tecnologia | Blog Telhanorte

Como montar uma casa inteligente? Guia completo

casa-inteligente

| Ofertas

 

Já pensou em ter uma casa toda automatizada que você possa controlar do seu smartphone? Saiba que é possível! Aprenda como ter uma casa inteligente nessa matéria!

 

Com a tecnologia cada vez mais avançada, ter uma casa inteligente não é mais coisa de filme ou de desenhos futuristas como Os Jetsons. O simples apertar de um botão pode controlar diversos equipamentos da casa e facilitar e muito sua vida!

Abrir cortinas, apagar e acender luzes, controlar o ar condicionado, elevar ou diminuir a temperatura da água na banheira são algumas das muitas opções que uma casa inteligente (Smart House) podem ter. O termo casa inteligente nada mais é que uma residência atrelada a sistemas avançados de automação que permitem controle e monitoramento do que acontece no imóvel de forma remota.

Os smartphones, que estão sempre conosco, são os maiores aliados para o uso desse recurso, mas se você estiver pensando que montar uma casa inteligente é difícil, nós vamos te mostrar alguns recursos disponíveis no mercado para você implementar esse projeto agora mesmo e modernizar seu imóvel de forma prática e fácil.

Para saber como funciona uma casa inteligente, assista ao vídeo abaixo:

 

 

O que é preciso para automatizar uma casa?

Primeiramente, para ter uma casa inteligente e otimizar as funções dos recursos automatizados, você precisa de uma internet eficiente. Quanto melhor for o serviço de banda larga que você contratar, mais fácil será o uso dos recursos smart.

Para que a conexão dos dispositivos na rede de internet seja possível, é preciso configurar o roteador Wi-Fi e repetidores de sinal para casas grandes ou com mais de um andar, assim, é possível garantir que a internet chegue com qualidade em todos os cômodos.

Esses repetidores de sinal podem ser úteis até mesmo em casas pequenas, porque as paredes, mobília e outros equipamentos que fazem uso da internet podem afetar na qualidade do sinal que chega para cada aparelho.

Contudo, saiba que para solucionar esse tipo de problema existe a rede mesh ou rede de malha!

 

Como funciona a rede mesh?

A rede mesh ou rede de malha é uma tecnologia que permite criar uma rede Wi-Fi com dois ou mais dispositivos em locais diferentes da casa e que se comunicam entre si, formando uma única rede, como uma malha de fato.

Dessa forma, os dados podem passar pela rede utilizando diversos caminhos e as chances de falhas ou quedas de conexão são reduzidas, já que há uma maior eficiência na troca de informações. Outra vantagem é que a instalação dessa tecnologia tem baixo custo e é de fácil implementação.

Saiba mais sobre como funciona uma rede mesh no vídeo explicativo abaixo:

 

 

Agora que você sabe como funciona uma rede mesh só falta ter um roteador que distribua a internet de forma igualitária para todos os cômodos, o que vai garantir que sua casa tenha acesso a todos os recursos importantes para ser uma smart house!

 

roteador-wireless-intelbras

Roteador Wireless Intelbrás (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Principais recursos para uma casa inteligente

Com uma internet de qualidade instalada, é hora de começar a automatizar sua casa. Para isso, você irá precisar de uma assistente virtual, que talvez você não saiba, mas é um recurso existente em todos os smartphones vendidos atualmente. As assistentes virtuais são uma espécie de controle remoto dos dispositivos de automação e funcionam tanto por acionamento na tela quanto por comando de voz.

 

1. Assistentes virtuais

Alexa, Google Home e Siri são alguns exemplos de assistentes virtuais que talvez você já tenha ouvido falar sobre. Elas são primordiais para montar sua casa inteligente, pois fazem uso da inteligência artificial para receber e executar comandos simples – ou mais complexos – desde responder perguntas, como “que horas são?”, “qual a previsão do tempo para hoje?” ou “como está o trânsito na cidade?”, até criar lembretes de reuniões e apagar as lâmpadas de casa. 

Para usar a assistente virtual, basta que você procure o aplicativo correspondente ao sistema operacional do seu smartphone e a conecte aos recursos inteligentes que você instalar em casa. Vamos conhecer alguns deles agora:

 

2. Lâmpadas inteligentes

As lâmpadas inteligentes são um dos recursos mais baratos e fáceis de se encontrar se você quiser começar a transformar sua residência em uma casa inteligente.

