limpeza | Blog Telhanorte

Tudo que você precisa saber antes de escolher um porcelanato

revestimento porcelanato

| Construção

Antes de escolher um revestimento é bom pesquisar sobre o material que se tem em mente, e pensando nisso, trouxemos essa matéria com informações importantes sobre porcelanato

 

A escolha do revestimento ideal para os cômodos da sua casa precisa ser pensada e estudada cuidadosamente, portanto, veja abaixo as principais características do porcelanato.

 

Composição e Fabricação

Para a formação do porcelanato, é necessário a junção de argila, feldspatos, quartzos e outros minerais em uma temperatura acima de 1200 °C. Todos esses elementos juntos em alta temperatura formam uma massa compacta e homogênea.

Após o processo de queima, o produto passa pelos acabamentos que lhe darão as características finais, entrando na etapa de escolha onde o porcelanato será avaliado e separado em categorias. 

 

Fabricação de porcelanato

Fabrica de fabricação de revestimento porcelanato (Foto: pointer.com.br / Reprodução)

 

Modelos e características

O porcelanato, assim como todos os outros revestimentos, tem seus prós e contras, porém, antes de falarmos sobre suas principais características, é preciso lembrar que o porcelanato é um tipo de cerâmica de base rígida, possuindo uma maior resistência devido à sua composição de matérias-primas de alta qualidade.

Os tipos mais comuns de porcelanato disponíveis no mercado são os polidos, acetinados, esmaltados e naturais.

 

1 – Polidos

Recebendo um polimento e uma camada extra de proteção, esse tipo de porcelanato possui uma aparência lisa e brilhante. Mais indicado para ambientes internos secos, pois em contato com umidade fica bastante escorregadio.

 

2 – Acetinados

Esse modelo, possui um acabamento menos brilhante e uma aparência acetinada. É um piso frio, onde o acumulo de sujeira é menor.

Recomendado para cozinhas e banheiros, onde a umidade e gorduras são mais presentes. 

 

3 – Naturais

Como o nome já diz, esse tipo de porcelanato não leva nenhum tipo de acabamento, sendo assim neutro. Além disso, ele é um modelo bem resistente e pouco escorregadio, o que o torna perfeito para áreas externas e projetos comerciais.

 

Leia também: Revestimento cerâmico para a cozinha: benefícios

 

Porcelanatos-tipos

Diferentes tipos de porcelanato (Foto: 2quartos.com / Reprodução)

 

Bordas

Também é importante atentar-se aos tipos de bordas do porcelanato.

Existem dois tipos de bordas, a retificada ou a arredondada. A borda retificada é completamente reta, tendo um espaçamento menor quando aplicada, dando a sensação de ser uma única peça grande. Já a arredondada ou bold, como o nome já diz, é levemente arredondada, deixando o rejunte um pouco abaixo do nível do porcelanato, o que o torna mais aparente. 

 

Colocando porcelanato

Colocando piso porcelanato com borda retificada (Foto: mdl.com.br / Reprodução)

 

 

Onde e Como Usar

O porcelanato pode ser usado não somente como piso, mas também em diversas áreas da sua casa. Alguns exemplos são: bancadas, escadas, lareiras, móveis personalizados, paredes, painéis de TV, fachadas de entrada, jardins, entre outras. 

Outra dica valiosa, é que o porcelanato pode ser utilizado no lugar do mármore ou do granito, para fazer bancadas mais resistentes à manchas e à danos, assim recriando as texturas de outros revestimentos menos resistentes à umidade. 

 

Painel para Tv em porcelanato cinza (Imagem: Eliane.com/ Reprodução)

 

Leia Também: Prós e contras do piso laminado

 

Limpeza e Manutenção

Assim como a maioria dos revestimentos, a primeira coisa a ser feita é remover a sujeira mais grossa da superfície com uma escova ou vassoura. Depois é só passar um pano ou um esfregão úmido com água e detergente neutro por cima. 

IMPORTANTE: Não use produtos que contenham ácido fluorídrico, isso pode atacar a superfície do porcelanato de maneira irreversível.

 

Limpeza-de-piso-porcelanato

Homem com um esfregão limpando piso de porcelanato (Foto: comolimpartudo.com.br / Reprodução)

 

Agora você já sabe tudo o que precisa saber para escolher um porcelanato para sua casa, que tal dar uma olhada em uma de nossas lojas ou no próprio site da Telhanorte e conferir os diversos modelos de porcelanato que temos disponíveis? Não perca tempo e aproveite para seguir a Telhanorte no instagram!

Deu na telha mudar o revestimento da sua casa? Tem na Telha!!

 

Por Veronicca Fernandes | Edição Carolina Oliveira

Quer uma reforma prática e rápida? Se liga nessas dicas!

| Cozinha

Conheça três produtos que vão ajudar a dar uma nova cara para a sua casa, em instantes

Publieditorial da Pulvitec

 

Quer dar um up na cozinha de casa e não sabe como? A gente te ajuda! Com Massaplic você reforma sua cozinha com praticidade e rapidez, sem precisar fazer sujeira!

O Massaplic é um produto altamente econômico, que rende 5 vezes mais que a argamassa tradicional. Foi desenvolvido especialmente para assentar e sobrepor revestimentos e pastilhas, de uma forma fácil e rápida. Depois é só rejuntar e a sua cozinha estará de cara nova!

 

Polyfort Massaplic (Foto: Pulvitec/Divulgação)

 

Para completar nossa dica de reforma, você pode utilizar o silicone acético Polyfort Multiuso para fazer a vedação entre a pedra da pia e o frontão.

 

Polyfort Multiuso (Foto: Pulvitec/Divulgação)

 

E que tal deixar sua casa brilhando depois dessa reforma?

Com Super Storm Esponja Mágica, você remove todos os tipos de encardidos somente com adição de água, sem precisar usar produtos químicos.

Ela pode ser usada para limpar manchas de mãos nas paredes, sujeiras em interruptores, e muito mais.

E para deixar o piso brilhando, Super Storm Limpeza Pesada Limpa Pisos é o produto ideal para devolver o brilho em qualquer tipo de piso em um passe de mágica!

 

Super Storm Esponja Mágica (Foto: Pulvitec/Divulgação)

 

7 dicas para deixar a sua casa sustentável

mesa-madeira-caixa-legumes-cesto-organico-comida-alimento-cenouras-cebola

| Decoração

Buscando economizar e ter um lar mais sustentável? Confira nossas dicas para viver a sua casa de maneira simples e consciente

 

Ter uma casa sustentável, economizando recursos naturais e deixando um impacto menor no planeta, tem sido um desejo cada vez maior da sociedade. Já podemos sentir as mudanças negativas que vêm ocorrendo ao meio ambiente, por conta da ação e interferência humana. Assim, muitos têm procurado maneiras de trazer a sustentabilidade para dentro de casa, com pequenas ações que, em conjunto às demais pessoas, fazem a diferença para o planeta.

