistas e simplificadas.

 

Que tal conhecer nosso setor de revestimentos?

Agora que você já se familiarizou com o tema, que tal visitar nosso setor de pisos e revestimentos e conhecer as opções da Telhanorte para todos os ambientes da casa?

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Como colocar o piso laminado: passo a passo

como-colocar-piso-laminado-2

| Construção

Comprou um piso laminado e quer instalá-lo sozinho? A seguir, preparamos uma matéria com um passo a passo imperdível para a sua aplicação correta!

 

O piso laminado se tornou um dos tipos mais usados em projetos de reformas de ambiente doméstico e em construções de lojas, shoppings e academias. A praticidade dessa categoria de piso leva muitas pessoas a pesquisarem sobre como instalá-lo

E, sim, o processo é bastante prático e com um pouco de conhecimento sobre alvenaria é possível instalá-lo por conta própria! Mas como os detalhes contam muito em processos como esse, lembre-se de que ter um especialista te ajudando faz toda a diferença… Tanto na qualidade do serviço quanto no acabamento da instalação.

Quer entender como colocar o piso laminado, sobre que tipos de superfícies ele pode ser instalado e os tipos de laminados para piso? Continue lendo!

 

Passo a passo: como colocar o piso laminado

Colocar um piso laminado é uma maneira rápida e fácil de atualizar um cômodo da sua casa. 

Montamos um guia fácil de seguir, que explica como colocar piso laminado, incluindo como se preparar antes de iniciar a colocação do laminado, como cortar o laminado para caber nos cantos e uma dica simples para manter as placas juntas. Confira!

 

Etapa 1: Limpe o chão

Antes de começar a colocar o piso laminado, verifique se o piso está limpo e livre de sujeira. O menor pedaço de detrito pode levantar as placas do chão e interferir no acabamento geral.

 

Etapa 2: Verifique a regularidade da superfície e a umidade do ambiente

Depois de limpar todo o chão, verifique, com o auxílio de uma régua de nivelamento, o alinhamento da superfície onde o piso será colocado. É recomendado que não haja desníveis superiores a 3mm no contrapiso, para não prejudicar a instalação. 

Outro ponto que deve ser verificado com atenção é a umidade do local. Não é possível colocar o piso laminado em ambientes com alta umidade. Use um higrômetro para fazer a checagem e caso haja umidade, será necessário fazer a impermeabilização do ambiente primeiro. 

 

Etapa 3: Coloque a manta

Depois de limpar o chão, estenda uma manta em sentido transversal por todo o espaço onde vai colocar as chapas de piso laminado. Corte-a para corrigir o comprimento, se necessário. A manta oferece amortecimento extra e ajuda a absorver o som.

 

Etapa 4. Defina uma borda entre os cômodos

É importante que o piso laminado e o revestimento do cômodo adjacente se encontrem embaixo da porta. Para fazer isso, pregue um pedaço de madeira na porta para criar uma borda reta.

 

Etapa 5. Coloque a primeira linha de placas

Meça a largura da sua placa laminada. Marque com uma régua e utilize os espaçadores para manter 8 mm de espaçamento entre a parede e a primeira fileira de placa. 

Coloque a primeira placa e siga colocando o piso laminado, em conjunto com os espaçadores, ao longo dessa primeira fileira, até que ela esteja concluída. 

 

piso-laminado-instalação

Instalando piso laminado (Foto: cursosavante.com.br/reprodução)

 

Etapa 6. Corte as placas para ajustes

Você pode precisar cortar uma placa ao meio para começar a colocar a segunda linha ou para fazer algum ajuste e completar o comprimento, garantindo que as junções das placas fiquem alinhadas. 

Meça e marque o tamanho necessário na parte de trás da placa. Coloque-a no cavalete de serra e corte-a com a serra circular.

 

Etapa 7. Inicie a segunda linha de placas

Comece a colocar a segunda linha de piso laminado. Para facilitar a colocação, junte várias tábuas antes de colocá-las no lugar — se for piso laminado com click — e encaixe na lateral da primeira linha de tábuas.

 

Etapa 8. Feche o espaço entre as placas

Ao colocar o piso laminado, você poderá notar um espaço entre uma linha e outra. Use um martelo e o bloco de batida para empurrá-los com cuidado. O bloco de batida distribui uniformemente a força do martelo e ajuda a evitar danos às placas do piso.

 

Etapa 9. Continue a instalação das placas

Continue colocando mais linhas de placas laminadas. Verifique se elas estão encaixadas umas nas outras e se as placas no final das linhas têm o mesmo comprimento!

 

Etapa 10. Marque as placas para acabamento dos cantos

Para cortar uma placa e fazê-la caber em um canto, posicione-a contra a esquina. Marque onde a placa encontra a parede e adicione 15 mm para a folga. Esta é a largura do corte. 

Mova a prancha ao longo da lateral da parede e marque o comprimento do corte. Use o esquadro para marcar a área a ser cortada.

 

Etapa 11. Acabamento

Complete o acabamento com os rodapés que mais combinarem com o tipo de piso laminado que você escolheu. Finalize a instalação das placas ajustadas e a divisão do encontro com o outro cômodo. Está pronto!

Confira um passo a passo em vídeo de como colocar piso laminado com click da Eucafloor (que é fornecedora aqui na Telhanorte!).

 

 

Como colocar o piso laminado em cima de cerâmica

É possível colocar o piso laminado sobre várias superfícies, incluindo a de cerâmica. O processo seria o mesmo que o de colocar um piso laminado em um contrapiso de concreto. Somente atente-se se o piso se encontra em boas condições e o azulejo bem preso, nivelado e plano.

No entanto, se o piso cerâmico existente não for plano e liso, ou se tiver ladrilhos desnivelados ou com um canto saliente, ao colocar o piso laminado vai parecer que você está andando de montanha russa, em um parque de diversões: cheio de altos e baixos!

Nesse caso, você pode optar por retirar a cerâmica e começar do zero ou usar um composto de nivelamento no topo do piso já existente, para nivelá-lo antes de colocar o piso laminado!

Também é possível colocar o piso laminado sobre um assoalho de madeira, seguindo as mesmas etapas do passo a passo.

 

Confira também: Prós e contras do piso laminado

 

Tipos de laminados para piso

Você pode escolher qual o melhor piso laminado com base na aparência da superfície. Os acabamentos de laminados estão sempre evoluindo. Onde antes havia apenas uma superfície básica para escolher, agora existem muitas. São elas:

Madeira: com um acabamento simples e uma camada de verniz você diria que é madeira de verdade. Algumas marcas oferecem acabamentos de alto, médio e baixo brilho.

 

piso-laminado-madeira-amadeirado-sala-estar-sofa-decoracao-ambiente-estilo-aconchegante

O piso laminado combina com diversos estilos de ambiente (Foto: Francesca Tosolini / Unsplash / Reprodução)

 

Com relevo e/ou texturizado: alguns laminados vêm com um acabamento texturizado. O relevo regular não corresponde exatamente a fissuras reais, mas enganam os olhos ao olhar para a superfície.

Raspado: o piso laminado raspado também é uma opção disponível – um processo que, até recentemente, era feito apenas para pisos de madeira de engenharia ou sólidos. Esse processo adiciona uma aparência antiga e artesanal ao seu piso laminado.

Gravado em relevo: este tipo de relevo corresponde à gramatura de madeiras, para um visual em relevo mais autêntico.

 

Quer encontrar as melhores ofertas e condições de entrega para piso laminado? Acesse o site da Telhanorte e confira a sessão completa de pisos laminados. Pesquise e tire dúvidas com a nossa equipe em poucos cliques pelo WhatsApp.

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Bonício