Características | Blog Telhanorte

Tudo que você precisa saber antes de escolher um porcelanato

revestimento porcelanato

| Construção

Antes de escolher um revestimento é bom pesquisar sobre o material que se tem em mente, e pensando nisso, trouxemos essa matéria com informações importantes sobre porcelanato

 

A escolha do revestimento ideal para os cômodos da sua casa precisa ser pensada e estudada cuidadosamente, portanto, veja abaixo as principais características do porcelanato.

 

Composição e Fabricação

Para a formação do porcelanato, é necessário a junção de argila, feldspatos, quartzos e outros minerais em uma temperatura acima de 1200 °C. Todos esses elementos juntos em alta temperatura formam uma massa compacta e homogênea.

Após o processo de queima, o produto passa pelos acabamentos que lhe darão as características finais, entrando na etapa de escolha onde o porcelanato será avaliado e separado em categorias. 

 

Fabricação de porcelanato

Fabrica de fabricação de revestimento porcelanato (Foto: pointer.com.br / Reprodução)

 

Modelos e características

O porcelanato, assim como todos os outros revestimentos, tem seus prós e contras, porém, antes de falarmos sobre suas principais características, é preciso lembrar que o porcelanato é um tipo de cerâmica de base rígida, possuindo uma maior resistência devido à sua composição de matérias-primas de alta qualidade.

Os tipos mais comuns de porcelanato disponíveis no mercado são os polidos, acetinados, esmaltados e naturais.

 

1 – Polidos

Recebendo um polimento e uma camada extra de proteção, esse tipo de porcelanato possui uma aparência lisa e brilhante. Mais indicado para ambientes internos secos, pois em contato com umidade fica bastante escorregadio.

 

2 – Acetinados

Esse modelo, possui um acabamento menos brilhante e uma aparência acetinada. É um piso frio, onde o acumulo de sujeira é menor.

Recomendado para cozinhas e banheiros, onde a umidade e gorduras são mais presentes. 

 

3 – Naturais

Como o nome já diz, esse tipo de porcelanato não leva nenhum tipo de acabamento, sendo assim neutro. Além disso, ele é um modelo bem resistente e pouco escorregadio, o que o torna perfeito para áreas externas e projetos comerciais.

 

Leia também: Revestimento cerâmico para a cozinha: benefícios

 

Porcelanatos-tipos

Diferentes tipos de porcelanato (Foto: 2quartos.com / Reprodução)

 

Bordas

Também é importante atentar-se aos tipos de bordas do porcelanato.

Existem dois tipos de bordas, a retificada ou a arredondada. A borda retificada é completamente reta, tendo um espaçamento menor quando aplicada, dando a sensação de ser uma única peça grande. Já a arredondada ou bold, como o nome já diz, é levemente arredondada, deixando o rejunte um pouco abaixo do nível do porcelanato, o que o torna mais aparente. 

 

Colocando porcelanato

Colocando piso porcelanato com borda retificada (Foto: mdl.com.br / Reprodução)

 

 

Onde e Como Usar

O porcelanato pode ser usado não somente como piso, mas também em diversas áreas da sua casa. Alguns exemplos são: bancadas, escadas, lareiras, móveis personalizados, paredes, painéis de TV, fachadas de entrada, jardins, entre outras. 

Outra dica valiosa, é que o porcelanato pode ser utilizado no lugar do mármore ou do granito, para fazer bancadas mais resistentes à manchas e à danos, assim recriando as texturas de outros revestimentos menos resistentes à umidade. 

 

Painel para Tv em porcelanato cinza (Imagem: Eliane.com/ Reprodução)

 

Leia Também: Prós e contras do piso laminado

 

Limpeza e Manutenção

Assim como a maioria dos revestimentos, a primeira coisa a ser feita é remover a sujeira mais grossa da superfície com uma escova ou vassoura. Depois é só passar um pano ou um esfregão úmido com água e detergente neutro por cima. 

IMPORTANTE: Não use produtos que contenham ácido fluorídrico, isso pode atacar a superfície do porcelanato de maneira irreversível.

 

Limpeza-de-piso-porcelanato

Homem com um esfregão limpando piso de porcelanato (Foto: comolimpartudo.com.br / Reprodução)

 

Agora você já sabe tudo o que precisa saber para escolher um porcelanato para sua casa, que tal dar uma olhada em uma de nossas lojas ou no próprio site da Telhanorte e conferir os diversos modelos de porcelanato que temos disponíveis? Não perca tempo e aproveite para seguir a Telhanorte no instagram!

Deu na telha mudar o revestimento da sua casa? Tem na Telha!!

 

Por Veronicca Fernandes | Edição Carolina Oliveira

Conheça as características do estilo étnico

| Decoração

Veja como inserir o estilo étnico na sua casa e deixá-la do jeito que você gosta utilizando elementos simples e sofisticados

 

Abra as portas da sua casa, deixe entrar um pouquinho de cada cultura ao redor do mundo e deixe-se levar pelas influências do estilo étnico.

