sala de estar | Blog Telhanorte

Casa de campo: 5 dicas para uma boa decoração

casa-de-campo-minexco-1024x639

| Decoração

 

Confira dicas e fotos para decorar uma casa no campo com estilo

 

Quem não gostaria de relaxar em um lugar cercado por montanhas, árvores e ar puro, não é mesmo? Em uma casa de campo, a decoração tem um poder fundamental na criação de uma atmosfera relaxante. Ao lado de uma boa infraestrutura, organização, limpeza e recursos, o estilo decorativo da casa é o que traz aos moradores conforto e aconchego.

Por isso, saber como decorar uma casa de campo é essencial, para valorizar a tranquilidade que a natureza ao redor proporciona. Está reformando e precisa de ideias? Confira as dicas de decoração para casa de campo que separamos neste post e algumas fotos para te inspirar.

 

Dicas de decoração para casa de campo

1. Defina o estilo geral da decoração

O primeiro passo para decorar o ambiente é definir o tipo de decoração que vai predominar na casa. Vamos destacar duas tendências utilizadas no campo. São elas:

– decoração rústica;

– decoração industrial.

 

Decoração rústica para a casa de campo

A decoração rústica tem a madeira como elemento predominante em sua composição. O material pode estar em móveis, nos itens de decoração e até na estrutura da casa (paredes, teto e varandas). Além de combinar perfeitamente com uma casa em meio à natureza, a madeira trabalhada também acrescenta sofisticação e charme para a decoração. Em conjunto com outros elementos, cada detalhe ganha destaque e presença no ambiente. 

conheca-a-casa-nas-montanhas-do-ator-ricardo-tozzi08

Interior rústico com vista ampla para montanha (Foto: Fran Parente / Casa Vogue / Reprodução)

 

Decoração industrial para casa de campo

A decoração industrial é mais utilizada em apartamentos e casas urbanas do que no campo, mas com as combinações certas, (detalhes metálicos, vigas e estruturas expostas, cimento queimado e o couro), o estilo consegue ornar com algo mais rústico, tornando-se perfeito para a casa rural.

Esse estilo, inclusive, combina muito com a madeira, trazendo mais modernidade para o visual da casa. Sofás de couro vintage, luminárias pendentes e de chão, escadas metálicas, vigas de ferro são algumas características da decoração industrial que podem ser harmonizadas com o campo.

sala-estar-industrial-revestimento-forro-rustico-madeira-moderno-casa-campo-decoracao

Sala de estar com revestimento de madeira natural e vigas aparentes (Foto: Evelyn Muller / Constance Zahn / Reprodução)

 

2. Combine tons terrosos com detalhes coloridos

Outra dica importante é prestar atenção às cores que predominam no ambiente. Tons terrosos como o marrom, bege, caramelo, terracota, areia e verde musgo harmonizam muito bem com o ambiente do campo. Essas cores podem estar no estofado dos sofás e poltronas, no tampo das mesas, nos vasos e nas mesinhas de centro.

Já para trazer um pouco de cor para o ambiente, escolha tons alegres e espalhe essas cores em almofadas, flores, quadros, vasos de plantas e demais elementos decorativos. Nas cortinas, os tons pastéis claro ficam excelentes, sendo os tecidos mais comuns na decoração o sisal, a palha e a fibra.

 

3. Planeje uma boa iluminação natural

A decoração da casa de campo deve valorizar o que o ambiente em volta tem de melhor e a luz natural é um desses elementos. Para isso, a casa pode ser adaptada de maneira a permitir a entrada de luz. A principal solução é aproveitar ao máximo o pé direito para instalar janelas grandes de vidro.

Assim, durante o dia, todos os cômodos ficam iluminados naturalmente, sem a necessidade de luz artificial. Já à noite, use luminárias de luz amarela para criar um clima mais aconchegante. Existem opções em LED de luz amarela que não esquentam, duram mais e ainda economizam energia.

09-madeira-no-piso-e-no-teto-traz-acolhimento-a-vivendo-de-campo

Excelente aproveitamento da luz natural em cômodo rústico (Foto: Eduardo Pozella / Casa Abril / Reprodução)

 

Sugestão de matéria: Confira em nosso blog como escolher entre Iluminação Direta, Indireta ou Difusa, quais os Tipos de Pisos para a Área Externa, 5 Espécies de Árvores Frutíferas para ter em casa, e conheça mais sobre o Estilo Industrial

 

4. Capriche no revestimento e acabamento das paredes

Destacamos o revestimento e acabamento das paredes, pois eles têm grande destaque no ambiente, especialmente nos cômodos principais da casa. Entre as opções mais utilizadas estão a parede de tijolinho rústico aparente, os painéis de madeira e as paredes de pedras naturais.

Essas opções combinam tanto com a decoração rústica quanto com a industrial e preservam a beleza e naturalidade do acabamento por anos. 

 

5. Invista em uma aconchegante área externa

Se o interior da casa de campo é boa para o descanso, a área externa deve seguir o mesmo padrão de conforto. Se tiver uma piscina, crie um espaço com espreguiçadeiras, para que as pessoas possam conversar e relaxar perto da água.

Em espaços cobertos como varandas, inclua redes e poltronas voltadas para a direção do pôr do sol.  São os detalhes que vão tornar sua casa de campo mais acolhedora e perfeita para receber a família e amigos.

 

Gostou das dicas?

Com essas ideias de decoração para a casa de campo, você pode criar um projeto personalizado e com as melhores soluções para o que você precisa. Aproveite e confira também a categoria completa de Decoração que a Telhanorte tem para você! São inúmeros itens para deixar cada cantinho com a sua cara.

Veja as condições de entrega para sua região e faça seu pedido online!

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante

Rodapé: confira os modelos e aprenda como embutir

rodape-estrutura-piso-parede-embutido

| Ambientes Internos

 

Conheça os principais tipos de rodapé e para que servem. Confira como instalar o rodapé embutido e quais as vantagens e desvantagens

 

Há quem opte por não usar o rodapé na construção ou reforma da casa. A escolha é realmente sua, mas para quem gosta, o rodapé oferece suavidade no arremate do piso com a parede. Além de proporcionar um acabamento de qualidade e ser esteticamente bonito, sua principal função é a de proteção da base da parede contra impactos e produtos que possam danificá-la, como vassouras, rodos, aspirador de pó, cadeiras, móveis, água e produtos de limpeza.

Hoje em dia, há uma enorme variedade de modelos de rodapé no mercado, dos mais discretos aos mais sofisticados, com diferentes tipos de materiais, formatos, tamanhos, texturas, cores. 

Rodape-10cm-Moderna-24-metros-por-caixa-branco-Santa-Luzia

Rodapé de 10cm Moderna 2,4 metros branco Santa Luzia (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Além disso, dependendo do material que será usado, o rodapé tem outra função importante. Ele é usado para embutir, proteger e esconder fiação e cabos, fazendo com que o ambiente se torne mais clean.

As três principais formas de instalação são:

Rodapé Convencional ou Sobreposto: é o tipo de rodapé mais comum e utilizado, e de menor custo também. É colocado de forma sobreposta à parede, marcando um certo relevo em sua base.

Rodapé Invertido: é conhecido por esse nome justamente pelo fato de sua instalação ser o contrário de um rodapé convencional. Ou seja, ao invés das peças ficarem em relevo para fora da parede, o rodapé é instalado dentro de uma cava feita na base, demarcando um recuo interno da parede. Esta instalação faz com que a parede pareça estar “flutuando”, sem tocar o chão.

Rodapé Embutido: é colocado de forma que o rodapé fique no mesmo nível da parede, sem nenhum relevo ou recuo considerável. Suas peças acompanham o alinhamento da parede. Logo abaixo veremos como é feita a instalação do rodapé embutido.

 

Confira em nossa loja virtual: Rodapés

 

 

Como instalar um rodapé embutido?

Esse tipo de rodapé necessita um pouco mais de cuidado do que o rodapé convencional na hora da instalação. Por ser alinhado à parede, o profissional responsável pela instalação deverá deixar a parte debaixo da parede sem reboco, encaixar o rodapé nesse espaço e só então finalizar o acabamento.  Dessa forma, não ficará visível nenhuma borda do rodapé.

Vale lembrar o quanto é importante escolher materiais de qualidade e profissionais qualificados para desenvolver todo o trabalho de realização da construção ou reforma da casa, escritório ou estabelecimento comercial. 

O processo para colocar o rodapé embutido pode seguir as seguintes etapas: 

1. Defina o piso que será colocado, de acordo com o projeto estabelecido. 

2. Defina qual a altura do rodapé que você deseja colocar.

3. Meça toda a extensão, para verificar a metragem de rodapé que será necessária.

4. Definido esses três passos anteriores, compre o rodapé da sua escolha

5. Caso seja possível, solicite o corte do rodapé em uma marmoraria (no caso de rodapés de mármore, cerâmica ou porcelanato), pois assim o corte ficará mais preciso, evitando o desperdício de peças.

 

Depois de comprar o seu rodapé e definir o que será feito, recomendamos que o profissional escolhido siga os passos abaixo:

1. Prepare a parede normalmente, rebocando-a.

2. Deixe um espaço no final da parede sem reboco, perto do piso, para que você possa encaixar o rodapé, de forma a ficar embutido na parede.

3. Faça uma impermeabilização do alicerce da parede e do lado externo do rodapé.  

4. Utilize uma massa de cimento, ou argamassa, ou até mesmo colas especiais com alto poder de fixação.

5. Preencha toda a estrutura do rodapé, a fim de evitar quebras posteriores. 

6. Use espaçadores como base entre o chão e a parte inferior do rodapé para criar espaços que deverão ser preenchidos com o rejunte.  

7. Termine o reboco da parede, não se esquecendo de proteger o rodapé já colocado. 

8. Aplique então o rejunte, unindo e finalizando todas as peças.

9. Aguarde a completa secagem (cura).

10. Depois do rodapé estar instalado e a parede rebocada e preparada, já pode seguir para a pintura!

 

No caso de uma obra já pronta, o profissional deverá criar um espaço na parede para o rodapéSerá preciso “descascar” a parede, tirando todo o reboco exatamente no local em que será embutido o rodapé. O restante do processo é o mesmo, já descrito acima. 

 

Vantagens no uso do rodapé embutido

Entre as vantagens de usar o rodapé embutido, podemos citar: 

1. Permite uma melhor ocupação dos espaços, uma vez que os móveis podem ser bem encostados na parede.

2. Protege a parede dos impactos na hora da limpeza.

3. Protege contra umidades.

4. A depender do modelo, pode impedir o acúmulo de poeira, uma vez que suas bordas estão embutidas na parede, facilitando assim a limpeza.

5. Disfarça possíveis imperfeições.

6. Proporciona uma sensação de continuidade entre parede e acabamento.

7. Pode ser usado também como elemento decorativo, ajudando a emoldurar o ambiente.

8. Transmite a sensação de modernidade e amplitude do ambiente.

 

Desvantagens no uso do rodapé embutido

1. É preciso bastante cuidado com os móveis rentes à parede, para que a mesma não sofra nenhum desgaste e seja danificada.

2. Por ser um processo mais trabalhoso, a instalação do rodapé embutido acaba por gerar um gasto maior com a mão de obra.

3. Por exigir uma maior preparação na instalação do rodapé embutido, o tempo gasto na instalação também aumenta. 

 

Gostou das dicas?

Esperamos que tenhamos conseguido esclarecer suas dúvidas sobre os diferentes modos de instalação do rodapé e sobre como colocar o rodapé embutido. Na loja virtual da Telhanorte, você encontra um setor de acabamentos para piso com rodapés e soleiras de porta, além dos departamentos de pisos e revestimentos, tintas e muito mais. 

 

Edição por Vinicius Marques e Stéphanie Durante

Qual o melhor tipo de sofá para apartamento?

sofá-canto-azul

| Decoração

Quer dar uma nova cara para sua casa e ao mesmo tempo precisa de um sofá para receber visitas e assistir aquele filminho no final de semana? Então confira as melhores dicas de sofás para apartamentos!

Antes de escolher o melhor tipo de sofá para apartamento, você precisa considerar alguns critérios que te ajudarão na escolha, como:

O sofá é o móvel que mais se destaca no ambiente, por isso, precisa ser bem escolhido para ornar com a decoração do restante do espaço, mas com nossas dicas, você vai acertar na escolha do melhor tipo de sofá para apartamento.

Qual o melhor tipo de sofá para apartamento?

Você já deve ter visto dezenas de sofás antes de chegar aqui. Todos parecem lindos na internet, mas qual funciona melhor para você e para o seu apartamento? 

Você não é o único com essa dúvida. Definir qual o melhor tipo de sofá para apartamento é uma missão complicada e requer atenção para não cometer erros. Então vamos às nossas dicas de como escolher o melhor tipo de sofá para apartamento! Anote-as!

 

1. O tipo de uso do sofá

Em casas muito pequenas, o sofá é usado às vezes como cama para visitantes ou mesmo para um dos moradores, quando são muitas pessoas dividindo o mesmo espaço. Em outras situações, o sofá é usado para receber visitas em casa e conversar, ou para sentar com os amigos e ver um filme no final de semana. Antes de escolher seu modelo, considere esses pontos e defina qual vai ser o uso principal do móvel.

 

sofá-reto-amplo

Sofá amplo em padrão reto (Foto: Plantas de Casas / Reprodução)

2. As medidas da sala

Também é preciso considerar o tamanho do espaço disponível para a colocação do novo item de decoração. Muitos apartamentos possuem salas pequenas, que comportam apenas um sofá de dois ou três lugares, bem como outros possuem espaço mais amplo, permitindo que mais de um seja colocado, tornando o living room mais aconchegante. Tome nota das medidas disponíveis, para isso, você vai precisar de uma trena, papel e caneta. 

Comece medindo todas as paredes da sala de ponta a ponta. Geralmente os sofás se encontram de frente a televisão, considere a distância entre o aparelho e o sofá, para não ficar perto ou longe demais.

Leia mais: considere o tamanho do sofá e da sala lendo esse artigo sobre o sofá ideal para sala pequena.

sala-de-estar-sofá

Sala de estar com espaço amplo para o sofá (Foto: Revista Visual e Design / Reprodução)

3. Tamanho do sofá

Sabendo qual o uso do móvel e o espaço disponível para instala-lo, é hora de analisar os tamanhos de sofás disponíveis no mercado e qual se adequa melhor às suas necessidades. Os tamanhos podem influenciar diretamente no preço final do produto e até na taxa de entrega, então vale a pena ter tudo na ponta do lápis antes de ir a alguma loja ou acessar um site de vendas.

Se a maior parede for menor do que 2,5 m o melhor tipo de sofá para apartamento é o de 2 lugares. Entretanto, se a parede for maior do que 2,6 m você poderá optar por tamanhos de sofá para 3 lugares ou mais.

 

sofá-grande-canto

Sofá de canto grande (Foto: Viva Decora / Reprodução)

4. A posição do sofá

Sim, essa informação também deve ser usada para definir qual o melhor tipo de sofá para apartamento. Por exemplo, se você desejar usar o sofá para dividir ambientes é preciso considerar que ele deve ter pelo menos 70 cm livres em volta dele, para as pessoas circularem tranquilamente. Isso influenciará na medida do sofá escolhido.

Caso o sofá fique encostado na parede você pode seguir as informações do item 3 sobre a relação do número de assentos com a metragem da parede

Uma outra observação sobre esse tópico é que o sofá deve estar a pelo menos 1,1 m de distância da TV. Ou seja, não adianta tentar dar um jeitinho para encaixar um sofá muito grande em um espaço pequeno, não será confortável. 

 

Além de deixar o ambiente esteticamente desequilibrado, um sofá muito próximo a televisão pode prejudicar sua visão e causar dores de cabeça.

 

sala-de-estar-sofá-tv

Sofá com distância correta da tv na sala de estar (Foto: Viva Decora / Reprodução)

5. O formato

Nesse quesito você tem mais liberdade, entretanto, algumas dicas são relevantes, por exemplo, caso seu sofá seja posicionado no canto, encostado em uma “esquina” de parede, o ideal é que ele seja um modelo com ângulos mais retos e tenha espumas mais “durinhas”, mas isso não quer dizer que ele seja desconfortável! 

 

Um sofá mais arredondado ocupa mais espaço e pode ser ideal para sala de estar maiores. Os sofás mais retos são clássicos e atemporais. Já os sofás mais arredondados são mais despojados e deixam o ambiente mais informal. 

 

Sofás com chaise retrátil são opções que oferecem flexibilidade para o ambiente, também permitindo um uso melhor do ambiente. Por ter uma facilidade em estender seu tamanho, são ideais para quem gosta de se esticar todo no móvel! Mas antes de escolhê-lo, confira se o tamanho do seu ambiente comporta a abertura do chaise.

sofá-chaise

Sofá chaise na sala de estar: espaçoso e moderno (Foto: Dicas Decor / Reprodução)

6. Material

O tipo de tecido também vai influenciar no tipo de sofá que você vai escolher. Nesse aspecto você deve considerar o tipo de uso do sofá e seu próprio gosto pessoal

Se sua casa tem crianças ou animais de estimação, certamente a melhor escolha é de um tecido resistente e que possa ser lavado, sem prejudicar sua estrutura ou cor. Pensando nisso, os sofás em sarja são mais baratos e altamente resistentes.

Outra opção comum são os sofás de pele ou pele sintética, geralmente imitando couro. Muito resistentes e com boa durabilidade, são uma boa escolha. Também existem sofás com tratamento aquaclean que permite a remoção fácil de sujidades. E os sofás de veludo são clássicos e ideais para casas e apartamentos com temperaturas mais frias.

Leia mais: Se o sofá sujar, não tenha dor de cabeça! Confira nessa matéria como fazer limpeza de sofá em casa.

7. As cores

É claro que você também deve considerar as cores do sofá para escolher qual o melhor tipo de sofá para apartamento. Bege e cinza são opções clássicas para quem deseja combinar a decoração com objetos estampados, almofadas e até mesmo o tapete.

Cores escuras causam a impressão de que o ambiente é menor, já cores mais claras dão amplitude para o ambiente. Por isso, um sofá ideal para sala pequena é o com cores mais claras.

 

sofá-claro

Sofá em cor clara aumentando amplitude do ambiente (Foto: Plano&Plano / Reprodução)

8. Defina seu estilo

Por último: defina seu estilo. A parte mais importante de todas as dicas que demos até agora é essa. Saber qual formato, cor, tamanho e modelo são mais a sua cara é extremamente importante, afinal, sofás ficam por muito tempo conosco e nada pior que escolher um móvel e depois de um tempo passar a detestá-lo.

Se você tem um estilo mais moderno, optar por sofás coloridos pode ser uma opção interessante. Só tenha cuidado ao escolher os demais itens da decoração para que eles não “briguem” entre si.

Pessoas mais clássicas se identificam com sofás mais retos e com cores mais sóbrias. O preto pode adicionar uma modernidade ao ambiente, entretanto, evite-o se o apartamento for pequeno. 

 

Escolha sem medo e deixe a casa com a sua cara!

Depois de ter escolhido o sofá ideal para sua sala, você pode visitar uma de nossas lojas físicas ou nosso site e conferir tudo sobre decoração e organização da casa que estão com frete grátis para todo Brasil, para montar o ambiente dos seus sonhos! Lembrando que se precisar da ajuda de um dos nossos colaboradores, nós te atendemos também pelo WhatsApp! É rápido, prático e não precisa sair de casa! 

 

Edição por Camila Alexandrino e Stéphanie Durante

Espelho de parede inteira e os seus segredos

espelho parede inteira capa

| Ambientes Internos

 

Quer conhecer algumas dicas e truques para aproveitar ao máximo as características do espelho de parede inteira? Continue a leitura e descubra tudo!

 

Se você é fã de decoração e adora procurar truques para transformar ambientes, trazendo características inimagináveis aos espaços, certamente já conhece a estratégia do espelho de parede inteira.

Versáteis, os espelhos colecionam diversas qualidades, que ajudam a transmitir sensações de amplitude, iluminação e até equilíbrio.

Saiba mais!

 

Motivos para usar espelho de parede inteira

Queridinhos dos arquitetos e projetistas, os espelhos são presença garantida em desenhos de decoração e ornamentação de espaços, especialmente pelas sensações que agregam aos ambientes nos quais são dispostos.

A seguir, você confere 4 motivos para usar espelho na parede inteira e desfrutar de todas as potencialidades desse objeto multifuncional.

 

Aumenta o ambiente

A principal e mais conhecida característica do espelho é seu potencial de aumentar ambientes. Isso acontece especialmente quando o objeto é instalado a exatos 90 graus do chão.

Outro fator que auxilia na sensação de amplitude é o tamanho da peça: portanto, se sua ideia é utilizar um espelho de parede inteira, saiba que, sem sombra de dúvidas, seu ambiente ganhará um espaço extra — ainda que seja apenas uma ilusão de ótica!

 

Reflete luz, tornando o local mais iluminado

Aliado a paredes claras e janelas grandes, os espelhos são ótimas ferramentas para deixar ambientes mais iluminados. Nesse caso, basta posicionar o espelho de forma estratégica, para que ele receba luz natural ou artificial com maior frequência. Como resultado, você terá um espaço mais leve e luminoso.

 

Traz sofisticação

Desde os primórdios, os espelhos são tidos como itens relacionados à sofisticação e à beleza. Hoje em dia, após releituras e adaptações aos mais variados estilos, as peças permanecem como alternativas-chave para deixar ambientes charmosos e personalizados.

Uma excelente ideia para quem procura formas de reformar casa/apartamento alugado, o espelho de parede inteira ajuda a diferenciar ambientes e trazer novos ares a espaços que não permitem grandes reformas.

 

 

Equilibra o ambiente

O Feng Shui é uma técnica milenar de harmonização. Os princípios da arte chinesa defendem que há formas de reorganizar elementos da casa para proporcionar uma melhor fluidez das energias, gerando equilíbrio no ambiente.

Agora, adivinhe só qual elemento é um forte aliado do feng shui? Ele mesmo, o espelho!

De acordo com os estudos, o item repele energias negativas da casa. Por isso, sempre que possível, é interessante utilizar um espelho próximo a janelas ou portas, ou de frente para ambientes com vistas agradáveis e em contato com a natureza, como jardins com árvores frutíferas ou espaços com decoração sustentável.

 

Dicas para usar espelho de parede inteira na sala

A sala de estar ou a sala de jantar são excelentes escolhas de locais para abrigar o espelho de parede. Isso porque, de uma forma geral, costumam ser os ambientes mais amplos da casa.

Se essa é sua ideia, acompanhe nossas dicas a seguir!

 

1. Alie o estilo do espelho ao estilo do cômodo

Antes de escolher o espelho para a sua sala, é importante fazer uma avaliação do espaço: leve em consideração o estilo de decoração usado. Isso porque, em cômodos decorados com móveis escuros, seria interessante que o espelho ganhasse, sobretudo, a função de refletir luz. Sendo assim, é necessário posicioná-lo em um local de alta incidência de claridade, seja essa vinda da janela ou de lâmpadas de luminárias, arandelas ou spots.

 

sala-jantar-móvel-escuro-espelho-de-parede-inteira

Sala de jantar com móveis marrom-escuro e espelho de parede inteira próximo à janela (Foto: Futilish / Reprodução).

 

espelho parede inteira capa

Em uma sala de estar com móveis escuros, o espelho traz maior índice de luminosidade (Foto: Window Film and More / Reprodução).

 

2. Pense no tamanho do cômodo

Se sua sala de jantar é espaçosa, o espelho na parede inteira é uma ótima aposta. Porém, se sua sala for muito pequena, o espelho na parede inteira pode gerar um efeito indesejad0, pois concentrará um excesso estressante de reflexos e luminosidade, causando desconforto visual.

Em casos assim, um dos melhores truques para maior amplitude é fazer uso de espelhos menores – como objetos de decoração –  que não poluem o ambiente, mas ainda carregam consigo suas propriedades de iluminação e personalização do espaço.

 

espelho-como-acessório-de-decoração

Use espelhos como acessórios de decoração em ambientes pequenos (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

Sugestão de leitura: Quer saber mais sobre o tema? Descubra como ampliar um ambiente usando truques simples e efetivos mesmo nos menores dos ambientes!

 

Truques para fazer decoração com espelhos na parede da sala

Quer ver alguns truques para fazer decoração com espelhos na parede da sala sem cair na mesmice? Então confira nossa seleção de ideias abaixo!

 

Mosaico

Uma das formas de fazer decoração com espelhos na parede da sala é criando mosaicos com as peças. Para isso, uma opção é usar espelhos com recortes em tamanhos, formas e profundidades diversas para compor um painel artístico e contemporâneo.

 

mosaico-espelhos-de-diferentes-profundidades

Parede com aparador espelhado e mosaico de espelhos de profundidade diferentes (Foto: Madeira Madeira / Reprodução).

 

parede-de-espelho-em-mosaico

Mosaico de espelhos moderno em parede completa (Foto: Vidraçaria Showglass / Reprodução).

 

mosaico-de-espelhos-com-bordas-laranjas

Que tal preencher a parede do banheiro com um mosaico de espelhos de bordas laranjas? (Foto: Revista Casa e Jardim / Reprodução).

 

parede-de-espelho-mosaico-led-showglass

Combinar mosaico de espelhos com fitas LED pode criar um resultado incrível e diferenciado (Foto: Vidraçaria Showglass / Reprodução).

 

Moldura diferenciada

Outra ideia para tornar espelhos objetos decorativos é usando uma moldura diferenciada. Quando harmonizada com os tons da decoração e das paredes, a moldura cria um ar de complementaridade ao espaço, integrando-se perfeitamente com os demais itens usados ali.

 

espelho-moldura-de-mosaico

Espelho decorativo com de pedaços de espelho em mosaico na moldura (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

moldura-de-espelho-brilhante

Moldura brilhante em espelho de lavabo (Foto: Dicas de Mulher / Eve Dair Hersey / Reprodução).

 

moldura-espelho-com-conchas

Para os amantes do mar, por que não investir em um espelho emoldurado por conchas e estrelas do mar? (Foto: Angelinne / Reprodução).

 

moldura-espelho-natural

Use fibras e materiais naturais para trazer o clima de aconchego para a casa (Foto: Thaise & Jakeline Arquitetura / Reprodução).

 

Halls e corredores

Este truque é um verdadeiro pulo do gato. Se sua sala tem um hall ou corredor escuro, comprido e difícil de ser integrado à sala, pense no espelho como uma possibilidade de transformá-lo!

Além de dar vida ao local, o espelho pode ajudar a refletir luz e a dar a sensação de amplitude ao corredor.

 

decoração-de-hall-de-entrada-residencial-com-espelho-e-banqueta-de-veludo

Hall de entrada com banqueta de veludo e espelho de parede decorado (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

decoração-hall-de-entrada-com-aparador-moderno-e-parede-espelhada-com-espelho-parede-inteira

Corredor de entrada com aparador e mosaico de espelhos de parede inteira (Foto: Viva Decora / Reprodução).

 

hall-de-entrada-escuro-com-espelho

Corredor escuro com espelho de parede com ditas de LED para aumentar a iluminação (Foto: Ideias Decor / Reprodução).

 

espelho-de-corredor-com-porta-chaves

Espelho de parede com porta-chaves para corredor (Foto: ArchiExpo / Reprodução).

 

Como colocar espelho na parede da sala

Para entender como colar espelho na parede da sala, é preciso, antes de qualquer coisa, compreender que não se trata, apenas, de fixar o item no local desejado.

É preciso entender as características da parede, uma vez que ambientes úmidos, por exemplo, podem dificultar a fixação do adesivo do espelho ou soltá-lo a médio prazo. É importante sempre tomar cuidado com as tubulações que podem estar passando por dentro das paredes e que não devem ser furadas.

 

Sugestão de leitura: Quer saber Como detectar canos na parede antes de furar? Acesse essa outra matéria imperdível do nosso Blog e aprenda para não errar mais!

 

O ideal, em ambientes com tal característica, é apostar em silicones próprios para espelho, e aplicá-lo de forma estratégica em alguns pontos da placa de vidro. É muito importante deixar alguns pontos sem a cola, pois eles serão os responsáveis pela circulação do ar entre a parede ou móvel e o espelho.

 

Quanto custa para ter um espelho de parede inteira?

Agora que você já conhece as vantagens de ter um espelho de parede inteira e como colocá-lo na parede da sala, chegou a hora de falarmos sobre um importante ponto: o orçamento!

Podemos dizer que o custo de uma parede de espelho flutua entre R$1.400 e R$1.800, mas tudo depende de alguns fatores.

O primeiro deles é o tamanho do espaço disponível. O segundo é o tipo de acabamento. Existem diversas opções de acabamentos disponíveis no mercado, e cada uma delas tem um custo específico. Algumas das possibilidades são:

– Bisotê (que cria uma espécie de chanfrado nas bordas);

– Facetado (que dá uma sensação de emolduramento ao espelho);

– Em mosaico (junta diversos espelhos menores para compor a parede toda).

Outro fator que influencia no custo de uma parede de espelho é a tonalidade escolhida. A opção mais comum é a tradicional, que se assemelha ao tom prateado. Entretanto, há também espelhos de tom bronze ou fumê, que trazem ainda mais estilo e diferenciação ao ambiente.

 

espelho-fumê

A cor fumê se refere basicamente a um tom escuro, entre cinza e marrom, meio esfumaçado (Foto: Casa Criativa / Reprodução).

 

Conhecer truques de utilização do espelho de parede inteira ou mesmo os menores, como parte da decoração, pode transformar sua forma de compor ambientes. Lembre-se de que, em composição de espaços, é importante prezar pela harmonia e pelo equilíbrio do ambiente!

A Telhanorte conta com um variado leque de opções de espelhos decorativos com os mais diversos tipos de acabamento.

Que tal visitar nossa seção de decoração e conhecer cada um deles?

 

Edição por: Murilo Bonício

Geladeira na sala: como usar na decoração?

geladeira-azul-sala-de-estar

| Decoração

Você já pensou em ter uma geladeira na sala? Não? Então continue lendo e saiba mais como usar esse eletrodoméstico de forma funcional e decorativa fora da cozinha!

Talvez você esteja se perguntando: “Por que eu colocaria uma geladeira na sala?”. Sabemos que não é muito comum nos depararmos com isso nas casas, mas podemos citar dois principais motivos para tomar essa decisão: em ambientes pequenos como kitnets não há uma divisão muito exata de cada cômodo e também pode ser uma decoração ‘diferentona’ e charmosa em casa.

Seja qual for a sua razão, sabia que é possível fazer com que a geladeira se torne parte do ambiente de maneira harmoniosa e sem parecer que está apenas ocupando o espaço errado?

Para saber como conseguir esse efeito, se atente a essas dicas.

Como (e por que) ter uma geladeira na sala?

Nem sempre se coloca uma geladeira nesse cômodo por opção. Quem mora em imóveis pequenos precisa dispor eletrodomésticos e móveis da melhor maneira possível e sabe bem como essa pode ser uma tarefa difícil.

Assim, a geladeira para apartamento pequeno, por exemplo, precisa cumprir um papel duplo: ser funcional e complementar a decoração.

Quando optamos por colocar a geladeira na sala para trazer um toque decorativo ao ambiente, as possibilidades são ainda maiores, já que pode-se brincar com cores, tamanhos e adereços sobre ela.

Seguindo a onda retrô, esse eletrodoméstico ganhou uma nova funcionalidade: deixa o ambiente ainda mais bonito e traz a comodidade de ter bebidas geladinhas sempre à mão!

Geladeira para apartamento pequeno

A geladeira em apartamentos pequenos deve ser proporcional ao espaço disponível no ambiente. Dessa forma, evita que ocupe ainda mais o cômodo e se transforme em um verdadeiro transtorno. Uma geladeira duplex, nesse caso, talvez não seja a melhor opção para colocar numa sala com pouco espaço.

Assim, a primeira dica é medir o local onde o eletrodoméstico vai ficar e comprar uma que melhor se encaixe.

Apesar de existirem diversos modelos no mercado que facilitariam e muito a sua vida, é preciso pensar bastante sobre suas reais necessidades quando for adaptar o ambiente para receber esse eletrodoméstico e ainda mantê-lo agradável aos olhos.

Feito isso, possivelmente você vai querer integrar um pouco mais a geladeira na sala. É possível torná-la parte da decoração com alguns truques.

Leia mais: Saiba como ampliar ambientes pequenos nessa matéria.

 

geladeira-sala-de-estar

Geladeira e adega combinados com móvel (Foto: Viva Decora / Reprodução)

Personalize a pintura

Quando se tem uma sala decorada, a geladeira deve se tornar parte do ambiente, como um adorno mesmo. Uma ótima solução é pintar a geladeira com tinta spray ou envelopá-la com adesivos próprios para esse fim.

Esses dois recursos permitem que você coloque a paleta de cores do ambiente também no eletrodoméstico, integrando-o totalmente ao espaço e reduzindo seu ponto de atenção.

Leia mais: Saiba mais sobre como usar tinta spray em metal e aproveitar ao máximo o produto aqui.

 

Dê outras funções à peça

Vale (e muito) usar a imaginação e criatividade para montar uma decoração com geladeira na sala. No caso de imóveis pequenos, a dica é usar a peça também para outras finalidades.

Que tal colocar uma planta pendente sobre ela? A samambaia, por exemplo, deixa o espaço mais bonito e vai “camuflar” um pouco o eletrodoméstico ‘intruso’. Além disso, é perfeito para quem deseja investir no estilo Urban Jungle.

Leia mais: Quer conhecer mais sobre esse estilo? Então leia a matéria Urban Jungle: traga a natureza para dentro de casa.

 

geladeira-adesivada-e-com-plantas

Geladeira adesivada e com plantas na sala de estar (Foto: Revista Artesanato / Reprodução)

Também é possível transformar sua geladeira em um porta-recados, seja colocando adesivos que permitem a escrita com giz ou anexando quadros interativos em sua superfície. Assim você pode anotar lista de compras, datas e eventos importantes, frases de estímulo e até mesmo deixar o espaço livre para que as visitas deixem recados para você.

 

mural-de-recados-na-geladeira

Mural de recados na geladeira (Foto: Eucriando.com / Reprodução)

Usando a geladeira como elemento decorativo, há a opção de torná-la um mural de fotos, que vai trazer mais personalidade e beleza ao ambiente.

geladeira-vermelha-sala-de-estar

Geladeira vermelha na sala de estar com objetos decorativos (Foto: Mudo uma planta de lugar / Instagram / Reprodução)

Componha com um móvel

Se você achar que a geladeira sozinha na sala não é o seu estilo, combine-a com outro móvel que a torne mais funcional, como uma estante vazada, que permite a divisão de ambientes ou uma mesa onde você pode deixar garrafa térmica e xícaras de café para servir as visitas. Colocando esses móveis ao lado da geladeira, fica a impressão de que cada lado do cômodo possui uma função.

Prateleiras também são uma ótima solução, pois assim você pode incrementar outros objetos decorativos, como livros, revistas e abajures.

 

geladeira-vermelha-sala-de-estar

Mini geladeira vermelha em estilo retrô como peça decorativa na sala de estar (Foto: Viva Decora / Reprodução)

Sala decorada com geladeira

Agora, se a geladeira na sala for uma opção de decoração, você até pode usar algumas das sugestões acima, como a personalização das cores.

Para isso, o ideal é que o eletrodoméstico se destaque no ambiente. A seguir, trouxemos algumas dicas para que a sua geladeira seja a peça central na sua sala de estar.

Aposte no estilo retrô

O estilo retrô é o mais utilizado por quem quer uma geladeira na sala. Isso porque suas formas e cores combinam com diferentes decorações e trazem um visual moderno e cheio de estilo.

Ainda que a geladeira retrô remeta aos modelos dos anos 1950, 1960 ou 1970, elas possuem tecnologias atuais e todas as funcionalidades dos eletrodomésticos novos. Por isso, é importante não confundir retrô com vintage.

O primeiro, como mencionado, mantém a aparência antiga, mas conta com recursos atuais. Já as vintages são geladeiras que realmente foram utilizadas no passado e sobreviveram até hoje. A depender de qual funcionalidade você optará para a geladeira ao colocar em sua sala de estar, a escolha entre retrô e vintage será mais fácil.

E para deixar o visual da sala sofisticado, atual e menos pesado, o ideal é utilizar as mini geladeiras, que fazem perfeitamente a função de frigobar também em cômodos como quartos e escritórios.

 

geladeira-amarela-sala-de-estar

Mini geladeira em estilo frigobar como destaque na sala de estar (Foto: Viva Decora)

Dê destaque à peça

Como falamos acima, para ter uma geladeira na sala como objeto de decoração, o ideal é que ela se destaque no ambiente, uma vez que por ser um objeto incomum já chama atenção por si mesmo. Mas saiba que é possível deixá-lo ainda mais destacado, sem comprometer a elegância e charme do espaço.

Para conseguir isso, é importante selecionar uma cor que você goste e que seja diferente dos demais elementos na sua sala de estar. Para tanto, as mini geladeiras retrô trazem essa solução, apresentando cores diversas, como vermelho, verde, amarelo, azul, rosa, entre outros.

Uma boa dica para começar a escolha é pensar na paleta de cores da sua sala. Se ela possuir tons mais neutros, como branco, preto, cinza e bege, geladeiras coloridas vão se tornar um ponto de cor fantástico no ambiente.

Sendo assim, a ideia é escolher uma tonalidade para o eletrodoméstico que sobressaia aos demais presentes no cômodo. Esse detalhe com certeza vai atribuir modernidade e muita personalidade ao espaço.

Caso esse não seja o seu estilo, nada impede que você a mantenha discreta, escolhendo tons mais neutros. Colocar uma mini geladeira preta ao lado de um móvel com madeira escura irá camuflá-la, por exemplo. O mais importante é que a peça seja funcional, complementando a decoração e acima de tudo, respeitando seu estilo.

geladeira-vermelha-sala-de-estar

Geladeira vermelha grande dando destaque de cor à sala de estar (Foto: 3goodones / Reprodução)

Que outros elementos usar na decoração da sala?

Só a geladeira não irá compor a decoração da sua sala. Outros objetos podem ajudar a trazer um estilo bem a sua cara e a Telhanorte conta com vários elementos decorativos que irão te ajudar a ter um espaço lindo e agradável, a começar pelas paredes. Que tal dar uma nova cara para ao local com novas cores ou papéis de parede?

Combine tapetes, cortinas, almofadas e quadros para trazer outros elementos de decoração para o espaço com muito charme e sofisticação.

Confira esses e muitos outros itens no departamento de decoração que você pode usar para transformar não somente a sala de estar como outros cômodos da sua casa.

Você pode fazer suas compras diretamente pelo site da Telhanorte e utilizar a opção Clique&Retire, assim você se mantem em segurança e agiliza sua entrega. Se preferir, vá a uma de nossas lojas físicas ou compre pelo WhatsApp! É fácil, rápido e prático!

 

Edição por Camila Alexandrino e Stéphanie Durante

O sofá ideal para sala pequena | Guia de decoração

qual-sofa-ideal-sala-pequena-2

| Ambientes Internos

 

Comprou seu primeiro apartamento ou está reformando sua casa e precisa de dicas para escolher o sofá ideal para sala pequena? Leia mais e saiba como acertar!

 

A sala é um dos espaços mais sociais da casa. É nela que você fica com a família assistindo TV e recebe os amigos nos dias de festa. Se sua casa não é muito grande, você deve estar se perguntando: qual o sofá ideal para sala pequena?

Atualmente, muitas obras vêm sendo construídas baseadas em uma planta menor, principalmente, os apartamentos. Por isso, é fundamental pensar em cada item do mobiliário para otimizar o espaço, além de dinamizar a decoração.

Porém, a limitação de área não barra a criatividade dos designers e fornecedores de móveis, que também fabricam opções de sofás perfeitas para ambientes menores.

 

Qual o sofá ideal para sala pequena?

A seguir, reunimos os principais tópicos para saber como escolher seu sofá.

Vamos falar de medida, modelos, cores e complementos que vão ajudá-lo a ganhar espaço e ter uma sala 100% confortável. Confira!

 

Dica 1: Tire a medida do ambiente

Antes de se apaixonar por qualquer modelo que você possa ver no Pinterest, é preciso de uma informação técnica simples, porém crucial fazer a sua escolha final.

Pegue uma trena e meça as paredes da sala. Esse dado é importante, pois é conhecendo o ambiente é mais fácil mobiliá-lo. 

Assim, você consegue selecionar opções realmente viáveis para sua casa e até personalizar o sofá sob medida, se o fornecedor oferecer essa opção. 

 

Dica 2: Conheça as opções de modelo

Escolher o sofá ideal para sala pequena não passa apenas por considerações técnicas. Com a medida em mãos, você deve conhecer e testar na prática os vários modelos disponíveis nas lojas para ver qual se adequa mais a você.

Entre os que podem se encaixar como boas opções estão:

 

Sofá de canto

O sofá de canto pode ser a peça ideal para sua sala, pois ele pode ser encostado em duas paredes quaisquer – que tenham o tamanho necessário – ou, ainda, se posicionado no meio do ambiente, pode servir como divisão entre a sala de estar e outro cômodo, como a cozinha ou a sala de jantar, por exemplo.

Esse modelo também permite acomodar mais pessoas sentadas e têm a possibilidade de acoplar puffs para que os usuários possam deitar ao assistir TV ou simplesmente relaxarem. Algumas versões, inclusive, tem assentos retráteis ou reclináveis e dispensam o uso de um acessório extra para prover tal função, o que também favorece ambientes com pouco espaço e torna o móvel multifuncional.

Para otimizar a área entorno do sofá e fazer uma decoração fora do óbvio, as partes traseiras do sofá, quando expostas para om ambiente, podem ser aproximadas de armários baixos ou nichos com vasos, livros e porta-retratos. Outra opção é posicionar vasos e plantas nessa mesma área, criando uma espécie de minijardim interno. 

 

sofa-canto-sala-pequena

Sofá de canto ou em L com nichos criando a divisória com outro ambiente (Foto: Bjørn Studio / Reprodução).

 

Sofá retrátil

Outra opção para considerar quando em dúvida de qual o sofá ideal para sala pequena é o modelo retrátil.

Esse modelo pode ser considerado, principalmente, se a sala for um área para assistir televisão ou como substituto ao tradicional sofá-cama. Afinal, nesse momento, o que mais valorizamos é o conforto, certo

Um cuidado que deve ser tomado na hora da compra é se atentar para as medida do sofá fechado e aberto, pois quando aberto ele pode comprometer o espaço de circulação!

Outro detalhe importante é manter a TV e o sofá a, no mínimo, 1,10m de distância para evitar problemas de visão.

 

sofa-retratil-sala-pequena

Sofá retrátil em suede marrom (Foto: FirePont / Reprodução).

 

Sofá convencional

Os sofás no modelo convencional de dois ou três lugares têm igualmente seu charme e compõe decorações de diversões estilos. 

Para ter um diferencial com uma peça tão comum, vale a pena investir no design do sofá, no uso de mantas e almofadas e na composição de quadros na sala para trazer personalidade.

Aposte nas cores e transforme a mobília em um ponto-focal no ambiente (peça com maior destaque em termos de cor e tamanho) para impressionar as pessoas! Além disso, mesas de centro ou de canto vão ajudar a aumentar a funcionalidade do espaço.

 

Cyan-room-A-05-550x550

Sofá de três lugares com estilo retrô em veludo azul-marinho (Foto: Photograohee.eu / Reprodução).

 

produktowe12_366-550x550

Sofá estilo namoradeira para duas pessoas em tecido verde-jade (Foto: Photographee.eu /Reprodução).

 

produktowe2_besolux-1-550x550

Sofá contemporâneo rosa-magenta como ponto-focal em sala minimalista branca (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

Sofá com baú

Outra opção de qual sofá ideal para sala pequena é o modelo com baú em L. Esse modelo ajuda a ganhar espaço, pois pode armazenar no interior mantas, tipos de almofadas e outros acessórios para tê-los sempre à mão.

O corte em linha reta do sofá também favorece o melhor aproveitamento da área da sala.

 

sofa-para-sala-pequena-com-bau

O sofá-baú é símbolo de versatilidade e economia de espaço para ambientes pequenos (Foto: Casa e Festa / Reprodução).

 

Sofá sem braço

Optar por um modelo de sofá sem braço também é um grande acerto ao escolher qual o sofá ideal para sala pequena.

A vantagem é bastante óbvia: sem o braço, o sofá deixa mais espaço livre no entorno, favorecendo a circulação das pessoas no ambiente. Além de trazer maior conforto quando várias pessoas sentarem ao mesmo tempo.

O design das peças também fica mais interessante e encaixa muito bem no estilo moderno sem essa parte!

 

sofá-sem-braço-1

Sofá sem braço no estilo futon. Uma ótima aposta para os amantes do modernismo e minimalismo (Foto: Tua Casa / Reprodução).

 

Dica 3: Tenha atenção com a cor

Você pode escolher o modelo de sofá ideal para sala pequena, mas se errar na cor pode não ter o benefício completo de ampliar seu espaço. 

Se esse é seu objetivo principal, – proporcionar sensação de uma maior área livre –  opte por sofás com cores mais claras. As cores claras aliadas ao design de linhas retas fazem a dupla perfeita para trazer esse efeito de aumento do ambiente em uma sala menor.

Cores claras não contemplam somente branco, cinza e off-whites. Aposte nos tons pastéis e conquiste o mesmo efeito!

 

produktowe7_kolorowe-550x550

Um sofá em módulos na cor cinza-claro pode ser a solução para trazer maior conforto e sensação de espaço (Foto: Photographee. eu / Reprodução).

 

produktowe18_besolux-550x550

Esse sofá minimalista branco traz modernidade e amplitude com suas linhas retas e cor clara (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

produktowe26_besolux-1-550x550

Sofá azul-esverdeado pastel (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

Equilibre as cores mais claras da mobília com peças vibrantes de decoração. Pense numa paleta de cores harmônica para ter um ambiente perfeito e, se em dúvida, consulte o círculo cromático

 

Dica 4: As famosas poltronas

Para ambientes menores, nem sempre o sofá será a melhor opção. Você pode acabar encontrando um cujo estilo seja o dos seus sonhos, porém o conforto não é ideal. Assim como pode achar um modelo extremamente confortável e de qualidade, mas que não se adeque às suas medidas.

Nesses casos, a melhor solução é apostar nas poltronas! Apesar de serem vistas, muitas vezes, somente como móveis opcionais e acessórios de decoração, um conjunto de poltronas pode muito bem substituir um sofá tradicional. A única diferença está na quantidade de pessoas que ali senta por vez.

Ou seja, se os moradores da casa não são muitos ou se não costumam utilizar o espaço da sala ao mesmo tempo, essa talvez seja a melhor opção em custo-benefício!

Elas podem ser posicionadas uma ao lado da outra, ocupando o espaço que o sofá ideal ocuparia ou, então, podem ser espalhadas pelo cômodo, em paredes opostas, por exemplo. Use sua imaginação! Caso você ainda se sinta inseguro em compor o ambiente sozinho, opte pela ajuda de um profissional.

Para isso, a Telhanorte conta com uma equipe excelente de projetistas aptos a auxiliarem nossos clientes interessados em um projeto de ambientação 3D e decoração. O melhor de tudo é que esse serviço não necessita de agendamento prévio! Basta chegar à qualquer uma de nossas unidades e procurar o espaço Projete-se para obter o auxílio que você precisa para conquistar a casa dos sonhos!

Atenção: Você também pode optar por compor sua sala – seja ela grande ou pequena – com poltronas e sofás. Em termos de decoração, o projeto ficará ainda mais completo. Complete as opções de assento com poltronas, puffs e banquetas. Aproveite para usá-las como ponto de cor na decoração ou até criar uma paleta monocromática. Apenas cheque se as medidas do cômodo comportam a combinação!

 

produktowe10_366-550x550

Poltrona moderna estilo cadeira (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

produktowe17_besolux-1-550x550

Poltrona e sofá em suede verde na sala de estar (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

produktowe28_besolux-550x550

Poltrona cinza com banquinho para poio de pé (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

Monte sua casa do seu jeito!

Agora você já sabe como definir qual o sofá ideal para sala pequena da sua casa ou aprtamento, pode escolher também tudo que vai completar a decoração: do piso, passando pelas janelas, até os itens de decoração.

Na Telhanorte, você encontra sessões exclusivas com tudo que você precisa para sua casa, da fundação ao acabamento. 

Acesse o site, faça sua compra sem sair de casa e receba em casa! Aproveite o Verão Telhanorte e cheque os produtos com frete grátis para todo Brasil, até dia 15/01/2021!

 

Edição por: Murilo Bonício

Iluminação para ambientes: tipos e modelos para casa!

Dicas de iluminação para ambientes

| Ambientes Internos

Pensar na iluminação ideal de cada cômodo de uma casa favorece a decoração do ambiente, além de auxiliar na realização das funções desse local. Por isso, não esqueça de:

 

Sugestão de leitura: Iluminação direta, indireta e difusa: diferenças e qual escolher para cada ambiente

 

Entretanto, cada ambiente possui características únicas que devem ser levadas em conta para que seja feita a escolha ideal do tipo de lâmpada e pontos de luz. Vamos ver dicas para vários ambientes, como:

 

Dicas de iluminação para ambientes: da varanda ao banheiro

 

Iluminação para quarto

Nesse ambiente, muitas atividades diferentes podem ser realizadas, como: trocar de roupa, ler um livro, estudar, e por aí vai! Por isso, é preciso pensar em dois tipos de iluminação principais:

Uma dica para o quarto é usar a iluminação dimerizada, que permite que você ajuste a intensidade do brilho de luz. Com o mesmo ponto de luz, é possível criar um ambiente mais aconchegante ou um ambiente mais funcional.

 

iluminacao-para-quarto-de-casal-com-sanca-viva-decora

Iluminação para quarto (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

Iluminação para sala de estar

Além de ser um ambiente onde há um grande fluxo de pessoas, o local também é usado para receber amigos e familiares, assistir televisão, ler um livro ou apenas relaxar. Dessa forma, assim como o quarto, a sala de estar pode se beneficiar bastante com o uso de um dimmer para regular a intensidade da iluminação e proporcionar o melhor ambiente possível.

Um ponto central de luz no teto é indicado para que todo o espaço possa ser iluminado. Você pode usar lustres sofisticados para agregar valor à decoração. Luminárias de teto e pendentes são excelentes opções.

O plafon de embutir também é indicado, pois é uma fonte de iluminação difusa capaz de deixar o ambiente mais sofisticado e harmônico.

Resumindo, a dica de iluminação para sala de estar, assim como para o quarto, é misturar:

Faça sua escolha pensando no estilo da decoração que deseja para o ambiente.

Caso você tenha peças de decoração como vasos de planta e quadros que deseje destacar, também pode pensar em pontos de luz para essa função.

 

iluminacao-para-sala-de-estar-pinterest

Iluminação para sala de estar (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

Iluminação para sala de jantar

A sala de jantar pode se tornar uma verdadeira atração da sua casa se você seguir algumas das nossas dicas!

É claro que você pode optar pela luz central de teto, mas também pode ousar mais se deseja criar um ambiente mais moderno, aconchegante e requintado. Uma opção é criar dois focos de luz em cima da mesa com pendentes ou optar por arandelas que ficam na parede e geram uma iluminação indireta.

Outra possibilidade é usar um lustre pendente central com um dimmer para controlar a intensidade da iluminação.

 

iluminacao-para-sala-de-jantar-viva-decora

Iluminação na sala de jantar (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

 

Iluminação para banheiro

Para o seu banheiro ficar com o nível de claridade correto, é imprescindível que a iluminação seja uniforme e intensa. 

É interessante colocar uma luz central para que todo o ambiente seja iluminado – inclusive o box, no caso de banheiros que possua chuveiro. Também apostar em spots ou fitas de LED embutida no espelho para facilitar as atividades como se barbear e maquiar.

A escolha da iluminação pode ideal para banheiro acrescenta estilo e personalidade ao ambiente.

 

iluminacao-para-banheiro-girls-guide-to-the-world

Iluminação para banheiro (Foto: Girls Guide to the World/Reprodução)

 

 

Iluminação para cozinha

A iluminação da cozinha requer um cuidado especial pois as atividades realizadas no ambiente exigem que o local seja bem iluminado. Você precisa enxergar os utensílios e ser capaz de manuseá-los sem causar acidentes!

Priorize a iluminação uniforme sem variação de tonalidades.

Caso tenha um balcão de cozinha para preparar os alimentos, você pode incluir luminárias pendentes para ampliar a visibilidade do local, unindo estilo e funcionalidade. As lâmpadas de LED são ótimas opções, afinal também são econômicas no consumo de energia.

 

iluminacao-para-cozinha-viva-decora

Iluminação para cozinha (Foto: Viva Decora/Reprodução)

 

Iluminação para garagem

As dicas de iluminação para garagem estão relacionadas a necessidade de visualização do ambiente como um todo para evitar acidentes com o carro. A opção que oferece melhor visualização é a lâmpada de teto tubular em LED. 

Para ampliar a segurança do local, uma sugestão é incluir lâmpadas com sensores de movimento. Essa opção ainda garante economia e conforto, afinal você não vai precisar se preocupar em apagar e acender as luzes, já que elas apagam automaticamente quando você deixar a garagem.

Você também pode usar diversos plafon, criando um ambiente ainda mais sofisticado.

 

iluminacao-para-garagem-pinterest

Iluminação para garagem (Foto: Pinterest/Reprodução)

 

Iluminação para área externa e varanda

Estamos chegando ao fim do nosso guia com dicas de iluminação para ambientes, mas não poderíamos finalizar sem listar as dicas de iluminação para varanda e área externa.

Durante o guia, deu para perceber que a gente ama as lâmpadas de LED, né? Por isso, recomendamos, mais uma vez, o uso delas na sua área externa! Elas possuem um alto custo-benefício – duram muito tempo e o preço é bem em conta.

Escolhido o tipo de lâmpada, vamos aos tipos de iluminação:

 

iluminacao-area-externa-archtrends-portobello

Iluminação para área externa (Foto: Archtrends Portobello/Reprodução)

 

Além das dicas de iluminação para ambientes listadas até aqui, é importante acertar na escolha da quantidade de lâmpadas por cômodo. Só assim você vai ter um ambiente bem iluminado. Por isso, mais uma sugestão de leitura!

 

Sugestão de leitura: Como calcular quantidade de lâmpadas por m²: fórmulas e exemplos

 

Onde comprar luminárias?

Agora que você já conhece as principais dicas de iluminação para ambientes, deve saber, também, que bons fornecedores ajudam você a alcançar seus objetivos decorativos e funcionais.

Na Telhanorte, você encontra luminárias de teto, chão, mesa, de embutir ou pendentes para cada um dos ambientes que listamos acima por um preço super atrativo! Faça suas compras no setor de luminárias no site ou visite uma de nossas lojas físicas. Aproveite!

 

Edição de João Victor Quintino e Stéphanie Durante

Como escolher a cor para parede de cada cômodo?

o-que-e-tinta-acrilica

| Ambientes Internos

 

Aprenda os 4 passos necessários para planejar a “decor dos sonhos” e confira dicas de pintura para cada ambiente da sua casa.

 

Escolher as cores das paredes para toda a casa é, talvez, a etapa mais esperada para quem está construindo ou reformando. Afinal, a tinta na parede é que atribui estilo ao local, transmite a personalidade dos moradores e, ainda por cima, dita o clima do ambiente. E como escolher a cor que seja perfeita?

Nós criamos um guia com dicas preciosas para você aprender como escolher cor de tinta para parede e surpreender a todos com a decoração do ambiente. De maneira resumida, as etapas são:

Mas não acaba por aí… Depois de esclarecer todas as suas dúvidas sobre o tema, vamos te dar algumas dicas mais específicas para cada cômodo.

Vamos lá! 

 

Como escolher cor para parede: 4 etapas fundamentais para a escolha

 

1. Analise os objetos que já estão no ambiente

Essa dica serve, em especial, para quem já tem uma série de objetos e não deseja abrir mão de tudo após a reforma!

Antes de tudo, é importante registrar o estilo dos objetos que vão continuar compondo seu ambiente. Eles são mais modernos, clássicos, joviais, alegres ou sóbrios? É garantido que uma boa parte das pessoas vai acabar concluindo que possui objetos com estilos muito diferentes – aquela famosa “mistureba”!

Claro, nós concordamos que é legal mesclar alguns elementos, como o rústico da madeira com a modernidade do metal. Contudo, quando não há nenhuma sincronia entre os elementos, a decoração não tem uma identidade. Se você está nessa situação talvez tenha que mudar alguns itens de endereço. Por exemplo, o porta-retrato de conchinha pode ser melhor aproveitado no seu quarto, ou no escritório, do que na sua sala super moderna.

Mas o que isso tem a ver com escolher cor de tinta para parede? Tudo!

As cores que vão estar presentes no ambiente – seja este sua sala de estar, cozinha, quarto e ou seu banheiro – devem ser escolhidas, sobretudo, pensando em dois elementos principais:

Vamos imaginar que você tenha muitos objetos coloridos, você pode optar por cores mais neutras, como o branco, preto, cinza ou os famosos off-whites, para tentar criar um ambiente mais equilibrado. Dessa forma você evita dar a quem frequenta o espaço uma sensação de “muita informação ao mesmo tempo”. Já foi comprovado, cientificamente, que a poluição visual pode causar efeitos negativos na psicológico humano, principalmente se este for um cômodo onde se passa muito tempo!

 

Como escolher cor para parede

 

No entanto, se você souber aproveitar de maneira correta, é possível optar por tons coloridos que sejam análogos ou complementares às demais cores do local e não abrir mão desse mix de cores.

Por isso é importantíssimo entender o estilo e as cores dos objetos que vão fazer parte da sala.

Caso você esteja começando do zero, fique a vontade para escolher primeiro as cores das paredes para depois completar com objetos que conversem com esse estilo.

 

2. Defina um estilo para seguir

Quando se trata de decoração, definir o estilo que você deseja para cada ambiente é, talvez, o passo mais importante da sua reforma. Selecionar o seu preferido irá ajudar na escolha da cor da parede.

Isso, pois, como falamos acima, o estilo e os objetos são os elementos que transmitem mais fortemente sua personalidade. Logo, não respeitar a identidade visual do cômodo na hora de selecionar a tinta, pode fazer com que ele transmita ideais distintas ao mesmo tempo. E isso, em termos de design, não é aconselhável!

 

3. Entenda o objetivo daquele cômodo para você

Parte do processo de como escolher cor para parede é entender para o que aquele ambiente serve. Pode parecer óbvio, mas não é.

Por exemplo, para o seu quarto você pode ter como único objetivo relaxar e transformá-lo em um lugar que transmita tranquilidade. Mas você também pode optar por criar um quarto que transborda criatividade e será o ponto de encontro da galera! Isso é bastante comum para pessoas que moram em lofts e kitnets e que, pela falta de espaço, precisam adequar o quarto como sala, também.

 

quarto-sala-3

Quarto-sala adaptável ao uso, com cores para torná-lo alegre e acolhedor (Foto: Espace Loggia / Reprodução).

 

Já a sua cozinha pode ser criada para transmitir a sensação de aconchego para a família que faz as refeições junta ou ser somente um depósito de alimentos/home office uma pessoa de negócios super ocupada que não cozinha ou só come fora.

Nestes casos, desde a escolha das cores de granito para cozinha até os azulejos e revestimentos, devem conversar entre si para transmitir todo esse espírito do ambiente.

 

prateleira-para-livros-cozinha-estante

Livros guardados em uma bancada em ilha (Foto: Harvey Jones Kitchens / Reprodução)

 

4. Use o círculo cromático

Depois de todo esse processo de planejamento é hora de escolher, efetivamente, a cor de tinta para a parede.

É bem provável que você não vá escolher uma única cor para a casa inteira, então o círculo cromático é a ferramenta mais relevante no processo de como escolher cor para parede e pode te ajudar a escapar de decisões infelizes.

circulo-cromatico-jeitos-de-combinar-cores

Conheça outras maneiras de combinar cores usando o círculo cromático

 

Cores complementares: as combinações entre essas cores são mais ousadas e podem ir de tons mais sérios, como um vinho com verde-escuro, ou mais joviais, como um azul-claro com laranja;

Cores análogas: é uma combinação menos ousada, porém não é exatamente clássica. Um verde com amarelo é uma combinação um tanto intrigante e cheia de personalidade e faz parte desse grupo;

 

Existem outros tipos de combinação de cores que podem ser utilizadas na decoração de ambientes, como: triangulação, retângulo, quadrado e meio-complementares. Essas são excelentes maneiras de usar mais de duas cores ao mesmo tempo e harmonizá-las com perfeição.

 

Sugestão de leitura: Além da cor de tinta para parede, é muito importante saber quais os principais tipo de tinta para parede, uma vez existem versões específicas para cada uso.  Em caso de dúvida, acesse o link e dê uma checada em mais informações e tenha certeza na hora da compra!

 

Caso você tenha, por exemplo, um móvel pelo qual nutre uma paixão avassaladora e não abre mão de tê-lo, use o círculo cromático a fim de escolher a cor da parede para o cômodo que esse móvel voltará a ocupar. Assim, além de colocar a querida relíquia em destaque, você também cria um ambiente no qual a decoração conversa com as cores.

Agora, se você não tem um objeto qual deseja usar como base do projeto, mas tem uma tinta específica em mente, também pode checar no círculo as melhores opções de combinação e aplicá-las tanto nas demais paredes, quanto nos objetos.

 

Cores para parede de acordo com os cômodos da casa

Para concluir esse guia de como escolher cor para parede, vamos dar algumas sugestões de cores que são bastante indicadas por profissionais da área para alguns cômodos.

 

Cores para o quarto

Aqui vai depender de que tipo de quarto estamos falando. Por exemplo, quartos infantis pedem tons mais claros, afinal, segundo alguns especialistas em cromoterapia, isso ajuda a acalmar o bebê e a criança. Você, no entanto, não precisa escolher somente entre rosa e azul. Já não existe mais aquilo de cores de meninos e de meninas e todas as paletas são bem vindas nos projetos! O cinza claro é um exemplo que está cada vez mais em alta para quartos infantis e pode receber outro ponto de cor, tanto nas paredes quando com objetos.

 

quarto-de-bebe-cinza

Quarto de bebê com parede cinza e pontos coloridos (Foto: Decor Fácil / Reprodução).

 

Em quartos de crianças mais velhas e adolescentes já é permitido tons mais escuros, mas sempre tentando transmitir tranquilidade, afinal esse é um ambiente cujo propósito principal é descansar. Fica a dica: como nessa fase tende a haver uma mudança consideravelmente rápida nos gostos, aspirações e personalidade, a escolha de cores muito marcantes ou a mistura de muitas delas talvez não seja ideal.

Já os adultos, casados ou solteiros, podem usar e abusar das cores, uma vez que já conseguem alinhar melhor a decoração da casa à sua identidade. Vale notar que não é interessante usar tons muito vibrantes como amarelo, laranja e vermelho em paredes completas. Você pode, inclusive, deixar todas as paredes com o branco tradicional e investir nos ornamentos coloridos.

Apostar nos papéis de parede e texturas também é uma boas opção. E não se limite aos quartos, deixe a imaginação fluir e sempre consulte o circulo cromático para te guiar!

 

quarto-parede-branca

Quarto com paredes brancas e decoração colorida (Foto: Photographee.eu / Reprodução).

 

quarto-menino-papel-de-parede

Quarto de menino com papel de parede. Projeto Novo Dezembro, pela designer de interiores Camila Cordista (Foto: Cordista Interiores e Lighting / Divulgação).

 

Sugestão de leitura: Falando em papel para parede, que tal dar uma olhada nessa outra matéria e descobrir se papel de parede para banheiro pode molhar? Conheça o papel vinílico e se surpreenda!

 

Cores para a sala

O primeiro passo é seguir as dicas acima, tudo vai ficar bem mais fácil. Entretanto, se você quer algumas dicas mais diretas, segue uma lista das cores de parede para sala que estão em alta:

Sugestão de leitura: E se, por acaso, você for um amante das tendências, corre e acessa Tintas para parede: cores e tendências para pintar sem medo e se divirta com mais novidades!

 

Cores para o banheiro

Se você deseja criar uma sensação de banheiro maior, indicamos cores mais claras nas paredes, mas se você quer dar um ar mais sofisticado, indicamos aplicar um tom mais escuro. Se quiser um banheiro mais alegre, as cores claras como verde, amarelo e laranja, também podem encher seu cômodo de personalidade.

 

tinta-para-azulejo-azul-brilhante

Banheiro decorado com azulejo em tinta azul brilhante (Foto: ekasa / Reprodução).

 

Sugestão de leitura: Você pode, inclusive, pintar os azulejos do banheiro e dar uma cara totalmente nova a ele! Aprenda Como usar tinta para azulejo: 5 passos para a aplicação correta.

 

Cores para a cozinha

Não existem regras definidas de como escolher cor para parede da cozinha. Além das dicas que já apresentamos acima, lembre-se de que o ambiente acolhe bem as cores vibrantes e cheias de energia, bem como cores mais sóbrias como preto e branco.

Para harmonizar lembre-se de alinhar às cores os pisos e acessórios como os tipos de pia para cozinha.

 

Sugestão de leitura: Fuja das tintas tradicionais e saiba como trazer cores para a parede da cozinha com pastilhas. Não sabe como? Então acessa Como usar pastilhas de vidro? Aprenda e decore a casa.

 

bancada-cozinha-com-pastilha-de-vidro

Pastilhas de vidro aplicadas sobre bancada de cozinha (Foto: Pinterest).

 

Depois de ter aprendido como escolher cor para parede e seguido o passo a passo para defini-la, acesse o nosso departamento de tintas e conheça as dezenas de opções. Além disso, você também encontra tudo para preparação e tratamentosolventes e removedorestintas para madeira e metal e tudo mais para sua obra!

Acesse a loja virtual da Telhanorte e faça seu pedido sem precisar sair de casa. Entregamos para todo Brasil.

Você também pode contar com o cartão de crédito da Telhanorte para parcelar suas compras em até 10 vezes sem juros ou 24 vezes fixas.

Como escolher o piso ideal para os ambientes da casa

| Pisos e Revestimentos

Após a etapa de construção de um imóvel, passamos a nos concentrar na fase de acabamento, que inclui pintura, colocação de louças e armários e mais. Entre os passos que exigem maior atenção e geram mais dúvidas é como escolher o piso ideal para cada ambiente.

Acredite ou não, o piso tem um papel importante na aparência, na sensação e no ambiente de uma sala, cozinha, quarto e área externa. Dependendo do seu estilo de vida, do orçamento e da quantidade de tráfego que seu piso irá suportar, você deve escolher um modelo recomendado. Se você está construindo ou reformando, aqui estão algumas dicas que te ajudarão a escolher o piso ideal para cada ambiente.

 

Como escolher o piso ideal para cada ambiente

O piso que fica na entrada da sua casa deve ter um fator “uau” e apresentar logo de cara o estilo proposto para seu lar doce lar. Ao mesmo tempo, ele deve ser durável e resistente a elementos externos. Chuva, sol, ventos fortes e sujeira pesada de rua, por exemplo, exigem que você considere usar pisos duráveis, como ardósia, ladrilhos ou pedras naturais.

É claro que, além de pensar na área externa você deve considerar como escolher o piso ideal para cada ambiente, incluindo:

 

Banheiro

Pavimentos como lavanderia e banheiros devem resistir à água. Pisos laminados e de madeira não são recomendados em áreas de alta umidade, afinal, deformações e danos podem ocorrer.

Entre as opções mais certeiras de como escolher o piso ideal para cada ambiente para o banheiro, estão:

Entre os três pisos indicados acima, o porcelanato é o mais usado, afinal, alia resistência, beleza e custo.

 

piso-banheiro-banheiro decorado-porcelanato-porcelanato no banheiro

Banheiro com piso de porcelanato (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

O mármore é uma excelente opção para quem deseja realmente investir na decoração do banheiro pois, em geral, aumenta o custo do cômodo. Entretanto, o piso de mármore tem alta duração, além de ser muito elegante.

banheiro-banheiro decorado-marmore-banheiro com marmore-banheiro com piso de marmore

Banheiro com piso de mármore (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Você pode brincar com as cores do piso de azulejo para dar um toque de modernidade e ousadia! Para um efeito ainda melhor, combine o piso com paredes e louças em tons neutros, como branco ou cinza.

banheiro-banheiro decorado-banheiro com piso azul-banheiro com piso de azulejo-banheiro com azulejo

Banheiro com piso de azulejo (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Cozinha

Assim como o banheiro, que lida com o contato constante com a água, o piso da cozinha também exige atenção em relação ao seu constante contato com elementos como gordura, fumaça, água e restos de comida. Tudo isso faz com que as palavras resistência e praticidade sejam as respostas sobre como escolher o piso ideal para cada ambiente, no caso da cozinha.

Com a necessidade de manutenção mais constante do que outros cômodos, o piso da cozinha precisa ser fácil de limpar. Você não quer um piso que absorva a gordura, não é mesmo?

Entre os pisos mais indicados para a cozinha, estão:

Você também deve estar atento às cores escolhidas. O piso escuro, por exemplo, deixa a cozinha moderna e sofisticada, enquanto o piso claro dá a sensação de limpeza e organização. Qual é o estilo que você deseja adotar?

 

cozinha-cozinha com piso preto-cozinha com porcelanato-porcelanato preto-cozinha com porcelanato preto

Cozinha com porcelanato preto (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

cozinha-cozinha moderna-cozinha elegante-cozinha com piso branco-cozinha com piso de marmore

Cozinha com piso de mármore (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Quartos e Salas

Os quartos e as salas são ambientes que aceitam uma boa variedade de pisos. O primeiro passo para decidir qual piso usar é definir se você prefere um piso quente ou frio. Entre os exemplos de pisos quentes temos a madeira e para pisos frios o porcelanato. Mas, existem outras opções também:

O porcelanato se tornou o desejo de muita gente, pois oferece um aspecto moderno e possui uma série de acabamentos que deixam o ambiente com a sua cara, como o porcelanato polido, acetinado e líquido.

 

sala de estar-sala de jantar-sala de estar com porcelanato-sala de jantar com porcelanato

Sala de estar / Sala de jantar com porcelanato (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Já as opções em madeira são sinônimo de aconchego. Um piso “quente” dá um up na estética do ambiente. Comparado a outros pisos, pode pedir um investimento mais alto e precisa de manutenção.

piso de madeira-sala de estar-sala de estar piso de madeira

Ambiente com piso de madeira (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Outros fatores para a escolha do piso ideal

Além de se concentrar em aprender como escolher o piso ideal para cada ambiente, também é interessante que você esteja atento a outros fatores para sua escolha final.

 

Estilo de vida

Como você e sua família vivem e usam a casa, o estilo de vida é um fator significativo na escolha de pisos. Se sua família é grande, possui animais de estimação, crianças e é muito ativa, um piso que arranhe facilmente pode não ser a melhor opção.

Áreas com alto fluxo de pessoas devem considerar pisos resistentes, como pisos cerâmicos, que possuem alta durabilidade, são fáceis de limpar e instalar.

 

Custo

O custo do metro quadrado do piso que você vai escolher para a sua casa deve ser um dos fatores considerados na análise de como escolher o piso ideal para cada ambiente. Os acabamentos de uma casa podem aumentar, consideravelmente, o custo da obra.

Todos os materiais de revestimento têm ‘graus’ de qualidade. Dentro de cada material para piso, você encontra variações de preço, seja cerâmica, ardósia, porcelanato, madeira ou mármore.

Existem opções mais acessíveis dentro de cada categoria e, claro, opções mais sofisticadas, com custo mais elevado.

 

Agora que você sabe como escolher o piso ideal para cada ambiente…

É importante ficar de olho em promoções para conseguir bons preços em pisos incrivelmente duráveis e belos! Para isso, uma boa opção é acompanhar as novidades e ofertas da loja virtual da Telhanorte.

Sem sair de casa, você tem acesso diário às novidades e promoções. Assim você pode fazer a compra do piso perfeito para cada ambiente no momento em que estiverem com melhor preço e receber tudo no endereço indicado.

A Telhanorte entrega material de construção em qualquer lugar do Brasil. Se você ainda tem dúvidas sobre a combinação e escolha de materiais, entre em contato com nosso Arquiteto de Bolso. Visualize seu espaço em 3D e obtenha uma lista com produtos, quantidades e preços. Resolvemos 1 ambiente em até 2 horas de consultoria 100% online.

Não se esqueça de conferir nossa sessão Outlet, com descontos imperdíveis e realize suas compras com o cartão Telhanorte!

 

Edição de João Victor Quintino e Stéphanie Oleiro

Portas de entrada: modelos, cores e dicas essenciais

modelos-portas-para-sala-2

| Portas

 

Conheça os principais tipos de porta para entrada principal, suas vantagens e desvantagens. Domine cores e materiais e destaque sua fachada sem erros.

 

Os modelos de portas para entrada principal devem ser resistentes o suficiente para proteger do vento, da chuva, do sol escaldante e de possíveis intrusos, mas suficientemente bonitas para causar uma boa primeira impressão.

Antigamente, a porta de madeira era a escolha número #1 na hora de construir uma casa.

O problema é que, à época, ela frequentemente entortava, rachava ou descascava após os anos de exposição aos elementos externos.

Logo, seu uso começou a ser substituído pela porta de aço – cuja superfície também acabava por descascar com o tempo.

Hoje em dia, existem novas portas de madeira que resistem melhor do que as versões anteriores, bem como as de metal e alumínio, que oferecem maior segurança e muitas vezes custam menos.

Portanto, se sua porta de entrada apresenta sinais indesejados do tempo ou se você apenas deseja trocar uma porta maciça por uma com painéis de vidro que ofereçam mais luz, você encontrará muitas opções disponíveis no mercado.

Conheça alguns modelos de portas de entrada, as cores que podem dar um toque especial à fachada da sua casa e dicas para acertar na hora da compra.

 

Modelos de portas para entrada

Grandes fabricantes oferecem uma ampla gama de modelos de portas para entrada principal, nos mais diversos materiais.

Abaixo estão os tipos de materiais para portas de entrada mais buscados no mercado e suas respectivas vantagens e desvantagens:

 

Aço/alumínio

Estes tipos de portas principais – aço e alumínio – representam cerca de metade do mercado. Adquira os modelos de porta veneziana de aço Sasazaki e porta de correr de alumínio 4 Folhas MGM em nossa loja virtual.

modelo-porta-sala-aco

Porta veneziana de aço Sasazaki (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Prós: elas são relativamente baratas e podem oferecer a mesma segurança e resistência às intempéries do que as portas tradicionais de madeira e fibra de vidro – por vezes mais caras.

As portas de aço exigem pouca manutenção. Elas são eficientes em termos energéticos, embora a adição de painéis de vidro reduza seu valor de isolamento.

Contras: as portas de aço não resistiram tão bem quanto as portas de fibra de vidro e de madeira a testes de laboratório equivalentes a uma década de desgaste com chuva torrencial e ventos fortes. E, embora sejam normalmente de baixa manutenção, os amassados ​​são difíceis de consertar e os arranhões podem enferrujar se não forem pintados imediatamente.

modelo-porta-sala-aluminio

Porta de correr de alumínio 4 Folhas MGM (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Madeira

Os modelos de portas de madeira para sala garantem aquele visual de alta qualidade que outros materiais tentam reproduzir. As opções porta de madeira decorada Sidney e porta de madeira branca Vert, apresentadas abaixo, estão disponíveis no site Telhanorte.

porta-madeira-pinus-sidney

Porta de madeira pinus Sidney (Foto: Acervo Telhanorte).

 

porta-madeira-branca-vert

Folha de porta lisa de madeira 210x82x3,5cm primer Vert (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Prós: as portas de madeira maciça são melhores em resistir ao desgaste do tempo. Elas também são as menos propensas a se danificar – seus arranhões são de fácil reparação.

Contras: as portas de madeira maciça permanecem relativamente caras e o custo de manutenção também é alto – elas exigem pintura regular ou envernizamento para terem o melhor acabamento.

 

Além dos tipos tradicionais de portas de madeiras maciças, você também pode encontrar outras opções de portas de madeira para deixar sua casa mais bonita.

Como exemplo temos as portas de madeira com ferro, vidro ou blindex, os modelos de correr, pivotantes ou articulados, as versões em madeira branca ou preta, entre outros. Aqui temos os modelos porta de correr Belfort e porta pivotante Sidney, também disponíveis através dos respectivos links de acesso.

porta-de-correr-madeira-belfort

Porta de correr 4 folhas Belfort 217x200x12cm cinza aleuta Sasazaki (Foto: Acervo Telhanorte).

porta-madeira-pivotante-sidney

Porta pivotante Sidney BBB 210x110x14cm direita com vidro em arco cedro arana (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Fibra de vidro

Esse modelo de porta para sala é uma escolha prática para a maioria das pessoas. Estas portas estão disponíveis com uma superfície lisa ou, mais tipicamente, com uma textura de grão de madeira em relevo. Um tratamento de borda em algumas faz com que pareçam mais com madeira real.

Prós: as portas de fibra de vidro resistem ao desgaste melhor do que as de aço. Elas podem ser pintadas ou manchadas, têm um preço moderado, são resistentes a falhas e requerem pouca manutenção.

Contras: elas podem rachar sob impacto severo.

 

Tipos de portas para sala principal: colorindo sua entrada

Ao escolher um dos modelos de portas para entrada principal, você está criando mais do que apenas um caminho para entrar na sua casa. Você está definindo, também, qual a personalidade de sua fachada.

Uma porta de madeira maciça pode passar a ideia de que a casa é mais tradicional. Uma porta pivotante traz a ideia de estilo. Já uma porta colorida pode sugerir que sua casa seja mais arrojada.

Com a aparência da sua entrada em jogo, aqui estão algumas dicas úteis para escolher o tipo de porta para sala de entrada com a cor perfeita para sua casa.

 

1. O clássico atemporal

O tradicional não tem que significar entediante e, embora as cores neutras das portas para entrada possam parecer uma aposta segura, associá-las à paleta circundante pode criar um visual moderno e elegante.

cor-modelo-porta-sala-branca

Porta principal branca (Foto: Pinterest / Reprodução).

 

Com cores mais suaves, como o branco gelo, por exemplo, você pode introduzir harmonia a sua casa. Os tons neutros são fundamentais para criar um visual imponente, porém clássico.

 

2. Contraste colorido

Se você está procurando um visual mais exclusivo, um modelo colorido de porta para sala de entrada contra uma paleta neutra pode ser sua melhor aposta.

Com um exterior de tijolos, uma porta colorida pode trazer um ar igualmente interessante a sua entrada. Considere um verde com um acabamento branco suave nas molduras para um visual mais contemporâneo.

Certifique-se apenas de não usar cores próximas ao tijolo. Use uma cor mais escura e mais rica para valorizar um tijolo mais claro e um tom mais pastel para complementar uma cor de tijolo mais escura.

porta-sala-colorida-2

Porta para entrada na cor verde (Foto: Pinterest / Reprodução).

 

Se você estiver trabalhando com um padrão neutro, considere a adição de um toque de cor para chamar atenção e inspiração para a sua entrada.

porta-sala-colorida

porta de entrada na cor vermelho (Foto: Pinterest / Reprodução).

 

Escolha um tom mais claro e suave nas paredes para equilibrar com as cores mais escuras da porta principal. Especialmente se a parede tiver um acabamento visualmente complexo, uma cor de tinta mais suave e leve pode complementar uma cor de porta vívida, como um vermelho intenso.

 

Sugestão de leitura: Leia mais a respeito das Cores para parede externa da casa: 7 tendências fresquinhas para você!

 

3. Natural

Se você tem um modelo de porta de entrada feita de madeira sem pintura, sua textura e cor naturais podem fazer uma adição verdadeiramente impressionante à sua entrada.

Preste especial atenção às cores da pintura ao redor, pois elas não devem competir com o principal: a beleza natural da madeira.

madeira-natural-modelo-porta-sala

Porta de madeira natural (Foto: Pinterest / Reprodução).

 

Dicas para a hora da compra de portas de entrada

Eficiência energética

Portas de aço e fibra de vidro geralmente têm mais poder isolante do que portas de madeira.

Geralmente possuem estruturas mais estreitas, núcleos com eficiência de energia e, para modelos com vidro isolante de painel duplo ou triplo, redução de transferência de calor.

No entanto, vale lembrar que o calor é geralmente perdido através de vazamentos de ar ao redor da porta, não através da própria porta. Seja qual for o material, as portas geralmente não permitem que quantidades significativas de ar quente escapem.

Os modelos que possuem qualificação de eficiência de energia devem ser testados e certificados de forma independente e constar nos produtos.

 

Instalação

A menos que o tipo de porta de entrada escolhido seja parte de um projeto de remodelação maior, você pode querer que a nova porta seja do mesmo tamanho que a antiga.

Escolher uma porta maior ou adicionar bordas laterais significa refazer a moldura da porta ao redor – um trabalho mais bem executado por alguém especializado. As lojas geralmente oferecem serviços de instalação ou referências de profissionais.

Caso você não seja um carpinteiro experiente, você também pode contratar um profissional para instalar portas mesmo que elas sejam do mesmo tamanho.

 

Mantenha sua família segura

É preciso ter uma fechadura de porta de qualidade para impedir invasões e assaltos de casas.

Fechaduras e placas de ataque reforçadas podem aumentar muito a resistência de entrada da porta.

Testes mostram pouca diferença entre os materiais das portas de entrada na resistência a arrombamentos. Todos acabaram fracassando porque o batente da porta se dividiu perto da placa de ataque da fechadura.

Algumas outras maneiras de fortalecer uma porta externa são:

 

Comprando online

Quer você compre em uma loja física ou online, economize tempo pesquisando online e visitando, pelo menos, uma loja para ver de fato o que está comprando.

Os sites dos fabricantes descrevem materiais e oferecem catálogos que podem ajudá-lo a encontrar um revendedor local. E mesmo que você não veja o exato modelo que deseja para sua porta de entrada principal, um semelhante pode dar uma boa ideia de construção e acabamento.

 

Compra inteligente

Ao comprar modelos de porta de entrada, – seja uma folha a parte ou todo o sistema porta-fechadura – lembre-se destas dicas de compras:

Para sistemas de entrada completos, certifique-se de que todos os componentes sejam do mesmo fabricante. Muitos sistemas são montados por distribuidores com peças que podem não se encaixar perfeitamente e sendo elas do mesmo fabricante, a troca é mais fácil.

Escolher o modelo certo resultará em um processo mais suave, com menos manutenção e economia de energia. Você também terá uma entrada elegante que vai causar uma ótima primeira impressão por muitos anos.

Confira nossa sessão de Portas e Janelas e encontre as soluções oferecidas pelos melhores fabricantes do mercado.

Acesse nossa loja virtual, selecione os produtos para sua construção ou reforma e receba tudo em casa. Você também pode visitar uma de nossas unidades físicas e comprar por telefone ou via WhatsApp.

Conheça também nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte.