pisos | Blog Telhanorte

Cores de tinta para piso externo: 5 tendências

| Área Externa

 

Cinza, preto, branco, tons terrosos e mais. Aprenda a escolher a tinta ideal para piso e conheça as melhores cores de tinta para piso externo!

 

Quando a gente fala de tinta logo pensamos nas paredes, mas o chão também pode ganhar cara nova com elas!

Entre as cores de tinta para piso externo mais usadas para reformar ambientes residenciais estão:

É claro que você pode inovar e ousar com cores diferentes e vibrantes como o amarelo e vermelho. Basta usar a imaginação e lembrar de seguir a proposta do restante da decoração da casa, para criar ambientes harmônicos e práticos.

As tintas para piso são excelentes opções para quem deseja mudar um cantinho da casa sem precisar recorrer à quebradeira que ocorre na troca de pisos e revestimentos.

Além disso, as tintas são boas opções para personalizar ambientes em que o piso ainda está apenas no cimento.

Para isso, entretanto, antes de escolher entre as cores para seu piso externo é importante conhecer algumas características do tipo de tinta usado. 

 

O que observar antes de escolher a tinta para piso externo?

Antes de qualquer coisa é importante que você saiba que existem tintas específicas para pisos.

Na própria embalagem da tinta você encontra a informação se ela pode ou não ser usada para tais fins. Confira, também, o rendimento e qual é a mistura necessária com água na hora da aplicação.

Ao contrário do que o senso comum diz, nem toda tinta acrílica pode ser usada em pisos! Afinal, devido o constante atrito que o piso sofre, seja com rodas de carro ou bicicleta, calçados ou outros tipos de contato, a tinta para piso precisa ser mais resistente, do que a usada para parede. Caso contrário a durabilidade será menor e logo a aparência ficará desgastada. 

Uma outra característica que você deve observar é se a tinta lavável. Algumas tintas podem ser mais difíceis de lavar, porque absorvem poeira e outros resíduos. Fique atento!

Tintas para piso, geralmente, oferecem esse recurso, afinal, é comum precisar lavar o chão por diversas razões. No caso de pisos externos isso é ainda mais importante, afinal o contato com a chuva, por exemplo, pode ser algo constante.

Em resumo, ao escolher uma tinta para piso, garanta que ela seja específica para a superfície em questão e que ofereça facilidade para limpeza e manutenção. Em relação ao piso externo, tenha ainda mais atenção, afinal a tinta deve ser resistente também às mudanças climáticas!

Agora sim, você está pronto para escolher entre as cores de tinta para piso externo!

 

Sugestão de leitura: Pintura externa: preparação e durabilidade da tinta | Pedra de revestimento exterior: 7 modelos e inspirações | Como usar tinta para azulejo: 5 passos para aplicação correta

 

Cores de tinta para piso externo

Nada como uma boa pintura para mudar a cara da casa toda ou de apenas um cômodo que anda meio sem graça!

As cores de tinta para piso externo que separamos a seguir vão te ajudar a escolher a opção ideal para pintar o seu piso externo.

 

1. Branco

Uma dica geral sobre cores de tinta para piso externo é não usar cores claras, afinal, esses tons exigem uma manutenção mais constante – o que pode se tornar um inconveniente para o dia a dia corrido e para orçamentos apertados.

Entretanto, é inegável que o branco oferece muitos benefícios, tais como amplitude do espaço e um grau de sofisticação clássica. 

Por isso, se você deseja pintar seu piso externo dessa cor, uma opção é escolher um tipo de tinta epóxi para o chão, que permite uma limpeza mais eficaz e diminui a retenção de resíduos.

 

Cores de tinta para piso externo

Projeto Tempo House, pela arquiteta Gisele Taranto (Foto: ArchDaily / Gisele Taranto Arquitetura / Reprodução).

 

2. Preto

O preto básico é um clássico que pode oferecer elegância, sofisticação e sobriedade para o ambiente, além de dar um toque moderno.

Como no exemplo abaixo, esse tom pode ganhar outro significado se aplicado em um piso de madeira, como um deck, ideal para áreas externas com piscinas.

Mesmo que seu piso não seja de madeira, o preto está entre as cores mais coringas, capaz de agregar estilo a diversos tipos de ambiente.

 

Cores de tinta para piso externo

Varanda integrada com deck de madeira pintado inteiramente de preto (Foto: RENOGUIDE / Reprodução).

 

3. Tons terrosos

Uma outra sugestão para quem deseja um ambiente com um ar mais rústico são os tons terrosos.

Eles trazem uma sensação de aconchego muito especial, especialmente para varandas gourmets, jardins – o verde é um tom que orna extremamente bem com a paleta de marrom – e áreas externa com churrasqueiras. Dá logo uma vontade de fazer um fondue ou um churrasco! Rsrs

 

tinta-para-piso-externo-piso-colorido-terracota

Piso externo pintado de terracota (Foto: Velarium Shadeports / Reprodução).

 

4. Cinza

As nuances de cinza são as cores de tinta para piso externo mais versáteis disponíveis no mercado! Isso, porque usá-las é uma boa pedida tanto em garagem e calçadas, quanto na criação de espaços sofisticados e modernos.

Além disso, existem vários tons que podem ser combinados ou sobrepostos a ele para criar um ambiente que combine com a sua personalidade e com o restante do estilo da casa. 

 

quinta-com-piso-pintado-de-cinza

Quintal com piso pintado de cinza (Foto: Cotanet / Reprodução).

 

5. Colorido

Que tal adicionar um pouco de diversão na sua área externa? Tintas spray para piso podem te ajudar a criar mosaicos e imagens divertidas, criando um espaço personalizado, único e lindo!

Você pode usar a criatividade nos mais diversos tipos de piso (cimento, pedras, madeira) e criar composições autorais, que tal?

 

Cores de tinta para piso externo

Mosaico personalizado com tinta spray em piso reformado (Foto: Revista Casa e Jardim / Reprodução).

 

piso-madeira-pintado-colorido

Flores coloridas pintadas em piso de madeira Foto: Alisa Burke Redefine Creativity / Reprodução).

 

piso-de-pedras-pintadas-de-colorido

Caminho de pedras pintados de diversas cores Foto: Garden Paths / Reprodução).

 

piso-cimento-pintado-colorido

Piso de cimento pintado com mandala colorida Foto: Dishfunctional Designs / Reprodução).

 

Gostou das dicas de pintura externa?

Agora é hora de botar a mão na massa (ou contratar um profissional para fazer isso por você!).

Aproveite e conheça a loja virtual da Telhanorte e nossa seção de Tintas. Além de encontrar as melhores marcas e cores de tinta para piso externo, você acha tudo o que precisa para sua aplicação, como acessórios de pintura, itens para proteção e cobertura, lixas para pintura, bandejas e caçambas, rolo para pintura e mais!

Compre, receba em casa ou retire em uma das unidades Telhanorte perto de você!

 

Edição por: Murilo Bonício

Diferença entre porcelanato retificado e não retificado?

porcelanato-retificado-não-retificado-capa

| Ambientes Internos

 

Versáteis, resistentes e amplamente utilizados em paredes e pisos internos ou externos. Afinal, qual a diferença entre porcelanato retificado e não retificado?

 

Se você entende um pouco sobre pisos e revestimentos, sabe o quão populares são a cerâmica e o porcelanato. Mas vocês sabe a diferença entre esses materiais? A principal delas diz respeito ao acabamento das peças e pode influenciar bastante na sua escolha final.

Quer entender por quê? Então continue a leitura!

 

Porcelanato-Pierre-Belle-natural-retificado-60x120cm-Portobello

Porcelanato Pierre Belle natural retificado 60x120cm Portobello (Foto: Acervo Telhanorte).

 

O que significa piso porcelanato retificado?

Dizer que um porcelanato é retificado significa que este tipo de acabamento oferece um nível elevado de precisão no corte.

