tijolos | Blog Telhanorte

Revestimento em fachadas: dicas e inspirações

fachada-tijolos

| Área Externa

 

Estilo, charme e personalidade. Essas são algumas características que um bom revestimento em fachada podem trazer, assim, suas visitas ficarão com a melhor das impressões logo de cara quando a construção ou reforma do seu imóvel ficar pronta!

 

Manter a fachada bem cuidada e ter atenção no acabamento garantem um ótimo “cartão de visitas” para os convidados, além dos próprios moradores. Nada melhor que chegar em frente à sua casa e ter uma bela visão, correto? Para isso, é indispensável o cuidado na escolha do revestimento da fachada, para que ele atenda às necessidades de segurança e estética que você precisa, e também se enquadre no orçamento.

No mercado especializado, é possível encontrar inúmeras possibilidades para revestimentos em fachada e com certeza, muitos deles vão atender às suas expectativas. É importante ressaltar que, antes de escolher o revestimento de fachada ideal para a residência, é preciso considerar alguns fatores como: o tipo de terreno — garantindo que a umidade do solo não impacte na aparência —, a condição climática — como incidência de sol e chuva, que podem prejudicar a qualidade do produto — e por fim, a segurança — se a construção fica em condomínio fechado ou diretamente na rua também são pontos a verificar.

Aliar beleza, segurança e proteção contra intempéries do clima e de ações humanas são fundamentais. Em casas ou prédios de construções feitas para revenda, ter uma boa fachada já atrai futuros clientes logo de cara, já que a primeira impressão é a que fica.

Pensando nisso, o Blog Telhanorte trouxe várias ideias de revestimento em fachadas que, além de valorizar seu imóvel, vão trazer a elegância e beleza necessárias para que estar em casa seja sempre agradável para os moradores.

 

Tipos de revestimento em fachada 

Você leitor, com certeza é uma pessoa de bom gosto e já sabe que os critérios para escolher uma boa fachada são muitos, vamos listar e detalhar 11 tipos diferentes de fachadas, destacando suas vantagens e desvantagens antes de você decidir qual é a melhor para a sua casa. Confira!

 

1. Madeira tratada

Com acabamento nobre e sofisticado, a madeira tratada é um revestimento adaptável a diversos estilos, do clássico ao rústico. Como muitas casas possuem acabamento em concreto, ter uma fachada com revestimento em madeira tornará sua casa o destaque do bairro. Esse tipo de acabamento proporciona isolamento térmico, pois tem uma capacidade maior de reter e liberar o calor de maneira uniforme, deixando o interior da residência sempre com um clima ameno, ou seja, nem tão frio, nem tão quente. Além disso, também propicia isolamento acústico, sendo assim, você terá menos incômodo com aquele vizinho que gosta de ouvir som alto em horários inapropriados.

As madeiras mais utilizadas em fachadas são provenientes do cumaru e do freijó, que tem um bom custo-benefício e muitos arquitetos modernos estão projetando fachadas com madeiras de demolição, ou seja, aproveitadas de outros elementos, geralmente os da peroba rosa, que tem um preço mais em conta. É importante destacar que independentemente da escolha da madeira a ser utilizada, é preciso tratá-la para que dure mais tempo, mesmo com condições climáticas desfavoráveis e para evitar a ação de insetos como o cupim.

 

fachada-de-madeira

Casa com fachada em madeira (Foto: Allmad / Reprodução)

 

2. Vidro

Um dos tipos de fachada que mais consegue unir beleza, elegância, praticidade e charme são as de vidro. Elas são adaptáveis a todos os estilos, trazendo bom gosto, sustentabilidade e leveza às construções. Fazer uso de luz natural é uma das maiores apostas de arquitetos que estão a par das tendências mais modernas de decoração, isso porque une o conforto visual e a integração com o meio ambiente de forma que proporcione economia de recursos naturais e ainda revele a beleza ao redor do espaço.

Seja em grandes edifícios comerciais ou em residências, ter uma fachada de vidro valorizará e muito o seu projeto. As opções mais usadas em fachadas são o vidro temperado e o laminado, isso porque eles têm uma maior resistência e durabilidade. Os laminados são utilizados em para-brisas de automóveis, mas se adequam perfeitamente a sacadas e fachadas, além de proporcionarem um ótimo isolamento acústico.

