piso de madeira | Blog Telhanorte

Pisos de madeira: inspire-se com os principais modelos

Tipos de pisos de madeira

| Pisos e Revestimentos

 

Leia mais sobre os principais tipos de pisos de madeira, suas aplicações e modelos. Confira ainda recomendações para a decoração e imagens para se inspirar!

 

Em qualquer construção ou reforma, a escolha dos tipos de pisos de madeira que vão ser usados é muito importante. E, vamos combinar, o piso de madeira sempre foi e sempre será um dos mais desejados, independente do estilo que você deseja para sua casa. Além de ser um material nobre, a madeira combina com diversos estilos de decoração, proporcionando a sensação de aconchego.

 

porcelanato-amadeirado-madeira-ambiente-sala-estar-piso-retificado-moderno-plantas

Banheiro moderno com plantas e madeira (Foto: HAO Design / Hey!Cheese / Reprodução)

 

Considerado um piso quente por sua temperatura não variar muito, é a combinação da beleza, elegância e sofisticação. Dependendo do tratamento que o piso de madeira recebe, pode ser mais brilhante ou mais opaco. Há diversos tipos de pisos de madeira no mercado. Vamos falar um pouco sobre eles. 

 

7 tipos de pisos de madeira

1. Taco de madeira

Esse estilo de piso é feito de peças de madeira maciça de diversos tamanhos e que formam desenhos, a depender do modo que são colocados. Diferentemente do parquet, que explicaremos logo abaixo, os tacos são vendidos e instalados peça por peça. Ficou um tempo fora de uso, mas está voltando com força, principalmente para quem adora o estilo vintage. Sua manutenção é feita com pano úmido, quase seco, ou produtos específicos para esse tipo de piso.

 

Sugestão de matéria: Veja dicas de modelos e acabamentos de pisos cerâmicos!

 

Importante: Independentemente do piso, é sempre indispensável consultar as orientações de limpeza e manutenção indicadas especificamente para o produto adquirido.

 

piso-taco-madeira-macica-casa-sala-estar-brilho

O acabamento do piso pode ser escolhido de acordo com a decoração do ambiente (Foto: Apoena Amaral / Reprodução)

 

2. Parquet de madeira

A principal diferença do Parquet é que ele, ao contrário do taco, é formado por mais de uma peça de madeira, fixadas juntas, formando uma placa. Essas placas, de acordo com a instalação, podem formar diferentes desenhos e, assim como a maioria dos tacos, não possuem encaixes. Sua limpeza é feita com pano úmido, quase seco.

 

 

3. Assoalho

São réguas de madeira maciça de tamanhos e espessura variáveis. Possuem encaixe nas duas ou nas quatro laterais (assoalho TG4) de cada peça. Podem ser colocadas de forma longitudinal como também diagonal. Algumas peças de assoalho são apenas fixadas no contrapiso, mas há outros modelos que precisam ser pregados em barrotes de madeira maciça dura, embutidos diretamente no concreto.

Para este tipo de piso de madeira existem algumas formas de limpá-lo:

 

Tipos de pisos de madeira

O assoalho pode ter um acabamento mais fosco (Foto Casa Cor SP 2016 – Cinema em Casa / Bruno Gap / Reprodução)

 

4. Piso de madeira de demolição

Proveniente da demolição de antigas construções, como casarões e galpões, esse material é muito procurado e valorizado por sua excelente qualidade e durabilidade. Tratam-se de madeiras nobres e são muito procuradas em obras sustentáveis, que utilizam materiais reutilizados.

A madeira de demolição passa por um processo de recuperação e higienização, para que possa ser utilizada novamente.  É elemento essencial em um estilo rústico e moderno. Para a limpeza, use um pano úmido!

 

piso-madeira-escura-demolicao-cozinha

A madeira de demolição é um elemento chave em ambientes rústicos (Foto: Chestnut Floors / Reprodução)

 

5. Pisos estruturados

Esse modelo é feito a partir de uma estrutura composta por lâminas (fibras) de madeira, que são cruzadas e revestidas por uma capa de madeira nobre. Esse cruzamento de lâminas evita o efeito de contração e expansão da madeira. É conhecido também como “piso pronto”, uma vez que já vem preparado de fábrica, com diversas camadas de verniz. Após a instalação, o piso já está pronto para o uso e sua manutenção requer apenas um pano úmido, dispensando cera ou verniz. São mais estáveis, versáteis e sustentáveis. 

 

piso-madeira-escura-amadeirado-estruturado-instalacao-sala-estar

O piso estruturado possui instalação simples (Nice & New Carpets & Flooring / Reprodução)

 

6. Pisos Laminados

Também conhecido como “piso flutuante”, o piso laminado é fácil de instalar, limpar, além de ser econômico. As peças laminadas são feitas de painéis de fibra de madeira (lâminas) finos, instalados sobre uma manta termoacústica de polietileno, que protege o piso e evita ruídos, com encaixes nas laterais. Já vem com acabamento, portanto dispensam o uso do verniz (sinteco) ou cera. 

 

Tipos de pisos de madeira

Os pisos laminados também apresentam cores e acabamentos diferentes (Foto: Mohawk / Reprodução)

 

Os pisos laminados já vêm de fábrica preparados com compostos que evitam riscos no piso e também evitam a umidadeUm fator importante a ser observado na hora da compra do piso laminado é a resistência à abrasividade do mesmo. Há pisos de baixa, média e de alta resistência. Portanto, quanto maior a resistência, menor será o risco de corrosão e acidentes. Na limpeza, necessitam apenas de um pano levemente umedecido. O uso de cera geralmente é contraindicado.

 

7. Deck de madeira

Os pisos de madeira também podem ser usados como pisos para áreas externas, como em decks e áreas gourmet. Para isso, a madeira recebe uma preparação especial, para que não se danifique. Sua manutenção deve ser periódica. 

 

deck-de-madeira-para-piscina-em-guarulhos

Os decks são ideais para ambientes externos modernos e aconchegantes (Foto: JR Assoalhos / Reprodução)

 

Regras básicas para a manutenção de todos os tipos de pisos de madeira

Lembre-se de que há diferentes cuidados para cada tipo de piso. Em relação aos pisos de madeira, as principais dicas são:

– Use uma vassoura de cerdas macias ou opte pelo aspirador de pó.

– Jamais jogue água diretamente no piso de madeira.

– Não use álcool ou nenhum alvejante, para evitar manchas.

– Utilize um pano levemente umedecido para a limpeza e passe um pano seco a seguir.

– Quando for usar algum produto, escolha o específico para o seu tipo de piso. Leia as instruções do fabricante e siga corretamente

 

Sugestão de matéria: Aprenda como tirar risco do piso laminado e confira dicas para prolongar a durabilidade do piso vinílico!

 

Em muitos modelos, é importante também evitar a incidência direta de sol. Por mais que esses pisos estejam devidamente preparados, eles podem manchar (descolorir) e apresentarem rachaduras devido à ação do calor (dilatação). Outro fator que se deve ter atenção é quanto à umidade. Deve-se evitar qualquer contato do piso de madeira com a água (a menos que ele seja devidamente impermeabilizado), com risco de haver algum tipo de deformação ou mancha. 

 

Gostou de conhecer sobre os tipos de pisos de madeira?

Agora que você sabe quais são os principais tipos de pisos de madeira, pode fazer sua compra com a certeza de que vai acertar no modelo que escolher! Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um departamento completo de Pisos com pisos vinílicos, pisos laminados e decks para áreas externas, além de opções como pisos cerâmicos e piso de pedras naturais!

Confira e aproveite para completar seu pedido com outros itens para assentamento como Acabamentos para piso, Argamassa e Rejunte. Comprando online, você tem mais comodidade, paga com segurança e recebe tudo em casa! Aproveite as ofertas e viva a sua casa do jeito que você sempre quis!

 

Piso cerâmico amadeirado: confira dicas!

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino

Piso para apartamento: laminado ou vinílico?

piso-laminado-madeira-amadeirado-sala-estar-sofa-decoracao-ambiente-estilo-aconchegante

| Construção

Está em dúvida entre piso laminado ou vinílico e tem interesse em saber qual o melhor para apartamento? Veja comparativos de material, textura e mais

 

Dois dos principais revestimentos disponíveis no mercado, os pisos laminado e vinílico são amplamente utilizados em casas e apartamentos. Isso, porque, além de oferecerem conforto e um ótimo custo benefício, eles estão disponíveis em padrões que atendem aos mais diferentes estilos e gostos.

Inclusive, muito provavelmente esses dois pisos também geram curiosidade em você e nos demais que optaram por ler essa matéria, certo? Afinal, entre o laminado e o vinílico, qual o melhor para apartamento? Neste conteúdo, vamos trazer algumas das principais informações sobre os dois tipos, fazendo comparações relacionadas aos seguintes quesitos:

Então, para ficar por dentro do assunto, siga com a gente!

 

piso-laminado-durafloor

Piso laminado Durafloor de click Space Carvalho Viena (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

O que considerar na escolha entre o piso laminado ou vinílico para apartamento?

Se você ainda não sabe bem como comparar esses dois tipos de pisos e, com base nas informações, fazer a melhor escolha, fique tranquilo. Nosso objetivo aqui é comparar alguns dos principais pontos entre os pisos laminado e vinílico, além de ajudar você a selecionar uma boa opção. Confira abaixo!

 

1. Material

Se você gosta de acabamentos em madeira, – tenha este um ar rústico ou refinado – o piso laminado pode ser a versão mais barata para que seu apartamento tenha uma estética agradável com um ótimo custo-benefício.

Como pontos positivos, esse tipo é considerado mais acessível e permite uma rápida instalação, além de ser considerado ecológico – material feito a partir de madeira de reflorestamento. Fora as lâminas, que dão origem ao seu nome, e aglomerados, o piso é composto por uma camada superior protegida com resina melamínica. Devido a este maior cuidado em sua fabricação, o resultado final é de ótima qualidade.

 

Piso-laminado-Durafloor-de-click-Twist-Ipe-Antibes-C--1340cm-x-L--187cm-madeirado-1626248

Piso laminado Durafloor de click Twist Ipê Antibês (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Já o piso vinílico é produzido com resina de PVC e também costuma apresentar, entre outras opções, modelos de estampas que imitam madeira.

Com espessura mais fina que as demais opções do mercado, o piso vinílico também é considerado ecológico. Já que é feito a partir de plástico reciclado.

Dessa forma, por também ser semelhante ao laminado e à tábua, ele também é uma ótima opção para quem procura modelos mais amadeirados. Ambos se consolidam sobretudo como ótimas opções para quartos e salas.

 

piso-vinilico-durafloor

Piso vinílico Loft Dakar 122x20cm Durafloor (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Textura

O piso laminado possui como diferencial uma textura confortável ao toque e bastante lisa. Por conta conta disso, ele é, geralmente, adotado em locais de descanso, tais como salas e quartos, nos quais costuma-se andar de meias e sem sapatos.

Em geral, ele é tido como mais aconchegante e menos artificial que a maioria das opções no mercado. Sua textura lisa, no entanto, pode ser, em determinados casos, escorregadia. Portanto, esse é um ponto para ficar de olho na hora da compra. Evite comprar esse tipo de piso para cômodos com maior utilização de água, como banheiros e cozinhas, para afastar acidentes desnecessários.

 

Piso-laminado-Durafloor-de-click-Space-Freijo-Granada-C--1340cm-x-L--187cm-madeirado-1626132

Piso laminado Durafloor de click Space Freijó Granada madeirado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Já o piso vinílico é encontrado em uma ampla variedade de cores e texturas, o que, inclusive, faz com que ele atenda aos mais diferentes gostos. Assim como o laminado, ele é indicado para áreas internas, com exceção do banheiro – caso tenha contato contato constante com a água, sua cola pode acabar sendo danificada.

 

Piso-vinilico-Idea-Nerone-122x20cm-Durafloor

Piso vinílico Idea Nerone 122x20cm Durafloor (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Higienização

Justamente por ser bastante liso, como falamos no tópico anterior, o ideal é que o piso laminado não seja lavado com excesso de água. O indicado para sua higienização é que, no máximo, seja usado pano úmido e produtos específicos para limpeza deste material.

O piso vinílico, por ser plastificado, ele é mais resistente à água, fator que faz com que ele seja mais considerado na hora da compra. Sua limpeza, no entanto, também deve evitar o abuso água, principalmente para que ele não perca suas características. O piso vinílico tem conquistado muitas pessoas, uma vez que possui aplicação simples e sem sujeira. Além disso, é mais silencioso, antialérgico e antichamas.

Em suma, ambos os modelos não são tão indicados para cozinhas e lavanderias. Ainda assim, são interessantes alternativas para os outros cômodos do seu apartamento!

 

4. Durabilidade

Com um sistema de instalação que conta com uma manta e fixação por cola ou por encaixes, o piso laminado tem uma boa durabilidade. Ainda assim, ele tem alguns pontos de desvantagem em relação ao vinílico neste quesito. Mesmo que nenhum dos dois seja destaque no quesito resistência em contato com a água, ele é até menos resistente, o que pode diminuir seu tempo de vida útil. Além disso, por ser feito de madeira reflorestada, também pode empenar caso fique muito exposto ao sol.

Enquanto isso, o piso vinílico é uma excelente oportunidade para quem, além de beleza e conforto, busca por durabilidade. Sua grande vantagem, sobretudo, é que ele é antirruído, o que o torna ideal para quartos e salas que contam com bastante movimentação.

E aí, seu apartamento tem essa característica?

 

5. Preço

Em geral, a média de preço do piso laminado é menor que a do piso vinílico. Ainda assim, essa diferença não é tão considerável. Ambos contam com ótimo custo benefício e podem se encaixar perfeitamente no orçamento destinado à construção ou reforma do seu apartamento. Além disso, dependendo das marcas e dos modelos, a lógica de preços varia bastante. O que mostra, também, a paridade dos dois produtos.

Ao falar de valores, portanto, o mais importante é pesquisar bastante. Conhecendo as diferentes opções e comparando seus custos, você pode fazer a escolha perfeita. Em resumo, deu pra perceber que ambos são excelentes opções para seu apartamento. O que faz que sua escolha seja definida por detalhes.

 

Piso-vinilico-de-cola-City-Madrid-123x188cm-Durafloor-1589245

Piso vinílico de cola City Madrid 123×18,8cm Durafloor (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Veja mais: Conheça 14 modelos de pisos para interior de casas

 

E então, piso laminado ou vinílico? Já sabe qual é o melhor para o seu apartamento?

Agora que você já entendeu as diferenças entre os dois, não deixe de acompanhar mais conteúdos por aqui. Estudar mais sobre construção é um passo importante para ter uma qualidade de vida melhor. E nisso a Telhanorte está sempre disponível para facilitar a sua vida!

Para ajudar nesse momento, a nossa loja virtual oferece uma infinidade de opções de excelente qualidade. Tudo para que, optando pelo laminado ou pelo vinílico, você faça do seu espaço um lugar de aconchego e segurança.

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

5 tipos de pisos para a área externa da sua casa

porcelanato-ambiente-externo-garagem-resistencia-piso-chao

| Área Externa

Você está construindo sua casa e não sabe qual piso utilizar na área externa? Entenda mais sobre a seguir

 

Você finalmente está realizando o sonho da casa própria. Escolheu um bom terreno, planejou com cuidado a divisão de cada cômodo, pensou na segurança e reservou um bom espaço para o terraço. Mas agora bateu uma dúvida sobre os tipos de pisos para a área externa?

Quando se trata de materiais, geralmente, as áreas externas são feitas de um dos cinco materiais básicos que vamos falar nesta matéria. Contudo, vale lembrar que o material escolhido será determinado por preferência pessoal, a localização da área, seu orçamento e o tamanho do espaço ao ar livre, além do que está disponível ou é possível comprar e trazer até o local da obra.

1. Tijolo

O tijolo, feito de uma mistura de argila e outros materiais, é resistente, dura muito tempo e possui um visual elegante e clássico que combina com diversos estilos arquitetônicos e paisagísticos.

Versátil, pode ser usado como piso para área externa, para paredes e como borda. Funciona tanto para paisagens formais quanto rústicas, criando visuais variados.

 

piso-area-externa-tijolo

Piso em tijolos (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Prós do piso de tijolo

 

2. Concreto

Seria difícil encontrar um tipo de piso mais versátil e adaptável do que o concreto. Este material combina uma mistura de areia, água, cimento e cascalho e oferece ainda mais opções de uso do que o tijolo.

Ao usar formas bem construídas, o concreto pode ser moldado e se adaptar a praticamente qualquer formato de superfície.

Além disso, você pode fazer o piso para área externa com o material e pintar para dar acabamento ou deixar au natural e aproveitar a aparência rústica do concreto.

 

piso-area-externa-concreto

Piso em concreto (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Prós do pisos de concreto

 

3. Azulejo de porcelana e cerâmico

Existe algo mais bonito que utilizar pisos de pedra para o ambiente externo? Na verdade, sim! Pisos que imitam o efeito de pedra, mas feitos de azulejo cerâmico ou de porcelana!

Especificamente os porcelanatos para área externa, são mais duráveis do que os de pedras naturais, dependendo da classificação do PEI (Porcelain Enamel Institute), um índice que avalia a quantidade de tráfego que uma superfície cerâmica pode receber.

 

piso-area-externa-porcelana-porcelanato-ceramico-

Piso de porcelana (Foto: Biancogres / Reprodução)

 

Prós do piso de azulejo de porcelana e cerâmico

 

4. Deck de madeira composta

Os decks de madeira podem dar ao seu espaço ao ar livre um toque rústico, caseiro ou um visual chique e moderno. Como sabemos, a madeira é atemporal, ou seja, caso você opte pelo deck, seu ambiente sempre estará lado a lado com a moda.

Uma das opções que imita o deck de madeira é, por exemplo, os pisos de vinil. Porém, uma vantagem do piso de vinil é que ele dispensa todo o trabalho que se tem ao utilizar um deck de madeira.

 

piso-area-externa-deck-de-madeira

Piso deck de madeira (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Prós dos decks de madeira composta

 

5. Pedras naturais

Também conhecida como telha de pedra, a pedra natural mais vendida no mercado é semelhante à lajota, embora seja cortada em formas quadradas ou retangulares.

Devido à sua forma geométrica e layout, elas são usadas para aplicações mais formais do que as lajotas com cortes desiguais.

Este tipo de piso tem variantes conhecidas como blocos belgas, blocos de pedra ou paralelepípedos, sendo esses últimos normalmente usados em pequenas áreas ou como rebordos para outros materiais como tijolos, granitos ou lajotas.

 

piso-area-externa-pedras-naturais

Piso feito em pedras naturais (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Algumas pedras naturais usadas como pisos para área externa são:

 

Leia também: Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações

Como você acabou de ler, existem diversos tipos de pisos para o seu ambiente externo, cada um com sua proposta! A escolha se resume a localização, preferência pessoal e orçamento.

Se você já decidiu e está pronto para realizar a compra, confira nossa seção completa de Pisos e Revestimentos com tudo que você precisa para sua obra, desde acabamentos para piso, argamassa e rejunte até pastilhas, pisos, porcelanatos e muito mais!

 

Edição de João Victor Quintino e Murilo Bonício

Como escolher o piso ideal para os ambientes da casa

Porcelanato-Carvalho-Camel-matte-retificado-194x1182cm-madeira-Eliane

| Banheiro

Durante a construção ou reforma da sua casa, um dos itens mais importantes é o piso. Descubra qual o melhor para cada ambiente nesta matéria

 

Após a etapa de construção de um imóvel, passamos a nos concentrar na fase de acabamento, que inclui pintura, colocação de louças e armários e mais. Entre os passos que exigem maior atenção e geram mais dúvidas é como escolher o piso ideal para cada ambiente.

Acredite ou não, o piso tem um papel importante na aparência, na sensação e no ambiente de uma sala, cozinha, quarto e área externa. Dependendo do seu estilo de vida, do orçamento e da quantidade de tráfego que seu piso irá suportar, você deve escolher um modelo recomendado. Se você está construindo ou reformando, aqui estão algumas dicas que te ajudarão a escolher o piso ideal para cada ambiente.

 

Como escolher o piso ideal para cada ambiente

O piso que fica na entrada da sua casa deve ter um fator “uau” e apresentar logo de cara o estilo proposto para seu lar doce lar. Ao mesmo tempo, ele deve ser durável e resistente a elementos externos. Chuva, sol, ventos fortes e sujeira pesada de rua, por exemplo, exigem que você considere usar pisos duráveis, como ardósia, ladrilhos ou pedras naturais.

É claro que, além de pensar na área externa você deve considerar como escolher o piso ideal para cada ambiente, incluindo:

 

Banheiro

Pavimentos como lavanderia e banheiros devem resistir à água. Pisos laminados e de madeira não são recomendados em áreas de alta umidade, afinal, deformações e danos podem ocorrer.

Entre as opções mais certeiras de como escolher o piso ideal para cada ambiente para o banheiro, estão:

Entre os três pisos indicados acima, o porcelanato é o mais usado, afinal, alia resistência, beleza e custo.

 

piso-banheiro-banheiro decorado-porcelanato-porcelanato no banheiro

Banheiro com piso de porcelanato (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

O mármore é uma excelente opção para quem deseja realmente investir mais na decoração do banheiro pois, em geral, aumenta o custo do cômodo. Entretanto, o piso de mármore tem alta duração, além de ser muito elegante.

 

banheiro-banheiro decorado-marmore-banheiro com marmore-banheiro com piso de marmore

Banheiro com piso de mármore (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Você pode brincar com as cores do piso de azulejo para dar um toque de modernidade e ousadia! Para um efeito ainda melhor, combine o piso com paredes e louças em tons neutros, como branco ou cinza.

 

banheiro-banheiro decorado-banheiro com piso azul-banheiro com piso de azulejo-banheiro com azulejo

Banheiro com piso de azulejo (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Cozinha

Assim como o banheiro, que lida com o contato constante com a água, o piso da cozinha também exige atenção em relação ao seu constante contato com elementos, como gordura, fumaça, água e restos de comida. Tudo isso faz com que as palavras resistência e praticidade sejam as respostas para escolher o piso ideal para cozinha.

Com a necessidade de manutenção mais constante do que outros cômodos, o piso da cozinha precisa ser fácil de limpar. Você não quer um piso que absorva a gordura, não é mesmo?

Entre os pisos mais indicados para a cozinha, estão:

Você também deve estar atento às cores escolhidas. O piso escuro, por exemplo, deixa a cozinha moderna e sofisticada, enquanto o piso claro dá a sensação de limpeza e organização. Qual é o estilo que você deseja adotar?

 

cozinha-cozinha com piso preto-cozinha com porcelanato-porcelanato preto-cozinha com porcelanato preto

Cozinha com porcelanato preto (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Quartos e Salas

Os quartos e as salas são ambientes que aceitam uma boa variedade de pisos. O primeiro passo para decidir qual piso usar é definir se você prefere um piso quente ou frio. Entre os exemplos de pisos quentes temos a madeira e para pisos frios o porcelanato.

O porcelanato se tornou o desejo de muita gente, pois oferece um aspecto moderno e possui uma série de acabamentos que deixam o ambiente com a sua cara, como o porcelanato polido, acetinado e líquido.

 

sala de estar-sala de jantar-sala de estar com porcelanato-sala de jantar com porcelanato

Sala de estar / Sala de jantar com porcelanato (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Já as opções em madeira são sinônimo de aconchego. Um piso “quente” dá um up na estética do ambiente. Comparado a outros pisos, pode pedir um investimento mais alto e precisa de manutenção.

 

piso de madeira-sala de estar-sala de estar piso de madeira

Ambiente com piso de madeira (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Mas, existem outras opções também:

 

Outros fatores para a escolha do piso ideal

Além de se concentrar em aprender como escolher o piso ideal para cada ambiente, também é interessante que você esteja atento a outros fatores para sua escolha final.

 

Estilo de vida

O estilo de vida é um fator significativo na escolha de pisos. Como você e sua família vivem e usam a casa? Se sua família é grande, possui animais de estimação, crianças e é muito ativa, um piso que arranhe facilmente pode não ser a melhor opção.

Áreas com alto fluxo de pessoas devem considerar pisos resistentes, como pisos cerâmicos, que possuem alta durabilidade, são fáceis de limpar e instalar.

 

Custo

Os acabamentos de uma casa podem aumentar, consideravelmente, o custo da obra… O custo do metro quadrado do piso que você vai escolher para a sua casa deve ser um dos fatores considerados na análise de como escolher o piso ideal para cada ambiente.

Todos os materiais de revestimento têm níveis de qualidade. Dentro de cada material para piso, você encontra variações de preço, seja cerâmica, ardósia, porcelanato, madeira ou mármore.

Existem opções mais acessíveis dentro de cada categoria e, claro, opções mais sofisticadas, com custo mais elevado.

 

Agora que você sabe como escolher o piso ideal para cada ambiente…

É importante ficar de olho em promoções para conseguir bons preços em pisos incrivelmente duráveis e belos! Para isso, uma boa opção é acompanhar as novidades e ofertas da loja virtual da Telhanorte.

Sem sair de casa, você tem acesso diário às novidades e promoções. Assim você pode fazer a compra do piso perfeito para cada ambiente no momento em que estiverem com melhor preço e receber tudo no endereço indicado. A Telhanorte entrega material de construção em qualquer lugar do Brasil.

Se você ainda tem dúvidas sobre a combinação e escolha de materiais, entre em contato com nosso Arquiteto de Bolso. Visualize seu espaço em 3D e obtenha uma lista com produtos, quantidades e preços. Resolvemos 1 ambiente em até 2 horas de consultoria 100% online. Não se esqueça de conferir nossa sessão Outlet, com descontos imperdíveis e realize suas compras com o cartão Telhanorte!

 

Edição de João Victor Quintino e Murilo Bonício