tijolo | Blog Telhanorte

Diferenças entre estruturas pré-moldadas e pré-fabricadas

estruturas-pre-fabricadas-moldadas-obra-construcao-concreto-ferro-aco

| Materiais de Construção

Algumas pessoas se confundem um pouco ao determinar se uma estrutura de obra é pré-moldada ou pré-fabricada. Você sabe qual a diferença?

 

Segundo a ABNT NBR 9.062/2017, ambos os elementos são moldados previamente e fora do local de utilização definitiva. Os dois tipos de estrutura também passam por processos de testagem e qualificação antes de serem aprovados para uma obra.

No entanto, enquanto as estruturas pré-fabricadas são executadas e qualificadas em instalações industriais como fábricas, os elementos pré-moldados são feitos em um local do próprio empreendimento, exclusivos para a obra em questão.

 

imovel-construir-reformar-estudo-obra-analise-orcamento-investimento-projeto-construcao-reforma-planejamento

Construir ou reformar? (Foto: Sergey Nivens / Shutterstock)

 

Buscando materiais básicos para a obra?

Precisando de material de construção? Em nossas lojas físicas e no site da Telhanorte, você encontra blocos e tijolos; telhas, calhas e rufos; cimento, areia e pedra; aços para construção; colunas e balaústras; betoneiras e muito mais.

É profissional da obra e busca por material específico? Visite uma das unidades da Telhanorte PRO, a loja do profissional da construção. A loja é dividida em “Mundos”, seguindo a especialização profissional: construtor, eletricista, encanador, pintor, acabamento e ferramentas. Tudo com as melhores marcas e na quantidade que você precisa.

 

Veja também: Como fazer planejamento de obra? 5 dicas fundamentais

 

Por Vinicius Marques

4 tipos de cobogó para melhorar o décor dos ambientes

cobogo-madeira-decoracao-amadeirado-divisoria-sala-estar-ambiente-interno

| Decoração

Conheça o que é cobogó, como instalar e 4 principais modelos que irão revolucionar a decoração da sua casa nessa matéria

 

Ainda que muitos os associem ao passado, os cobogós estão voltando com força total, para dar um toque especial às casas contemporâneas. Moda entre quem gosta de decorações que misturam personalidade, luminosidade e um acessórios vintage, esses elementos vazados podem combinar com diferentes cômodos da sua residência.

Já pensou que charme fazer uma parede de cobogós separando a sala de estar e a cozinha? E se eles fossem colocados na sua área externa para, em contraste com suas plantas, estilizar a fachada?

 

tipos de cobogó

Cobogó metálico em cozinha industrial (Foto: Casacor / Revista Abril / Reprodução)

 

No texto de hoje, vamos apresentar 4 tipos de cobogó para melhorar a decoração dos ambientes:

Quer conhecer mais sobre eles e ficar por dentro do assunto? Siga com a gente!

 

O que é cobogó?

O cobogó é uma peça vazada que, normalmente, é feita de cimento ou cerâmica. Sua função é completar paredes, levando mais ventilação e iluminação aos mais diferentes cômodos de uma casa.

Quando adotado na decoração, deixa o design do ambiente mais bonito e despojado. Contar com os cobogós é deixar a estrutura do seu lar muito mais moderna e divertida. E, por isso, quando você conhece quais são os tipos de cobogó existentes, fica mais fácil mapear suas opções e comprar o certo sem qualquer arrependimento.

Em suma, a diversidade de cobogós, em suas mais diferentes cores e materiais, serve justamente para contemplar gostos distintos. E, quanto mais você conhecê-los, as chances de que você fique satisfeito com sua escolha aumentam.

 

Como instalar os cobogós?

Antes de passarmos para os tipos, é importante entender que a própria instalação dos cobogós é uma forma de determinar o estilo. Mas como? É simples!

Em muitos dos casos, cobogós com diferentes formatos podem ser combinados para dar um ar mais ousado. Em outros, mesmo que sejam peças iguais, elas até mesmo podem ser instaladas em posições alternadas, variando o desenho. A depender do seu gosto, qualquer uma dessas escolhas pode ser decisiva para dar o resultado que você espera para a sua casa!

