segurança residencial | Blog Telhanorte

Alarme de sensor magnético: funcionamento e instalação

Alarme sensor magnético

| Área Externa

 

Como funciona o alarme de sensor magnético, onde usar, como instalar e mais recomendações. Tudo para segurança da sua casa!

 

alarme-sensor-magnetico

Alarme de sensor magnético (Foto: Kangur / Reprodução).

 

Segurança dentro de casa é essencial. Essa é uma preocupação comum, seja para quem mora em prédios com alta circulação de pessoas ou em casas menores.

Para contribuir com a segurança do local em que você mora ou trabalha, uma boa opção é investir em alarmes de sensor magnético.

Ele costuma ser mais comum em prédios e condomínios onde existe um fluxo de entrada e saída de pessoas muito maior, — nesses casos, a chance de uma porta ou portão ficar aberto é maior, ampliando o risco de que alguém não autorizado entre — mas nada impede que você o instale em um imóvel de pequeno porte!

Um sistema de segurança residencial envolve também outros tipos de alarmes e sensores que podem ser usados. Entre eles estão:

– sensores de incêndio;

sensores de presença;

– detectores de vidros quebrados;

– câmeras de segurança.

 

Leia também: 7 dispositivos de segurança residencial para proteger a casa

 

Entretanto, neste artigo, focaremos no alarme de sensor magnético.

E afinal, como esse tipo de alarme funciona e como instalá-lo? 

Confira a seguir!

 

Como funciona o alarme de sensor magnético?

Esse tipo de medida de segurança é uma das mais comuns em prédios e condomínios. Ele funciona em par, de modo que o alarme dispara toda a vez que suas 2 partes se separam. Uma delas fica fixa a uma porta ou janela, enquanto outra fica no batente. 

Ou seja, as duas partes do alarme de sensor magnético funcionam como um ímã, sempre que a conexão magnética é interrompida o alarme é acionado e só é interrompido quando elas voltam a se unir.

Desta forma é possível saber sempre que um portão foi aberto e deve ser fechado com rapidez! Isso quer dizer que ele diminui as chances de alguém esquecer a porta aberta por acidente, pois enquanto as duas partes do alarme de sensor magnético não forem unidas, o alarme será acionado sem parar.

 

Dentro desta categoria de alarme sensor magnético existem 3 tipos de alarmes:

– Sensor magnético metálico: este tem maior resistência e geralmente é aplicado em portas e portões mais pesados.

– Sensor magnético de embutir: mais indicado como alarme magnético de janela e portas de madeira.

– Sensor magnético aparente: esse tipo de alarme de sensor magnético é ideal para janelas ou portas de vidro, comumente utilizadas em lojas.

 

Como instalar alarme de sensor magnético?

Passo 1: central de alarme

A central de alarme é um dos pontos comuns a todos os tipos de alarme. Essa parte precisa ser instalada no interior da construção de forma que fique protegida do sol e da chuva — para que o aparelho não seja danificado. É preciso que esteja sempre ao lado de uma fonte de energia.

 

Passo 2: bateria

A bateria precisa estar ligada, conectada e alojada dentro da caixa da central de alarme

A forma de fazer esse acoplamento varia de marca para marca, por isso, verifique na embalagem ou no manual, como conectar.

 

Passo 3: posicionamento dos sensores

O seu sensor precisa ser colocado na parte interna da porta ou portão, de modo dificultar que alguém do lado de fora consiga mexer para tentar desativar o alarme.

 

Passo 4: sirenes

As sirenes que vão soar o alarme do sensor magnético precisam estar colocadas em áreas mais altas para dificultar que sejam desinstaladas ou vandalizadas. Em contrapartida é interessante deixá-las à vista para intimidar os possíveis invasores.

Após escolher todos os materiais e o posicionamento de cada item, é chegada a hora instalar os sensores e sirenes. 

Para isso todos os cabos devem estar conectados à central, assim o alarme pode funcionar da forma mais sincronizada possível.