Já os vidros temperados são usados nas janelas laterais e traseiras do carro. Eles são seguros em caso de alta incidência de temperatura e também em caso de quebras, uma vez que no impacto, ele é fragmentado em pequenos pedaços pouco cortantes e facilmente removíveis.

 

fachada-de-vidro

Casa com fachada em vidro (Foto: PS do Vidro / Reprodução)

 

3. Pedras naturais

Segurança, resistência, beleza e originalidade são alguns atributos que as pedras naturais podem oferecer à fachada. Ideal para quem gosta de um estilo mais rústico e simples, apesar de existirem modelos com as mais variadas formas, cores, texturas e tamanhos. Além da questão estética, as pedras naturais possibilitam inúmeros benefícios, alguns deles como: um bom custo-benefício, resistência ao sol e à chuva e necessidade baixa de manutenção.

Os modelos que podem ser adotados nesse tipo de fachada também é vasto. Confira!

 

Pedra São Tomé

Muito utilizada por renomados arquitetos, a pedra São Tomé é famosa por se adequar tanto em ambientes internos quanto externos. O nome vem de sua origem, em São Tomé das Letras, Minas Gerais. Por ser uma pedra quartzito, ela é resultado da recristalização de arenito com quartzo, se tornando uma ótima opção para quem deseja um material resistente e duradouro.

Você muito provavelmente já viu esse tipo de revestimento ao redor de piscinas e áreas com incidência de umidade, isso porque seu nível de absorção da água é alto e a pedra não se torna escorregadia com o tempo, mesmo com esses fatores. Outra vantagem é que a pedra possui uma capacidade boa de manter o clima ameno, pois não retém calor.

 

fachada-pedra-São-Tomé

Casa com fachada em pedra São Tomé (Foto: Viva Decora)

 

Pedra Miracema

Podendo ser encontrada nas mais variadas cores, a pedra Miracema é muito comum em áreas externas, justamente pelo estilo mais rústico, seja decorando a garagem ou o caminho de entrada para o jardim. É exatamente por isso que ela combina tanto como uma fachada.

 

fachada-pedra-Miracema

Casa com fachada em pedra Miracema (Foto: Viva Decora / Reprodução)

 

Pedra Madeira

O revestimento em pedra madeira é bonito e sofisticado, por esta razão é usada em ambientes externos e internos. Seu nome provém da similaridade que há entre ambos, já que sua pigmentação e textura são similares às da madeira, apesar de ser formada por quartzo e outros materiais. Possui cobertura antiderrapante, boa durabilidade e alta resistência, sendo assim, pode ser instalada na fachada sem grandes problemas.

 

fachada-pedra-madeira

Casa com fachada em pedra madeira (Foto: Decor Salteado / Reprodução)

 

4. Cerâmica

Extremamente versáteis, as cerâmicas dão destaque por um preço baixo e são encontradas em diversas texturas, cores e tamanhos. Apesar de ser comumente encontrada na parte interna das residências, aplicá-la na fachada não é difícil e pode ser muito prático, porém, assim como dentro de casa, a cerâmica requer limpeza rotineira para manter seu acabamento sempre higienizado e bonito.

Antes de optar por esse tipo de revestimento, considere também o rejunte que irá complementá-lo. A escolha do rejunte não é apenas estética, também é importante para garantir a durabilidade do produto.

 

Leia mais: Se você quer saber como aplicar rejunte em piso, leia nossa matéria especial.

 

fachada-em-cerâmica

Casa com fachada em cerâmica (Foto: Portobello / Reprodução)

5. Porcelanato

Muitas pessoas confundem a cerâmica com porcelanato, porém, este último é uma versão mais sofisticada do primeiro, que imprime elegância e charme ao ambiente. Fato é que muitos arquitetos e proprietários de imóveis estão apostando nessa tendência tanto em áreas internas quanto externas.

Entre as muitas vantagens que esse modelo proporciona, a impermeabilidade, resistência e acabamento refinado e uniforme estão entre elas. São vendidos, em alguns casos, como grandes peças, assim você não precisa comprar muitas caixas para cobrir a área desejada.

Alguns exemplares contam com tecnologia 3D, onde apresentam uma sensação de maior profundidade, ampliando espaços pequenos. Ele pode proporcionar um melhor isolamento térmico por ser um piso frio, mas alguns modelos de porcelanato podem manchar com facilidade, perder o brilho e são mais suscetíveis a lascas e rachaduras.

