ceramica | Blog Telhanorte

Rodapé: confira os modelos e aprenda como embutir

rodape-estrutura-piso-parede-embutido

| Ambientes Internos

 

Conheça os principais tipos de rodapé e para que servem. Confira como instalar o rodapé embutido e quais as vantagens e desvantagens

 

Há quem opte por não usar o rodapé na construção ou reforma da casa. A escolha é realmente sua, mas, para quem gosta, o rodapé oferece suavidade no arremate do piso com a parede. Além de proporcionar um acabamento de qualidade e ser esteticamente bonito, sua principal função é a de proteção da base da parede contra impactos e produtos que possam danificá-la, como vassouras, rodos, aspirador de pó, cadeiras, móveis, água e produtos de limpeza.

Hoje em dia, há uma enorme variedade de modelos de rodapé no mercado, dos mais discretos aos mais sofisticados, com diferentes tipos de materiais, formatos, tamanhos, texturas, cores. 

Rodape-10cm-Moderna-24-metros-por-caixa-branco-Santa-Luzia

Rodapé de 10cm Moderna 2,4 metros branco Santa Luzia (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Além disso, dependendo do material que será usado, o rodapé tem outra função importante: ele é usado para embutir, proteger e esconder fiação e cabos – fazendo com que o ambiente se torne mais clean.

As três principais formas de instalação são:

Rodapé Convencional ou Sobreposto: é o tipo de rodapé mais comum e utilizado – e de menor custo também. É colocado de forma sobreposta à parede, marcando um certo relevo em sua base.

Rodapé Invertido: é conhecido por esse nome justamente pelo fato de sua instalação ser ao contrário daquela de um rodapé convencional. Ou seja, ao invés das peças ficarem em relevo para fora da parede, o rodapé é instalado dentro de uma cava feita na base, demarcando um recuo interno da parede. Esta instalação faz com que a parede pareça estar “flutuando”, sem tocar o chão.

Rodapé Embutido: é colocado de forma que o rodapé fique no mesmo nível da parede, sem nenhum relevo ou recuo considerável. Suas peças acompanham o alinhamento da parede. Logo abaixo veremos como é feita a sua instalação.

 

Confira em nossa loja virtual: Rodapés

 

 

Como instalar um rodapé embutido?

Esse tipo de rodapé necessita um pouco mais de cuidado do que o rodapé convencional na hora da instalação. Por ser alinhado à parede, o profissional responsável pela instalação deverá deixar a parte debaixo da parede sem reboco, encaixar o rodapé nesse espaço e só então finalizar o acabamento.  Dessa forma, não ficará visível nenhuma borda do rodapé.

Vale lembrar o quanto é importante escolher materiais de qualidade e profissionais qualificados para desenvolver todo o trabalho de construção ou reforma da casa, escritório ou estabelecimento comercial. 

O processo para colocar o rodapé embutido pode seguir as seguintes etapas: 

1. Defina o piso que será colocado, de acordo com o projeto estabelecido; 

2. Defina qual a altura do rodapé que você deseja colocar;

3. Meça toda a extensão, para verificar a metragem de rodapé que será necessária;

4. Definido esses três passos anteriores, compre o rodapé da sua escolha

5. Caso seja possível, solicite o corte do rodapé em uma marmoraria (no caso de rodapés de mármore, cerâmica ou porcelanato), pois assim o corte ficará mais preciso, evitando o desperdício de peças.

 

Depois de comprar o seu rodapé e definir o que será feito, recomendamos que o profissional escolhido siga os passos abaixo:

1. Prepare a parede normalmente, rebocando-a;

2. Deixe um espaço no final da parede sem reboco, perto do piso, para que você possa encaixar o rodapé, de forma a ficar embutido na parede;

3. Faça uma impermeabilização do alicerce da parede e do lado externo do rodapé;

4. Utilize uma massa de cimento, ou argamassa, ou até mesmo colas especiais com alto poder de fixação;

5. Preencha toda a estrutura do rodapé, a fim de evitar quebras posteriores;

6. Use espaçadores como base entre o chão e a parte inferior do rodapé para criar espaços que deverão ser preenchidos com o rejunte;

7. Termine o reboco da parede, não se esquecendo de proteger o rodapé já colocado;

8. Aplique então o rejunte, unindo e finalizando todas as peças;

9. Aguarde a completa secagem (cura);

10. Depois do rodapé estar instalado e a parede rebocada e preparada, já pode seguir para a pintura!

 

No caso de uma obra finalizada, com as paredes prontas, para embutir um novo modelo, o profissional deverá criar um espaço na parede para o rodapéSerá preciso “descascá-la”, tirando todo o reboco exatamente no local em que será embutido o rodapé. O restante do processo é o mesmo, já descrito acima. 

 

Vantagens no uso do rodapé embutido

Entre as vantagens de usar o rodapé embutido, podemos citar: 

1. Permite uma melhor ocupação dos espaços, uma vez que os móveis podem ser bem encostados na parede;

2. Protege a parede dos impactos na hora da limpeza;

3. Protege contra umidades;

4. A depender do modelo, pode impedir o acúmulo de poeira, uma vez que suas bordas estão embutidas na parede, facilitando assim a limpeza;

5. Disfarça possíveis imperfeições;

6. Proporciona uma sensação de continuidade entre parede e acabamento;

7. Pode ser usado também como elemento decorativo, ajudando a emoldurar o ambiente;

8. Transmite a sensação de modernidade e amplitude do ambiente.

 

Desvantagens no uso do rodapé embutido

1. É preciso bastante cuidado com os móveis rentes à parede, para que a mesma não sofra nenhum desgaste e seja danificada;

2. Por ser um processo mais trabalhoso, a instalação do rodapé embutido acaba por gerar um gasto maior com a mão de obra;

3. Por exigir uma maior preparação na instalação do rodapé embutido, o tempo gasto na instalação também aumenta. 

 

Gostou das dicas?

Esperamos que tenhamos conseguido esclarecer suas dúvidas sobre os diferentes modos de instalação do rodapé e sobre como colocar o rodapé embutido. Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um setor de acabamentos para piso com rodapés e soleiras de porta, além dos departamentos de pisos e revestimentos, tintas e muito mais. 

 

Edição por: Vinicius Marques e Murilo Bonício

Dicas para proteger a casa de praia da maresia

Ideias de decoração de casa de praia

| Ambientes Internos

 

Casa de praia vs. Maresia? Aposte no seu imóvel, derrote o inimigo e conquiste o tão cobiçado prêmio: a décor dos sonhos, sempre perfeita! Saiba como!

 

Se você adquiriu um imóvel no litoral com certeza está ciente dos problemas trazidos pela maresia, certo? Agora, se você acabou de começar sua busca por um, é importante entender todas as consequências desse efeito desde já!

Seja qual for seu caso, a questão é: você sabe mesmo como proteger a casa de praia da maresia? Continue a leitura e aprenda a vencer de vez esse adversário!

 

Maresia: o efeito indesejado

Viver, mesmo que apenas durante um período, em uma área marítima é estar, constantemente, em contato com uma peculiaridade não tão positiva para os imóveis: a maresia.

O calor e as altas temperaturas do litoral acabam por transformar os vapores de água salgada em uma espécie de névoa, vinda diretamente do mar. Essa névoa com alto teor de salinidade se deposita na superfície de portas, janelas, móveis e até objetos e, ao longo do tempo, oxida esses materiais – principalmente, aqueles que são mais predispostos a sofrerem com sua ação, como é o caso dos aços, ferros e metais.

Mesmo sendo um efeito inevitável, algumas medidas podem ser tomadas para aumentar a conservação das construções e seus interiores. Confira a seguir nossas dicas e aprenda como proteger a casa de praia da maresia!

 

Dicas para otimizar a conservação do seu imóvel

Conforme mencionado acima, alguns materiais são mais atacados pela ação da maresia e, conhecer melhor sobre o assunto, é fundamental antes de comprar ou dar inicio a reforma da sua casa de praia!

Aço e ferro (cujo processo corrosivo é amplificado pela maresia), tecidos permeáveis (que absorvem a umidade salina mais facilmente) e cerâmicas brilhantes (que perdem o acabamento e a resistência antes do previsto) são alguns dos mais atingidos pelo efeito. A recomendação nesse caso é substituir o uso desses materiais, desde o uso de móveis com pés e estruturas de ferro, até os pregos, dobraduras e fechaduras.

Veja mais abaixo!

 

1. Portas e Janelas

Quem está construindo uma casa ou, então, adora passear pelos corredores dos home centers, sabe que o preço das esquadrias pode ser um pouco salgado – e não só por conta da maresia!

Dessa forma, considerar uma troca constante desses materiais pode não ser a melhor escolha para seu bolso! Esse é o tipo de compra que deve ser realizada poucas vezes durante a vida útil de um imóvel, seja ele no centro da cidade ou na beira da praia.

Portanto, optar por janelas e portas – externas e internas – feitas de PVC pode ser a melhor saída. Embora possam amarelar com o tempo, o custo de um retoque em suas pinturas com certeza será bem menor do que trocá-las por completo.

Outros materiais que podem ser muito bem utilizados nas portas e janelas de um imóvel praiano são o aço inox e o alumínio. O primeiro deve ser protegido com algum produto anticorrosão e antiumidade, para aumentar sua vida útil, enquanto o segundo pode ser considerado, inclusive, nos portões de entrada, devido sua resistência à maresia mais elevada. 

Use óleos lubrificantes uma vez por semana para evitar que os materiais enferrujem, emperrem ou fiquem rangendo.

A Sasazaki e a Esquadrisul têm linhas completas de soluções nesses materiais e perfeitos para proteger a casa de praia da maresia. Você pode conferir mais acessando a loja virtual da Telhanorte.

Janela-de-correr-Esquadrisul-de-aluminio-2-folhas-Ecosul-A--100cm-x-C--100cm-branca-1621190

Janela de correr Esquadrisul de alumínio 2 folhas Ecosul A: 100cm x C: 100cm branca (Foto: Acervo Telhanorte).

Janela-veneziana-3-folhas-Pratika-100x150x12cm-com-grade-Sasazaki

Janela veneziana 3 folhas Pratika 100x150x12cm com grade Sasazaki (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Atenção: Ferragens, como dobradiças e fechaduras de porta ou pregos e parafusos feitos de aço ou ferro, são tão suscetíveis à ação da maresia quanto as esquadrias em si e podem colocar a segurança da casa de praia em risco! Considere trocá-las, também, por aquelas feitas de aço inox ou aço cromado.

 

A madeira é um dos materiais que pode ser utilizado nas esquadrias da casa de praia. Contudo, sua aplicação vai demandar alguns cuidados a mais. Para começar, evite colocá-la nas áreas externas, uma vez que a umidade pode contribuir para o surgimento de fungos e manchas e acelerar o desgaste natural do material.

Nosso e-commerce está repleto de opções de qualidade e de marcas excelentes como a Vert, a Sidney e a MAPAF. Não deixe de conferir!

porta-madeira-pivotante-sidney

Porta de madeira pivotante Sidney BBB 210x110x14cm direita com vidro em arco (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Kit-porta-de-madeira-MDP-Bella-210x82cm-com-ferragem-E-UV-Vert

Kit porta de madeira MDP Vert Bella 210x82cm com ferragem E U.V (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Além de preferir usá-la no interior de casa, faça uso de um bom verniz marítimo ou naval a cada dois anos. Vale notar que não existe um verniz que seja 100% à prova de maresia, mas essas versões são os mais indicados no mercado. Você pode conferir esse e outros tipos de vernizes em uma seção exclusiva em nossa loja virtual.

Por fim, o tradicional uso de vidros nas esquadrias é uma medida inteligente quando se trata de como proteger a casa de praia da maresia. Isso porque as portas e janelas de vidro limitam a salinidade nos ambientes internos e reduzem a entrada de correntes de ar e o barulho externo.

Atenção: Se ainda assim, seu portão acabar por ser de ferro, pinte-o – assim como as grades – com revestimentos antioxidantes. Caso já tenha sido aplicado no passado, será necessário lixá-lo e tratá-lo com convertedor de ferrugem antes de recuperá-lo novamente.

 

2. Pisos e revestimentos

Algumas variáveis impactam diretamente na escolha do piso ideal para casa de praia, como: a proximidade com o mar, a quantidade de pessoas molhadas que frequentam ou podem vir a frequentar o local, a temperatura média, o tipo de areia da praia e etc. Para que a durabilidade do piso seja garantida, é necessário que haja uma análise dessas questões antes da compra e que sua decisão seja baseada, sobretudo, na funcionalidade e praticidade do material.

Levando isso em conta, os porcelanatos e os pisos cerâmicos são as melhores opções para proteger a casa de praia dos fatores externos – especialmente da maresia. Contudo, alguns cuidados devem ser tomados. Apesar de ter alta resistência, ótima qualidade e possuir grande variedade de tamanhos e formatos, o piso de porcelanato em uma casa de praia não deve ser polido, uma vez que, devido à presença de areia, eles riscam com maior facilidade!

 

Porcelanato-retificado-54x54cm-Realeza-brilhante-Delta

Porcelanato retificado 54x54cm Realeza brilhante Delta (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Rodape-retificado-porcelanato-tecnico-Adhara-145x80cm-polido-bege-5-pecas-Eliane

Como os revestimentos, o rodapé é disponibilizado em dois acabamentos: retificado e bold – Rodapé retificado porcelanato técnico Adhara 14,5x80cm polido bege 5 peças Eliane (Foto: Acervo Telhanorte).

 

A preferência vai para os modelos acetinados – mais resistentes à umidade, riscos, manchas e maresia – e aos modelos retificados, que possuem um espaçamento irrisório entre as placas, proporcionando um menor acúmulo de areia e poeira.

 

Porcelanato-Pierre-Belle-natural-retificado-60x120cm-Portobello

Porcelanato Pierre Belle natural retificado 60x120cm Portobello (Foto: Acervo Telhanorte)

 

Sugestão de leitura: Ainda não sabe a Diferença entre porcelanato retificado e não retificado? Acesse o link para a matéria, tire todas as suas dúvidas e saiba qual o melhor para sua casa! Aproveite e cheque também Como tirar riscos do piso laminado: passo a passo completo disponível em nosso blog!

 

Já em relação ao piso cerâmico, prefira o tipo acetinado ou fosco e com texturas para ajudar a disfarçar as manchas de umidade que a maresia deixa nos revestimentos. Os pisos brilhantes, esmaltados ou polidos não são indicados, pois são mais propensos a riscos e manchas, devido a sua perda de acabamento acelerada pela maresia.

piso-cermico-royal-gres

Piso cerâmico Real Plus acetinado bold 62x62cm bege marmorizado Royal Gres (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Como vantagens podemos citar sua longa vida útil (podem resistir até 20 anos se colocados em ambientes nos quais seu uso seja recomendado), a facilidade de limpeza (podem ser varridos facilmente e limpos apenas com água e sabão neutro) e a grande gama de padronagens e texturas, dentre as opções estão os revestimentos cerâmicos que reproduzem madeira, ótimos para trazer o clima de acolhimento na decoração com fibras naturais e evitar os custos extras que a madeira tradicional gera, como os relacionados ao selamento das peças necessário para que não apodreçam com a umidade.

 

Piso-ceramico-Maderatto-Mix-Plus-acetinado-bold-62x62cm-madeira-marrom-Royal-Gres

Piso cerâmico Maderatto Mix Plus acetinado bold 62x62cm madeira marrom Royal Gres (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Optar pelo mármore e granito também podem ser boas opções contra à maresia. A vantagem está em serem pisos que têm pouca porosidade e alta impermeabilidade, o que os tornam resistentes à umidade e, consequentemente, à manchas. Sua desvantagem está no fato de não ser ideal para áreas externas – por ter menor resistência a um fluxo maior de pessoas – e ser considerado um material mais caro.

Soleira de mármore 82x14cm branco Granífera

Soleira de mármore 82x14cm branco Granífera (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Piso-granito-40X40cm-preto-onix-064-AM-Granifera

Piso granito 40X40cm preto onix 0,64 AM Granífera (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Sugestão de leitura: Quer usar e abusar do mármore mesmo quando seu uso não for ideal? Leia tudo sobre o Revestimento porcelanato marmorizado: dicas e vantagens e faça uso desse recurso já!

 

Nossa última, mas não menos importante, dica em relação aos pisos para uma casa de praia é o cimento queimado. Muitos acreditam que esse tipo de piso não é indicado para locais que sofram com a ação da maresia, mas isso somente ocorre quando ele não é tratado propriamente!

Utilizar um concreto com menos porosidade e menor absorção, obtido ao usar a menor quantidade de água na sua produção e usar aditivos plastificantes são formas de tornar o cimento queimado uma boa opção para casas de praia!

 

Aditivo-plastificante-36L-branco-Quartzolit

A Quartzolit possui diversas soluções de aditivos monocomponentes de fácil aplicação, como o Aditivo plastificante 3,6L branco Quartzolit (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Atenção: Seja qual for sua escolha, opte por versões com resistência ao escorregamento! O ambiente praiano é sinônimo de áreas molhadas e, ao fazer essa escolha, você previne acidentes, especialmente em partes descobertas, como decks e varandas.

 

3. Tintas e vernizes

Quando falamos em tintas e corantes, o segredo de como proteger a casa de praia da maresia está em fazer uso das famosas tintas acrílicas, preferencialmente a versão antimofo, já que as gotículas de maresia provocam a proliferação de fungos e bolores no interior das casas. Essas tintas protegem de maneira mais eficiente as paredes contra os efeitos da umidade e da salinidade presentes na maresia e tornam as paredes ainda mais resistentes aos raios solares.

O uso de tintas impermeabilizantes na fachada e nas paredes externas também é essencial, visto que elas impedem que o sal proveniente dos vapores de água penetre nos poros do concreto, enfraquecendo-o com rachaduras e corroendo as estruturas metálicas internas das paredes.

Para você que está repaginando sua casa de praia, a Telhanorte conta com diversas marcas que provêm excelente cobertura, alta resistência e durabilidade, ótimo rendimento e secagem rápida, como é o caso das tintas látex impermeáveis da Sherwin Williams. Acesse nossa loja virtual ou vá até uma das nossas unidades para encontrar essa e demais opções!

 

Tinta-latex-Metalatex-acrilica-18L-bianco-sereno-Sherwin-Williams-567906

Tinta látex Metalátex acrílica 18L bianco sereno Sherwin Williams (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Como falamos anteriormente, uma boa forma de manter sua casa de praia protegida da maresia é utilizando os vernizes marítimos ou navais e as versões premium – indicadas para áreas molhadas. A Suvinil e a Sparlack possuem linhas completas destes produtos e você pode encontrá-las hoje mesmo em nosso e-commerce!

 

Verniz-Maritimo-36-litros-fosco-incolor-Suvinil

Verniz Suvinil Marítimo 3,6 litros fosco natural (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Verniz-Super-Premium-Cetol-Deck-natural-Sparlack

Verniz Super Premium alto desempenho Cetol Deck 3,6L natural Sparlack (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Além da escolha dos tipos mais recomendados para construções no litoral – alumínio ou inox, cerâmica, concreto, fibrocimento ou galvalume – as telhas também devem receber uma camada de aditivos impermeabilizantes para diminuir os efeitos da maresia.

Para isso, a Resina Acrílica base água da Suvinil é o produto ideal, com acabamento brilhante e uma excelente ação impermeabilizante. É a base de água, oferecendo baixo odor e facilidade no processo de aplicação, sendo indicado para embelezar e proteger as superfícies de telhas (cerâmicas, amianto, fibrocimento e outros), tijolos aparentes, pedras naturais (ardósia, pedra mineira, entre outras), concreto aparente.

Resina-acrilica-base-agua-ceramica-telha-36-litros-Suvinil

Resina acrílica base água cerâmica telha 3,6 litros Suvinil (Foto: Acervo Telhanorte).

 

4. Mobiliário e decoração

Assim como o restante da casa de praia, o mobiliário deve ser simples, preferencialmente usando na decoração materiais naturais como bambus e fibras naturais. É importante tratar frequentemente as peças com óleo de peroba para evitar ressecamento.

