quarto | Blog Telhanorte

Luminária para leitura noturna: dicas e modelos

como-usar-luminarias-de-piso-x-dicas-para-escolher-a-ideal-luminaria-leitura

| Decoração

 

Quer colocar uma luminária para leitura noturna na sua casa? Conheça modelos e dicas para escolher a melhor lâmpada e posição

 

Gosta de ler à noite? Então você precisa de uma luminária para leitura noturna para ter momentos confortáveis e relaxantes. Além de se atentar ao design da luminária, é necessário também considerar a funcionalidade, eficiência e conforto visual que a lâmpada fornecerá, para evitar problemas de visão.

Então, se você precisa de luminárias para leitura noturna para colocar no quarto, no home office ou no seu cantinho especial para leitura de livros, continue lendo e confira dicas e modelos que separamos para você.

 

Sugestão de matéria: Confira em nosso blog 6 Tipos de Luminárias e 6 Dicas para Montar um Home Office

 

Modelos de luminária para leitura noturna 

Os modelos de luminárias variam bastante, sendo assim muito fácil de encontrar o ideal para o seu ambiente. O material, a cor, o formato vão desde os mais tradicionais, até os mais modernos, com desenhos geométricos de ferro ou acabamento metálico. 

Para escolher o mais adequado, pense na configuração do ambiente. Será um cantinho na sala com uma poltrona? A mesa do home office? Na cabeceira da cama? Com a ideia em mente, você pode decidir o melhor modelo de luminária noturna. 

Separamos algumas opções disponíveis no site da Telhanorte para te inspirar na escolha da sua casa. Confira!

 

1. Luminária temática de parede

É cinéfilo de carteirinha e gosta de peças com design que fazem referência à sétima arte? A luminária em formato de rolo de câmera é um exemplo de peça temática. Além do modelo de rolo de câmera, você também encontra outras opções de desenho que se ajustam à proposta de iluminação e decoração. As luminárias temáticas combinam com decorações mais divertidas, descoladas e modernas, como paredes coloridas e placas decorativas, mostrando um pouco da personalidade do dono do espaço.

DICA: na hora da compra, confira se o tamanho do fio é ajustável ou não para fixar a luminária na posição adequada para a leitura.

 

luminaria-moderna-leitura-quarto-jovem-juvenil-infantojuvenil-arandela-rolo-filme-lampada-luz-amarela

Arandela Rolo De Filme Carambola Linha Bright Preto E27 40 W (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

2. Luminária de chão

As luminárias para leitura noturna de chão, também chamadas de coluna, têm um poder decorativo incrível e são ideais para ficar ao lado de poltronas tradicionais ou das do tipo “costela com puff”. A maioria dos modelos tem um design minimalista e são feitas de ferro ou alumínio. O acabamento da pintura é outro diferencial. 

Coluna-E27-preto-e-cobre-e-cobre-City-Spot-Line

Coluna E27 preto e cobre e cobre City Spot Line (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Você pode escolher entre modelos coloridos, de acabamento metálico ou as cores tradicionais e neutras como preto ou branco. Se você gosta de um toque retrô, as luminárias de chão com formato de spot são perfeitas e combinam com vários tipos de decoração. Por ser uma peça alta, a distribuição da luz é melhor, além de garantir a proteção das lâmpadas. Outra vantagem é que este modelo não exige furos na parede e pode mudar de lugar facilmente. 

Coluna-E27-preto-e-cobre-Oxford-Spot-Line

Coluna E27 preto e cobre Oxford Spot Line (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Luminária de mesa

A luminária para leitura de mesa pode ser bem aproveitada tanto na mesa do home office, quanto na cabeceira da cama. Isso porque os modelos são ajustáveis, com o braço flexível, e permitem direcionar a luz de acordo com a posição de leitura. Mesmo de tamanho menor que a luminária de chão, o design dos modelos de mesa também ajuda a compor a decoração.

 

Luminária-de-mesa-E27-preto-e-cobre-City-Spot-Line

Luminária de mesa E27 preto e cobre City Spot Line (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Luminária de garra

A luminária para leitura noturna de garra é uma opção versátil, pois pode ser levada para outras partes da casa e ser fixada onde for mais adequado. Assim, se a ideia for deixar a decoração mais clean e com poucos elementos, você pode manter a luminária guardada e utilizá-la apenas quando precisar.

Luminária-Versaty-garra-de-aço-E27-40W-pretaBronzearte

Luminária Versaty garra de aço E27 40W pretaBronzearte (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Melhor tipo de lâmpada para leitura

Escolher um modelo bonito de luminária, que combine com a sua decoração, é só o primeiro passo. O tipo de lâmpada colocado na luminária tem um papel fundamental para preservar a saúde dos seus olhos. As lâmpadas ideais para as luminárias de leitura são as de LED e as fluorescentes. Se para você o momento de leitura é relaxante, opte pela luz amarela, que relaxa e não cansa os olhos. Já a luz branca é mais recomendada para um espaço de leitura que exija mais concentração e foco.

A luminária de LED para leitura é a mais utilizada, pois o LED não esquenta, permitindo leituras longas com conforto e, além disso, menores gastos de energia. As fluorescentes também são boas opções, principalmente para leituras de estudo. Por isso, evite as lâmpadas incandescentes e as halógenas, que naturalmente esquentam mais e tendem a queimar com maior facilidade.

 

Posição da luminária para leitura

A posição da luminária para leitura noturna também deve ser respeitada, para evitar problemas em sua visão ao longo do tempo. Esse tipo de desconforto não demora para aparecer quando o tipo de luz está inadequado e a luminária está posicionada a uma distância muito próxima. 

O ideal é posicionar a luminária a 50 cm de distância do livro, seja na mesa ou em sua mão. É fácil ajustar qualquer um dos modelos de luminárias que mostramos acima. Com uma trena, você a mantém na posição certa para ler por várias horas. 

 

poltrona-costela-puff-luminaria-coluna-lampada-sala-estar-moderno

Sala de estar com poltrona costela, puff e luminária coluna (Foto: Loja Salab / Reprodução)

 

Gostou das dicas? 

Com as dicas acima, você pode escolher o melhor design de luminária para leitura noturna. Confira as opções de Abajures, Cúpulas e Luminárias de Mesa que a Telhanorte tem para você e as condições de entrega para todo Brasil. Precisa de outros itens de Iluminação? Confira a categoria completa e faça seu pedido online.

 

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante

 

Rodapé: confira os modelos e aprenda como embutir

rodape-estrutura-piso-parede-embutido

| Ambientes Internos

 

Conheça os principais tipos de rodapé e para que servem. Confira como instalar o rodapé embutido e quais as vantagens e desvantagens

 

Há quem opte por não usar o rodapé na construção ou reforma da casa. A escolha é realmente sua, mas, para quem gosta, o rodapé oferece suavidade no arremate do piso com a parede. Além de proporcionar um acabamento de qualidade e ser esteticamente bonito, sua principal função é a de proteção da base da parede contra impactos e produtos que possam danificá-la, como vassouras, rodos, aspirador de pó, cadeiras, móveis, água e produtos de limpeza.

Hoje em dia, há uma enorme variedade de modelos de rodapé no mercado, dos mais discretos aos mais sofisticados, com diferentes tipos de materiais, formatos, tamanhos, texturas, cores. 

Rodape-10cm-Moderna-24-metros-por-caixa-branco-Santa-Luzia

Rodapé de 10cm Moderna 2,4 metros branco Santa Luzia (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Além disso, dependendo do material que será usado, o rodapé tem outra função importante: ele é usado para embutir, proteger e esconder fiação e cabos – fazendo com que o ambiente se torne mais clean.

As três principais formas de instalação são:

Rodapé Convencional ou Sobreposto: é o tipo de rodapé mais comum e utilizado – e de menor custo também. É colocado de forma sobreposta à parede, marcando um certo relevo em sua base.

Rodapé Invertido: é conhecido por esse nome justamente pelo fato de sua instalação ser ao contrário daquela de um rodapé convencional. Ou seja, ao invés das peças ficarem em relevo para fora da parede, o rodapé é instalado dentro de uma cava feita na base, demarcando um recuo interno da parede. Esta instalação faz com que a parede pareça estar “flutuando”, sem tocar o chão.

Rodapé Embutido: é colocado de forma que o rodapé fique no mesmo nível da parede, sem nenhum relevo ou recuo considerável. Suas peças acompanham o alinhamento da parede. Logo abaixo veremos como é feita a sua instalação.

 

Confira em nossa loja virtual: Rodapés

 

 

Como instalar um rodapé embutido?

Esse tipo de rodapé necessita um pouco mais de cuidado do que o rodapé convencional na hora da instalação. Por ser alinhado à parede, o profissional responsável pela instalação deverá deixar a parte debaixo da parede sem reboco, encaixar o rodapé nesse espaço e só então finalizar o acabamento.  Dessa forma, não ficará visível nenhuma borda do rodapé.

Vale lembrar o quanto é importante escolher materiais de qualidade e profissionais qualificados para desenvolver todo o trabalho de construção ou reforma da casa, escritório ou estabelecimento comercial. 

O processo para colocar o rodapé embutido pode seguir as seguintes etapas: 

1. Defina o piso que será colocado, de acordo com o projeto estabelecido; 

2. Defina qual a altura do rodapé que você deseja colocar;

3. Meça toda a extensão, para verificar a metragem de rodapé que será necessária;

4. Definido esses três passos anteriores, compre o rodapé da sua escolha

5. Caso seja possível, solicite o corte do rodapé em uma marmoraria (no caso de rodapés de mármore, cerâmica ou porcelanato), pois assim o corte ficará mais preciso, evitando o desperdício de peças.

 

Depois de comprar o seu rodapé e definir o que será feito, recomendamos que o profissional escolhido siga os passos abaixo:

1. Prepare a parede normalmente, rebocando-a;

2. Deixe um espaço no final da parede sem reboco, perto do piso, para que você possa encaixar o rodapé, de forma a ficar embutido na parede;

3. Faça uma impermeabilização do alicerce da parede e do lado externo do rodapé;

4. Utilize uma massa de cimento, ou argamassa, ou até mesmo colas especiais com alto poder de fixação;

5. Preencha toda a estrutura do rodapé, a fim de evitar quebras posteriores;

6. Use espaçadores como base entre o chão e a parte inferior do rodapé para criar espaços que deverão ser preenchidos com o rejunte;

7. Termine o reboco da parede, não se esquecendo de proteger o rodapé já colocado;

8. Aplique então o rejunte, unindo e finalizando todas as peças;

9. Aguarde a completa secagem (cura);

10. Depois do rodapé estar instalado e a parede rebocada e preparada, já pode seguir para a pintura!

 

No caso de uma obra finalizada, com as paredes prontas, para embutir um novo modelo, o profissional deverá criar um espaço na parede para o rodapéSerá preciso “descascá-la”, tirando todo o reboco exatamente no local em que será embutido o rodapé. O restante do processo é o mesmo, já descrito acima. 

 

Vantagens no uso do rodapé embutido

Entre as vantagens de usar o rodapé embutido, podemos citar: 

1. Permite uma melhor ocupação dos espaços, uma vez que os móveis podem ser bem encostados na parede;

2. Protege a parede dos impactos na hora da limpeza;

3. Protege contra umidades;

4. A depender do modelo, pode impedir o acúmulo de poeira, uma vez que suas bordas estão embutidas na parede, facilitando assim a limpeza;

5. Disfarça possíveis imperfeições;

6. Proporciona uma sensação de continuidade entre parede e acabamento;

7. Pode ser usado também como elemento decorativo, ajudando a emoldurar o ambiente;

8. Transmite a sensação de modernidade e amplitude do ambiente.

 

Desvantagens no uso do rodapé embutido

1. É preciso bastante cuidado com os móveis rentes à parede, para que a mesma não sofra nenhum desgaste e seja danificada;

2. Por ser um processo mais trabalhoso, a instalação do rodapé embutido acaba por gerar um gasto maior com a mão de obra;

3. Por exigir uma maior preparação na instalação do rodapé embutido, o tempo gasto na instalação também aumenta. 

 

Gostou das dicas?

Esperamos que tenhamos conseguido esclarecer suas dúvidas sobre os diferentes modos de instalação do rodapé e sobre como colocar o rodapé embutido. Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um setor de acabamentos para piso com rodapés e soleiras de porta, além dos departamentos de pisos e revestimentos, tintas e muito mais. 

 

Edição por: Vinicius Marques e Murilo Bonício

Revestimento de quarto infantil: dicas para parede e piso

Revestimento para quarto infantil

| Decoração

 

O quartinho montado quando o bebê estava na barriga já não está de acordo com a idade atual dele? Aprenda a redecorar o cômodo com revestimentos para quarto infantil!

 

Kids-Power-A-15-550x550

Crianças pulando felizes (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

Muita gente se arrepia só de pensar em obras e reformas, mas com a escolha de um revestimento você deixa de lado o quebra-quebra e economiza tempo e dinheiro. 

E é por isso que os revestimentos são muito usados naqueles quartos de hóspedes que, de repente, servirão como quartos de crianças!

Se o bebê ainda está por vir, uma dica valiosa é escolher um revestimento para parede que considere as próximas fases da vida da criança.  Dessa forma, conforme a criança for crescendo, não será necessária uma nova reforma em um prazo tão curto.

 

Atenção: use revestimentos que ofereçam facilidade na limpeza e manutenção, porque crianças podem sujar as paredes e pisos com frequência. Consulte as especificações do produto para saber o teor de proteção contra manchas.

 

Revestimento para quarto infantil: sobre a parede do ambiente

Escolher o revestimento para quartos infantis é uma das etapas principais quando se trata da decoração e organização desses cômodo. 

Muitas vezes todo o projeto de design de interiores é baseado nas cores, formas ou texturas que o ambiente terá nas paredes.

Por isso, para te ajudar na escolha, nós listamos algumas opções de revestimento para quarto infantil:

 

 

A tradicional tinta de parede

Se for optar por pintar o quarto do bebê, tente fugir dos tradicionais azul e rosa bebê é a melhor opção! Se você não deseja fazer uma nova mudança na decoração tão cedo, uma dica é investir em tons neutros e usar pontos focais coloridos nos acessórios e brinquedos, por exemplo. Nesses casos você pode investir em placas decorativas e quadros decorativos que podem ser retirados sem grandes preocupações. 

Na seção de tintas da Telhanorte você encontra as melhores marcas para sua obra – Coral e Suvinil – com os melhores preços e opções de pagamento. 

 

quarto-de-bebe-cinza

Quarto de bebê com parede cinza e pontos coloridos (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

O queridinho papel de parede

O papel de parede é um dos revestimento para quarto infantil preferidos entre papais e mamães de plantão – e designers de interiores, também!

A aplicação é prática e não faz sujeira. Você consegue mudar a cara do ambiente em algumas horas! 

Mesmo que ainda exista uma grande chance de precisar trocar o papel de parede ao longo dos anos, esse tipo de revestimento para parede de quarto infantil é simples de manusear e não exige grandes custos. 

 

quarto-menino-papel-de-parede

Quarto de menino com papel de parede. Projeto Novo Dezembro, pela desginer de interiores Camila Cordista (Foto: Cordista Interiores e Lighting / Divulgação).

 

O versátil tecido adesivo

Esse tipo de revestimento é muito semelhante ao papel de parede, sendo a principal diferença a sua textura. Enquanto o papel de parede pode ser encontrado em modelos a base de papel ou vinil (adesivos de parede), os tecidos adesivos são feitos com panos e fibras.

Eles podem ser aplicados como uma faixa única na parede do quarto, na porta de algum móvel ou em um nicho decorativo, por exemplo. Eles oferecem personalidade ao ambiente e também são práticos e simples para aplicar.

Pode não ser uma boa ideia aplicá-los em quartos de crianças muito pequenas, uma vez que essas tem maior propensão à fazerem sujeira e “obras de arte” nas paredes – e o tecido é um material que mancha com maior facilidade.

 

tecido-de-parede-infantil-patchwork

Quarto infantil com parede de adesivo de patchwork (Foto: Transforme Sua Casa / Reprodução).

 

Revestimento para quarto infantil: como escolher o piso

Quando o assunto é piso para quarto infantil uma das melhores opções do mercado são os pisos vinílicos

Isso, porque esse tipo de piso auxilia no controle térmico do ambiente, oferecendo mais conforto no dia a dia. Sua estrutura permite que a criança brinque no chão sem contato direto com o piso frio. 

Ao optar por esse tipo de revestimento, escolha modelos que são também sejam antirruído. Essa característica faz com que a movimentação de pessoas no quarto não atrapalhe o sono do bebê ou da criança. Bom demais, não é mesmo? 

Outras características do piso vinílico são:

 

Os porcelanatos também são boas opções, sendo práticos para limpeza e manutenção. Além de terem alta resistência, acrescentam sofisticação ao cômodo. 

Entretanto, diferente do piso vinílico, eles são pisos frios, não sendo recomendável que as crianças brinquem em contato direto com ele, em especial nos dias de baixas temperaturas.

 

Revestimento para quarto infantil com umidade

Um caso especial de escolha de revestimento para quarto infantil é quando o ambiente se encontra com um alto nível de umidade. 

Esse problema pode causar danos a saúde, principalmente, respiratória e afeta de forma ainda mais agressiva crianças e idosos. 

Além disso, a alta umidade compromete a estrutura física e estética do ambiente, causando bolhas e infiltrações que acabam com qualquer projeto arquitetônico.  Dependendo do excesso de umidade, ela pode estragar móveis e armários, além de gerar mau cheiro. 

Mas calma! Para isso os pisos cerâmicos podem ajudar a controlar a umidade em excesso e deixar o ambiente propício para seu filho.

A cerâmica é um material que ajuda a manter o ambiente saudável e bonito e impede que a umidade se infiltre e se espalhe nas superfícies do quarto.

 

Onde encontrar os melhores revestimentos para quarto infantil? 

Agora que você conhece os principais revestimentos para quarto infantil é hora de escolher o que melhor se adequa as suas necessidades.

A escolha ideal deve alinhar estética, praticidade, durabilidade e qualidade para manutenção do bem estar da criança. 

Como você viu, alguns revestimentos acabam sendo mais facilmente adotados pelos mútuos benefícios que oferecem. Já outros, menos usados, podem vir a calhar quando for o caso de problemas com a umidade do ambiente.

 

A Telhanorte oferece uma seção completa de Pisos e Revestimentos com opções de vários tipos de piso (vinílicos, laminados e mais), de diferentes marcas. Além de soluções de materiais de acabamento para completar a instalação. 

 

Na loja virtual você também encontra um departamento de decoração completo, com:

 

Tire dúvidas com a nossa equipe em poucos cliques pelo WhatsAppCompre e receba tudo em casa sem precisar sair!

 

Edição por: Murilo Bonício

Iluminação para ambientes: tipos e modelos para casa!

Dicas de iluminação para ambientes

| Ambientes Internos

Pensar na iluminação ideal de cada cômodo de uma casa favorece a decoração do ambiente, além de auxiliar na realização das funções desse local. Por isso, não esqueça de:

 

Sugestão de leitura: Iluminação direta, indireta e difusa: diferenças e qual escolher para cada ambiente

 

Entretanto, cada ambiente possui características únicas que devem ser levadas em conta para que seja feita a escolha ideal do tipo de lâmpada e pontos de luz. Vamos ver dicas para vários ambientes, como:

 

Dicas de iluminação para ambientes: da varanda ao banheiro

 

Iluminação para quarto

Nesse ambiente, muitas atividades diferentes podem ser realizadas, como: trocar de roupa, ler um livro, estudar, e por aí vai! Por isso, é preciso pensar em dois tipos de iluminação principais:

Uma dica para o quarto é usar a iluminação dimerizada, que permite que você ajuste a intensidade do brilho de luz. Com o mesmo ponto de luz, é possível criar um ambiente mais aconchegante ou um ambiente mais funcional.

 

iluminacao-para-quarto-de-casal-com-sanca-viva-decora

Iluminação para quarto (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

Iluminação para sala de estar

Além de ser um ambiente onde há um grande fluxo de pessoas, o local também é usado para receber amigos e familiares, assistir televisão, ler um livro ou apenas relaxar. Dessa forma, assim como o quarto, a sala de estar pode se beneficiar bastante com o uso de um dimmer para regular a intensidade da iluminação e proporcionar o melhor ambiente possível.

Um ponto central de luz no teto é indicado para que todo o espaço possa ser iluminado. Você pode usar lustres sofisticados para agregar valor à decoração. Luminárias de teto e pendentes são excelentes opções.

O plafon de embutir também é indicado, pois é uma fonte de iluminação difusa capaz de deixar o ambiente mais sofisticado e harmônico.

Resumindo, a dica de iluminação para sala de estar, assim como para o quarto, é misturar:

Faça sua escolha pensando no estilo da decoração que deseja para o ambiente.

Caso você tenha peças de decoração como vasos de planta e quadros que deseje destacar, também pode pensar em pontos de luz para essa função.

 

iluminacao-para-sala-de-estar-pinterest

Iluminação para sala de estar (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

Iluminação para sala de jantar

A sala de jantar pode se tornar uma verdadeira atração da sua casa se você seguir algumas das nossas dicas!

É claro que você pode optar pela luz central de teto, mas também pode ousar mais se deseja criar um ambiente mais moderno, aconchegante e requintado. Uma opção é criar dois focos de luz em cima da mesa com pendentes ou optar por arandelas que ficam na parede e geram uma iluminação indireta.

Outra possibilidade é usar um lustre pendente central com um dimmer para controlar a intensidade da iluminação.

 

iluminacao-para-sala-de-jantar-viva-decora

Iluminação na sala de jantar (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

 

Iluminação para banheiro

Para o seu banheiro ficar com o nível de claridade correto, é imprescindível que a iluminação seja uniforme e intensa. 

É interessante colocar uma luz central para que todo o ambiente seja iluminado – inclusive o box, no caso de banheiros que possua chuveiro. Também apostar em spots ou fitas de LED embutida no espelho para facilitar as atividades como se barbear e maquiar.

A escolha da iluminação pode ideal para banheiro acrescenta estilo e personalidade ao ambiente.

 

iluminacao-para-banheiro-girls-guide-to-the-world

Iluminação para banheiro (Foto: Girls Guide to the World/Reprodução)

 

 

Iluminação para cozinha

A iluminação da cozinha requer um cuidado especial pois as atividades realizadas no ambiente exigem que o local seja bem iluminado. Você precisa enxergar os utensílios e ser capaz de manuseá-los sem causar acidentes!

Priorize a iluminação uniforme sem variação de tonalidades.

Caso tenha um balcão de cozinha para preparar os alimentos, você pode incluir luminárias pendentes para ampliar a visibilidade do local, unindo estilo e funcionalidade. As lâmpadas de LED são ótimas opções, afinal também são econômicas no consumo de energia.

 

iluminacao-para-cozinha-viva-decora

Iluminação para cozinha (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

Iluminação para garagem

As dicas de iluminação para garagem estão relacionadas a necessidade de visualização do ambiente como um todo para evitar acidentes com o carro. A opção que oferece melhor visualização é a lâmpada de teto tubular em LED. 

Para ampliar a segurança do local, uma sugestão é incluir lâmpadas com sensores de movimento. Essa opção ainda garante economia e conforto, afinal você não vai precisar se preocupar em apagar e acender as luzes, já que elas apagam automaticamente quando você deixar a garagem.

Você também pode usar diversos plafon, criando um ambiente ainda mais sofisticado.

 

iluminacao-para-garagem-pinterest

Iluminação para garagem (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

Iluminação para área externa e varanda

Estamos chegando ao fim do nosso guia com dicas de iluminação para ambientes, mas não poderíamos finalizar sem listar as dicas de iluminação para varanda e área externa.

Durante o guia, deu para perceber que a gente ama as lâmpadas de LED, né? Por isso, recomendamos, mais uma vez, o uso delas na sua área externa! Elas possuem um alto custo-benefício – duram muito tempo e o preço é bem em conta.

Escolhido o tipo de lâmpada, vamos aos tipos de iluminação:

 

iluminacao-area-externa-archtrends-portobello

Iluminação para área externa (Foto: Archtrends Portobello/Reprodução)

 

Além das dicas de iluminação para ambientes listadas até aqui, é importante acertar na escolha da quantidade de lâmpadas por cômodo. Só assim você vai ter um ambiente bem iluminado. Por isso, mais uma sugestão de leitura!

 

Sugestão de leitura: Como calcular quantidade de lâmpadas por m²: fórmulas e exemplos

 

Onde comprar luminárias?

Agora que você já conhece as principais dicas de iluminação para ambientes, deve saber, também, que bons fornecedores ajudam você a alcançar seus objetivos decorativos e funcionais.

Na Telhanorte, você encontra luminárias de teto, chão, mesa, de embutir ou pendentes para cada um dos ambientes que listamos acima por um preço super atrativo! Faça suas compras no setor de luminárias no site ou visite uma de nossas lojas físicas. Aproveite!

 

Edição de João Victor Quintino e Stéphanie Durante

Portas internas: 3 requisitos para uma escolha certa

| Ambientes Internos

 

Quem está no meio de uma obra sabe que são muitos detalhes e itens a definir, entre eles, as portas. Aprenda aqui como escolher as portas internas da sua casa.

 

O planejamento de uma obra – desde a parte elétrica e hidráulica, até a escolha de pisos e revestimentos, tintas, decoração e muito mais – é essencial para sua boa execução. Uma das etapas é a escolha das portas que fazem parte do ambiente e, mesmo as mais simples, podem acrescentar estilo e forma ao espaço que você está criando.

A seguir listamos alguns fatores a serem levados em conta na hora de escolher portas internas. Confira:

 

Para aprender de vez e não errar na hora da escolha, continue acompanhando!

 

 

Como escolher portas internas: 3 requisitos para prestar atenção!

 

1. Confira a medida da porta

Você não quer correr o risco de comprar uma porta maior ou menor do que o vão que você tem disponível, correto?

É claro que você pode querer mudar o tamanho desse vão, ampliando-o ou reduzindo-o, para que comporte o tamanho exato da porta definida.

Portas de correr, por exemplo, em geral, exigem um vão maior e acabam por demandarem esse cuidado a mais.

Contudo, se você não quer mudar esse tamanho – e evitar todo o “quebra-quebra” – considere, no momento da compra, que a porta deve ser 1 cm na altura e 2 cm na largura menor do que o vão onde ela vai ser aplicada.

Se você ainda não tem o vão delimitado, – caso ainda esteja planejando ou construindo o ambiente – saiba que existe um padrão de tamanhos de portas que tem sido aplicado em grande parte dos empreendimentos. Veja a seguir:

 

Larguras
Altura

 

Esses valores são padrões muito usados, mas não são regras inflexíveis. É possível de se encontrar portas internas maiores, principalmente em imóveis antigos, as quais você também pode adotar para a sua construção.

Com as medidas definidas em mãos, você pode aproveitar e acessar as lojas virtuais da Telhanorte para a próxima etapa!

 

2. Escolha o material da porta

Aço, alumínio, ferro, madeira e PVC são materiais muito usados nas portas internas.

As opções de porta de madeira, por exemplo, são opções tradicionais e podem acrescentar um toque de elegância no espaço – principalmente se você souber escolher a cor das portas internas para que elas acrescentem personalidade, além de contribuir com a decoração do ambiente. Fora o fato de serem lindas, esses modelos possuem boa durabilidade e auxiliam no isolamento acústico e térmico.

porta-madeira-pivotante-sidney

Porta de madeira pivotante Sidney BBB direita com vidro em arco (Foto: Acervo Telhanorte).

 

 

Porta-de-PVC

Porta de PVC branca lisa (Foto: Doce Obra / Reprodução).

 

As portas de PVC, por outro lado, perdem um pouco em sofisticação, mas garantem a alta durabilidade, trazendo, também, um ar de leveza e praticidade para o local.

Agora, falando em durabilidade, não poderíamos deixar de comentar sobre os modelos de porta em aço ou ferro, que disparam na frente nesse quesito. Entretanto, essas acabam por serem mais caras.

 

Porta-postigo-direita-Pratika-217x87x8cm-com-grade-elo-branca-Sasazaki-824569

Porta postigo direita Pratika com grade em aço branco Sasazaki (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Por último, as opções de portas em alumínio podem acrescentar personalidade e modernidade ao seu ambiente, além de facilitar a manutenção e limpeza, o que as tornam boas opções para a área externa, cozinha e lavanderia.

 

porta-de-aluminio-interna

Porta de alumínio preta moderna (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

3. Saiba qual a forma de abertura da porta primeiro

Foi-se o tempo que existia apenas um tipo único de porta e todas as casas ficavam parecidas. Como dissemos no início deste artigo, as portas se tornaram parte da decoração e o tipo de abertura faz toda a diferença, tanto por uma questão estética como para um melhor aproveitamento do local. Entre os modelos principais de abertura estão:

A seguir vamos falar um pouco mais sobre cada uma e ainda apresentar alguns exemplos de uso.

 

Porta de Giro

Como indicamos acima, a porta de giro é a mais usada entre todos os modelos. Mesmo locais que optam por outros tipos de porta nos demais ambientes, acabam por contar com ao menos um exemplar desse modelo – geralmente para a separação de cômodos específicos como, por exemplo, os quartos.

O sistema de encaixe da porta de giro oferece alto poder de vedação, seja de som, temperatura ou odor. As dobradiças usadas são simples o que torna o custo total mais baixo. É ideal instalá-las em cantos, com a abertura sempre em direção à parede, para que possam ser abertas sem atrapalhar o restante do ambiente.

Em geral, só são substituídas por questões estéticas ou por falta de espaço de abertura.

 

porta-madeira-branca-vert

Porta de giro de madeira lisa Vert (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Porta sanfonada

A porta sanfonada não ocupa nada além do vão em que é posicionada, por isso é uma boa opção para ambientes pequenos. Entretanto, se ela ganha no aspecto de aproveitamento de espaço, perde em estética e capacidade de isolamento do ambiente, pois seu sistema de fechamento mais básico não proporciona uma boa vedação.

É um modelo barato e pode ser importante para separar alguns ambientes da casa, como a lavanderia e um lavabo de uso pouco frequente, não sendo indicada como escolha para todos os cômodos, exatamente por não oferecer um equilíbrio estético.

 

porta-para-quarto-sanfonada-foto-brico-valera

Porta para sala sanfonada amarela (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

Porta Camarão

A porta camarão tem uma ou mais divisões que são dobráveis, permitindo que a porta abra, ao mesmo tempo que se comprime. Ela ocupa menos espaço que a porta de giro e também pode ser usada em ambientes com vãos maiores. Assim como a porta de giro possui boa vedação de som, temperatura e odor e seu preço também é bem interessante.

Se você quer ter a opção de manter um cômodo com privacidade, mas também quer ter a opção de, vez ou outra, integrar espaços, esse modelo é uma alternativa excelente para cortinas e cobogós.

 

portas-internas-porta-camarão

Quarto com porta camarão. Projeto Guarujá Residence, por Patricia Bergantin Arquitetura (Foto: Home Adore / Reprodução).

 

Porta de Correr

Trata-se de uma opção super moderna que está sendo muito usada como modelo de porta que separa, por exemplo, a sala de estar da sala de jantar ou da cozinha americana. Pode, ainda, ser usada para separar um closet do quarto. ou para tornar seu banheiro mais amplo e confortável, sem perder área de circulação para a abertura da porta tradicional.

A porta de correr pode parecer uma opção que economiza espaço, mas essa não é a verdade. Isso, porque ela precisa de espaço fixo considerável em uma de suas extremidades para poder deslizar. Além disso, ela também não possui boa vedação e tem um custo maior do que todas as demais opções oferecidas neste guia.

A versatilidade desse modelo de porta está no fato de que você pode optar por abri-la deslizando a folha por fora da parede ou por dentro desta, o que pode dar ao local um aspecto visual menos poluído e, portanto, mais elegante.

Observação: Nem sempre a porta de correr precisa de trilhos em cima e embaixo. Para definir a melhor escolha, converse com o profissional que vai instalá-la.

 

Kit-de-correr-para-porta-de-madeira-

Kit para porta de correr Geris (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Quando instalar sua porta interna?

O melhor momento para instalar a porta, independente do modelo e material, é após finalizar a pintura das paredes. Ainda assim, isso requer bastante cuidado, mas é o mais indicado para evitar manchar suas portas.

Caso não seja possível fazer a instalação posterior,  proteja as portas com fitas-crepe e plásticos protetores antes de iniciar o trabalho com as tintas.

 

 

Agora que você já sabe como escolher portas internas, é importante considerar a aquisição de outros acessórios como:

 

Tudo isso e muito mais você encontra no departamento de Portas e Janelas da loja virtual da Telhanorte.

Acesse nosso site, selecione seus produtos, aproveite as melhores ofertas do mercado e ainda receba tudo no endereço que você escolher!

Aproveite, também, as condições especiais de pagamento do cartão de crédito da Telhanorte.

Edição por: Murilo Bonício

Como escolher a cor para parede de cada cômodo?

o-que-e-tinta-acrilica

| Ambientes Internos

 

Aprenda os 4 passos necessários para planejar a “decor dos sonhos” e confira dicas de pintura para cada ambiente da sua casa.

 

Escolher as cores das paredes para toda a casa é, talvez, a etapa mais esperada para quem está construindo ou reformando. Afinal, a tinta na parede é que atribui estilo ao local, transmite a personalidade dos moradores e, ainda por cima, dita o clima do ambiente. E como escolher a cor que seja perfeita?

Nós criamos um guia com dicas preciosas para você aprender como escolher cor de tinta para parede e surpreender a todos com a decoração do ambiente. De maneira resumida, as etapas são:

Mas não acaba por aí… Depois de esclarecer todas as suas dúvidas sobre o tema, vamos te dar algumas dicas mais específicas para cada cômodo.

Vamos lá! 

 

Como escolher cor para parede: 4 etapas fundamentais para a escolha

 

1. Analise os objetos que já estão no ambiente

Essa dica serve, em especial, para quem já tem uma série de objetos e não deseja abrir mão de tudo após a reforma!

Antes de tudo, é importante registrar o estilo dos objetos que vão continuar compondo seu ambiente. Eles são mais modernos, clássicos, joviais, alegres ou sóbrios? É garantido que uma boa parte das pessoas vai acabar concluindo que possui objetos com estilos muito diferentes – aquela famosa “mistureba”!

Claro, nós concordamos que é legal mesclar alguns elementos, como o rústico da madeira com a modernidade do metal. Contudo, quando não há nenhuma sincronia entre os elementos, a decoração não tem uma identidade. Se você está nessa situação talvez tenha que mudar alguns itens de endereço. Por exemplo, o porta-retrato de conchinha pode ser melhor aproveitado no seu quarto, ou no escritório, do que na sua sala super moderna.

Mas o que isso tem a ver com escolher cor de tinta para parede? Tudo!

As cores que vão estar presentes no ambiente – seja este sua sala de estar, cozinha, quarto e ou seu banheiro – devem ser escolhidas, sobretudo, pensando em dois elementos principais:

Vamos imaginar que você tenha muitos objetos coloridos, você pode optar por cores mais neutras, como o branco, preto, cinza ou os famosos off-whites, para tentar criar um ambiente mais equilibrado. Dessa forma você evita dar a quem frequenta o espaço uma sensação de “muita informação ao mesmo tempo”. Já foi comprovado, cientificamente, que a poluição visual pode causar efeitos negativos na psicológico humano, principalmente se este for um cômodo onde se passa muito tempo!

 

Como escolher cor para parede

 

No entanto, se você souber aproveitar de maneira correta, é possível optar por tons coloridos que sejam análogos ou complementares às demais cores do local e não abrir mão desse mix de cores.

Por isso é importantíssimo entender o estilo e as cores dos objetos que vão fazer parte da sala.

Caso você esteja começando do zero, fique a vontade para escolher primeiro as cores das paredes para depois completar com objetos que conversem com esse estilo.

 

2. Defina um estilo para seguir

Quando se trata de decoração, definir o estilo que você deseja para cada ambiente é, talvez, o passo mais importante da sua reforma. Selecionar o seu preferido irá ajudar na escolha da cor da parede.

Isso, pois, como falamos acima, o estilo e os objetos são os elementos que transmitem mais fortemente sua personalidade. Logo, não respeitar a identidade visual do cômodo na hora de selecionar a tinta, pode fazer com que ele transmita ideais distintas ao mesmo tempo. E isso, em termos de design, não é aconselhável!

 

3. Entenda o objetivo daquele cômodo para você

Parte do processo de como escolher cor para parede é entender para o que aquele ambiente serve. Pode parecer óbvio, mas não é.

Por exemplo, para o seu quarto você pode ter como único objetivo relaxar e transformá-lo em um lugar que transmita tranquilidade. Mas você também pode optar por criar um quarto que transborda criatividade e será o ponto de encontro da galera! Isso é bastante comum para pessoas que moram em lofts e kitnets e que, pela falta de espaço, precisam adequar o quarto como sala, também.

 

quarto-sala-3

Quarto-sala adaptável ao uso, com cores para torná-lo alegre e acolhedor (Foto: Espace Loggia / Reprodução).

 

Já a sua cozinha pode ser criada para transmitir a sensação de aconchego para a família que faz as refeições junta ou ser somente um depósito de alimentos/home office uma pessoa de negócios super ocupada que não cozinha ou só come fora.

Nestes casos, desde a escolha das cores de granito para cozinha até os azulejos e revestimentos, devem conversar entre si para transmitir todo esse espírito do ambiente.

 

prateleira-para-livros-cozinha-estante

Livros guardados em uma bancada em ilha (Foto: Harvey Jones Kitchens / Reprodução)

 

4. Use o círculo cromático

Depois de todo esse processo de planejamento é hora de escolher, efetivamente, a cor de tinta para a parede.

É bem provável que você não vá escolher uma única cor para a casa inteira, então o círculo cromático é a ferramenta mais relevante no processo de como escolher cor para parede e pode te ajudar a escapar de decisões infelizes.

circulo-cromatico-jeitos-de-combinar-cores

Conheça outras maneiras de combinar cores usando o círculo cromático

 

Cores complementares: as combinações entre essas cores são mais ousadas e podem ir de tons mais sérios, como um vinho com verde-escuro, ou mais joviais, como um azul-claro com laranja;

Cores análogas: é uma combinação menos ousada, porém não é exatamente clássica. Um verde com amarelo é uma combinação um tanto intrigante e cheia de personalidade e faz parte desse grupo;

 

Existem outros tipos de combinação de cores que podem ser utilizadas na decoração de ambientes, como: triangulação, retângulo, quadrado e meio-complementares. Essas são excelentes maneiras de usar mais de duas cores ao mesmo tempo e harmonizá-las com perfeição.

 

Sugestão de leitura: Além da cor de tinta para parede, é muito importante saber quais os principais tipo de tinta para parede, uma vez existem versões específicas para cada uso.  Em caso de dúvida, acesse o link e dê uma checada em mais informações e tenha certeza na hora da compra!

 

Caso você tenha, por exemplo, um móvel pelo qual nutre uma paixão avassaladora e não abre mão de tê-lo, use o círculo cromático a fim de escolher a cor da parede para o cômodo que esse móvel voltará a ocupar. Assim, além de colocar a querida relíquia em destaque, você também cria um ambiente no qual a decoração conversa com as cores.

Agora, se você não tem um objeto qual deseja usar como base do projeto, mas tem uma tinta específica em mente, também pode checar no círculo as melhores opções de combinação e aplicá-las tanto nas demais paredes, quanto nos objetos.

 

Cores para parede de acordo com os cômodos da casa

Para concluir esse guia de como escolher cor para parede, vamos dar algumas sugestões de cores que são bastante indicadas por profissionais da área para alguns cômodos.

 

Cores para o quarto

Aqui vai depender de que tipo de quarto estamos falando. Por exemplo, quartos infantis pedem tons mais claros, afinal, segundo alguns especialistas em cromoterapia, isso ajuda a acalmar o bebê e a criança. Você, no entanto, não precisa escolher somente entre rosa e azul. Já não existe mais aquilo de cores de meninos e de meninas e todas as paletas são bem vindas nos projetos! O cinza claro é um exemplo que está cada vez mais em alta para quartos infantis e pode receber outro ponto de cor, tanto nas paredes quando com objetos.

 

quarto-de-bebe-cinza

Quarto de bebê com parede cinza e pontos coloridos (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

Em quartos de crianças mais velhas e adolescentes já é permitido tons mais escuros, mas sempre tentando transmitir tranquilidade, afinal esse é um ambiente cujo propósito principal é descansar. Fica a dica: como nessa fase tende a haver uma mudança consideravelmente rápida nos gostos, aspirações e personalidade, a escolha de cores muito marcantes ou a mistura de muitas delas talvez não seja ideal.

Já os adultos, casados ou solteiros, podem usar e abusar das cores, uma vez que já conseguem alinhar melhor a decoração da casa à sua identidade. Vale notar que não é interessante usar tons muito vibrantes como amarelo, laranja e vermelho em paredes completas. Você pode, inclusive, deixar todas as paredes com o branco tradicional e investir nos ornamentos coloridos.

Apostar nos papéis de parede e texturas também é uma boas opção. E não se limite aos quartos, deixe a imaginação fluir e sempre consulte o circulo cromático para te guiar!

 

quarto-parede-branca

Quarto com paredes brancas e decoração colorida (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

quarto-menino-papel-de-parede

Quarto de menino com papel de parede. Projeto Novo Dezembro, pela designer de interiores Camila Cordista (Foto: Cordista Interiores e Lighting / Divulgação).

 

Sugestão de leitura: Falando em papel para parede, que tal dar uma olhada nessa outra matéria e descobrir se papel de parede para banheiro pode molhar? Conheça o papel vinílico e se surpreenda!

 

Cores para a sala

O primeiro passo é seguir as dicas acima, tudo vai ficar bem mais fácil. Entretanto, se você quer algumas dicas mais diretas, segue uma lista das cores de parede para sala que estão em alta:

Sugestão de leitura: E se, por acaso, você for um amante das tendências, corre e acessa Tintas para parede: cores e tendências para pintar sem medo e se divirta com mais novidades!

 

Cores para o banheiro

Se você deseja criar uma sensação de banheiro maior, indicamos cores mais claras nas paredes, mas se você quer dar um ar mais sofisticado, indicamos aplicar um tom mais escuro. Se quiser um banheiro mais alegre, as cores claras como verde, amarelo e laranja, também podem encher seu cômodo de personalidade.

 

tinta-para-azulejo-azul-brilhante

Banheiro decorado com azulejo em tinta azul brilhante (Foto: ekasa / Reprodução).

 

Sugestão de leitura: Você pode, inclusive, pintar os azulejos do banheiro e dar uma cara totalmente nova a ele! Aprenda Como usar tinta para azulejo: 5 passos para a aplicação correta.

 

Cores para a cozinha

Não existem regras definidas de como escolher cor para parede da cozinha. Além das dicas que já apresentamos acima, lembre-se de que o ambiente acolhe bem as cores vibrantes e cheias de energia, bem como cores mais sóbrias como preto e branco.

Para harmonizar lembre-se de alinhar às cores os pisos e acessórios como os tipos de pia para cozinha.

 

Sugestão de leitura: Fuja das tintas tradicionais e saiba como trazer cores para a parede da cozinha com pastilhas. Não sabe como? Então acessa Como usar pastilhas de vidro? Aprenda e decore a casa.

 

bancada-cozinha-com-pastilha-de-vidro

Pastilhas de vidro aplicadas sobre bancada de cozinha (Foto: Pinterest).

 

Depois de ter aprendido como escolher cor para parede e seguido o passo a passo para defini-la, acesse o nosso departamento de tintas e conheça as dezenas de opções. Além disso, você também encontra tudo para preparação e tratamentosolventes e removedorestintas para madeira e metal e tudo mais para sua obra!

Acesse a loja virtual da Telhanorte e faça seu pedido sem precisar sair de casa. Entregamos para todo Brasil.

Você também pode contar com o cartão de crédito da Telhanorte para parcelar suas compras em até 10 vezes sem juros ou 24 vezes fixas.