5 flores que são fáceis de cuidar | Blog Telhanorte
home > Área Externa > 5 flores que são fáceis de cuidar

5 flores que são fáceis de cuidar

kalanchoe-calanchoe-flor-vaso-casa-janela-luz-sol-cultivo-cuidados

| Área Externa

 

Confira dicas de cultivo de 5 espécies de flores que são fáceis de cuidar e ótimas para decorar a casa

 

Cultivar plantas dentro de casa é uma maneira de aliviar o estresse do dia a dia, além de dar ao ambiente uma beleza natural e leve. Plantas floridas trazem cor e alegria para o lar e dedicar um cuidado diário é uma ótima prática para o nosso bem-estar. Muitas pessoas, no entanto, acabam desistindo de manter plantas dentro de casa, ou por experiências negativas no passado, ou por achar que não terão capacidade de mantê-las vivas. Por isso, trouxemos aqui 5 flores lindas que, com o cultivo certo e dedicação, deixarão sua casa super estilosa.

 

5 flores para ter em casa

 

1. Antúrio

O antúrio é uma planta tipicamente tropical, muito encontrada nas casas brasileiras. O que chama a atenção em sua estrutura não são exatamente as flores (miúdas e espalhadas por cada espádice amarela), mas sim a folha modificada (espata), que serve para atrair os agentes polinizadores. Estas folhas são, geralmente, brancas ou avermelhadas, mas há diversas variedades genéticas disponíveis no mercado.

É uma planta que não necessita da luz intensa do sol. Os vasos de antúrio devem ser mantidos em lugares de meia-sombra, com a luz indireta solar. Também é recomendado que o antúrio receba os primeiros raios da manhã, sem deixá-los diretamente expostos por muito tempo. Ele é muito utilizado na decoração interna de ambientes naturalmente iluminados.

 

 

A rega deve ser moderada, apenas quando a terra estiver seca. Além disso, é importante regar diretamente no substrato, que deve ser poroso e conter matéria orgânica. Para incentivar o crescimento do antúrio, enriqueça a terra com fósforo e garanta que as raízes estejam todas devidamente enterradas. Outra dica é utilizar a fibra de coco. Para isso, limpe bem a fibra, para eliminar todo o excesso de tanino, e adube de maneira apropriada dentro do vaso.

Se as folhas do antúrio começarem a amarelar e desbotar, pode ser um sinal de que a planta está recebendo pouco sol, ou apenas indicar o envelhecimento natural das folhas. Para podar as folhas secas, corte diretamente na base com uma tesoura limpa, para evitar infecções bacterianas na planta. Vale dizer que o antúrio é uma planta tóxica. Por isso, é recomendado deixar fora do alcance de crianças e animais de estimação.

 

2. Copo-de-Leite

 

copo-de-leite-flor-branca-vaso-decoracao-cuidados-cultivo

Copo-de-leite (Foto: Antonio Gravante / Reprodução)

 

Nativo da África, o copo-de-leite possui uma beleza única. É da mesma família que o antúrio e o espatifilo e, assim como eles, é uma planta tóxica. Ele alcança até um metro de altura, é tolerante aos climas mais frios e não suporta climas rigorosamente quentes. Também como o antúrio, o copo-de-leite possui uma folha modificada ao redor da haste floral.

O copo-de-leite deve ser mantido em ambientes de meia-sombra, sem o contato direto com os raios solares das horas mais fortes. Sua rega deve ser frequente, pois é uma planta que gosta de um solo úmido, além de rico em matéria orgânica e fósforo.

 

3. Kalanchoe

Com mais de 200 variedades, a kalanchoe é uma suculenta pertencente à família Crassulácea, e seu florescimento ocorre, geralmente, no outono-inverno. Por armazenar água em suas folhas, a rega deve ser moderada. Em vasos que ficam dentro de casa, o indicado é regar a planta uma ou duas vezes na semana. Mas claro, deve-se monitorar a kalanchoe constantemente, colocando o dedo no substrato para medir a umidade. O solo não pode ser muito argiloso, nem conter excesso de matéria orgânica. Para compor o substrato, é recomendado forrar o fundo do vaso com pedras e misturar terra arenosa com adubo.

 

kalanchoe-calanchoe-flor-vaso-casa-janela-luz-sol-cultivo-cuidados-vaso

Kalanchoe, a Flor da Fortuna (Foto: Artursfoto / Reprodução)

 

Quando está fora do seu período de florescimento, a kalanchoe necessita de sol em abundância, para poder crescer saudável. Já quando está florida, você pode manter a planta dentro de casa, desde que próximo a uma janela ou teto claraboia. Caso as flores ressequem, pode com uma tesoura limpa e afiada nas bases das hastes, para que a kalanchoe volte a florescer.

 

4. Rosa do Deserto

A rosa-do-deserto, como o nome sugere, é uma planta habituada a lugares muito secos. Assim, a rega deve ser moderada, molhe apenas quando o solo estiver seco. Mantenha a rosa-do-deserto, de preferência, em ambientes que recebam luz do sol plena. O crescimento dessa planta é bem devagar, portanto não se preocupe com sua demora.

 

Rosa-do-deserto-flor-cor-branca-vaso

Rosa-do-deserto (Foto: Jaislene Andrade / Reprodução)

 

Para preparar o solo adequado, misture a terra com areia grossa e um pouco de matéria orgânica, resultando em um substrato drenante, para não empoçar água. Caso queira manter a planta dentro de casa, deixe-a sempre próxima a janelas e teto claraboia e não se esqueça de deixá-la tomando luz direta do sol por algumas horas.

É muito importante que a rosa-do-deserto não receba água em excesso e pouca luz do sol, caso contrário, ela irá apodrecer. A rosa-do-deserto também é tóxica a humanos e animais, portanto tome os devidos cuidados!

 

5. Orquídea Phalaenopsis

A orquídea Phalaenopsis, popularmente chamada de orquídea borboleta, é muito utilizada como decoração. Possui cores muito variadas, algumas delas produzidas artificialmente com corante. Essa planta é uma boa opção para ambientes internos, desde que recebam a devida quantidade de luz solar ao longo do dia.

Devem ser mantidas em ambientes de meia-sombra e a rega deve ser moderada. Por isso, sempre coloque o dedo no substrato, para checar se a terra realmente está seca e precisa de água. Ao regar, molhe apenas o solo e borrife um pouco de água na parte debaixo das folhas. Não molhe as flores, nem deixe acumular água no miolo central da orquídea, para não prejudicá-la.

 

orquidea-borboleta-phalaenopsis-cor-amarela-flor

Orquídea Phalaenopsis, conhecida como Orquídea Borboleta (Foto: Wallpaper Better / Reprodução)

 

Para preparar uma boa mistura de plantio para a orquídea Phalaenopsis, uma boa dica é usar carvão, casca de pinus e fibra de coco em pedaços. Já para estimular o florescimento da orquídea borboleta, deposite, de tempos em tempos, uma quantidade de canela em pó no substrato.

 

Procurando plantas e flores para a casa?

Você já sabe da novidade? Nas unidades físicas da Telhanorte, você encontra uma variedade de plantas para os ambientes domésticos. Visite nossas lojas e encontre cactos, suculentas, flores, orquídeas e outras opções de plantas que vão trazer alegria, beleza e um toque natural para sua casa!

 

9 ferramentas de jardinagem para um jardim florido

 

Por Vinicius Marques | Edição de João Victor Quintino