Investir em móveis com cores claras é uma das formas de tornar o ambiente ainda mais relaxante – o que, normalmente, as pessoas desejam ao passarem uns dias descansando na praia. Tons de madeira e palha também são muito bem vindos!

 

O-bambu-quando-utilizado-nos-artigos-decorativos-e-combinado-com-cores-claras-deixa-a-decoração-mais-clean-e-sofisticada

Detalhes decorativos em bambu (Foto: Uol Mulher / Reprodução).

 

Já em relação aos estofados internos e/ou externos, prefira os tecidos impermeáveis ou aquablockcomo lona, PVC ou couro – que não absorvem umidade e garantem uma vida útil maior para os produtos. A mesma recomendação vale para almofadas, tapetes e cortinas!

 

Persiana-horizontal-de-PVC-100x160x25cm-cinza-Primafer

Persiana horizontal de PVC 100x160x2,5cm cinza Primafer (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Ao comprar eletrodomésticos, opte por aqueles fabricados com aço inox. Esse material retarda o efeito da maresia que oxida os aparelhos metálicos e os enferruja.

Geladeira-Brastemp-Frost-Free-Side-Inverse-540-litros-Inox

Geladeira Brastemp Frost Free Side Inverse 540 litros cor Inox com Ice Maker (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Outra dica de como proteger os móveis da maresia é fazendo uso de capas protetoras, para evitar o contato direto dos objetos com a ação da maresia – especialmente se sua casa de praia não for sua morada oficial e você passar longos períodos sem frequentá-la.

Se no seu caso, a praia não é somente um destino de férias, mas sim parte do seu dia a dia, um bom jeito de cuidar dos móveis e eletrodomésticos é através da aplicação de produtos anticorrosão e antiumidade, conservando-os por mais tempo.

 

5. Dicas gerais

Manutenções periódicas são parte do segredo de como proteger a casa de praia da maresia. Afinal, verificar frequentemente se os materiais – sejam eles móveis, portas, janelas, pisos, encanamento, rede elétrica ou telhas – estão sofrendo com os vapores da maresia é o caminho mais rápido para a prevenção e reparo. É sempre importante também renovar a pintura das paredes e móveis para ajudar nessa proteção.

Tenha em mente que quanto mais natural melhor! Assim, as janelas e portas devem ser amplas para obter um maior aproveitamento da luz do sol e passagem de correntes de ar. Use e abuse da iluminação interna, priorizando as lâmpadas de LED, que gastam menos energia e emitem menos calor.

Por fim, uma casa bem ventilada é ideal para proteger a casa de praia da maresia! Invista em ventiladores – de chão e de teto – especialmente em banheiros, cozinhas e demais áreas úmidas.

A ventilação cruzada – correntes de ar que passam por aberturas de portas e janelas de paredes opostas ou adjacentes – garante uma circulação de ar mais veloz, já que o ar entra por uma ponta e sai pela outra. Dessa forma, se você estiver construindo sua casa de praia do zero, priorize esse tipo de planta e os ambientes integrados.

Arandela-de-aluminio-Taschibra-G9-25W-preto-fosco-Hadar-V1V-1617486

Arandela de alumínio Taschibra G9 25W preto fosco Hadar V1V (Foto: Acervo Telhanorte).

Spot-de-LED-Taschibra-direcionavel-3-lampadas-4W-6500k-branca-base-preta-1617354

Spot de LED Taschibra direcionável 3 lâmpadas 4W 6500k branca base preta (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Ventilador-de-teto-Led-repelente-com-controle-3-pas-220V-130W-branco-Spirit

Ventilador de teto Led repelente com controle 3 pás 220V 130W branco Spirit (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Agora você já sabe como proteger a casa de praia da maresia!

E ai? Pronto para fornecer a melhor proteção para sua casa?

Visite a loja virtual da Telhanorte e faça as compras de todos os materiais que precisar. Encontre pisos e revestimentos, tintas, objetos de decoração, acessórios para área externa, produtos de praia e piscina e jardim!

Compre em até 9x sem juros com o cartão Telhanorte, por telefone ou via WhatsApp.

E claro… Aproveite o Verão Telhanorte e receba produtos em casa, com frete grátis, para todo Brasil, até dia 15/01/2021! Confira os produtos participantes da promoção no site oficial!

 

Escrito por: Murilo Bonício | Edição Stéphanie Durante

Conheça 14 modelos de pisos para interior de casas

modelos de pisos para interior de casas

| Decoração

 

Nessa matéria iremos apresentar exemplos dos principais tipos de piso para interior de casas, perfeitos para os mais diversos ambientes. Venha se inspirar!

 

Imagine que, depois de um dia exaustivo de trabalho, você finalmente chega à porta de sua casa e coloca seus pés para dentro. Só de pensar, dá até para sentir aquela sensação maravilhosa, não é mesmo?

Mas o que modelos de pisos para interior de casas têm a ver com isso?

O alívio de colocar os pés em um chão fresquinho e brilhante, no calor. Ou sentir o conforto do carpete sob seus pés após enfrentar um dia de frio… Não tem como descrever o prazer!

O que talvez você não tenha notado é que o primeiro contato que você tem ao chegar é com o piso. É ele quem primeiro te recebe e, quanto mais adequado for o modelo, mais ele oferecerá acolhimento, conforto e descanso.

modelo-de-piso-para-interior-de-casa

Conheça 14 modelos de pisos para interior de casas (Fonte: Unsplash/ Reprodução)

 

Mas como escolher o piso ideal para que sua chegada em casa seja ainda mais prazerosa?

No texto de hoje, vamos apresentar 14 modelos para interior de casas que você precisa conhecer antes de fazer sua escolha. São eles:

  1. Cerâmica
  2. Porcelanato
  3. Laminado
  4. Granito
  5. Mármore
  6. Tábua corrida
  7. Taco
  8. Lajota ou ladrilho hidráulico
  9. Vinílico
  10. Ardósia
  11. Pastilhas
  12. Resina epóxi
  13. Carpete
  14. Cimento queimado

Ficou interessado em se inteirar mais sobre cada um deles? Então siga com a gente!

 

Pisos para interior de casas: principais modelos e exemplos

Identificar com clareza quais são os principais modelos de pisos para interior de casas + exemplos disponíveis no mercado pode ajudar bastante na sua escolha. Posto isto, elencamos nessa matéria 14 opções e tratamos um pouco das características de cada uma delas. Confira!

1. Cerâmica

Talvez o mais popular entre os compradores brasileiros, por conta do custo-benefício, o piso de cerâmica é bastante versátil. Com tamanhos que vão de 20 x 30 cm a 100 x 100 cm, ele conta com um amplo leque de texturas e estampas. A superfície da cerâmica pode ser acetinada, brilhante, esmaltada, lisa, rústica ou em relevo. Opções não faltam para que você abuse de sua criatividade no momento da seleção.

piso-cermico-royal-gres

Piso cerâmico Real Plus acetinado bold 62x62cm bege marmorizado Royal Gres (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Por conta de suas propriedades, o piso de cerâmica ajuda a manter sua casa fresquinha, mesmo durante o forte verão brasileiro. Ele também faz sucesso por ser de alta resistência e de fácil limpeza – fatores que também devem ser levados em conta para proverem praticidade ao seu dia a dia. Você pode encontrar exemplares do piso cerâmico Real Plus na nossa loja online.

2. Porcelanato

Cada vez mais conhecido, o porcelanato é o preferido para residências de alto padrão. Ele é produzido em massa única já na sua coloração e conta com matérias-primas nobres. Com alta resistência e ótima qualidade, o porcelanato tem uma grande variedade de tamanhos e formatos.

Entre os acabamentos, destacam-se o acetinado, amadeirado, brilhante, esmaltado, polido, semipolido e o rústico. Imitando de madeira a pedras naturais, este modelo de piso é tido como uma moderna opção para salas, dormitórios, entre outros cômodos. Confira mais detalhes do piso de porcelanato Quebec na nossa loja online.

 

piso-porcelanato-quebec

Porcelanato Quebec HD brilhante retificado 56x56cm marrom Rochaforte (Foto: Acervo Telhanorte).

 

3. Laminado

Se você gosta de acabamentos em madeira, o piso laminado pode ser a versão mais barata para unir uma estética agradável a um ótimo custo-benefício. Por ser feito a partir de madeira aglomerada (madeira com plástico), o piso laminado é mais acessível e permite uma rápida instalação.

piso-laminado

Piso laminado Durafloor de click Harmony Carvalho Taupo C: 1340cm x L: 248cm madeirado (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Além disso, possui uma textura bastante lisa – o que, para determinadas ocasiões, também pode ser um contraponto – e é confortável ao toque. O ideal é que o piso laminado não seja lavado, mas que seja usado, no máximo, um pano úmido. Adquira o piso laminado Durafloor usado neste ambiente através da nossa loja online.

 

quarto-bebe-piso-laminado

Quarto de bebê com piso laminado Durafloor (Foto: Acervo Telhanorte).

 

4. Granito

Formado por 3 minerais (feldspato, mica e quartzo), o granito, entre outras aplicações, é um interessante modelo de piso para o interior da sua casa. Além da beleza e todo o requinte que oferece, ele se destaca pela durabilidade e resistência. Este tipo de piso pode ser aplicado em qualquer cômodo interno da casa, com destaque especial para no banheiro, já que o material tem baixa absorção de água e é resistente a manchas.

Os pisos de granito arranham muito pouco e, mesmo quando a pedra é danificada, podem ser polidos para renovar o visual. Dessa forma, além de fácil de limpar, ele conta uma vida útil que compensa o investimento. Você consegue encontrar o piso de granito Granífera diretamente no nosso site.

piso-de-granito

Piso granito 40X40cm branco 0,64 AM Granífera (Foto: Acervo Telhanorte).

 

5. Mármore

Opção bastante próxima ao granito, o mármore – rocha metamórfica formada, principalmente, por minerais de calcita – é um material bastante estético e elegante. Indicado para ambientes internos, possui custo mais elevado, uma vez que no Brasil sua produção não é tão usual.