De modo geral, para que, independentemente da sua opção, você possa fazer a instalação de forma adequada, é recomendado chamar um profissional especializado. Isso, porque a distância das peças deve ser minuciosamente calculada, para que fiquem firmes e não gerem rachaduras com o tempo.

Caso opte por fazer o trabalho sozinho, mesmo sem experiência, há o risco de arranhar os cobogós ou até mesmo quebrá-los. Portanto, tome cuidado nesse momento.

 

Quais os tamanhos mais comuns dos cobogós?

Em geral, as alturas dos elementos vazados podem variar de 30cm a 40cm. Já as larguras costumam variar de 60cm a 70cm.

As dimensões costumam ser similares aos dos tijolos. Ainda assim, eles são mais comuns de serem encontrados em formatos um pouco mais quadrados, o que também pode ser um diferencial estético.

Entre as cores disponíveis de cobogó, as mais comuns são branco, cinza, branco, preto, vermelho, azul, amarelo, verde e palha. Esse amplo leque de opções facilita e muito que você saia satisfeito com a sua escolha!

 

Veja mais em: Como usar cobogó na decoração da sua casa

 

Quais são os tipos de cobogó? Conheça os 4 principais

Os cobogós podem ser encontrados com desenhos internos variados, o que é fundamental para que ele façam tanto sucesso.

Você pode adquirir desde modelos mais tradicionais, com designs geométricos e que simulem pétalas de flores, até cobogós num estilo contemporâneo. Estes últimos, normalmente, seguem padrões mais ousados para dar uma maior personalidade à sua casa. Se sua intenção for por aí, eles são perfeitos para você!

Veja abaixo os principais modelos de cobogó:

 

1. Vidro

Um dos principais tipos de cobogó é o de vidro. Eles são ideias para quem deseja ter o máximo de luminosidade em um dos cômodos, seja uma cozinha mais moderna ou uma sala, por exemplo.

cobogo-vidro

Bloco de Vidro A: 20cm X L: 20cm Diamante Ibravir para cobogó (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

2. Cerâmica

Os cobogós de cerâmica são ideias para dar um estilo mais moderno à sua casa. Para isso, eles são encontrados em vários tipos de desenho e cores, o que contribui para que atendam aos mais diferentes gostos.

tijolo-vazado-cobogo

Cobogó de tijolo cerâmico (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Esmaltado

O cobogó esmaltado, por sua vez, é um feito de cerâmica e tem uma textura um pouco diferente em seu exterior. Muitas vezes, eles são mais brilhantes, sendo perfeitos para revitalizar espaços da sua casa que contam com tons mais opacos.

 

Cobogó Piazza

Cobogó Piazza esmaltado amarelo girassol Cerâmica Martins (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Concreto

Por fim, o cobogó de concreto é um dos mais tradicionais. Isso, porque, ao mesmo tempo em que traz leveza e luminosidade, ele traz a robustez do concreto. Por ser mais cru, costuma ser adotado em casas de estilo mais rústico.

É importante lembrar que esses 4 tipos de cobogó podem ser encontrados em diferentes formatos. Portanto, a partir do momento em que você define seu material preferido, é importante também fazer uma pesquisa dos modelos e dimensões.

Elemento-vazado-Cobogo-Flor-concreto-39x39x7cm-cinza-Ecobloco

Bloco de cobogó (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

E aí, já sabe qual é o seu preferido?

Depois de ter conhecido os 4 principais tipos de cobogó para renovar a decoração da sua casa, continue acompanhando mais materiais por aqui. E não se esqueça, a Telhanorte é a principal aliada para a revolução que você quer fazer no seu lar!

 

Edição de Murilo Bonício e Camila Alexandrino

Melhores revestimentos de parede externa | TOP 7

revestimento-3d-parede-externa

| Área Externa

Revestimento de parede externa em cerâmica, porcelanato, imitando madeira e até 3D. Desde os materiais mais resistentes até os mais sofisticados. Confira nosso Top 7!

 

Ter um cantinho ao ar livre dentro de casa é um privilégio cada vez mais cobiçado. E para investir na decoração de qualquer área exterior é fundamental conhecer os tipos de revestimento de parede externa disponíveis no mercado.

E não importa se você quer decorar uma varanda, um quintal ou até mesmo se está buscando revestimento de parede externa para piscina. Não faltam opções, para todos os tipos de gostos e bolsos.

Continue lendo e aprenda mais sobre os melhores tipos disponíveis no mercado!

 

7 tipos de revestimento de parede externa

Revestir paredes da área exterior da sua casa requer cuidados especiais, uma vez que estas ficam mais expostas ao sol a à umidade. Para evitar problemas de estética e de conservação, confira nosso guia com 7 tipos de revestimento de parede externa:

 

1. Cerâmica

Uma das opções mais procuradas é o revestimento de parede externa em cerâmica ou azulejo — como é popularmente chamado.

Possui grande variedade de cores e formatos, sendo largamente usada para imitar outros materiais. Enquanto os ladrilhos decorativos são perfeitos para ambientes internos, as lajotas são muito bem-vindas na área externa. Entre os principais modelos de lajotas de cerâmica estão a terracota e colonial vermelha, assim como as de barro e coloniais, que podem ser boas opções para um estilo mais clássico e rústicos.

Sua versatilidade e o custo benefício do material o tornam adaptável a quase qualquer projeto arquitetônico, especialmente os que recobrem as superfícies verticais e não sofrem muito atrito. Por isso, é um ótimo revestimento para piscinas, paredes, muros e fachadas. Há lajotas especialmente desenvolvidas para resistirem à imersão em água e em agentes químicos usados no tratamento de limpeza

 

Veja mais em: Qual piscina escolher: concreto, fibra de vidro ou vinil?

 

As vantagens de apostar nos revestimentos são inúmeras. Algumas principais são:

 

Outra vantagem é a fácil manutenção, bastando um pouco de água e sabão para deixá-las como novas.

Assim como os pisos e porcelanatos, os revestimentos de cerâmica para parede também podem ser escolhidos de acordo com suas características.

Dentre os diversos modelos de revestimentos de parede, você pode escolher entre três tipos de acabamentos:

 

Além disso, também é possível escolher:

 

Kit-de-revestimento-de-parede-decorado-Cube-Silver-acetinado-retificado-45x90cm-2-pecas-prata-Eliane

Kit de revestimento de parede decorado Cube Silver acetinado retificado 45x90cm 2 peças prata Eliane (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Revestimento-de-parede-Eliane-Patch-Brasilia-Solar-brilhante-retificado-C--29cm-L--29cm-amarelo-1643835

Revestimento de parede Eliane Patch Brasília Solar brilhante retificado C: 29cm L: 29cm amarelo (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Revestimento-Eliane-para-piscina-Java-Mar-Mesh-Boldo-Brilhante-C-75-cm-X-L-75-cm-1626426

Revestimento Eliane para piscina Java Mar Mesh Boldo Brilhante C:7,5 cm X L:7,5 cm (Foto: Eliane / Reprodução)

 

2. Porcelanato

O uso do porcelanato para revestimento de parede externa também está bastante difundido na decoração de exteriores, principalmente em sua versão natural – enquanto a versão polida é largamente utilizada para pisos internos.

Outra qualidade do porcelanato é sua capacidade de imitar outros materiais, como cimento, pedra e tijolo. Existe uma variedade de cores, formatos (placas, filetes, mosaicos) e diferentes acabamentos como:

 

Trata-se de um material muito resistente e impermeável. Essas características o tornam especialmente indicado para lugares com muita umidade, seja no piso ou parede externa.

Para quem quer criar ambientes únicos com esse material, aproveite para combinar piso porcelanato com revestimento do mesmo material.

 

Porcelanato-Tecnico-Patch-Damasco-Perola-acetinado-retificado-60x60cm-bege-Eliane

Porcelanato Técnico Patch Damasco Pérola acetinado retificado 60x60cm bege Eliane (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Mosaico-Portinari-Geographic-acetinado-retificado-C--298cm-x-L--298cm-mix-1435981

Porcelanato em Mosaico Portinari Geographic acetinado retificado C: 29,8cm x L: 29.8cm mix (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Mosaico-Portinari-Geographic-acetinado-retificado-C--298cm-x-L--298cm-preto-1433768

Porcelanato em Mosaico Portinari Geographic acetinado retificado C: 29,8cm x L: 29.8cm preto (Foto: Acervo / Terlhanorte)

 

Porcelanato-Eliane-Onix-Cristal-polido-retificado-C--1182cm-x-L--59cm-bege-1520962

Porcelanato Eliane Onix Cristal polido retificado C: 118,2cm x L: 59cm bege brilhante (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

3. Madeira

Uma tendência sempre em alta para revestimentos externos é a madeira. O material traz elegância para o ambiente, garantindo um toque rústico e natural, e pode ser combinado com vários conceitos arquitetônicos.

Se optar pela madeira, tenha em mente que elas precisarão ser tratadas, pois ficarão expostas ao sol e à chuva. Esse tratamento também facilitará a limpeza, que requer produtos apropriados para que o material seja conservado.

Há ainda a opção de revestimento de parede externo imitando madeira, principalmente para quem deseja mais durabilidade e menos gastos. Tenha em mente que um porcelanato ou uma cerâmica que imita madeira, por exemplo, deixará sua casa elegante e ainda ajudará na preservação do meio ambiente.

 

Porcelanato-Carvalho-Camel-matte-retificado-194x1182cm-madeira-Eliane-corte

Porcelanato Carvalho Camel matte retificado 19,4×118,2cm madeira Eliane para pisos e paredes (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Revestimento-de-parede-Leque-Legno-matte-retificado-32x100cm-madeira-Ceusa

Cerâmica para Revestimento de parede Leque Legno matte retificado 32x100cm madeira Ceusa (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Revestimento-de-parede-retificado-30x90cm-Clapboard-D-Oliver-Portobello

Tábuas de madeira simuladas em Revestimento de parede retificado 30x90cm Clapboard D’Óliver Portobello (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

4. Pedras

Para os interessados em um estilo mais rústico, a melhor pedida são as pedras naturais. A manutenção do material é simples e sua resistência às intempéries o tornam um ótimo investimento de longo prazo.

Ao contrário do que muitos acreditam, é possível apostar em pedras naturais tanto para pisos e revestimentos. No geral, elas podem ser usadas nas paredes da região da sala de estar, da churrasqueira, como revestimento de parede externa, e no chão próximo à piscina ou para decorar o jardim, como piso antiderrapante para quintal, piso para deck e bordas de piscina.

Há centenas de opções de pedras de revestimento de parede externa, como arenito, pedra mineira e pedra bruta branca, entre outras. Portanto, não será difícil encontrar uma que harmonize com o estilo da sua área externa

 

Veja também: Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações

 

Assim como no caso da madeira, outros modelos de revestimento imitam pedra, como cerâmica e porcelanato. Estes são mais fáceis de aplicar e custam bem menos que uma parede de pedras convencional. 

 

Pedra-Miracema-115x23cm-cinza-Sao-Jorge-514578

Pedra Miracema 11,5x23cm cinza São Jorge (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Piso-granito-40X40cm-preto-onix-064-AM-Granifera

Piso granito 40X40cm preto onix 0,64 AM Granífera (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Pedra-Madeira-115x23cm-amarelo-Sao-Jorge

Pedra Madeira 11,5x23cm amarelo São Jorge (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Cerâmica padrão pedra no Revestimento de parede retificado 63,1×43,7cm Filetado Quartz Jetplus Ceusa (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

5. Canjiquinha

Em relação ao uso de pedras naturais, o revestimento de parede externa canjiquinha merece um capítulo especial. Também conhecida como pedra São Tomé, devido à região em que é extraída, em Minas Gerais, o material é formado a partir de grãos de quartzo (família dos quartzitos). 

Características como grande resistência, alta absorção de água e propriedades antiderrapantes e antitérmicas ajudaram a popularizar a canjiquinha no universo da decoração de exteriores. Sem falar na variedade de cores e texturas.

 

quartzito-cores

Cores e padrões de quartzito Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Novamente, não deixe de considerar outros materiais mais baratos e de fácil manutenção que tenham o padrão da pedra São Tomé, como é o caso de porcelanatos e até papéis de paredes – sendo o segundo mais recomendado para áreas internas.

Para verificar essas e demais opções, acesse a loja virtual da Telhanorte ou visite uma das nossas unidades para uma experiência ainda mais completa e com produtos diversificados.

Porcelanato-Elizabeth-Quartzita-Beige-fosco-retificado-C--625cm-x-L--625cm-bege-1625799

Porcelanato Elizabeth Quartzita Beige Retificado C: 62,5cm x L: 62,5cm Bege (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Papel-de-parede-canjiquinha-marrom-52cmx10m-Revex

Papel de parede canjiquinha marrom 52cmx10m Revex (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

6. Tijolo

Outro material que preza pela durabilidade e fácil manutenção é o tijolo ou bloco cerâmico. O revestimento nesse estilo é ideal para quem deseja um estilo mais campestre, retrô ou industrial.

Além disso, é bastante comum combinar os tijolos aparentes com outros materiais, como a madeira, para caprichar ainda mais no visual. Mais uma dica preciosa é a aplicação de uma resina especial sobre os tijolos para deixarem com um aspecto imponente por mais tempo. 

 

Leia também: Parede de tijolinho rústico aparente: 5 dicas para usar sem errar 

 

E quem quer investir nesse estilo, mas não quer quebrar ou modificar estruturas, pode ficar tranquilo, pois há diversos tipos de revestimento imitando tijolo, com adesivos vinílicos – que diferente dos papéis de parede, podem ser molhados.

Já para os que querem uma peça coringa, tanto para a construção quanto para a decoração, a melhor opção é usar os os tijolos de vidro. A peça garante ótimo isolamento térmico e acústico e possuem  boa entrada de luminosidade ao espaço.

Os blocos de vidro são geralmente usados para detalhes das construções, como paredes para divisão de ambientes e entradas de luz. Outro uso é na construção de balcões que separam a copa da cozinha, em detalhes no banheiro, vestiários, construção de deques de piscina e muitos outros meios.

 

tijolo

Bloco cerâmico 14x19x29cm Nova Conquista Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Adesivo-de-Azulejo-45x60cm-Tijolo-Branco-Grudado-1770640

Adesivo de Azulejo 45x60cm Tijolo Branco Grudado (Foto: Grudado / Reprodução)

 

Bloco-de-vidro-Rio-20x10cm-C-Ibravir

Bloco de vidro Rio 20x10cm C Ibravir (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

7. 3D

Deixamos para o final uma alternativa interessante para quem busca um padrão moderno: o revestimento de parede externa 3D.

Isso mesmo! Três dimensões, graças à utilização de materiais que dão uma sensação de movimento. Normalmente, esse revestimento em alto relevo é feito com peças de cerâmica, fabricadas especificamente para esse fim.

No entanto, há uma infinidade de materiais que podem ser usados nesse estilo, com uma série de acabamentos e formatos, sendo o design geométrico o mais popular.

 

Adesivo-de-Azulejo-45x60cm-3D-Triangulos-Grudado-1770659

Adesivo de Azulejo 45x60cm 3D Triângulos Grudado (Foto: Grudado / Reprodução)

 

Encontre seu revestimento na Telhanorte

Após conhecer todos esses tipos de revestimento para parede externa, você já está pronto para visitar o site da Telhanorte e escolher o modelo ideal para sua casa. Além das paredes, você também encontrará vários tipos de piso para área externa para deixar o serviço completo!

Visite a seção de Revestimentos e faça sua encomenda. Lá você encontra as melhores marcas e ofertas em até 8x sem juros, com entrega para todo o Brasil. 

 

Edição de Murilo Bonício e João Victor Quintino

Conheça os principais tipos de blocos de construção

parede-muro-tijolos-barro-ceramica

| Construção

Que o tijolo é a base de qualquer construção, todo mundo já sabe! Mas você sabia que existem diferentes tipos de tijolos e que cada um tem um uso específico dentro de uma obra?

 

Antes de começar a construir ou reformar, indicamos que você leia este guia com os tipos de tijolos em destaque no mercado. Pode parecer bobagem, mas é fundamental entender o básico de cada material, para garantir que os seus resultados sejam alcançados.

 

Blocos de cerâmica

Aquele tijolo tradicional e marrom, que você vê em toda obra, é um tijolo de cerâmica. Sua matéria-prima é basicamente o barro, permitindo um custo relativamente baixo. Além disso, possui alta resistência e um bom desempenho térmico. Por esses fatores se tornou o grande líder de mercado.

Um dos pontos negativos, entretanto, é a falta de padrão entre cada tijolo, o que pode gerar prejuízo para a obra, uma vez que é necessário quebrá-lo para poder realizar o encaixe correto das peças.

 

1. Tijolo baiano

É uma variação do tijolo de cerâmica. Ele possui 6 ou 8 furos e conta com ranhuras em suas laterais externas, o que melhora a aderência da argamassa. Como não possui boa resistência, ele é muitas vezes usado apenas para o fechamento de um projeto.

 

 

2. Tijolo maciço cerâmico

Os principais benefícios desse tipo de tijolo são:

– melhor acabamento;

– maior resistência;

– menor porosidade.

Sabe aquela parede de tijolos aparentes? Na maioria das vezes, elas são feitas com esse tipo de tijolo, pois ele deixa o acabamento mais bonito. Inclusive, esse tipo de parede é um dos itens principais do estilo industrial. Ele também não apresenta os orifícios comuns dos outros 2 tijolos que citamos anteriormente, o que permite maior isolamento térmico e acústico. É muito usado para decoração, sendo pouco utilizado e recomendado para a estruturação de paredes.

Os principais defeitos do tijolo maciço são o alto gasto de argamassa e a necessidade de mais tempo para finalizar a alvenaria.

 

 

3. Tijolo laminado

Esse modelo de tijolo é ótimo para muros e área externa. Ele pode ser encontrado tanto com furos quanto maciço e o que o diferencia dos demais tijolos é que sua superfície é laminada, tornando-se lisa. Ele apresenta uma ótima capacidade de isolamento termoacústico.

 

4. Tijolo refratário

O tijolo refratário é muito utilizando na construção de churrasqueiras, devido à sua alta resistência e baixa condutividade ao calor, além de funcionar como um isolamento termoacústico.

 

 

5. Bloco de concreto comum

Devido ao seu peso e massa, os blocos de concreto possibilitam um bom isolamento acústico, além de possuir outras vantagens como uma boa padronização (diferente do tijolo de cerâmica tradicional) e alta resistência. É também um tipo de bloco que precisa de menos argamassa, gerando mais economia em sua obra.

 

 

6. Bloco de concreto celular

Ao contrário do que o nome pode te fazer imaginar, esse bloco é leve e parece uma espuma dura.  É bastante útil para criar divisões, mas não tem quase isolamento acústico nenhum. É indicado para construções cujos locais não suportam estruturas pesadas, justamente pelo fato desses blocos serem leves.

 

 

7. Tijolo ecológico

Ele dispensa a queima do barro, é construído a partir do solo local, cimento e água, por isso é conhecido como tijolo ecológico. Também consome menos argamassa do que outros tipos de tijolos. Esse modelo tem dois furos em seu interior, necessários para a instalação de toda a parte elétrica da obra e não é indicado para a construção de vigas e pilares.

 

 

8. Bloco de vidro

Nossos dois últimos tipos de blocos são opções para decoração dos ambientes da casa. Além de decorarem, os blocos de vidro também são utilizados para compor e dividir ambientes. Possuem um custo elevado, por isso são usados em pequenos trechos da parede. Eles são ótimas opções para quem deseja aproveitar a luz natural, ao mesmo tempo, em que mantém certa privacidade.

 

 

9. Cobogó

O cobogó é um bloco vazado e tem uma vantagem clara sobre o tijolo de vidro: além de permitir passar a luz, também ajuda na ventilação de ambientes. Ele é muito utilizado na criação de ambientes diferenciados e sofisticados.

 

Leia mais: 4 tipos de cobogó para melhorar a decoração dos ambientes

 

 

E aí? Já sabe de qual bloco você precisa para a sua reforma? Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de blocos e tijolos. Faça seu pedido sem sair de casa e receba tudo no local indicado!

Não esqueça que só aqui na Telhanorte você encontra a maior variedade de materiais para construção, com o melhor preço do mercado. Acesse e confira!

 

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino

5 tipos de pisos para a área externa da sua casa

porcelanato-ambiente-externo-garagem-resistencia-piso-chao

| Área Externa

Você está construindo sua casa e não sabe qual piso utilizar na área externa? Entenda mais sobre a seguir

 

Você finalmente está realizando o sonho da casa própria. Escolheu um bom terreno, planejou com cuidado a divisão de cada cômodo, pensou na segurança e reservou um bom espaço para o terraço. Mas agora bateu uma dúvida sobre os tipos de pisos para a área externa?

Quando se trata de materiais, geralmente, as áreas externas são feitas de um dos cinco materiais básicos que vamos falar nesta matéria. Contudo, vale lembrar que o material escolhido será determinado por preferência pessoal, a localização da área, seu orçamento e o tamanho do espaço ao ar livre, além do que está disponível ou é possível comprar e trazer até o local da obra.

1. Tijolo

O tijolo, feito de uma mistura de argila e outros materiais, é resistente, dura muito tempo e possui um visual elegante e clássico que combina com diversos estilos arquitetônicos e paisagísticos.

Versátil, pode ser usado como piso para área externa, para paredes e como borda. Funciona tanto para paisagens formais quanto rústicas, criando visuais variados.

 

piso-area-externa-tijolo

Piso em tijolos (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Prós do piso de tijolo

 

2. Concreto

Seria difícil encontrar um tipo de piso mais versátil e adaptável do que o concreto. Este material combina uma mistura de areia, água, cimento e cascalho e oferece ainda mais opções de uso do que o tijolo.

Ao usar formas bem construídas, o concreto pode ser moldado e se adaptar a praticamente qualquer formato de superfície.

Além disso, você pode fazer o piso para área externa com o material e pintar para dar acabamento ou deixar au natural e aproveitar a aparência rústica do concreto.

 

piso-area-externa-concreto

Piso em concreto (Foto: Pinterest / Reprodução)

 

Prós do pisos de concreto

 

3. Azulejo de porcelana e cerâmico

Existe algo mais bonito que utilizar pisos de pedra para o ambiente externo? Na verdade, sim! Pisos que imitam o efeito de pedra, mas feitos de azulejo cerâmico ou de porcelana!

Especificamente os porcelanatos para área externa, são mais duráveis do que os de pedras naturais, dependendo da classificação do PEI (Porcelain Enamel Institute), um índice que avalia a quantidade de tráfego que uma superfície cerâmica pode receber.

 

piso-area-externa-porcelana-porcelanato-ceramico-

Piso de porcelana (Foto: Biancogres / Reprodução)

 

Prós do piso de azulejo de porcelana e cerâmico

 

4. Deck de madeira composta

Os decks de madeira podem dar ao seu espaço ao ar livre um toque rústico, caseiro ou um visual chique e moderno. Como sabemos, a madeira é atemporal, ou seja, caso você opte pelo deck, seu ambiente sempre estará lado a lado com a moda.

Uma das opções que imita o deck de madeira é, por exemplo, os pisos de vinil. Porém, uma vantagem do piso de vinil é que ele dispensa todo o trabalho que se tem ao utilizar um deck de madeira.

 

piso-area-externa-deck-de-madeira

Piso deck de madeira (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Prós dos decks de madeira composta

 

5. Pedras naturais

Também conhecida como telha de pedra, a pedra natural mais vendida no mercado é semelhante à lajota, embora seja cortada em formas quadradas ou retangulares.

Devido à sua forma geométrica e layout, elas são usadas para aplicações mais formais do que as lajotas com cortes desiguais.

Este tipo de piso tem variantes conhecidas como blocos belgas, blocos de pedra ou paralelepípedos, sendo esses últimos normalmente usados em pequenas áreas ou como rebordos para outros materiais como tijolos, granitos ou lajotas.

 

piso-area-externa-pedras-naturais

Piso feito em pedras naturais (Foto: Casa e Festa / Reprodução)

 

Algumas pedras naturais usadas como pisos para área externa são:

 

Leia também: Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações

Como você acabou de ler, existem diversos tipos de pisos para o seu ambiente externo, cada um com sua proposta! A escolha se resume a localização, preferência pessoal e orçamento.

Se você já decidiu e está pronto para realizar a compra, confira nossa seção completa de Pisos e Revestimentos com tudo que você precisa para sua obra, desde acabamentos para piso, argamassa e rejunte até pastilhas, pisos, porcelanatos e muito mais!

 

Edição de João Victor Quintino e Murilo Bonício