home > Organização de Casa > Tipos de infiltração: quantos existem? O que fazer para prevenir ou solucionar esse problema?

Tipos de infiltração: quantos existem? O que fazer para prevenir ou solucionar esse problema?

tema: Organização de Casa
#30 - 31 de janeiro de 2020

Sabia que existem diferentes tipos de infiltração e que esses são classificados de acordo com a sua origem?

Neste post vamos esclarecer isso e as causas da infiltração. Também vamos falar como você pode evitar o problema e o que fazer quando ele surge.

Quer saber tudo sobre o assunto? Então continue a leitura!

Quantos tipos de infiltração existem?

Quando procuramos a palavra infiltração no dicionário, uma de suas definições é “passagem lenta de um líquido através dos interstícios (espaços) de um corpo”.

Trazendo isso para as nossas casas, fica ainda mais clara a ideia que trata-se de um fluido, geralmente água, entrando por estruturas sólidas, como paredes e tetos.

Assim, chegamos aos dois tipos de infiltração existentes, que são separados de acordo com a sua origem:

  • quando o problema vem da parte externa do imóvel;
  • quando o problema vem da parte interna do imóvel.

Além das paredes e tetos citados anteriormente, esses dois tipos de infiltração podem atingir outras partes de um imóvel, tais como pisos, lajes, forros, coberturas e esquadrias.

O que causa infiltração?

As infiltrações que ocorrem de fora para dentro são as provenientes da umidade do solo, água da chuva ou problemas com lençóis freáticos.

Um dos fenômenos que pode acontecer dentro desse grupo é chamado de “umidade ascendente”, que é quando a água acumulada no solo sobe pelos tijolos e blocos.

Quando isso acontece, um dos primeiros sinais nas paredes é a formação de bolhas que danificam o reboco.

No entanto, há outros motivos que levam a esse tipo de infiltração, que são:

  • impermeabilizações de lajes malfeitas;
  • instalação incorreta de portas e janelas;
  • rompimento de tubulações hidráulicas;
  • piso instalado incorretamente;
  • fundações muito rasas;
  • rachaduras.

Já as infiltrações que ocorrem de dentro para fora, resultam de falta de revestimentos em áreas molhadas, como piscinas, banheiros e cozinhas, ou por vazamentos na parte hidráulica.

Infiltrações e vazamentos são a mesma coisa?

Muitas pessoas acham que infiltrações e vazamentos são a mesma coisa. Porém, saber identificar os tipos de infiltração e se realmente se trata disso ou de um vazamento, ajuda na hora de solucionar o problema.

Ainda que ambos sejam causados pelo mesmo agente, geralmente a água, há significativas diferenças entre esses transtornos.

No caso da infiltração, como dito anteriormente, trata-se de um excesso de umidade causado pela passagem de água em determinado ponto. Já o vazamento é caracterizado por um buraco ou abertura em estruturas de passagem de água.

Assim, enquanto a infiltração está mais relacionada a partes estruturais do imóvel, o vazamento está ligado a canos e tubulações.

Além disso, quando estamos falando de vazamentos, o volume de líquido é sempre superior ao apresentado na infiltração, inclusive com pressão. Outra diferença é que o vazamento pode ocorrer em qualquer época, ou seja, não depende de chuvas fortes, por exemplo, para acontecer.

É possível evitar algum desses tipos de infiltração?

Agora que você sabe os tipos de infiltração e suas principais causas, talvez a pergunta que esteja passando na sua mente seja: “Tem como evitar esse problema?”.

A melhor maneira de impedir que isso ocorra na sua casa é realizando a impermeabilização correta de todas as estruturas do imóvel.

Na fase da construção ou durante uma reforma residencial, por exemplo, é indicado utilizar aditivos impermeabilizantes na argamassa do reboco das paredes.