Isso acontece, porque a finalização das peças é feita por discos de diamante, — o que deixa as bordas retas e a superfície mais uniformizada — conferindo às peças um acabamento regular e com pouquíssima necessidade de retoques.

 

Por que ele é uma boa opção de revestimento?

Por conta de suas características, o porcelanato retificado surge como uma boa opção de escolha para quem busca ambientes com visual agradável e toques de sofisticação. Além disso, por demandarem menos rejunte, são opções que implicam em uma menor quantidade de resíduos e um custo de obra menor do que o modelo convencional.

A estética da obra também ganha com a escolha: em razão de suas juntas finas e da instalação com espaçamento muito estreito, o pouco rejunte utilizado também quase não aparece, o que confere um visual clean e moderno ao ambiente.

Além de ter uma aplicação relativamente simples (veja como colocar porcelanato), outro benefício do piso retificado é a facilidade de manutenção. Por conta do espaçamento irrisório entre as placas, o acúmulo de sujeira é menor, sendo, portanto, bem mais fácil manter limpos os pisos ou paredes revestidos com este material.

 

Qual a diferença entre porcelanato retificado e não retificado?

A principal diferença entre porcelanato retificado e não retificado (ou bold) é o acabamento de borda, que pode ser bastante sutil, mas impacta no resultado da obra!

As peças de porcelanato tradicionais têm extremidades levemente arredondadas e, em razão de seu processo de acabamento, podem apresentar algumas variações de tamanho.

Como consequência, o piso de borda arredondada demanda maior quantidade de rejunte no acabamento para compensar as eventuais irregularidades no tamanho e nas bordas das placas.

 

Porcelanato polido é retificado ou não retificado?

Quando falamos em porcelanato polido, estamos falando sobre tipo de acabamento de superfície, que pode ser polida, esmaltada (recebe uma camada de esmalte em seu acabamento) ou natural (opções mais rústicas perfeitas para áreas externas).

Já quando mencionamos a característica retificado logo acima neste artigo, nos referimos ao tipo de borda do revestimento. Enquanto o porcelanato retificado tem bordas retas, o acabamento bold as tem arredondadas.

 

Porcelanato-Eliane-Onix-Cristal-polido-retificado-C--1182cm-x-L--59cm-bege-1520962

Porcelanato Eliane Onix Cristal polido retificado C: 118,2cm x L: 59cm bege (Foto: Acervo Telhanorte).

Rodape-retificado-porcelanato-tecnico-Adhara-145x80cm-polido-bege-5-pecas-Eliane

Como os revestimentos, o rodapé é disponibilizado em dois acabamentos: retificado e boldRodapé retificado porcelanato Adhara polido bege 5 peças Eliane (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Onde usar porcelanatos retificados?

Como o modelo retificado pode receber diversos acabamentos de superfície, isso faz com que ele se torne um material extremamente versátil e recomendado para todo tipo de espaço: grande, pequeno, interno ou externo.

A seguir, você confere as principais características de cada uma das variáveis do porcelanato retificado e algumas sugestões para utilizá-los da melhor forma em sua casa:

  1. Porcelanato retificado natural: por ser um piso mais rústico, é pouco escorregadio e bastante resistente. Sua superfície fosca e neutra faz com que ele seja uma opção super valorizada no exterior das casas, como no quintal, jardim ou pelo caminho da entrada;
  2. Porcelanato retificado polido: por ser extremamente liso, o porcelanato polido pode ficar escorregadio em contato com água ou outros líquidos. Assim, é preferível aplicá-lo somente em locais secos, como cômodos internos e espaços comerciais;
  3. Porcelanato EXT: nome proveniente da palavra “externo”, a versão é também conhecida por ser ainda mais rústica do que porcelanato natural e é indicada para ambientes com grande fluxo de pessoas, como áreas de piscina, garagens e varandas.

 

O que levar em conta para escolher o melhor porcelanato retificado?

Diante de tantas opções e recomendações, é realmente complicado saber Como escolher o piso ideal para os ambientes da casa. Entretanto, para tornar a tarefa um pouco mais fácil, há algumas diretrizes e orientações que ajudam muito na tomada de decisão.

Quer descobrir quais são? Então veja abaixo.

 

Manutenção e limpeza

Mesmo valorizando revestimentos esteticamente atrativos, é muito importante levar em consideração, também, a complexidade da demanda de manutenção e limpeza do espaço projetado.

Por si só, o porcelanato é tido como um revestimento de fácil limpeza e manutenção. Entretanto, se a aplicação será feita em um local de acesso restrito ou complicado, o ideal é investir em uma variação que exija menor frequência de limpeza.

Diante disso, opções como o porcelanato polido e o esmaltado devem ser evitadas, já que são mais suscetíveis a manchas e exigem cuidados com maior regularidade.

 

Segurança x necessidade

Outro ponto que deve ser levado em conta antes da decisão sobre o melhor tipo de porcelanato retificado é a segurança oferecida pelo revestimento, especialmente em relação à necessidade do espaço projetado.

Lembra que falamos logo acima sobre os perigos do contato de algumas variações de porcelanato com a água? Esse deve ser um dos pontos levados em consideração!

Por exemplo, banheiros ou cozinhas precisam de pisos resistentes à água e pouco escorregadios. Nestes cômodos, a escolha não deve ser o porcelanato polido, e sim os impermeáveis e pouco escorregadios, como o externo e o natural.

 

Estilo do ambiente

Um material com alto potencial de customização é um elemento importante na composição de um espaço único e personalizado. Nesse quesito, o porcelanato é um prato cheio! Por ter diversos modelos, cores, padrões e tamanhos, o piso tem opções capazes de ornar com qualquer projeto, dos minimalistas aos mais elaborados.

Por isso, é importante sempre considerar o estilo do ambiente na escolha do revestimento. Um ambiente externo, por exemplo, pode ganhar um charme a mais com um padrão de porcelanato que simule pedra. Por outro lado, uma sala decorada com uma urban jungle ganha harmonia com um revestimento em porcelanato polido que reproduz a madeira. O mais importante é observar o ambiente como um todo e pensar na melhor forma de compor o espaço com a ajuda do revestimento.

Porcelanato-Cement-Stone-natural-retificado-90x90cm-cinza-escuro-Portinari-1608894

Porcelanato Cement Stone natural retificado 87,7×87,7cm cinza escuro Portinari (Foto: Acervo Telhanorte).

Porcelanato-retificado-54x54cm-Realeza-brilhante-Delta

Porcelanato retificado 54x54cm Realeza brilhante Delta (Foto: Acervo / Telhanorte)

 

Agora que você chegou ao fim do artigo, já pode responder a pergunta principal: como a diferença entre porcelanato retificado e não retificado pode impactar na escolha do melhor revestimento para o seu ambiente?

 

Sugestão de leitura: Aproveite o embalo do tema pisos e revestimentos e descubra qual a diferença entre piso laminado e vinílico?

 

Não se esqueça de conferir nossa sessão Outlet, com descontos imperdíveis e realize suas compras com o cartão Telhanorte!

A Telhanorte entrega material de construção em qualquer lugar do Brasil.

E se você ainda tem dúvidas sobre a combinação e escolha de materiais, entre em contato com nosso Arquiteto de Bolso. Visualize seu espaço em 3D e obtenha uma lista com produtos, quantidades e preços. Resolvemos 1 ambiente em até 2 horas de consultoria 100% online.

Faça você mesmo: Guia para colocar porcelanato no piso

Todas as etapas para concluir sua obra! Contrapiso, argamassa, rejunte, aplicação das peças e acabamento. Aprenda como colocar porcelanato

| Construção

 

O porcelanato é um dos pisos mais desejados do mercado, seja por beleza, praticidade ou facilidade de instalação. Que tal aprender como instalá-lo você mesmo(a)?

 

É claro que a melhor opção é sempre contratar um profissional acostumado a realizar esse tipo de instalação, mas se você quiser realmente colocar a mão na massa e aprender como colocar o piso de porcelanato, siga este guia criado especialmente para te ajudar.

Se essa é a sua primeira vez, talvez você tenha alguma dificuldade com a aplicação, por isso tenha alguém a disposição para te ajudar, se preciso.

 

Passo a passo: como colocar porcelanato

 

1. Deixe o contrapiso pronto

O contrapiso é o que fica abaixo do porcelanato que será aplicado. É importante que ele esteja limpo e seco, sem resíduos.

Se você for aplicar o porcelanato em cima de um outro piso já existente, talvez seja necessário lixá-lo antes de colocar o porcelanato.

Caso seja um contrapiso novo, ele deve estar pronto há pelo menos 14 dias antes de aplicação do porcelanato.

Em construções é extremamente importante que você confira o caimento da água antes de instalar o piso, dessa forma é mais simples arrumar qualquer erro, sem perder todo o trabalho que você teve para aplicar o piso.

E por último, porém não menos importante, analise se a superfície está nivelada. Caso não, nivele-a antes de seguir com os demais passos.

 

2. Aplique a argamassa

A argamassa para porcelanato é o que fará o papel de cola e fixará o piso – neste caso o porcelanato – no contrapiso.

Você deve prepará-la conforme a descrição contida na embalagem do fabricante.

Em seguida, aplique-a no contrapiso com a ajuda de uma desempenadeira, usando o lado liso da ferramenta para despejá-la. Depois, use o lado denteado para formar cordões (ou ondas) na argamassa e deixe-a homogênea. Você pode pedir ajuda de alguém para realizar essa etapa, para acelerar o processo. Enquanto você aplica a argamassa, seu ajudante pode ir a espalhando.

 

Como colocar porcelanato

Imagem ilustrativa: aplicação de argamassa (Foto: Acervo Telhanorte).

 

Para que o porcelanato fique adequadamente posicionado, você deve usar cerca de 1 centímetro de espessura de argamassa. Já em modelos com medidas maiores (acima de 30×30cm), é indicado que o porcelanato seja assentado em camada dupla. Para isso, além de aplicar a argamassa no contrapiso, aplique, também, no tardoz (o verso do piso).

Atenção: Não existe apenas um tipo de argamassa! Caso você tenha intenção de aprender como colocar porcelanato no banheiro, na cozinha ou piso para área externa, por exemplo, busque por peças indicadas para esses ambientes.

 

3. Aplique o porcelanato

Com o contrapiso pronto e a argamassa aplicada é hora de assentar o porcelanato.

Se você está aprendendo como colocar porcelanato do zero, faça tudo com muito cuidado! Movimente as peças até que elas fiquem na posição ideal – nem muito longe, nem muito próximas umas das outras.

Para tanto, algumas informações são importantes:

 

Cuidado: O porcelanato, enquanto está sendo instalado, pode quebrar muito facilmente! Por isso, realize cada uma das etapas com muita atenção e cuidado, sem pressa.

 

4. Limpe as sobras

Fique tranquilo, as sobras são bastante comuns. Enquanto você aplicar o porcelanato vá eliminando o excesso de argamassa – que comumente fica no piso – com o auxílio de uma esponja ou pano úmido.

 

5. Utilize o rejunte adequado para cada tipo de piso

A última etapa é a aplicação do rejunte. É ele que irá garantir o acabamento perfeito no seu piso. Além de estética, sua função também é evitar infiltrações e compensar possíveis irregularidades – prováveis de acontecerem quando você está aprendendo como colocar porcelanato.

Assim como existem diferentes tipos de porcelanatos, você também pode encontrar diferentes opções de rejuntes à venda, entre eles:

Além dos tipos e usos específicos, o rejunte pode variar em relação à cor. Fique atento a esse fato para compor a decoração do ambiente de acordo com a sua vontade! É importante adquirir todo o porcelanato necessário de uma única vez, para não correr o risco de ter alterações de tons e cores em diferentes lotes.

Em ambientes que possuem alto trânsito de pessoas é indicado um rejunte escuro para facilitar a limpeza do local.

 

Sugestão de leitura: Qual o melhor rejunte para piscina? Conheça 2 opções ideais!

 

Pronto! Demorou um pouco, mas você definitivamente aprendeu como colocar piso de porcelanato!

Sua última preocupação deve ser manter o ambiente sem trânsito de pessoas por pelo menos 7 dias após a aplicação. Caso sua obra não possa parar, os profissionais podem ser liberados para trânsito após 3 dias!

 

Onde comprar ferramentas e revestimentos?

Antes de começar sua obra é importante que você tenha em mãos todas as ferramentas, produtos e peças que indicamos ao longo do texto e que serão usadas por você. Na hora de realizar a compra para sua obra, visite a loja virtual da Telhanorte!

Temos um departamento completo de pisos e revestimentos com tudo que você precisa para sua obra: acabamentos para pisoargamassa e rejunte, pastilhas, pisos, porcelanatos e mais!

 

Teve alguma dúvida na hora de comprar? Entre em contato com a equipe da Telhanorte pelo WhatsApp ou acesse nosso site, faça seu pedido e receba tudo em casa!

Na Telhanorte você também pode aproveitar solicitar nosso cartão de crédito para obter as melhores formas de pagamento.

 

Edição por: Murilo Bonício.

Qual a diferença entre piso laminado e vinílico?

instalacao-piso-laminado-passo-a-passo

| Ambientes Internos

 

Vantagens e desvantagens dos pisos laminado e vinílico? Confira as principais informações dos materiais, texturas, tempo de duração, dicas de limpeza e mais!

 

Na hora de escolher o melhor piso para casa bate sempre uma dúvida. Afinal, são tantas opções, acabamentos e revestimentos que fica complicado escolher um.

Se você está em busca de um revestimento de piso durável, econômico e atraente para a sua casa, com certeza você vai chegar na disputa: vinílico vs. laminado. Mas quem realmente ganha essa batalha?

Ficar em dúvida, é normal. À distância, eles se parecem. Ambos são econômicos. Ambos são sintéticos. Além disso, existem inúmeros fabricantes de pisos para os dois produtos.

Hoje selecionamos uma dúvida bastante comum para debater neste post: qual a diferença entre piso laminado e vinílico? Continue lendo e entenda tudo para escolher o que melhor se encaixa às suas necessidades!

 

Piso-vinilico-de-cola-Urban-Cartagena-122x188cm-Durafloor-1589270

Piso vinílico de cola Urban Cartagena 122×18,8cm Durafloor (Foto: Telhanorte / Reprodução).

 

Qual a diferença entre piso laminado e vinílico?

Durante anos, o piso laminado foi considerado o melhor dos mundos: espesso, fácil de instalar, rígido e com texturas e estampas realistas. 

Fabricado com 99% de subprodutos da madeira, também é chamado de composto ou placa de madeira flutuante. Isso, pois ele é composto por várias camadas de placas de fibra rígidas de alta densidade – camadas de cloreto de polivinil resiliente (PVC) – que são laminadas juntas em tábuas.

A peça é finalizada com uma camada de resina uretânica para acabamento e conservação do produto.

Seu maior diferencial é o fato de poder ser usado em cima de outros pisos. Existem placas que são unidas por click e também existem opções em que as placas são unidas por cola.

Esse modelo é encontrado em duas formas:

Placas de vinil LVP: Essas placas podem imitar a aparência dos pisos de madeira tradicionais e podem ser coladas ou encaixadas juntas. O LVP também pode ser suave ou texturizado para imitar diferentes tipos de materiais.

Placas de vinil LVT: Essas peças têm uma variedade maior de comprimentos e larguras em comparação com a LVP. Portanto, é a opção mais adequada para imitar materiais como pedra, granito e concreto. No entanto, elas também podem ser transformadas em ladrilhos e retângulos semelhantes a madeira, se cortados. Podem ser coladas ou encaixadas para facilitar a instalação.

 

Já o piso vinílico é feito de PVC reciclado (logo, também é ecológico), enriquecido com minerais e aditivos e é considerado bem leve e prático para instalação. A variedade de texturas e desenhos é gigante e ficam bem em diversos ambientes. Diferentemente do laminado, o vinílico só tem a possibilidade de ser instalado sobre cerâmica, porcelanato e contrapiso preparado.

Esse modelo é encontrado em três formas:

– Piso vinílico em manta: Com alta qualidade e durabilidade, essa versão atua como uma espécie de carpete, disponível no mercado em forma de rolo. É considerada a opção mais barata e rentável, uma vez que 1 rolo de manta substitui perfeitamente 450 placas. Ele pode ser molhado (resistência maior) e instalado até no rodapé.

– Piso vinílico em placas: Contém uma variedade de cor e estampas. A maioria das placas vinílicas são antiderrapantes, são ótimos isoladores acústicos, não propagam chamas e resistentes a raios UV. Essa é a melhor opção para ser aplicada sobre outros pisos numa reforma de quintal, tendo uma aplicação e manutenção rápida e fácil.

– Piso vinílico em réguas: Das três versões, essa é a que apresenta maiores medidas de comprimento e largura. Por ter suas peças encaixadas uma a uma, o piso vinílico em réguas talvez exija o uso de uma solda quente, para garantir o bom acabamento e esconder as emendas. Assim como as placas, possui uma gama ampla de cores, estampas e texturas. Indicado para uso em salas de estar e/ou jantar.

 

Piso laminado vs. vinílico: quem leva a melhor?

Agora vamos ao que interessa: o que você deve saber sobre os dois tipos de piso antes de comprar?

Confira na tabela abaixo!

 

tabela-piso-vinilico-laminado

Comparativo entre piso laminado e piso vinílico (Foto: Telhanorte / Reprodução).

 

O veredito

O piso vinílico e o piso laminado, assim como qualquer produto, têm seus prós e contras. Ambos são uma alternativa econômica em relação à madeira e outros tipos de piso tradicionais.

Como vimos, o laminado tem uma aparência mais realista. Ele vem em muitos estilos e cores para complementar perfeitamente qualquer casa e é extremamente durável. Ele mantém sua beleza por muitos anos, quando conservado adequadamente. Geralmente, essa é a escolha ideal para quartos e demais ambientes nos quais anda-se frequentemente descalço.

No entanto, em alguns casos, o piso vinílico pode ser o campeão! Os iniciantes que desejam lidar com um projeto fácil de reforma doméstica do tipo “faça você mesmo”, muito provavelmente acharão mais fácil trabalhar com eles. Além disso, entre os dois, estes últimos ganham no quesito uso em banheiros – ou outros cômodos onde a umidade se acumula.

 

piso-revestimento-lamina-laminado-madeira-vertical-nivelado-sala-estar-natural

Piso com lâminas transpassadas (Foto: Woodpecker Flooring / Reprodução)

 

Nós averiguarmos que o piso laminado é a melhor opção para a maioria dos consumidores. Funciona para praticamente qualquer ambiente, possui durabilidade superior e oferece uma opção mais confortável e elegante em qualquer que seja a casa.

 

Quer comprar piso laminado ou vinílico sem sair de casa?

Agora que você sabe qual a diferença entre piso laminado e vinílico, pode fazer a escolha ideal para sua reforma e dar uma cara nova para aquele cômodo que precisa ser revitalizado.

Na loja virtual da Telhanorte, a seção de Piso e Revestimentos tem soluções completas de modelos (vinílicos, laminados e mais) até materiais de acabamento para piso perfeitos para completar a instalação! 

Confira nossos preços e ofertas e tire dúvidas com a nossa equipe em poucos cliques pelo WhatsApp.

Você já sabe, né? A Telhanorte descomplica tudo para você!