sala | Blog Telhanorte

Plafon para sala: como escolher o modelo ideal

sala-estar-plafon-embutir-embutida-branca-difusa

| Decoração

Plafon de sobrepor ou de embutir? Iluminação indireta ou difusa? Conheça os principais modelos de Plafon e saiba como escolher o melhor para o ambiente

 

O plafon é um tipo de luminária de teto  que pode ser usada em diferentes cômodos de uma construção. Sua versatilidade vai além das opções de locais em que pode ser instalada, sendo também observada no material e tipo de instalação. 

Plafon-quadrado-para-1-lampada-20W-Bilbao-18x18cm-Espelho-branco-Tualux

Plafon quadrado para 1 lâmpada 20W Bilbão 18x18cm Espelho branco Tualux (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Plafon de sobrepor

O plafon de sobrepor fica, como o próprio nome diz, sobreposto ao teto e é ideal para casas em que não há teto de gesso. Além disso, é a opção ideal para quem deseja usar a luminária como item de decoração, compondo o ambiente com os demais elementos decorativos.

Comparada ao modelo de Plafon de embutir, o modelo de sobrepor possui uma maior variedade de designs. Entre os mais comuns estão os redondos, quadrados, retangulares, com cúpula, com cristais, e etc. 

Plafon-Thunder-para-1-lampada-LED-GU10-5W-3000K-cromado-Bronzearte

Plafon Thunder para 1 lâmpada LED GU10 5W 3000K cromado Bronzearte (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Em alguns casos os tipos de plafon para sala substituem lustres e pendentes. Além do modelo, o material do qual é feito o plafon também interfere no estilo que ele dará ao ambiente. Entre os mais usados estão o aço, acrílico, alumínio, cristal polietileno, polipropileno, acabamento em tecido, etc.

Plafon-Monaco-46x33cm-para-3-lampadas-E27-preto-Tualux

Plafon Monaco 46x33cm para 3 lâmpadas E27 preto Tualux (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Plafon de embutir

Outro tipo de plafon muito utilizado nas salas de estar é o modelo embutido. A luminária fica no nível do teto e contribui para uma sensação de amplitude do espaço e modernidade.

Assim como as demais luminárias de embutir, geralmente é instalado no forro de gesso, mas também pode estar em forros de madeira ou PVC. Geralmente, o formato desse tipo de plafon é quadrado, retangular ou redondo. Também pode ser instalado nos demais cômodos da casa, como em quartos e cozinha.

Luminaria-de-embutir-LED-Tualux-25cm-9W-bivolt-3000K-amarela-Lisboa-1616480

Luminária de embutir LED Tualux 25cm 9W bivolt 3000K amarela Lisboa (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Luminaria-de-embutir-redonda-com-modulo-de-LED-10W-4030LED3000K-branco-Bonin

Luminária de embutir redonda com módulo de LED 10W 4030LED3000K branco Bonin (Foto: Acervo / Telhanorte).

 

Opções de plafon de acordo com o tipo de emissão de luz

Além dos diferentes modos de instalação, também é possível encontrar variações em relação ao tipo de emissão do Plafon: as luminárias de luz difusa e as de luz indireta. 

 

É o tipo de plafon usado para iluminar todo o ambiente e não apenas um ponto focal. É muito usado em salas e quartos, como iluminação principal e, por oferecer uma iluminação difusa, pode precisar ser acompanhado de outros tipos de luminárias e pendentes, que vão ajudar na iluminação para tarefas mais específicas como leitura.

 

Esse é um tipo de plafon que direciona a iluminação para um ponto específico, como, por exemplo, uma parede, que rebate a luz e a espalha pelo cômodo. Esse modelo deixa a iluminação mais aconchegante e íntima, excelente para locais de relaxamento, como salas de estar e quartos.

 

Entre as novidades dos tipos de plafon está o plafon de LED. Com alta durabilidade, é um modelo de luminária super econômica, com circuito unido. Oferece estilo e sofisticação ao ambiente e é uma opção para quem está em busca de um estilo elegante e atual.

Atenção: Independente do tipo de plafon para sala que você escolher, é possível optar pelo uso de lâmpadas de LED, que são mais duráveis e econômicas!

 

Dicas extras de como escolher o plafon para sala

Agora que você já conhece as opções e tipos de plafon para sala, é importante que você siga três passos para escolher o modelo ideal, considerando mais do que o design da luminária de teto.

Primeiro, defina o tamanho da luminária, levando em conta o espaço disponível para a instalação. Depois, conheça a quantidade de lumens necessários para iluminar o ambiente. E, por último, descubra se a voltagem é 110V ou 220V. Escolha a luminária que esteja de acordo com a sua necessidade.

 

Veja também: Quantidade de lâmpadas por m²: saiba calcular

 

A partir deste cálculo, será possível identificar quantas lâmpadas e/ou qual a quantidade de Watts as lâmpadas usadas devem ter para garantir a iluminação necessária para a sala. Esse resultado depende tanto do tamanho da sala, como da potência das lâmpadas escolhidas.

 

Gostou das dicas? 

Se você está em busca de  tipos de plafon para sala e outros tipos de luminárias para teto, você pode encontrar no departamento de iluminação da  Telhanorte. 

Nossa loja virtual também conta com um departamento de Elétrica completo para atender sua obra, como caixas e quadros elétricos, disjuntores e fusíveis, fios e cabos e mais. Lá você encontra um setor de lâmpadas LED, fluorescente, halógenas, lâmpadas de filamento e mistas. 

Aproveite nosso cartão de crédito Telhanorte e encontre as melhores condições de pagamento do mercado.

Em busca de ofertas? Acesse também o outlet da Telhanorte. Acesse e faça um orçamento gratuito!

 

Edição de Vinicius Marques e Murilo Bonício

Como escolher tapete da sala: 5 dicas para não errar

tapete-tamanho-estampa-sala-decoracao

| Decoração

Dicas práticas para te ajudar na missão de como escolher o tapete da sala. Insights e inspirações de cor, tamanho, materiais e mais

 

O tapete é um dos pontos altos de uma decoração e saber como escolher tapete da sala é fundamental para garantir um bom resultado visual e funcional para esse objeto.

Entre as dicas de como escolher tapete da sala é preciso estar atento a:

A seguir, explicamos cada um desses tópicos e apresentamos insights importantes para quem está em busca de um visual mais integrado, aconchegante e estiloso para sua casa. Confira!

 

Veja também: Como limpar tapete da sala em 5 passos simples e fáceis

 

Como escolher tapete da sala: 5 elementos que você deve considerar

Quando falamos de sala de estar e sala de jantar, é preciso pensar no tapete como um objeto de decoração que conecta todos os móveis do ambiente e dá uma sensação de unidade para a decoração. Ele faz com que tudo “se encaixe” e faça sentido.

A seguir, apresentamos um guia com dicas de como escolher tapete da sala, com tudo o que você precisa considerar para ter o melhor resultado possível para sua jornada. 

 

Tamanho

Neste primeiro tópico sobre tamanho de tapete para sala é importante estar atento a alguns aspectos técnicos. O primeiro deles é que o comprimento do tapete deve ser da mesma largura do sofá ou um pouco maior. Nunca menor. 

Em relação à largura do tapete, ela vai depender do espaço que há entre o sofá em os móveis que você tem na frente do sofá, como o rack ou a estante.  Os pés do sofá devem ficar sobre o tapete e, se houverem poltronas os pés delas também devem estar sobre o tapete.

 

tapete-tamanho-sala-decoracao

Tapete na sala de estar (Foto: tapetesnaweb.com.br/Reprodução)

 

Para escolher o tamanho do tapete para sala de jantar o ideal é que você opte por modelos com 60 cm “sobrando” para fora as cadeiras. Isso é importante para garantir que quando você puxar as cadeiras elas continuem sobre o tapete.

 

Formatos

Atualmente existem tapetes de diversos formatos, como quadrados, ovais, redondos e retangulares.

Se você busca por um estilo mais clássico para sua sala dê preferência para modelos quadrados ou retangulares. Já para salas mais modernas, investir em tapetes redondos pode ser uma boa ideia para mostrar personalidade

No caso de tapetes para mesas de jantar redondas, não há uma regra, mas pode ser interessante manter o padrão com um tapete no mesmo formato. 

 

tapete-marrom-redondo-sala-decoracao

Tapete formato redondo marrom (Foto: tuacasa.com.br/Reprodução)

 

Texturas, cores e estampas 

Agora você vai precisar confiar no seu bom gosto e, claro, em algumas dicas de como escolher tapete da sala. 

A primeira regra é que o tapete deve estar alinhado aos demais elementos da decoração

Então, como escolher cor de tapete para a sala? A primeira coisa é tentar criar uma paleta com as cores que já estão presentes em outros objetos do ambiente. Uma dica de ouro, por exemplo, é combinar os tapetes com almofadas e outros itens que já existem. 

Para te ajudar na missão de como escolher a cor de tapete para sala você pode seguir alguns padrões como: 

 

tapete-preto-e-branco-sala-decoracao

Tapete para sala de estar preto e branco (Foto: tuacasa.com.br/Reprodução)

 

Materiais

O material do tapete vai interferir no efeito que ele tem na sala e também na facilidade de limpeza e na durabilidade do objeto. Existem, basicamente, três divisões de materiais usados para tapete da sala: 

Os tapetes sintéticos são mais resistentes e fáceis de limpar. Entenda qual é a sua prioridade e faça sua escolha. 

 

tapete-tamanho-estampa-sala-decoracao

Tapetes usados de forma criativa na sala (Foto: wermar.com.br/Reprodução)

 

Espessura

É importante considerar a espessura dos tapetes antes de comprar um. Dê preferência para modelos de gramatura mais baixa em áreas de muita circulação, como corredores e banheirosJá ambientes nos quais buscamos mais conforto e aconchego, você pode preferir tapetes com a gramatura maior, como em salas de estar e quartos. 

 

Veja mais em: 4 formas de utilizar mantas na decoração

 

Gostou das ideias e dicas de decoração com tapetes para sala?

É claro que o tapete é um item que pode agregar muito no visual, não só da sala, mas também de cozinhas, banheiros e quartos. Além de beleza, eles também são objetos funcionais do dia a dia e por isso, é importante que você considere os elementos que listamos acima, e não saia comprando o primeiro tapete lindo que você vir pela frente!

Esperamos que nossas dicas de como escolher tapete da sala tenham te ajudado a organizar suas ideias sobre esse item e que as inspirações te encham de criatividade! Aproveite também para conhecer nosso departamento de Decoração. Reunimos quadros decorativos, almofadas, capas e mantas, luminárias, e muito mais, para você renovar a sua casa, sem gastar muito!

 

Edição por Veronicca Fernandes

Como usar prateleiras na decoração: ideias para cozinha, sala e quarto

| Cozinha

Veja como além de ser muito útil na organização, é muito válido usar prateleiras na decoração da casa. Confira algumas dicas, inspirações e sugestões incríveis

 

Quer deixar sua casa ou apartamento clean e com mais espaço para circulação? Não é à toa que a peça é queridinha dos arquitetos e decoradores, as prateleiras, são funcionais, fáceis de instalar e podem criar desenhos diferenciados nas paredes. Se você  mora em um imóvel pequeno e precisa de maneiras inteligentes para otimizar os espaços, com certeza você vai  aproveitar bastante as dicas e inspirações desse post.

Confira e aprenda abaixo como usar prateleiras na decoração para ganhar mais espaço em casa.

 

Como usar prateleiras na decoração?

Imagine que você tem um espaço vazio na cozinha ou um vão não preenchido no banheiro, mas não o suficiente para encaixar um móvel. A primeira vista parece um ponto perdido na casa. Não se você souber como usar prateleiras na decoração.

O objetivo dessas peças é ganhar espaço no ambiente deixando os cômodos mais funcionais. Da cozinha até os quartos, passando pela sala e banheiro é a opção mais prática de executar.

Antes de ver algumas fotos para servir de inspiração, confira algumas dicas para acertar na escolha:

 

1. Escolha o tipo de fixação 

Uma das primeiras escolhas sobre como usar prateleiras na decoração é o tipo de fixação que as peças vão ter.

A instalação das prateleiras podem ser feitas de duas formas:

1- utilizando suporte em L;

2- fazendo a instalação invisível.

Como a primeira opção fica aparente é importante considerar que ele terá um impacto visual na decoração.  Esse detalhe pode ser positivo, pois a cor do suporte pode combinar com a cor de outro móvel ou contrastar com a parede. 

 

2. Tenha atenção ao peso

Dependendo do tipo de fixação usada, a prateleira vai suportar uma quantidade X de peso. Por isso, é importante verificar o peso do que será  colocado sobre ela.

Uma prateleira de livros, por exemplo, precisa ser bem resistente assim como uma prateleira de cozinha onde vão ficar panelas e pratos. Já no banheiro para colocar objetos de decoração e itens como toalha e papel higiênico, que são peças mais leves.

 

Leia também: 8 ideias simples para organizar banheiro pequeno

 

3. Combine o material da prateleira com a decoração

Outra forma de usar prateleiras na decoração é combiná-la com o restante da decoração do cômodo, como uma sala com decoração rústica, por exemplo, pode ter prateleiras de madeira com um suporte preto. Outra opção para um quarto de estilo moderno é ter várias prateleiras dispostas na parede em diferentes posições, assim formando um desenho. 

Além da madeira, as prateleiras podem ser de vidro, metal, MDF, pedra ou misturar dois materiais. De acordo com a sua disponibilidade de investimento é possível criar uma composição personalizada. 

 

4. Varie a composição das prateleiras

A variedade de composições das prateleiras é outro ponto positivo desse elemento na decoração. As combinações mais comuns são:

– prateleira dupla;

– prateleira tripla com a terceira de tamanho menor;

– prateleira de cabeceira;

– prateleiras interligadas por cordas, entre outras.

A criatividade para aproveitar os espaços e organizar os outros elementos da decoração é o que vai deixar o seu projeto mais lindo.

 

Veja também: Amplie o ambiente com dicas simples e eficientes

 

5. Aproveite vãos e outros espaços vazios

Aproveitar cada vão ou espaço vazio não quer dizer todo canto deve ser preenchido com alguma coisa. 

Existem espaços que devem ficar vazios, mas um bom termômetro para decidir se ele deve ser realmente melhor aproveitado é olhar para o espaço como um todo. Avalie todos os elementos que existem no entorno. Assim, a análise fica mais certeira, pois se o espaço já conter elementos o suficiente, não existe necessidade de complemento. Já se o espaço parece um “buraco” no meio da decoração, a prateleira pode ser uma opção. 

Embaixo das escadas, por exemplo, é um espaço que pode ser otimizado com as prateleiras, especialmente se ele for uma área do home office ou escritório. 

 

Ideias de decoração com prateleiras na cozinha, sala, quarto e mais!

Depois das dicas de como usar prateleiras na decoração, reunimos algumas inspirações de decoração com prateleiras na cozinha, sala, quarto e entre outros cômodos. Confira!

 

prateleiras-livros

Prateleiras com livros (Foto: blog.decorsteals.com/Reprodução)

 

organizaçao-em-prateleiras

Organização em prateleiras (Foto: br.pinterest.com/Reprodução)

 

prateleira-para-livros-estante-cozinha

Prateleiras modernas em uma cozinha (Foto: Tria Arquitetura / Reprodução)

 

Gostou das dicas de como usar prateleiras na decoração?

Quando o assunto é como usar prateleiras na decoração as possibilidades acompanham a criatividade para criar as soluções perfeitas para o espaço que você tem. Os imóveis pequenos são os que mais se beneficiam dessas ideias, abrindo mais possibilidades para organizar e decorar a casa como você sempre sonhou. 

Aproveite as nossas dicas e escolha seu modelo de prateleiras e estantes no site da Telhanorte! Temos uma categoria completa com produtos de diferentes modelos. Fazendo sua compra pelo site, seu único trabalho depois vai ser aguardar a entrega no seu endereço! 

 

Edição por Laila Pereira e Veronicca Fernandes

Decoração de inverno para sala: 6 dicas e inspirações

| Decoração

Almofadas, tapetes, lâmpadas quentes, plantas e mais dicas de como criar uma decoração de inverno para sala aconchegante na sua casa

 

O inverno é aquela estação do ano em que buscamos mais conforto, sossego e aconchego. Tanto que até a decoração de inverno para sala é especial e ganha elementos que deixam os momentos em família, sozinho ou a dois mais quentinhos. Como o Brasil é um país grande, o inverno tem efeitos diferentes de acordo com a região. Mas se tem um momento do ano que as temperaturas tendem a diminuir é durante a estação.

Por isso, na hora de decorar a sala vale a pena investir em elementos que podem ser retirados e colocados com facilidade. Assim, o espaço ganha a mobilidade e a flexibilidade necessária, permitindo usar o cômodo para diversas finalidades como receber as visitas, além do lazer dos momentos de descanso. Está em busca de inspirações de decoração de inverno para sala? Reunimos algumas dicas para transformar a sua sala de maneira fácil e fotos para ajudar a colocar as ideias em prática.

 

Dicas de decoração de inverno para sala

Qual é a primeira coisa que vem a sua cabeça quando se fala em inverno? Pensou em camadas? Onde o frio é mais intenso, a vontade é apenas se esconder debaixo de várias camadas de cobertor e edredom.

Mas esse excesso pode resultar em uma sala com aquela cara de bagunça eterna. E não é o objetivo, certo? A decoração de inverno para sala deve ser pensada usando a base de decoração que já existe. Então o truque é acrescentar aquilo que combina com o estilo e até dar um upgrade com alguma cor nos acessórios.

 

1. Coloque almofadas extras no sofá

Uma almofada macia e com tecido gostoso é essencial para se aconchegar no sofá e assistir a um bom filme. Se você ama almofadas e já tem várias, a dica de decoração de inverno para sala aqui é trocar as capas por novas de tecido mais suave ao toque, com cores diferentes ou fazendo um mix com um padrão de estampa.

 

sofa-com-almofadas

Decore com almofadas de diversas cores e estilos (Foto: vivadecora.com.br/ Reprodução)

 

Para “aquecer” o ambiente, escolha cores quentes como laranja, amarelo e vermelho e seus subtons. Outra dica é variar no tamanho das almofadas, colocando tanto no sofá quanto nas poltronas.

 

Veja também: Almofadas para decoração: conheça as melhores

 

2. Use tapetes para deixar a sala mais quentinha

O chão da sua casa é de cerâmica ou outro tipo de piso frio? Então o tapete é um grande aliado da sua decoração de inverno para sala.  Aposte nos tapetes mais felpudos, de materiais fofinhos e com toque suave e confortável para decorar e evitar o contato direto com o piso gelado.

 

tapetes-na-sala

Adicione tapetes para dar uma esquentada no ambiente (Foto: mobly.com.br/ Reprodução)

 

Vale combinar a cor do tapete com as almofadas ou com a cor do sofá ou ainda fazer uma contraste entre as texturas dos materiais. Atenção para a limpeza que deve ser reforçada para evitar acúmulo de poeira e ácaro que causam alergias. Evite também comer em cima do tapete. 

 

3. Adicione mantas aos encostos do sofá

As mantas são peças simples que todo mundo tem em casa e elas podem ser usadas para decorar o encosto do sofá ou o braço de uma poltrona.

 

manta-em-sofa

Manta em sofá (Foto: mmartan.com.br/ Reprodução)

 

Combine os materiais, o tipo de textura e as estampas ao estilo do seu sofá para deixar o ambiente harmônico e aconchegante. As mantas podem ter uma dupla função: decorar e também cobrir para espantar o frio. Depois, só voltar a manta para o lugar na decoração de inverno para sala.

 

4. Tenha um cesto para usar como porta objetos

A quantidade de almofadas, tapetes e mantas deve ser pensada na medida para não parecer que a sala está bagunçada. Então ao invés de deixar um monte de edredom, cobertor, cachecol espalhado nos assentos, use um cesto decorativo bonito para guardar esses objetos.

 

cestos-de-decoraçao

Além de guardar utensílios você pode usar os cestos para decorar o ambiente (Foto: westwing.com.br/ Reprodução)

 

Podem ser cestos fechados ou abertos. Nos abertos, você podem guardar as mantas ou edredons dobrados em rolinhos que dão um charme extra à decoração de inverno para sala. Os cestos fechados costumam ser maiores e comportam ainda mais coisas como os edredons mais grossos. 

Assim, você tem a mão esses itens essenciais e não precisa trazer do quarto para a sala todas as vezes. 

 

Leia também:  Amplie o ambiente com dicas simples e eficientes

 

5. Use lâmpadas branco quente

A iluminação também faz a diferença na decoração de inverno para sala. Por isso, troque as lâmpadas brancas frias por lâmpadas brancas quentes. Esse tipo de lâmpada tem um tom amarelado que é menos intenso e combina bastante com o clima do inverno.  

 

decoraçao-com-lampadas-branco-quente

Decoração com lâmpadas branco quente (Foto: elare.com.br/Reprodução)

 

Se na sua casa ou apartamento tiver uma iluminação principal e outra secundária, coloque as lâmpadas brancas quentes nas que fazem a iluminação indireta. Esse tipo de lâmpada ajuda a relaxar e descansar, portanto, use nos ambientes adequados como a sala e quartos, por exemplo.

 

Confira também: Lustres: ótima opção para redecorar ambientes

 

6. Cuide das plantas para trazer vivacidade ao ambiente

No inverno, o dia escurece rápido e em tantos outros o céu fica nublado e o vento frio é intenso. Se a sua decoração de inverno para sala segue um estilo minimalista, uma maneira de trazer cor, vida e alegria para o ambiente é através das plantas.

 

decoraçao-com-plantas

Além de dar mais vida aos espaços, as plantas filtram o ar tornando-os livres de poluentes (Foto: wherebe.com.br/ Reprodução)

 

Escolha plantas que se adaptam bem ao interior da casa — as de folhas mais escuras precisam de menos luz — como: pleomele, palmeira ráfis, dracena, singônio e jade. Coloque em vasos que sejam fáceis de mover para quando for preciso colocá-las para tomar um pouco de sol. 

 

Veja também: 7 dicas de decoração sustentável para sua casa

 

Escolha as melhores peças para sua decoração!

Gostou das dicas de decoração de inverno para sala? Com mudanças simples, você vai deixar a sua casa pronta para curtir esse cantinho especial com muito conforto. Confira a categoria completa de Decoração da Telhanorte e escolha os itens que mais combinam com o estilo do lugar que você mora. 

Fazendo sua compra pelo site, você paga com segurança e recebe todos os itens no conforto de casa. Aproveite!

Edição por Veronicca Fernandes

Espelho de parede inteira e os seus segredos

parede-vidro-mosaico-decoracao-apartamento-casa

| Decoração

 

Quer conhecer algumas dicas e truques para aproveitar ao máximo as características do espelho de parede inteira? Continue a leitura e descubra tudo!

 

Se você é fã de decoração e adora procurar truques para transformar ambientes, trazendo características inimagináveis aos espaços, certamente já conhece a estratégia do espelho de parede inteira.

Versáteis, os espelhos colecionam diversas qualidades, que ajudam a transmitir sensações de amplitude, iluminação e até equilíbrio.

Saiba mais!

 

Motivos para usar espelho de parede inteira

Queridinhos dos arquitetos e projetistas, os espelhos são presença garantida em desenhos de decoração e ornamentação de espaços, especialmente pelas sensações que agregam aos ambientes nos quais são dispostos.

A seguir, você confere 4 motivos para usar espelho na parede inteira e desfrutar de todas as potencialidades desse objeto multifuncional.

 

1. Aumenta o ambiente

A principal e mais conhecida característica do espelho é seu potencial de aumentar ambientes. Isso acontece especialmente quando o objeto é instalado a exatos 90 graus do chão.

Outro fator que auxilia na sensação de amplitude é o tamanho da peça: portanto, se sua ideia é utilizar um espelho de parede inteira, saiba que, sem sombra de dúvidas, seu ambiente ganhará um espaço extra — ainda que seja apenas uma ilusão de ótica!

 

2. Reflete luz, tornando o local mais iluminado

Aliado a paredes claras e janelas grandes, os espelhos são ótimas ferramentas para deixar ambientes mais iluminados. Nesse caso, basta posicionar o espelho de forma estratégica, para que ele receba luz natural ou artificial com maior frequência. Como resultado, você terá um espaço mais leve e luminoso.

 

3. Traz sofisticação

Desde os primórdios, os espelhos são tidos como itens relacionados à sofisticação e à beleza. Hoje em dia, após releituras e adaptações aos mais variados estilos, as peças permanecem como alternativas-chave para deixar ambientes charmosos e personalizados.

Uma excelente ideia para quem procura formas de reformar casa/apartamento alugado, o espelho de parede inteira ajuda a diferenciar ambientes e trazer novos ares a espaços que não permitem grandes reformas.

4. Equilibra o ambiente

O Feng Shui é uma técnica milenar de harmonização. Os princípios da arte chinesa defendem que há formas de reorganizar elementos da casa para proporcionar uma melhor fluidez das energias, gerando equilíbrio no ambiente.

Agora, adivinhe só qual elemento é um forte aliado do feng shui? Ele mesmo, o espelho!

De acordo com estudos, o item repele energias negativas da casa. Por isso, sempre que possível, é interessante utilizar um espelho próximo a janelas ou portas, ou de frente para ambientes com vistas agradáveis e em contato com a natureza, como jardins com árvores frutíferas ou espaços com decoração sustentável.

 

Dicas para usar espelho de parede inteira na sala

A sala de estar ou a sala de jantar são excelentes escolhas de locais para abrigar o espelho de parede. Isso porque, de uma forma geral, costumam ser os ambientes mais amplos da casa.

Se essa é sua ideia, acompanhe nossas dicas a seguir!

 

1. Alie o estilo do espelho ao estilo do cômodo

Antes de escolher o espelho para a sua sala, é importante fazer uma avaliação do espaço: leve em consideração o estilo de decoração usado. Isso porque, em cômodos decorados com móveis escuros, seria interessante que o espelho ganhasse, sobretudo, a função de refletir luz. Sendo assim, é necessário posicioná-lo em um local de alta incidência de claridade, seja essa vinda da janela ou de lâmpadas de luminárias, arandelas ou spots.

 

sala-jantar-móvel-escuro-espelho-de-parede-inteira

Sala de jantar com móveis marrom-escuro e espelho de parede inteira próximo à janela (Foto: Futilish / Reprodução)

 

espelho parede inteira capa

Em uma sala de estar com móveis escuros, o espelho traz maior índice de luminosidade (Foto: Window Film and More / Reprodução)

 

2. Pense no tamanho do cômodo

Se sua sala de jantar é espaçosa, o espelho na parede inteira é uma ótima aposta. Porém, se sua sala for muito pequena, o espelho na parede inteira pode gerar um efeito indesejad0, pois concentrará um excesso estressante de reflexos e luminosidade, causando desconforto visual.

Em casos assim, um dos melhores truques para maior amplitude é fazer uso de espelhos menores – como objetos de decoração –  que não poluem o ambiente, mas ainda carregam consigo suas propriedades de iluminação e personalização do espaço.

 

espelho-como-acessório-de-decoração

Use espelhos como acessórios de decoração em ambientes pequenos (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

 

Sugestão de leitura: Quer saber mais sobre o tema? Descubra como ampliar um ambiente usando truques simples e efetivos mesmo nos menores dos ambientes!

 

Truques para fazer decoração com espelhos na parede da sala

Quer ver alguns truques para fazer decoração com espelhos na parede da sala sem cair na mesmice? Então confira nossa seleção de ideias abaixo!

 

1. Mosaico

Uma das formas de fazer decoração com espelhos na parede da sala é criando mosaicos com as peças. Para isso, uma opção é usar espelhos com recortes em tamanhos, formas e profundidades diversas para compor um painel artístico e contemporâneo.

 

mosaico-espelhos-de-diferentes-profundidades

Parede com aparador espelhado e mosaico de espelhos de profundidade diferentes (Foto: Madeira Madeira / Reprodução)

 

parede-de-espelho-em-mosaico

Mosaico de espelhos moderno em parede completa (Foto: Vidraçaria Showglass / Reprodução)

 

mosaico-de-espelhos-com-bordas-laranjas

Que tal preencher a parede do banheiro com um mosaico de espelhos de bordas laranjas? (Foto: Revista Casa e Jardim / Reprodução)

 

parede-de-espelho-mosaico-led-showglass

Combinar mosaico de espelhos com fitas LED pode criar um resultado incrível e diferenciado (Foto: Vidraçaria Showglass / Reprodução)

 

2. Moldura diferenciada

Outra ideia para tornar espelhos objetos decorativos é usando uma moldura diferenciada. Quando harmonizada com os tons da decoração e das paredes, a moldura cria um ar de complementaridade ao espaço, integrando-se perfeitamente com os demais itens usados ali.

 

espelho-moldura-de-mosaico

Espelho decorativo com de pedaços de espelho em mosaico na moldura (Foto: Decor Fácil / Reprodução)

 

moldura-de-espelho-iluminada

Moldura iluminada em espelho de lavabo (Foto: Dicas de Mulher / Eve Dair Hersey / Reprodução)

 

 

moldura-espelho-com-conchas

Para os amantes do mar, por que não investir em um espelho emoldurado por conchas e estrelas do mar? (Foto: Angelinne / Reprodução)

 

moldura-espelho-natural

Use fibras e materiais naturais para trazer o clima de aconchego para a casa (Foto: Thaise & Jakeline Arquitetura / Reprodução)

 

3. Halls e corredores

Este truque é um verdadeiro pulo do gato. Se sua sala tem um hall ou corredor escuro, comprido e difícil de ser integrado à sala, pense no espelho como uma possibilidade de transformá-lo!

Além de dar vida ao local, o espelho pode ajudar a refletir luz e a dar a sensação de amplitude ao corredor.

 

decoração-de-hall-de-entrada-residencial-com-espelho-e-banqueta-de-veludo

Hall de entrada com banqueta de veludo e espelho de parede decorado (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

decoração-hall-de-entrada-com-aparador-moderno-e-parede-espelhada-com-espelho-parede-inteira

Corredor de entrada com aparador e mosaico de espelhos de parede inteira (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

hall-de-entrada-escuro-com-espelho

Corredor escuro com espelho de parede com ditas de LED para aumentar a iluminação (Foto: Ideias Decor / Reprodução)

 

espelho-de-corredor-com-porta-chaves

Espelho de parede com porta-chaves para corredor (Foto: ArchiExpo / Reprodução)

 

Como colocar espelho na parede da sala

Para entender como colar espelho na parede da sala, é preciso, antes de qualquer coisa, compreender que não se trata, apenas, de fixar o item no local desejado.

É preciso entender as características da parede, uma vez que ambientes úmidos, por exemplo, podem dificultar a fixação do adesivo do espelho ou soltá-lo a médio prazo. É importante sempre tomar cuidado com as tubulações que podem estar passando por dentro das paredes e que não devem ser furadas.

 

Sugestão de leitura: Quer saber Como detectar canos na parede antes de furar? Acesse essa outra matéria imperdível do nosso Blog e aprenda para não errar mais!

 

O ideal, em ambientes com tal característica, é apostar em silicones próprios para espelho, e aplicá-lo de forma estratégica em alguns pontos da placa de vidro. É muito importante deixar alguns pontos sem a cola, pois eles serão os responsáveis pela circulação do ar entre a parede ou móvel e o espelho.

 

Quanto custa para ter um espelho de parede inteira?

Agora que você já conhece as vantagens de ter um espelho de parede inteira e como colocá-lo na parede da sala, chegou a hora de falarmos sobre um importante ponto: o orçamento! Podemos dizer que o custo de uma parede média de espelho flutua entre R$1.400 e R$1.800, mas tudo depende de alguns fatores.

O primeiro deles é o tamanho do espaço disponível. O segundo é o tipo de acabamento. Existem diversas opções de acabamentos disponíveis no mercado, e cada uma delas tem um custo específico. Algumas das possibilidades são:

– Bisotê (que cria uma espécie de chanfrado nas bordas);

– Facetado (que dá uma sensação de emolduramento ao espelho);

– Em mosaico (junta diversos espelhos menores para compor a parede toda).

Outro fator que influencia no custo de uma parede de espelho é a tonalidade escolhida. A opção mais comum é a tradicional, que se assemelha ao tom prateado. Entretanto, há também espelhos de tom bronze ou fumê, que trazem ainda mais estilo e diferenciação ao ambiente.

 

espelho-fumê

A cor fumê se refere basicamente a um tom escuro, entre cinza e marrom, meio esfumaçado (Foto: Casa Criativa / Reprodução)

 

Conhecer truques de utilização do espelho de parede inteira ou mesmo os menores, como parte da decoração, pode transformar sua forma de compor ambientes. Lembre-se de que, em composição de espaços, é importante prezar pela harmonia e pelo equilíbrio do ambiente!

A Telhanorte conta com um variado leque de opções de espelhos decorativos com os mais diversos tipos de acabamento. Que tal visitar nossa seção de decoração e conhecer cada um deles?

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

O sofá ideal para sala pequena: guia de decoração

sofa-apartamento-couro-espaco-moderno-marrom-cor-tecido

| Decoração

 

Comprou seu primeiro apartamento ou está reformando sua casa e precisa de dicas para escolher o sofá ideal para sala pequena? Leia mais e saiba como acertar!

 

A sala é um dos espaços mais sociais da casa. É nela que você fica com a família assistindo TV e recebe os amigos nos dias de festa. Se sua casa não é muito grande, você deve estar se perguntando: qual o sofá ideal para sala pequena?

Atualmente, muitas obras vêm sendo construídas baseadas em uma planta menor, principalmente, os apartamentos. Por isso, é fundamental pensar em cada item do mobiliário para otimizar o espaço, além de dinamizar a decoração.

Porém, a limitação de área não barra a criatividade dos designers e fornecedores de móveis, que também fabricam opções de sofás perfeitas para ambientes menores.

 

Qual o sofá ideal para sala pequena?

A seguir, reunimos os principais tópicos para saber como escolher seu sofá. Vamos falar de medida, modelos, cores e complementos que vão ajudá-lo a ganhar espaço e ter uma sala 100% confortável. Confira!

 

Dica 1: Tire a medida do ambiente

Antes de se apaixonar por qualquer modelo que você possa ver no Pinterest, é preciso de uma informação técnica simples, porém crucial fazer a sua escolha final. Pegue uma trena e meça as paredes da sala. Esse dado é importante, pois é conhecendo o ambiente é mais fácil mobiliá-lo.

Assim, você consegue selecionar opções realmente viáveis para sua casa e até personalizar o sofá sob medida, se o fornecedor oferecer essa opção. 

 

Dica 2: Conheça as opções de modelo

Escolher o sofá ideal para sala pequena não passa apenas por considerações técnicas. Com a medida em mãos, você deve conhecer e testar na prática os vários modelos disponíveis nas lojas para ver qual se adequa mais a você.

Entre os que podem se encaixar como boas opções estão:

 

Sofá de canto

O sofá de canto é uma peça ideal para sala pequena, pois ele pode ser encostado em duas paredes – que tenham o tamanho necessário – ou, ainda, se posicionado no meio do ambiente, pode servir como divisão entre a sala de estar e outro cômodo, como a cozinha ou a sala de jantar, por exemplo.

Esse modelo também permite acomodar mais pessoas sentadas e têm a possibilidade de acoplar puffs para que os usuários possam deitar ao assistir TV ou simplesmente relaxarem. Algumas versões inclusive, tem assentos retráteis ou reclináveis que dispensam o uso de um acessório extra para prover tal função, o que também favorece ambientes com pouco espaço e torna o móvel multifuncional.

Para otimizar a área entorno do sofá e fazer uma decoração fora do óbvio, as partes traseiras do sofá, quando expostas para om ambiente, podem ser aproximadas de armários baixos ou nichos com vasos, livros e porta-retratos. Outra opção é posicionar vasos e plantas nessa mesma área, criando uma espécie de minijardim interno. 

 

sofa-canto-sala-pequena

Sofá de canto ou em L com nichos criando a divisória com outro ambiente (Foto: Bjørn Studio / Reprodução)

 

Sofá retrátil

Outra opção para considerar quando em dúvida de qual o sofá ideal para sala pequena é o modelo retrátil.

Esse modelo pode ser considerado, principalmente, se a sala for um área para assistir televisão ou como substituto ao tradicional sofá-cama. Afinal, nesse momento, o que mais valorizamos é o conforto, certo

Um cuidado que deve ser tomado na hora da compra é se atentar para as medida do sofá fechado e aberto, pois quando aberto ele pode comprometer o espaço de circulação!

Outro detalhe importante é manter a TV e o sofá a, no mínimo, 1 metro de distância para evitar problemas de visão.

 

sofa-retratil-sala-pequena

Sofá retrátil em suede marrom (Foto: FirePont / Reprodução)

 

Sofá convencional

Os sofás no modelo convencional de dois ou três lugares têm igualmente seu charme e compõe decorações de diversões estilos.

Para ter um diferencial com uma peça tão comum, vale a pena investir no design do sofá, no uso de mantas e almofadas e na composição de quadros na sala para trazer personalidade.

Aposte nas cores e transforme a mobília em um ponto-focal no ambiente (peça com maior destaque em termos de cor e tamanho) para impressionar as pessoas! Além disso, mesas de centro ou de canto vão ajudar a aumentar a funcionalidade do espaço.

 

Cyan-room-A-05-550x550

Sofá de três lugares com estilo retrô em veludo azul-marinho (Foto: Photograohee.eu / Reprodução)

 

produktowe12_366-550x550

Sofá estilo namoradeira para duas pessoas em tecido verde-jade (Foto: Photographee.eu /Reprodução)

 

produktowe2_besolux-1-550x550

Sofá contemporâneo rosa-magenta como ponto-focal em sala minimalista branca (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

 

Sofá com baú

Outra opção de qual sofá ideal para sala pequena é o modelo com baú em L. Esse modelo ajuda a ganhar espaço, pois pode armazenar no interior mantas, tipos de almofadas e outros acessórios para tê-los sempre à mão. O corte em linha reta do sofá também favorece o melhor aproveitamento da área da sala.

 

sofa-para-sala-pequena-com-bau

O sofá-baú é símbolo de versatilidade e economia de espaço para ambientes pequenos (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Sofá sem braço

Optar por um modelo de sofá sem braço também é um grande acerto ao escolher qual o sofá ideal para sala pequena. A vantagem é bastante óbvia: sem o braço, o sofá deixa mais espaço livre no entorno, favorecendo a circulação das pessoas no ambiente. Além de trazer maior conforto quando várias pessoas sentarem ao mesmo tempo.

O design das peças também fica mais interessante e encaixa muito bem no estilo moderno sem essa parte!

 

sofá-sem-braço-1

Sofá sem braço no estilo futon. Uma ótima aposta para os amantes do modernismo e minimalismo (Foto: Tua Casa / Reprodução)

 

Dica 3: Tenha atenção com a cor

Você pode escolher o modelo de sofá ideal para sala pequena, mas se errar na cor pode não ter o benefício completo de ampliar seu espaço.

Se esse é seu objetivo principal, – proporcionar sensação de uma maior área livre –  opte por sofás com cores mais claras. As cores claras aliadas ao design de linhas retas fazem a dupla perfeita para trazer esse efeito de aumento do ambiente em uma sala menor.

Cores claras não contemplam somente branco, cinza e off-whites. Aposte nos tons pastéis e conquiste o mesmo efeito!

 

produktowe7_kolorowe-550x550

Um sofá em módulos na cor cinza-claro pode ser a solução para trazer maior conforto e sensação de espaço (Foto: Photographee. eu / Reprodução)

 

produktowe18_besolux-550x550

Esse sofá minimalista branco traz modernidade e amplitude com suas linhas retas e cor clara (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

 

produktowe26_besolux-1-550x550

Sofá azul-esverdeado pastel (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

 

Equilibre as cores mais claras da mobília com peças vibrantes de decoração. Pense numa paleta de cores harmônica para ter um ambiente perfeito e, se em dúvida, consulte o círculo cromático. 

 

Dica 4: As famosas poltronas

Para ambientes menores, nem sempre o sofá será a melhor opção. Você pode acabar encontrando um cujo estilo seja o dos seus sonhos, porém o conforto não é ideal. Assim como pode achar um modelo extremamente confortável e de qualidade, mas que não se adeque às suas medidas.

Nesses casos, a melhor solução é apostar nas poltronas! Apesar de serem vistas, muitas vezes, somente como móveis opcionais e acessórios de decoração, um conjunto de poltronas pode muito bem substituir um sofá tradicional. A única diferença está na quantidade de pessoas que ali senta por vez.

Ou seja, se os moradores da casa não são muitos ou se não costumam utilizar o espaço da sala ao mesmo tempo, essa talvez seja a melhor opção em custo-benefício!

Elas podem ser posicionadas uma ao lado da outra, ocupando o espaço que o sofá ideal ocuparia ou, então, podem ser espalhadas pelo cômodo, em paredes opostas, por exemplo. Use sua imaginação! Caso você ainda se sinta inseguro em compor o ambiente sozinho, opte pela ajuda de um profissional.

Para isso, a Telhanorte conta com uma equipe excelente de projetistas aptos a auxiliarem nossos clientes interessados em um projeto de ambientação 3D e decoração. O melhor de tudo é que esse serviço não necessita de agendamento prévio! Basta chegar à qualquer uma de nossas unidades e procurar o espaço Projete-se para obter o auxílio que você precisa para conquistar a casa dos sonhos!

Atenção: Você também pode optar por compor sua sala – seja ela grande ou pequena – com poltronas e sofás. Em termos de decoração, o projeto ficará ainda mais completo. Complete as opções de assento com poltronas, puffs e banquetas. Aproveite para usá-las como ponto de cor na decoração ou até criar uma paleta monocromática. Apenas cheque se as medidas do cômodo comportam a combinação!

 

produktowe10_366-550x550

Poltrona moderna estilo cadeira (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

 

produktowe17_besolux-1-550x550

Poltrona e sofá em suede verde na sala de estar (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

produktowe28_besolux-550x550

Poltrona cinza com banquinho para poio de pé (Foto: Photographee.eu / Reprodução)

 

Monte sua casa do seu jeito!

Agora você já sabe como definir qual o sofá ideal para sala pequena da sua casa ou apartamento, pode escolher também tudo que vai completar a decoração: começando pelo piso, passando pelas janelas, até os itens de decoração.

Na Telhanorte, você encontra sessões exclusivas com tudo que você precisa para sua casa, da fundação ao acabamento. Acesse o site, faça sua compra sem sair de casa e receba em casa!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Espaço multifuncional: o que é, pra que serve como criar?

cooktop-bancada-inducao-eletrico-gas-fogao-forno-instalacao-cozinha

| Decoração

 

Criar um espaço multifuncional na casa é uma opção para tirar a sensação de “lugar apertado”. Confira aqui nossas dicas para atingir esse objetivo!

 

Você já deve ter ouvido o termo espaço multifuncional ao pesquisar tendências de arquitetura atual, não é mesmo?

Não é difícil imaginar que se trata de um espaço com mais de uma função – quando se tem uma cozinha, por exemplo, integrada com a mesa de jantar.

O mercado imobiliário tem oferecido mais opções do que nunca de apartamentos, em sua maioria, com área de planta pequena. 

Os projetos de reforma residencial com o objetivo de criar esse tipo de espaço na casa também estão ganhando destaque.

Quer entender tudo sobre espaço multifuncional? Continue lendo!

 

O que é um espaço multifuncional?

Um espaço multifuncional é uma área da casa que tem mais de uma função, mas sem deixar de ter um espaço apropriado para cada uma delas.

Por exemplo, um apartamento ou casa pode ter uma área de sala grande, mas a cozinha e a sala de jantar serem muito apertadas.

Um solução é eliminar as paredes criando um cômodo único, onde cada parte — integradas pelo piso e delimitada pelo mobiliário — se torna um espaço multifuncional.

 

Por que integrar os espaços?

Um espaço multifuncional serve, sobretudo, para se ter amplitude. E não apenas uma impressão… Efetivamente ganha-se espaço integrando os ambientes!

Mas também é possível melhorar e muito a qualidade de vida na casa, pois os projetos como esse trazem outros benefícios, como:

Mas nada melhor do que mostrar como um espaço multifuncional pode ser útil.

Se você é do tipo que precisa ver para crer, confira como criar esses pontos e transformar sua casa!

 

Como criar um espaço multifuncional: 4 ideias

Separamos a seguir quatro ideias de espaço multifuncional mais utilizados em projetos de construção e reforma para te inspirar.

 

1. Sala de estar + sala de jantar

Essa é uma das ideias de espaço multifuncional mais utilizadas pelos arquitetos, quando o cliente deseja integrar melhor a casa.

A sala e o local do jantar são espaços sociais e muitas vezes é um desejo do morador ter uma área maior para receber visitas na residência ou, então, aproximar a TV do local de refeições. Para isso, o segredo é criar uma sala única e multifuncional. Ou seja, o mesmo cômodo servirá para assistir filmes, conversas e, até mesmo, comer.

A decoração entra como um quesito essencial no projeto, criando um ambiente onde os móveis conversam entre si. Seguir a mesma paleta de cores no sofá e no estofado das cadeiras é uma ótima escolha, por exemplo.

 

espaco-multifuncional-sala-de-estar-e-jantar

Sala de estar, jantar e de TV integradas (Foto: Metric.Id / Reprodução)

 

2. Cozinha + sala de jantar (com mesa balcão)

Outra opção de espaço multifuncional dentro de uma casa ou apartamento pode ser a cozinha integrada à sala de jantar.

É uma segunda opção de integração caso a primeira, que mencionamos acima, não seja do seu agrado.

Gosta de cozinhar, mas não quer perder a conversa com os amigos enquanto prepara algo para comer? Quer ficar longe da interferência da TV durante as refeições? Então, aposte nessa ideia!

Para isso, uma ideia de layout é lançar mão de uma mesa balcão – também conhecida como ilha. Geralmente, um cooktop é colocado no centro com uma coifa logo acima e ao redor a área fica livre para acomodar pratos, talheres, copos e garrafas e manusear os alimentos.

Reparem que na foto abaixo, a cor do tampo é a mesma em toda extensão da cozinha, trazendo uma continuidade que se integra ao ambiente. Para deixar o espaço ainda mais aconchegante, banquetas altas ajudam a fechar a decoração. 

 

cozinha-multifuncional

Cozinha americana: Sala de jantar integrada à cozinha por meio de um balcão (Foto: Salt and Blues / Reprodução)

 

3. Sala de estar + jantar + cozinha

Três funções em um espaço multifuncional? Sim, é possível!

Até agora falamos da integração dupla, que é a mais comum, porém você pode ampliar as combinações.

Nesse tipo de projeto, a integração começa de baixo para cima. O piso, geralmente, é o mesmo para criar a ideia de unidade.

A diferenciação começa no mobiliário, dessa forma, o mobiliário e os eletrodomésticos são usados para organizar e demarcar a área de cada ambiente.

Cada espaço tem seu elemento principal: na sala, o sofá; no espaço para o jantar, o conjunto de mesa e cadeira e na cozinha, fogão e geladeira, por exemplo.

Tapetes, estantes com nichos e a iluminação também são elementos de apoio para deixar cada cantinho personalizado. 

 

espaco-multifuncional-sala-jantar-cozinha

Espaço multifuncional: cozinha, sala de estar e sala de jantar (Foto: Home-designing / Reprodução)

 

4. Home office + quarto de hóspedes

Nossa última dica de espaço multifuncional é a união do cômodos home office e quarto de hóspedes.

É cada vez mais comum as empresas liberarem os funcionários para trabalhar de casa e isso exige um espaço específico para ter privacidade e concentração. 

Mas se você não pode abrir mão de um cômodo, ou quer apenas fazer um uso mais otimizado da sua casa, crie esse espaço combinado.

Você pode delimitar os espaços dentro do mesmo ambiente, com auxílio de móveis e revestimentos. A área de home office, por exemplo, pode ser criada com uma bancada em uma parede, para acomodar o computador.

Ao mesmo tempo, na parede oposta ou adjacente, você pode apostar em um sofá-cama para quando tiver algum hóspede, ou quiser descansar durante o expediente.

Também pode ser colocado um armário que mescla gavetas e nichos que vão favorecer o armazenamento de documentos e acessórios de escritório e, também, as roupas de cama e malas de viagem dos possíveis hóspedes. Os sofás baú são outra opção para ganhar espaço. Não se esqueça de decorar com vasos, porta retratos, etc.

 

quarto-hospede-home-office

Aproveite para otimizar seus espaços e monte seu home office no quarto de hóspedes (Foto: Alex Maguire Photography / Reprodução)

 

Invista na decoração para criar seu espaço multifuncional!

Viu como o espaço multifuncional é uma solução inteligente para ampliar a funcionalidade da sua casa? E essas são apenas algumas inspirações! As possibilidades são inúmeras, como: quarto com sala de TV (especialmente em kitnets), cozinha com lavanderia, varanda com lavanderia, sala de estar com escritório, etc. Deixe a imaginação fluir e, claro, veja como os espaços podem melhor atender às suas necessidades!

Para ter um resultado ainda melhor, não esqueça que a decoração faz toda a diferença. Quadros, luminárias, porta-retratos, vasos, almofadas, puffs, dentre outros itens ajudam a integrar o ambiente.

Na Telhanorte, temos uma seção exclusiva com itens de Decoração para a casa toda.

Confira, faça sua compra online ou visite uma das nossas lojas perto de você!

 

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Madeira na decoração: veja dicas sobre como usá-la!

cobogo-madeira-decoracao-amadeirado-divisoria-sala-estar-ambiente-interno

| Decoração

Quer dicas sobre como utilizar a madeira na decoração da sua casa? Então confira a matéria que preparamos a seguir e tire todas as suas dúvidas!

 

Que tal aprender como usar madeira na decoração da sua casa? Entre tantos materiais disponíveis para compor o visual dos ambientes, esse se destaca por sua durabilidade, versatilidade e sensação de conforto e aconchego que proporciona.

Além dos móveis, a madeira pode ser utilizada em pisos, paredes, escadas e até no teto. Somado a isso, sua neutralidade permite combinações perfeitas com diversos outros materiais.

Achou interessante e inspirador? Então veja estas 6 dicas de como usar madeira na decoração da sua casa e crie ambientes lindos, únicos, convidativos e muito charmosos!

 

Como usar madeira na decoração?

Saber como usar madeira na decoração, além de permitir a criação de espaços incríveis, é também uma maneira de trazer a natureza para dentro da sua casa.

Assim como as plantas, tão utilizadas em conceitos como o Urban Jungle, a madeira dá vida aos cômodos e serve como um ponto de equilíbrio entre os materiais mais frios e artificiais.

Além disso, essa matéria-prima, quando usada em revestimentos, deixa os ambientes com a temperatura mais agradável, pois funciona como um tipo de isolante térmico, perfeito para um país tropical como o nosso.

Mas como usar madeira na decoração de forma harmoniosa, sem excessos ou erros? Siga estas dicas e acerte em cheio!

 

1. Defina quais espaços receberão a madeira

Como dito no início deste texto, a madeira pode ser utilizada em diferentes espaços na sua casa. Além da decoração, é muito utilizada como matéria-prima para diferentes revestimentos, ou seja, pode fazer parte da estrutura do lugar e se destacar da mesma forma.

Com isso em mente, comece definindo quais ambientes receberão esse elemento e de que forma ele fará parte. A ideia aqui é aproveitar o melhor da madeira sem deixar o local visualmente pesado. Por exemplo, se você optar pela instalação de um piso de madeira, revestir a parede com o mesmo material irá complementar o cômodo ou deixá-lo monótono?

Questões como essa precisam ser levantadas e respondidas para garantir a harmonia e o visual dos espaços.

 

2. Determine onde ela será aplicada

Agora, se optar pelo material somente em alguns detalhes, além dos móveis, há diversas opções que completam a decoração.

Veja onde a madeira pode ser aplicada na sua casa:

 

3. Escolha a tonalidade da madeira

Para saber como usar madeira na decoração sem errar, é importante pensar também na combinação de tonalidades.

Quem é mais tradicional pode escolher um único tom para todo o ambiente, que pode ser aplicado tanto nos móveis quanto no piso. O destaque, nesse caso, fica por conta dos demais elementos utilizados na decoração, como almofadas, tapetes, cortinas etc.

Já quem não tem medo de ousar, a mistura de lacas mais neutras com outras mais vibrantes traz ao cômodo um visual moderno e casual.

Quer uma dica dessa combinação? Que tal um ambiente com piso de madeira clara e móveis com um tom bem escuro, quase preto? Fica chique e contemporâneo!

 

tabela-de-cores-para-verniz

Tons de verniz em madeira pinus (Foto: Pivotante’s / Reprodução)

 

4. Misture com outros materiais

A madeira é um material que combina perfeitamente com diversos outros. A combinação certa de texturas e cores deixa o ambiente autêntico e ajuda a exprimir a personalidade dos moradores.

O couro, por exemplo, traz a ideia de sofisticação, estilo e praticidade aos espaços. A dica fica em balancear as tonalidades dos dois elementos, a fim de evitar um visual monocromático.

Além desse, temos a cerâmica, o concreto, o cimento queimado, o azulejo hidráulico, as pedras naturais, o vidro, o ferro, entre outros. Ou seja, são inúmeras possibilidades de combinação, basta deixar a imaginação fluir.

 

piso-laminado-madeira-amadeirado-sala-estar-sofa-decoracao-ambiente-estilo-aconchegante-corte

Sala de estar com piso laminado de madeira (Foto: Francesca Tosolini / Unsplash / Reprodução)

5. Dê destaque à madeira

Mas se você realmente quer saber como usar madeira na decoração sem cometer qualquer falha, também é importante aprender como dar destaque a esse elemento.

Para dar o devido valor que essa matéria-prima tão rica merece, você pode usar diversos elementos, preferencialmente coloridos, para serem um contraponto à sobriedade desse material.

As sugestões, então, ficam para o uso de plantas, tecidos, obras de arte, móveis com cores diversas, entre outros.

Não curte um ambiente com cores chamativas? Sem problema!

Você pode manter uma paleta de cores mais neutras, lembrando apenas de evitar criar ambientes com uma única tonalidade para garantir que a madeira se destaque e não deixá-lo cansativo visualmente.

 

6. Opte pela madeira certa

Agora que você tem todas as dicas de como usar madeira na decoração, para aplicar essas ideias é importante saber como escolher qual a mais indicada.

Existem diversos tipos de madeira que podem ser usados na decoração, tanto para a confecção de móveis quanto de revestimentos e outras peças.

No entanto, se você preza por uma decoração sustentável, nossa sugestão é dar preferência pelas de reflorestamento, demolição ou certificadas. Além de cumprirem perfeitamente o papel de compor espaços únicos, não agridem o meio ambiente.

Veja abaixo os tipos de maneira mais utilizados.

 

Madeira natural

Mais utilizadas para fabricação de móveis, são duráveis e resistentes:

 

Madeira industrial

Servem tanto para a confecção de móveis quanto de itens de decoração. Possuem custo menor se comparada às demais e ajudam a preservar a natureza:

 

Como complementar os ambientes?

Lembra que falamos sobre mesclar a madeira com outros materiais e misturá-la com diferentes elementos para dar destaque? Aqui, na Telhanorte, você tem uma linha completa de produtos de decoração que vão deixar a sua casa ainda mais bonita.

Cadeiras, espelhos, adesivos, tapetes, cortinas, capachos, quadros e diversos outros itens de decoração criativa para deixar tudo com o seu estilo.

Quer escolher os seus produtos? Então visite uma de nossas lojas físicas, ou acesse a nossa loja virtual para comprar diretamente pelo site, WhatsApp ou televendas.

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Boníco

Almofadas para decoração: conheça as melhores

sofa-almofada-colorida-tipo-modelo-sala-estar-decoracao-decor-tecido-cor-ambiente-conforto

| Decoração

As almofadas podem mudar um ambiente, deixando seu cômodo mais sóbrio ou vibrante, mais clássico ou moderno

 

Quando o assunto é decoração, seja para a sala ou para os quartos, as almofadas são elementos importantes para compor o ambiente. Elas podem mudar um ambiente, deixando seu cômodo mais sóbrio ou vibrante, mais clássico ou moderno. Sim, os diferentes tipos de almofadas possuem todo esse poder!

Observe as duas imagens abaixo. Não estamos falando do mesmo cômodo, entretanto, as duas imagens representam ambientes com uma estrutura base próxima, com tons neutros de parede, sofá e piso, e com objetos decorativos que também mantêm a linha neutra.

 

tipos-de-almofadas

Almofadas em cômodo clássico com cores neutras (Foto: Decoração e Invenção / Reprodução)

 

Os tipos de formatos, cores e texturas das almofadas podem ajudar a determinar a atmosfera criada no ambiente!

 

O formato das almofadas decorativas

Em conjunto com elementos como cores, tons e estampas, o formato da almofada é uma das características que pode inserir mais personalidade para o ambiente que está sendo criado (ou repaginado).

Além das tradicionais almofadas quadradas, é bastante comum encontrar almofadas retangulares e redondas, para decorar ambientes como salas, varandas e quartos.

Mais recentemente, as almofadas em nó ganharam espaço tanto para a decoração de salas como de escritórios e quartos, contribuindo para a criação de um ambiente mais jovial e antenado.

 

almofada-de-nó

Almofada de nó (Foto: Tua Casa / Reprodução)

 

Já as almofadas com design diferenciado, em formato de estrela, coração e animais, ainda ocupam, predominantemente, ambientes como os quartos infantis ou escritórios de pessoas que trabalham com criatividade, como designers – vale notar que não é via de regra e, sim, um caso de predominância!

 

almofada-com-formato

Almofadas com formatos (Foto: Grão de Gente / Reprodução)

 

Tipos de almofadas: diferentes cores e texturas

Enquanto os tipos de almofadas para decoração variam pouco em relação ao número de formatos disponíveis no mercado, você vai se surpreender com a quantidade de opções de cores e texturas que pode encontrar.

É neste quesito que os modelos de almofadas para decorar fazem você se perder dentro de uma loja, em busca da opção ideal.

Abaixo, nos dedicamos a destacar alguns dos tipos de almofadas que podem fazer sua cabeça (e sua sala!).

 

Almofadas estampadas

Como você já deve imaginar, existem infinitas possibilidades de estampa para escolher! Entre as mais comuns estão as estampas de:

– Animais;

– Desenhos abstratos;

– Elementos geométricos;

– Flores;

– Mandalas.

 

Normalmente, as almofadas para decorar estampadas também usam e abusam de cores, mas essa não é uma regra. Você pode optar por coloridas ou no estilo preto e branco, por exemplo. Conheça esse e outros modelos na seção de almofadas da loja online da Telhanorte.

 

sofa-almofada-colorida-tipo-modelo-sala-estar-decoracao-decor-tecido-cor-ambiente-conforto

Combine as almofadas com demais elementos decorativos do ambiente (Foto: Janaina Nogueira / Marina La Gatta / Reprodução)

 

Também é uma tendência em alta fazer uso de capas com um mix de estampas diferentes, principalmente para quem gosta de brincar com as cores! Nesse caso, você consegue uma decoração mais alegre e descolada!

Almofada-45x45cm-Velluto-Ornella-1751719

Almofada Velluto Ornella com estampa floral (Foto: Telhanorte / Reprodução)

Almofadas com listras

As listras fazem parte dos tipos de estampas que merecem um destaque especial, por terem se tornado um clássico, não apenas no setor de vestuário, como também na decoração de ambientes – especialmente em almofadas.

Você pode investir em listras coloridas, pretas, degradês e aquelas com várias cores em um mesmo tecido.

Dependendo do tom que você escolher, seu ambiente pode assumir uma linha clássica, mais moderna ou mesmo romântica.

Uma dica para quem pretende usar mais de uma almofada é mesclar uma almofada listrada com uma opção lisa. Quer dar mais personalidade ao ambiente? Que tal misturar outras estampas sobre as listras?

Conheça esse e outros modelos na seção de almofadas da loja online da Telhanorte.

 

almofada-com-listras

Almofadas com listras (Foto: elo7 / Reprodução)

 

Almofada de crochê

O tempo em que o crochê era coisa da casa da vovó acabou! Além de delicadas, as almofadas decorativas, com este material, estão em alta e deixam qualquer ambiente com aquele ar cool que todo mundo adora!

Para alcançar esse resultado, a dica é fazer um mix de texturas e estampas. Ou seja, ao usar uma almofada de crochê, opte por criar um conjunto com uma almofada lisa e outra listrada, por exemplo!

 

almofada-de-crochê

Almofada de crochê (Foto: Tua Casa / Reprodução)

 

Almofadas temáticas

Animais, cinema, ídolos da música, super-heróis e jogos são opções de temas de estampa cada vez mais comuns, principalmente para casas de pessoas jovens que estão começando o desafio de morar sozinho. Elas são divertidas e falam muito sobre a personalidade e gostos dos donos da casa.

 

Capa-de-almofada-oxford-Cachorro-45x45cm-Combinatta-1543148

Capa de almofada Oxford Cachorro Cambinatta (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

Almofadas lisas

Finalmente, chegamos às clássicas e democráticas almofadas lisas!

Independente do estilo de decoração que você deseja criar, elas são curingas na hora de equilibrar o ambiente, harmonizar o mix de estampas e criar harmonia.

Você pode optar por uma decoração que use apenas por almofadas lisas de apenas uma cor, utilizando um degradê de tons ou unindo cores contrastantes. Também é possível, como já falamos acima, misturar almofadas lisas e estampadas.

Conheça esse e outros modelos na seção de almofadas da loja online da Telhanorte.

Almofada-45x45cm-Velluto-Ornella-1751751

Almofada Velluto Ornella lisa e verde (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

Como escolher a almofada perfeita?

O principal guia para ajudar você a escolher entre os tipos de almofadas é o estilo de decoração que você deseja para o ambiente.

Por exemplo, se o seu objetivo é criar um cômodo elegante, você pode investir em almofadas decorativas com cores mais sóbrias como o preto, cinza ou branco. Neste caso, as almofadas não precisam ser totalmente lisas, você pode mesclar com almofadas com listras e mesmo estampas, desde que sigam os tons listados acima. Já as almofadas coloridas e com mix de estampas e texturas são ideais para ambientes divertidos e descontraídos.

Acesse nossa loja virtual, selecione os produtos que vão deixar a sua vida mais prática e receba tudo em casa. Você também pode visitar uma de nossas unidades físicas, comprar por telefone ou Whatsapp. Conheça também nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte.

 

Edição de Álvaro Oliveira e Murilo Bonício

Casa sem bagunça: saiba como organizar usando caixas e cestos

potes-organizadores-cozinha

| Banheiro

Está faltando espaço no closet ou no armário do escritório, cozinha e banheiro? Leia nossa matéria sobre caixas organizadoras e aprenda a otimizar seu cômodo!

 

Caixas organizadoras de plástico são a melhor maneira de armazenar e organizar itens, desde roupas espalhadas no closet até os utensílios de cozinha, escritório e banheiro.

As vantagens das caixas plásticas organizadoras são numerosas: o plástico protege as roupas e outros itens da umidade e poeira; você pode organizá-las de maneira uniforme, para que possam ser empilhadas em cantos ou em prateleiras altas, utilizando cada centímetro de seu espaço; e o plástico, quando transparente, permite que você veja o que tem dentro de cada caixa sem precisar remexê-las.

Um espaço organizado não só parece mais bonito e aconchegante, mas alivia o estresse e pode fazer um ambiente pequeno parecer maior. Existem muitos produtos disponíveis para ajudar a manter sua casa arrumada, você só precisa descobrir quais métodos funcionam melhor para você e seu espaço.

Ferramentas organizacionais podem fazer maravilhas para a sua casa. É por isso que compilamos uma lista com algumas dicas simples sobre como usar e o que guardar em caixas organizadoras de plástico em cada cômodo da sua casa para tornar os espaços mais agradável e funcional.

 

Caixa organizadora de plástico para closet

Usar a caixa para organizar roupas em um closet ou um guarda-roupa tradicional é uma das melhores formas de conservar e manter suas peças em ordem. Algumas dicas são valiosas:

 

1. Caixas grandes para peças de outra estação

Quando o verão chegar, separe suas roupas de frio e coloque-as em caixas organizadoras de plástico maiores, que possam ser empilhadas em prateleiras mais altas, assim você diminui  o volume de coisas no guarda-roupa.

Isso facilita a visualização das roupas que você realmente vai usar na estação corrente e ainda diminui a sensação de local lotado, trazendo um aspecto mais clean. Essa dica também é valiosa para conservar as roupas por mais tempo. Afinal, em caixas organizadoras de plástico, as peças ficam livres de poeira e outras ações do tempo.

 

caixa organizadora de plastico-caixa organizadora-organizacao closet

Caixa transparente de plástico no closet (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

2. Caixas plásticas organizadoras para separar peças

Use caixas para separar alguns itens, por exemplo:

No closet, as caixas e cestos podem ser ótimos aliados para acomodar acessórios e maquiagem.

Uma dica interessante é usar diferentes modelos de caixas para organizar as peças que você usa diariamente dos acessórios mais luxuosos, usados apenas em ocasiões especiais. Isso ajuda a encontrar mais rapidamente os itens que você deseja usar.

Os sapatos também merecem caixas especiais para garantir a boa organização do closet. Indicamos o modelo transparente, que vai tornar mais fácil a visualização e assim diminuir o tempo que você leva para encontrar o par que deseja usar.

Além das caixas organizadoras de plástico, você pode contar com uma série de outros itens para manter o cômodo organizado. Acesse nossa área de itens para organização do closet e conheça dezenas de produtos.

 

Caixa organizadora para escritório

O escritório é outro cômodo que ganha muito com o uso de caixas organizadoras de plástico. Existem modelos perfeitos para armazenar documentos e papéis.

Se você trabalha de casa, seu home office precisa de caixas de diferentes tamanhos para acomodar diferentes objetos. Nesses casos, você pode mesclar caixas transparentes, que permitem que você veja o que há dentro, e caixas coloridas ou de papel com etiquetas para que você saiba o que há nela sem nem precisar abrir.

Resumindo, analise o que costuma ficar jogado pela mesa e não tem lugar certo, e encontre uma caixa organizadora de plástico perfeita para esses objetos.

 

caixa-organizadora-escritorio-inspiracao-de-organizacao

Caixa organizadora no escritório (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Caixa organizadora para banheiro

Um dos cômodos da casa que mais tiram proveito do uso de caixas e cestos organizadores é o banheiro! Além de acomodar os itens de toilet para facilitar o seu dia a dia, eles ainda oferecem um aspecto mais sofisticado ao cômodo.

Entre as dicas de como usar caixas organizadoras de plástico para banheiro, você pode começar separando itens por grupos de uso, como, por exemplo:

 

banheiro-organizacao-caixa-organizadora

Caixas organizadoras no banheiro (Foto: Blog Projetos Criativos / Reprodução)

 

Cada um desses grupos pode ter uma caixa para acomodar os produtos, organizá-los e tornar a rotina mais eficiente.

Papel higiênico, absorventes e maquiagem também merecem caixas individuais.

As escovas de cabelo e pentes costumam ocupar muito espaço e, geralmente, ficam espalhadas dando um aspecto de desleixo ao cômodo. Você pode separar uma caixa organizadora especialmente para elas, ou juntá-las com itens como secador de cabelo e chapinha.

Caso você armazene suas tolhas de banho e rosto no banheiro, separe uma caixa maior para esses itens.

 

caixa-organizadora-itens-cabelo-secador-chapinha

Caixas organizadoras para itens de beleza (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

Caixa organizadora para cozinha

Outro cômodo que possui uma enormidade de itens de variados tamanhos e com diferentes funções é a cozinha.

Para manter o dia a dia mais simples e o ambiente em ordem, as caixas organizadoras de plástico são as melhores amigas de qualquer família e também de quem mora sozinho. Você pode usar os recipientes para:

 

organizacao-armario-cozinha-caixa-organizadora-despensa

Caixas organizadoras na despensa da cozinha (Foto: M de Mulher / Reprodução)

 

Gostou das ideias?

A Telhanorte oferece um departamento inteiro com itens para a organização da sua casa. São centenas de opções incluindo cestas e caixas, lixeiras, itens para organização do closet, banheiro, cozinha, áreas de serviço e muito mais.

Temos uma seção completa e exclusiva de caixas organizadoras de plástico. Acesse e conheça as opções de tamanho, cores e formas para cada necessidade e cômodo do seu lar.

Acesse nossa loja virtual, selecione os produtos que vão deixar a sua vida mais prática e receba tudo em casa. Você também pode visitar uma de nossas unidades físicas, comprar por telefone ou Whatsapp. Conheça também nossa sessão Outlet e faça suas compras com o cartão Telhanorte.

 

Edição de João Victor Quintino e Stéphanie Oleiro