varejo | Blog Telhanorte

Ferramentas essenciais para fazer pequenos reparos

| Ferramentas

Todos conhecemos aquele famoso “faz tudo”, e dessa vez foi pensando nele que escrevemos essa matéria! Descubra quais as ferramentas essenciais para fazer pequenos consertos

 

Seja o seu pai, um avô ou o irmão mais velho, em todo lugar tem aquele que adora trocar uma lâmpada e consertar uma torneira que está pingando. Foi pensando em facilitar a vida desses rapazes que poderiam ser chamados de ” os reis da gambiarra “ que separamos uma lista com algumas ferramentas indispensáveis para guardar em casa.

Confira abaixo:

 

Chave de fenda

É difícil encontrar alguém que contrataria um profissional apenas para apertar ou afrouxar um parafuso não é mesmo? E por isso é de extrema importância ter uma chave de fenda em casa, assim, quando houver a necessidade de fazer um pequeno reparo, como por exemplo este citado no início do parágrafo, você estará preparado!

Chave-de-fenda-1-4X4--com-ponta-chata-amarela-Tramontina

Chave de Fenda Tramontina Yellow de ponta chata (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Martelo

Existe uma variedade de martelos no mercado. Temos o martelo borracha, martelo pena, martelo bola, etc. Porém, quando falamos em pequenos ajustes em casa, o martelo de unha pode ser o mais adequado. Se você quer remover ou pregar algo na sua parede, esse modelo é que vai te auxiliar com excelência.

martelo-tramontina

Martelo de unha 20mm aço especial cinza Tramontina (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Alicate universal

O alicate é uma ferramenta indispensável no armário de ferramentas de qualquer casa. Essa ferramenta tem como principal função, dobrar a força que você coloca sobre ele, tornando-o super eficaz na hora de cortar objetos, apertar e até mesmo entortar materiais bastante resistentes como por exemplo o aço.

 

Alicate-universal-8--Novipro

Alicate universal 8″ Novipro (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Trena

Quer comprar um móvel online mas não sabe se vai caber ? É ai que a trena entra para te ajudar!

Uma ferramenta responsável por medir com precisão objetos e ambientes. Pequena, fácil de guardar e que pode ser a sua melhor amiga em momentos de reforma, a trena com certeza é algo que você vai querer manter por perto.

trena-Tramontina

Trena 5 M Tramontina (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Furadeira

O nome autoexplicativo já diz tudo, a furadeira tem como sua principal função furar, mas você sabia que ela possui outras funções além dessa? Pois é, entre elas temos lixar, parafusar até mesmo serrar objetos.

Ter uma furadeira em casa é estar preparado para encarar pequenos e até grandes reparos.

 

Furadeira-impacto-hammer-c--maleta-10mm-3-8----500w---110v-1773054

Furadeira impacto hammer com maleta (Foto: Telhanorte / Reprodução)

 

Leia também: Organizar ferramentas: 7 opções simples e práticas

 

E falando em ferramentas, já escolheu uma para presentear o seu pai nesse dia dos pais? Ainda da tempo de dar um pulinho na Telhanorte mais próxima da sua casa e comprar um presente bem bacana para aquele que está sempre disposto a pregar uma prateleira ou montar aquela mesinha que você comprou no nosso site (nem que saia meio errado). Então, se o seu pai é um rei da gambiarra, esperamos por você. Ficaremos felizes em ajudar a escolher a ferramenta perfeita!

Nós da Telhanorte desejamos a todos os pais e figuras paternas um ótimo e especial dia dos pais, e não se esqueça, deu na telha presentear o seu pai nesse dia dos pais? Tem na Telha!!

 

Por Carolina Oliveira | Edição por Veronicca Fernandes

4 formas de utilizar mantas na decoração

| Decoração

Está em busca de um ambiente aconchegante para esse inverno? Confira 4 dicas de como adicionar mantas à decoração da sua casa

 

Chegou a hora das mantas invadirem a decoração da sua casa, tanto nas camas, no sofá ou cadeiras, de áreas internas ou externas. Esse produto pode ser encontrado em cores vibrantes, neutras, com ou sem estampas, franjas e em diversos tecidos. Graças a essa enorme variedade, as mantas prometem deixar os ambientes da sua casa ainda mais elegantes, quentinhos e o melhor de tudo, com a sua cara!

 

1. No sofá

A forma mais comum de encontrarmos mantas na decoração é forrando sofás e cadeiras. Você sabia que além de dar cor e elegância para o ambiente, a manta também ajuda a proteger o estofamento? Para quem possui pets dentro de casa ou até mesmo crianças, é uma ótima forma de preservar o sofá.

 

Manta felpuda forrando sofá. Imagem:animalsmatter.com/Reprodução)

Manta felpuda forrando sofá (Imagem: animalsmatter.com/Reprodução)

 

2. Na parede

Se você está afim de ousar um pouco na decoração, pregar mantas na parede pode ser uma ótima ideia para inovar e ainda manter o seu cômodo mais quentinho.

 

Mantas decorando a parede (Imagem:tuacasa.com.br/ Reprodução)

Mantas decorando a parede (Imagem: tuacasa.com.br/ Reprodução)

 

3. Cestos decorativos

Outra ideia de decoração com mantas é colocá-las dobradas dentro de cestos, assim elas ficam a sua disposição enquanto decoram o ambiente de uma forma diferente e com muito charme.

 

cestos decorativos (Imagem: Pinterest.com/Reprodução)

cestos decorativos (Imagem: Pinterest.com/Reprodução)

 

4. Bagunçadinho

Se você é uma pessoa mais despojada e não é muito ligada em organização, não precisa se preocupar em ficar dobrando as mantas a todo momento, afinal, o charme está em manter o ambiente a sua cara, não é mesmo? A principal função da manta é te manter aquecido em dias frios, e por isso tudo bem se você se cobrir e depois deixá-la em cima do móvel esperando a sua volta!

 

Manta rosa mediterrânea (Imagem: arterama.com.br/ ]reprodução)

Manta rosa mediterrânea (Imagem: arterama.com.br/ ]reprodução)

 

Leia também: 5 Dicas para deixar o seu lar aconchegante em dias frios

 

E ai, já sabe qual desses tipos de decoração tem mais a ver com você? Então está na hora de correr para a Telhanorte e escolher sua manta preferida para passar o inverno.

Não se esqueça, se deu na telha decorar para o inverno, tem na Telha!!

 

Por Carolina Oliveira | Edição Stéphanie Durante

 

 

 

Projete-se, da Telhanorte, cria imagem 3D para ajudar na reforma

| Área Externa

Saiba mais sobre o serviço de consultoria técnica gratuita que te auxilia a entender quais as melhores soluções e produtos para o ambiente dos seus sonhos

 

Quer reformar um cômodo da casa mas não sabe como combinar os revestimentos ou tem dificuldade em imaginar como o ambiente ficará depois de pronto? Quem é cliente da Telhanorte pode contar com uma baita ajuda! O Projete-se é um serviço gratuito, disponível em mais de 20 lojas da nossa rede, em que designers e projetistas especializados oferecem uma assessoria técnica, apresentam novas tendências e produtos e sanam dúvidas sobre tais assuntos.

 

O que o Projete-se oferece?

Esse serviço reúne referências de produtos e fornecedores que fazem parte do mix da Telhanorte. Além de prover ao cliente uma experiência única e inovadora de “conhecer” seu ambiente dos sonhos através de um óculos de realidade virtual, o serviço entrega um projeto de ambientação em 3D, que possibilita que o cliente veja seu cômodo já decorado antes de dar seguimento ao serviço no real local escolhido.

 

Quarto projetado pelo Projete-se ( Imagem: Telhanorte/ Reprodução)

Imagem ambientada de quarto criada pelo Projete-se ( Imagem: Telhanorte/ Reprodução)

 

Algumas unidades contam ainda com o Espaço Coworking, que possui uma infraestrutura de apoio aos profissionais de obra para melhorar o atendimento ao cliente, contando com mesas, monitor e wifi. Além disso, o local possui equipamentos e mobiliários que permitem testar uma diversidade de combinações entre produtos, cores, texturas e até mesmo a iluminação do ambiente.

Local de atendimento Projete-se unidade Tiradentes ( Imagem: Telhanorte/ Reprodução )

Local de atendimento Projete-se na unidade Telhanorte Tiradentes, em Londrina (Imagem: Telhanorte/ Reprodução)

 

Confira em quais lojas da Telhanorte você encontra o Projete-se:

São Paulo – região norte:                   

São Paulo – região Sul: 

Interior de São Paulo:

Minas Gerais:

Paraná: 

 

Antes e depois de ambientes criados pelo Projete-se

 

Sala ambientada pela profissional Thaiene Duarte:

 

(Imagem: Projete-se/Reprodução)

Sala de jantar (Imagem: Projete-se/Reprodução)

 

Cozinha ambientada pela profissional Thais Olimpio: 

 

Cozinha antes e após reforma (Imagem:Projete-se/Reprodução)

Cozinha antes e após reforma (Imagem: Projete-se/Reprodução)

 

Agora que você já tem conhecimento sobre os serviços do Projete-se, que tal dar um pulo em uma das unidades que possuem esse serviço para bater um papo com nossos profissionais sobre o seu ambiente dos sonhos? Esperamos por você!!

 

Por Carolina Oliveira | Edição Stephanie Durante

Iluminação: Deu na telha renovar? Tem na Telha!

| Decoração

Uma boa iluminação ajuda a compor qualquer ambiente, tornando-o mais bonito e funcional. Entenda melhor a importância de iluminar bem o seu lar

Quando o assunto é uma boa iluminação, imediatamente associamos à lustres e lâmpadas, e pensando nisso, que tal conhecer um pouco mais sobre esses produtos? Fique conosco nessa matéria e mergulhe nesse assunto!

 

Tipos de Lâmpada 

 

 

 

 

Tipos de iluminação ( Imagem: Arianabraga.com/ Reprodução )

Tipos de iluminação ( Imagem: Arianabraga.com/ Reprodução )

 

Iluminação Natural

 

Outra forma bem legal de iluminar o ambiente é através da iluminação natural, que pode ser bem aproveitada principalmente em dias de sol. Além de trazer vida ao ambiente, essa forma de iluminação é uma grande aliada quando o assunto é economizar energia.

Algumas dicas para você que está construindo e quer usar e abusar da luz solar na sua casa, é apostar em grandes janelas e até mesmo em claraboias e  teto de vidro. É fácil perceber que de uns tempos pra cá a quantidade de casas que estão sendo projetadas para utilizar iluminação natural vem crescendo com força, e vale lembrar que não apenas em dias de sol, mas também no inverno as janelas de vidro trazem benefícios. Em caso de dias gelados, o vidro age de tal forma que acaba transformando o ambiente em uma grande estufa, mantendo-o mais aquecido.

 

Sala de estar com iluminação natural ( Imagem: visionagi.co.uk/ Reprodução)

Sala de estar com iluminação natural ( Imagem: visionagi.co.uk/ Reprodução)

 

Tipos de luminárias

A variedade de luminárias disponíveis no mercado vem crescendo cada vez mais, pensando tanto no design quanto na funcionalidade. Veja abaixo alguns exemplos:

 

Leia também: Iluminação: como escolher a luminária adequada?

 

 

Plafon-Sobrepor-home-LED-quadrado-12W-6K-bivolt-Bronzearte

Plafon sobrepor Bronzearte Home LED quadrado 12W 6K bivolt (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

 

sala com lustre grande compondo a decoração ( imagem: construindominhacasaclean/ Reprodução)

sala com lustre grande compondo a decoração ( imagem: construindominhacasaclean/ Reprodução )

 

 

área-externa-piscina-arandela

Muro em volta da piscina com arandela externa na parede (Foto Viva Decora / Reprodução)

 

 

Lustre de iluminação direcionada ( Imagem: BlogDecorLumen.com.br/ Reprodução )

Lustre de iluminação direcionada ( Imagem: BlogDecorLumen.com.br/ Reprodução )

 

Agora que você entende um pouco melhor sobre iluminação, é hora de correr para o site da Telhanorte ou para a loja mais próxima da sua casa! Você encontra diversos modelos de lâmpadas e luminárias e também pode contar com a ajuda de nossos especialistas. E não se esqueça, deu na telha mudar a iluminação da sua casa? Tem na Telha!!

 

Deu na telha? Tem na Telha

 

 

Por Carolina Oliveira | Edição Stéphanie Durante

Prós e contras do piso laminado

| Decoração

O piso laminado foi pensado para ser uma opção prática, econômica e sustentável. Entenda nessa matéria os prós e contras desse tipo de revestimento

 

Produzido a partir de Pinus e Eucalipto, o piso laminado é um dos principais modelos produzidos através da madeira. Esse revestimento pode ser encontrado em dois tipos, sendo eles o HDF e o HPP, que são diferentes substratos de madeira, e ambos possuem uma alta resistência contra impactos.

O piso laminado tem conquistado o seu espaço no mercado com todos os seus prós, mas para entender um pouco mais sobre esse produto antes de optar por usá-lo, fique com algumas vantagens e desvantagens que podem ser importantes para a sua decisão final.

 

Piso laminado em quarto infantil (imagem: Vivadecora.com/reprodução)

Piso laminado em quarto infantil (imagem: Vivadecora.com/reprodução)

Vantagens

 

1- Isolante térmico
O piso laminado proporciona um conforto maior para andar descalço até mesmo em dias frios, perfeito para crianças que estão treinando os seus primeiros passos.

2- Fácil limpeza
Um aspirador de pó e uma vassoura macia resolvem quase todos os seus problemas. Em caso de manchas, um pano úmido já resolve.

3- Ecológico
É feito de madeira reflorestada.

4- Não atrai cupins
Produzido com componentes químicos contra ataque de pragas.

5- Hipoalérgico
Ideal para quarto de recém-nascidos e pessoas com problemas de alergia crônica.

6- Baixo custo
Além de ser um produto mais em conta, ele imita fielmente pisos de madeira natural, além de possuir uma variedade de cores e texturas.

7- Resistente
O fato de ser protegido por resina de melanina torna esse produto resistente a danos.

8- Fácil aplicação
O piso laminado possui duas formas de instalação: adesivo e encaixe. Ambos podem ser instalados sobre um piso existente ou diretamente no contrapiso, e não dependem de mão de obra específica, você mesmo consegue instalar.

9- Alta durabilidade
O piso laminado possui uma vida útil de aproximadamente 15 anos.

 

Desvantagens

 

1- Não resistente à água
O contato com a água pode danificar o revestimento, sendo assim contraindicado para áreas externas e casas com animais domésticos, pois a urina do animalzinho pode danificar o piso.

2- Desconforto acústico
Por ser um piso flutuante é comum emitir um som “oco” ao pisar com sapatos de salto alto.

3- Sujeito a desbotamento
O piso laminado pode sofrer descoloração se exposto ao sol, por isso esse tipo de piso não é indicado para ambientes externos.

 

Continue sua leitura em: Como colocar piso laminado: passo a passo

 

Agora que você já é quase um especialista em pisos laminados é hora de partir para a prática! Na Telhanorte você encontra diversos modelos de piso laminado e pode escolher o da sua preferência contando com a ajuda de um dos nossos profissionais. Esperamos por você!!

Entenda a diferença entre aquecedor e climatizador

| Climatização

Com a chegada do outono, começamos a pensar em “N” maneiras de como manter o ambiente aquecido, por isso nessa matéria vamos falar um pouquinho sobre aquecedor e climatizador

 

 

Aquecedor:

 

O aquecedor tem como função promover o aquecimento do ambiente, por esse motivo costuma ser utilizado em locais como quarto ou salas, principalmente no período da noite que é quando a temperatura normalmente diminui.

 

Tipos de aquecedores:

 

Aquecedor de resistência incandescente: Por ser portátil e ter um custo menor que os outros, esse modelo de aquecedor tem sido o mais popular em vendas no mercado. Em questão de funcionalidade, esse modelo costuma aquecer mais rápido que os outros, porém o seu calor tende a permanecer próximo ao aparelho, não aquecendo uniformemente todo o ambiente.

O aquecedor de resistência incandescente pode ser encontrado em dois tipos: elétrico e termoventilador. O elétrico possui a resistência visível, protegido apenas por uma grade metálica, esse modelo é contra indicado para locais úmidos como banheiros e cozinha. Já o termoventilador, possui uma hélice, assim como um ventilador, que o torna mais eficiente, espalhando melhor o seu calor pelo ambiente e ainda vem com a função de regulagem de potência, esse modelo não possui contra indicações para local de uso.

 

Leia também: Como escolher aquecedor elétrico: guia completo com 6 dicas para acertar na compra

 

aquecedor incandescente elétrico (imagem: C&C/reprodução)

aquecedor incandescente elétrico (imagem: C&C/reprodução)

 

Aquecedor cerâmico: Igual o incandescente, o cerâmico também conta com a presença de uma resistência, porém essa resistência é envolta em cerâmica, que ajuda a espalhar o calor de forma mais uniforme e também a reter o calor, o que o torna mais econômico, pelo fato de manter o ambiente aquecido por um tempo após desligado.

 

Aquecedor a óleo (imagem: Homely360/ reprodução)

Aquecedor a óleo (imagem: Homely360/ reprodução)

 

Aquecedor a gás: Esse modelo de aquecedor é indicado para ambientes grandes e abertos como bares e restaurantes, por serem grandes e pesados, ele possui um custo mais alto que os outros, e o fato de funcionar à gás o torna contra indicado para ambientes fechados como apartamentos.

 

aquecedor a gás (imagem: Portaldenotícias/ reperodução)

aquecedor a gás (imagem: Portaldenotícias/ reperodução)

 

Aquecedor a óleo: O aquecedor a óleo tem um custo um pouco mais elevado que o modelo incandescente, porém vale a pena o investimento, pois esse aparelho é mais econômico e eficiente. O aquecedor a óleo pode demorar um pouco mais para aquecer o ambiente, mas em contrapartida ele não resseca o ar e mantém o local uniformemente aquecido.

 

Aquecedor a óleo (imagem: Homely360/ reprodução)

Aquecedor a óleo (imagem: Homely360/ reprodução)

 

Além desses modelos de aquecedores, hoje em dia também temos os ares condicionados que possuem a função de aquecimento.

 

Climatizador:

 

O climatizador, diferente do aquecedor, não tem a função de aquecer o ambiente, e sim torná-lo mais agradável amenizando o calor ou o frio em 3 ou 4 graus centígrados de acordo com a sua necessidade no momento. Dessa forma esse aparelho acaba se tornando útil durante todas as estações do ano. 

Apesar de ser bastante confundido com o ar-condicionado, o climatizador não emite ar gelado, apenas o necessário para tornar o clima do ambiente mais agradável. O climatizador também possui um ponto positivo que é o baixo consumo de energia em comparação ao ar-condicionado, o que hoje em dia é uma característica muito procurada pelos consumidores.

 

Leia também: O que é climatização de ambiente? Descubra tudo!

 

Climatizador de ambiente imagem: zellox.com/reprodução)

Climatizador de ambiente imagem: zellox.com/reprodução)

 

Agora que você já aprendeu a diferenciar um climatizador de um aquecedor, é hora de escolher qual atende melhor as suas necessidades e dar um pulo na Telhanorte para obter o seu!! Nossos funcionários estão prontos para te ajudar e tirar as dúvidas que restaram!

 

Por Carolina Oliveira | Edição Thais Junqueira

6 plantas para ter dentro de casa

plantas-dentro-de-casa

| Inspiração

 

Tem vontade de ter plantas mas não sabe por onde começar? Selecionamos 6 espécies ótimas para cultivar dentro de casa ou de apartamento

 

A prática da jardinagem está se tornando cada dia mais comum nos lares brasileiros. Ter um jardim dentro de casa ou vasos com plantas espalhados pela residência já é quase que obrigatório para muitas pessoas.

Se você quer fazer parte da turma de apaixonados por plantas mas ainda não sabe por onde começar, fique tranquilo.  Selecionamos 6 espécies que são super fáceis de cuidar e se adaptam em diversos climas e ambientes internos. Ah, e o melhor: você pode comprar todas essas espécies nas lojas da Telhanorte!

 

Conheça mais sobre Urban Jungle e traga a natureza para dentro de casa!

 

1. Costela-de-adão

Planta Costela de Adão (Imagem: dicasdemulher.com.br
/ Reprodução)

A costela-de-adão, apelidada de “queijo suíço” por conta dos buracos em suas folhas, abre nossa lista de 7 plantas para ter dentro de casa. Ela se encaixa perfeitamente em vários cômodos da casa e pode ficar do lado de fora também, no quintal ou na varanda.

Por ser uma planta tropical, ela não precisa de tanto sol como outras. Basta uns minutos na luz matutina ou na luz indireta (luz refletida na parede da sala, por exemplo). É importante manter a quantidade de luz correta pois o sol em excesso pode fazer com que suas folhas fiquem amareladas.

Para controlar sua necessidade de água, é bem simples: basta regar duas vezes por semana em meses mais quentes e, em meses mais frios, apenas uma vez ou, até mesmo, a cada 15 dias. Para saber se sua costela-de-adão está precisando de água (ou se está encharcada), basta tocar seu solo e sentir a umidade. Se estiver úmido, espere mais um pouco para regar novamente.

 

2. Palmeira Ráfis

Palmeira Rafis dentro de casa (Imagem: comprandomeuape.com.br/ Reprodução)

 

A Palmeira Ráfis é ideal para ser cultivada em ambientes internos, como salas de estar e de jantar. Essa planta, além de suas funções características — realizar fotossíntese, purificar e refrescar o ar do ambiente… —, é uma ótima opção para decoração. Opte por um vaso que combine com outros objetos do ambiente que a Ráfis irá ficar.

Sua irrigação é bem simples: regue entre uma e duas vezes por semana nos meses quentes e uma vez por semana nos meses frios. Ah, borrifar água nas suas folhas também é uma ótima medida — elas adoram!

Por fim, se você ainda não está convencido(a) com a Palmeira Ráfis, temos uma característica que vai te fazer mudar de ideia. Essa palmeira é vista como uma planta que traz sucesso e riqueza para o local, sendo ideal, além das casas, para escritórios e ambientes de trabalho!

 

3. Areca Bambu (ou Palmeira Areca)

palmeira-areca

Palmeira areca (Foto: greenMe/Reprodução)

 

A Areca Bambu, também conhecida como Palmeira Areca, tem sua origem na ilha de Madagascar e é uma das palmeiras mais cultivadas aqui no Brasil. Como o título da matéria sugere, a Areca é uma ótima opção para cultivo dentro de casa, mas também adora o ambiente externo.

Se você optar por deixá-la em algum cômodo interno, saiba que suas folhas continuarão verdes. Agora, caso seja plantada no quintal, no jardim de entrada ou em outras áreas externas que possuem contato direto com o sol, suas folhas ficarão amareladas — mas não se preocupe! Diferente da costela-de-adão, que ter suas folhas amareladas é algo negativo, com a Palmeira Areca está tudo certo!

O controle de rega para a Areca é bem simples: nos períodos secos e quentes, é recomendado regar de duas a três vezes por semana. Quando o tempo estiver mais úmido e frio, uma vez por semana já é o suficiente. Mas lembre-se de sempre checar se a terra está úmida demais ou seca demais para um maior manejo mais assertivo.

Borrifar água em suas folhas também é uma ótima opção, já que, além de refrescá-la, promove a limpeza das folhas e, consequentemente, uma maior absorção da poluição e gases tóxicos do local e devolução de oxigênio para a atmosfera.

 

4. Copo-de-leite

copo-de-leite-flor-branca-vaso-decoracao-cuidados-cultivo

Copo-de-leite (Foto: Antonio Gravante / Reprodução)

 

Nativo da África do Sul, o copo-de-leite leva esse nome pelo seu formato, que remete a um pequeno copo e pela sua cor branca, que lembra o leite. Apesar da versão branca ser a mais conhecida, essa planta pode ser encontrada em outras cores, como vinho, azul e amarelo, devido à mudanças genéticas feitas durante experimentos.

Assim como a costela-de-adão, por exemplo, o copo-de-leite não gosta de muito sol direto e, em casos de luz excessiva, suas folhas podem ficar amareladas.

Para manter a beleza dessa planta que chama a atenção em qualquer ambiente que esteja inserida, é preciso tomar alguns cuidados em relação à água. Por ser uma planta que, na natureza, brota perto de rios e lagos, ela precisa de um pouco de água a mais do que as citadas acima. Por isso, certifique-se que sua terra esteja sempre úmida (não encharcada para não apodrecer a raiz) e evite molhar as flores e folhas.

 

5. Cactos e Suculentas

 

cactos

Cactos (Foto: Pexels/Reprodução)

 

suculentas

Suculentas (Foto: Pexels/Reprodução)

 

Você sabia que todo cacto é uma suculenta mas nem toda suculenta é um cacto? Pois é!

Conhecidas como plantas de pouca manutenção, as suculentas formam um grupo de plantas e os cactos são uma família que pertence a este grupo. A principal diferença entre as duas espécies é que os cactos desenvolvem espinhos e as suculentas não. Porém, os dois possuem a habilidade de armazenar bastante água em suas folhas (no caso das suculentas) e em seu tronco (quando falamos dos cactos).

Por estarem acostumados a climas secos e áridos, os cactos e as suculentas não precisam de uma rega constante. O ideal é, a cada 15 dias, mais ou menos, encharcá-los de água. Isso mesmo: pode regar até começar a vazar água pelo fundo do vaso! Quando a terra estiver bem úmida, certifique-se que não ficou água acumulada no pratinho do vaso e pronto. Agora, é só ir verificando, com o passar dos dias, como a terra está e molhá-la novamente somente quando estiver bem seca.

Ah, diferente das plantas “convencionais”, os cactos e suculentas precisam de bastante luz solar direta! Só não exagere e deixe-os muito tempo expostos ao sol do meio-dia!

 

6. Samambaia

Samambaia no vaso (Imagem: vivadecora.com.br
/ Reprodução)

 

As samambaias, diferente dos cactos e suculentas, estão acostumadas com áreas muito úmidas e sombreadas. A luz solar difusa e uma boa ventilação são essenciais para o bom desenvolvimento dessa planta!

Durante o verão, o recomendado é regá-las de duas a três vezes por semana, sempre conferindo a umidade da terra. Já no inverno, diminua a rega. As samambaias, assim como a Areca Bambu, gostam das suas folhas úmidas. Então, sempre que possível, borrife água para deixá-las felizes!

As samambaias, por terem diferentes espécies aqui no Brasil, são ótimas para compor a decoração da casa. O mais comum é pendurar seu vaso rente ao teto e deixá-la pendente, em uma altura que você consiga fazer as manutenções necessárias na planta.

 

Em meio a tantas opções, fica difícil escolher uma só, certo?

Não se preocupe! É possível misturar diferentes plantas dentro de casa e adequá-las para cada ambiente. Para a sala de estar, por exemplo, você pode optar por uma Palmeira Ráfis, que fica ótima também junto a sua colega de família, a Palmeira Areca. Já nos banheiros e lavabos, prefira os cactos e suculentas pequenos, já que eles não ocupam muito espaço na bancada — só não esqueça de levá-los para tomar um solzinho diariamente!

Feita suas escolhas, é hora de visitar as lojas físicas da Telhanorte e correr para comprar suas mais novas moradoras — as plantas! Nossa equipe está preparada para te atender da melhor forma possível!

Confira nossa seção de Jardinagem no site e adquira os produtos para realizar a melhor manutenção sem sair de casa. Fácil assim!

 

Por João Victor Quintino | Edição de Stéphanie Durante