 

A Telhanorte Tumelero integra a Distribuição Brasil do grupo mundial Saint-Gobain. Confira o comprometimento e os princípios da Saint-Gobain para criar construções sustentáveis

 

Algumas pessoas acreditam que tal modo de vida é mais caro e difícil de ser seguido, porém aos poucos é possível se habituar a um consumo comedido e um modo de vida responsável. Confira agora 7 dicas para você viver a sua casa de modo mais consciente e sustentável.

 

1. Reduza o consumo de água

Um primeiro passo importante é estar consciente da quantidade de água gasta, seja no banheiro, área externa, cozinha, lavanderia e demais cômodos, e, a partir desta análise, estudar como o consumo pode ser reduzido. Tenha certeza de que os itens da sua casa, como torneiras, mangueiras, chuveiros e itens de hidráulica, estejam em ótimas condições e sejam de qualidade, para evitar o desperdício de água com goteiras e vazamentos.

Joelho-90°-soldavel-3-4--Tigre

Joelho 90° soldável 3/4″ Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Caso precise renovar algum desses itens, confira os detalhes do produto que irá comprar e escolha aqueles que ajudem na economia de água. Muitos modelos de torneira, por exemplo, possuem arejadores articulados, que ajudam na economia da vazão de água, e acionamento moderno, que evita o desperdício.

Torneira-de-mesa-para-cozinha-Basic-cromada-Celite

Torneira de mesa para cozinha Basic cromada Celite (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Além disso, você também pode reaproveitar a água utilizada em máquinas de lavar roupa – e mesmo a água da chuva – para lavar o chão, áreas externas e outros serviços. Evite o desperdício de água ao lavar a louça, tomar banho, escovar o dente e outras atividades rotineiras, utilizando apenas o necessário e mantendo torneiras e chuveiros desligados, quando estes não estão sendo utilizados.

 

2. Reduza o consumo de energia elétrica

Muitas pessoas tentam aplacar dentro de casa uma rotina que economize energia, por questões ambientais e mesmo financeiras. No entanto, acabam desistindo rapidamente, antes que tais práticas sustentáveis se tornem hábitos. É importante, para adotar qualquer nova atividade ao dia a dia, ter paciência e persistência, para que sua mente automatize a prática.

Assim, proponha a você mesmo adotar algumas ações durante a semana. Seja paciente e não se cobre tanto. Algumas práticas que você pode adotar são:

selo-procel

O selo Procel permite aos consumidores identificarem os aparelhos de uso mais eficiente e sustentável (Imagem: Procel / Reprodução)

 

Em relação à iluminação da casa, uma boa dica é adquirir lâmpadas LED. Apesar do investimento inicial poder ser mais caro que o de outras lâmpadas, o custo-benefício acaba sendo maior. O LED tende a durar por mais tempo e ser mais econômico. Confira abaixo a tabela comparativa entre uma lâmpada incandescente, fluorescente e LED.

 

tabela-telhanorte-comparativa-dados-lampada-incandescente-fluorescente-led

 

Observação: o LED, após 20.000 horas, perde um pouco de eficiência, apesar de, no geral, se manter aceso durante 50.000 horas. É necessário consultar a garantia de cada fabricante, pois as informações acima são apenas uma média.

 

Além de ser econômico, o LED pode compor a decoração do ambiente de diversas maneiras, seja nos banheiros, quartos e em sancas de gesso. Na Telhanorte, você encontra diversas opções de lâmpadas LED: fita de LED, painel de LED e refletor de LED.

 

Painel-LED-Taschibra-de-sobrepor-Dual-Color-quadrado-18W-branco-1617540

Painel LED Taschibra de sobrepor Dual Color quadrado 18W branco (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Tenha plantas em casa

Além de deixar a casa refrescante, bonita e tranquila, cultivar plantas dentro e fora de casa ajuda a purificar o ar, uma vez que as plantas consomem gás carbônico e liberam oxigênio. Há diversas plantas que podem ser cultivadas dentro de casa, pois não necessitam da luz direta no sol. No Blog Telhanorte, você encontra dicas de 6 plantas para ter dentro de casa, 5 flores que são fáceis de cuidar e ainda confere 5 motivos para ter cactos e suculentas em casa.

Uma horta caseira também é uma ótima opção para se ter em casa. Você pode usar embalagens reutilizáveis, como potes e garrafas PET, para cultivar salsinha, cebolinha, hortelã, manjericão e demais temperos para as suas refeições. É uma atividade simples e relaxante!

 

plantas-na-pia-do-banheiro

Plantas na pia do banheiro (Foto: vaicomtudo.com/ Reprodução)

 

Para regar suas plantas, busque reutilizar a água da chuva. Você pode planejar cisternas e outras estruturas que captam a água pluvial e a armazenam em segurança, para que possa ser utilizada. Lembre-se de não deixar água parada ao ar livre, para evitar a proliferação de insetos que podem trazer doenças. Na Telhanorte, você encontra diversas opções de vasos, terra, argila e outros itens para o cultivo e manutenção do jardim!

 

4. Reduza a produção de lixo doméstico

Com o modo de vida atual, muito lixo acaba sendo produzido dentro das casas, gerando um acúmulo desnecessário de descarte orgânico e mesmo materiais que poderiam ser reciclados. Mas há muitas práticas simples e sustentáveis que podemos adquirir, para amenizar o impacto doméstico que geramos mensalmente.

Primeiramente, é importante avaliar quais os tipos de lixo mais produzidos dentro de casa. Muitos objetos descartáveis, como talheres, copos e pratos, podem ser simplesmente trocados por outros de uso contínuo. Além disso, as embalagens de alimentos e outros objetos que geralmente descartamos podem ser reciclados. Verifique como a coleta é feita onde você mora, para saber o dia e local certo de descarte. Não se esqueça de lavar todo o material, antes de separá-lo para a reciclagem.

 

Lixeira-basculante-30-litros-com-tampa-Sanremo

Lixeira Basculante Sanremo 30 Litros com Tampa (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Você pode manter em casa ao menos duas lixeiras: uma para separar a reciclagem e outra para o descarte orgânico. Não se esqueça de guardar as sobras de alimento, evitando o desperdício. Muitos legumes e frutas possuem cascas nutritivas, que são dispensadas nas receitas mais tradicionais. Assim, busque encontrar novas formas de aproveitar o máximo do alimento.

Outra maneira de reduzir o lixo orgânico é reaproveitando talos, cascas e restos de comida para produzir adubo de planta. Você pode ter uma composteira doméstica dentro de casa, que transforma restos orgânicos em adubo nutritivo para o jardim de casa. É possível ainda reaproveitar o óleo de cozinha utilizado, seja para produzir velas e sabão caseiro, ou para entregar em algum ponto de coleta de óleo.

 

5. Faça uma compra consciente de produtos

Na hora de realizar as compras de mercado, use a consciência! Separe de antemão uma lista com tudo que você precisa comprar, para não se distrair e acabar adquirindo mais do que o necessário. Lembre-se sempre de escolher por produtos cujas embalagens possam ser reaproveitadas ou recicladas. Outra opção é comprar o alimento a granel.