 

Leia mais: Sabia que existem modelos específicos para área externa que vão compensar essas desvantagens? Confira em nossa matéria 4 tipos de porcelanato para área externa e fique por dentro das melhores dicas!

 

fachada-vidro-e-porcelanato

Casa com fachada em vidro e porcelanato (Foto: Revestindo a casa / Reprodução)

 

6. Cimento queimado

Pode parecer um dos acabamentos mais simples listados até agora, já que era muito comum em casas humildes, porém, o revestimento em cimento queimado virou tendência para os fãs do estilo rústico. Essa proposta é muito adotada por renomados arquitetos em ambientes urbanos, principalmente para os que desejam aderir ao estilo industrial.

 

Leia mais: Se você tem curiosidade sobre essa tendência Conheça o estilo industrial e saiba como deixá-lo aconchegante nessa matéria incrível!

 

Se você pensa que o cimento queimado precisa ser áspero, está enganado! Ele pode ser alisado com uma lixa, tornando-o mais seguro. Ele é prático, versátil, garante bom isolamento térmico e não requer praticamente nenhuma manutenção, mas para conseguir esse efeito é preciso ser bem aplicado, garantindo que a fachada mantenha uma única tonalidade, não apresente rachaduras e nem bolhas de ar.

O cimento queimado tem baixo custo e tem fácil aplicação, por esta razão é bem comum de ser encontrado nas casas e também pode ser combinado também com o revestimento do chão.

 

fachada-em-cimento-queimado

Casa com fachada em cimento queimado (Foto: Simplichique / Reprodução)

 

7. Tijolos

Sendo um dos favoritos da decoração atualmente, o revestimento com tijolos veio para ficar! Hoje são inúmeras opções com esse acabamento que ornam perfeitamente com um estilo vintage, rústico e industrial. Você pode encontrar além dos próprios tijolos, papéis de parede, cerâmicas e outros produtos que imitam seu design.

Eles se apresentam em variadas cores, tamanhos e texturas, além de um preço baixo, alta durabilidade, ótimo conforto térmico e isolamento acústico. Para ser aplicado em áreas externas, requer uma impermeabilização, garantindo que a umidade não prejudique seu acabamento, trazendo fungos e limo.

Esse estilo é inspirado em vários prédios antigos de Nova York e Londres, mas já está presente em vários modelos de casas e prédios residenciais pelo Brasil. Eles harmonizam com os mais variados estilos adotados no interior da casa, por essa razão, uma fachada com tijolos é bonita e funcional.

 

fachada-em-tijolos

Casa com fachada em tijolos (Foto: Revista Casa e Jardim / Reprodução)

 

8. Pintura com textura

A textura é uma boa pedida para lugares com umidade, isso porque tem acabamento impermeabilizante, que reforça a proteção natural. Além disso, é bonita, já que é possível criar diversos tipos de desenho com a massa, permitindo que a criatividade corra solta! Sua outra vantagem é a possibilidade de corrigir pequenas rachaduras ou reparar acabamentos mal feitos na primeira aplicação de cimento ou massa corrida.

Mesmo com essas vantagens, esse tipo de revestimento necessita de maior manutenção, justamente porque os vácuos criados pelos desenhos podem acumular sujidades que destacam a fachada pelo aspecto negativo, mas sua limpeza não é tão difícil, pois bastam alguns jatos de água para remover o acúmulo de sujeira.

Antes de escolher esse tipo de revestimento, reflita sobre a marca da massa e tinta a serem aplicadas. Isso evita o descolamento do produto em situações de intempéries climáticas, como as ondas solares e chuvas torrenciais.

 

fachada-textura-grafiato

Casa com fachada de textura em grafiato (Foto: Master House / Reprodução)

 

9. Tintas

Uma das mais encontradas em fachadas, é a pintura simples com tinta. Optar por esse tipo de revestimento na fachada tem a vantagem da proteção da edificação contra a umidade, poluição e pode auxiliar no conforto térmico, além de ser uma ótima alternativa em questões de mão de obra, custo final do produto e aplicação em relação a outros modelos apresentados aqui.

A facilidade na manutenção e possibilidade de dar uma cara nova à sua fachada sempre que quiser, alternando cores e técnicas de pintura também são outras de suas vantagens. Se escolhido com sabedoria o tipo de tinta usada, ela vai durar por muito tempo e ainda vai evitar o mofo e umidade.

