urban jungle | Blog Telhanorte

Urban Jungle: traga a natureza para dentro de casa

urban-jungle-muitos-vasos-com-plantas-decoração-sala-de-estar

| Decoração

Que tal ter o frescor e a beleza das plantas dentro da sua casa, todos os dias? Saiba mais sobre o conceito de Urban Jungle e aprenda como reproduzir essa tendência que traz a natureza para dentro do seu lar. Gostou da ideia? Então continue a leitura para saber mais!

 

O que é Urban Jungle?

O termo, derivado da língua inglesa, significa “floresta urbana”.  Trata-se de uma tendência de decoração que está ganhando cada vez mais espaço e adeptos, e que consiste em trazer o verde para dentro dos ambientes. Dessa forma, é possível ter o equilíbrio perfeito entre o concreto dos grandes centros urbanos e o convívio com a natureza.

É difícil encontrar alguém que não gosta de ar fresco e daquele cheiro característico de natureza quando você está no interior, né? Quem traz o conceito da Urban Jungle para dentro de casa logo descobre que é possível resgatar essa sensação ao se render a essa tendência.

plantas-vasos-urban-jungle-varanda-jardim-vertical

Que tal montar um jardim vertical na varanda? (Foto: Reprodução/Casa e Jardim)

 

Além do charme que atribui ao espaço, ter sua própria “floresta” dentro de casa traz inúmeros benefícios, tais como:

Mas como se beneficiar de tudo isso e ainda deixar a sua casa linda, organizada e confortável? Como exemplos de Urban Jungle, podemos citar a criação de um jardim vertical ou a distribuição de (muitos) vasos nos ambientes.

No entanto, é preciso escolher as folhagens e adereços certos para conquistar um visual harmônico. Para você não se confundir na hora de montar sua floresta urbana, preste atenção nas dicas abaixo:

 

1. Defina o espaço que vai receber a sua Urban Jungle

Os vasos com plantas podem ser espalhados por todos os cômodos da sua casa: sala, varanda, cozinha, banheiro, quarto, hall de entrada, embaixo da escada, lavanderia… Mas antes de sair preenchendo os espaços é preciso considerar algumas questões, como: circulação, iluminação e ventilação. Esses quesitos influenciam diretamente no tipo de folhagem a ser escolhida.

plantas-vasos-urban-jungle-sala-de-estar

Na sala de estar, abuse de plantas pendentes em prateleiras e espalhe vasos pelos móveis e piso (Foto: Reprodução/Minha Casa)

 

2. Escolha as plantas certas para cada ambiente

Como na maioria das vezes estamos falando de decoração interna, é fundamental optar por aquelas que se desenvolvam bem em ambientes fechados.

Por isso, antes de comprar, pense nas seguintes questões: o local onde a planta será colocada recebe algum tipo de luz solar? Tem boa ventilação? Essas informações são essenciais, pois algumas plantas respondem melhores a esses estímulos do que as outras.

De modo geral, as plantas de sombra ou meia-sombra são as mais indicadas para ambientes internos, pois elas conseguem crescer e se manterem saudáveis apenas com a incidência indireta do sol. A boa notícia é que existem várias espécies que fazem parte desse grupo. Veja alguns exemplos:

planta-urban-jungle-samambaia

Samambaia

 

3. Considere o tempo que você terá para cuidar das plantas

Se a sua rotina for corrida, deixando pouco tempo para cuidar das plantas, o melhor é optar pelas mais resistentes, aquelas que necessitam de menos manutenção, como os cactos e as suculentas.

No entanto, ainda que você adquira as espécies menos sensíveis, é essencial verificar como suas plantas estão. Periodicamente, analise a cor das folhas, se elas precisam de alguma adubação extra, retire folhas secas, entre outros detalhes. Quem sabe você não descobre um novo hobby?

plantas-vasos-urban-jungle-cactos-suculentas

Vaso com cactos e suculentas (Foto: Reprodução/Elo7)

 

4. Utilize mais folhagens do que flores

Quando você ouve a palavra floresta, qual a primeira imagem que vem à sua mente? Caso a resposta tenha sido um “espaço com muitas folhas verdes de tamanhos diversos”, você está no caminho certo para montar sua selva particular!

Não que as flores não possam completar a decoração, mas quem busca saber o que é Urban Jungle, logo vê que o conceito costuma ser melhor aplicado quando se dá preferência às folhagens, especialmente as médias e grandes.

plantas-vasos-urban-jungle-costela-de-adão

Costela-de-adão (Foto: Reprodução/Studio Lab-Decor)

 

5. Complemente com outros elementos

Não apenas de plantas é composta uma Urban Jungle. Para ter uma experiência completa, você pode complementar a decoração da sua casa com outros itens que remetam à natureza, como:

plantas-vasos-urban-jungle-quarto

Espalhe vasos de diferentes tamanhos pelo quarto e deixe a natureza mais perto de você (Foto: Reprodução/Revista Evoke)

 

6. Misture estilos

Assim como em uma floresta de verdade, o ideal é misturar vários estilos. Ao invés de comprar todos os vasos iguais, por que não mesclar cores, tamanhos e formatos distintos?

O mesmo vale para as plantas: nada de adquirir várias unidades da mesma espécie. O que deixa o ambiente ainda mais charmoso e único é justamente a mistura de tamanhos, formatos e tonalidades das folhagens.

Lá vai uma dica extra: ainda que a ideia seja misturar estilos, é fundamental que os elementos conversem entre si, garantindo um espaço harmônico e convidativo.

plantas-vasos-urban-jungle-arvore-da-felicidade

Árvore-da-felicidade (Foto: Reprodução/Cliente)

 

Onde comprar itens para a sua Urban Jungle?

Agora que você sabe o que é Urban Jungle e como aplicar essa tendência em casa, que tal comprar alguns dos itens e começar a montar a sua selva particular?

Na Telhanorte você encontra diversos modelos de vasos, jardineiras, cachepots, ferramentas para jardinagem, além de uma variedade imensa de tintas e corantes para ambientes internos e externos.

Visite uma de nossas lojas físicas espalhadas ou, se preferir, acesse nossa loja virtual. Lá, você pode escolher todos os produtos que precisa e comprar diretamente pelo site, WhatsApp ou televendas!

Não se esqueça de conferir nossa sessão Outlet, com descontos imperdíveis, e realize suas compras com o cartão Telhanorte para ter ainda mais benefícios!

 

Edição de João Victor Quintino e Stéphanie Durante