Destaca-se, entre outros pontos, pela variedade de cores e preços, que possibilitam a adequação a diversos tipos de projetos. Já os pontos negativos incluem o fato de ele ser menos resistente do que o granito e bastante escorregadio. O modelo de piso cerâmico Pleno Formigres e diversos outros estão disponíveis no nosso site.

piso-mármore

Piso cerâmico Pleno acetinado bold 61x61cm mármore Formigres (Foto: Acervo Telhanorte).

 

6. Tábua corrida

A madeira, quando bem empregada, oferece uma beleza bastante destacável aos ambientes internos de uma casa. É por conta disso que a tábua corrida é também uma interessante opção para o interior do seu lar.

Também conhecidas por assoalho ou, ainda, soalho, as tábuas de madeira são organizadas no piso de forma que fiquem paralelas umas às outras. Seus pontos negativos são os fatos de elas não serem exatamente um piso sustentável (compostas 100% de madeira) e de serem difíceis de higienizar.

Os pisos de tábua corrida precisam ser instalados “flutuantes”, isto é, as tábuas são parafusadas por cima de uma estrutura com caibros e ripas.

piso-tábua-corrida

Quarto escandinavo com piso em tábua corrida (Foto: Homify / Reprodução).

 

7. Taco

Sucesso entre os anos 60 e 80, os tacos de madeira são bastante utilizados para dar um ar retrô aos ambientes internos das casas. As opções de madeira mais utilizadas para fabricação dos tacos são cumaru, grápia e ipê.

Assim como a tábua corrida, elas demandam uma manutenção mais trabalhosa e possuem custo elevado. O cimento vai precisar ser nivelado e aguardar o seu tempo de cura e depois os tacos são aplicados com cola PVA. No entanto eles não necessitam de outras peças para fixa-los no contrapiso.

piso-taco

Piso de taco – Imagem Ilustrativa (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Outras duas opções próximas ao taco são o parquet e o bambu.

O primeiro se diferencia do taco, sobretudo, pelos desenhos maiores. Basicamente é a reunião de diversos parquets em uma peça só e deve ser instalado em formato de damas (cada placa no sentido oposto da anterior).

Já o bambu se destaca por ter uma resistência até maior que a madeira do taco, o que também faz dele uma interessante opção.

piso-taco-parquet

Taco estilo parquet aplicado sobre chão de cozinha (Foto: ParquetSP / Reprodução).

 

8. Lajota ou ladrilho hidráulico

Você já se deparou com a foto de algum conhecido que, tendo visitado Portugal, tirou fotos com algum piso de ladrilho? Esse tipo de revestimento costuma ser atração turística, pois foi bastante utilizado no século 19, sobretudo, na Europa. E agora eles estão voltando à moda!

Com custo alto, já que conta com produção artesanal, a lajota (ou ladrilho hidráulico) é uma ótima alternativa para conceber ao interior da sua casa um ar diferente e customizado. Nosso e-commerce conta com várias opções de pisos de lajota, tão lindos quanto o modelo Cotto Corrugada Fênix apresentado na imagem abaixo. Não deixe de conferir!

 

piso-ladrilho-lajota

Lajota de cotto corrugada 17x26cm terracota Fênix (Foto: Acervo Telhanorte).

 

9. Vinílico

Produzido com resina de PVC, o vinílico é um modelo de piso que costuma apresentar estampas que imitam madeira, como no caso do piso vinílico Loft Dark da Durafloor, por exemplo. Sua grande vantagem é que ele é antirruído, o que o torna ideal para quartos e salas que contam com bastante movimentação. E então, se encaixa no seu caso?

Semelhante ao laminado e à tábua, o vinílico é uma opção sustentável para quem procura modelos mais amadeirados. Sua limpeza deve evitar água, o que o faz não ser tão indicado para banheiros e cozinhas.

piso-vinilico-durafloor

Piso vinílico Loft Dakar 122x20cm Durafloor (Foto: Acervo Telhanorte).

 

 

10. Ardósia

O modelo de piso em pedra ardósia ficou muito famoso nos anos 80 devido à sua durabilidade e baixo custo. Bastante característica de projetos antigos, a pedra geralmente verde pode dotar a parte interna da residência de um ar mais vintage. Pedra fria, por sua vez, é o revestimento ideal para amenizar altas temperaturas.

Além disso, os pontos de atenção são que este tipo de piso é escorregadio, exige cuidados específicos com limpeza e, em ambientes pequenos, pode dar sensação de que o espaço é menor do que realmente é.

piso-ardosia-interior

Sala de estar com piso em ardósia cinza (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

11. Pastilhas

Opção com custo elevado, já que exige um cuidado apurado na instalação, a pastilha é um modelo de piso bastante interessante para banheiros, agregando em beleza e estilo. As pastilhas, sem dúvidas, oferecem um visual bem distinto das demais opções. Com o padrão da pastilha Vidro Real, por exemplo, você pode criar diferentes composições ao mescla cores de cinza, preto e branco. Você encontra esse e demais modelos na nossa loja online, ok?

pastrilha-de-vidro

Pastilha de vidro 30x30cm mescla cinza Vidro Real (Foto: Acervo Telhanorte).

 

12. Resina epóxi

A resina epóxi, também conhecida como porcelanato líquido ou piso 3D, é um modelo de piso moderno e de fácil limpeza.

O produto vem em um galão ou balde e conta com uma fácil aplicação e versatilidade. Após um período de 48 horas, podendo ser mais conforme o clima, já podemos notar uma secagem perfeita.

Ela pode ser aplicada diretamente no piso já existente, facilitando o processo e diminuído custos. Basta derramar o líquido – colorido ou incolor – sobre uma superfície lisa e homogênea e esperar pelo resultado.

Se o seu foco é uma reforma, vale a pena considerar a resina epóxi, viso que ela não exige a quebra ou remoção do piso antigo.

piso-resina-epoxi

Aplicação de resina líquida sobre piso nivelado (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

13. Carpete

Um dos destaques no quesito conforto, o carpete é mais usualmente utilizado em quartos, onde há menos circulação. Ele oferece sensação de aconchego e é o preferido de pessoas que gostam de se acomodar pelos vários cantos da casa. Em contrapartida, pela dificuldade de limpeza e devido ao fácil acúmulo de poeira, não é indicado para quem sofre de alergias ou problemas respiratórios.

piso-carpete

Carpete de escritório (Foto: Blog Imóvel Web / Reprodução).

 

14. Cimento queimado

Um dos modelos de pisos para interior de casas da moda, o cimento queimado é muito utilizado em casas modernas, de estilo industrial. Ele se evidencia por ser uma solução inovadora, extremamente resistente e de baixo custo.

Vários produtos, como o cimento queimado pisos Quartzolit, por exemplo, são ideais para revestir pisos e dar ao cômodo aquele toque de atual. Basta aplicar à água e misturar e a aplicação já pode ser feita. Lembre-se sempre de retirar os excessos e de deixar a superfície o mais homogênea possível.

piso-cimento-queimado

Cimento queimado para pisos Quartzolit (Foto: Quartzolit / Divulgação).

 

E então, já sabe por qual modelo de piso para interior de casas você vai escolher para o seu projeto? Lembre-se que a escolha pode ser decisiva para a sua qualidade de vida!

A Telhanorte proporciona estas e outras diversas opções de piso para interior de casa, sempre pesando pela qualidade! Fazemos entregas em todo o Brasil e parcela suas compras em até 8x!

Compartilhe com a gente nos comentários qual é o seu tipo preferido e continue acompanhando outros materiais em nosso blog!

Melhores revestimentos de parede externa | TOP 7

revestimento-3d-parede-externa

| Área Externa

 

Revestimento de parede externa em cerâmica, porcelanato, imitando madeira e até 3D… Desde os materiais mais resistentes até os mais sofisticados. Confira nosso Top 7!

 

Ter um cantinho ao ar livre dentro de casa é um privilégio cada vez mais cobiçado. E para investir na decoração de qualquer área exterior é fundamental conhecer os tipos de revestimento de parede externa disponíveis no mercado.

E não importa se você quer decorar uma varanda, um quintal ou até mesmo se está buscando revestimento de parede externa para piscina. Não faltam opções, para todos os tipos de gostos e bolsos.

Continue lendo e aprenda mais sobre os melhores tipos disponíveis no mercado!

 

7 tipos de revestimento de parede externa

Revestir paredes da área exterior da sua casa requer cuidados especiais, uma vez que estas ficam mais expostas ao sol a à umidade. Para evitar problemas de estética e de conservação, confira nosso guia com 7 tipos de revestimento de parede externa:

 

1. Cerâmica

Uma das opções mais procuradas é o revestimento de parede externa em cerâmica ou azulejo — como é popularmente chamado.

Possui grande variedade de cores e formatos, sendo largamente usada para imitar outros materiais. Enquanto os ladrilhos decorativos são perfeitos para ambientes internos, as lajotas são muito bem-vindas na área externa. Entre os principais modelos de lajotas de cerâmica estão a terracota e colonial vermelha, assim como as de barro e coloniais, que podem ser boas opções para um estilo mais clássico e rústicos.

Sua versatilidade e o custo benefício do material o tornam adaptável a quase qualquer projeto arquitetônico, especialmente os que recobrem as superfícies verticais e não sofrem muito atrito. Por isso, é um ótimo revestimento para piscinas, paredes, muros e fachadas. Há lajotas especialmente desenvolvidas para resistirem à imersão em água e em agentes químicos usados no tratamento de limpeza

 

Sugestão de leitura: Aliás, você sabe Qual piscina escolher: concreto, fibra de vidro ou vinil? Clique no link e aprenda tudo para ter a piscina dos seus sonhos!

 

As vantagens de apostar nos revestimentos são inúmeras. Algumas principais são:

Outra vantagem é a fácil manutenção, bastando um pouco de água e sabão para deixá-las como novas.

Assim como os pisos e porcelanatos, os revestimentos de cerâmica para parede também podem ser escolhidos de acordo com suas características.

Dentre os diversos modelos de revestimentos de parede, você pode escolher entre três tipos de acabamentos:

Além disso, também é possível escolher:

 

Kit-de-revestimento-de-parede-decorado-Cube-Silver-acetinado-retificado-45x90cm-2-pecas-prata-Eliane

Kit de revestimento de parede decorado Cube Silver acetinado retificado 45x90cm 2 peças prata Eliane (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Revestimento-de-parede-Eliane-Patch-Brasilia-Solar-brilhante-retificado-C--29cm-L--29cm-amarelo-1643835

Revestimento de parede Eliane Patch Brasília Solar brilhante retificado C: 29cm L: 29cm amarelo (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Revestimento-Eliane-para-piscina-Java-Mar-Mesh-Boldo-Brilhante-C-75-cm-X-L-75-cm-1626426

Revestimento Eliane para piscina Java Mar Mesh Boldo Brilhante C:7,5 cm X L:7,5 cm (Foto: Eliane / Reprodução).

 

2. Porcelanato

O uso do porcelanato para revestimento de parede externa também está bastante difundido na decoração de exteriores, principalmente em sua versão natural – enquanto a versão polida é largamente utilizada para pisos internos.

Outra qualidade do porcelanato é sua capacidade de imitar outros materiais, como cimento, pedra e tijolo. Existe uma variedade de cores, formatos (placas, filetes, mosaicos) e diferentes acabamentos como:

Trata-se de um material muito resistente e impermeável. Essas características o tornam especialmente indicado para lugares com muita umidade, seja no piso ou parede externa.

Para quem quer criar ambientes únicos com esse material, aproveite para combinar piso porcelanato com revestimento do mesmo material.

 

Porcelanato-Tecnico-Patch-Damasco-Perola-acetinado-retificado-60x60cm-bege-Eliane

Porcelanato Técnico Patch Damasco Pérola acetinado retificado 60x60cm bege Eliane (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Mosaico-Portinari-Geographic-acetinado-retificado-C--298cm-x-L--298cm-mix-1435981

Porcelanato em Mosaico Portinari Geographic acetinado retificado C: 29,8cm x L: 29.8cm mix (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Mosaico-Portinari-Geographic-acetinado-retificado-C--298cm-x-L--298cm-preto-1433768

Porcelanato em Mosaico Portinari Geographic acetinado retificado C: 29,8cm x L: 29.8cm preto (Foto: Acervo Terlahnorte).

 

Porcelanato-Eliane-Onix-Cristal-polido-retificado-C--1182cm-x-L--59cm-bege-1520962

Porcelanato Eliane Onix Cristal polido retificado C: 118,2cm x L: 59cm bege brilhante (Foto: Acervo Telhanorte).

 

3. Madeira

Uma tendência sempre em alta para revestimentos externos é a madeira. O material traz elegância para o ambiente, garantindo um toque rústico e natural, e pode ser combinado com vários conceitos arquitetônicos.

Se optar pela madeira, tenha em mente que elas precisarão ser tratadas, pois ficarão expostas ao sol e à chuva. Esse tratamento também facilitará a limpeza, que requer produtos apropriados para que o material seja conservado.

Há ainda a opção de revestimento de parede externo imitando madeira, principalmente para quem deseja mais durabilidade e menos gastos. Tenha em mente que um porcelanato ou uma cerâmica, por exemplo, imitando madeira, por exemplo, deixará sua casa elegante e ainda ajudará na preservação do meio ambiente.

 

Porcelanato-Carvalho-Camel-matte-retificado-194x1182cm-madeira-Eliane

Porcelanato Carvalho Camel matte retificado 19,4×118,2cm madeira Eliane para pisos e paredes (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Revestimento-de-parede-Leque-Legno-matte-retificado-32x100cm-madeira-Ceusa

Cerâmica para Revestimento de parede Leque Legno matte retificado 32x100cm madeira Ceusa (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Revestimento-de-parede-retificado-30x90cm-Clapboard-D-Oliver-Portobello

Tábuas de madeira simuladas em Revestimento de parede retificado 30x90cm Clapboard D’Óliver Portobello (Foto: Acervo Telhanorte).

 

4. Pedras

Para os interessados em um estilo mais rústico, a melhor pedida são as pedras naturais. A manutenção do material é simples e sua resistência às intempéries o tornam um ótimo investimento de longo prazo.

Ao contrário do que muitos acreditam, é possível apostar em pedras naturais tanto para pisos e revestimentos. No geral, elas podem ser usadas nas paredes da região da sala de estar, da churrasqueira, como revestimento de parede externa, e no chão próximo à piscina ou para decorar o jardim, como piso antiderrapante para quintal, piso para deck e bordas de piscina.

Há centenas de opções de pedras de revestimento de parede externa, como arenito, pedra mineira e pedra bruta branca, entre outras. Portanto, não será difícil encontrar uma que harmonize com o estilo da sua área externa

 

Sugestão de leitura: Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações para acertar na fachada da casa!

 

Assim como no caso da madeira, outros modelos de revestimento imitam pedra, como cerâmica e porcelanato. Estes são mais fáceis de aplicar e custam bem menos que uma parede de pedras convencional. 

 

Pedra-Miracema-115x23cm-cinza-Sao-Jorge-514578

Pedra Miracema 11,5x23cm cinza São Jorge (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Piso-granito-40X40cm-preto-onix-064-AM-Granifera

Piso granito 40X40cm preto onix 0,64 AM Granífera (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Pedra-Madeira-115x23cm-amarelo-Sao-Jorge

Pedra Madeira 11,5x23cm amarelo São Jorge (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Cerâmica padrão pedra no Revestimento de parede retificado 63,1×43,7cm Filetado Quartz Jetplus Ceusa (Foto: Acervo Telhanorte).

 

5. Canjiquinha

Em relação ao uso de pedras naturais, o revestimento de parede externa canjiquinha merece um capítulo especial. Também conhecida como pedra São Tomé, devido à região em que é extraída, em Minas Gerais, o material é formado a partir de grãos de quartzo (família dos quartzitos). 

Características como grande resistência, alta absorção de água e propriedades antiderrapantes e antitérmicas ajudaram a popularizar a canjiquinha no universo da decoração de exteriores. Sem falar na variedade de cores e texturas.

 

quartzito-cores

Cores e padrões de quartzito Foto: Acervo Telhanorte).

 

Novamente, não deixe de considerar outros materiais mais baratos e de fácil manutenção que tenham o padrão da pedra São Tomé, como é o caso de porcelanatos e até papéis de paredes – sendo o segundo mais recomendado para áreas internas.

Para verificar essas e demais opções, acesse a loja virtual da Telhanorte ou visite uma das nossas unidades para uma experiência ainda mais completa e com produtos diversificados.

 

Porcelanato-Elizabeth-Quartzita-Beige-fosco-retificado-C--625cm-x-L--625cm-bege-1625799

Porcelanato Elizabeth Quartzita Beige Retificado C: 62,5cm x L: 62,5cm Bege (Foto: Acervi Telhanorte).

 

Papel-de-parede-canjiquinha-marrom-52cmx10m-Revex

Papel de parede canjiquinha marrom 52cmx10m Revex (Foto: Acervo Telhanorte).

 

6. Tijolo

Outro material que preza pela durabilidade e fácil manutenção é o tijolo ou bloco cerâmico. O revestimento nesse estilo é ideal para quem deseja um estilo mais campestre, retrô ou industrial. 

Além disso, é bastante comum combinar os tijolos aparentes com outros materiais, como a madeira, para caprichar ainda mais no visual. Mais uma dica preciosa é a aplicação de uma resina especial sobre os tijolos para deixarem com um aspecto imponente por mais tempo. 

 

Sugestão de leitura: Se você ficou interessado, saiba mais sobre Parede de tijolinho rústico aparente: 5 dicas para usar sem errar nessa outra matéria imperdível!

 

E quem quer investir nesse estilo, mas não quer quebrar ou modificar estruturas, pode ficar tranquilo, pois há diversos tipos de revestimento imitando tijolo, com adesivos vinílicos – que diferente dos papéis de parede, podem ser molhados.

Já para os que querem uma peça coringa, tanto para a construção quanto para a decoração, a melhor opção é usar os os tijolos de vidro. A peça garante ótimo isolamento térmico, acústico e boa entrada de luminosidade ao espaço.

Os blocos de vidro são geralmente usados para detalhes das construções, como paredes para divisão de ambientes e entradas de luz. Outro uso é na construção de balcões que separam a copa da cozinha, em detalhes no banheiro, vestiários, construção de deques de piscina e muitos outros meios.

 

tijolo

Bloco cerâmico 14x19x29cm Nova Conquista Foto: Acervo Telhanorte).

 

Adesivo-de-Azulejo-45x60cm-Tijolo-Branco-Grudado-1770640

Adesivo de Azulejo 45x60cm Tijolo Branco Grudado (Foto: Grudado / Reprodução).

 

Bloco-de-vidro-Rio-20x10cm-C-Ibravir

Bloco de vidro Rio 20x10cm C Ibravir (Foto: Acervo Telhanorte).

 

7. 3D

Deixamos para o final uma alternativa interessante para quem busca um padrão moderno: o revestimento de parede externa 3D.

Isso mesmo, três dimensões, graças à utilização de materiais que dão uma sensação de movimento. Normalmente, esse revestimento em alto relevo é feito com peças de cerâmica, fabricadas especificamente para esse fim. 

No entanto, há uma infinidade de materiais que podem ser usados nesse estilo, com uma série de acabamentos e formatos, sendo o design geométrico o mais popular.

 

revestimento-3d-parede-externa

Placa cimentícia Trapézio 3D (Foto: MENTURA / Reprodução).

 

Adesivo-de-Azulejo-45x60cm-3D-Triangulos-Grudado-1770659

Adesivo de Azulejo 45x60cm 3D Triângulos Grudado (Foto: Grudado / Reprodução).

 

Sugestão de leitura: Já ouviu falar em revestimento em alto relevo? Saiba como usá-lo!

 

Encontre seu revestimento na Telhanorte

Após conhecer todos esses tipos de revestimento para parede externa, você já está pronto para visitar o site da Telhanorte e escolher o modelo ideal para sua casa. Além das paredes, você também encontrará vários tipos de piso para área externa para deixar o serviço completo!

Visite a seção de Revestimentos e faça sua encomenda. Lá você encontra as melhores marcas e ofertas em até 8x sem juros, com entrega para todo o Brasil. 

 

Edição por: Murilo Bonício

Cumeeira: o que é e para que serve

telhados_residenciais-cumeeira-telha-barro-manta-cobertura-casa

| Materiais de Construção

 

Entenda a funcionalidade das cumeeiras de telhado e encontre o modelo ideal para o seu tipo de telha

 

Elemento essencial da construção, juntamente das telhas, calhas e rufos, a cumeeira é responsável por fazer a cobertura dos encontros de águas do telhado. As águas são as superfícies, normalmente inclinadas, de um telhado e possuem a principal função de fazer com que a água da chuva escoa. Pode-se ter telhas com uma, duas, três ou até quatro águas, além de ser possível sobrepor águas de telhas, de acordo com o projeto da obra.

 

telha-zinco-telhado-duas-aguas-cumeeira-cobertura-casa

Telhado de zinco com duas águas (Foto: RS Architektura / Reprodução)

 

Nessa junção das águas, as peças da telha não são ligadas umas às outras e se forma uma fresta entre elas. Para evitar vários tipos de infiltrações e vazamentos e até a entrada de animais, é preciso que esse vão seja selado pela cumeeira. A cumeeira também impede a entrada dos raios solares, contribuindo para o conforto térmico da residência. O seu uso só pode ser dispensado, caso o projeto do telhado não formar vãos nos encontros de superfícies, como no caso dos modelos embutidos.

 

Sugestão de matéria:  Conheça 8 Tipos de Telha, Tipos de Infiltração, Principais Tipos de Forro para Teto, Tipos de Manta Impermeabilizante e aprenda Como Tirar o Mofo da Parede

 

Além da proteção da casa, a cumeeira ainda exerce um papel importante para reforçar a estrutura do telhado. Como a cobertura é formada por materiais que não podem ser expostos a sol e chuva, a cumeeira impede o desgaste e garante a durabilidade não só da parte superior, mas de toda a casa.

 

Modelos de cumeeira

Cumeeira lisa

O formato dessa cumeeira pode se adaptar à maioria dos tipos de telha, conseguindo inclusive transpor ondulações.

cumeeira-lisa-ceramica-telha-telhado-agua-cobertura

Cumeeira lisa (Foto: Terreal Italia s.r.l. / Reprodução)

 

Cumeeira lisa dentada

Esse modelo também tem a superfície lisa e deve ser usado em topos. O diferencial são seus dentes, que se encaixam nos espaços inferiores de cada telha.

cumeeira-lisa-dentada-telhado-telha-agua-cobertura

Cumeeira lisa dentada (Foto: Thermi Telhas / Reprodução)

 

Cumeeira shed

É normalmente utilizado em fábricas e galpões, mas também vem conquistando espaço em projetos residenciais. Ideal para os telhados em forma de serra, a cumeeira shed também pode ser usada em alpendres.

Este tipo de cumeeira também possui um modelo dentado, para oferecer um encaixe reforçado.

 

telha_cumeeira_shed_esquerda-1000x1000

Cumeeira shed (Foto: FixLar / Reprodução)

 

Cumeeira perfil

Também colocada no topo da construção, a cumeeira perfil é para os casos em que se deseja deixar o acabamento da cumeeira bem discreto. Seu formato e ondulações se ajustam perfeitamente ao modelo do telhado, não se destacando assim do demais conjunto da telha.

 

Cumeeira universal

A cumeeira universal é ideal para os casos em que não é possível determinar o ângulo exato do telhado. Esse modelo tem a vantagem de se ajustar a inclinações de 10 a 30 graus.

Cumeeira-universal-Telha-Ondulada

Cumeeira universal (Foto: Eternit / Reprodução)

 

Cumeeiras de materiais diferentes

Cumeeira de cerâmica

A cumeeira de cerâmica é uma das mais tradicionais para residências. Vale dizer que o ideal é sempre instalar cumeeiras do mesmo material e modelo das demais peças do telhado, para garantir a totalidade de suas funções e oferecer um visual harmônico.

Telha-cumeeira-de-ceramica-41x21cm-10mm-vermelha-resinada-Barrobello

Telha cumeeira de cerâmica 41x21cm 10mm vermelha resinada Barrobello (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cumeeira de fibrocimento

A cumeeira para telha de fibrocimento geralmente são utilizada apenas em telhados do mesmo material. Esses modelos não são esmaltados e, por isso, têm menos opções de cores.

Telha-cumeeira-de-fibrocimento-110x42cm-6mm-Universal-cinza-Brasilit

Telha cumeeira de fibrocimento 110x42cm 6mm Universal cinza Brasilit (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cumeeira metálica

A cumeeira metálica garante uma proteção extra contra danos físicos e químicos ao telhado. Dentro deste grupo, você tem opções como cumeeira de zinco, cumeeira de aço galvanizado e até cumeeira de alumínio.

 

cumeeira-metalica-telha-telhado

Cumeeira metálica (Foto: FixLar / Reprodução)

 

Cumeeira de PVC

A cumeeira de PVC é uma das mais usadas devido à diversidade de cores e modelos, assim como pela durabilidade e leveza. Por outro lado, esse tipo de cumeeira não combina com todos os projetos arquitetônicos.

img_cumeeira_espigao_montada_plan_ceramica-400x284-pvc

Cumeeira de PVC (Foto: Precon / Reprodução)

 

Cumeeira de fibra vegetal

Os materiais ecologicamente corretos também podem ser usados nas cumeeiras. O modelo de fibra vegetal, por exemplo, gera menos impacto ao meio ambiente.

Telha-cumeeira-de-fibra-vegetal-200x45cm-3mm-marrom-Onduline

Telha cumeeira de fibra vegetal 200x45cm 3mm marrom Onduline (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Outros materiais

Também há disponíveis no mercado outros materiais como barro e polipropileno. Além disso, é possível encontrar cumeeira transparente ou translúcida para aplicar em telhados de vidro ou policarbonato.

 

Encontre sua cumeeira na Telhanorte

Na seção de Telhas do site da Telhanorte, você encontra várias opções de cumeeiras para concluir a construção do seu telhado. Visite nossa loja virtual para encontrar os melhores produtos com ótimos preços. E não se esqueça que a Telhanorte realiza entregas em todo o Brasil. Você só vai ter o trabalho de escolher sua cumeeira, colocá-la no carrinho virtual e efetuar o pagamento — que pode ser feito em até 8 vezes sem juros.

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante

Conheça 8 tipos de telha para a casa

telhas-resistencia-chuva-modelos-diferentes-melhor-cobertura-casa-area-externa-cor-ceramica

| Área Externa

 

Confira nossa lista e descubra os prós e os contras de cada modelo

 

Mesmo sendo uma das últimas etapas da obra, é fundamental ter em mente o modelo do telhado desejado desde o início do projeto. Afinal, dependendo da solidez da estrutura da casa, você não poderá optar por qualquer tipo de cobertura. Para não ter surpresas desagradáveis no final da obra, ou custos inesperados, a dica é pesquisar as melhores telhas para coberturas de casas antes mesmo de assentar o primeiro tijolo!

Pensando nisso, preparamos uma lista com algumas das principais telhas existentes no mercado, para te ajudar a escolher o melhor telhado para sua casa e áreas externas. Confira!

 

Telhas para cobertura de casas

1. Telha de cerâmica

Também conhecida como telhas de barro, ela é o tipo mais tradicional de telha da construção civil brasileira. Sua popularidade pode ser explicada pela boa relação custo-benefício e por combinar com os diferentes climas de um país extenso como o nosso. Outra vantagem da cerâmica é que você não gastará muito tempo com limpeza ou manutenção. Por outro lado, esse tipo de telha é pesado e demandará uma estrutura bem resistente, o que poderá se refletir em um custo total da obra mais caro.

Há diversos modelos de telhas de cerâmica, como as esmaltadas, que aumentam a resistência e oferecem mais possibilidades de cores. Já para quem quer economizar energia e optar por algo mais sustentável, existem as telhas fotovoltaicas, com painéis solares embutidos em cada peça.

 

Telha-portuguesa-de-ceramica-39x24cm-10mm-Realeza-vermelha-resinada-Barrobello

Telha portuguesa de cerâmica 39x24cm 10mm Realeza vermelha resinada Barrobello (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Telhas de fibrocimento

Depois da proibição do amianto, por seu alto risco à saúde, o fibrocimento virou a principal opção para quem quer gastar pouco. Por serem maiores, você vai precisar de poucas delas para cobrir uma casa. Além de mais barato, o material também é resistente e leve. Ou seja, o fibrocimento não exige uma estrutura muito reforçada para ser instalado. Pode ser pintado com tinta acrílica, mas desde que de acordo com as recomendações dos fornecedores.

No entanto, é exatamente essa leveza que vai exigir maior cuidado na hora da instalação, para evitar problemas com ventanias e chuvas fortes. Vale dizer que, se você seguir as orientações de profissionais e fabricantes corretamente, a capacidade de adequação térmica dessa telha se equivale à das telhas cerâmicas.

 

Telha-ondulada-de-fibrocimento-153x110cm-5mm-Residencial-cinza-Brasilit

Telha ondulada de fibrocimento 153x110cm 5mm Residencial cinza Brasilit (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Telhas betuminosas

Feitas de materiais à base de betume, o mesmo presente no asfalto, as telhas betuminosas são muito utilizadas nos Estados Unidos e na Europa. A resistência do material e a facilidade de instalação e manutenção também estão conquistando cada vez mais os consumidores brasileiros. Por conta da qualidade do material, o preço tende a ser superior ao de outras opções. Além disso, por serem maleáveis, essas telhas exigirão uma base bem sólida.

 

Telha-ondulada-betuminosa-195x96cm-3mm-Stilo-3D-vermelha-Onduline

Telha ondulada betuminosa 195x96cm 3mm Stilo 3D vermelha Onduline (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Telhas metálicas

Os modelos metálicos de telha para cobertura residencial se destacam pela resistência, durabilidade e leveza. As galvanizadas, feitas com aço e revestidas por alumínio e zinco, têm a vantagem de impedir a corrosão, mas absorvem muito calor. No quesito isolamento térmico, a melhor opção entre as telhas metálicas são as gravilhadas, com um acabamento em cerâmica. Mas a funcionalidade e a beleza desse modelo poderá fazer com que mais com seu telhado.

 

telha-ondulada-metalica

Telha metálica (Foto: Soufer Ind / Reprodução)

 

5. Telhas ecológicas

Uma das alternativas ecologicamente corretas para seu telhado são as telhas de fibra vegetal. Produzida a partir de fibra de celulose, além de sustentável, esse modelo é resistente e de fácil instalação. Outra opção sustentável, e também muito resistente, são as telhas feitas a partir de garrafas PET.

Telha-cumeeira-de-fibra-vegetal-200x45cm-3mm-vermelha-Onduline

Telha cumeeira de fibra vegetal 200x45cm 3mm vermelha Onduline (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Sugestão de matéria: Está pensando em adotar medidas sustentáveis em sua casa? Então confira: 7 dicas de decoração sustentável, para deixar a sua casa incrível e ainda colaborar com o meio ambiente!

 

Telhas para cobertura externa

Agora que já vimos as melhores telhas para a cobertura de casas, confira algumas dicas de telhas para a varanda e demais áreas externas.

 

6. Telhas de policarbonato

Quem está à procura de telhas para a cobertura da garagem, por exemplo, encontrará no policarbonato uma opção ideal para iluminar o ambiente e proteger o carro. Afinal, esse material permite a passagem de luz, mas possui proteção contra raios ultravioleta.

Telha-romana-de-policarbonato-41x22cm-2mm-transparente-Atco

Telha romana de policarbonato 41x22cm 2mm transparente Atco (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

7. Telhas de polipropileno

Já o polipropileno é nossa dica para quem busca telhas para a cobertura de varandas ou terraços. Esse modelo é feito de resinas plásticas, muitas vezes oriundas de reciclagem e reutilização. Ele permite a passagem de iluminação natural e ainda pode ser combinado a outros tipo de telhas, para caprichar na decoração.

 

telha-polipropileno-onda-modelo-plastico-area-externa-resistente

Telha de polipropileno (Foto: Telhas e Cia / Reprodução)

 

8. Telhas de vidro

A cerâmica é o material mais comum nas telhas para cobertura de churrasqueira, mas o vidro é uma opção que vem ganhando força, por permitir a entrada de luz natural. A grande desvantagem é que esse tipo de telha pode trincar e quebrar com facilidade e exige limpeza frequente para garantir a transparência.

 

Telha-plana-de-vidro-40x21cm-75mm-Texturada-transparente-Ibravir

Telha plana de vidro 40x21cm 7,5mm Texturada transparente Ibravir (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Agora que você já leu sobre as melhores telhas para a cobertura de casas áreas externas, é hora de visitar a seção de Telhas, Calhas e Rufos do site da Telhanorte para fazer sua escolha. Você também encontrará muitas opções de calhas e rufos para construir ou reformar seu telhado.

Veja também nossa seção de Parafusos para Telha e outros acessórios para a cobertura residencial.

Acesse nossa loja virtual com milhares de materiais para a construção da sua casa, encontre o modelo mais adequado para sua obra, faça a encomenda e receba tudo no conforto da sua casa!

 

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante

 

Como escolher revestimento para banheiro | GUIA de obra

como-escolher-revestimento-banheiro-2

| Banheiro

 

Existem diversos tipos de revestimentos para banheiro. Por isso, preparamos uma matéria com os revestimentos mais utilizados atualmente! Confira a seguir!

 

Há muito tempo o banheiro deixou de ser um ambiente sem identidade. Hoje, o espaço tem sua própria decoração e detalhes pensados para otimizar o ambiente e torná-lo mais aconchegante. Para transmitir personalidade ao projeto, os arquitetos dão as dicas de como escolher revestimento para banheiro.

Se você não vai contar com a ajuda de um profissional no seu projeto de construção ou reforma, separamos algumas ideias de revestimento para banheiro neste post para te ajudar.

Vamos falar sobre a definição do estilo de decoração, a importância da escolha do piso e alguns cuidados essenciais para ter um bom resultado com o projeto.

O banheiro precisa ser um ambiente arejado, bem iluminado, prático e fácil de limpar. Por isso, cada item deve ser pensado e avaliado tendo esses objetivos em mente.

Quer aprender tudo sobre como escolher revestimento para banheiro? Continue lendo!

 

Como escolher revestimento para banheiro: 3 etapas

A variedade de modelos de revestimento de banheiro torna a tarefa de definir a opção ideal igualmente fácil e difícil.

Diante de tantas opções, é preciso se orientar para acertar na hora de escolher o revestimento para banheiro. São muitas opções de tamanhos, cores e modelos.

A lado bom é que dificilmente você vai deixar de encontrar uma opção que atenda o seu projeto. 

Para aprender como escolher o revestimento para banheiro siga as etapas a seguir para orientar cada definição:

 

Etapa 1: definir o estilo de decoração

A primeira etapa de como escolher o revestimento para banheiro é definir qual será o tipo de decoração.

Com essa informação será mais fácil orientar a escolha de cada item para o banheiro, incluindo o revestimento.

Um banheiro com estilo neutro pode ter o revestimento feito apenas com tinta antimofo para preservar e prolongar o efeito da pintura do ambiente.

Um banheiro moderno pode ser trabalhado com a aplicação de pastilhas da cor de sua preferência para criar uma decoração atemporal.

Já um banheiro clássico pode exigir mais do seu orçamento, pois as peças de mármore ou granito atendem bem essa proposta.

Até um estilo mais rústico combina com a decoração para banheiro com a aplicação de revestimento que imita madeira.

O ponto principal para definir a decoração do banheiro é fazer uma combinação harmônica entre o chão e o tipo de revestimento.

As cores devem conversar entre si para que haja uma unidade e o espaço fique bonito, bem planejado e funcional. 

Conheça também quais são os 6 tipos de torneiras para banheiro no nosso guia de modelos.

 

Etapa 2: definir o tipo de revestimento para banheiro

Com o estilo de decoração definido, a próxima etapa de como escolher revestimento para banheiro é definir o tipo que será utilizado.

A escolha entre os tipos de revestimento para banheiro ou lavabo vai depender da possibilidade de investimento. E existem opções para todos os bolsos. Confira!

 

Revestimento para banheiro com tinta

A tinta também é considerada um tipo de revestimento para banheiro. Se o seu projeto não puder incluir outros tipos diferentes, a tinta faz muito bem esse trabalho de acabamento.

A cor será o principal fator para criar um diferencial no ambiente, mas também deve ser escolhida de acordo com a sua ideia para a decoração.

Colocar cor em uma das parede faz um efeito bonito, assim como pintar o espaço todo de uma cor neutra como o branco, por exemplo.

É importante utilizar uma tinta especial para fazer o revestimento para banheiro. Escolha uma tinta com efeito impermeabilizante e antimofo. Uma boa opção é a tinta epóxi

Por ser um espaço com bastante umidade, é importante prestar atenção nesses detalhes.

 

pintura-de-banheiro

Revestimento para banheiro com tinta (Foto: Hometeka / Reprodução)

 

Revestimento para banheiro com pastilha

A pastilha é uma das dicas de revestimento para banheiro mais práticas e acessíveis de executar.

Além das opções colocadas com massa corrida também existem as pastilhas adesivas que são excelentes para projetos de reformas de baixo custo.

O desenho das pastilhas pode percorrer todo o ambiente quanto marcar um espaço como a área do box ou perto da pia. O estilo da sua decoração vai ditar essa escolha.

 

4.-pastilhas-com-detalhes-no-chão-elegante-e-sofisticado

Pastilhas com detalhes no chão, móveis e nicho (Foto: Arkpad / Reprodução)

 

Revestimento para banheiro com cerâmica

A cerâmica também outra opção acessível para escolher como revestimento para banheiro. 

É um material resistente, fácil de instalar e que possui diversas opções de acabamento, cores e texturas.

Também é um revestimento fácil de trocar e que não exige mãos de obra especializada para instalação das peças.

 

cerâmica-para-banheiro

Cerâmica para banheiro (Foto: Tuacasa / Reprodução)

 

Revestimento para banheiro com porcelanato

O porcelanato é outra opção para escolher de revestimento para banheiro. Muito usado como opção para o piso, pode subir para a parede criando um ambiente uniforme.

Além da resistência, outro fator que torna o porcelanato ideal para a área do banheiro é sua baixa capacidade de absorção.

Em um ambiente com bastante umidade, ele não se desgasta e nem quebra devido a ação da água. Além de precisar de quase zero manutenção e tornar a limpeza mais fácil. 

 

bancadas-de-porcelanato-1

Revestimento de porcelanato (Foto: VivaDecora / Reprodução)

 

Revestimento para banheiro com mármore ou granito

Seu banheiro vai ser de estilo clássico? Então pode apostar no revestimento de mármore ou granito.

O preço de revestimento para banheiro desse tipo é mais elevado pelas pedras naturais terem maior custo.

Por isso, se investir nesse tipo de revestimento faça um trabalho prévio de impermeabilização para facilitar a manutenção e a beleza das pedras.

O mármore e o granito tem uma alta capacidade de absorção que exige mais cuidados ao longo do tempo de uso.

 

azulejos-para-banheiro-com-revestimento-em-marmore

Revestimento em mármore (Foto: Terra / Reprodução)

 

Revestimento para banheiro pequeno

Uma dica de como escolher o revestimento para banheiro pequeno é ter em mente que você precisa criar um espaço funcional e prático.

Mas isso não quer dizer que a decoração será sem graça. Valorize o ambiente com cores claras e suaves na cerâmica ou crie um desenho nas paredes com revestimento que imita o efeito tijolinho ou pastilhado. 

Quer mais dicas? Aprenda mais no post: Como organizar banheiro pequeno: 7 ideias um ambiente novo!

 

Tipos de revestimento para banheiro para evitar

Aprender como escolher revestimento para banheiro também passa pelo que evitar. No caso são:

 

Etapa 3: definir o tipo de acabamento

O tipo de acabamento também é um detalhe importante de como escolher revestimento para banheiro.

São diversos tamanhos e medidas para criar a decoração perfeita que você planejou.

Existem revestimentos lisos, com texturas, com desenhos geométricos e florais, com efeito mate ou brilhante. 

De acordo com sua proposta, você define qual dessas características combinam mais. 

 

Principais cuidados com o revestimento para banheiro

Independente do valor que você irá investir na construção ou reforma do seu banheiro, o objetivo principal é que ele tenha uma vida útil longa e com pouca manutenção. Para isso siga as dicas abaixo:

 

Escolha o melhor revestimento para seu banheiro

Gostou de conhecer as opções e quer saber o preço de revestimento para banheiro? 

Acesse o site da Telhanorte e confira nossas opções de Pisos e revestimentos para obras e vários outros materiais para seu projeto de construção ou reforma. 

Você pode fazer sua compra pelo nosso site e escolher entre a entrega a domicílio ou a retirada em loja. Basta consultar as opções oferecidas para sua região.

 

Edição: Álvaro Oliveira | Stéphanie Durante

Revestimento de cerâmica: dicas para a cozinha

| Cozinha

 

Sabia que para as paredes da cozinha, o indicado tem sido utilizar peças de cerâmica? Confira nossas dicas para escolher o revestimento ideal!

 

Uma das etapas mais interessantes em uma reforma ou construção é a escolha dos acabamentos. E um dos cômodos que mais inspiram criatividade é a cozinha, não é mesmo? Entre tantos detalhes, a escolha do revestimento ideal para a parede de cozinha merece uma atenção especial. Isso porque o revestimento, além de ser um item decisivo na composição estética da cozinha, deve também oferecer durabilidade e praticidade de limpeza, uma vez que, nesse ambiente, as paredes estão em constante contato com vapores, líquidos, mãos engorduras e etc.

A cerâmica é uma das opções de revestimento de parede mais recomendadas por arquitetos, quando o assunto é cozinha. Ela é muito utilizada tanto em toda a extensão do cômodo, quanto apenas em áreas específicas, como a parede posicionada logo atrás da bancada da pia. Isso se deve ao fato de que a cerâmica é uma material resistente e simples de manter limpo.

Entre as vantagens de se ter paredes revestidas por cerâmica na cozinha, temos:

Mas quer saber como escolher a cerâmica ideal para as paredes da cozinha? Então anote as dicas que separamos a seguir!

 

1. Analise a qualidade e resistência do material

Embora a economia e controle dos custos é algo essencial para um bom planejamento de obra, é preciso também considerar o custo-benefício de cada item. Uma cerâmica de baixa qualidade tende a não resistir aos desgastes rotineiros da cozinha, seja no contato com gordura, vapor, água e mesmo a necessidade constante de limpeza. Portanto, escolha peças de cerâmica que sejam bem avaliadas no mercado e de qualidade comprovada!

O revestimento ideal é aquele que facilitará seu dia a dia, sem demandar manutenções constantes e demoradas. Procure por peças que exijam pouco tempo e esforço de limpeza.

limpeza-ceramica-parede-pratico

Limpeza de cerâmica (Foto: Good Housekeeping / Reprodução)

 

2. Considere o estilo da decoração

Em muitos lares, a cozinha tende a ser um dos cômodos mais frequentados ao longo do dia. É lá que moradores e visitantes passam grande parte do tempo juntos. Por esse motivo, criar um ambiente bem decorado, que transmita um pouco da personalidade dos donos da casa, além de um visual aconchegante, vai agregar ainda mais valor ao ambiente.

Pensando nisso, a escolha da cerâmica deve passar pela análise do ambiente e do estilo de decoração que você quer adotar. Alguns dos favoritos são:

Outros elementos, como a pia da cozinha e os armários, também devem ser considerados na escolha do estilo que será adotado, pois os itens do ambiente devem harmonizar entre si. Aliás, aqui vai uma dica extra muito importante: tenha atenção ao estilo da casa como um todo. Ter uma cozinha rústica no meio de uma casa de estilo mais clássico tornará sua residência visualmente desagradável e não coesa. Defina um conceito para sua decoração e crie uma unidade visual para a casa inteira.

 

Sugestão de matéria: Conheça o estilo industrial e saiba como deixá-lo aconchegante

 

Uma outra vantagem da cerâmica é a enorme variedade de formatos, texturas e cores aos quais você tem acesso. Brincar com essas combinações é uma ótima opção para quem quer sair do óbvio. E isso vale para todos os estilos, mesmo os mais clássicos.

 

 

Esses e outros revestimentos cerâmicos podem ser encontrados em nosso site, na seção de Pisos e Revestimento.

 

3. Combine os revestimentos da parede e do piso

Além da cerâmica ser um ótimo material para as paredes da cozinha, os pisos cerâmicos também são opções muito recomendadas para o chão. Mas mesmo que você opte por outro material para o piso, considere seu acabamento estético, antes de comprar as peças para a parede. É importante que ambos combinem entre si, para que o ambiente fique harmonioso. Algumas marcas oferecem opções de linhas semelhantes de peças para piso e paredes, para que sejam compradas em conjunto.

piso-ceramico-cozinha-parede

Cozinha moderna com revestimento cerâmico (Foto: Pointer / Reprodução)

 

Se você está a procura da cerâmica ideal para as paredes da cozinha, acesse a loja virtual da Telhanorte e encontre as melhores marcas em promoção, recebendo tudo em sua casa. Você também pode visitar uma de nossas lojas físicas ou realizar suas compras pelo Whatsapp.

 

Edição por Vinicius Marques | Stéphanie Durante

Conheça 9 tipos de blocos de construção e saiba quando usá-los

parede-muro-tijolos-barro-ceramica

| Materiais de Construção

 

Que o tijolo é a base de qualquer construção, todo mundo já sabe! Mas você sabia que existem diferentes tipos de tijolos e que cada um tem um uso específico dentro de uma obra? Antes de começar a construir ou reformar, indicamos que você leia este guia com os tipos de tijolos em destaque no mercado. Pode parecer bobagem, mas é fundamental entender o básico de cada material, para garantir que os seus resultados sejam alcançados.

 

Blocos de cerâmica

Aquele tijolo tradicional e marrom, que você vê em toda obra, é um tijolo de cerâmica. Sua matéria-prima é basicamente o barro, permitindo um custo relativamente baixo. Além disso, possui alta resistência e um bom desempenho térmico. Por esses fatores se tornou o grande líder de mercado.

Um dos pontos negativos, entretanto, é a falta de padrão entre cada tijolo, o que pode gerar prejuízo para a obra, uma vez que é necessário quebrá-lo para poder realizar o encaixe correto das peças.

 

1. Tijolo baiano

É uma variação do tijolo de cerâmica. Ele possui 6 ou 8 furos e conta com ranhuras em suas laterais externas, o que melhora a aderência da argamassa. Como não possui boa resistência, ele é muitas vezes usado apenas para o fechamento de um projeto.

 

 

2. Tijolo maciço cerâmico

Os principais benefícios desse tipo de tijolo são:

– melhor acabamento;

– maior resistência;

– menor porosidade.

Sabe aquela parede de tijolos aparentes? Na maioria das vezes, elas são feitas com esse tipo de tijolo, pois ele deixa o acabamento mais bonito. Inclusive, esse tipo de parede fica é um dos itens principais do estilo industrial. Ele também não apresenta os orifícios comuns dos outros 2 tijolos que citamos anteriormente, o que permite maior isolamento térmico e acústico. É muito usado para decoração, sendo pouco utilizado e recomendado para a estruturação de paredes.

Os principais defeitos do tijolo maciço são o alto gasto de argamassa e a necessidade de mais tempo para finalizar a alvenaria.

 

 

3. Tijolo laminado

Esse modelo de tijolo é ótimo para muros e área externa. Ele pode ser encontrado tanto com furos quanto maciço e o que o diferencia dos demais tijolos é que sua superfície é laminada, tornando-se lisa. Ele apresenta uma ótima capacidade de isolamento termoacústico.

 

 

4. Tijolo refratário

O tijolo refratário é muito utilizando na construção de churrasqueiras, devido à sua alta resistência e baixa condutividade ao calor, além de funcionar como um isolamento termoacústico.

 

 

Blocos de concreto

 

5. Bloco de concreto comum

Devido ao seu peso e massa, os blocos de concreto possibilitam um bom isolamento acústico, além de possuir outras vantagens como uma boa padronização (diferente do tijolo de cerâmica tradicional) e alta resistência. É também um tipo de bloco que precisa de menos argamassa, gerando mais economia em sua obra.

 

 

6. Bloco de concreto celular

Ao contrário do que o nome pode te fazer imaginar, esse bloco é leve e parece uma espuma dura.  É bastante útil para criar divisões, mas não tem quase isolamento acústico nenhum. É indicado para construções cujos locais não suportam estruturas pesadas, justamente pelo fato desses blocos serem leves.

 

 

 

Outros blocos

 

7. Tijolo ecológico

Ele dispensa a queima do barro, é construído a partir do solo local, cimento e água, por isso é conhecido como tijolo ecológico. Também consome menos argamassa do que outros tipos de tijolos. Esse modelo tem dois furos em seu interior, necessários para a instalação de toda a parte elétrica da obra e não é indicado para a construção de vigas e pilares.

 

 

8. Bloco de vidro

Nossos dois últimos tipos de blocos são opções para decoração dos ambientes da casa. Além de decorarem, os blocos de vidro também são utilizados para compor e dividir ambientes. Possuem um custo elevado, por isso são usados em pequenos trechos da parede. Eles são ótimas opções para quem deseja aproveitar a luz natural, ao mesmo tempo, em que mantém certa privacidade.

 

 

9. Cobogó

O cobogó é um bloco vazado e tem uma vantagem clara sobre o tijolo de vidro: além de permitir passar a luz, também ajuda na ventilação de ambientes. Ele é muito utilizado na criação de ambientes diferenciados e sofisticados.

Leia mais: 4 tipos de cobogó para melhorar a decoração dos ambientes

 

 

E aí? Já sabe de qual bloco você precisa para a sua reforma? Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de blocos e tijolos. Faça seu pedido sem sair de casa e receba tudo no local indicado!

Não esqueça que só aqui na Telhanorte você encontra a maior variedade de materiais para construção, com o melhor preço do mercado. Acesse e confira!

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante