organização | Blog Telhanorte

Como fazer planejamento de obra? 5 dicas fundamentais

Como fazer planejamento de obra

| Construção

 

Quer aprender o passo a passo de como fazer o planejamento de obra e evitar dores de cabeça? Veja dicas para comprar materiais, economizar e controlar prazos

 

Quando se pensa em construir, logo diversos problemas em potencial surgem. Afinal, o processo tende a ser longo e diversas variáveis podem aparecer durante a construção. Na hora de planejar a obra, existem diversos pontos que precisam ser levantados, anotados e catalogados de forma que você tenha na manga algumas soluções para problemas que possam surgir.

Para evitá-los, uma dica é se organizar e aprender como fazer um planejamento de obra. Neste artigo, traremos algumas dicas interessantes para te auxiliar nesse processo. O planejamento da obra tende a organizar tudo, desde a escolha de onde comprar o material e em que ordem comprar, passando por outras questões como: a escolha dos profissionais, como lidar com prazos e como fazer planilhas de planejamento de obra. Tudo isso precisa ser pensado antes de qualquer tijolo ser cimentado.

Outro ponto para ter em mente ao fazer o planejamento de obra é que ele deve ser um aliado e não um entrave! 

Muitas vezes coisas não previstas podem acontecer e mudanças podem e precisam ocorrer no plano inicial. Por isso, é necessário estabelecer margens de segurança e ser um pouco maleável para não acabar atrasando o serviço em vez de otimizá-lo.

 

Como fazer planejamento de obra?

Cada obra tem seu nível de complexidade, orçamento e prazos diferentes e tudo isso precisa ser levado em conta na hora de fazer um planejamento. Você nunca deve fazer o planejamento da obra pautado apenas no cenário ideal, onde tudo dá certo de primeira, em todas as etapas. Esse precisa ser apenas um dos cenários do plano, no caso, o mais otimista deles.

A partir disso, projete os cenários menos otimistas e até aqueles em que tudo dá errado! Pensar previamente num cenário catastrófico torna mais fácil, na prática, de perceber os possíveis erros se aproximando e, assim, mudar o curso da obra a tempo! O clima é talvez um dos maiores inimigos de uma obra real e funcional, já que sua imprevisão pode implicar em desperdício de matérias-primas, gastos extras com mão de obra e eventuais multas. É possível que você estabeleça um planejamento bem amarrado e as chuvas sejam intensas no período ou vários funcionários adoeçam e isso comprometa seus prazos. Nesses aspectos, seu planejamento precisa ser maleável e ter um plano de ação para cada caso que sai do previsto!

 

5 dica de como fazer planejamento de obra

1. Estude a viabilidade da obra

O primeiro passo a se fazer quando se pensa em planejar a obra é conhecer bem o local e estudar a viabilidade de uma obra ali – avaliando, por exemplo, quais tipos de construção o local suporta. Isso é fundamental para definir se é possível e viável, física e financeiramente falando, fazer o que você tem em mente. A partir desse estudo será possível estipular o seu gasto e comparar para ver se ele cabe no orçamento.

Caso você seja a empresa responsável pela construção, será necessário levar em consideração o fluxo de caixa do seu negócio para calcular as entradas e saídas da obra. Quanto mais você puder saber sobre a obra em si, mais preciso será o cálculo do custo total e real dela. Por isso, procure todos os documentos, materiais descritivos e tudo mais que você encontrar a cerca do terreno.

Algumas informações que podem ser úteis para a planilha de planejamento de obra são:

Custo de Projeto (Arquiteto, estruturas, instalações);

Equipamentos e ferramentas que precisam ser adquiridos;

Custo médio de cada etapa da obra (fundação, alvenaria, instalações elétricas e hidráulicas e acabamentos);

Custo de mão de obra;

Custo de regulamentação e documentação.

 

Leia também: Lista de ferramentas para construção: 17 itens do kit básico

 

2. Criação do projeto arquitetônico

Outro ponto fundamental e que servirá, muitas vezes, como o guia da obra, é o projeto arquitetônico, que, assim como o planejamento, também precisará ter uma versatilidade para possíveis imprevistos.

Após fazer o levantamento médio dos custos, avaliando ser viável realizar a obra, você precisa contratar um arquiteto para realizar um projeto em cima das condições disponíveis no terreno e, claro, dos seus gostos pessoais. Além disso tudo, é preciso que o projeto respeite às leis para evitar multas e possíveis custos a mais. Algumas normas são regionais, mas no geral você precisa se preocupar com:

Estaqueamento de água;

Desempenho térmico;

Acústica e iluminação;

Saúde e Meio Ambiente;

Higiene e Saneamento Básico;

Qualidade do ar;

Funcionalidade e acessibilidade;

Conforto e Ergonomia.

 

Alguns pontos são obrigatórios apenas para construções feitas por empresa ou para revenda, por isso, consulte como se aplicam as normas no caso do seu terreno.

 

Leia também: Como construir uma casa sustentável: do tijolo à elétrica!

 

3. Legalização da Obra

Por falar em normas, não se pode deixar de lado a burocracia, quando se pensa em como fazer planejamento de obra. Após aprovar o projeto, é preciso se atentar a todas as taxas e licenças que precisam ser pagas antes e durante as obras, para que não haja multas. A execução da obra só pode ser iniciada após aprovação do projeto pela prefeitura e, por isso, é interessante escolher arquitetos experientes e acostumados com as normas e diretrizes regionais.

Esse processo, que começa antes de se iniciar a obra, continua durante o avanço de cada etapa, até o final dela. No caso de construções comerciais, é necessária uma vistoria prévia do corpo de bombeiros, por isso, fique atento!

 

4. Defina um orçamento para cada etapa

Você só poderá definir o custo total da obra após a conclusão. Não é possível prever e projetar algo tão complexo de maneira exata, por isso, a dica aqui é que se estabeleça um orçamento e um prazo estimados para cada etapa da obra. Desta forma, será possível fazer um cálculo aproximado do quanto será gasto, antes do final da construção! Além disso, fica mais fácil administrar a verba. Caso uma etapa gaste mais ou menos do que o previsto, você poderá enxugar ou expandir os recursos de outra!

Organize uma planilha de planejamento de obra para manter os valores controlados. Uma ferramenta interessante para isso é o SINAPI, o Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção CivilPor meio dele é possível levantar custos e preços da obra com dados atualizados pela CAIXA!

 

5. Execute e acompanhe

Por fim, tão importante quanto planejar é garantir a boa execução do planejamento e acompanhar o andamento da obra de perto. Pode ser um processo cansativo, mas estar atento ao dia a dia do canteiro de obras vai te poupar muito tempo e dinheiro. Sempre tente entender como as coisas se desenvolvem, para compreender os problemas e buscar soluções rápidas quando (e se) eles surgirem.

 

Aprendeu como fazer o planejamento de obra?

Começar uma obra pode ser complicado se você não tiver os materiais e ferramentas certas, não é mesmo? Por isso a Telhanorte possui um vasto catálogo que pode te auxiliar neste processo. Em nossa loja virtual, você encontra tudo o que precisa para sua cozinha e lavanderia, banheiro, área externa, além dos melhores materiais de construção e itens para obras em geral. 

Aproveite nosso cartão de crédito Telhanorte e acesse as melhores condições de pagamento do mercado!

 

Edição por Murilo Bonício | Vinicius Marques

Organizar ferramentas: 7 opções simples e práticas

Como usar uma plaina

| Dicas

 

Dicas de como organizar ferramentas em casa, na marcenaria, serralheria e outros locais. Aposte no uso de caixas, painéis, prateleiras e mais. Confira!

 

Toda casa, escritório ou ambiente comercial possui – ou deveria possuir –  um kit de ferramentas básicas organizado!

Seja um martelo, uma chave de fendas ou um alicate, na hora que você mais precisa, você sabe exatamente onde encontrar? Imagine, então, se estamos falando de uma oficina mecânica, uma marcenaria ou uma serralheria que possui uma quantidade enorme de itens!

Vamos combinar que ficar procurando uma ferramenta no meio da bagunça não é nada agradável. Principalmente, porque você perde um tempo enorme e, com isso, seu humor e energia vão diminuindo, enquanto deveriam estar em níveis excelentes para por a mão na massa!

E a palavra mágica para evitar todo esse estresse é organização! Portanto, vamos conversar um pouco sobre como organizar as ferramentas?

 

Como organizar as ferramentas: primeiros passos

Organização é tudo de bom! Vai te poupar o trabalho de ficar procurando ferramentas, otimizar o tempo e dar ânimo para novas empreitadas. E não é necessário fazer altos investimentos para organizar as ferramentas… Com materiais bem simples e baratos você consegue atingir seu objetivo e ter as ferramentas facilmente à mão.

Nada como você procurar um item e ele estar ali, no lugar certo, reservado para ele. Isso sem falar da economia! Afinal, se você não acha uma ferramenta, pode ser necessário ter que comprar outra… Mas para que isso aconteça, é preciso primeiro gastar um pouco de tempo e paciência – para não precisar perdê-los nunca mais! Antes de começar propriamente a organização das ferramentas, é preciso seguir os seguintes passos:

 

a) Defina o espaço que vai ser utilizado para colocar as ferramentas. Esse espaço deverá ficar reservado exclusivamente para as.

b) Dentro do espaço selecionado, verifique de que forma as ferramentas serão colocadas, seja utilizando um painel perfurado, ou colocando em caixas organizadoras, prateleiras e maletas específicas.

c) Separe as ferramentas por categorias, por exemplo: ferramentas elétricas, ferramentas manuais, parafusos, pregos e por aí vai.

d) Desapegue-se daquelas ferramentas que não serão mais utilizadas – por estarem quebradas, desatualizadas, oxidadas ou enferrujadas. Descarte-as no lixo reciclado ou dê para alguém que ainda possa fazer uso delas, afinal, só estão ocupando um espaço precioso. 

e) Quando for usar as ferramentas, lembre-se de recolocar as mesmas sempre no devido lugar. Rotina é importante nesse quesito. Evite ficar mudando as ferramentas de lugar. 

f) Crie o hábito de manter sempre esse local devidamente organizado. Não adianta organizar se não houver uma manutenção. Afinal, o trabalho irá render bem mais quando feito em um local limpo e organizado!

Então, vamos ver como organizar as ferramentas e quais os tipos de materiais que podemos utilizar para atingir esse objetivo?

 

1. Painel perfurado ou Pegboard

Também conhecido como chapa perfurada de eucatex ou xapadur perfurado, o painel perfurado de madeira é uma excelente forma de organizar, no qual podem ser pendurados ganchos diversos, cestas e outros acessórios, mantendo as ferramentas visíveis e ao alcance das mãos. 

 

pegboard-painel-de-madeira-estante-preteleira-barata-1

Pegboard: a tendência dos painéis de madeira veio para ficar (Foto: Casa da Valentina / Reprodução)

 

2. Painel perfurado metálico

Caso você possua muita ferramenta, e dependendo do peso total delas, sugerimos que você utilize uma grade metálica para fazer o painel. Ela pode ser feita com qualquer tipo de aramado ou tela perfurada de metal. 

Como organizar ferramentas

Painel metálico para suporte de ferramentas (Foto: Anhaguera Ferramentas / Reprodução)

 

3. Painel de madeira

Numa linha mais rústica, caso você disponha de restos (ripas) de madeira, um pallet que não esteja usando, uma placa de MDF ou uma chapa de compensado, você poderá transformá-los também num painel de ferramentas, com o auxílio de alguns pregos. Depois, é só pendurar as ferramentas. 

 

Como organizar ferramentas

Painel de ferramentas com deck de madeira (Foto: Do Edu / Reprodução)

 

4. Maleta para ferramentas

Caso você não tenha muitas ferramentas, essas podem ficar acondicionadas em maletas específicas.  Suas ferramentas ficarão sempre à mão e guardadas em local apropriado. Elas são práticas, geralmente com divisórias e até mesmo pequenos bolsos internos. Você vai encontrar maletas em tamanhos e materiais variados (plástico, alumínio, ferro, etc.) e até mesmo algumas em formato de carrinho, facilitando assim o transporte da mesma. 

 

Telhanorte1

Caixa para ferramentas maleta MFV312 36x16cm amarela e preta Vonder (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Caixas organizadoras

Uma boa forma de como organizar as ferramentas é usando as caixas organizadoras. Utilize preferencialmente as caixas transparentes, pois facilitam na localização do que se procura. Caso contrário, não se esqueça de colocar uma etiqueta por fora da caixa, indicando seu conteúdo. Isso irá agilizar a procura pelas ferramentas.

 

caixa-organizadora-plastico-sanremo

Caixa organizadora Top Stok Sanremo. Confira essa oferta! (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Leia também: Casa sem bagunça: saiba como organizar usando caixas e cestos

 

6. Prateleiras

Outra excelente forma de como organizar as ferramentas: as prateleiras. Elas são uma forma prática de deixar as ferramentas visíveis e organizadas. De preferência, coloque as ferramentas em recipientes transparentes e/ou etiquetados. 

 

Como organizar ferramentas

Ferramentas dispostas em prateleiras (Foto: i1 / Reprodução)

 

7. Potes de vidro e potes plásticos

Os potes normalmente são utilizados para organizar objetos menores, como parafusos, pregos, porcas, arruelas e buchas. Eles são muito úteis para miudezas, impedindo que fiquem espalhadas. E você deve ter diversos em casa! Você pode utilizar para isso os potes de maionese, de palmito e de azeitonas que já não têm mais serventia, por exemplo. Assim, você ainda contribui para que não sejam descartados na natureza de forma imprópria!

 

Image result for pote de vidro com ferramenta

Potes de vidro com ferragens pequenas (Foto: Minha Casa Minha Cara / Reprodução)

 

É sempre importante e necessário ter uma caixa de ferramentas, mesmo que pequena, dentro de casa, para eventuais consertos e emergências que possam surgir. O que não é necessário é ter que revirar a casa à procura delas! E, para isso, deixá-las organizadas e em local de fácil acesso é a melhor saída. Agora que você tem diversas dicas de como organizar suas ferramentas, coloque-as em prática! Veja como essa organização facilitará o seu dia-a-dia!

A Telhanorte oferece um departamento inteiro com itens para a organização da casa. São centenas de opções, incluindo cestas e caixas organizadoras, lixeiras, itens para organização do closet, banheiro, cozinha, áreas de serviço e muito mais. Acesse nossa loja virtual, selecione os produtos que vão deixar a sua vida mais prática e receba tudo em casa. Você também pode visitar uma de nossas unidades físicas, comprar por telefone ou Whatsapp.

Aproveite e conheça nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte, para ter acesso a condições de compra e descontos imperdíveis!

 

Edição por Murilo Bonício | Vinicius Marques

7 Dicas de presentes incríveis para amigo secreto

caixas-de-presente-amigo-secreto-natal-comemoração

| Decoração

 

Não sabe qual presente comprar para seu amigo secreto? A Telhanorte te ajuda! Confira 7 dicas incríveis para presentear amigos e familiares!

 

No final do ano, muitos amigos, colegas de trabalho e grupos familiares têm o costume de realizar um sorteio de Amigo Secreto para celebrar o fim de mais um ciclo e presentear amigos e parentes queridos! Nesse ano, a Telhanorte vai ajudar todas aquelas pessoas que ficam indecisas na hora de presentear!

Visite uma de nossas lojas físicas ou acesse a loja virtual da Telhanorte para encontrar o presente ideal para o seu amigo secreto! Pra te ajudar, separamos 7 dicas incríveis! Qualquer dúvida, é só nos chamar no Whatsapp da Telhanorte, o Telhazap!

 

1 – Placas decorativas

Tirou uma pessoa estilosa e não sabe o que comprar? Essas placas decorativas são a solução! Temos várias opções de  ilustrações vintage impressas digitalmente em madeira (MDF). Elas ficam ótimas na decoração de quartos e salas de estar, mas nada impede que você as utilize para compor e personalizar outros ambientes, como cozinhas e banheiros.

 

Confira em nosso site: Placas Decorativas

 

 

2 – Almofadas

Seu amigo secreto adora passar horas no sofá assistindo a séries e filmes? Nossas almofadas vão ajudar a deixar o ambiente mais bonito e confortável. A linha de almofadas em tecido Vellluto 100% Poliéster apresenta muitas estampas diferentes, das minimalistas às mais coloridas e detalhadas. 

 

Confira em nosso site: Almofadas

 

3 – Capas de almofadas

Uma outra alternativa, seguindo a mesma linha da dica anterior, é comprar uma ou mais capas de almofada! Às vezes seu amigo já possui almofadas o suficiente e quer apenas mudar o visual delas. Ou senão, você também pode presenteá-lo com uma única almofada e mais de uma opção de capa. Assim ele poderá trocar o visual de suas almofadas sempre que estiver afim.

 

Confira em nosso site: Capas de Almofada

 

4 – Caixas e cestos organizadores

A gente sabe que tem pessoas que amam receber mimos não só bonitos, mas também práticos e funcionais, né? Se você tirou alguém assim, recomendamos fortemente nossos cestos e caixas organizadoras! É só escolher a cor ideal e pronto! Em nosso site, você encontra diferentes opções de materiais, tamanhos e preços diferentes. Uma boa dica é comprar uma destas caixas, enfeitá-la e colocar dentro dela diversos mimos, cartinhas e presentes menores!

 

Confira em nosso site: Caixas e Cestos

 

5 – Vasos e jardineira

Tirou aquela pessoa que ama plantinhas e tem dezenas e mais dezenas de cactos e suculentas pela casa? Então dá uma olhadinha nos nossos vasos e itens de jardinagem! Uma boa dica é comprar um vaso bem bonito e entregá-lo já com flores plantadas. Temos certeza que fará sucesso!

 

Confira em nosso site: Jardim

 

6 – Porta-retratos

Procurando dar algo mais personalizado e íntimo? Por que você não imprime fotos e mensagens carinhosas e coloca em porta-retratos? Em nossa loja virtual, você encontra opções de diferentes cores e tamanhos!

 

Confira em nosso site: Porta-retratos

 

7 – Relógio de parede

Está querendo fazer uma brincadeira com aquele colega que vive chegando atrasado no trabalho, mas não quer deixar o estilo de lado? Então dê uma olhada em nosso relógio de parede! Ele é lindo, moderno e temos certeza que seu amigo vai entender o recado!

Relogio-de-parede-em-losango-branco-Coisas-e-Coisinhas

Relógio de parede em losango branco Coisas e Coisinhas (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Por Vinicius Marques | Edição: Stéphanie Durante

 

Organizando a lavanderia: 7 dicas práticas de arrumação

lavanderia-organização

| Ambientes Internos

 

A organização da sua lavanderia não está como você gostaria? Continue lendo essa matéria e descubra nossas dicas para ter um espaço mais organizado e bonito!

 

Aqui estão nossas 7 dicas preciosas para manter a organização da lavanderia:

A coitada da lavanderia nunca foi um cômodo que recebeu muita atenção e isso não acontece só na sua casa! Ela quase sempre é deixada para trás quando pensamos em organizar os cômodos. Mas a verdade é que seu papel é importante e pode ganhar ainda mais utilidade com pequenas dicas de organização da lavanderia.

Então, se você também é daquelas pessoas que não gosta de ver aquela bagunça e não consegue encontrar nada em meio a ela, você está no lugar certo. 

7 dicas de organização da lavanderia: o que você precisa para um espaço funcional?

A seguir, separamos dicas simples para a organização da lavanderia. Com elas é possível manter o espaço arrumado, funcional e, claro, mais bonito. Tome nota!

1. Elimine tudo o que você não precisa

Essa é a primeira fase de organização de qualquer cômodo de uma casa. Coloque três caixas ou sacos no chão. Um será para você jogar tudo o que for para o lixo, outro para itens que vão ser doados ou não pertencem àquele local e outro para o que de fato vai ficar. Utilizando essa primeira dica a lavanderia já tem mais espaço disponível.

Sugestão: coloque uma música animada, abra um vinho, faça com calma e torne esse momento o mais divertido possível!

 

2. Aproveite o espaço vertical com prateleiras

Sua lavanderia é pequena? Então aproveite para instalar prateleiras ou armário organizador para lavanderia de parede, liberando espaço no chão, que além de fazer parecer que o ambiente é maior, te faz ganhar mais opções de organização.

Use também ganchos adesivos que vão permitir que você pendure vassouras, pá de lixo, rodos, cesto gaveta, sacos de lixo e outros itens diversos.

Você também encontra organizador de lavanderia suspenso que tem mais de um gancho para organizar todos os itens necessários.

Painéis organizadores são opções modernas e de simples instalação, que podem facilmente contribuir para a organização da lavanderia. 

 

lavanderia-organização

Lavanderia organizada com painéis (Foto: Casa Vogue / Reprodução).

 

Caso você deseje investir em um ambiente mais alinhado com o restante da casa, seguindo alguns padrões de decoração, você também pode investir em móveis sob medida. Mas, lembre-se de priorizar os armários de parede, neste cômodo.

 

3. Tenha uma bancada de apoio

Mesmo que seu espaço seja muito reduzido, ter uma bancada de apoio vai te ajudar na execução do trabalho nesse ambiente. Por exemplo, enquanto pendura as roupas no varal você pode usar a bancada para apoiar o cesto de pregadores.

São muitas as utilidades de uma bancada no dia a dia de quem usa a lavanderia. Acredite, não ter onde apoiar itens que você está usando na hora pode dificultar a manutenção da organização da lavanderia. Opte por bancadas pequenas, próximas ao tanque.

 

lavanderia-organização

Lavanderia organizada com armários embutidos e bancadas de apoio (Foto: @Telhanorte / Reprodução).

 

4. Guarde tudo em caixas ou cestos 

Use o cesto organizador de lavanderia para manter o ambiente em ordem.

Tenha um cesto para cada “grupo” de coisas como:

Nós aconselhamos o uso de etiquetas que informem sobre o que deve ser armazenado em cada cesto. 

 

cestos-organizadores-de-lavanderia

Cestos organizadores de lavanderia (Foto: Ana Gi / Reprodução).

 

5. Use varal de teto

O varal de chão ocupa um espaço precioso do chão, além de deixar o ambiente com cara de desleixado.

Por isso, optar por modelos de varais vai contribuir para a amplitude do ambiente, sua funcionalidade e para a organização da lavanderia.

 

6. Tenha um espaço versátil com carrinho organizador

O carrinho organizador de lavanderia é um item recente no mercado e que pode ser bastante útil para as atividades do dia a dia. Ele pode ou não ser integrado na decoração, curando brechas entre a máquina de lavar e o armário.

Super versátil ele contribui como mais uma opção de armazenamento e aproveitamento do local.

Além disso, por ter rodinhas pode ser levado para outros cômodos. Por exemplo, se você for fazer faxina no banheiro, basta levar o carrinho com os produtos de limpeza e depois voltar com eles para a lavanderia.

 

carrinho-cesto-organizador

Carrinho Storage grande ferro mostarda coisas coisinhas (Foto: Acervo Telhanorte).

7. Invista em araras e cabides

É muito comum que a lavanderia seja também o local em que a roupa é passada a ferro e da onde as roupas limpas saem. Ter uma arara com cabides, que defina um local específico para o armazenamento desses itens, vai ajudar que o cômodo se mantenha organizado.

Roupas espalhadas são um dos itens que mais prejudicam a organização da lavanderia.

 

Faça sua lista e boas compras

Como você viu, medidas simples tornam possível criar uma organização da lavanderia que facilite o uso do espaço.

Na loja virtual da Telhanorte você encontra um setor completo com itens de organização de lavanderia, como cestos, caixas organizadoras, ganchos e mais.

Além disso, no departamento de Cozinha e Lavanderia você também pode renovar seus baldes e bacias, encontrar novas tábua de passar e escolher armários e bancadas para cada cômodo e necessidade.

Acesse o site, selecione os produtos para sua construção ou reforma e receba tudo em casa.

Conheça também nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte

 

Edição por Camila Alexandrino e Murilo Bonício

Dicas para limpar um freezer

freezer-congelador-limpeza-manutencao-limpar

| Cozinha

 

Confira 9 passos para limpar um freezer de forma eficiente, segura e rápida.

 

Para limpar um freezer da maneira certa, não há muito mistério. Tanto para aparelhos horizontais, quanto em verticais, ou mesmo os acoplados a geladeiras, o processo de limpeza é bastante simples e parecido, exigindo apenas certa atenção a alguns detalhes como:

 

Atenção: as dicas que trazemos aqui são de uso geral para todos os freezers. No entanto, é muito importante que você leia no manual do seu equipamento as instruções de limpeza, pois podem haver particularidades específicas ao seu modelo de freezer.

 

Como limpar um freezer 

 

1. Desligue o aparelho

O primeiro passo para qualquer modelo de freezer é desligá-lo da tomada. Isso aumenta a segurança para quem realizará a faxina. Além disso, ao fazer a limpeza, a porta do freezer terá de ficar aberta, resultando em um maior gasto de energia e, podendo danificar o aparelho, caso você não o desligue.

 

2. Armazene os alimentos que estavam no freezer

Recomendamos que, antes de realizar a limpeza, você coloque todos os alimentos que voltarão para o freezer em uma caixa ou bolsa térmica, para que eles não descongelem. Você também pode colocá-los em uma geladeira, enquanto faz a limpeza. Aproveite também para descartar alimentos com a validade vencida.

 

3. Verifique se há a necessidade de descongelar o freezer

Em aparelhos frost free, não há o acumula de gelo em seu interior. Assim, para esses modelos, não há a necessidade de descongelá-los. Mas caso seu freezer não possua essa funcionalidade, após desconectá-lo da tomada, retire tudo o que está em seu interior, e espere o gelo ir embora.

Você pode ajudar o degelo, colocando um ventilador na frente do freezer. Algumas pessoas também usam um secador de cabelo e uma espátula para raspar as pedras de gelo. Mas esses métodos podem danificar o equipamento, caso não sejam feitos com muito cuidado.  O mais seguro é deixar que o degelo aconteça naturalmente.

É importante também que você não deixe o freezer descongelando a noite toda. Prepare-se para fazer a limpeza em um mesmo dia.  E para evitar o acúmulo de água ao redor do eletrodoméstico, cubra o chão ao redor com jornais ou toalhas de chão. Assim, a água será absorvida. 

 

4. Produtos para limpar a parte interna do freezer

Em um balde, coloque 1 litro de água morna e acrescente duas colheres de sopa de bicarbonato. Molhe uma flanela e passe o pano por dentro do freezer, fazendo movimentos circulares e eliminando focos de resíduos. O bicarbonato ajudará a eliminar bactérias e mofos. Não jogue água diretamente dentro do freezer. Use sempre um pano para aplicar a solução. 

Atenção! Alguns produtos são nocivos ao freezer, podendo danificar sua estrutura e deixar cheiros fortes, diminuindo seu tempo de vida. Entre eles podemos citar: 

Depois de aplicar a solução em toda a parte interna, use um pano seco para retirar o excesso de umidade do interior do eletrodoméstico. Deixe-o com a porta aberta e desligado, até estar completamente seco. 

 

5. Limpe a porta e laterais do freezer

Feita a limpeza da parte interna do equipamento, passe para o lado externo. Para a porta e as laterais, use água e sabão neutro. Aplique com uma esponja. Depois, passe um pano úmido e finalize com um pano bem seco.

 

6. Cuidado com a parte posterior

Atrás do freezer, onde há a parte elétrica exposta, limpe com um espanador de pó. Tome muito cuidado, pois essa é a região mais delicada do freezer. 

 

7. Lembre-se de limpar a borracha de vedação

A borracha é um item muito importante de todo esse conjunto. É ela a responsável pela vedação do freezerLimpe com sabão neutro e água morna, passe um pano úmido e depois um pano seco. 

 

8. Deixe os acessórios limpos

É importante que você lave também prateleiras e bandejas do interior do eletrodoméstico. Use a mesma mistura de água com bicarbonato. Lembre-se que é essa solução que vai eliminar as bactérias e fungos.

 

9. Retorne todos os alimentos para o freezer

Antes, reconecte a tomada na energia e aguarde até a temperatura do freezer baixar o suficiente. Volte com os produtos que devem ser armazenados e certifique-se de fechar o eletrodoméstico completamente.

 

Quando limpar o freezer?

Um aspecto importante é a periodicidade em que a limpeza deve ser realizada. Um freezer que é utilizado apenas em momentos ocasionais, não armazenando alimentos por muito tempo, deve ser limpo toda vez que for utilizado. Já um freezer de uso constante deve ser descongelado e limpo a cada 6 meses. Se não houver excesso de gelo, esse prazo pode se estender para até um ano. 

É claro que, sempre que houver sujeira aparente e excessiva dentro do freezer, deve ser feita a limpeza imediata.

 

Porque limpar o freezer? 

A limpeza do freezer é fundamental para garantir a higiene e evitar problemas com os alimentos armazenados. Um freezer com mofo pode contaminar os alimentos e, consequentemente, a quem consumi-los.

Além disso, existem outras vantagens em manter um freezer higienizado, entre elas:

 

Esperamos que nossas dicas tenham te ajudado! 

Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um departamento de eletrodomésticos, além de tudo para sua obra: material de construção, tintas, pisos e revestimentos e itens para a organização da casa toda. Acesse e confira!

 

Edição: Vinicius Marques e Murilo Bonício

Utensílios de cozinha: confira o checklist completo

Brinquedo_-_Conjunto_de_Utensílios_de_Cozinha_(9),_Acervo_do_Museu_Paulista_da_USP_(45)

| Cozinha

 

Confira o guia com todos os itens necessários para a sua cozinha

 

Já começou a cozinhar e lembrou que não tinha algo essencial para fazer o prato que você tanto queria? Um ralador, espremedor de alho ou talvez até mesmo um tipo específico de faca. São tantos utensílios diferentes, que se esquecer de um deles é fácil! Por isso, montamos um checklist de utensílios de cozinha com tudo que você precisa ter em casa.

 

Sugestão de matéria: Já tem os utensílios necessários para a cozinha, mas não sabe como arrumá-los da melhor maneira? Saiba como manter a cozinha organizada aqui no blog!

 

Separamos a nossa lista por categorias e adicionamos uma breve descrição para você relembrar a função de cada um. Deixamos também alguns dos produtos que você pode encontrar na loja da Telhanorte. Confira!

 

Utensílios de cozinha para pegar alimentos

1- Concha

É o utensílio tradicional para pegar feijão e sopas, por exemplo. Você pode ter uma concha com o diâmetro maior e outra com diâmetro médio. Priorize os modelos com gancho na ponta, para que você possa pendurar.

 

Concha-terrina-Arienzo-Brinox-0,1-x-30-cm-90-ml

Concha terrina Arienzo Brinox 0,1 x 30 cm 90 ml (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2- Espumadeira

Este é outro utensílio de cozinha essencial, utilizado principalmente para pegar o arroz. Existem escumadeiras em formato de concha e outras achatadas. Priorize as feitas em aço inoxidável, que não esquentam em excesso.

 

Espumadeira-Arienzo-Brinox-0,1-x-34,5-cm

Espumadeira Arienzo Brinox 0,1 x 34,5 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3- Pegador de massa

Esse é um utensílio de cozinha que, quando falta, pode dar um trabalho na hora de servir a comida. Por isso, não abra mão do pegador de massa. Ele também é útil para pegar saladas.

 

Pegador-para-Massa-Arienzo-20-cm

Pegador para Massa – Arienzo 20 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4- Pinça multiuso

A pinça ajuda na hora de preparar carnes e postas de peixe e também para servir o macarrão enroladinho no prato igual nos restaurantes.

 

Pinça-Multiuso-Beli-18-cm

Pinça Multiuso – Beli 18 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5- Espátula de silicone ou nylon

A espátula de nylon também é um item que deve estar no seu checklist de utensílios de cozinha. Ela facilita a preparação de panquecas, crepes, tapiocas, entre outros. A vantagem: evita arranhar suas panelas e preserva a camada antiaderente. 

 

Espátula-Perfurada-Nylon-31-x-8-cm

Espátula Perfurada – Nylon 31 x 8 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

6- Colher grande

Esse tamanho de colher ajuda a preparar vários pratos. A dica é ter pelo menos duas: uma para preparar pratos salgados e outra para pratos doce. Especialmente se ela for feita de madeira, pois este material tende a pegar o gosto dos alimentos com o tempo. 

 

Colher-para-Arroz-Nylon

Colher para Arroz – Nylon (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Utensílios de cozinhas auxiliares

7- Batedor

O batedor fue salva a vida quando você não tem uma batedeira em casa. Desde bater ovos a preparar massas de bolo e brownie, fica bem mais fácil fazer diversas receitas com ele.

 

Batedor-Manual-Fio-Asti-30-cm

Batedor Manual Fio – Asti 30 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

8- Peneira

Seja para preparar um chá, ou mesmo peneirar itens secos para uma receita de bolo, os usos de uma peneira são muitos. Tenha uma grande para as receitas maiores e uma pequena para coar chás e sucos.

 

Peneira-Aço-Inox-20-cm-Top-Pratic-Ø-20-cm

Peneira Aço Inox Ø20 cm Top Pratic Ø 20 cm (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

9- Rolo de abrir massa

Chega de improvisar com as garrafas de cerveja! Tenha um rolo de abrir massa e se aventure mais na cozinha fazendo pizzas, tortas e muito mais!

 

Rolo-de-Confeitaria-Glace-43-x-5-x-5,3-cm

Rolo de Confeitaria Glacê 43 x 5 x 5,3 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

10- Espremedor de alho

Se você não é muito habilidoso com a faca, ter um espremedor de alho é estratégico para temperar sua comida rápido e com muito sabor. 

 

Espremedor-de-alho-Descomplica-Brinox

Espremedor de alho Descomplica Brinox (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

11- Ralador

O ralador te ajuda a economizar, além de preparar saladas com legumes ralados, fazer batata, etc. Comprar pedaços inteiros de frios, por exemplo, é mais barato do que fatiado. Com um ralador você pode diversificar a apresentação como desejar. 

 

 

Ralador-1-Face-Top-Pratic-23,5-x-5,8-cm

Ralador 1 Face Top Pratic 23,5 x 5,8 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

12- Espremedor de frutas

Existem espremedores de frutas elétricos e manuais. A escolha do melhor tipo fica por sua conta. Um espremedor manual simples dá conta de ajudar em tarefas pontuais como espremer um limão ou um laranja para um suco, enquanto que um elétrico traz mais praticidade para essa tarefa e possui um ótimo custo-benefício.

 

Espremedor-Premium-E-02-127V-Mondial-1764632

Espremedor Premium E-02 127V Mondial (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

13- Escorredor de macarrão

Nunca, jamais, fique sem um escorredor de massa em casa. No aperto, o macarrão é uma comida rápida, mas tentar escorrer a água da panela é uma tarefa que você não quer fazer. Priorize os escorredor de alumínio que você pode limpar melhor, sem acumular resíduos. 

 

Escorredor-de-Massa-Mix-29-x-22,5-x-11,6-cm

Escorredor de Massa Mix 29 x 22,5 x 11,6 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

14- Amassador de batatas

O amassador de batatas é outro utensílio de cozinha que ajuda bastante, principalmente quando você precisa economizar tempo. É ótimo para preparar purês, escondidinhos e outros pratos deliciosos. 

 

Amassador-de-Batatas-Top-Pratic-23-cm

Amassador de Batatas – Top Pratic 23 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

15- Descascador de legumes

O descascador agiliza bastante o trabalho de tirar a casca de alimentos fáceis, como a cenoura. Mas ele também traz muita praticidade para descascar alimentos com cascas mais duras, como as de abóboras. Na Telhanorte você encontra os mais variados tipos de descascador.

 

Descascador-de-Legumes-tipo-Lâmina-Asti-17-cm

Descascador de Legumes tipo Lâmina – Asti 17 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

16- Copo e kit de colheres de medida

Não tem nada pior no preparo de uma receita do que não saber as medidas certas, não é mesmo? Uma colherzinha a menos pode fazer toda a diferença. Por isso, inclua o copo e um kit de colheres de medidas no seu checklist de utensílios de cozinha!

 

Copo-Medidor-Mix-8,2-x-8,2-x-16,2-cm-500-ml

Copo Medidor Mix 8,2 x 8,2 x 16,2 cm 500 ml (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

17- Cortador de pizza

Aposto que você já desejou ter um cortador na hora de servir uma pizza em casa. A faquinha serrilhada quebra o galho, mas ter o cortador facilita bastante. 

 

Cortador-de-Pizza-Precision-Ø- 10-cm

Cortador de Pizza – Precision Ø 10 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

18- Saca rolhas

Quem nunca teve que correr no vizinho para não ficar sem beber aquele vinho especial? Nas lojas da Telhanorte, você encontra algumas opções diferentes de saca rolhas. Confira!

 

Saca-rolha-Brinox

Saca rolha Brinox (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

19- Abridor de latas

Outro item indispensável no dia a dia da cozinha para abrir todas as latas de salgados e doces com segurança. 

 

Abridor-de-Latas-e-Garrafas-Beli-9-cm

Abridor de Latas e Garrafas – Beli 9 cm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Utensílios de cozinha que vale a pena comprar em kits 

 

20- Conjunto de facas

O conjunto de facas é um excelente investimento para ter diversos modelos com espessuras, tamanhos e tipos de lâminas diferentes. Vale a pena pesquisar o preço de kits e comparar o valor por unidade em relação ao produto separado. 

 

Conjunto-de-Facas-6-Peças-Cross-Brinox

Conjunto de Facas 6 Peças – Cross Brinox (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

21- Conjunto de talheres

Garfos, facas e colheres são indispensáveis para a gaveta de utensílios de cozinha. Por isso, vale a pena adquiri-los em kits para economizar e poder receber os amigos para comer em casa.

 

Garfo-de-Mesa-12-peças-Itaparica-1-mm

Garfo de Mesa 12 peças Itaparica 1 mm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Faca-de-Mesa-12-peças-Itaparica-0,8-mm

Faca de Mesa 12 peças Itaparica 0,8 mm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Colher-de-Mesa-12-peças-Itaparica-1-mm

Colher de Mesa 12 peças Itaparica 1 mm (Foto: Acervo – Telhanorte)

 

Compre os melhores utensílios de cozinha online!

Agora que você já revisou o checklist de utensílios de cozinha, quais estão faltando na gaveta do seu armário?

Confira a seção completa de Utensílios de Cozinha e Organização de Cozinha da Telhanorte e compre tudo que você precisa para sua casa. Aproveite também e confira nossas opções de Eletrodomésticos.

Comprando pelo site, você recebe seus produtos em casa ou retira em uma de nossas unidades perto de você. Aproveite!

 

Edição por Vinicius Marques | Camila Alexandrino

Armário de cozinha: 5 truques de organização eficazes!

Como deixar a cozinha organizada

| Cozinha

 

Aprenda com as dicas salvadoras do Blog Telhanorte e mantenha os armários da sua cozinha sempre organizados.

 

Se existe uma coisa que é difícil de manter arrumada em casa é o armário de cozinha, concorda? Alimentos, eletrodomésticos, copos, panelas e pratos possuem tamanhos e formatos variados que tornam mais complexa a organização. Entretanto, algumas dicas podem te ajudar muito no dia a dia! Acompanhe essa matéria até o final e descubra o que fazer para ter um armário de cozinha organizado.

A praticidade na hora de cozinhar é uma das variáveis mais importantes na hora de imaginar a disposição dos seus armários. Colocar utensílios de cozinha na gaveta errada pode chegar a causar uma catástrofe gigante: a queima do seu arroz!

Uma solução para otimizar o estoque de produtos na cozinha são as caixas organizadoras de plástico. Compactas e nos mais diversos designs, elas ajudam o (a) dono (a) de casa a armazenar aqueles objetos de uso menos frequente e, assim, poupar espaço nas gavetas e armários para os itens mais essenciais na hora de elaborar um bom prato!

Não é à toa que, para algumas pessoas, a invenção delas foi mais importante do que a ida do homem à lua! Rsrs

Brincadeiras à parte, a verdade é que depois que você descobre como esses itens podem ajudar a manter a organização de todo e qualquer ambiente não há nada que faça você abandoná-las.

 

Caixas-organizadoras-de-plástico-2

As caixas organizadoras na cozinha são práticas e versáteis (Foto: Acervo Telhanorte).

 

As caixas organizadoras na cozinha, por exemplo, podem ser usadas na cozinha, mas não apenas nesse cômodo. Apostar no uso em banheiros, closets, guarda roupas e muitos outros ambientes pode ser a solução para muita dor de cabeça na hora de procurar um item!

Neste artigo vamos nos concentrar em ajudar você a criar um armário de cozinha organizado e a mantê-lo assim. Entretanto, saiba que as dicas ensinadas aqui podem – e devem – ser usadas por toda sua residência se você deseja obter cômodos mais funcionais e ajeitados.

 

Não é mágica, é lógica!

Não sabe como manter um armário de cozinha organizado? Abaixo listamos alguns truques que podem vir a ajudar.

Pode até parecer mágica, mas obter uma cozinha arrumada em poucos passos é uma pura questão de disciplina.

O primeiro passo para a organização do armário de cozinha é eliminar o que não é mais usado.

Assim como ao arrumar o guarda roupa, para manter o armário de cozinha organizado é preciso retirar tudo o que há no interior e, então, realizar seleção final. Será necessário dividir os itens em “aprovados” e “reprovados”.

Serão dispensados os itens reprovados que forem:

 

Os itens aprovados, às suas vezes, deverão ser separados por categorias:

 

Leia mais: Conheça 10 dicas de organização da Marie Kondo em nossa matéria no blog!

 

Com essas duas etapas finalizadas, as fases de organização começam:

 

1. Como guardar panelas no armário

A primeira fase para uma cozinha organizada é a arrumação das panelas nos armários.

Para isso, separe as panelas que são usadas no dia a dia das panelas que são raramente usadas.

Aquelas que não forem usadas com frequência podem ser armazenadas em partes mais altas do armário de cozinha. Já as panelas do dia a dia devem ser empilhadas e guardadas, preferencialmente, embaixo da pia.

Guarde as tampas em fila em uma caixa organizadora de plástico ou em suportes especiais para otimização.

 

panela-casa-e-jardim

Conjunto de panelas e organizador de tampas (Foto: Casa e Jardim / Reprodução).

 

Esse tipo de organização ajuda você a aproveitar melhor o espaço do seu armário. Afinal, guardar as panelas com a tampa vai ocupar um espaço que nem todo mundo tem à disposição no gabinete.

Uma outra forma de armazenar panelas no armário é fazendo uso de ganchos. Eles são úteis especialmente para frigideiras.

 

suporte-com-ganchos-para-frigideira

Exemplo de suporte com ganchos para frigideira (Foto: Casa e Jardim / Reprodução).

 

Suporte-para-utensilios-Cook-Home-09-Arthi

Suporte para utensílios Cook Home Arthi (Foto: Acvervo Telhanorte).

 

2. Como guardar pratos, talheres e louças no armário

Alguns organizadores de armário de cozinha são perfeitos para manter esses itens armazenados de maneira ideal.

 

Armário-de-cozinha-organizado-2

Armário de cozinha com organizadores (Foto: Casa e Jardim / Reprodução).

 

As caixas e cestas organizadoras se mostram muito úteis para quem está aprendendo a guardar no armário pratos, louças e, principalmente, talheres. Usar aramados também vai ajudar muito na sua missão de manter o armário da cozinha organizado.

Mais uma vez, identifique os itens mais usados e os separe por categorias. Organize as gavetas de acordo com essa separação.

 

Cesto-Gaveta-37cm-cromado-1826-Arthi

Cesto Gaveta 37cm cromado Arthi (Foto: Acervo Telhanorte).

 

suporte-pratos-talheres

Suporte para Pratos e Talheres – Brinox (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Algumas dicas são preciosas aqui:

 

suporte-xicaras-future

Suporte para xícaras – Future (Foto: Acervo Telhanorte).

 

3. Armário para guardar eletrodomésticos

Os eletrodomésticos maiores de uso mais frequente – como o liquidificador, por exemplo – devem estar dispostos sempre à mão, seja em balcões de cozinha, seja dentro ou fora de um armário.

No que diz respeito a itens menores, estes devem ser organizados em caixas transparentes, que ainda permitam uma visão mais clara do que há lá dentro.

 

Armário-de-cozinha-organizado-3

Caixas organizadoras embaixo do balcão de cozinha (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Para manter seu armário de cozinha arrumado, coloque todas as caixas em uma área específica do móvel.

Entre todas as nossas opções criamos uma seção completa e exclusiva de caixas organizadoras de plástico. Acesse e conheça as opções de tamanho, cores e formas para cada necessidade e cômodo do seu lar.

 

caixa-organizadora-paramount

Caixa organizadora Pratic 20 L – Paramount Plásticos (Foto: Acervo Telhanorte).

 

4. Armário despensa para alimentos

Comece separando os alimentos por embalagem, ou seja, itens em saco com outros itens em saco; itens em lata com outros itens em lata.

Após abertos, os alimentos que não precisam ir para a geladeira devem ser armazenados, preferencialmente, em potes que permitam a total proteção do alimento. Alguns de vidro com tampas são excelentes opções.

Atenção: A organização da despensa deve priorizar a qualidade desses itens, por isso, quando fizer compras no mercado, garanta que itens cuja validade está mais próxima fiquem na frente dos que ainda possuem um prazo maior para o consumo.

 

Caixas-organizadoras-de-plástico

Um bom conjunto de potes e caixas é a solução mais eficaz para manter tudo em ordem no seu armário de cozinha (Fonte: Blog Telhanorte / Reprodução).

 

5. Pia organizada

Além de manter o armário de cozinha organizado, uma outra preocupação é como manter a pia da cozinha organizada.

A primeira dica é optar por deixar em cima da pia apenas os itens que são mais usados. Isso facilita o uso e a manutenção da organização.

Usar organizadores de parede para cozinha também libera espaço e mantém o ambiente com aspecto de arrumado. Além disso, opte por escorredores de louça mais compactos e funcionais para facilitar para o dia a dia.

 

Comprando o melhor para organização da sua cozinha

Telhanorte oferece um departamento inteiro com itens para a organização da sua casa. São centenas de opções incluindo: cestas e caixas; lixeiras; itens para organização do closet, banheiro, cozinha, áreas de serviço e muito mais.

Acesse a loja virtual Telhanorte, selecione os produtos que vão deixar a sua vida mais prática e receba tudo em casa. Você também pode visitar uma de nossas unidades físicas, comprar por telefone ou via Whatsapp.

Não se esqueça de conhecer nossa sessão Outlet. Aproveite e faça suas compras com o cartão Telhanorte!

 

Esperamos que nossas dicas de como manter o armário de cozinha organizado ajudem a manter sua casa mais bonita e funcional.

 

Edição por Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Forros: conheça os principais modelos

285105-teto-rebaixado-com-gesso-e-iluminacao-vale-a-pena-investir-1280x640

| Ambientes Internos

 

Entenda quais as funcionalidades do forro para o teto e descubra mais sobre os forros de gesso, PVC, cimento e madeira.

 

Além de ter a importante função estética de abrigar fiações, vigas e dutos elétricos, o forro também tem como missão fornecer conforto térmico e acústico para o ambiente. Por isso, é importante que você faça a escolha com cuidado. É preciso conhecer as características, pontos positivos e negativos de cada uma das opções.

O conforto térmico é, como o próprio nome diz, a sensação de conforto provocada pela temperatura de um determinado ambiente. Em locais com bom conforto térmico, pode-se passar longas horas ali sem sentir sensações extremas de frio ou calor.

Já o conforto acústico existe quando o ambiente permite boa compreensão da fala ou dos sons ali criados, ao mesmo tempo em que isola com sucesso os sons externos indesejáveis no ambiente, proporcionando uma sensação de bem-estar.

 

Sugestão de matéria:  Conheça 8 Tipos de Telha, Tipos de Infiltração, Tipos de Manta Impermeabilizante e aprenda Como Tirar o Mofo da Parede

 

Escolhendo de forma correta o melhor tipo de forro, é possível alcançar os níveis de conforto perfeitos para cada ambiente, além de incrementar o design do espaço com revestimentos repletos de estilo.

A seguir, falaremos sobre as particularidades dos principais forros existentes no mercado. Acompanhe e escolha o seu!

 

1. Gesso

Extremamente popular e atemporal, o acabamento em gesso pode conferir estilo e requinte ao ambiente, especialmente se falarmos em projetos com rebaixamento.

O tipo de forro em gesso é conhecido de duas diferentes formas: tradicional, cujo acabamento é feito por meio de placas de gesso encaixadas lado a lado e presas com uma estrutura de arame, e drywall, opção de instalação rápida e fácil, na qual as placas de gesso acartonado são dispostas sobre uma estrutura de metal.

As placas de gesso tradicionais são mais sensíveis e podem apresentar trincas e rachaduras com relativa facilidade, enquanto que a peça de drywall, além de mais resistente, é mais fina, leve e gera menos sujeira durante a obra.

Entre as principais vantagens do gesso estão a possibilidade de criação de projetos de iluminação embutida, seu ótimo isolamento acústico e térmico e a facilidade de limpeza e manutenção.

 

Sugestão de matéria: Saiba O que é sanca de gesso e qual seu principal uso? e sua principal diferença com o forro de gesso. Aprenda, também, Como iluminar sanca de gesso: dicas e ideias ilustradas para arrasar!

 

É importante dizer que instalar forros de gesso no teto de banheiros costuma trazer diversas dúvidas, pelo fato do material ser relativamente sensível à umidade. No entanto, utiliza-se bastante o gesso acartonado nesses casos, não havendo grandes problemas.

Já para as paredes e outras áreas do banheiro, que estarão em maior contato com a água, recomenda-se o uso do gesso verde, por conta de sua maior resistência.

 

forro-gesso-teto-drywall-iluminacao-cozinha-luz-branco

Forro de gesso em cozinha (Foto: CMR Home Network / Reprodução)

 

2. PVC

Junto do gesso, o PVC é outro queridinho entre os tipos de forro. Extremamente versátil, ele é recomendado para diversos tipos de projeto.

Com inúmeros estilos e aparências (inclusive algumas que disfarçam sua aparência de plástico, como a que simula madeira), o PVC pode ser o forro ideal para ambientes simples ou sofisticados. É também uma opção muitas vezes mais econômica que as demais, apesar do preço variar bastante entre os diversos modelos.

Outro ponto positivo do PVC é a facilidade de instalação: as placas são encaixadas umas às outras e dispensam qualquer tipo de acabamento, como pintura ou verniz. Ainda assim, recomenda-se a contratação de um profissional!

Sua higienização é simples, podendo ser feita apenas com água e detergente neutro e sua durabilidade é alta, sendo imune a ataques de cupins e resistente à umidade, tornando-o um material recomendado para áreas de serviço e lavabos.

Entre os pontos negativos estão: o baixo poder de isolamento acústico e térmico de boa parte de seus modelos (o que torna necessário aliá-lo a uma manta de lã mineral entre o forro e o telhado) e a baixa resistência a temperaturas elevadas (não sendo, portanto, o revestimento ideal para a cozinha ou área de churrasqueira).

Vale destacar, no entanto, que peças de PVC de maior qualidade poderão apresentar melhor resistência ao calor que as demais!

Forro-PVC-liso-400x20X09cm-5-pecas-puntinato-TWB

Forro PVC liso 400x20X0,9cm 5 peças puntinato TWB (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Forro-PVC-duplodez-400x20X08cm-5-pecas-puntinato-TWB

Forro PVC duplodez 400x20X0,8cm 5 peças puntinato TWB (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Cimento/concreto

Enquanto para alguns, o forro de cimento é uma opção descartável pela sua aparência, para outros, a escolha pode representar um ganho em estilo!

Grande aliado do estilo de decoração industrial, o forro em concreto não exige pintura ou acabamento, o que torna os custos de instalação mais baixos e acessíveis.

Outra vantagem do cimento ou concreto como forro é sua alta resistência à umidade, sendo um material bastante impermeável.

O grande ponto negativo do forro em concreto é sua grande capacidade de absorver luz, o que tende a tornar os ambientes mais escuros. Nada que não possa ser contornado com um bom projeto de iluminação, algumas luminárias e arandelas bem posicionadas pelo cômodo e um ótimo jogo de espelhos!

 

forro-concreto-cimento-queimado-aparente-estilo-industrial-moderno

Forro de concreto aparente (Foto: Homify / Reprodução)

 

Sugestão de matéria: Confira Como usar espelhos na decoração da casaEspelho de parede inteira e os seus segredos!

 

4. Modular

Queridinho dos espaços corporativos, o forro modular é formado por uma grelha metálica fechada com diversas placas encaixadas sobre sua superfície. Por ser um revestimento sem rejunte ou cola, permite fácil acesso à parte interna do forro, possibilitando a manutenção de equipamentos eletrônicos e demais estruturas.

Apesar de ser uma estrutura facilmente reconhecível (você com certeza já viu escritórios ou salas de aula essas repartições “quadriculadas” no teto), sua composição pode ser variada: as placas podem ser feitas de materiais como isopor, PVC, gesso, lã de vidro, metálicos, e por aí vai.

 

Forro-Modular-pvc-gesso-isopor-la-vidro

Forro modular (Foto: Mc Steel / Reprodução)

 

5. Madeira/Lambri

O uso da madeira como forro pode ser feita de diversas formas, como em lambri (no qual tábuas são fixadas internamente nas vigas), de forma aparente, fixadas sobre estruturas externas, entre outros.

Dentre as principais vantagens desse tipo de forro estão a estética do acabamento, que contribui para a sensação de aconchego e harmonia ao ambiente e a possibilidade de uso do material em ambientes internos e externos (lembrando que, nos externos, o recomendado é inserir, nas tábuas, um impermeabilizante para evitar a absorção de água).

 

Forro-de-Madeira-Lambri-Cedro-Marinheiro-Extra-curto-2

Forro de madeira Lambri (Foto: Allmad / Reprodução)

 

Sugestão de matériaComo envernizar forro de madeira e conservá-lo lindo? Saiba tudo acessando o link!

 

Agora que você já sabe quais os tipos de forro para o teto, certamente conseguirá escolher o melhor para compor o seu ambiente. Confira ainda na loja virtual da Telhanorte parafusos e tintas especiais para serem utilizados na instalação e acabamento do seu forro.

 

Parafuso-p--Forro-de-Gesso-e-Drywall-Phillips-Bicromatizado-c--Bucha-4x50mm-10mm-Placa-de-13-a-23mm-Fixtil-1381709

Parafuso p/ Forro de Gesso e Drywall Phillips Bicromatizado c/ Bucha 4x50mm/10mm Placa de 13 a 23mm Fixtil (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Parafuso-phillips-40x50mm-para-aglomerado-com-bucha-para-forro-de-gesso-e-drywall-PBG-01-Fixtil

Parafuso phillips 4,0x50mm para aglomerado com bucha para forro de gesso e drywall PBG/01 Fixtil (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Tinta-acrilica-Gesso-e-Drywall-branca-36L-Suvinil

Tinta acrílica Gesso e Drywall branca 3,6L Suvinil (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Edição: Vinicius Marques e Murilo Bonício

Ideias de decoração para transformar sua garagem

ideias-decoração-garagem

| Decoração

 

Quer dar uma repaginada na sua garagem? Então confira a matéria que preparamos a seguir com dicas imperdíveis e ideias para decoração!

 

Quando pensamos em reformar a casa, quase nunca incluímos a garagem entre os planos. Isso porque o espaço já virou sinônimo de “área da bagunça”, onde acumulamos objetos e materiais pouco utilizados. Mas não precisa ser sempre assim! Uma das formas de transformar o espaço é investindo em ideias de decoração para garagem.

E não pense que estamos falando de um enorme gasto extra na sua obra. Deixar sua garagem moderna e organizada pode, sim, custar pouco.

 

4 ideias de decoração para garagem

Antes de qualquer coisa, é preciso definir qual o estilo buscado para a garagem. Se seu perfil é mais minimalista, a decoração deve ser básica e leve, sem exageros.

Se a ideia é tornar a garagem um ambiente temático, a decoração pode seguir a linha retrô, com quadros decorativos e placas que remetam, por exemplo, a antigas oficinas mecânicas ou a caves — construções feitas em ambientes subterrâneos. Nesse caso, usar um revestimento com tijolos aparentes também pode ser uma ideia interessante!

 

1. Iluminação

Popularmente, as garagens são tidas como ambientes escuros, mas é possível reverter a situação com janelas e clareiras na garagem, permitindo a entrada da luz solar, ou apostando em um pergolado de vidro temperado.

Caso não seja possível captar luz natural, a solução é partir para o uso de luminárias e lâmpadas de LED, que garantem boa iluminação independentemente da hora do dia.

 

pergolado-de-vidro-temperado-para-garagem

Pergolado de vidro temperado em garagem (Foto: Decorfacil / Reprodução).

 

2. Ventilação

Se sua garagem é aberta, esse ponto pode ser desconsiderado. Mas, se seu espaço é fechado, a ventilação ganha uma importância extra no planejamento da decoração.

É preciso avaliar todas as entradas e saídas de ar para entender a real necessidade de investimento em um sistema de circulação. Entretanto, se a demanda for confirmada, não deixe este item de lado!

A ventilação do ambiente garante a segurança e a saúde de quem ali circula, especialmente se o objetivo for passar longos períodos no local.

 

3. Organização

Se a ideia é transformar a espaço em um ambiente habitável, a organização deve ser um dos itens de maior importância nas ideias de decoração para garagem moderna.

Para eliminar de vez o estereótipo do “lugar entulhado”, divida o processo de organização da garagem em duas etapas:

Etapa 1: limpe o cômodo e tire de circulação tudo aquilo que não for verdadeiramente importante;

Etapa 2: estude formas efetivas de armazenar o que restou da arrumação.

 

Uma ideia de decoração para garagem que também auxilia na organização é a instalação de estantes. Além de facilitarem o alcance dos itens armazenados, as estantes também estimulam a manutenção da ordem no espaço.

Um truque de mestre para ajudar na organização é manter o material de uso recorrente em locais de fácil acesso. Ferramentas e materiais de limpeza, por exemplo, podem ser colocados em painéis ou pendurados em ganchos ao alcance das mãos.

Caixas organizadoras e armários suspensos também são alternativas práticas, mas requerem atenção: não exagere na quantidade de caixas ou portas, ou o espaço pode se tornar bagunçado, com aspecto de estoque de loja, em um piscar de olhos.

 

organização-de-garagem

Organização de garagem (Foto: Decoração de apartamentos / Reprodução).

 

4. Espaço multiuso

Com boas ideias de decoração para garagem, seu espaço pode ser utilizado para inúmeras finalidades. Abaixo, separamos algumas dicas criativas para te inspirar!

 

Horta

Um espaço arejado, iluminado e bem organizado pode ser um excelente ambiente para criar uma horta ou praticar jardinagem.

Utilizar uma parede ou quina para cultivar temperos ou flores é uma forma de trazer cor ao ambiente e dar a ele um uso inimaginável.

Para tornar a ideia real, algumas possibilidades são: investir em um jardim vertical, pendurar ganchos ou prateleiras nas paredes e separar um cantinho para armazenar os itens de cultivo, como regador, pá, adubo, luvas e fertilizantes.

 

jardim-pequeno-na-garagem

Utilização de um pequeno jardim vertical na garagem (Foto: Adriana Cristina Piva de Faria – Archtrends / Reprodução)

 

Lavanderia

Imagine só liberar espaço interno colocando a lavanderia na garagem? Com essa ideia, isso é possível!

Lembre-se de que, para viabilizar uma lavanderia na garagem, é importante dar atenção ao revestimento escolhido para o piso e as paredes, além de preparar corretamente o espaço para receber encanamentos.

Feito isso, é só partir para o abraço! Coloque máquina de lavar, tábua de passar, secadora, prateleiras e um armário compacto para os insumos e voilà!

 

Sugestão de leitura: Organização da lavanderia: 7 dicas práticas de arrumação

 

Estúdio musical

Quem foi que disse que garagem serve apenas para guardar carros? Nesse caso, o espaço serve para produzir músicas, ensaiar bandas e até realizar pequenas apresentações.

Para transformar a garagem em um estúdio musical, não se esqueça de investir em um revestimento de paredes com isolamento acústico para não atrapalhar a vizinhança!

 

Oficina Mecânica

Outro uso interessante do espaço da garagem é como oficina mecânica. Aqui, a garagem não perde seu sentido original, podendo, também, servir para guardar o carro. Além disso, deve contar com um espaço extra para ferramentas e utensílios voltados para a manutenção, limpeza e decoração do veículo.

 

oficina-na-garagem

Oficina na garagem (Foto: Home Basic Design / Reprodução).

 

Academia

Para quem gosta de praticar esportes, aqui está uma sugestão interessante. Hoje em dia, as plantas de casas nem sempre dispõem de espaço livre para a montagem de uma mini academia em casa. Por isso, a garagem aparece como uma solução perfeita para resolver o problema.

Para viabilizar o plano, é preciso separar um espaço para incrementar com equipamentos e itens de ginástica. É importante verificar as estruturas da garagem antes de pendurar equipamentos nas paredes e no teto, garantindo que tenham sustentação suficiente para o peso que será colocado durante o uso dos recursos.

 

Lavish-Garage-Gym-Idea

Academia na garagem (Foto: Design Trends / Reprodução).

 

Sala de jogos

Imagine receber os amigos na sua garagem. Além de ser descolado, ter uma garagem moderna para fazer pequenas reuniões também poupa a casa de toda a movimentação, barulho e sujeira gerados por uma visita volumosa.

Nesse caso, é preciso investir um pouco mais na ambientação do espaço, cuidando para que ele se torne, além de funcional, confortável. Além de escolher bons revestimentos para piso e paredes e investir em iluminação e ventilação, vale a pena instalar, no espaço, mesas de jogos, como sinuca e pingue-pongue.

 

sala-jogos-garagem

Sala de jogos na garagem (Foto: Decor Salteado / Reprodução)

 

Gostou das dicas?

O grande segredo para ter uma garagem moderna é pensar no espaço não apenas como um local de armazenamento, mas como um anexo da casa.

Mesmo que a intenção seja apenas guardar o carro, nossas ideias de decoração para garagem farão com que o espaço tenha, também, um pouco de sua personalidade.

Agora que você já sabe as opções de ambientes que a garagem pode integrar, não deixe de acessar nosso blog para ver outras matérias com dicas incríveis como essas! Além disso, confira nosso Instagram para ficar por dentro das novidades da Telhanorte!

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Bonício

10 dicas de organização da Marie Kondo

Marie-Kondo

| Dicas

A organização é um problema para você? Deseja começar a ordenar sua casa e sua vida? Então está na hora de aplicar as dicas da Marie Kondo!

 

Talvez você já tenha tentado fazer aquela faxina em casa e organizar tudo e se sentiu cansado no meio do caminho, deixando o restante para outro dia, correto? Ou você pode ser o tipo de pessoa que prefere arrumar um cômodo da casa por vez. Já parou para pensar como é desgastante esse processo?

Organizar a nossa casa é o primeiro passo para termos uma vida mais organizada e mesmo que pareça difícil inicialmente, os resultados nos faz sentir melhores e menos estressados. Afinal, nada se compara a sensação de estar num ambiente organizado e limpo, não é mesmo?

O método KonMari, da famosa empresária japonesa Marie Kondo, é a solução para esse problema! Com dicas simples, inteligentes e eficazes você pode dar aquela sensação de lar organizado e ainda contribuir para uma vida mais feliz!

 

Afinal, quem é Marie Kondo e por que suas dicas revolucionaram o mundo?

Marie Kondo, como já falamos, é uma empresária e também escritora japonesa que alcançou o sucesso com suas dicas focadas em métodos de organização pessoal. Um de seus livros mais famosos, “A mágica da arrumação”, é o que guiará as dicas que você lerá nessa matéria.

Kondo possui táticas infalíveis para você organizar roupas, objetos, papéis e ambientes. Seu método possui até um nome próprio: KonMari — abreviação de Marie Kondo.

Suas dicas têm como objetivo ressignificar totalmente a nossa relação com os objetos e com a própria casa, tornando a nossa vida melhor. Algumas pessoas que participaram de seus cursos afirmaram que, após o KonMari, conseguiram mudar de emprego, ter uma absorção de conhecimento maior em cursos e mudaram sua relação interpessoal com familiares e amigos, tudo isso porque a energia que a casa fornece após essa organização é mais leve.

 

livro-a-mágica-da-arrumação-Marie-Kondo

Livro ‘A mágica da arrumação’ da escritora e empresária japonesa Marie Kondo (Foto: Editora Sextante / Reprodução)

 

Hora de colocar a mão na massa!

Com certeza você está curioso pelas dicas que a protagonista desse artigo vai te trazer, mas lembre-se que o primeiro passo para ter uma casa e vida organizada é querer. Você precisa estar disposto a desapegar de objetos que não fazem mais sentido em sua vida e, principalmente, continuar mantendo os espaços organizados para sentir as energias positivas que as mudanças irão proporcionar.

Agora, vamos conhecer as dicas de Kondo e aplicá-las em nossa vida! Hora de arregaçar as mangas e colocar a mão na massa!

 

1. Arrume tudo de uma vez

Podemos ter a impressão de que arrumar a casa é um processo difícil porque alguns dias depois de concluirmos a tarefa está tudo bagunçado outra vez. O problema aqui é que organizamos a casa do jeito errado!

Muitos sites e artigos sobre organização dizem que devemos arrumar um pouco a cada dia, mas isso só faz prolongar a arrumação, nos deixar cansados e com uma sensação de que nunca iremos terminar. Acabamos por guardar tudo, mas de fato, isso não é organização.

Fazer da maneira certa é organizar tudo de uma vez para garantir que eles fiquem em ordem para sempre.

 

limpeza-organização

Produtos para limpeza (Foto: Shopify Partners / Stock Up / Reprodução)

 

2. Chega de acumular, comece a descartar

Quando pensamos em organização, provavelmente a primeira ideia que nos vêm à cabeça é guardar as coisas, mas esse é um grande erro. A maioria das pessoas são, por natureza, acumuladoras. Tendemos a reter muitos objetos mesmo sem saber a real necessidade para isso e no fim, nos vemos cercados de coisas que nunca utilizamos ou damos pouco uso por aquele medo de “e se um dia eu precisar?”.

Marie Kondo refuta totalmente essa ideia. De tudo que temos em casa, só usamos 1/4 com regularidade. Então, para quê mantê-los conosco? Uma casa menos entulhada de objetos nos faz perceber o sentido daquelas que ficaram e não nos geram falta das que foram.

A autora fala que devemos pegar em nossas mãos cada objeto e nos perguntarmos: “Isso ainda me faz feliz? É útil para mim? Eu realmente irei usá-lo?” se a resposta for não, esse item deve ir para a pilha de descarte.

Comece sua organização observando atentamente cada item e separe-os em duas categorias: descartar e guardar, tomando mais tempo com a primeira. Só depois de eliminar aquilo que não precisa você conseguirá dar atenção para o que ficou.

 

lixeira

O primeiro passo para organizar é descartar objetos que não te fazem mais feliz (Foto: Yoneken / Unsplash / Reprodução)

 

3. Organize por categorias, não por cômodos

Já reparou na quantidade de objetos iguais que guardamos em lugares diferentes? As roupas são um exemplo. Talvez na sua casa tenham roupas na entrada, na lavanderia em um cesto para higienizar, outro para passar, e claro, nos armários dos quartos. Produtos de pele também podem ser encontrados em vários cômodos além do banheiro, mas por que eles não ficam todos juntos num único local, liberando espaço em outros ambientes?

Comece com uma categoria de objetos e junte-os todos no mesmo lugar, assim você consegue visualizar a quantidade que cada um tem, sua real necessidade e até descobrir se estão vencidos ou não. Depois é só aplicar o método do item 2 e descartar o que não lhe serve mais.

“Quando digo que você deve começar a organizar por categorias, não quero dizer que possa começar pela categoria que quiser”, diz Marie Kondo. Isso porque temos uma tendência a ir nos mais fáceis e desistir no meio do processo quando chegamos as difíceis. Certos itens devem ficar no final, como os objetos com valor sentimental, já que você demorará mais para poder escolher se deverá descartar ou não.

 

organização-guarda-roupas

Organize os objetos por categoria (Foto: Desmon / Reprodução)

 

4. Tire tudo do lugar

Isso mesmo, para organizar é preciso bagunçar. Comece escolhendo a categoria e coloque em um lugar que você possa visualizar tudo, assim você pode definir o que ainda é útil e quer manter, o que não lhe serve e você pode doar e o que deve ser jogado fora. Essa dica vale para qualquer categoria de objetos que você escolher. Nem tudo que guardamos ainda nos é necessário ou nos serve, então o correto a fazer é desapegar dessas coisas.

 

roupas-bagunça

Coloque tudo no chão para visualizar o que precisa ser descartado antes de organizar (Foto: Gazeta do Povo / Reprodução)

 

5. Roupas e o mito das que separamos para “usar em casa”

Quando uma roupa já não serve mais para sair ou trabalhar, seja por estar com um furo, desbotada ou manchada, nossa tendência é separá-las para usar em casa, não é mesmo? Marie afirma que essa prática de “guardar peças rejeitadas é simplesmente uma maneira de adiar o descarte”.

Segundo ela, não devemos guardar esse tipo de roupa simplesmente porque temos dó de jogá-las fora. A casa é nosso santuário e devemos nos vestir bem para nos sentirmos felizes, o que melhora — e muito! — nossa autoestima.

As famosas “roupas de ficar em casa”, que já estão velhas, rasgadas e não têm uso devem ser jogadas fora para liberar espaço para outras que podem nos fazer mais felizes.

 

roupas

Jogar fora roupas velhas libera espaço para as novas (Foto:
Nick de Partee / Unsplash / Reprodução)

 

6. Dobre as roupas do jeito certo e acabe com o problema de espaço

Finalizando o processo de seleção entre o que devemos manter e o que será descartado, ainda lhe sobrarão muitas roupas, e para mantê-las organizadas é essencial que estejam dobradas do jeito certo. Dessa forma você garante espaço para as atuais e as que virão.

No vídeo abaixo, Marie Kondo ensina, de maneira fácil, como dobrar as roupas de modo que elas fiquem organizadas e sem vincos que as façam precisar ser passadas antes do uso. O vídeo está em inglês, mas as animações ilustram bem como fazer cada passo. Confira:

 

 

7. Papéis: guarde somente o importante

A regra de Kondo quando o assunto é papel pode ser um pouco drástica: ela recomenda jogar tudo fora. A maioria das companhias de gás, telefone, energia elétrica, água e outros podem emitir um recibo de quitação anual de débitos, assim você não precisa guardar comprovantes de todas as contas pagas.

Se você tem receio de jogar todos os papéis fora, tente separá-los em duas categorias: para guardar e para jogar fora. Na primeira você deve guardar os papéis que precisará durante um tempo, como formulários a serem entregues, cartas para responder e notas fiscais de produtos enquanto ainda estão na validade para troca ou devolução. Na segunda, o que não se encaixa como papel necessário você deve descartar sem medo, como notinhas de supermercado, anotações diversas que não possuem mais sentido e contas antigas.

 

papeis-bagunçados

Jogue fora papeis que não possuem mais serventia (Foto: Catraca Livre / Reprodução)

 

8. Use caixas e cestos para organizar gavetas e armários

Se a sua gaveta de meias e roupas íntimas está sempre uma bagunça, experimente acondicioná-las em caixas ou cestos dentro das gavetas, assim você mantém a organização e ainda garante uma boa visualização das peças que possui, podendo escolher com maior facilidade e sem dor de cabeça.

Essa dica também é válida para outros ambientes da casa, seja na cozinha, banheiro ou despensa. As caixas organizadoras são nossas amigas, desde que você não acumule objetos ali só para tirá-los de vista.

 

Aproveite também para ler: Como organizar sua casa com caixas e cestos organizadores!

 

cestos-organizadores

Caixas e cestos facilitam a organização (Foto: Okka / Reprodução)

 

9. Use prateleiras na cozinha com inteligência

Para facilitar a sua vida e a dos demais membros da casa, mantenha na parte da frente das prateleiras e armários da cozinha aqueles itens que mais são usados, como pratos, copos, etc., assim não há o risco de ter que bagunçar tudo para pegar um determinado objeto.

 

prateleiras-inteligentes

Use as prateleiras com inteligência e facilite sua vida (Foto: Jason Leung / Unsplash / Reprodução)

 

10. Não espalhe coisas pela casa

Depois de organizar tudo, dá uma certa sensação de tristeza em ver itens fora do lugar, correto? Nesse caso, não somente a sua casa, mas também os seus hábitos devem mudar. Ao voltar do trabalho, escola ou faculdade, coloque cada coisa no local apropriado para isso, mesmo que esteja cansado, essa prática vai evitar dor de cabeça no final da semana. Coloque a roupa suja no cesto para lavar, guarde os sapatos no lugar determinado para isso, esvazie bolsas e mochilas e coloque no armário — facilita muito caso você use mais de uma bolsa na semana — e acessórios no espaço correto.

Com essas pequenas atitudes que não vão tomar mais que cinco minutos da sua vida, você terá mais tempo para descansar e aproveitar sua casa e família.

 

cozinha-organizada

Com a casa organizada você tem mais tempo para curtir com os amigos, família e a sua própria companhia (Foto: Carolyn Christine / Unsplash / Reprodução)

 

O que está por trás de uma boa organização?

No livro “A mágica da arrumação”, Kondo deixa bem claro o valor emocional que uma casa organizada pode nos fornecer. Ela acredita que o objetivo de todo o processo de organização é nos fazer mais felizes, por isso devemos viver o momento da arrumação de forma intensa.

Algumas de suas dicas são:

 

Visite nosso departamento de organização da casa!

Agora que você tem algumas das melhores dicas de organização de Marie Kondo, está na hora de colocá-las em prática. Não se esqueça de fazer dele um momento de reflexão sobre acumulação de objetos e a necessidade de mantê-los com você.

A Telhanorte te ajuda a encontrar diversos itens para começar o processo no departamento de organização de casa em nosso site. Lá você pode adquirir caixas e cestos organizadores, cabides e itens para organizar o closet, potes de mantimentos, lixeiras e muito mais! Faça suas compras pela internet e use a opção Clique & Retire, sem pagar custo de frete.

Você também pode contar com a ajuda de nossos colaboradores através do WhatsApp para tirar todas as suas dúvidas sobre produtos. Se preferir, visite uma de nossas lojas físicas. Dê o primeiro passo para ter uma casa e uma vida mais organizada!

 

Edição por Camila Alexandrino e João Victor Quintino