Outras formas de prevenir problemas com infiltração são:

  • utilizar silicone na parte externa das janelas;
  • fazer uso de mantas asfálticas em lajes;
  • instalar manta antirraiz em jardins;
  • utilizar tinta impermeável para a pintura de paredes externas.

Aqui, vale uma dica extra! Na hora de fazer algum tipo de instalação nas paredes, como quadros ou armários, tome cuidado para não atingir nenhum cano de água.

Quando o ponto atingido gera vazamento na hora, é fácil identificar o local e já resolver o problema. No entanto, nem sempre isso acontece. Em casos assim, mesmo que seja uma pequena perfuração na tubulação, a tendência é que o vazamento evolua e cause uma infiltração.

Por isso, antes de fixar qualquer objeto nas paredes, verifique o mapa hidráulico do seu imóvel.

Como acabar com a infiltração?

Mas caso tenha notado a presença de infiltração na sua casa, veja abaixo o que pode ser feito para solucionar o problema.

Comece identificando a origem

Para saber qual providência tomar para acabar com esse transtorno, é preciso começar identificando a sua origem. Esse primeiro passo é essencial, pois, para cada causa é utilizado um recurso diferente.

Assim, a partir do ponto de infiltração, analise de onde a água possa estar surgindo. Veja esses exemplos que pode lhe ajudar a ter um direcionamento:

  • um revestimento que está mal feito;
  • uma janela que não está devidamente vedada;
  • uma trinca na área externa que está facilitando a entrada de chuva;
  • uma tubulação que passa dentro da parede exatamente naquele local;
  • um banheiro no andar de cima que pode estar com um cano estourado ou com problema no revestimento.

Rodapés, calhas, telhas, lajes, paredes de divisa e alicerces são outros pontos que devem ser vistoriados, de acordo com o local da infiltração.

Por se tratar de uma análise minuciosa,  e até técnica, muitas vezes é necessário o auxílio de um profissional para identificar a origem da infiltração.

Realize os devidos consertos

Com a causa identificada, o próximo passo é sanar a origem do problema e consertar os estragos feitos pela infiltração.

Para que você tenha uma ideia dos reparos que podem ser feitos, vamos trazer alguns exemplos.

Trincas e rachaduras

Inicia-se com a raspagem do reboco. Após, é feita a secagem da região e a aplicação de produto impermeabilizante. Finaliza-se com a cobertura com novo reboco e pintura.

Calhas e telhas

O primeiro passo é trocar os elementos quebrados. Em seguida, é realizado o conserto da parede danificada, também com a remoção do reboco, secagem do local, aplicação de novo reboco e pintura.

Vazamentos

Um conserto de vazamentos deve sempre começar pelo fechamento do registro de água. Após, é preciso abrir todas as torneiras para que a água parada nos canos saia.

Localizado o cano ou tubulação que precisa ser reparado, é feita a secagem do local. Aqui, é possível vedar o ponto por onde a água está saindo, ou fazer a troca do trecho danificado. No caso de canos de PVC, o mais indicado é a substituição, seguida de nova vedação.

A opção entre uma solução ou outra depende da extensão do problema e da sua localização.

É fundamental também esperar a secagem completa da colagem e vedação para religar o registro de água.

Por que não se deve adiar o conserto?

Além de comprometer o visual, adiar o conserto de uma infiltração pode levar ao aumento do valor da sua conta de água (quando a origem for um vazamento).

O problema também pode ocasionar o surgimento de mofo nas paredes e comprometer a saúde das pessoas que utilizam o espaço.

Por isso, assim que identificar a infiltração e a sua causa, tome as atitudes necessárias para resolver. Os materiais que vai precisar para isso, por exemplo, você encontra aqui, na Telhanorte.

Impermeabilizantes, tintas para parede e muitos outros podem ser comprados em nossas lojas físicas ou na nossa loja virtual.

Acesse nosso site, escolha seus produtos e compre tudo on-line. Ou se preferir, peça através do nosso WhatsApp ou televendas!