Você sabia que este estilo vem conquistando cada vez mais o coração dos brasileiros? Confira abaixo um pouquinho sobre essa tendência incrível e entenda o motivo disso!

 

Como surgiu

Há alguns anos, o estilo étnico era mais comum em roupas e acessórios. Entretanto, o conceito começou a criar força também nas decorações.

Nos anos 1960 e 1970, estampas étnicas eram utilizadas por jovens que começaram a usar roupas com referências de diferentes culturas em forma de protesto. A intenção era se afastar o máximo possível dos valores europeus, buscando igualdade e liberdade para a minoria, como pessoas negras, indígenas, LGBTQIA+ etc. 

sala étnica

Sala de estar no estilo étnico (Foto: doedu.co/reprodução)

 

Característica da decoração étnica

O contexto histórico desse estilo, resgata diversas culturas ao redor do mundo, investindo em elementos da cultura africana, indígena, asteca, indiana, japonesa entre outros. É possível misturar diversas estampas e objetos que representam esse estilo, mas o ponto de partida são elementos culturais exóticos como estampas de animais, tribais, souvenires de viagens, fotos, quadros e tudo o que possa lembrar outro país que não tenha influência europeia. 

Estilo étnico

Objetos decorativos estilo étnico (Foto: bangalow.com.br/reprodução)

 

Veja também: Decoração minimalista | O que é e como aderir esse estilo

 

Como utilizar a decoração étnica?

Apesar de ser um estilo incrível e cheio de elementos culturais marcantes, é preciso ter cuidado com exageros. Por ser uma decoração cheia de variantes culturais, o mais recomendado é escolher elementos do estilo étnico que mais tenha a ver com você. Pense no ambiente como um todo, o objeto escolhido combina com o resto do cômodo? As cores da parede dialogam com os móveis e objetos? Tente sempre decorar com apenas uma influência étnica para não deixar o ambiente pesado e carregado de elementos que não funcionam juntos. 

Outra dica importante é, caso você queira mais de um estilo étnico na sua casa, é interessante dividir os cômodos por etnia. Por exemplo, para o quarto elementos culturais do Japão ficam interessantes, já na sala e cozinha, você pode ser mais ousado e apostar em estampas animais e tribais. 

quarto-decoração-japonesa

Quarto com decoração japonesa (Foto: casavogue.globo.com/reprodução)

 

Agora que você já conhece o estilo étnico e sabe a melhor forma de usá-lo, que tal visitar o site da Telhanorte e conferir itens exclusivos para a decoração da sua casa? Aproveite também para nos seguir no instagram, onde toda semana você encontra dicas incríveis. 

Deu na Telha modificar o estilo da sua casa? Tem na Telha!

 

Por Veronicca Fernandes / Edição Carolina Oliveira

Decoração clássica e sofisticada

| Decoração

Está pensando em reformar ou mudar o estilo da sua casa? Então venha ver os princípios da decoração clássica!

 

A primeira coisa a se pensar quando optar por uma decoração clássica, é na combinação de cores. De preferência, use cores claras, tons pastéis, ou caso queira uma cor mais forte, as cores frias são as mais recomendadas. A atenção aos detalhes é essencial, pois na decoração clássica, os mínimos detalhes farão toda a diferença no ambiente. 

 

Leia também: Quarto infantil montessoriano: decoração funcional para crianças

Outro ponto favorável para esse estilo, são móveis antigos com acabamentos mais simples, porém delicados. A arquitetura do ambiente também pode ser um fator positivo. Por ter surgido na antiguidade, onde beleza era sinônimo de riqueza, a decoração clássica ficou conhecida por ser luxuosa. Mas, ao passar dos anos, esse estilo se reinventou, agregando o modernismo e a contemporaneidade. 

 

Sala-com-decoração-clássica-azul

Sala com decoração clássica em tons escuros (foto: weg.com/reprodução)

Elementos que complementam 

 

Com objetos simples, você obtém um estilo sofisticado e refinado. Mas lembre-se de combinar as cores, no máximo uma mistura de três cores por cômodo é o recomendado. 

E então, aposte em espelhos com molduras delicadas, mesas de vidro, cortinas brancas ou tons claros, tapetes de uma só cor, vasos de cores neutras, lustres luxuosos, entre outros. Papéis de parede com estampas florais e listradas, também podem ser uma boa investida, mas é preciso tomar cuidado para não deixar o ambiente pesado e se distanciar do estilo clássico.

 

papel-de-parede-lavabo

Papel de parede no banheiro. Projeto do arquiteto Lisandro Piloni, da Piloni Arquitetura (Foto: Alessandro Guimarães / Reprodução)

 

Leia também: Um banheiro acessível: normas e dicas para acertar

E então, agora que você já sabe como deixar sua casa com um estilo clássico e sofisticado, que tal acessar o nosso site de compras da Telhanorte e redecorar sua casa? Aproveite e nos siga no instagram para receber dicas incríveis toda semana e se inspirar ainda mais.

 

Por Veronicca Fernandes