 

fachada-com-tinta

Casa com fachada em tinta (Foto: Amaisd / Reprodução)

 

10. Concreto aparente

Podendo ser usado em blocos ou até mesmo inteiros, o concreto aparente remete ao estilo industrial e contemporâneo. Apesar de parecido com o cimento queimado, seu estilo e técnicas usadas na aplicação são diferentes. É uma opção elegante e ao mesmo tempo econômica, pois dispensa revestimentos adicionais.

A aplicação de concreto aparente remete aos tempos romanos, onde eram usados materiais de construção semelhantes ao concreto, substituindo o emprego de outros materiais, como pedra e madeira, mas somente a partir do século XIX o cimento como nós conhecemos se tornou popular, recebendo bases mais sólidas que garantem melhor desempenho e economia.

Tem uma ótima cobertura térmica e boa durabilidade, mas se mal aplicado, pode resultar em rachaduras que deixam o projeto feio com o passar do tempo. Sua manutenção é fácil, requerendo poucos cuidados para a limpeza. Antes de aplicar o concreto na sua fachada, é importante salientar o uso da sílica ativa, que se tornará fundamental para um bom projeto de concreto aparente. Ela é mais fina que o cimento, imprimindo um melhor acabamento, que protege todos os poros ao mesmo tempo que impede a formação de possíveis bolhas.

fachada-concreto-aparente

Casa com fachada em vidro e concreto aparente (Foto: Audax / Reprodução)

 

11. Aço corten

Fachadas em aço são uma nova tendência de decoração também. Bonitas, versáteis e estilosas, elas ficam bem em todo o tipo de ambiente. Trazem muita personalidade ao ambiente, mas não são uma das opções mais baratas, porém, se você investir nesse modelo, terá muitas vantagens.

Mais leve que o aço comum, o corten também é mais resistente. Apresenta ótima liberdade na hora de modelar o material, por isso é o queridinho de arquitetos. Sua principal característica reside no fato de que, ao ser exposto a agentes corrosivos e intempéries ambientais, o corten desenvolve uma pátina (uma película de óxido que possui coloração avermelhada) que o protege, reduzindo a velocidade do desgaste que os agentes corrosivos proporcionam.

Ele não necessita de pintura e é 100% reciclável, contribuindo para o meio ambiente. Sua instalação é fácil e rápida, além de ter ótima durabilidade, necessitando de menos manutenção que os aços comuns. Pode ser uma ótima opção para casas com incidência de maresia. Como já falado, seu custo é uma das desvantagens, já que elas não são produzidas no Brasil.

 

fachada-aço-corten

Casa com fachada em aço corten (Foto: Decor Fácil / Reprodução)

 

Cuidados na hora da escolha do revestimento em fachada

Depois de nossas dicas, com certeza você deve ter encontrado um modelo de revestimento que combine com sua casa. O próximo passo é verificar se ele se encontra nas especificações de projeto que quer fazer. Investigue o ambiente ao redor do imóvel e confirme se há ou não umidade no terreno. 

Analise a qualidade dos materiais escolhidos para o revestimento e a reputação do profissional que irá aplicá-los e faça orçamentos do projeto e produtos.

 

Gostou das ideias para o revestimento em fachada?

Agora que tudo está pronto, é hora de dar uma nova cara à sua fachada! Conte com a Telhanorte para te ajudar a selecionar os melhores produtos no departamento de Pisos e Revestimentos

Caso precise de ajuda ou alguma informação, nossos colaboradores estão sempre à disposição para te atender pelo WhatsApp! É fácil, prático, rápido e seguro! E se preferir fazer suas compras presencialmente, visite uma de nossas lojas físicas mais próxima da sua casa.

 

Cobertura de pergolado com vidro: o que é?

 

Edição de Camila Alexandrino e Vinicius Marques

Parede de tijolinhos rústicos: ideias e inspirações

parede-tijolinhos-rústicos-café

| Área Externa

Queridinha de todos, a parede de tijolinhos rústicos é uma carta coringa na hora de criar ambientes únicos e cheios de personalidade! Veja dicas e inspirações para fazer a sua nesta matéria!

 

Os detalhes são extremamente importantes quando desejamos trazer estilo e charme para um espaço. Se você quer um cantinho super moderno, aposte na parede de tijolinhos rústicos!

Como já dissemos, ela é querida por designers, arquitetos e também pelos consumidores que estão com a casa em construção ou reforma, querendo um cômodo diferente e bonito. Esse tipo de revestimento é versátil e capaz de combinar com vários estilos de decoração. Nesta matéria, vamos dar algumas dicas importantes para acertar em seu uso: como instalar, combinar com a ornamentação do espaço e cuidar. Continue lendo!

 

Por que investir em uma parede de tijolinhos rústicos?

Além de ser extremamente charmosa, a parede de tijolinhos rústicos é uma alternativa que traz inúmeros benefícios para quem busca conforto e praticidade em casa.

Tem acabamento durável — principalmente se aplicada em ambientes internos —, fornece bom conforto térmico e isolamento acústico. Com isso, você garante uma casa com clima agradável e ainda impede que ruídos externos atrapalhem aquele momento de descanso e silêncio necessário para algumas tarefas ou para dormir, por exemplo.

 

Pontos de atenção!

A parede de tijolinhos rústicos possui inúmeras vantagens, mas também precisamos nos concentrar em fatores que podem prejudicar a beleza e durabilidade desse tipo de revestimento.

O padrão é uma delas: por ter vários tamanhos e cores, a padronização dos tijolos pode ser diferente caso a compra seja realizada em frações ou com diferentes fornecedores. O mais importante para evitar esse problema é medir a parede onde será feito o projeto, assim você terá noção da quantidade necessária para fazer a compra corretamente. Ao comprar itens do mesmo lote, as chances de adquirir peças diferentes são menores.

O segundo ponto é a manutenção da parede: devido à sua matéria-prima, os tijolos de demolição podem absorver muita umidade. Nesse caso, devem receber aplicações de resina e limpeza regulares, para evitar que sujidades se acumulem na superfície e que a ação do tempo seja mais dura sobre eles.

Se instalados em áreas externas, como canteiros, áreas gourmet ou varandas, é preciso fortalecer o acabamento com uma impermeabilização. Isso porque a tendência de acúmulo de limo e fungos é ainda maior quando o revestimento está sujeito a intempéries, como sol e chuva em excesso.

 

parede-externa-tijolinho-rústico

Parede externa com tijolinhos rústicos (Foto: Jordanne Gohier-Leroux / Reprodução)

 

Como criar uma parede de tijolos rústicos em casa?

Antes de criar sua parede com tijolinhos rústicos, lembre-se de conversar com um profissional que entenda do assunto. Assim, você pode tirar dúvidas e evitar dores de cabeça com aplicações malfeitas. Independentemente do responsável pela criação da parede de tijolos, alguns passos são essenciais para a construção do ambiente perfeito.

O primeiro deles é a escolha do tamanho e a cor dos tijolos. Existem, no mercado, diferentes tamanhos, tipos e cores de tijolos. Os principais são:

 

 

É importante conhecer bem a procedência dos tijolos e, caso opte pelos tijolos de demolição, consultar um profissional para identificar se não há corrosões ou rachaduras internas que possam prejudicar o assentamento das peças na parede.

O próximo passo, depois de escolher o tipo de tijolo e viabilizar a aplicação, é definir o acabamento. O uso mais comum da parede com o tijolo aparente é o cru, onde as peças compõem o ambiente sem nenhum tipo de revestimento. Entretanto, é possível dar cor às peças com uma pintura ou gerar um efeito ainda mais rústico com a aplicação de um efeito pátina.

 

parede-tijolinho-rústico-marrom

Parede com tijolinho rústico em tons de marrom (Foto: Heaven 32 / Reprodução)

Revestimento imitando tijolo: praticidade e estilo

Se você deseja trazer um toque de personalização aos ambientes sem quebrar ou modificar estruturas, não pense que o sonho da parede de tijolinhos não é para você! Existem, no mercado, diversos tipos de revestimento imitando tijolo, como as opções em marrom ou branco vendidas pela Telhanorte. A aplicação é simples, assim como a remoção na hora de entregar o imóvel.

 

Veja também: Como reformar um imóvel alugado

Dicas de decoração para parede com tijolo aparente

Agora que você já sabe como a parede de tijolinho rústico aparente é uma opção multifuncional, que tal ver também algumas dicas de decoração para ambientes com esse tipo de revestimento? Confira nossa seleção de boas ideias a seguir!

 

Rusticidade em alta

Além de inspirarem conforto e estilo, uma das características mais marcantes das paredes com tijolinhos é a rusticidade. Se você gosta desse estilo de decoração, a dica é usar elementos que ajudem a potencializar o ar rudimentar, como itens feitos de madeira, estruturas em metal ou ferro e peças de tons crus ou neutros.

 

parede-tijolinhos-rústicos-vermelhos

Parede de tijolinhos rústicos vermelhos com relógio-bicicleta em destaque (Foto: Dreams TIme / Reproduçao)

 

Decoração com ar clássico

Outra grande possibilidade de decoração usando a parede de tijolinho rústico como base é a aposta no estilo clássico. Móveis com ar imponente, que remetem ao passado e trazem sofisticação ao ambiente, são ótimas dicas para quem deseja um cômodo luxuoso. Aposte também em estampas com padrões nas almofadas e tapetes e coroe o espaço com um belo lustre.

 

parede-tijolinho-rustico-aparente-classico

Parede da sala de estar com tijolos rústicos em marrom escuro (Foto: Pluswijzer / Reprodução)

 

Estilo industrial

Um dos estilos que melhor casa com o tijolo rústico é o industrial. A tendência, que explora o uso de fiação aparente, móveis em madeira maciça e muito ferro, torna qualquer ambiente estiloso e funcional. O estilo industrial vai muito bem em cozinhas, salas de jantar e ambientes de lazer, como áreas gourmet ou varandas.

 

Sugestão de leitura: Ficou curioso? Então conheça o estilo industrial e saiba como deixá-lo aconchegante nessa matéria!

 

parede-tijolinho-rustico-industrial

Parede da sala de jantar com tijolinhos rústicos em estilo industrial e adesivos (Foto: Mon Blog de Décoration / Pinterest / Reprodução)

Conforto e personalidade

Se a sua intenção é criar um ambiente aconchegante e confortável com uma parede de tijolos aparentes, saiba que a decoração pode te ajudar a alcançar o resultado pretendido! A reflexão aqui deve ser uma só: “que tipo de itens podem trazer a sensação de ‘lar’ ao meu espaço?” A partir daí, é só deixar a criatividade fluir! Puffs, almofadas, luminárias, tapetes e enfeites podem ser explorados conforme mandar a imaginação!

É importante, claro, levar em conta a harmonização entre os itens e a disposição destes no espaço. Lembre-se de que, com excesso, a sensação de conforto pode ser convertida em seu extremo oposto!

 

Minimalismo e sofisticação

Se você pensava que a parede com tijolos aparentes não poderia ser parte de uma decoração minimalista, chegou a hora de mudar de ideia! Com os complementos certos, é possível criar um ambiente minimalista diferenciado, graças ao contraste entre a parede revestida e os móveis, que devem ser dispostos de forma geométrica, espaçada e sem excessos!

O segredo do minimalismo é utilizar apenas aquilo que, de fato, agrega no ambiente. Esse é um de seus diferenciais como técnica de decoração para driblar desafios, como o de ampliar um ambiente.

 

parede-tijolinho-marrom-minimalista

Parede de sala de estar com tijolos na cor marrom escuro em estilo minimalista (Foto: Pexels / Reprodução)

 

Pronto para ter sua parede de tijolinhos?

Agora que você viu como uma parede de tijolinhos pode ser bonita, diferente e charmosa, é só colocar a mão na massa! Brinque com os elementos decorativos para compor o cômodo e voilá! Um ambiente totalmente novo!

Visite o site da Telhanorte para encontrar os melhores itens para a construção e reforma, além de itens de decoração que vão deixar os cômodos muito bonitos. Você pode fazer suas compras do conforto da sua casa. Precisando da ajuda de nossos colaboradores para tirar dúvidas? Mande uma mensagem pelo WhatsApp! É simples, fácil e prático!

 

Edição de Camila Alexandrino e Vinicius Marques

Conheça os principais tipos de blocos de construção

parede-muro-tijolos-barro-ceramica

| Construção

Que o tijolo é a base de qualquer construção, todo mundo já sabe! Mas você sabia que existem diferentes tipos de tijolos e que cada um tem um uso específico dentro de uma obra?

 

Antes de começar a construir ou reformar, indicamos que você leia este guia com os tipos de tijolos em destaque no mercado. Pode parecer bobagem, mas é fundamental entender o básico de cada material, para garantir que os seus resultados sejam alcançados.

 

Blocos de cerâmica

Aquele tijolo tradicional e marrom, que você vê em toda obra, é um tijolo de cerâmica. Sua matéria-prima é basicamente o barro, permitindo um custo relativamente baixo. Além disso, possui alta resistência e um bom desempenho térmico. Por esses fatores se tornou o grande líder de mercado.

Um dos pontos negativos, entretanto, é a falta de padrão entre cada tijolo, o que pode gerar prejuízo para a obra, uma vez que é necessário quebrá-lo para poder realizar o encaixe correto das peças.

 

1. Tijolo baiano

É uma variação do tijolo de cerâmica. Ele possui 6 ou 8 furos e conta com ranhuras em suas laterais externas, o que melhora a aderência da argamassa. Como não possui boa resistência, ele é muitas vezes usado apenas para o fechamento de um projeto.

 

 

2. Tijolo maciço cerâmico

Os principais benefícios desse tipo de tijolo são:

– melhor acabamento;

– maior resistência;

– menor porosidade.

Sabe aquela parede de tijolos aparentes? Na maioria das vezes, elas são feitas com esse tipo de tijolo, pois ele deixa o acabamento mais bonito. Inclusive, esse tipo de parede é um dos itens principais do estilo industrial. Ele também não apresenta os orifícios comuns dos outros 2 tijolos que citamos anteriormente, o que permite maior isolamento térmico e acústico. É muito usado para decoração, sendo pouco utilizado e recomendado para a estruturação de paredes.

Os principais defeitos do tijolo maciço são o alto gasto de argamassa e a necessidade de mais tempo para finalizar a alvenaria.

 

 

3. Tijolo laminado

Esse modelo de tijolo é ótimo para muros e área externa. Ele pode ser encontrado tanto com furos quanto maciço e o que o diferencia dos demais tijolos é que sua superfície é laminada, tornando-se lisa. Ele apresenta uma ótima capacidade de isolamento termoacústico.

 

4. Tijolo refratário

O tijolo refratário é muito utilizando na construção de churrasqueiras, devido à sua alta resistência e baixa condutividade ao calor, além de funcionar como um isolamento termoacústico.

 

 

5. Bloco de concreto comum

Devido ao seu peso e massa, os blocos de concreto possibilitam um bom isolamento acústico, além de possuir outras vantagens como uma boa padronização (diferente do tijolo de cerâmica tradicional) e alta resistência. É também um tipo de bloco que precisa de menos argamassa, gerando mais economia em sua obra.

 

 

6. Bloco de concreto celular

Ao contrário do que o nome pode te fazer imaginar, esse bloco é leve e parece uma espuma dura.  É bastante útil para criar divisões, mas não tem quase isolamento acústico nenhum. É indicado para construções cujos locais não suportam estruturas pesadas, justamente pelo fato desses blocos serem leves.

 

 

7. Tijolo ecológico

Ele dispensa a queima do barro, é construído a partir do solo local, cimento e água, por isso é conhecido como tijolo ecológico. Também consome menos argamassa do que outros tipos de tijolos. Esse modelo tem dois furos em seu interior, necessários para a instalação de toda a parte elétrica da obra e não é indicado para a construção de vigas e pilares.

 

 

8. Bloco de vidro

Nossos dois últimos tipos de blocos são opções para decoração dos ambientes da casa. Além de decorarem, os blocos de vidro também são utilizados para compor e dividir ambientes. Possuem um custo elevado, por isso são usados em pequenos trechos da parede. Eles são ótimas opções para quem deseja aproveitar a luz natural, ao mesmo tempo, em que mantém certa privacidade.

 

 

9. Cobogó

O cobogó é um bloco vazado e tem uma vantagem clara sobre o tijolo de vidro: além de permitir passar a luz, também ajuda na ventilação de ambientes. Ele é muito utilizado na criação de ambientes diferenciados e sofisticados.

 

Leia mais: 4 tipos de cobogó para melhorar a decoração dos ambientes

 

 

E aí? Já sabe de qual bloco você precisa para a sua reforma? Na loja virtual da Telhanorte você encontra um departamento completo de blocos e tijolos. Faça seu pedido sem sair de casa e receba tudo no local indicado!

Não esqueça que só aqui na Telhanorte você encontra a maior variedade de materiais para construção, com o melhor preço do mercado. Acesse e confira!

 

 

Edição de Vinicius Marques e Camila Alexandrino