 

mesa-madeira-caixa-legumes-cesto-organico-comida-alimento-cenouras-cebola-corte

Você pode comprar o alimento sem utilizar sacos plásticos (Foto: Markus Spiske / Unsplash / Reprodução)

 

Para comprar roupas e outros itens da casa, pergunte-se sempre se aquilo que você está adquirindo é de fato necessário. Além disso, procure saber mais sobre o modo que tais produtos foram fabricados e comercializados.

 

6. Adquira móveis e peças amadeiradas com selos de sustentabilidade

Ao mobiliar a casa, verifique se os móveis amadeirados possuem certificações de sustentabilidade. Busque por produtos que utilizam madeira reciclada, ou cuja fabricação tenha sido feita de maneira ecológica. Para o piso, opte por peças de cerâmica ou porcelanato que possuem acabamento laminado que imita a madeira.

 

7. Saia da zona de conforto e crie hábitos

Por fim, tenha em mente que não será da noite para o dia que a sua casa terá menos impacto no meio ambiente. É preciso que você se desafie a criar novos hábitos, como reciclar embalagens, diminuir o consumo de energia e doar roupas e objetos em bom estado que você não utiliza mais. Aos poucos, você vai se acostumando com cada prática e começa a viver a sua casa de maneira sustentável!

 

Veja também: Como construir uma casa sustentável

 

Por Vinicius Marques | Edição por Veronicca Fernandes

Como retirar papel de parede?

papel-parede-instalacao-remover-como-aplicar-revestimento-sala

| Decoração

 

Conheça formas simples e caseiras de remover o papel de parede sem danificar a superfície e deixar resíduos de cola

 

Há muitas vantagens ao utilizar o papel de parede para cobrir uma ou mais superfícies da casa. Uma delas é a facilidade de aplicação e remoção da camada decorativa. Ao contrário da parede revestida de tinta, que as pessoas demoram mais para reformar, por conta do trabalho e custo, as superfícies recobertas por papel de parede permitem que você mude o visual em menos tempo, pela praticidade e valor relativamente menor que o de tintas.

 

Acesse em nosso site: Papel de Parede

Papel-de-parede-geometrico-cinza-3508-52cm-x-10m-vinilico-Revex

Papel de parede geométrico cinza 3508 52cm x 10m vinílico Revex (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Por isso, se você quiser mudar o visual de um ambiente com papel de parede, saiba que a remoção dele é simples. Confira o guia a seguir e viva a sua casa com praticidade e cores novas!

 

6 passos para remover o papel de parede

 

papel-parede-instalacao-remover-como-aplicar-revestimento

Aprenda a remover o papel de parede sem danificar a superfície (Foto: asbe / Reprodução)

 

1. Prepare o ambiente

Antes de mais nada, é importante organizar o espaço. Afaste móveis da superfície a ser trabalhada, cubra o chão com lona, plástico ou toalha, para facilitar na hora de recolher os resíduos. Passe fita isolante nas tomadas instaladas na parede e desligue a rede elétrica, para evitar acidentes, na hora de usar água.

 

2. Aqueça água e separe materiais

Há algumas formas diferentes de realizar esta limpeza. No caso dos papéis de parede menos resistentes, cuja cola geralmente é feita à base de água, utilizar apenas a água morna pode já ser o suficiente. Em outros casos, como os papéis de parede laváveis (resistentes à água) você pode utilizar uma das seguintes misturas: água morna com amaciante, água morna com detergente ou água morna com vinagre.

 

Rolo-para-pintura-15cm-espuma-405-15-Atlas

Rolo para pintura 15cm espuma 405/15 Atlas (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Escolha a mistura de acordo com o que você tem disponível em casa, separe os produtos, um rolo e uma espátula (de preferência de plástico, para não riscar a parede).

 

3. Umedeça a superfície utilizando um rolo

Faça riscos ou furos com a espátula, ou outra lâmina, ao longo de toda a superfície, para que o papel de parede absorva com maior facilidade a água. Assim que terminar, molhe o rolo e vá umedecendo toda a extensão da parede. Faça isso até que toda a superfície esteja molhada e o papel comece a descolar.

 

4. Espere 5 minutos

Espere por volta de cinco minutos, para que o papel termine de absorver a água e comece a se soltar da superfície. Aproveite esse tempo para já secar o excesso de água que escorreu para o chão e rodapé.

 

5. Remova o excesso com uma espátula

Comece a puxar as partes soltas do papel com a mão. Com o auxílio da espátula, vá descolando o material da parede, removendo tudo que conseguir. Caso ache necessário, umedeça mais um pouco as partes que ainda não se soltaram e tente novamente.

 

6. Remova o resíduo de cola

Ao finalizar, pode ser que tenham restado alguns resíduos de cola, especialmente se você realizou a remoção apenas com água morna. Neste caso, prepare uma das três misturas indicadas acima e, após passá-las com o rolo, use a espátula para raspar o que sobrou da cola e do papel de parede.

 

Gostou das dicas?

Agora é só colocar as mãos na massa! Encontre rolo, espátula e demais acessórios para pintura no site da Telhanorte. Caso esteja reformando, confira o departamento completo de papel de parede em nossa loja virtual. Compre pelo site e receba a entrega sem sair de casa!

 

Papel de parede para banheiro: pode molhar?

 

Por Vinicius Marques

Qual a diferença entre caixa sifonada, de gordura e de passagem?

ralo-sifonado-caixa-hidraulica-agua-encanamento-preto

| Área Externa

 

Quer entender mais sobre hidráulica? Então confira nesta matéria as principais características e diferenças entre caixa de gordura, de passagem e sifonada

 

O sistema hidráulico tem diversas estruturas que auxiliam no correto descarte de nossos resíduos à rede pública, evitando ao mesmo tempo que o cheiro e insetos do esgoto entrem em nossa casa. Além dos ralos simples, há outros elementos muito importantes para a devida drenagem da água: a caixa sifonada, a caixa de gordura e a caixa de passagem. Confira 5 estruturas hidráulicas importantes no encanamento da casa.

 

Confira no site da Telhanorte: Ralos e Grelhas

Ralo-click-redondo-10x10cm-aco-inox--Aquaplas-1595954

Ralo click redondo 10x10cm aço inox Aquaplás (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

1. Sifão

O sifão é uma estrutura que acumula água em sua curvatura. Sua curva, além de outras funções, utiliza a água acumulada como barreira física, impedindo que os gases, odores e demais elementos do esgoto entrem dentro da casa. Ele pode ser encontrado em tubos, canos, caixas e mesmo no vaso sanitário.

 

tipos-sifao-encanamento-agua-hidraulica

(Imagem: Escola Engenharia / Reprodução)

 

Assim, há muitos ralos que são sifonados (possuem sifão), além das caixas sifonadas e de gordura, que também contam com a presença dessa estrutura.

 

sifao-comum-estrutura-agua

(Imagem: Marina Rodrigues / Uniceuma / Reprodução)

 

Sifao-universal-com-saida-extensivel-branco-Esteves

Sifão Esteves Universal com Saída Extensível Branco (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Ralo simples

O ralo é instalados sob o revestimento do piso e possue uma comunicação com a área externa, por onde a água entra. O ralo é seco e tem apenas a função de absorver e mandar embora pela tubulação a água que entra pela grelha que se comunica com o ambiente da casa. Existem vários tipos de ralo, como o linear, que só funciona para ralos secos, como os usados no box do chuveiro.

 

Sugestão de matéria: Leia mais sobre diferentes tipos de ralo na matéria: Ralos para banheiro: veja os tipos e acerte na escolha

 

Ralo sifonado quadrado Tigre e Grelha redonda de inox Esteves

 

3. Caixa de passagem

As caixas de passagem recebem os resíduos domésticos e os encaminham para a rede de esgoto. Sua instalação pode ser feita onde há mudanças de direção no encanamento, ou apenas para facilitar a manutenção hidráulica. Assim, quando há entupimento ou outras ocorrências, basta apenas escavar os locais exatos onde as caixas de passagem estão, para identificar onde o problema está.

 

Caixa de passagem Tramontina e Caixa de piso Tramontina

 

4. Caixa sifonada

A caixa sifonada tem uma água dentro dela que evita que o mau cheiro que sai de uma tubulação de esgoto vaze para o cômodo em que a caixa está instalada, a partir do sistema de sifão já explicado acima. Ela recebe várias tubulações de esgoto da casa, como da pia da cozinha, cuba do banheiro, chuveiro, por exemplo. Além disso, a caixa sifonada também tem uma comunicação com a área externa, como o ralo comum.

 

Caixa-sifonada-ilustração-fecho-hidrico

(Imagem: Via Brasil Online / Reprodução)

 

Sugestão de matéria: Confira o passo a passo para fazer a hidráulica do banheiro

 

Caixa-sifonada-quadrada-15x15x5cm-N°101-Tigre

Caixa sifonada quadrada 15x15x5cm N°101 Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Caixa de gordura

As caixas de gordura são responsáveis por receber a água que sai da pia da cozinha e da máquina de lavar roupas, separando a gordura da água e evitando que essa gordura chegue à rede de esgoto da cidade. A caixa possui um pouco de água em seu fundo. Essa água é a responsável por separar a água da gordura, além de evitar que os gases do esgoto se espalhem pela casa. Assim a água segue o fluxo natural rumo à rede de esgoto, enquanto a gordura fica na caixa. 

 

caixa-gordura-limpeza-funcionamento-cozinha-sifao-sifonada-hidraulica-cano

(Imagem: Roma / Reprodução)

 

Essas caixas sifonadas para cozinha devem receber manutenção periodicamentePara isso basta retirar o recipiente com a gordura, jogar a placa de gordura no lixo e limpar a caixa com água e sabão. 

 

Gostou das dicas?

Que tal acessar a loja virtual da Telhanorte e fazer seu pedido para a obra? Sem sair de casa você saberá quanto custa ralos e grelhas, caixa sifonada e caixa de gordura, no modelo ideal para sua necessidade. Na Telhanorte temos um departamento para a parte hidráulica da sua casa, além de setores com tudo para cozinha e lavanderia, banheiro, área externa, pisos e revestimentos e mais. Conheça nossa loja e continue sua obra sem precisar sair de casa, com as melhores ofertas e preços!

 

Como instalar rede de esgoto residencial: materiais e cuidados na instalação

 

Edição de Vinicius Marques

Como limpar o box de banheiro?

banheiro-box-limpeza-limpar-rodo-produto-agua-chuveiro-ducha-vidro-piso-parede-rejunte-sujeira

| Banheiro

 

Confira como limpar o box de banheiro seguindo o nosso passo a passo! Aprenda receitas caseiras para a limpeza e conheça os diferentes tipos de box

 

O banheiro é um dos cômodos da casa que requerem uma atenção especial no quesito limpeza. Nada como entrar num banheiro limpo, desinfetado e cheiroso! Mas existe uma área que nem sempre fica assim: o box. E é por isso que, nessa matéria, vamos ensinar como limpar o box de banheiro.

 

Confira na Telhanorte: Box para banheiro e acessórios

Cortina-p--Box-PVC-198x180cm-Metalizada-Listra-Poa-Preto-Prata-Bella-Casa-Colorful-1523295

Cortina p/ Box PVC 198x180cm Metalizada Listra/Poa Preto/Prata Bella Casa Colorful (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Tipos de box 

O box de banheiro tem como a principal função manter o cômodo seco e organizado. Além disso, é importante harmonizar esse item com os demais elementos decorativos, respeitando o estilo do espaço. Confira 5 tipos de box de banheiro mais comuns no Brasil.  

 

1. Box de cortina

Evita que a água se espalhe pelo restante do banheiro, trazendo privacidade a quem estiver se banhando. É uma maneira simples e barata de se instalar um box e, para limpar a cortina, basta utilizar um pouco de detergente neutro e a própria mangueirinha do chuveiro.

 

Cortina-p--Box-Poliester-198x180cm-Textura-Tijolo-Preto-Branco-Bella-Casa-Colorful-1522868

Cortina p/ Box Poliester 198x180cm Textura Tijolo Preto/Branco Bella Casa Colorful (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Box de parede 

São aqueles que possuem uma mureta de tijolos (ou blocos de vidro) em pelo menos um de seus lados. Muitas pessoas combinam o box de parede com uma porta de vidro, trazendo um estilo moderno para o banheiro.  

 

Bloco-de-Vidro-Seven-19x19cm-Translúcido

Bloco de Vidro Seven 19x19cm Translúcido (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Leia também: Como renovar o rejunte do azulejo

 

3. Box de acrílico

O box de acrílico é outra opção econômica para ser instalada no banheiro. Além de mais barato, esse tipo de box não apresenta manchas tão facilmente quanto o box de vidro. No entanto, sua durabilidade é menor e há maiores riscos de ser quebrado, trincado ou apresentar rachaduras com o tempo.

 

box-banheiro-acrilico-translucido-limpeza-parede-vidro-produto-banho-chuveiro-agua

Box de acrílico (Foto: São Manuel Calhas / Reprodução)

 

4. Box de vidro

Os modelos desse tipo de box possuem um vidro temperado e tratado para tal finalidade, para evitar acidentes e suportar o contato constante com a água, o atrito com os trilhos de abertura e o abrir e fechar da porta. Sua limpeza demanda um pouco mais, uma vez que as manchas podem ser mais visíveis nesse tipo de superfície. O box de vidro apresenta ótima durabilidade, acabamento e resistência.

 

banheiro-vidro-portas-agua-limpeza-plantas-urban-jungle-chuveiro-box-parede

Box de vidro com um estilo urban jungle (Foto: Curology / Unsplash / Reprodução)

 

5. Box sanfonado

O box sanfonado é uma opção que pode harmonizar muito bem com diversos estilos de banheiro, a depender do modelo escolhido. Geralmente é feito com placas de PVC resistentes à umidade e altos impactos, mas pode também ser composto por placas de acrílico.