Se tiver alguma dificuldade com essa parte eletrônica é recomendado a ajuda de um profissional para que não existam falhas ou configurações incorretas que prejudiquem o funcionamento do alarme de sensor magnético.

Por último, realize testes: ligue o equipamento e verifique se o alarme é disparado toda a vez que os sensores magnéticos são separados e confira se não existem “brechas” — em alguns casos, o alarme para de fazer barulho quando as duas partes estão próximas, mas o portão ainda está aberto. Isso é algo que precisa ser testado e corrigido!

Uma outra opção bastante eficiente para ampliar a segurança das casas, condomínios e prédios, é o uso de fechaduras eletrônicas, que podem , inclusive, ser combinadas com alarme sensor magnético.

 

Sugestão de leitura: Você pode integrar segurança e tecnologia em seu imóvel aprendendo Como montar uma casa inteligente nesta matéria.

 

Onde encontrar dispositivos de alarme sensor magnético?

E aí, já escolheu quais dispositivos de segurança residencial você vai usar para proteger sua família?

Se ainda tem dúvidas, pode ser importante conversar com um profissional da área, que além de indicar as melhores opções de itens de segurança, vai criar um projeto que indica os melhores pontos de instalação. 

 

Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de Segurança e Comunicação e um departamento de Alarmes e Sensores de Presença, com as melhores ofertas do mercado. Confira as opções de Fechaduras Elétricas, Alarmes, Porteiro Eletrônico, Vídeo Porteiro e mais. 

Tudo isso sem você precisar sair de casa!  Você pode fazer suas compras no site com toda comodidade e segurança e receber os produtos onde estiver. Aproveite!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Como instalar um sensor de presença

como-instalar-sensor-presenca

| Elétrica

 

Aprenda o passo a passo de como instalar um sensor de presença, (com lâmpada, sem ou com interruptor) e conheça seus usos mais frequentes

 

A segurança da casa não se restringe apenas à proteção contra invasores. É importante ter uma boa iluminação para poder andar com segurança pela casa e evitar acidentes, principalmente com idosos e crianças. Por isso, os sensores de presença são bastante versáteis e úteis no dia a dia da casa, do escritório ou estabelecimento comercial. 

Um sensor de presença é um equipamento capaz de detectar os movimentos produzidos por pessoas e até animais. A partir da identificação de uma movimentação, ele pode ser combinado a outro equipamento — lâmpada, porta, alarme e gerador de névoa contra invasores — para disparar sua ação de maneira automática. É uma automação simples que funciona em ambientes domésticos, estabelecimentos comerciais, prédios corporativos, consultórios e clínicas médicas, entre outros.

Continue lendo e entenda como instalar um sensor de presença. Boa leitura!

 

Confira em nosso site: Sensores de Presença

Sensor-de-presenca-automatico-de-embutir-bivolt-Key-West

Sensor de presença automático de embutir bivolt Key West (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

Leia também: 3 modelos de interfone + benefícios da segurança residencial.

 

Como funciona um sensor de presença?

No momento em que o sensor de presença detecta o movimento, um dispositivo interno chamado de relé é acionado, fechando o circuito e permitindo a passagem da corrente elétrica. A eletricidade gerada vai acionar o elemento combinado ao sensor de presença. Dessa forma, ele pode:

– acender uma lâmpada;

– acionar um alarme sonoro;

– abrir uma porta de correr;

– disparar o gerador de névoa em sistema conta invasão.

 

Sensor-de-presenca-externo-Master-ASantos

Sensor de presença externo Master A.Santos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Geralmente, o sensor de presença é muito usado para acionar lâmpadas, principalmente em áreas residenciais. A entrada das casas e das portarias prediais, assim como o hall de condomínios, são locais úteis para instalar o acendimento automático de luz. Um eletricista é o profissional indicado para te ajudar nessa tarefa, mas caso você queira tentar fazer sozinho, mostramos abaixo as etapas de como instalar um sensor presença. 

 

Leia também: 7 dispositivos de segurança residencial para proteger a casa + dicas

 

Passo a passo para instalar o sensor de presença

Neste passo a passo, vamos mostrar como instalar o sensor de presença combinado a uma lâmpada. Esta é a instalação mais simples para tentar fazer sozinho em casa. Então, antes de começar, é importante desligar a corrente elétrica do circuito onde você irá trabalhar ou desligar o quadro geral, para não ter erro.

 

NUNCA faça nenhum trabalho elétrico, sem antes garantir que a fiação elétrica esteja totalmente desligada!

 

1) Sensor de presença com lâmpada (sem interruptor)

Neste caso, o controle do acendimento da lâmpada é feito exclusivamente pelo sensor, sem a instalação de um interruptor. Com esse esquema de instalação de sensor de presença, mantém-se um gasto mínimo de energia contínua para manter o circuito ativo.

Para fazer a instalação siga os seguintes passos:

1. Com os fios de alimentação expostos, identifique os fios neutro e fase do circuito elétrico;

2. Conecte esses fios nas respectivas entradas do sensor de presença, ou seja, cabo fase na entrada de fase e cabo neutro na entrada de neutro;

3. O próximo passo é incluir a fiação da lâmpada no circuito elétrico. Faça a ligação do cabo neutro na entrada compatível do receptor da lâmpada;

4. Em seguida, use um cabo de retorno para conectar a outra fase da lâmpada no sensor de presença. Dessa forma, as chances de choque durante a manutenção ou troca da lâmpada será menor.

 

esquema-sensor-presenca-lampada

Esquema de instalação do sensor de presença sem interruptor (Foto: Mundo Elétrica / Reprodução)

 

2) Sensor de presença com lâmpada (com interruptor)

Outra opção para instalar o sensor de presença é incluindo um interruptor como alternativa, para manter a luz acesa pelo tempo necessário. Essa pode ser uma opção para áreas internas da casa, por exemplo. 

1. Siga todo o passo a passo anterior para ligar o sensor de presença ao circuito elétrico do cômodo e depois conecte a lâmpada ao circuito e ao aparelho do sensor;

2. Para incluir o interruptor, é necessário um cabo derivado da ligação entre a lâmpada e o sensor (em preto na imagem abaixo). Esse cabo é colocado na primeira entrada do interruptor;

3. Em seguida, é necessário outro cabo derivado, para conectar o fio de fase que se liga ao sensor na segunda entrada do interruptor (em vermelho); 

4. Pronto! Dessa forma, você terá o sensor de presença e o interruptor funcionando em conjunto, o que permite manter a lâmpada acesa pelo tempo que precisar.

 

esquema-sensor-presenca-lampada-com-interruptor

Esquema de instalação do sensor de presença com interruptor (Foto: Mundo Elétrica / Reprodução)

 

OBS: verifique se a tensão elétrica é 110 v ou 220 v e cheque também a do produto, que precisa ser compatível com a existente na casa ou bivolt.

 

Leia também: Como instalar câmera de segurança: siga esse guia e evite erros.

 

Combinações com sensor de presença

No passo a passo acima, falamos de como instalar o sensor de presença combinado a uma lâmpada. Essa lâmpada pode estar posicionada na área externa da casa, como corredores laterais, jardins e entrada principal. É muito útil, principalmente à noite, para enxergar qualquer obstáculo. Também é útil nas áreas comuns da casa, como corredores, cozinha, área de serviço, dispensa, etc. O closet também é um cômodo onde o sensor de presença combinado com a luz é muito útil.

 

Sensor-de-presenca-para-embutir-Master-ASantos

Sensor de presença para embutir Master A.Santos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Alarmes de segurança

Lojas, clínicas médicas, consultórios, empresas usam bastante o sensor de presença combinado ao alarme sonoro. Assim, quando alguém se aproxima da porta, o alarme é acionado, alertando quem está dentro. 

 

Portas

É uma combinação muito usada em shoppings, para movimentar as portas de entrada, abrindo apenas quando necessário e mantendo o isolamento para o ar condicionado. 

 

Gerador de névoa

É um recurso de segurança que utiliza o sensor para liberá-lo, quando uma invasão é detectada. A névoa não é tóxica e em poucos segundos cobre totalmente o cômodo, neutralizando a invasão.

 

Sensor-de-presenca-de-teto-Master-ASantos

Sensor de presença de teto Master A.Santos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Gostou das dicas de como instalar um sensor de presença?

Aprender como instalar um sensor de presença é bastante útil e você pode reproduzir em casa, se tiver uma experiência básica com elétrica. Na dúvida, contrate um eletricista para realizar a instalação! Para proteger a casa com as melhores soluções do mercado, confira a categoria completa de Alarme e Sensores de Presença no site da Telhanorte!

 

Conheça 3 modelos de interfone residencial

 

Edição de Murilo Bonício e Vinicius Marques

Quais são os melhores tipos de fechaduras?

fechadura-porta

| Área Externa

Conheça os diferentes modelos de fechaduras disponíveis no mercado e garanta que sua casa esteja sempre em segurança

 

Quando o assunto é decoração, escolher um modelo de fechadura que combine tanto com a porta quanto com o acabamento do resto do cômodo é imprescindível. Para isso, existem diversos modelos de fechaduras que podem se adequar melhor a portas de aço, de madeira, entre outros materiais.

Agora, ao falar de segurança, principalmente na proteção da entrada da casa, é essencial pensar em modelos reforçados que garantam a sensação de proteção dentro do imóvel. Além das fechaduras comuns em aço, os modelos elétricos e eletrônicos têm ganhado cada vez mais espaço no mercado.

A frequência de manuseio do objeto é um fator que deve ser levado em conta no momento da escolha do material, além da localização do cômodo e fatores climáticos que podem influenciar na durabilidade da fechadura.

 

Quais são os tipos de fechaduras?

Lendo essa matéria e tomando nota dos tipos de fechaduras que iremos mostrar, com certeza você irá reparar que a gama de opções de cores e materiais é bastante diversa. Porém, queremos ir além disso. Iremos explicar as funções, vantagens e desvantagens de cada uma delas para facilitar a escolha, sabendo qual combina mais com a casa e com o nível de segurança que deseja obter em cada cômodo.

 

Fechadura de entrada

Assim como o nome sugere, esse modelo é indicado para a porta principal da casa, onde visitantes e moradores entram. Por ser a mais exposta, esse tipo de fechadura exige que seu material seja mais reforçado, além de permitir que possa ser trancado por dentro e por fora.

Esse tipo de fechadura possui cilindros que permitem a abertura e o fechamento da porta com o uso da chave. Alguns modelos têm um botão ou alavanca no lado interno, deixando a chave para ser usada apenas pelo lado de fora.

Ainda é possível reforçar a segurança com a instalação de um sistema de trava. E, por ser a primeira coisa que seus visitantes verão, é possível encontrar modelos com vários tipos de acabamento.

 

fechadura-externa

Fechadura externa de aço zamac Concept 402 com roseta cromada Pado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Leia mais: Portas de entrada: modelos, cores e dicas essenciais

 

Fechadura interna

Esses modelos de fechadura são mais adequados para portas dentro de casa, onde a segurança não é essencial. Com isso, você pode aproveitar da criatividade, apostando em fechaduras com acabamentos diferentes e mais caprichados, como as cromadas, polidas, escovadas ou oxidadas. Escolha o modelo que mais combina com seu estilo.

 

fechadura-interna

Fechadura interna de aço zamac Concept 402 com roseta cromada Pado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Veja mais em: Portas internas: 3 requisitos para uma escolha certa

 

Fechadura de travamento

O nome pode causar uma certa confusão, mas não se trata de uma fechadura propriamente dita, mas um mecanismo que pode ser instalado para aumentar a segurança, principalmente nas portas de entrada ou portões de garagem. Os modelos mais comuns são as chamadas fechaduras tetra, que possuem quatro fileiras de dentes, impedindo que a porta seja aberta facilmente por ladrões ou pessoas mal intencionadas.

Uma fechadura de travamento utiliza material sólido e resistente que impede que a porta seja aberta ou movida sem o uso da chave correta. Existem dois tipos de sistema de travamento para essa fechadura: o simples, que é mais adequado para porta de madeira e de metal, e o duplo, ideal para portas de vidro.

fechadura-de-travamento-tetra

Trava de segurança redonda Tetra 140 R68 cromado Papaiz (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Também há modelos disponíveis no mercado em que tanto o travamento tetra quanto a maçaneta são vendidos juntos, assim você pode economizar e garantir uma casa segura.

kit-maçaneta-com-travamento-tetra

Kit de fechadura tetra externa 2×1 Galaxy 4180 Z-2 cromada Aliança (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Fechadura de encaixe

As fechaduras de encaixe têm um formato retangular e possuem duas placas de metal que complementam as maçanetas. É um modelo indicado também para portas internas que precisam ser travadas, uma vez que não possuem sistema de segurança. Com essa fechadura, você precisa apenas empurrar a porta para fechá-la pelo lado de dentro. Do lado de fora, será preciso mexer o mecanismo por meio da maçaneta.

 

Fechadura de trinco

Outro tipo de fechadura para portas internas são as de trinco, por serem simples e terem um nível de segurança baixo. Nesse modelo, o trinco fecha apenas internamente, apesar da maçaneta ser fixada em ambos os lados. É bastante comum encontrá-las em banheiros, assim a chave nunca é perdida, uma vez que está acoplada na própria fechadura.

fechadura-de-trinco-para-banheiro

Fechadura para banheiro em aço inox e zamac Verona Ovo Z 18×6,15cm cromada Arouca (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Fechadura rolete

Esse modelo é bastante utilizado em portas pivotantes, que se abrem apenas com a chave, pois não precisam de maçaneta, apenas um puxador.

Uma desvantagem desse modelo é a segurança, pois ele pode ser fechado sem a necessidade de ser trancada. É comum encontrá-la em portas corta-fogo, ou em portas com abertura eletrônica.

fechadura-com-rolete

Fechadura externa Quadrada com rolete 55mm cromada Pado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Fechadura bico de papagaio

Esse é o tipo de fechadura recomendado exclusivamente para as portas de correr. O sistema é extremamente simples e consiste apenas em um gancho para travar a porta.

 

fechadura-bico-de-papagaio

Fechadura bico de papagaio 450 Pado (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Fechadura elétrica

Esse modelo é muito comum em portões, especialmente em prédios, mas também pode ser instalado em casa. A fechadura elétrica funciona a distância, sendo acionada por um botão pelo morador. Quando o mecanismo é acionado, uma corrente elétrica transforma a bobina da fechadura em um eletroímã, o que atrai a lingueta de ferro e abre a porta. Já o sistema de fechamento consiste em uma mola que empurra a lingueta para travar a porta.

 

fechadura-elétrica

Fechadura elétrica dupla cinza c-90 HDL (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Fechadura eletrônica

Antes de mais nada, não confunda a fechadura eletrônica com a fechadura elétrica. As fechaduras eletrônicas também são seguras e de todas as listadas, é a mais moderna, pois vão desde os modelos mais simples, que necessitam de uma senha digitada no teclado externo, até as mais sofisticadas, que precisam de identificação biométrica ou reconhecimento facial. O travamento também pode ser ligado a um sistema de alarme, aumentando a segurança do imóvel.

 

fechadura-eletrônica-digital

Fechadura Digital Intelbras de Sobrepor para Porta de Vidro FR400 Preta (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Hora de escolher suas fechaduras

Agora que você conhece detalhes, vantagens e desvantagens de cada tipo de fechadura, pode escolher a mais adequada para suas necessidades. Então, que tal visitar o departamento de Fechaduras e Travas no site da Telhanorte?

Lá você também pode escolher um modelo de porta que combine com sua nova fechadura no departamento de Portas. Não se esqueça que você sempre pode contar com a ajuda de nossos colaboradores para tirar dúvidas e fazer suas compras diretamente pelo nosso WhatsApp! Além de poder retirar seus produtos na loja sem sair do carro, usando a opção Clique & Retire.

 

Edição de Camila Alexandrino e Vinicius Marques