Elas permitem que você controle seu acionamento, a intensidade e até mesmo as cores emitidas por essa lâmpada.

 

“Escolha uma foto do aplicativo ou de sua biblioteca para usar como paleta de cores. Depois, arraste o seletor de cores pela imagem e suas lâmpadas reproduzirão a cor imediatamente. Agora você já pode reviver aquele pôr do sol glorioso ou trazer a calma do oceano direto para a sua sala de estar, do jeito que você quiser”, explica a fabricante Philips.

 

Você encontra o kit de lâmpadas inteligentes HUE da Philips com uma ou três unidades em nosso site ou acessando diretamente pelo link na legenda abaixo.

 

lâmpada-inteligente-hue-Philips

Philips hue starter kit e27 220v (Foto: Acervo Telhanorte).

 

3. Sensor de movimento

As novidades em tecnologia são infinitas. Um outro tipo de controle que você pode instalar em sua casa é um sensor de movimento. Com ele, é possível determinar um tempo máximo que o ambiente fica sem passagem de pessoas para que as lâmpadas se apaguem automaticamente ou se acendam quando alguém entrar no cômodo.

Ele também detecta luminosidade natural, evitando que as lâmpadas fiquem acesas em ambientes com alta incidência de luz solar e, assim, economizando energia.

Sabe aquela famosa “batida” na quina dos móveis quando você levanta para ir ao banheiro à noite? Com esse recurso isso não vai mais acontecer, pois ao verificar movimento, as luzes se acenderão.

A Philips possui um modelo de sensor de movimento que você encontra na Telhanorte e que você pode instalar na sua casa com facilidade.

 

sensor-de-movimento-Philips

Philips hue motion sensor eu (Foto: Acervo Telhanorte).

 

4. Interruptores inteligentes

Os interruptores inteligentes também possuem conectividade via rede Wi-Fi, o que permite que você mantenha lâmpadas comuns, mas as controle através do interruptor ligado ao aplicativo de assistência virtual. Alguns modelos permitem a conexão de até três lâmpadas por interruptor.

Com essa automação, você pode não só administrar o acionamento de luzes, como também definir horários para que elas se acendam ou apaguem, além de controlar a intensidade dessa luz. Isso evita iluminação desnecessária em certos momentos do dia, fazendo com que você economize energia e dinheiro.

 

5. Tomadas inteligentes

Um outro recurso interessante na linha de equipamentos inteligentes são as tomadas. Assim como os demais, elas são conectadas via Wi-Fi e permitem que seu controle seja feito pelo smartphone. São uma espécie de adaptador que você conecta na tomada comum e seu objetivo é determinar um horário específico para que a tomada forneça energia.

Também são ótimas opções para pais controlarem o tempo de uso da televisão pelas crianças, determinando um horário para que a tomada pare de fornecer energia ao televisor, por exemplo. Elas contam também com o “modo ausente”, que permite que a tomada se desligue quando ninguém está em casa.

Além disso elas também proporcionam uma opção de segurança interessante, pois ao observar uma temperatura acima do normal na tomada, ela interrompe a geração de energia e evita acidentes.

 

6. Entretenimento

As televisões vendidas no mercado já contam com a tecnologia smart TV, porém, se o seu aparelho é um modelo mais antigo, não se preocupe! Você pode levar a inteligência artificial para o eletrodoméstico sem gastar muito!

O Chromecast do Google, o Fire Stick Tv da Amazon e a Apple TV da Apple são ótimos recursos para você transformar sua televisão comum em uma super Smart TV! Esses dispositivos podem se conectar às assistentes virtuais e garantir que você possa assistir vídeos no Youtube e filmes na Netflix, Amazon Prime, Disney+, entre outros. Além disso, executam funções como ligar ou desligar o aparelho, visualização da câmera de segurança e muito mais.

E se a sua TV não for um modelo HD, que tenha conversor digital embutido, você também pode acoplar um conversor digital à parte, garantindo a qualidade de sinal dos canais em TV aberta que mais gosta de assistir!

conversor-digital-intelbras

Conversor Digital de TV c/ Gravador Intelbrás (Foto: Acervo Pessoal Telhanorte).

7. Segurança doméstica

Com certeza a segurança da sua residência é um dos tópicos mais importantes até agora, porque de nada adianta uma casa bem equipada e moderna se você não se sentir seguro dentro dela, correto? Mas o mundo da tecnologia está inovando cada vez mais em soluções inteligentes que vão te deixar mais confortável dentro e fora de casa.

 

Câmeras de segurança e alarmes

Importantes para você saber como está a sua casa quando viaja ou está trabalhando, as câmeras de segurança garantem o registro completo do ambiente a qual são instaladas. Para que você tenha tranquilidade ao sair de casa, é excelente ter uma dessas no imóvel. Se você desejar reforçar ainda mais a segurança, ter um sistema de alarme também é imprescindível, pois vai evitar a ação de ladrões e pessoas mal intencionadas na região.

 

câmera-de-segurança-Motorola

Câmera Focus 66 Wi-Fi HD 720P infravermelho bivolt branca Motorola (Foto: Acervo Pessoal Telhanorte).

 

sistema-de-alarme-sem-fio

Kit de alarme sem fio branco Discadora Guardião ON (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Vídeo porteiro

Caso você more em uma casa fora de um condomínio e deseje saber sempre quem está tocando a campainha antes de abrir o portão, ter um vídeo porteiro é uma excelente ideia, assim você não acaba abrindo a porta para estranhos sem querer. A Telhanorte tem várias opções de modelos disponíveis para a compra que tornarão a entrada de visitantes uma experiência segura, agradável e até divertida .

vídeo-porteiro-Intelbras

Vídeo porteiro com display 4,3″ IVR 1010 Intelbras (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Fechaduras

Por fim, uma boa fechadura – tanto em casas quanto em apartamentos – é imprescindível e a tecnologia de inteligência chegou nesse item também. É infinita a diversidade de fechaduras que você pode colocar na sua casa, mas uma que aceite sua digital ou apenas uma senha facilita e muito sua vida, não é mesmo? Confira um dos modelos disponíveis em nosso site e automatize ainda mais a sua casa, garantindo modernidade e segurança.

 

fechadura-eletrônica-digital

Fechadura Digital Intelbras de Sobrepor para Porta de Vidro FR400 Preta (Foto: Acervo Telhanorte).

 

8. Controles infravermelhos

O controle infravermelho também é conhecido como controle universal ou HUB, também é importante numa casa inteligente. Isso porque ele pode se vincular aos aparelhos que não possuem conexão direta com as assistentes virtuais, sendo assim, os eletrodomésticos que não possuem a função smart podem ser utilizados através dos comandos do smartphone ou das caixas de som, como a Echo Dot ou o alto falante inteligente da Intelbras.

 

alto-falante-inteligente-Intelbras

Alto Falante Inteligente Mini Intelbras (Foto: Acervo Telhanorte).

Gostou das dicas de como montar uma casa inteligente?

Como você viu, são vários recursos que você pode investir para ter uma casa inteligente e automatizar funções que considera essenciais, principalmente quando se trata de segurança.

Para não errar, verifique a compatibilidade dos produtos com o assistente virtual e certifique-se de ter um serviço de internet eficiente.

Quer saber mais sobre outros recursos de segurança para sua casa? Confira o departamento de segurança e comunicação no site da Telhanorte! Por lá você também pode contar com a ajuda de nossos colaboradores via WhastApp! É simples, fácil e prático!

Se preferir, viste uma de nossas lojas físicas, tem sempre uma perto da sua casa!

 

Edição de Camila Alexandrino e Murilo Bonício

Alarme de sensor magnético: funcionamento e instalação

Alarme sensor magnético

| Área Externa

 

Como funciona o alarme de sensor magnético, onde usar, como instalar e mais recomendações. Tudo para segurança da sua casa!

 

alarme-sensor-magnetico

Alarme de sensor magnético (Foto: Kangur / Reprodução).

 

Segurança dentro de casa é essencial. Essa é uma preocupação comum, seja para quem mora em prédios com alta circulação de pessoas ou em casas menores.

Para contribuir com a segurança do local em que você mora ou trabalha, uma boa opção é investir em alarmes de sensor magnético.

Ele costuma ser mais comum em prédios e condomínios onde existe um fluxo de entrada e saída de pessoas muito maior, — nesses casos, a chance de uma porta ou portão ficar aberto é maior, ampliando o risco de que alguém não autorizado entre — mas nada impede que você o instale em um imóvel de pequeno porte!

Um sistema de segurança residencial envolve também outros tipos de alarmes e sensores que podem ser usados. Entre eles estão:

– sensores de incêndio;

sensores de presença;

– detectores de vidros quebrados;

– câmeras de segurança.

 

Leia também: 7 dispositivos de segurança residencial para proteger a casa

 

Entretanto, neste artigo, focaremos no alarme de sensor magnético.

E afinal, como esse tipo de alarme funciona e como instalá-lo? 

Confira a seguir!

 

Como funciona o alarme de sensor magnético?

Esse tipo de medida de segurança é uma das mais comuns em prédios e condomínios. Ele funciona em par, de modo que o alarme dispara toda a vez que suas 2 partes se separam. Uma delas fica fixa a uma porta ou janela, enquanto outra fica no batente. 

Ou seja, as duas partes do alarme de sensor magnético funcionam como um ímã, sempre que a conexão magnética é interrompida o alarme é acionado e só é interrompido quando elas voltam a se unir.

Desta forma é possível saber sempre que um portão foi aberto e deve ser fechado com rapidez! Isso quer dizer que ele diminui as chances de alguém esquecer a porta aberta por acidente, pois enquanto as duas partes do alarme de sensor magnético não forem unidas, o alarme será acionado sem parar.

 

Dentro desta categoria de alarme sensor magnético existem 3 tipos de alarmes:

– Sensor magnético metálico: este tem maior resistência e geralmente é aplicado em portas e portões mais pesados.

– Sensor magnético de embutir: mais indicado como alarme magnético de janela e portas de madeira.

– Sensor magnético aparente: esse tipo de alarme de sensor magnético é ideal para janelas ou portas de vidro, comumente utilizadas em lojas.

 

Como instalar alarme de sensor magnético?

Passo 1: central de alarme

A central de alarme é um dos pontos comuns a todos os tipos de alarme. Essa parte precisa ser instalada no interior da construção de forma que fique protegida do sol e da chuva — para que o aparelho não seja danificado. É preciso que esteja sempre ao lado de uma fonte de energia.

 

Passo 2: bateria

A bateria precisa estar ligada, conectada e alojada dentro da caixa da central de alarme

A forma de fazer esse acoplamento varia de marca para marca, por isso, verifique na embalagem ou no manual, como conectar.

 

Passo 3: posicionamento dos sensores

O seu sensor precisa ser colocado na parte interna da porta ou portão, de modo dificultar que alguém do lado de fora consiga mexer para tentar desativar o alarme.

 

Passo 4: sirenes

As sirenes que vão soar o alarme do sensor magnético precisam estar colocadas em áreas mais altas para dificultar que sejam desinstaladas ou vandalizadas. Em contrapartida é interessante deixá-las à vista para intimidar os possíveis invasores.

Após escolher todos os materiais e o posicionamento de cada item, é chegada a hora instalar os sensores e sirenes. 

Para isso todos os cabos devem estar conectados à central, assim o alarme pode funcionar da forma mais sincronizada possível.

Se tiver alguma dificuldade com essa parte eletrônica é recomendado a ajuda de um profissional para que não existam falhas ou configurações incorretas que prejudiquem o funcionamento do alarme de sensor magnético.

Por último, realize testes: ligue o equipamento e verifique se o alarme é disparado toda a vez que os sensores magnéticos são separados e confira se não existem “brechas” — em alguns casos, o alarme para de fazer barulho quando as duas partes estão próximas, mas o portão ainda está aberto. Isso é algo que precisa ser testado e corrigido!

Uma outra opção bastante eficiente para ampliar a segurança das casas, condomínios e prédios, é o uso de fechaduras eletrônicas, que podem , inclusive, ser combinadas com alarme sensor magnético.

 

Sugestão de leitura: Você pode integrar segurança e tecnologia em seu imóvel aprendendo Como montar uma casa inteligente nesta matéria.

 

Onde encontrar dispositivos de alarme sensor magnético?

E aí, já escolheu quais dispositivos de segurança residencial você vai usar para proteger sua família?

Se ainda tem dúvidas, pode ser importante conversar com um profissional da área, que além de indicar as melhores opções de itens de segurança, vai criar um projeto que indica os melhores pontos de instalação. 

 

Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de Segurança e Comunicação e um departamento de Alarmes e Sensores de Presença, com as melhores ofertas do mercado. Confira as opções de Fechaduras Elétricas, Alarmes, Porteiro Eletrônico, Vídeo Porteiro e mais. 

Tudo isso sem você precisar sair de casa!  Você pode fazer suas compras no site com toda comodidade e segurança e receber os produtos onde estiver. Aproveite!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Como instalar um sensor de presença

como-instalar-sensor-presenca

| Elétrica

 

Aprenda o passo a passo de como instalar um sensor de presença, (com lâmpada, sem ou com interruptor) e conheça seus usos mais frequentes

 

A segurança da casa não se restringe apenas à proteção contra invasores. É importante ter uma boa iluminação para poder andar com segurança pela casa e evitar acidentes, principalmente com idosos e crianças. Por isso, os sensores de presença são bastante versáteis e úteis no dia a dia da casa, do escritório ou estabelecimento comercial. 

Um sensor de presença é um equipamento capaz de detectar os movimentos produzidos por pessoas e até animais. A partir da identificação de uma movimentação, ele pode ser combinado a outro equipamento — lâmpada, porta, alarme e gerador de névoa contra invasores — para disparar sua ação de maneira automática. É uma automação simples que funciona em ambientes domésticos, estabelecimentos comerciais, prédios corporativos, consultórios e clínicas médicas, entre outros.

Continue lendo e entenda como instalar um sensor de presença. Boa leitura!

 

Confira em nosso site: Sensores de Presença

Sensor-de-presenca-automatico-de-embutir-bivolt-Key-West

Sensor de presença automático de embutir bivolt Key West (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

Leia também: 3 modelos de interfone + benefícios da segurança residencial.

 

Como funciona um sensor de presença?

No momento em que o sensor de presença detecta o movimento, um dispositivo interno chamado de relé é acionado, fechando o circuito e permitindo a passagem da corrente elétrica. A eletricidade gerada vai acionar o elemento combinado ao sensor de presença. Dessa forma, ele pode:

– acender uma lâmpada;

– acionar um alarme sonoro;

– abrir uma porta de correr;

– disparar o gerador de névoa em sistema conta invasão.

 

Sensor-de-presenca-externo-Master-ASantos

Sensor de presença externo Master A.Santos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Geralmente, o sensor de presença é muito usado para acionar lâmpadas, principalmente em áreas residenciais. A entrada das casas e das portarias prediais, assim como o hall de condomínios, são locais úteis para instalar o acendimento automático de luz. Um eletricista é o profissional indicado para te ajudar nessa tarefa, mas caso você queira tentar fazer sozinho, mostramos abaixo as etapas de como instalar um sensor presença. 

 

Leia também: 7 dispositivos de segurança residencial para proteger a casa + dicas

 

Passo a passo para instalar o sensor de presença

Neste passo a passo, vamos mostrar como instalar o sensor de presença combinado a uma lâmpada. Esta é a instalação mais simples para tentar fazer sozinho em casa. Então, antes de começar, é importante desligar a corrente elétrica do circuito onde você irá trabalhar ou desligar o quadro geral, para não ter erro.

 

NUNCA faça nenhum trabalho elétrico, sem antes garantir que a fiação elétrica esteja totalmente desligada!

 

1) Sensor de presença com lâmpada (sem interruptor)

Neste caso, o controle do acendimento da lâmpada é feito exclusivamente pelo sensor, sem a instalação de um interruptor. Com esse esquema de instalação de sensor de presença, mantém-se um gasto mínimo de energia contínua para manter o circuito ativo.

Para fazer a instalação siga os seguintes passos:

1. Com os fios de alimentação expostos, identifique os fios neutro e fase do circuito elétrico;

2. Conecte esses fios nas respectivas entradas do sensor de presença, ou seja, cabo fase na entrada de fase e cabo neutro na entrada de neutro;

3. O próximo passo é incluir a fiação da lâmpada no circuito elétrico. Faça a ligação do cabo neutro na entrada compatível do receptor da lâmpada;

4. Em seguida, use um cabo de retorno para conectar a outra fase da lâmpada no sensor de presença. Dessa forma, as chances de choque durante a manutenção ou troca da lâmpada será menor.

 

esquema-sensor-presenca-lampada

Esquema de instalação do sensor de presença sem interruptor (Foto: Mundo Elétrica / Reprodução)

 

2) Sensor de presença com lâmpada (com interruptor)

Outra opção para instalar o sensor de presença é incluindo um interruptor como alternativa, para manter a luz acesa pelo tempo necessário. Essa pode ser uma opção para áreas internas da casa, por exemplo. 

1. Siga todo o passo a passo anterior para ligar o sensor de presença ao circuito elétrico do cômodo e depois conecte a lâmpada ao circuito e ao aparelho do sensor;

2. Para incluir o interruptor, é necessário um cabo derivado da ligação entre a lâmpada e o sensor (em preto na imagem abaixo). Esse cabo é colocado na primeira entrada do interruptor;

3. Em seguida, é necessário outro cabo derivado, para conectar o fio de fase que se liga ao sensor na segunda entrada do interruptor (em vermelho); 

4. Pronto! Dessa forma, você terá o sensor de presença e o interruptor funcionando em conjunto, o que permite manter a lâmpada acesa pelo tempo que precisar.

 

esquema-sensor-presenca-lampada-com-interruptor

Esquema de instalação do sensor de presença com interruptor (Foto: Mundo Elétrica / Reprodução)

 

OBS: verifique se a tensão elétrica é 110 v ou 220 v e cheque também a do produto, que precisa ser compatível com a existente na casa ou bivolt.

 

Leia também: Como instalar câmera de segurança: siga esse guia e evite erros.

 

Combinações com sensor de presença

No passo a passo acima, falamos de como instalar o sensor de presença combinado a uma lâmpada. Essa lâmpada pode estar posicionada na área externa da casa, como corredores laterais, jardins e entrada principal. É muito útil, principalmente à noite, para enxergar qualquer obstáculo. Também é útil nas áreas comuns da casa, como corredores, cozinha, área de serviço, dispensa, etc. O closet também é um cômodo onde o sensor de presença combinado com a luz é muito útil.

 

Sensor-de-presenca-para-embutir-Master-ASantos

Sensor de presença para embutir Master A.Santos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Alarmes de segurança

Lojas, clínicas médicas, consultórios, empresas usam bastante o sensor de presença combinado ao alarme sonoro. Assim, quando alguém se aproxima da porta, o alarme é acionado, alertando quem está dentro. 

 

Portas

É uma combinação muito usada em shoppings, para movimentar as portas de entrada, abrindo apenas quando necessário e mantendo o isolamento para o ar condicionado. 

 

Gerador de névoa

É um recurso de segurança que utiliza o sensor para liberá-lo, quando uma invasão é detectada. A névoa não é tóxica e em poucos segundos cobre totalmente o cômodo, neutralizando a invasão.

 

Sensor-de-presenca-de-teto-Master-ASantos

Sensor de presença de teto Master A.Santos (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Gostou das dicas de como instalar um sensor de presença?

Aprender como instalar um sensor de presença é bastante útil e você pode reproduzir em casa, se tiver uma experiência básica com elétrica. Na dúvida, contrate um eletricista para realizar a instalação! Para proteger a casa com as melhores soluções do mercado, confira a categoria completa de Alarme e Sensores de Presença no site da Telhanorte!

 

Conheça 3 modelos de interfone residencial

 

Edição de Murilo Bonício e Vinicius Marques

Conheça 3 modelos de interfone residencial

telefone-interfone-sem-fio-modelo-aparelho

| Segurança Residencial

Nessa matéria, mostraremos alguns modelos que você pode usar na sua residência para tornar a comunicação com quem chega mais segura e fácil

 

Segurança nunca é demais, certo? Por isso, os diferentes modelos de interfone residencial estão sendo cada vez mais procurados pelos donos de imóveis que querem maximizar a proteção de sua casa, bem como de seus pertences e bens materiais.

Se você ainda não escolheu entre os tipos tipos de interfones residenciais ou não faz ideia de qual o melhor porteiro eletrônico, continue lendo esta matéria.

 

3 modelos de interfone residencial

Entre os modelos mais simples e os mais sofisticados com sistema de vídeo embutido, existe um modelo de interfone que será o ideal para você! A escolha fica por conta do nível de comodidade que você quer ter, pois há modelos que só possuem sistema de voz e outros, como já citado anteriormente, contam com um sistema de vídeo integrado.

 

1. Interfone eletrônico analógico

interfone-eletronico-analogico

(Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Este modelo de interfone residencial é ideal para casas menores, mas que têm uma distância considerável do portão de entrada. É bastante popular por conta de seu custo benefício: uma boa opção de instalação e manutenção bastante simples. Se o quesito vídeo não for mandatório, este é o melhor interfone residencial para você. 

Sua composição tem os elementos básicos para uma comunicação segura e clara apenas através de voz: uma pequena caixa com botão é anexada na parte externa da casa e uma espécie de telefone pequeno é instalada no interior da residência.

Assim, quem chega apenas toca o interfone e pode se identificar. Já o morador pode abrir o portão sem muito trabalho – tudo com só um clique no botão acoplado ao telefone interno!

Um modelo de interfone simples, mas que atende o propósito, além de não abrir mão de qualidade e tecnologia – requisitos em que todas as fabricantes desses aparelhos investem cada vez mais!

 

2. Interfone digital com câmera

interfone-digital-com-camera

(Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Este modelos de interfone traz um diferencial: é possível identificar, através do sistema de vídeo, quem está na entrada da casa.

A instalação também é feita em duas partes, sendo que na parte externa, além da caixa de campainha, há a instalação de uma câmera colocada na altura adequada para identificar o visitante. Do lado de dentro, o layout do aparelho conta com uma tela para ver a imagem externa e um telefone com o botão para liberar a entrada.

A instalação é prática e pode ser feita na área da casa que você considerar mais adequada.

 

3. Interfone sem fio

internfone-residencial-sem-fio

(Foto: Intelbras / Reprodução)

 

Este é um modelo completo e bastante recomendado para residências, permitindo que você atenda a porta e libere a entrada independente do cômodo onde estiver.

A caixa do lado de fora possui apenas um botão como no primeiro modelo. O diferencial está no telefone que atende a chamada no interior da casa: este, diferente dos demais, é sem fio. Nele, estão acoplados os controles para comunicação e abertura do portão.

Algumas marcas possuem modelos que permitem encaminhar a chamada para um número de celular pré-programado, para que você possa liberar o acesso a casa remotamente!

 

Dois motivos para você adotar um sistema de segurança eficaz

A maior razão pela qual um proprietário deve considerar a instalação de um dos modelos de interfone residencial é que eles oferecem proteção aos membros da família contra intrusos. 

Ter um sistema de segurança ativo além do interfone, como alarmes e sensores de presença, aumenta ainda mais o nível de proteção.

 

Para alguns proprietários, a capacidade de manter um olho em sua casa, mesmo quando estão longe, é uma das maiores vantagens de ter um sistema de segurança residencial. 

Como a tecnologia evoluiu, muitos sistemas de interfone e monitoramento de vídeo agora permitem que os usuários controle através de seus computadores ou smartphones e acessem remotamente seu sistema de segurança residencial.

Esse tipo de sistema permite que o alarme residencial seja armado ou desarmado à distância, que o interfone seja atendido, que as câmeras sejam acessadas, que as luzes sejam acesas e apagadas e por aí vai…

 

Hora de escolher qual o melhor porteiro eletrônico para sua casa!

Escolher um dos modelos de interfone residencial é o primeiro passo para criar um sistema de segurança e comunicação eficiente na sua casa. Acesse a sessão completa com tipos de interfones residenciais no site da Telhanorte e escolha o modelo que mais gostar. Nossa equipe também está disponível pelo WhatsApp e pode te ajudar tirando suas dúvidas sobre os modelos de interfone. Boas compras!

 

Edição de João Victor Quintino e Murilo Bonício