 

Porta-sanfonada-de-PVC-para-box-185x100cm-branca-BCF

Box Sanfonado de PVC BCF 185x100cm Branca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Como limpar o box de banheiro de vidro e acrílico

É importante você ter em mãos produtos específicos de boa qualidade para a limpeza do box, seja ele de vidro ou acrílico. Isso irá facilitar o seu trabalho e os resultados. E lembre-se: é muito importante separar os utensílios usados para limpar o banheiro. Eles jamais devem ser usados na limpeza dos outros cômodos da casa.

Separe para a faxina um par de luvas, panos de microfibra (que não soltam fiapos) e esponja. Nas nossas lojas físicas e na loja virtual da Telhanorte, você encontra produtos de limpeza de qualidade de diversas marcas para limpar o box.

 

Limpa-vidros-em-spray-Plastic-Novica-Bettanin-1563467

Limpa vidros em spray Plastic Noviça Bettanin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

É muito importante também ler as instruções do fabricante antes de utilizar qualquer produto de limpeza. Uma boa alternativa para limpar o box de banheiro de acrílico, caso não esteja muito sujo e você não tenha o produto específico em casa, é utilizar a mistura de água quente com detergente neutroEsfregue com uma esponja nos dois lados e enxágue bem. Depois é só secar com o pano de microfibra

Já os box de vidro mancham com maior facilidade e, por serem transparentes, o local manchado acaba se destacando. Mas nada que uma boa limpeza, com um bom produto, não resolva! 

 

Limpa-Vidros-Pro-1L-Sanol-1769880

Limpa Vidros Pro 1L Sanol (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Receitas caseiras para limpar o box de banheiro

1. Sabão e pó, vinagre e bicarbonato

Em um recipiente, misture bem:

– 01 colher (sopa) de sabão em pó

– 02 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio

– 01 colher (sopa) de álcool

– 01 xícara de vinagre branco

– 01 xícara de água morna

 

Aplique essa mistura com um pano macio ou com o auxílio de um borrifador. Deixe agir por 5 minutos. Com uma esponja macia, faça a limpeza. Enxague e seque com um mop para vidros e um pano de microfibra

 

Mop-Novica-limpa-vidros-BT1922-Bettanin-1449931

Mop Novica limpa vidros BT1922 Bettanin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Bicarbonato, detergente e limão

– Misture 100 ml de água

– 01 colher (sopa) de bicarbonato de sódio

– 03 colheres (sopa) de detergente neutro

– suco de 01 limão

 

Aplique com uma esponja. Deixe descansar por 10 minutos. Enxague e seque com um mop e um pano de microfibra

 

Pano-de-microfibra-para-vidro-Esfrebom-Bettanin

Pano de microfibra para vidro Esfrebom Bettanin (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Vinagre, sabão em pó e bicarbonato

– Misture 200 ml de vinagre.

– 01 colher (sopa) sabão em pó.

– 01 colher (sopa) bicarbonato de sódio.

– 01 tampa de álcool.

 

Passe essa mistura no box com auxílio de uma esponja. Aguarde 15 minutos. Enxague e seque. 

 

Esponja-Mágica-p-Vidros-e-Espelhos-2-Unidades-Super-Storm-Pulvitec

Esponja Mágica p/ Vidros e Espelhos (2 Unidades) Super Storm Pulvitec (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Dicas finais sobre como limpar o box de banheiro

  1. Use o lustra móvel no seu box. Sim! Depois de terminada a limpeza, passe uma fina camada de lustra móvel no box, com um pano macio e seco. Isso irá criar uma camada de proteção e evitar que manchas de gordura corporal se fixem no vidro do box. 
  2. Faça a limpeza do box semanalmente. Isso fará com que o mesmo não fique encardido, aumentando a vida útil e também facilitando o seu trabalho, com menor esforço. 
  3. Após o banho diário, jogue água no box com o auxílio do chuveirinho. Isso fará com que a gordura corporal e os resíduos de sabonete, shampoo e condicionador não permaneçam no box. 
  4. Uma sugestão é manter um mop para vidro no box para que, ao finalizar o banho, você passe pela superfície, mantendo-a menos úmida. 
  5. Umedeça sempre o box antes de usar os produtos e utilize sempre o lado macio da esponja, para evitar que ele fique riscado. 

 

Leia também: Banheiros decorados com pedras naturais: dicas e exemplos

 

Gostou das nossas dicas de como limpar o box de banheiro?

São simples, fáceis e práticas. Agora você já sabe como limpar o box do banheiro de vidro ou de acrílico. Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um setor completo de limpeza e manutenção com diversos tipos de produtos e acessórios diferentes para a limpeza do banheiro como box, vasos sanitários, chuveiro, entre outros. Conheça também nosso departamento de pisos e revestimentos! Compre pelo site e receba em casa ou retire em uma das nossas lojas mais perto de você!

 

Box de banheiro com pastilhas: tipos, dicas e inspirações

 

Edição de Vinicius Marques

Como escolher calhas de chuva?

telha-calha-chuva-casa-material-agua

| Área Externa

 

Quer saber como instalar calhas no telhado? Prepare a casa para o verão e enfrente a época das chuvas com segurança!

 

As calhas têm como função primária coletar e escoar a água da chuva do telhado para a rede pública ou para um sistema de reaproveitamento de água. Além de evitar focos de água que desgastam o telhado e ajudam na proliferação de mosquitos, as calhas também evitam infiltrações, que podem danificar a estrutura da construção a longo prazo e podem gerar mofo, que acarreta até em doenças para os moradores.

Precisando colocar ou trocar a calha da casa e não sabe por onde começar? Leia a matéria até o final e aprenda o passo a passo sobre como instalar calhas de chuva.

 

Confira na loja virtual da Telhanorte: Calhas e Rufos

Calha-Moldura-28x300cm-marrom-Calhaforte

Calha Calhaforte Moldura 28x300cm Marrom (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Principais tipos de calha

 

1. Calha de aço galvanizado

Esse tipo de calha é feito de chapas de aço que passam por um processo químico chamado de galvanização, onde se enriquece o aço com zinco, para torná-lo mais resistente à ferrugem e corrosão. É um material de fácil limpeza e com preço mais em conta quando comparado às calhas de alumínio e PVC. No entanto, não é tão resistente à umidade constante quanto os demais modelos e não reage bem à pintura.

 

Cabeceira-para-calha-galvanizada-28--esquerda-Calhaforte

Cabeceira para calha galvanizada 28″ esquerda Calhaforte (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Calha de PVC

De fácil instalação, as calhas de PVC são também as mais indicadas para regiões muito úmidas, como cidades litorâneas, uma vez que seu material não oxida, não deforma, nem sofre corrosão. Esse tipo de calha também é ótimo para receber acabamento de tinta, podendo combiná-lo com a cor do telhado, além de apresentar um bom custo-benefício. O material de PVC, diferentemente das calhas de metal, não suporta grandes pressões e muito peso.

 

Esquadro-para-calha-interno-Aquapluv-Style-branco-Tigre

Esquadro para calha interno Aquapluv Style branco Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Calha de alumínio

As calhas de alumínio são também muito resistentes à maresia e demais intempéries. Resiste grandes pressões e pode receber pintura eletrostática, ideal para superfícies metálicas. Sua instalação é mais complicada e deve ser feita por um profissional especializado.

 

calha-aluminio

Calha de alumínio (Foto: Cardivem / Reprodução)

 

Como instalar calhas de PVC no telhado?

Não existe um tipo certo ou errado de calha. Elas podem ser em chapa galvanizada, alumínio ou PVC e a escolha por uma ou outra vai depender da região e do volume de chuvas. Isso porque as calhas galvanizadas, apesar de mais baratas, possuem um índice mais alto de corrosão em relação às demais. Por isso, caso sua casa esteja em uma região mais úmida, é recomendado que você opte por calhas de alumínio ou PVC que, apesar de um pouco mais caras, vão ter uma maior durabilidade.

Outro ponto importante a ser analisado é o local da instalação. É sempre bom lembrar que a calha precisa circundar todo o telhado, para que não haja focos de água parada acumulados, sem escoamento. Por isso, para encontrar a medida certa da sua calha, faça o cálculo em cima de toda a área em volta do telhado. 

O número de suportes também tem que ser calculado em cima do tamanho total da área da calha de chuva, sendo que a cada 80 centímetros você deverá instalar um suporte. Ou seja, se sua calha tiver 8 metros de comprimento, você precisará de 10 suportes.

 

Sugestão de matérias:  Conheça 8 Tipos de TelhaTipos de InfiltraçãoPrincipais Tipos de Forro para TetoTipos de Manta Impermeabilizante e aprenda Como Tirar o Mofo da Parede

 

Para fazer a instalação de uma calha de chuva, você precisará de algumas ferramentas mais específicas, além das tradicionais. As ferramentas mais utilizadas são: furadeira, brocas, veda calha, rebitadeira e rebites.

 

Veda-calha-aluminio-280g-Tekbond

Veda calha alumínio 280g Tekbond (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Assista abaixo a um tutorial de como instalar calhas de PVC Aquapluv, que você encontra na Telhanorte.

 

 

Peças das calhas de PVC Aquapluv

 

Esquadro-para-calha-interno-Aquapluv-com-beiral-Tigre

Esquadro para calha interno Aquapluv com beiral Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Esquadro-para-calha-externo-Aquapluv-Style-branco-Tigre

Esquadro para calha externo Aquapluv Style branco Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Esquadro-para-calha-externo-Aquapluv-com-beiral-Tigre

Esquadro para calha externo Aquapluv com beiral Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-com-beiral-Aquapluv-esquerda-Tigre

Cabeceira para calha com beiral Aquapluv esquerda Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-com-beiral-Aquapluv-direita-Tigre

Cabeceira para calha com beiral Aquapluv direita Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-Aquapluv-Style-10x10cm-esquerda-Tigre

Cabeceira para calha Aquapluv Style 10x10cm esquerda Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cabeceira-para-calha-Aquapluv-Style-10x10cm-direita-Tigre

Cabeceira para calha Aquapluv Style 10x10cm direita Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-retangular-Aquapluv-Style-branco-Tigre

Bocal para calha retangular Aquapluv Style branco Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-com-beiral-Aquapluv-Tigre

Bocal para calha com beiral Aquapluv Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-circular-esquerdo-Aquapluv-Style-Tigre

Bocal para calha circular esquerdo Aquapluv Style Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Bocal-para-calha-circular-direito-Aquapluv-Style-Tigre

Bocal para calha circular direito Aquapluv Style Tigre (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Gostou das dicas?

Agora que você sabe como instalar a calha de chuva, encontre tudo que você precisa nas nossas lojas físicas e no site da Telhanorte! Veja as ofertas do departamento de Telhas, Calhas e Rufos e aproveite para reformar ou construir com as melhores condições do mercado. Faça um pedido completo de todos os itens necessários para a instalação, visitando nosso setor de Ferramentas. 

Precisa de outros materiais? No site da Telhanorte e nas nossas lojas físicas, você encontra tudo o que precisa para a reforma ou construção. Aproveite também nosso cartão de crédito Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado!

 

Cumeeira: o que é e para que serve

 

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino

Truques de limpeza para 5 tipos de pisos

vassoura-limpeza-cerdas-piso-madeira-cuidados-dicas

| Limpeza e Manutenção

 

A Telhanorte recomenda cuidados e produtos específicos para os pisos de porcelanato, cerâmica, laminado, vinílico e ardósia

 

Engana-se quem pensa que a limpeza dos pisos não pede atenção especial. Cada material tem uma propriedade técnica e a aplicação de produtos errados pode ocasionar danos irreversíveis, prejudicando a estética e até mesmo danificando o piso. Para não errar na hora da limpeza, confira a seguir dicas e recomendações de Luan Gomes, coordenador de pisos e revestimentos da Telhanorte, para o tratamento apropriado de 5 tipos de pisos.

 

1. Porcelanato

Opção perfeita para qualquer ambiente da casa, o piso de porcelanato é fácil de limpar, mas requer alguns cuidados. “Antes de uma limpeza mais profunda, é necessário retirar o excesso de poeira com uma vassoura de cerdas macias ou aspirador de pó, para que o piso não arranhe. Depois, misture uma colher de sopa de detergente neutro para cada 5 litros de água e aplique a solução com um pano macio por todo o piso. Para finalizar, passe um pano seco para evitar manchas”, aconselha Gomes.

 

Porcelanato-Rochaforte-Pandora-HD-acetinado-retificado-C-60cm-x-L-60cm-marrom-1552376

Porcelanato Rochaforte Pandora HD acetinado retificado C: 60cm x L: 60cm marrom (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Cerâmica

Assim como o porcelanato, o piso cerâmico é lavável e exige a retirada do excesso de sujeira da superfície antes de iniciar a limpeza. “O piso de cerâmica pode ser limpo com produtos multiuso e detergente. Atente-se apenas para o uso de produtos ácidos, pois corroem o piso”, aponta o coordenador.

 

Piso-Cerâmico-Savane-Up-Chicago-Acetinado-Retificado-Comp-74cm-X-Larg-74cm-Cinza

Piso Cerâmico Savane Up Chicago Acetinado Retificado Comp.: 74cm X Larg: 74cm Cinza. (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Laminado

O piso laminado não é lavável, por isso, é necessário utilizar produtos específicos, que devem ser misturados com água para evitar manchas. “Caso o piso já esteja manchado, use removedor de uso comum e um pano macio para fazer a remoção. Após a higienização, passe um pano seco, macio e limpo sobre o piso”, recomenda o especialista.

 

Piso-laminado-Durafloor-de-click-Spot-Roma-C--1340cm-x-L--187cm-madeirado-1625977

Piso laminado Durafloor de click Spot Roma C: 1340cm x L: 187cm madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Vinílico

A limpeza do piso vinílico é bem simples. Água com detergente neutro é a melhor solução para limpar esse tipo de material. “Se o piso estiver manchado, não utilize nenhum produto, apenas detergente neutro, pois algumas fórmulas podem conter agentes corrosivos que danificam a aparência do material”, alerta.

 

Piso-vinilico-Durafloor-de-cola-City-Quito-madeirado-1626299

Piso vinílico Durafloor de cola City Quito madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Ardósia

Mais comum nas áreas externas, a ardósia é um material poroso e demanda mais cuidados. “Além de utilizar produtos específicos, é possível higienizar com sabão mais suave, como o de coco, detergente neutro ou até água com amaciante usado para a lavagem de roupa”, explica Luan. No caso de pisos já manchados, uma dica é polvilhar bicarbonato de sódio, borrifar vinagre de álcool e limpar com papel toalha.

 

Compra fácil!

Na Telhanorte é possível encontrar pisos e revestimentos para toda a casa.  As compras podem ser feitas nas nossas lojas físicas e canais digitais: e-commerce, televendas e Telhazap, o WhatsApp da Telhanorte (011 97176-8920).

O serviço de drive-thru, que permite a compra e retirada dos produtos desejados pelo cliente, respeitando o distanciamento e sem sair do veículo, também segue ativo em diversas lojas da rede, de segunda a domingo. Confira no site da Telhanorte informações detalhadas dos serviços e horários de funcionamento das unidades.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Telhanorte (@telhanorte)

Revestimento cerâmico para a cozinha: benefícios

Cerâmica-decorativa-para-parede3

| Cozinha

 

Conheça alguns cuidados ao definir qual cerâmica colocar na parede da cozinha. Veja também os benefícios desse material e inspirações para a reforma.

 

A cerâmica é um dos revestimentos mais buscados para diferentes ambientes da casa, pelo fato de ser uma opção com bom custo-benefício. Assim como o Porcelanato, ela é conhecida como um revestimento frio.

Feita a partir da junção da argila com outros minerais, apresenta uma densidade menor e também uma resistência reduzida comparada ao porcelanato.

Entretanto, quando o assunto são os revestimentos para parede, a resistência da cerâmica se mostra suficiente e pode contribuir para uma redução de custos na obra e garantia de qualidade. 

 

Acesse em nosso site: Cerâmica para Parede

Revestimento-de-Parede-Rochaforte-HD-57733-Brilhante-Bold-Larg:-57cm-X-Comp.:-33cm-Cinza

Revestimento de Parede Rochaforte HD 57733 Brilhante Bold Larg: 57cm X Comp.: 33cm Cinza (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Qual cerâmica colocar na parede da cozinha?

Em áreas molhadas, como cozinha e banheiro, a cerâmica deve ser impermeabilizante. Dessa forma, ela impede que a água deteriore o revestimento e oferece maior durabilidade à construção.

Em suma, ao pesquisar sobre qual cerâmica colocar na parede da cozinha, é preciso unir funcionalidade e beleza no mesmo espaço.

Em relação ao design da cerâmica, existem inúmeras opções que ficam a cargo do cliente e do espaço disponível. Existem opções de cerâmica que imitam madeira, cerâmica lisa, geométrica, que imitam pedra e muito mais.

O tamanho das peças de cerâmica, por sua vez, possuem padrões e devem ser comprados de acordo com a metragem do espaço que vão ocupar.

A resposta para qual cerâmica colocar na parede da cozinha vai depender do estilo que você espera alcançar para o cômodo. Uma outra opção ainda é usar um mix de cerâmicas, com elementos brancos e detalhes com variações de texturas e cores

 

ceramica-moderna-cozinha-bronze-dourada-branca

As peças de cerâmica podem se destacar na decoração (Foto: Caminho das Pedras / Reprodução)

 

Benefícios da cerâmica para parede da cozinha

A cerâmica pode ser instalada em toda a extensão da cozinha, sendo muito comum o uso dos populares azulejos de cerâmica. Entretanto, é possível mesclar diferentes tipos e criar um ambiente ainda mais moderno.

Além das múltiplas variações de layout e design, a cerâmica oferece outros benefícios muito importantes para a cozinha. Confira a seguir algumas vantagens desse material e entenda porque você deve considerar a cerâmica na reforma desse cômodo!

 

Revestimento-de-parede-Incepa-Patch-Blue-acetinado-retificado

Revestimento de parede Incepa Patch Blue acetinado retificado C:21,5cm x L:21,5cm azul (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

1. Facilidade de limpeza

A cerâmica é fácil de limpar, não absorvendo respingos de gordura ou água, por exemplo.

 

2. Resistência

Como dissemos, o porcelanato pode ser mais resistente, mas a cerâmica para parede, quando de boa qualidade, oferecerá uma ótima durabilidade.

 

3. Ecologicamente sustentável

As cerâmicas são ecologicamente sustentáveis, sendo produzidas a partir da  argila e com processo fabril de alta tecnologia. As jazidas de argila podem ser recuperadas e reflorestadas, oferecendo um carácter mais sustentável às cerâmicas. 

 

4. Facilidade na instalação

Para a instalação da cerâmica não é necessária a preparação anterior da peça, que não precisa nem mesmo ser molhada. Também são facilmente cortadas, sem atrasar a obra, em caso de necessidade de realização desse processo. 

 

5. Bom custo-benefício

O acabamento de uma obra pode apertar no orçamento! A cerâmica, no entanto, oferece um bom custo-benefício, principalmente comparado ao porcelanato, que pode encarecer bastante os gastos. É uma opção barata mas de ótima durabilidade e excelente resultado estético! 

 

ceramica-cozinha-branca-bancada-limpeza-design

Cerâmica branca em bancada de cozinha (Foto: Freedom Kitchens / Reprodução)

 

Limpeza de revestimentos cerâmicos

Uma das maiores preocupações de quem está em busca de qual cerâmica colocar na parede da cozinha é a facilidade de manutenção da peça. Isso, porque esse ambiente da casa está constantemente em contato com poeira, gordura e água e mantê-lo limpo exige uma certa frequência de manutenção. 

Por isso, a cerâmica é uma das opções favoritas de arquitetos e de quem vai morar nas casas ou apartamentos em reforma. 

Para uma manutenção ainda mais simples, dê preferência por cerâmicas mais lisas e polidas. Faça a limpeza com água e sabão neutro, mas lembre-se sempre de verificar a indicação de limpeza do fabricante para o tipo de cerâmica escolhida. Em alguns casos, produtos abrasivos podem causar desgaste da peça, principalmente em peças mais porosas ou com brilho.

 

Gostou das dicas?

Gostou de saber um pouco mais sobre os revestimentos de cerâmica para parede? 

Na Telhanorte você encontra a maior variedade de produtos, pelo melhor preço do mercado. São diversas opções de marcas de revestimento de parede como Portobello, Ceusa, Royal Gres, Formigres, Portinari, Incefra, Rocha Forte e mais. Confira e boas compras!

Na nossa loja virtual você também encontra tudo o que precisa para Cozinha e Lavanderia, Banheiro e Área Externa, além dos melhores Materiais de Construção e itens para obras em geral. 

Aproveite nosso cartão de crédito Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado. Acesse também o outlet da Telhanorte.

Ainda ficou com dúvidas sobre qual cerâmica colocar na parede da cozinha? Faça suas compras pelo telefone ou WhatsApp e converse com nossos atendentes!

 

Revestimento de cerâmica: dicas para a cozinha

 

Edição de Vinicius Marques e Murilo Bonício

Como fazer manutenção de persianas? Dicas para cada tipo

manutencao-persiana-2

| Janelas

 

Guia de limpeza e manutenção: saiba como fazer a limpeza e manutenção de persianas de acordo com o tipo e conserve um bom acabamento.

 

Como qualquer investimento com cuidados da casa, a manutenção de persianas é o que vai prolongar a vida útil e conservar a beleza desse produto!

Existem persianas de diversos materiais — PVC, tecido natural ou sintético — então, o tipo de limpeza deve ser cuidadoso o suficiente para preservá-los. 

A poeira e outras sujidades finas, além de gordura nos modelos para cozinha, devem ser removidos para evitar que o tecido ou o PVC fique encardido.

Para te ajudar a fazer a manutenção de persianas o mais corretamente possível, reunimos dicas relacionadas a limpeza para cada tipo, a frequência e também a como conservá-las bonitas e funcionais por mais tempo. 

 

Dicas para fazer a manutenção de persianas

Além do tipo de material, o que difere as persianas é a forma como são abertas e fechadas, por mecanismos diferentes. Com isso, os cuidados na manutenção também serão específicos de acordo com o tipo. 

A seguir, separamos dicas de manutenção de persianas para cada categoria. Confira!

 

Manutenção de persiana horizontal

Para fazer a limpeza da persiana horizontal, primeiro, é preciso que ela esteja totalmente baixada e fechada.

Em seguida, passe um espanador ou aspirador de pó para remover a poeira e sujeiras finas superficiais. Comece das faixas de cima em direção às mais baixas.

Evite usar esponjas – mesmo que macias – ou panos umedecidos para não danificar os cordões de poliéster que puxam a persiana.

persiana-horizontal-de-PVC-Primafer

Persiana horizontal de PVC 100x160x2,5cm cinza Primafer (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Manutenção de persiana vertical

A manutenção das persianas verticais também deve ser feita com ela fechada. Com um espanador, limpe a poeira superficial das tiras de cima para baixo.

Durante o processo, é fundamental ter cuidado com as tiras para evitar que elas se danifiquem, quebrem ou enrolem uma sobre a outra.

As persianas verticais de PVC podem ser limpas com um pano úmido e, nos modelos nos quais as tiras de PVC são revestidas de tecidos, o pano pode ser removido para ser lavado à parte. Para isso, procure um serviço especializado para higienizá-los.

 

Persiana-Branca-vertical

Sala de estar com persianas verticais (Foto: Detalhe Decorações / Reprodução).

 

Manutenção de persiana rolô

Existem dois modelos de persiana rolô: a convencional e a double vision que possui 2 partes.

Os 2 tipos podem ser limpos com o espanador de pó comum, sempre de cima para baixo para direcionar a sujeira ao chão.

Caso o material da persiana seja o blackout – feito com tecido filtra-sol – também é possível fazer a limpeza com um pano úmido e detergente neutro.

Nos modelos double vision é possível contar com a ajuda de um secador de cabelo na temperatura fria para agilizar a secagem das faixas da persiana.

Para uma limpeza mais profunda, o recomendado é enviar a persiana rolô para um serviço especializado.

 

persiana-rolo-1

Persiana rolô Double Vision (Foto: Persiana Brasil / Reprodução).

 

Manutenção de persiana romana

A persiana romana é feita com uma folha única que, quando fechada pelo cordão, se dobra em partes, uma sobre a outra.

Com a cortina toda aberta, a limpeza é feita com espanador. Os modelos com material blackout e tecido filtra-sol podem ser limpos com detergente neutro e um pano úmido, também.

 

persiana-romana-cascata

Persiana romana aberta (Foto: Decorações Berlin / Reprodução).

 

Qual a frequência de limpeza de persianas?

Para conservar as persianas, a frequência de limpeza pode ser semanal para evitar o acúmulo de sujeira, que aumenta a necessidade de uma limpeza mais profunda.

As persianas de tecido podem ser mandadas para limpeza especializada pelo menos uma vez por ano ou a cada dois anos, conforme a necessidade.

Contudo, alguns fatores aumentam a necessidade de uma limpeza e manutenção mais frequentes, como:

– janelas que dão para ruas movimentadas;

– janelas perto de ruas não asfaltadas;

– janelas com floreiras;

– tipo de cômodo – a cozinha exige uma frequência maior de limpeza do que quartos e sala, por exemplo;

– manuseio das persianas.

limpador-de-persianas-esfrebom-microfibra

Limpador de persianas Esfrebom microfibra 107 Bettanin (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Dicas de conservação de persianas

Além da limpeza, é importante ter atenção ao manuseio das persianas, pois o mau uso pode danificar os mecanismos e a estrutura.

Para conservar e evitar a necessidade de manutenção de persianas, não baixe a persiana com a janela ou porta abertas, pois chuva e vento podem danificar a estrutura.

Tenha cuidado ao abrir e fechar a persiana, siga as instruções do fabricante e manipule as cordas com cuidado, sem puxá-las bruscamente.

Faça a manutenção dos mecanismos de abrir e fechar, aplicando vaselina para lubrificar os encaixes que fazem a rolagem das cordas e evitar rangidos e emperramentos.

Se a sua cortina for de tecido de fibra natural, faça a limpeza a seco para evitar que o tecido perca maleabilidade e a firmeza original.

 

Vantagens da manutenção de persianas

Seguir os cuidados específicos de limpeza de acordo com o tipo de persiana e material, além de usar corretamente o mecanismo de acionamento trazem benefícios como:

– manter a beleza da persiana, que também complementa a decoração do ambiente;

– garantir o bom funcionamento, seja manual ou automático, da persiana ao longo dos anos;

– evitar a necessidade de limpeza pesada das peças;

– aumentar a durabilidade e a vida útil das persianas.

 

Sugestão de leitura: Persianas: Passo a passo para limpar a sua em casa.

 

Gostou das dicas de manutenção de persianas?

As persianas são opções eficientes para o controle de luminosidade de ambientes, além de serem duráveis e resistentes.

Ao instalar persianas na sua casa, capriche na manutenção para que cada ambiente tenha um bom acabamento.

Confira a categoria completa de Persianas no site da Telhanorte e também outras opções de Tapetes e cortinas para deixar a decoração da casa com a sua cara.

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino